You are on page 1of 6

Central de Material e Esterilização

DEFINIÇÃO A Central de Material e Esterilização (CME) é a área responsável pela limpeza e processamento de artigos e instrumentais médico-hospitalares (1). É na CME que se realiza o controle, o preparo, a esterilização e a distribuição dos materiais hospitalares (2). A CME pode ser de três tipos, de acordo com sua dinâmica de funcionamento (3): descentralizada : utilizada até o final da década de 40, neste tipo de central cada unidade ou conjunto delas é responsável por preparar e esterilizar os materiais que utiliza; semi-centralizada : teve início na década de 50, cada unidade prepara seus materiais, mas os encaminha para serem esterilizados em um único local; centralizada: utilizada atualmente, os materiais do hospital são processados no mesmo local, ou seja, os materiais são preparados, esterilizados, distribuídos e controlados quantitativa e qualitativamente na CME. A CME centralizada apresenta inúmeras vantagens, das quais podem-se destacar: a eficiência, a economia e a maior segurança para a equipe e para os clientes. Objetivos Fornecer o material esterilizado a todo hospital; Promover a interação entre as áreas: expurgo, preparo e montagem de instrumental; Adequar as condições ambientais às necessidades do trabalho na área; Planejar e implementar programas de treinamento e reciclagem que atendam às necessidades da área junto à Educação Continuada; Promover o envolvimento e compromisso de toda a equipe com os objetivos e finalidades do serviço; Favorecer o bom relacionamento interpessoal; Prover materiais e equipamentos que atendam às necessidades do trabalho na área. Expurgo Setor responsável por receber, conferir, lavar e secar os materiais provenientes do Centro Cirúrgico e Unidades de Internação. Os funcionários desta área utilizam EPIs (Equipamentos de proteção individual) para se protegerem de se contaminarem com sangue e fluidos corpóreos, quando lavam os instrumentais. As lavadoras ultrassônicas auxiliam na lavagem dos instrumentais através da vibração do som adicionado com solução desincrostante, promovendo uma limpeza mais eficaz e maior segurança para o funcionário. Preparo de materiais Setor responsável por preparar e acondicionar os materiais. São utilizados invólucros especiais que permitam a passagem do agente esterilizante e impeçam a passagem dos microorganismos. Preparo de instrumentais cirúrgicos

bactérias. Prover materiais e equipamentos que atendam às necessidades do trabalho na área. MÉTODOS DE ESTERILIZAÇÃO Métodos físicos Alternativas vapor saturado/autoclaves calor seco Raios Gama/Cobalto Glutaraldeído Formaldeído Ácido peracético Esterilizadoras a Óxido de Etileno (ETO) Plasma de Peróxido de Hidrogênio Métodos físico químicos Plasma de gases (vapor de ácido peracético e peróxido de hidrogênio. fungos. Fornecer o material esterilizado a todo hospital. Promover a interação entre as áreas: expurgo. protozoários e helmintos) por um processo que utiliza agentes químicos ou físicos (1. PARÂMETROS DE FUNCIONAMENTO DAS AUTOCLAVES . preparar e acondicionar caixas para as diversas especialidades cirúrgicas. Planejar e implementar programas de treinamento e reciclagem que atendam às necessidades da área junto à Educação Continuada. Adequar as condições ambientais às necessidades do trabalho na área.2). Promover a interação entre as áreas: expurgo. Promover o envolvimento e compromisso de toda a equipe com os objetivos e finalidades do serviço. Esterilização DEFINIÇÃO Esterilização é a destruição de todas as formas de vida microbiana (vírus. Prover materiais e equipamentos que atendam às necessidades do trabalho na área. preparo e montagem de instrumental. esporos. hidrogênio e gás argonio) Vapor de Formaldeído Métodos químicos Fornecer o material esterilizado a todo hospital. oxigênio. preparo e montagem de instrumental. causando a morte microbiana. Adequar as condições ambientais às necessidades do trabalho na área. Favorecer o bom relacionamento interpessoal. A prática da esterilização visa a incapacidade de reprodução de todos os organismos presentes no material a ser esterilizado. Favorecer o bom relacionamento interpessoal.Setor responsável por conferir. Promover o envolvimento e compromisso de toda a equipe com os objetivos e finalidades do serviço. Planejar e implementar programas de treinamento e reciclagem que atendam às necessidades da área junto à Educação Continuada.

