You are on page 1of 1

E STA D O D E M I N A S ● S E G U N D A - F E I R A , 7 D E M A R Ç O D E 2 0 0 5

20 GERAIS

TRÂNSITO

Moradores da rua Patagônia, no bairro Sion, região Centro-Sul, cobram medidas para evitar
novos acidentes no trecho, como o que matou um adolescente de 14 anos, na noite de ontem

Jovem morre em acidente AMIR NADUR JÚNIOR


GISLENE ALENCAR a ter as duas rodas levantadas e ANÁLISE DA NOTÍCIA
bate no poste da Cemig, o que
A madrugada de ontem foi impede o tombamento.
marcada por acidentes de carro Em seguida, o veículo bate em
com morte de um adolescente e duas barras de proteção, que es- A solução para a
de um rapaz na Região Metropo- tão na calçada do edifício, e pára estreita, sinuosa e
litana de Belo Horizonte. Na capi- uns 20 metros depois, próximo a acidentada rua
tal, às 0h20, Bruno Lagamba outro poste. Bruno estava no Patagônia passa
Aguiar, de 14 anos, morreu após banco de trás e bateu a cabeça no pela discussão do
o Pálio placa MPK 6640 bater em poste na hora da primeira batida. sistema viário na
um poste da Cemig na rua Pata- O adolescente morreu no local.
região Sul da
gônia, bairro Sion, região Sul de Danilo e U.B.A.S., de 16, foram so-
capital. O poder
BH. No outro acidente, às 4h, na corridos pela unidade de resgate
avenida Getúlio Vargas, em Lagoa e levados para o HPS. Segundo o público autorizou o
Santa, o passageiro André Cotta registro da Polícia Militar, a ado- adensamento
Chatti, de 20, ficou preso às ferra- lescente M.B.X., de 15, não foi so- populacional na
gens e não resistiu aos ferimen- corrida porque não esperou pelo área, com a
tos provocados pela batida do resgate. Eles estariam vindo de explosão
Vectra placa GYA 0664 em um uma festa. Até o fim da tarde de imobiliária e
poste da Cemig, que foi derruba- ontem, Danilo continuava em comercial no
do. O irmão dele, Gustavo Cotta observação no hospital após pas- entorno do BH
Chatti, de 22, que dirigia o veícu- sar por cirurgia ortopédica. Shopping, sem se
lo, foi levado de helicóptero para Policiais militares da 127º preocupar em
o Hospital de Pronto-Socorro Companhia apreenderam a Car- oferecer
João XXIII (HPS). teira Nacional de Habilitação alternativas para o
Para os moradores do edifício (CNH) do proprietário do Pálio, tráfego. A situação
Jardim da Patagônia, na rua Pa- Leonardo da Costa Uchoa, de 27. piorou com a
tagônia, acidentes são comuns e A Polícia Militar não informou o multiplicação dos
causados pelo trajeto irregular, motivo da apreensão da CNH ale- condomínios na
marcado por descidas e subidas gando que não tinha acesso à saída de BH rumo
seguidas de curvas e falta de vi- ocorrência, registrada no plantão
ao Rio. O resultado:
sibilidade. A fita do sistema de anterior. No registro da PM, cons-
segurança do prédio registrou o ta apenas que não foi possível en- uma rua nascida
acidente, que aconteceu em trar em contato com Danilo para Motorista perde o controle, ao fazer a curva, e bate em poste, causando a morte de Bruno Aguiar para servir apenas
uma subida no sentido bair- saber se ele era habilitado ou não. aos moradores se
ro/avenida Nossa Senhora do Moradores da região infor- tou o engenheiro Ted Marcel, que ela questionava o dono do cidade para pegar embalo para transformou em
Carmo, no quarteirão entre as maram que os acidentes são de 49. Ele disse que foi até a carro o motivo de ele ter entre- subir o morro. Até caminhão des- uma via de
ruas Groenlândia e Haiti. As constantes, principalmente nos portaria e viu umas cinco ou gado a condução do veículo pa- ce embalado. É perigoso até mes- movimento intenso,
imagens mostram a hora que o finais de semana. “Quem tem o seis pessoas no local, todas ner- ra outra pessoa. mo para nossos filhos que têm sem nenhuma
condutor do Pálio, Danilo Pa- sono leve não consegue dormir vosas. “Tinha uma garota que Para os moradores, a única so- que atravessar a rua e também capacidade para
drão Santiago Campos, de 27, com a quantidade de batidas. estava em estado de choque. lução seria a instalação de que- para os motoristas entrarem em isso. Quebra-molas
não consegue fazer a curva e in- Hoje eu só me levantei porque Ela falava quase gritando ao ce- bra-mola nos dois sentidos. “Os casa”, contou o engenheiro Ale- não vai resolver.
vade a contramão. O carro chega o barulho foi muito forte”, con- lular”, relatou, acrescentando motoristas descem em alta velo- xandre Felicori, de 45. Guilherme Aragão)
(G

