FACULDADES INTEGRADAS UNICESP DIREÇÃO ACADÊMICA Coordenação Geral de Trabalho de Conclusão de Curso - CGTCC

ORIENTAÇÕES GERAIS: TCC – TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

Brasília, 2009.

SUMÁRIO 1. Apresentação 2. A iniciação científica nos cursos de graduação das Faculdades Integradas Unicesp 3. Objetivos 4. Sistemática de operacionalização do TCC a. Participantes b. Tema c. Produto d. Momento 5. Metodologia para o desenvolvimento do TCC a. Estrutura geral do Projeto de Pesquisa b. Estrutura geral da Monografia c. Estrutura geral do relatório Técnico – Científico 6. O processo de orientação 7. As atribuições dos participantes do TCC a. Da Coordenação Geral de TCC b. Da Coordenação de Curso c. Do professor Orientador d. Do Co-orientador e. Do aluno(orientando) 8. As grandes áreas de pesquisa a. Educação b. Tecnologia c. Ciências Gerenciais d. Comunicação Social e. Gestão 9. Sistemática de avaliação 10. Regulamentação sobre os procedimentos finais 11. Calendário de TCC 12. Referências 13. Anexos ANEXO A – Instrumentos de acompanhamento do processo de TCC ANEXO B - Modelos

2

Neste sentido. Nesse sentido. em todas as elaborações pedagógicas. é o centro das discussões propostas por esta instituição de ensino superior. do olhar criterioso sobre a complexa e diversificada realidade em que estão inseridos. que compreendem que a qualidade do ensino a que se propõem passa necessariamente pelo desenvolvimento de atividades de ensino. a promoção de um ensino superior de qualidade por meio da formação de profissionais altamente qualificados em diferentes áreas do conhecimento. Em geral. o UNICESP decidiu por criar a Coordenação Geral de TCC. Uma concepção construída a partir da escuta dos diferentes sujeitos envolvidos no processo. APRESENTAÇÃO As Faculdades Integradas UNICESP têm como principal objetivo. 3 . Esta coordenação foi proposta na expectativa de articular e mediar o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de todos os cursos das diferentes unidades .que totalizam hoje. 2. o investimento numa formação alicerçada na pesquisa científica tornou-se uma meta perseguida de forma sistemática pela instituição e. em 1996. o resultado deste esforço tem se traduzido em diferentes produções. que será apresentado neste documento que trata das “Orientações Gerais de TCC”. de forma particular. constituindo-se sujeitos sociais críticos e ativos. vem reafirmando o seu compromisso em formar profissionais com consciência crítica e. especialmente nos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCCs) que se constituem em atividade obrigatória prevista na Matriz Curricular da maioria dos Cursos de Graduação do UNICESP. A INICIAÇÃO CIENTÍFICA NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO UNICESP As Faculdades Integradas UNICESP desde a sua criação. capazes de intervir sobre a realidade de forma a contribuir para a construção de uma sociedade mais justa e fraterna. Fundamentada nesta compreensão a pesquisa tem sido alçada a condição de prática a ser exercitada no cotidiano acadêmico. pela Direção Acadêmica. que irão conformando o perfil dos profissionais que aqui são formados. como uma construção que deve ir se desenvolvendo a cada semestre por meio das disciplinas. desenvolver a iniciação científica e consolidar a pesquisa como a articuladora das diferentes disciplinas e saberes desenvolvidos nos cursos.1. na expectativa de assegurar cada vez mais qualidade ao processo pedagógico que aqui se realiza. Ciente da importância desta atividade para a formação acadêmica dos profissionais egressos do UNICESP. Uma concepção que compreenda o TCC como uma forma de síntese e integração dos conhecimentos adquiridos ao longo do curso. pesquisa e extensão. seja na forma de iniciação científica ou de propostas mais avançadas. busca-se a construção da unidade entre os diferentes cursos de graduação. devidamente qualificados para enfrentar o mundo do trabalho. Nesse sentido. quatro unidades. constitui-se em um desafio que o UNICESP define enfrentar por meio da construção de um processo rigoroso e unificado de pesquisa acadêmica. A busca incessante pela qualificação profissional que autorize os egressos desta IES a inseriremse no mundo do trabalho. como proposto em seus diferentes cursos de graduação. uma unidade que como tal deve se consolidar no respeito às diferenças e especificidades próprias de cada um. A Coordenação Geral tem como tarefa consolidar junto à comunidade acadêmica uma concepção unitária sobre o TCC.