DENSIDADE E SUPERFÍCIE Temperatura: 121ºC (aceitável variação de 120ºC á 122ºC) Tempo de esterilização: 25 minutos Tempo de secagem: 20 minutos PROGRAMA F5 – BOWIE DICK Temperatura: 121ºC (aceitável variação de 120ºC á 122ºC) Tempo de esterilização: 15 minutos Tempo de secagem: 5 minutos MÉTODOS FÍSICOS • Autoclaves • Estufa A esterilização por métodos físicos pode ser realizada pelos seguintes processos em estabelecimentos de saúde. A remoção do ar diferencia os tipos de autoclaves.BORRACHA Temperatura: 121ºC (aceitável variação de 120ºC a 122ºC) Tempo de esterilização: 20 minutos Tempo de secagem: 20 minutos PROGRAMA 4 – INSTRUMENTAIS Temperatura: 134ºC (aceitável variação de 133ºC á 135ºC) Tempo de esterilização: 04 minutos Tempo de secagem: 25 minutos PROGRAMA 6 – BOWIE & DICK Temperatura: 134ºC (aceitável variação de 133ºC á 135ºC) Tempo de esterilização: 3.LÁTEX . Um ciclo de esterilização do tipo "Flash" pode ser realizado em autoclave com qualquer tipo de remoção do ar As autoclaves podem ser divididas segundo os tipos abaixo: TIPOS . ESTERILIZAÇÃO POR VAPOR SATURADO/ autoclaves • gravitacional • alto vácuo • ciclo Flash A esterilização a vapor é realizada em autoclaves.5 minutos (210 segundos) Tempo de secagem: 01 minutos AUTOCLAVE 2 PROGRAMA F1.AUTOCLAVE 1 PROGRAMA 1.PACOTES (TECIDOS) Temperatura: 134ºC (aceitável variação de 133ºC a 135ºC) Tempo de esterilização: 05 minutos Tempo de secagem: 10 minutos PROGRAMA 2 . penetração do vapor e secagem. Os ciclos de esterilização são orientados de acordo com as especificações do fabricante. cujo processo possui fases de remoção do ar.

• Este ciclo não deve ser utilizado como primeira opção em hospitais. stearothermophillus). Vácuo fracionado (por pulso ou escalonado) remoção do ar em períodos intermitentes. Desvantagem: pode apresentar umidade pelas próprias limitações do equipamento de remoção do ar. • INCUBADORA BIOCONTROL Indicadas para hospitais. As autoclaves verticais são mais indicadas para laboratórios. TESTE BOWIE & DICK PACOTE O Teste Pacote Bowie & Dick foi desenvolvido para controlar a penetração de vapor e a remoção de ar residual das autoclaves a vácuo. Desvantagem: pode haver formação de bolsas de ar. “Flash”) • O ciclo é pré-programado para um tempo e temperatura específicos baseado no tipo de autoclave e no tipo de carga (para outros ciclos se assume que a carga contém materiais porosos). Indicadores químicos. A fase de secagem é limitada uma vez que não possui capacidade para completa remoção do vapor. stearothermophillus para esterilização a vapor. • Os materiais em geral são esterilizados sem invólucros a menos que as instruções do fabricante permitam. ser utilizados imediatamente após o processamento. É mais seguro que o gravitacional devido a alta capacidade de sucção do ar realizada pela bomba de vácuo.GRAVITACIONAL O vapor é injetado forçando a saída do ar. com injeção simultânea de vapor. Se assume que sempre estarão úmidos após o processo de esterilização. • De forma geral o ciclo é dividido em duas fases: remoção do ar e esterilização. portanto. clínicas e consultórios com grandes volumes de esterilização. físicos e biológicos (B. ALTO VÁCUO Introduz vapor na câmara interna sob alta pressão com ambiente em vácuo. • Tipos de bacilos utilizados: os mais utilizados são os B. subtillis para esterilização a baixa temperatura e B. Também funciona por gravidade A formação de bolsas de ar é menos provável. as incubadoras para testes biológicos BioControl são . Embora possa ser programado uma fase de secagem esta fase não está incluída no ciclo "flash". Desvantagem: pode apresentar umidade ao final pela dificuldade de remoção do ar. Devem. A fase de secagem é limitada uma vez que não possui capacidade para completa remoção do vapor. Vácuo único O ar é removido de uma única vez em pequeno espaço de tempo. Venturi . sem ser armazenados.O ar é removido através de uma bomba.