ESTACIONAMENTO TRANSPORTES

Faculdade busca
resolver impasse
Alerta nas estradas
Os buracos, que aumenta- das, também pode provocar nhão dirigido por Deusdete Pe- multaneamente. Um deles foi
O impasse sobre a ocupação cionamento causa muita revol- ram desde o início do ano, são acidentes. A estrada tem traça- reira da Silva, de 33 anos, bateu uma viatura da Polícia Militar,
das vagas do estacionamento ta e tensão nos funcionários e uma ameaça para quem pega do complicado, com muitos na traseira do Gol do estudante dirigida pelo sargento Aricélio
da Faculdade de Medicina da professores. Alguns já cobraram as estradas. Na BR-381, saída pa- aclives e declives, não tem acos- Igor Júnior, de 19. O Gol foi joga- Santos, do Estado Maior. “Se a
UFMG deve ser resolvido em uma posição mais enérgica da ra João Monlevade, o motorista tamento em alguns trechos e as do para o acostamento, a 14 pas- gente não tiver cuidado, corre-
uma reunião, no próximo dia direção do hospital, mas enten- já pode ter uma noção do que o pontes são estreitas. sos da cratera com uma riban- mos o risco de morrer em um
16, entre Conselho Diretor do do que o momento agora é de espera pela frente. Além dos No km 423 da rodovia, a 30 ceira de 50 metros, que desem- acidente”, alerta o sargento. O
Hospital das Clinicas (HC) e con- desarmar os ânimos para reto- buracos e do asfalto trincado e quilômetros da capital, uma boca num rio. motorista do outro carro, Jaime
gregações da Faculdade de Me- marmos as negociações. Não é irregular, a areia carreada para cratera toma conta do asfalto a Próximo dali, dois carros ti- Martins Alves, 26 anos, conside-
dicina, e de Enfermagem. Pro- hora para pensarmos em puni- o meio da pista, pelas enxurra- cada chuva. No sábado, o cami- veram os pneus estourados si- ra a estrada péssima e diz que a
testo dos alunos contra a inter- ções, mas espero que todos res- situação piora a cada dia. “Quan-
dição do acesso, no semana pas- peitem a decisão que for toma- do vem a chuva, fica mais peri-
sada, tumultuou o trânsito em da na próxima reunião”, defen- MARCOS VIEIRA goso. Você não enxerga os bura-
toda a região hospitalar. Na pró- de Castanheira. No km 423 da BR-381, uma cos porque eles ficam cobertos
xima reunião, a decisão de ex- O diretor do HC propôs que enorme cratera toma conta do de água. Lá para trás tem carro
cluir os estudantes será nova- a reunião fosse adiantada para asfalto toda vez que chove tombado por causa de um bura-
mente avaliada já que não há a próxima quarta-feira mas os co”, reclama. Para ele, as curvas
vagas para todas as pessoas que alunos alegaram que estariam aumentam os riscos.
precisam ter acesso à faculdade ocupados com provas e sem O policial rodoviário federal
e ao hospital. condições de mobilizar os estu- Marcos de Moro, responsável
Revoltados com a decisão dantes. “O hospital tem proble- pelo policiamento no trecho,
que foi aprovada no ano passa- mas mais sérios para resolver e alerta que o risco de acidente é
do, os alunos não permitem queremos dar fim a essa discus- maior à noite, quando chove,
que outras pessoas possam en- são”, alega Ricardo Castanheira. em função dos buracos e da
trar no estacionamento. Apenas O coordenador de movi- menor visibilidade para os mo-
os carros que estão a serviço do mentos sociais do Diretório toristas. O assessor de impren-
hospital, como as ambulâncias, Acadêmico de Medicina, Bru- sa da Polícia Rodoviária Federal
podem ter acesso ao local. no Abreu, afirma que o pedido (PRF), Aristides Júnior, diz que
Estudantes e a diretoria do de encerrar as manifestações as chuvas reabrem muitos bu-
Hospital das Clínicas se reuni- será votado em uma assem- racos e provocam a abertura de
ram para um entendimento bléia geral. Eles querem apro- outros. Em Nova Era, no Vale
antes que a medida de vetar os veitar a mobilização causada do Aço, houve queda de barrei-
alunos de medicina seja nova- pelo veto ao estacionamento ra na BR-381.
mente avaliada pelos colegia- para discutir outros problemas Há uma semana, em Antô-
dos. A proposta apresentada acadêmicos como precarieda- nio Dias, também no Vale do
pelo diretor-geral do Hospital de da biblioteca, mudança de Aço, uma ponte está interdita-
das Clínicas, Ricardo Casta- currículo e maior integração da para veículos com carga su-
nheira, é que as manifestações do hospital com os pacientes perior a 23 toneladas. Veículos
terminem imediatamente e do Sistema Único de Saúde. “O pesados estão fazendo desvio
que a decisão tomada a partir problema do estacionamento de 150 quilômetros, pela BR-
da próxima reunião seja res- foi a ponta do iceberg para que 262, passando por Realeza, su-
peitada por todos. unidos possamos debater nos- bindo a BR-116 (Rio-Bahia) , até
“O bloqueio que os estudan- sas demandas e melhorar a Governador Valadares (Vale do
tes têm feito na porta do esta- nossa formação”. Rio Doce), passando por Cara-
tinga. O Departamento Nacio-
nal de Infra-Estrutura de Trans-
porte (Dnit) não tem previsão
de resolver o problema.
O hospital tem problemas mais Nos cinco primeiros dias des-
te mês, a PRF registrou 298 aci-
sérios para resolver e queremos dentes nas estradas federais que
cortam Minas, sendo 74 com ví-
dar fim a essa discussão timas e 224 sem vítimas, totali-
zando 111 feridos e oito mortos.
“Muitos desses acidentes foram
provocados pelos buracos”, aler-
■ Ricardo Castanheira, diretor-geral ta o patrulheiro Aílton Batista.