UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES

RELATÓRIO: EXPERIMENTO DE REYNOLDS

São Paulo, SP 2011

1) Deduza a equação da vazão para o medido de Venturi ideal: ܳ = ‫ܣ‬ଵ ‫ܣ‬ଶ ඨ

sendo, γM o peso específico do fluido manométrico, γcanais o peso específico do fluido que preenche os canais do manômetro até o fluido manométrico, γfluido o peso específico do fluido que está em escoamento, Q a vazão, h a diferença de cotas das colunas no manômetro, A1 a área maior do medido de Venturi, e A2 a área menor.
Equação 1 ܲଵ = ܲଶ + ߛுଶை ∙ ℎ − ߛ௔௥ ∙ ℎ ܲଵ − ܲଶ = ߛுଶை ∙ ℎ − ߛ௔௥ ∙ ℎ Equação 3
ଶ ଶ ܸଵ ܲଵ ܸଶ ܲଶ +‫ݖ‬+ = +‫ݖ‬+ 2݃ ߛுଶை 2݃ ߛுଶை ଶ ଶ ܸଶ − ܸଵ ܲଵ − ܲଶ = 2݃ ߛுଶை

2݃∆ℎሺߛெ − ߛ௖௔௡௔௜௦ ሻ ߛி௟௨௜ௗ௢ ሺ ‫ܣ‬ଵ − ‫ܣ‬ଶ ሻሺ ‫ܣ‬ଵ + ‫ܣ‬ଶ ሻ

‫ܪ‬ଵ = ‫ܪ‬ଶ

Equação 2 ܳ =‫ܣ∙ݒ‬ ‫=ݒ‬ ܳ ‫ܣ‬ ܳଵ = ܳଶ

Aplicando 1 em 3
ଶ ଶ ܸଶ − ܸଵ ߛுଶை ∙ ℎ − ߛ௔௥ ∙ ℎ = ߛுଶை 2݃

ଶ ଶ ܸଶ − ܸଵ =

ሺߛுଶை − ߛ௔௥ ሻ 2݃ℎ ߛுଶை

Aplicando 2 em 3 ൬ ܳ ଶ ܳ ଶ ሺߛுଶை − ߛ௔௥ ሻ 2݃ℎ ൰ −൬ ൰ = ‫ܣ‬ଵ ߛுଶை ‫ܣ‬ଶ

ଶ ଶ ‫ܣ‬ଵ ∙ ܳ ଶ − ‫ܣ‬ଶ ଶ∙ܳ = ଶ ܳ ଶ ሺ ‫ܣ‬ଵ − ‫ܣ‬ଶ ଶሻ =

ଶ ଶ ሺߛுଶை − ߛ௔௥ ሻ 2݃ℎ ‫ܣ‬ଵ ∙ ܳ ଶ − ‫ܣ‬ଶ ଶ∙ܳ = ଶ ଶ ߛுଶை ‫ܣ‬ଵ ∙ ‫ܣ‬ଶ

ሺߛுଶை − ߛ௔௥ ሻ 2݃ℎ ܳ=ඨ ∙ ‫ܣ‬ଵ ∙ ‫ܣ‬ଶ ߛுଶை ሺ ‫ܣ‬ଵ − ‫ܣ‬ଶ ሻሺ ‫ܣ‬ଵ + ‫ܣ‬ଶ ሻ

ሺߛுଶை − ߛ௔௥ ሻ 2݃ℎ ∙ ‫ܣ‬ଵ ∙ ‫ܣ‬ଶ ܳ=ඨ ଶ ߛுଶை ሺ ‫ܣ‬ଵ − ‫ܣ‬ଶ ଶሻ

ሺߛுଶை − ߛ௔௥ ሻ 2݃ℎ ∙ ‫ܣ‬ଵ ∙ ‫ܣ‬ଶ ߛுଶை

ሺߛுଶை − ߛ௔௥ ሻ 2݃ℎ ∙ ‫ܣ‬ଵ ∙ ‫ܣ‬ଶ ߛுଶை

2) Sabendo que, no experimento realizado, foi utilizado ar para preencher o canais do manômetro e água como fluido manométrico, calcule a vazão do seu experimento utilizando a diferença de cotas das colunas líquidas h medida no seu experimento. Dados do medido de Venturi: D1: 30mm; D2: 20mm. h1 = 335mm ∆ℎ medido no manômetro = 0,095m. Vazão obtida (Q) ሺߛுଶை − ߛ௔௥ ሻ 2݃ℎ ܳ=ඨ ∙ ‫ܣ‬ଵ ∙ ‫ܣ‬ଶ ߛுଶை ሺ ‫ܣ‬ଵ − ‫ܣ‬ଶ ሻሺ ‫ܣ‬ଵ + ‫ܣ‬ଶ ሻ ሺ10ସ − 0 ሻ 2 ∙ 10 ∙ 0,095 ܳ=ඨ ସ ∙ 7,07‫ݔ‬10ିସ ∙ 3,14‫ݔ‬10ିସ 10 ሺ 7,07‫ݔ‬10ିସ − 3,14‫ݔ‬10ିସ ሻሺ 7,07‫ݔ‬10ିସ + 3,14‫ݔ‬10ିସ ሻ ܳ = 4,83‫ݔ‬10ିସ ݉ଷ /‫ݏ‬ h2 = 430mm