c) Propiciar a realização de experiências iniciais de pesquisa possibilitando condições de progressão acadêmico – profissional. 3. crítico – reflexiva e criativa do aluno. inserida na dinâmica da realidade local. nos casos dos cursos que de acordo com suas especificidades. Quanto aos participantes: o TCC deverá ser elaborado individualmente. 2 . SISTEMÁTICA DE OPERACIONALIZAÇÃO DO TCC Na construção do TCC. OBJETIVOS a) Contribuir para o desenvolvimento da capacidade científica. Quanto ao tema: o tema do TCC deverá se relacionar à área de formação oferecida pelo curso. natureza da habilitação profissional definam esta conformação como um requisito de qualidade de sua prática educativa.Execução deste projeto estruturando-o na forma de uma investigação cujos resultados possam contribuir para aprofundar as reflexões a cerca da temática em pauta. para isto deverá realizar interfaces com as disciplinas de modo a contribuir para a reflexão teórica. O resultado do trabalho deve ser submetido à apreciação da comunidade científica através de bancas de avaliação. por isto mesmo sua elaboração escrita. Nestes casos o número de participantes será definido até o limite máximo de três (03) alunos (as) por grupo. ampliando e consolidando a iniciação científica.Considerando-se que o TCC constitui-se em um momento de potencialização e sistematização de habilidades e conhecimentos adquiridos ao longo da graduação na forma de pesquisa acadêmico – científica. serão autorizadas produções coletivas. g) Servir como requisito parcial na conclusão do curso. 4. trata-se de uma experiência fundamental na formação profissional. articulando seu processo formativo. b) Assegurar a coerência no processo formativo do aluno.Elaboração de um projeto de pesquisa cujo tema deve estar associado à habilitação profissional definida em cada curso. É uma escolha do aluno( orientando) sob a supervisão do orientador. Enquanto um trabalho científico o TCC deve respeitar os parâmetros da Ciência. regional e nacional. que articula os conhecimentos apreendidos pelo aluno ao longo do curso a sua área de formação. e) Garantir a abordagem científica de temas relacionados à prática profissional. o desenvolvimento de práticas e de metodologias. independente da habilitação que se está pleiteando e do produto final a ser apresentado três etapas precisam ser observadas: 1 . 3 – Avaliação pela comunidade acadêmica e socialização dos resultados. na busca por assegurar ao TCC um caráter diferente do que normalmente é dado aos demais trabalhos realizados pelos alunos e possibilitar que ele seja de fato um trabalho de síntese. mas. 4 . contribuindo para a realimentação dos conteúdos programáticos das disciplinas integrantes do currículo. d) Sistematizar o conhecimento adquirido no decorrer do curso. O cumprimento destas etapas não se constitui em mero ritual. deve pautar-se pelas normas estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas ( ABNT). f) Subsidiar o processo de ensino. entretanto.

a elaboração do TCC ocorre ao final do curso. a elaboração do projeto compreende as seguintes etapas: a) definição do tema b) levantamento de referencial bibliográfico relacionado ao tema. A estrutura do Relatório Monográfico está descrita no item 5.Em alguns casos particulares. sob a orientação permanente de um docente-pesquisador. será desenvolvido no penúltimo semestre de cada curso. nos dois últimos semestres(TCC 1 e TCC 2). d) levantamento dos procedimentos metodológicos a serem utilizados.Quanto ao produto: o resultado da produção científica poderá assumir diferentes formas desde que compatíveis com o rigor próprio de uma produção acadêmico-científica. Quanto ao momento: na Graduação. c) leitura.1) g) defesa ante uma banca avaliadora composta pelo orientador e um professor indicado pela CGTCC. explicitando as etapas a serem alcançadas. No TCC 2. METODOLOGIA PARA O DESENVOLVIMENTO DO TCC 5. No TCC1 o aluno. 5.1) Estrutura Geral do Projeto de Pesquisa              O Projeto de pesquisa é organizado em elementos pré – textuais .A variação na forma visa a atender as especificidades dos diferentes cursos e o perfil profissional que se pretende construir.1 e do Relatório Técnico Científico no item 5.1. 5.1.1.2. o TCC será desenvolvido em um único semestre como prevê a grade curricular do curso. Em linhas gerais os cursos do UNICESP produzirão ao final do TCC 1 um Projeto de Pesquisa.2. 2002) ou um Relatório Técnico Científico (NBR 10719. Segundo Severino (2002:59) um projeto bem elaborado traduz a definição e o planejamento do “caminho a ser seguido no desenvolvimento do trabalho de pesquisa e reflexão. sob a orientação de um orientador deverá elaborar um Projeto de Pesquisa. os instrumentos e estratégias a serem usadas”. define-se como trabalhos finais a serem apresentados à banca avaliadora um Relatório Monográfico(NBR 14724.1) TCC 1 – em geral. textuais e pos. e) definição de um cronograma de atividades a serem desenvolvidas na pesquisa. Neste sentido. identificado como orientador.textuais: Capa Folha de rosto Folha de aprovação } Pré . cuja estrutura está reproduzida no item 5. f) elaboração e apresentação do Projeto de Pesquisa (conforme 5.2.1 destas orientações . 1989) de acordo com o produto desenvolvido por cada curso.textuais Dedicatória* Agradecimentos* Epígrafe* Sumário Apresentação Justificativa Objetivos } Textuais Referencial teórico Procedimentos metodológicos Cronograma 5 . fichamento e resenha da literatura pertinente.