E. Está mudança de cor é dada pela alteração de pH da solução que resulta da atividade microbiana.M. O resultado esperado é que o indicador mude de amarelo para roxo. deverão vir em sanito branco separados dos materiais avulsos.E. pois proporciona ao profissional um resultado seguro da sua esterilização. As caixas e bandejas contaminadas.: 12:00 às 12:30 hs . quais os Materiais contaminados que devolverá para a C.E.E. para que não fiquem o dia todo nos ambulatórios e não haja acúmulo de Material a ser devolvido no período da tarde. bem como a quantidade de material contaminado entregue no expurgo (vide papel do ambulatório).M.: Os materiais contaminados deverão ser devolvidos nos dois horários de Devolução.M. A servidora do ambulatório deverá anotar em um papel ou caderno próprio. O Indicador Teste não deve mudar de cor.. abra o pacote e recupere a ampola do Indicador Teste. com pinças fechadas.M. O piloto serve para testar a incubadora para ter certeza de 100% de seu funcionamento.M. velas de Hegar. Kits.17:00 às 18:00 hs. verificando se o total devolvido contaminado e estéril é igual à previsão entregue de manhã. Terminado o ciclo. pois o esperado é que os microrganismos tenham sido destruídos no processo de esterilização na autoclave.E. para os ambulatórios: 7:00 às 7:30h. aguarde 15 minutos para que resfrie e perca a pressão. Entrega e Devolução de Materiais Horário de entrega dos materiais estéreis da C. Obs. DIU. que irá passar pelo ciclo de esterilização da autoclave. sacabocado. dos ambulatórios para C. conferirá as quantidades dos materiais Contaminados e assinará no papel ou caderno da servidora do ambulatório para que esta mostre para a servidora do arsenal da C. Os materiais avulsos contaminados deverão ser devolvidos da seguinte forma: Em um sanito branco deverão vir apenas espéculos. A servidora do arsenal conferirá e anotará a quantidade de material estéril devolvida no impresso da C. Os materiais estéreis serão devolvidos no horário das 17:00 às 18:00 horas.M. . nossa recomendação é que o controle biológico seja feito a cada 7 dias e um emulador pelo menos no primeiro ciclo de cada dia e um de processo por pacote. e suas quantidades.E. Em outro sanito branco colocar as pinças Cherons dos exames ginecológicos e as demais pinças (materiais avulsos ex: histerometria. Teste biológico Indicador Teste. A servidora do expurgo da C. curativo etc). Horário de devolução dos materiais contaminados. dentro de um pacote. A fita zebrada não e um indicador biológico ela só indica que o pacote passou pelo processo de esterilização porém não indica sua esterilização Todo CME tem uma pasta de controlo de resultados esterilização e ideal para o controle e anotação de todos as testes. com seus respectivos materiais.fundamentais para auxiliá-lo no processo de monitorização e controle da esterilização em autoclaves.

E uma das áreas mais importantes de um hospital pós sem ele o hospital não funcionaria. descontaminação. bacias e instrumentais não devem ser esterilizados com artigos de espessura como campo cirúrgicos. Sempre manter o estoque abastecido. nas autoclaves gravitacionais. os maiores podem ter no máximo 30cm x 30cm x 50cm de tamanho. esterilização. ao repor o estoque sempre pôr os matérias mas antigos na frente dos novos s assim evita o acumulo e desperdício de matérias Disposição dos artigos dentro da câmara Artigos de superfície como bandejas. Após a esterilização A porta do aparelho deve ser aberta lentamente e deve permanecer entreaberta de 5 a 10 minutos. . guarda e distribuição dos materiais utilizados nas diversas unidades de um estabelecimento de saúde. Os pacotes devem ser colocados de maneira que haja um espaçamento de 25 a 50 mm entre eles. Os pacotes maiores devem ser colocados na parte inferior e os menores na parte superior da câmara.Validade dos artigos • Frequência que é realizado: Diariamente • Profissional que realiza: Enfermeiro. e sua organização e fundamental. cada material deve estar no seu lugar limpo e esterilizado. expurgo. limpeza. preparo. Cada hospital tem suas normas e rotinas alguns matérias tem validade de 05 a 06 anos e outros de 3 meses Organização CME – é a unidade destinada à recepção. e de forma que o vapor possa circular por todos os itens da câmara. Antes da esterilização Higienizar convenientemente os materiais: Durante a esterilização Verificar constantemente os indicadores de temperatura e pressão. Pode se localizar dentro ou fora da edificação usuária dos materiais. seco e ao abrigo de poeira e que os invólucros estejam totalmente Íntegros. − Tempo de validade de esterilização dos materiais: INVÓLUCRO TEMPO Papel Crepado/SMS 60 dias Papel grau cirúrgico 06 meses ou enquanto a embalagem estiver totalmente íntegra e sem manchas − É de suma importância que todos os materiais esterilizados sejam estocados em local limpo. compressas e outros. O volume de material dentro da autoclave não deve exceder 80% da sua capacidade. Técnico e Auxiliar de Enfermagem • Material Utilizado: material esterilizado • EPI: sem necessidade • Como fazer: − O servidor escalado no arsenal é responsável pela conferência das datas de Esterilização dos materiais e retirar deste local o material vencido.