CONSOLIDAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

A Consolidação de Balanços foi implantada no Brasil pela Lei nro 6404/76, que delegou à CVM autoridade para estabelecer normas de elaboração destes demonstrativos. O uso desta técnica contábil é restrito a sociedades anônimas que possuam participações acionárias em outras empresas. A utilidade da consolidação de balanços é eminentemente gerencial, servindo, principalmente, aos usuários externos na avaliação da capacidade financeira do grupo onde está inserida a empresa foco de análise. Diz-se que a principal utilidade está na contabilidade gerencial, já que não há influência fiscal ou societária porque: - o imposto de renda e demais tributos são calculados individualmente; - os dividendos são calculados sobre o lucro de cada empresa e não sobre o lucro consolidado; - do ponto de vista do investidor ou credor, possibilitam uma apreciação mais criteriosa e transparente com relação às garantias de seus créditos e lucratividade de seus investimentos; e, - do ponto de vista administrativo e gerencial, esta é a principal utilidade das demonstrações consolidadas. CONSOLIDAÇÃO DE BALANÇOS Consolidação de balanços é a técnica contábil de aglutinarmos o patrimônio e os resultados de um conglomerado de empresas que tem o mesmo controle societário e administrativo. O objetivo básico da consolidação de balanços é apresentar o patrimônio empresarial e os resultados do grupo de companhias distintas juridicamente, como se fosse uma única só empresa (uma entidade econômica). ATIVIDADES A SEREM CONSOLIDADAS Em princípios todas as empresas do grupo e suas atividades devem sofrer o processo de consolidação. De modo geral, os conglomerados empresarias tendem a formar um grupo de empresas de atividades correlacionadas. Entretanto, é possível que o conglomerado tenha sob seu controle societário e administrativo empresas de atividades sem correlação nenhuma ou pouca correlação de suas atividades entre si. Neste caso, será desnecessário fazer a consolidação da demonstração de resultados, pois o somatório das atividades não dirá nada ou quase nada. Restará apenas a consolidação do patrimônio empresarial e do lucro líquido final obtido pelo total das empresas do grupo. CONSOLIDAÇÃO DE BALANÇOS PARA FINS SOCIETÁRIOS A legislação brasileira, através da Lei 6.404/76, obriga apenas as seguintes empresas a elaborarem as demonstrações financeiras consolidadas, para fins de publicação: - as companhias abertas que tiverem mais de 30% do seu patrimônio líquido representado por investimentos em controladas-para apuração deste percentual, devem ser considerados: os créditos da controladora com as controladas e o ágio e deságio);

sem pretendermos esgotar a matéria: . dos quais relacionamos alguns a seguir. para mensuar os efeitos tributários de decorrentes das transações intercompanhias. OS NÚMEROS CONSOLIDADOS COMO BASE PARA O PROCESSO DECISÓRIO Iudicibus (1998:255) reforçou o uso da contabilidade gerencial.relatórios para a gerência.apuração do patrimônio do grupo empresarial. para avaliar corretamente o endividamento e a liquidez do grupo empresarial. independente da relevância dos investimentso (Instrução CVM 249/96*.apuração do lucro líquido e a rentabilidade efetiva do grupo empresarial. entretanto. para diversos aspectos de suma importância. . Os consolidados. . sacrificando sua condição de fornecedora de dados contábeis primários. . a consolidação se faz necessária gerencialmente. A partir de 01/12/1996. Assim. Assim. Os balanços individuais fornecem apenas dados contábeis primários. visando mensurar corretamente o volume da receita operacioanl da companhia exclusivamente para terceiros.métodos quantitativos e contabilidade gerencial.. Apenas para os dois primeiros e o penúltimo pilar é que se pode cogitar a utilização dos números consolidados. Como já vimos anteriormente. objetivando a correta avaliação do desempenho dos gerentes das empresas individuais.a depuração dos relatórios financeiros fundamentais.fundamentos de custos. . . .a análise e avaliação de desempenho a partir de relatórios financeiros sumarizados.eliminação de receitas e custos.eliminação das vendas intercompanhias. . . que. .informações contábeis para decisões especiais. apoiada nos seguintes pilares: . incorporam os efeitos do desempenho de diversas empresas. entendemos como mais importante a consolidação de balanços quando necessária gerencialmente.eliminação das vendas intercompanhias. todas as companhias abertas são obrigadas à consolidação. por meio da aplicação de métodos quantitativos. .custos para controle.grupos empresarias que se constituírem formalmente em grupos de sociedades conforme capítulo XXI da mesma lei. planejamento e avaliação de desempenho.apuração da receita operacional do grupo empresaria. até para os três citados pilares da contabilidade gerencial os números consolidados não . a consolidação de balanços é constituído de empresas distintas juridicamente. . CONSOLIDAÇÃO DE BALANÇOS PARA FINS GERENCIAIS Independentemente da necessidade legal. . podem produzir melhores informações em nível gerencial.eliminação das vendas intercompanhias. e análise dos preços de vendas praticados intercompanhias.