 Referências } Pós . fonte 12.2) 5.1) Estrutura Geral da Monografia Elementos Pré.1).Textuais:                 Capa Lombada* Folha de rosto Errata* Folha de aprovação Propriedade intelectual de TCC Dedicatória(s)* Agradecimento(s)* Epígrafe* Resumo na língua vernácula Resumo em língua estrangeira Lista de ilustrações* Lista de tabelas* Lista de abreviaturas e siglas* Lista de símbolos* Sumário.2.2. Quanto as suas dimensões não deverão apresentar menos que 35 e mais que 100 páginas em espacejamento 1. Os trabalhos práticos deverão ser acompanhados de um Relatório Técnico Científico ( item 5. elaborado em acordo com a ABNT será apreciado por uma banca constituída pelo orientador e mais dois outros professores docentes – pesquisadores. trabalho científico de tipo especial “que reduz sua abordagem a um único assunto.5. Os elementos destacados com asteriscos (*) são opcionais. Elementos Textuais: 6 .2) TCC2 constitui-se no momento de desenvolvimento do projeto de pesquisa e elaboração do produto final delineado no projeto de acordo com o curso. 5. a um único problema”(SALOMON. O trabalho final. No Anexo C serão apresentados modelos dos elementos obrigatórios. No caso das monografias.2002:129) deverão apresentar elementos pré-textuais. O trabalho final poderá se configurar como uma monografia ou um trabalho prático a depender da especificidade de cada curso.textuais em conformidade com a ABNT (item 5. textuais e pós .2. times new roman.1973:219 apud SEVERINO.textuais  Apêndices Os elementos destacados com asteriscos (*) são opcionais.

na qual se apresentam as conclusões correspondentes aos objetivos ou hipóteses” (NBR 14724. etc que seria a Configuração Geral do Trabalho. que relações pode estabelecer com os objetivos propostos. Divide-se em seções e subseções. 5). 2002. técnicas de coleta e análise de dados. desenvolvimento e conclusão. Em geral as seções e subseções são traduzidas em capítulos. p. Se este foi dividido em capítulos. problematiza-se o tema. quais as impressões que ficaram após esta caminhada. Na parte introdutória. que contém a exposição ordenada e pormenorizada do assunto. é comum desenvolver-se questões relativas à Abordagem Metodológica.” Isso significa que uma monografia não tem que apresentar necessariamente sugestões. 5) a introdução “é a parte inicial do texto. projeção. repercussão. 2002. além da metodologia adotada no tratamento da questão em análise. caráter indicativo. Introdução. ou seja. O pesquisador deve procurar construir títulos criativos para a abertura dos capítulos. tendo em vista que. objetivos da pesquisa e outros elementos necessários para situar o tema do trabalho”.  Conclusão ou considerações finais É “a parte final do texto. O desenvolvimento é para a NBR (14724. p. Do ponto de vista da formatação é fundamental que os capítulos guardem um certo equilíbrio quanto ao número de páginas. este é o relato de algo que já foi realizado. onde devem constar a delimitação do assunto tratado. 5) a “parte principal do texto. que “é opcional apresentar os desdobramentos relativos à importância.  Desenvolvimento. encaminhamento e outros. o universo e amostra da pesquisa) e as dificuldades. com base na metodologia apresentada no projeto de pesquisa o autor explicita como realizou a pesquisa (método. mas. em que parte do trabalho o leitor situará elaborações e análises feitas.”Compreende a explicação. O trabalho terá quantos capítulos quanto o (a) autor (a) considerar necessários. não necessariamente tem caráter conclusivo. Geralmente os capítulos associam-se as principais categorias de análise sobre as quais o pesquisador se dedicou tanto na elaboração teórica quanto na análise dos dados (confronto entre o teórico e o empírico). De acordo com a NBR 14724 (2002. O tempo verbal utilizado será o pretérito. É interessante que cada capítulo seja organizado com uma introdução. o autor pode indicar a sua origem (justificativa) e mostrar a relevância deste estudo e a indicação dos limites do tema. Ou seja. discussão e a demonstração(dedução lógica). Ainda que a NBR refira-se a conclusões é comum o uso da expressão Considerações Finais tendo em vista que este é o momento em que o pesquisador deve demonstrar o que aprendeu com a pesquisa. síntese. p. A Norma cita ainda. acabado. sim. Ainda na introdução é possível a presença de um texto sucinto onde o autor anuncia ao leitor como o relatório foi estruturado. que variam em função da abordagem do tema e do método. encontradas. 7 . Ao situar o problema. mas. por ventura. portanto.