3) Como alternativa para esta medição, foram tomadas medidas de velocidade de uma perturbação no filete de corante. Calcule a média dos tempos medidos para percorrer uma distância dada (100 mm), e estime a velocidade máxima (centro do tubo, onde o filete de corante percorre predominantemente) do seu escoamento. Utilize a metade desta velocidade para calcular a velocidade média, e logo, calcule a vazão do seu escoamento. Compare este cálculo com o obtido pelo medidor de Venturi. Dados coletados no experimento Para uma distancia de 100mm o tempo de percurso do fluido foram:

Tempo (s) 1º 2º 3º 4º 5º Média Vazão (Q): 2,3 2,4 2,4 2,5 2,5 2,42 ܳ = ‫ݒ‬. ‫ ⇒ ܣ‬0,041 . 7,07‫ݔ‬10ିସ ⇒ 2,92‫ݔ‬10ିହ ݉³/‫ݏ‬ Velocidade média: Velocidade max: ‫=ݒ‬ ‫= ̅ݒ‬
ଵ଴଴௠௠ ଶ,ସଶ௦

= 0,041݉/‫ݏ‬

଴,଴ସଵ ଶ

= 0,0205݉/‫ݏ‬

O resultado obtido através deste calculo é menor que o valor obtido pela equação do medidor de Venturi. Vazão obtida pelo medidor de Venturi 4,85x10-3 m³/s Vazão obtida pela média das Velocidades 2,92x10-5 m³/s

4) Discuta qual das duas medições é a mais confiável e por que ela foi mais precisa em comparação com a outra medição. Corrija a medição menos confiável (h , caso Venturi deva ser corrigido, e ∆t médio, caso a medição do cronômetro deva ser corrigida) utilizando a velocidade obtida na medição mais confiável.

Acreditamos que a vazão encontrada através da equação da continuidade seja a mais precisa, alem de ser também bem mais simples de ser obtida, e no nosso caso temos duvidas em relação ao ∆h encontrado, pois os valores não foram coletados e somente extraídos das imagens retiradas no dia do evento

Corrigindo ∆h da equação do medidor de venturi: ሺߛுଶை − ߛ௔௥ ሻ 2݃ℎ ܳ=ඨ ∙ ‫ܣ‬ଵ ∙ ‫ܣ‬ଶ ߛுଶை ሺ ‫ܣ‬ଵ − ‫ܣ‬ଶ ሻሺ ‫ܣ‬ଵ + ‫ܣ‬ଶ ሻ
ሺ10ସ − 0 ሻ 2 ∙ 10 ∙ ℎ ∙ 7,07‫ݔ‬10ିସ ∙ 3,14‫ݔ‬10ିସ 10ସ ሺ 7,07‫ݔ‬10ିସ − 3,14‫ݔ‬10ିସ ሻሺ 7,07‫ݔ‬10ିସ + 3,14‫ݔ‬10ିସ ሻ

2,92‫ݔ‬10ିହ = ඨ

2,92‫ݔ‬10ିହ = ඥ49843864,1. ℎ 2,22‫ݔ‬10ି଻ 131,53ଶ =ℎ 49843864,1 ℎ = 3,47‫ݔ‬10ିସ ݉

5) Verifique se o regime do seu escoamento é laminar, calculando o número de Reynolds. Calcule o número de para ambas as velocidades medidas e verifique se os valores são menores ou iguais a 2100.

ܴ݁ =

sendo, Re o número de Reynolds, ρ a densidade do fluido em escoamento, µ a sua viscosidade dinâmica e o D diâmetro do tubo (igual a 3 cm). Utilize as fotografias do seu escoamento para mostrar se está em regime laminar ou turbulento e verifique se os cálculos confirmam este regime. Tempo (s) 2,3 2,4 2,4 2,5 2,5 Velocidade Diâmetro (m/s) (m) 0,043 0,03 0,042 0,042 0,04 0,04 0,03 0,03 0,03 0,03 Re 1413,85 1380,97 1380,97 1315,21 1315,21 Escoamento Laminar Laminar Laminar Laminar Laminar

ߩܷ‫ܦ‬ ߤ

1º 2º 3º 4º 5º

ρ = 10³ kg/m³ µ = 0,9124x10-3 kg/m*s - para Re ≤ 2000 - escoamento laminar; - para 2000 < Re < 2400 - escoamento de transição; - para Re ≥ 2400 - escoamento turbulento.

Escoamento Laminar