ou seja. portanto. Esta nova postura. Os números consolidados só poderiam subsidiar diretamente uma decisão interna ao grupo consolidado se fossem estruturados conforme sua própria realidade. A extração de índices em nível de grupo pode referendar uma decisão de investir ou emprestar a uma das controladas que não esteja tão bem naquele momento. do jeito que são publicados. são frequêntemente tão importantes ou mais do que apenas valores e realçam em utilidade quando relacionamos uns aos outros. Abandonar-se-ia. em detrimento das demonstrações financeiras individuais. juntamente com os valores. ensinado como elaborar demonstrativos consolidados. Este tipo de análise é bem mais viável se for feita a partir dos demonstrativos consolidados. . com reais interesses em tentar recuperá-la. neste aspecto. quem sabe. A tendência à formação de aglomerados econômicos deve. Alguns autores valorizam os aspectos técnicos. diante da transparência dos fatos empresariais. É inegável a utilidade dos balanços consolidados para fins gerenciais. As informações produzidas só seriam úteis aos usuários externos à empresa. É. com maior ou menor evidência. até porque nenhuma informação dentro do contexto empresarial deve ficar de fora do sistema de informação da empresa. a abordagem deste assunto é feita sob diversos enfoques. A consolidação de balanços reflete a sintonia da contabilidade financeira com os acontecimentos de cunho patrimonial. pois não conseguem melhorar a função dos números contidos nos balanços individuais. por evitar confusões e interpretações errôneas pelo mercado e usuários. elevar os relatórios consolidados da condição de informações primárias. em unidades físicas. portanto. possibilitam a visão econômica integrada das atividades do grupo empresarial. a análise financeira realizada sobre valores de balanços e demonstrações financeiras são limitados do ponto de vista do processo decisório por não utilizar quantidades ou unidades físicas. que constitui uma limitação da análise financeira quando se volta para o processo decisório. até algumas técnicas. mas que há um grupo forte por trás. muitas vezes limitada à mera contemplação. principalmente externo. o modelo proposto pela legislação ou. É pacífico o entendimento de que os balanços consolidados são úteis aos usuários externos. Todos. mais um fator de garantia de credibilidade ao mercado de capitais. é possível perceber outra fragilidade do relatório em estudo perante o processo decisório: a ausência de quantidades ou unidades físicas. Informações quantitativas. Outros dão mais enfase ao aspecto legal. Nesse sentido. Mas é uma utilidade bastante frágil. resultantes de transações intercompanhias forjadas com o intuito de aparentar melhor situação financeira ou econômica.são aconselhados. estaria priorizando a simplificação. A critica à utilidade dos balanços consolidados muitas vezes se confunde com a critica à análise de balanços individuais. desvendam o potencial de utilidade dos números consolidados. CONCLUSÃO Atualmente. Além disso. Além disso. os métodos de consolidação eliminam as possibilidades de se produzir relatórios “mascarados”. Outro empecilho ao uso dos números consolidados para esses fins é o fato de as empresas envolvidas não apresentarem nenhuma ou pouca correlação de suas atividades entre si. a curto prazo. para atender às necessidades específicas.