Lista de ilustrações Sumário Texto  Introdução  Desenvolvimento  Conclusões e/ou recomendações Pós – liminares ou pós – texto        Anexos Agradecimentos* Referências Glossário* Índice(s)* Ficha de identificação do relatório Lista de destinatários e forma de acesso ao relatório* 8 . etc. não deverá apresentar menos que 35 e mais que 100 páginas. visa pura e simplesmente historiar seu desenvolvimento. espacejamento 1.obtidos (2002:174) De acordo coma norma técnica(NBR 10719.Elementos Pós-textuais:      Referências Glossário* Apêndice(s)* Anexo(s)* Índice(s)* 5. O autor destaca ainda que o Relatório além de se referir a um projeto ou a um período em particular.) não devem ser confundidos com o Memorial”. muito mais no sentido de apresentar os caminhos percorridos. frente e verso) Folha de rosto (ou ficha de identificação do relatório) Prefácio ou apresentação* Resumo Lista de símbolos.5. digitadas em times new roman. fonte 12. abreviaturas.1989) um relatório técnico científico é composto das seguintes partes: Preliminares ou pré-textos        Capa (primeira e segunda..2) Estrutura Geral do Relatório Técnico Científico O relatório de pesquisa a ser produzido após a implementação de um projeto relativo a atividades práticas será organizado na forma de um Relatório Técnico Científico que.. isto é. de descrever as atividades realizadas e de apreciar os resultados – parciais ou finais. assim como a Monografia. Segundo Severino (2002:174) “os Relatórios de Pesquisa (.2.

.convocar sempre que necessário os orientadores para discutir questões relativas à organização. quando for o caso. as eventuais substituições de orientadores e a composição das Bancas Avaliadoras.organizar em acordo com as coordenações de curso os Encontros Semestrais de TCC. de acordo com as áreas de pesquisa delimitadas no regulamento específico.participar da organização dos Encontros Semestrais de TCC. por meio de documentos específicos a listagem de orientadores e orientandos e a composição das bancas. nos casos dos trabalhos desenvolvidos coletivamente.emitir declaração atestando a participação dos docentes em bancas. AS COMPETÊNCIAS 7.encaminhar à Coordenação de TCC. . em momento específico constante da grade horária do curso. organização. . . O professor orientador será credenciado em Grandes Áreas e Linhas de Pesquisa de acordo com sua formação. . elaborado Coordenação Geral . A orientação deverá ocorrer de forma sistemática.CGTCC Compete à Coordenação Geral: .elaborar calendário específico de TCC em consonância com o calendário semestral do UNICESP. . 7.emitir parecer sobre o regulamento específico do TCC.2. .articular-se com a coordenação de cursos para compatibilizar diretrizes. a relação de acadêmicos matriculados em TCC. com um tempo mínimo de 30 minutos semanais. 9 . Os orientadores serão indicados pelos Coordenadores de Curso e deverão possuir titulação em nível mínimo de Mestrado. 7.homologar a listagem de alunos por orientador. . Terceira e quarta capas * Elementos complementares (opcionais) 6. desenvolvimento e avaliação do TCC. para efeito de qualificação profissional. por orientando ou grupo. O PROCESSO DE ORIENTAÇÃO A orientação de TCC entendida como processo didático-pedagógico será de responsabilidade dos docentes-pesquisadores do UNICESP. .definir os critérios para a escolha dos professores orientadores. e desenvolvimento dos trabalhos. .coordenar o processo de constituição das bancas e definir o cronograma de apresentação dos trabalhos em acordo com a coordenação do curso.divulgar.coordenar a elaboração do Regulamento Específico de TCC em conjunto com as Coordenações de Curso. Da Coordenação de Curso . . para o caso específico. das áreas do conhecimento.disponibilizar professores para orientação de TCC. Somente serão aceitos especialistas. planejamento. atuação e interesse profissional. no início de cada semestre letivo. o processo de substituição de orientadores.1 Da Coordenação Geral de TCC .definir as Grandes Áreas de Pesquisa. que a instituição não possuir profissionais com a qualificação (habilitação) requerida.acompanhar. . credenciados junto à Coordenação Geral de TCC.

orientando-se pelos critérios estabelecidos pela CGTCC. .5 Do aluno (orientando) . as notas parciais. buscou-se organizar os diferentes cursos em grandes áreas do conhecimento.Os regulamentos específicos do TCC poderão estabelecer a figura do co-orientador para os casos em que não houver docente . -estabelecer o plano e cronograma de trabalho em conjunto com o orientando.participar de bancas como avaliador convidado. as atividades desenvolvidas durante o processo de orientação. .participar dos Encontros Semestrais de TCC. Outro aspecto considerado diz respeito às demandas sociais em cada uma das áreas de conhecimento e a disponibilidade de professores docentes pesquisadores nos quadros da instituição. no meio e final do semestre.encaminhar à CGTCC. Tecnologia.verificar o horário de orientação e cumpri-lo . . 10 . 6.avaliar o trabalho do aluno. o centro de atenção é a formação do aluno UNICESP. . Gestão e Comunicação Social Na expectativa de focar as áreas específicas de formação de forma que se possa realizar estudos teóricos e práticos centrados nas modalidades desenvolvidas no âmbito de cada curso.orientador . em acordo. . as grandes áreas foram subdivididas em linhas de pesquisa. .pesquisador habilitado na temática escolhida pelo acadêmico. emitir parecer a ser encaminhado à Banca Avaliadora.assinar a ficha de acompanhamento das orientações ao final de cada sessão de orientação.propor à Coordenação do Curso nomes para a composição da banca. Ciências Gerenciais.informar o orientando sobre os procedimentos. nas mais diferentes abordagens. Ou seja. normas e critérios de avaliação. de forma que se possa garantir qualidade e rigor científico às iniciativas científicas desenvolvidas. inicialmente o perfil do profissional proposto em cada projeto pedagógico dos cursos desta IES. GRANDES ÁREAS DE PESQUISA A definição de grandes áreas de pesquisa tem como referência. em caso de aprovação. após ouvir os orientadores. em datas a serem definidas no calendário específico de TCC. .informar-se sobre as normas e regulamentos do TCC . analisados pela CGTCC.cumprir o plano e programa estabelecido em conjunto com seu orientador . com as áreas de interesse instituídas pelo UNICESP conformando um total de 05 grupos. 7. 7. . acompanhar e avaliar o desenvolvimento do trabalho em todas as suas fases. incluindo as considerações da Banca e a nota final.presidir a banca avaliadora do trabalho do orientando. assim identificadas: Educação.orientar.participar dos Encontros Semestrais de TCC 8. Nesse sentido. .definir a temática do TCC em conformidade com a área de formação estabelecida pelo Projeto político Pedagógico do curso . relação geral de professores que comporão as Bancas Avaliadoras.encaminhar à CGTCC ficha de acompanhamento das avaliações..4 Do Co . ou em casos excepcionais.registrar na pauta a freqüência.3 Do Professor Orientador .

Produção Publicitária e Produção Audiovisual.8. i) Língua e Lingüística j) História.2: Área de Tecnologia:inclui os cursos de Desenvolvimento de Sistemas WEB. publicidade)/ Comercial f) Qualidade e Inovação g) Contabilidade Pública h) Contabilidade de Custos i) Teoria da Contabilidade j) Administração Pública e 3º setor (Ong. Redes de Computadores e Segurança da Informação. Linhas de Pesquisa: a) Jornalismo e Sociedade b) Imagem e Som c) Estudos da Pesquisa da Publicidade e Propaganda d) Teorias e Novas Tecnologias da Informação e) Meios de Significação e Novas Mídias 11 . Administração com Habilitação em Análise de Sistemas e Ciências Contábeis. Educação e Sociedade k) Organização do Trabalho Pedagógico l) Literatura. Logística e Administração de Materiais c) Finanças e Contabilidade d) Recursos Humanos / Gestão de Pessoal e) MKT (vendas.3: Área de Ciências Gerenciais: inclui os cursos de Administração. Fundações. Desenvolvimento de Software. ao Desenvolvimento H.1: Área de Educação: inclui os cursos de Pedagogia e Letras. Linhas de Pesquisa: a) Tecnologia da Informação b) Segurança c) Gerência d) Desenvolvimento de Sistemas e) Infra-Estrutura f) Inclusão Digital 8. Cultura. Linhas de Pesquisa: a) Tecnologia da Informação b) Produção. Linhas de Pesquisa: a) Ensino e Aprendizagem b) Políticas Públicas e Planejamento c) Currículo Multiculturalismo e Avaliação Educacional d) Gestão da Educação e) Novas Tecnologias em Educação f) Pedagogia Empresarial g) Fundamentos da Educação h) Fatores de Risco e Prot.4: Área de Comunicação Social: inclui os cursos de Jornalismo. comunicação. Ocip) l) Inteligência Competitiva m) Planejamento Estratégico 8. e Aprend. Cultura e Sociedade m) Educação e Inclusão Social 8.

proferir comentários na data de apresentação do TCC tanto sobre o trabalho escrito quanto à exposição oral. é relação dialética entre orientando e orientador na construção de conhecimento. que deverão se referenciar também nas considerações realizadas pelas bancas. Gestão de Marketing. Nesta perspectiva. a coerência entre problema de investigação e a validade argumentativa na correlação entre pressupostos. . buscar apreender o processo de elaboração desenvolvido pelo aluno durante todo o período de construção do trabalho. a avaliação final será estruturada pelo orientador e co – orientador. SISTEMÁTICA DE AVALIAÇÃO Avaliação é ato pedagógico. Financeira e Tributária Gerenciamento de Equipes 9. 12 .avaliar o TCC. mas deve sim. Gestão Financeira e Tributária e Gestão de Recursos Humanos. postulados e corroboração empírica.f) Políticas de comunicação g) Semiótica h) Comunicação e Cultura i) Jornalismo Científico 8.5: Área de Gestão: inclui os cursos de Gestão Ambiental. como a avaliação não pode se reduzir à apreciação deste ou daquele momento. como a possibilidade de expor o seu potencial argumentativo e a sua capacidade de articulação e coerência na construção de idéias acerca de um determinado fenômeno. quando for o caso. . Entretanto. fazendo quando necessário. Integrado e Sustentável Contabilidade Gerencial. o TCC é processo ensino-aprendizagem. por meio de Bancas Avaliadoras a serem instaladas em momentos definidos pela Coordenação Geral de TCC em conformidade com as coordenações de cursos. À banca cabe avaliar a consistência lógica da investigação.emitir parecer pela aprovação ou reprovação do trabalho apresentado.preencher a ficha de avaliação apresentada pela Coordenação Geral. para o aluno a banca deverá representar não só um momento privilegiado para discutir e esclarecer suas proposições e questões levantadas durante a investigação. Linhas de Pesquisa: a) b) c) d) e) f) g) Sistema de Informação para Gestão Relacionamento dos atores com Processo de Negócio Responsabilidade Sócio-Ambiental Gerenciamento de Processo de Vendas Desenvolvimento Local.Como toda produção que se propõe científica o TCC deverá ser submetido à apreciação da comunidade acadêmica do UNICESP. quando for o caso. as sugestões de reformulações no trabalho. Nesse sentido a Banca Avaliadora deverá: . nesse sentido. O TCC é processo ensino-aprendizagem. sob o rigor científico e cumprimento às normas da ABNT .

nos casos em que não conste do quadro desta IES profissionais com a referida titulação. para tanto. utilizando o software Mocrosoft Word 2000 ou versão mais atualizada à Coordenação do Curso.1) PRÉ-BANCA Antes da Banca de Avaliação. para o caso do TCC 1 e 3 (três) para o TCC 2. Um exemplar de cada trabalho de TCC 2 aprovado pela Banca Avaliadora fará parte do acervo do UNICESP. o especialista deverá possuir reconhecido conhecimento a respeito da temática a ser avaliada. não demandará ônus para o UNICESP. em prazo constante do calendário de TCC. deverão ser entregues ao orientador. Este exemplar será encadernado de acordo com um padrão definido pela CGTCC. visando assegurar uniformidade dos trabalhos apresentados. O avaliador convidado deverá atender aos mesmos critérios de titulação (qualificação) e domínio da área de conhecimento a ser avaliada. desde que autorizada pela CGTCC. poderão ser solicitas também outras formas de mídia relacionadas ao produto desenvolvido durante a pesquisa. na condição de convidado. Será aceita a participação na Banca Avaliadora de professor não integrante do quadro efetivo do UNICESP. 9. O resultado final de avaliação do aluno (a) (nota) somente será divulgado após o cumprimento das etapas finais de TCC. e a sua participação deverá se constituir em ato gracioso. no caso de TCC1.2) PÓS – BANCA Após a Banca de Avaliação do TCC 2. Neste caso. e três (03) professores no TCC 2.A Banca Avaliadora será constituída por dois(02) professores. que possuam titulação mínima de Mestre e qualificação que tenha identidade com a área da problemática em questão. Momento em que o aluno deverá entregar uma cópia impressa e outra em meio magnético(disquete ou CD). ou seja depois da defesa e aprovação. Em casos específicos. o aluno terá o prazo de 10 (dez) dias para efetuar as devidas correções e/ou considerações feitas pela banca. Estes encontros serão organizados pela CGTCC em acordo com as coordenações de cursos de forma a responder 13 . O primeiro membro da banca é o professor orientador e cabe a ele presidir o processo de avaliação. ou seja. 10. CALENDÁRIO DE TCC Em cada semestre ocorrerão dois Encontros de TCC no UNICESP. REGULAMENTAÇÃO SOBRE OS PROCEDIMENTOS FINAIS 9. o aluno deverá autorizar a utilização por meio de ficha específica que será encaminhada pela CGTCC. que os demais avaliadores. 2 (duas) cópias impressas e encadernadas. O orientador repassará as cópias à Coordenação de Curso que se responsabilizará por encaminhá-las aos membros da Banca Avaliadora. Somente será aceita a participação do especialista. para obter a aprovação final. A banca de avaliação constitui-se em processo público que deverá ser devidamente divulgado pela CGTCC. 11.

NBR 10719: apresentação de Relatórios Técnico-científicos.pelas questões gerais da pesquisa e pelas especificidades de cada curso. ____.NBR 14724: informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro. 2002.2002. Tanto os Encontros quanto as reuniões constarão do Calendário Letivo e serão divulgados no início do semestre. ao longo do semestre letivo.2003. 2003. Metodologia do Trabalho Científico. NBR 6028: informação e documentação: resumo: apresentação. 22. NBR 10520: informação e documentação: citações em documentos: apresentação. 1989. Rio de Janeiro. REFERÊNCIAS ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Rio de Janeiro. Antônio Joaquim. ____. 14 . Rio de Janeiro. 2002.ed. para avaliação e acompanhamento do processo. entre orientadores e CGTCC. reuniões específicas. 12.NBR 6027: informação e documentação: sumário:apresentação. 2002. ____. Rio de Janeiro. SEVERINO. Além dos Encontros serão realizados. NBR 6023: informação e documentação: referências: elaboração. Rio de Janeiro. Tais encontros visam a instrumentalizar orientadores e orientandos na construção do seu processo de pesquisa e consolidar a unidade na pesquisa desenvolvida no âmbito do UNIICESP. ____. São Paulo:Cortez. ____.

ANEXO A .Instrumentos de acompanhamento do processo de TCC (modelos) 15 .

....Justificativa Relevância do assunto: 3....... TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO .......Tema do Projeto (assunto):__________________________________________________ 2..... o orientador ou ou orientadora indicado(a) é:_______________________________ Assinatura do Orientador ou Orientadora _____________________________________________ 16 ..............Parecer da Coordenação de Curso ( direcionamento para área de pesquisa compatível) O tema apresentado é compatível com a área _________________________________ e.INSTRUMENTO 01 PROPOSTA / JUSTIFICATIVA Nome Aluno(s) a) b) c) Matrícula E-mail Telefone 1...........Curso ................

.........Reuniões realizadas Orientador(a) / Co-orientador(a) Data Assuntos Tratados Recomendações Rubrica do Aluno(a) Observações sobre o aluno/grupo 17 ............ TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ..................INSTRUMENTO 02 ACOMPANHAMENTO DE ORIENTAÇÃO DO TCC 1-Título do Projeto: __________________________________________________________ Nome Aluno(as) a) b) c) 2...Curso ......................

.... TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ..INSTRUMENTO 03 ACOMPANHAMENTO DE ORIENTAÇÃO TCC 1-Título da Monografia: ________________________________________________________ Nome Aluno(as) a) b) c) 2...................................Curso ..........Reuniões realizadas Orientador(a) / Co-orientador(a) Data Assuntos Tratados Recomendações Rubrica do Aluno(a) Observações sobre o aluno/grupo 18 .............

............ TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ............Curso .............INSTRUMENTO 04 ACOMPANHAMENTO OFICINA DA PALAVRA 1-Título _____________________________________________________________________ Nome Aluno(as) a) b) c) 2.........Reuniões realizadas Orientador (a) / Co-orientador (a) Data Tópicos Discutidos Retorno Rubrica Professor(a) Rubrica Aluno/a Ciente Data: ___/___/_____ ________________ Orientador __________________ Co-orientador Data: ___/___/_____ ____________ __________ ____________ Aluno(s) 19 ....................

............................Justifique no verso: 3...... 1-Título: _____________________________________________________________________ Nome Aluno(as) a) b) c) Matrícula E-mail Telefone 2...........Assinaturas Ciente Data: ___/___/_____ ________________ Orientador __________________ Co-orientador ____________ __________ ____________ Aluno(s) Data: ___/___/_____ 4..............Considerações do(s) Orientador(as) Professor(a) Telefone Indicação para Banca Avaliadora O trabalho do aluno(a)/grupo está: □ Apto à banca □ Inapto à banca .....................Justificativa para a não indicação do aluno/grupo à banca 20 ...........INSTRUMENTO 05 INDICAÇÃO PARA BANCA AVALIADORA – Curso .TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO .....

..........TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ...Domínio Conceitual DMA ......INSTRUMENTO 06-A AVALIAÇÃO DA BANCA TCCI Curso ...Formatação do Trabalho Regular Bom Excelente Regular Bom Excelente 21 ....Referências FT . 1-Título do Projeto: ______________________________________________________ Nome Aluno(as) Matrícula E-mail Telefone Banca avaliadora Rubrica 2....Revisão da Literatura ME – Metodologia RE ...Apresentação escrita Ruim PT ..........Apresentação oral Ruim CI ....Coerência de Idéias DO .Domínio do Material de Apoio 3...Proposta de Trabalho JU – Justificativa RL .Domínio da Oralidade DA – Domínio da Argumentação DC ...

O Projeto do aluno/grupo está: □ Aprovado □ Reprovado . (neste espaço deverão constar as considerações e proposições do avaliador(a)).Parecer final da banca 5.Justifique: 4 .Comentário da Banca Avaliadora. 22 .

Coerência de Idéias DO .Título da Monografia ________________________________________________________ Nome Aluno(as) A) B) C) Banca avaliadora 122.....INSTRUMENTO 07-A AVALIAÇÃO DA BANCA MONOGRAFIA Curso .............TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ....... 1...............Apresentação Oral Ruim Aluno(as) A Aluno(as) B Aluno(as) C Aluno(as) A Aluno(as) B Aluno(as) C Aluno(as) A Aluno(as) B Aluno(as) C Aluno(as) A Aluno(as) B Aluno(as) C Aluno(as) A Aluno(as) B Aluno(as) C Regular Bom Excelente Rubrica Matrícula E-mail Telefone CI .Domínio Conceitual DMA – Domínio do Material de Apoio 23 ..............Domínio da Oralidade DA -Domínio Argumentação DC .....

Proposta de Trabalho RL .Comentário da Banca Avaliadora.Apresentação Escrita Ruim Regular Bom Excelente PT .Revisão da Literatura DT .Justifique: 5. (neste espaço deverão constar as considerações e proposições do avaliador(a)).Apresentação Resultados RE .Desenvolvimento Trabalho AR . 24 .Referências FT .Parecer final da banca A Monografia do aluno(a)/grupo está: □ Aprovado □ Reprovado .Formatação do Trabalho 4.3.

.. 1..Assinatura Data: _______/_______/_____ ____________________________________________ Orientador 4...Comentário do orientador(a).... 25 .............TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ....Considerações do(a) Orientador(a) Professor Avaliação do Trabalho Final 12345Interesse e evolução do conhecimento do aluno/aluna Frequência aos encontros Cumprimento das etapas previstas Desenvolvimento e estrutura do trabalho Considerações da Banca Avaliadora Telefone Nota Final : Aluno (a) A __________ Aluno (a) B __________ Aluno (a) C ________ 3....INSTRUMENTO 08 -A AVALIAÇÃO FINAL DO ORIENTADOR Curso .....Título do Trabalho ___________________________________________________ Nome Aluno(as) A) B) C) Matrícula E-mail Telefone 2.. (neste espaço deverão constar as considerações e proposições do orientador(a)).......

ANEXO B– MODELOS 26 .

Faculdades Integradas UNICESP ___________________________________________ Avaliador(a) Profº Faculdades Integradas UNICESP ___________________________________________ Avaliador(a) Profº Faculdades Integradas UNICESP 27 . das Faculdades Integradas UNICESP .a) Folha de aprovação (NOME DO AUTOR DO TRABALHO) TÍTULO DO TRABALHO (SUBTÍTULO SE HOUVER) Monografia apresentada no curso de ?????. Aprovado em ----/---/2006 por: ___________________________________________ Orientador(a) Prof°.data ????? como requisito parcial para obtenção do título de ???? .

b) Cessão de direitos PROPRIEDADE INTELECTUAL CESSÃO DE DIREITOS NOME DO AUTOR: TÍTULO DA MONOGRAFIA: GRAU/ANO: É concedida às Faculdades Integradas UNICESP. O autor(es) reserva(m)-se outros direitos de publicação. __________________ Nome do autor Endereço e-mail 28 . permissão para reproduzir cópias desta monografia ou emprestar tais cópias somente para propósitos acadêmicos e científicos.