Do ponto de vista filosófico o realismo, por oposição ao idealismo, responde à questão da natureza ou essência do conhecimento.

Sustenta o princípio datranscendência do objecto em relação ao sujeito para afirmar, deste modo, a total e completa independência entre a realidade e a consciência. Trata-se, pois, de uma atitude epistemológica segundo a qual há coisas reais, independentes da consciência. O realismo subdivide-se em duas modalidades: realismo crítico e ingénuo, constituindo, este último, a atitude específica do senso comum enquanto que a primeira forma resulta de uma atitude que assenta em considerações de natureza crítica do

conhecimento. Já o idealismo, no seu sentido epistemológico, afirma o princípio da imanência do objecto em relação ao sujeito, ou seja, sustenta a tese de que não há coisas reais, independentes da consciência. É comum apontar-se Berkeley como o representante clássico desta corrente, uma vez que encontrou a fórmula exacta para o ponto de vista do idealismo: "Ser é ser percebido". Do ponto de vista artístico, o realismo será uma forma de expressão artística que procura reproduzir exactamente o mundo que nos rodeia. O termo tem origem no século XIX e foi utilizado para descrever a obra de Gustave Courbet e de um grupo de autores que rejeitavam a idealização, centrando-se, em vez disso, na vida quotidiana. Enquanto corrente artística, o realismo constitui uma reacção ao romantismo, afastando-se claramente da tendência romântica para a imaginação, para o devaneio, para a fuga da realidade. O autor realista procura a verdade objectiva.

Introdução O Naturalismo foi um movimento cultural relacionado às artes plásticas, literatura e teatro. Surgiu na França, na segunda metade do século XIX. Este movimento foi uma radicalização doRealismo.

Características do Naturalismo - O mundo pode ser explicado através das forças da natureza;

Ainda na literatura. . o preconceito. por exemplo. os pintores enfatizam cenas do mundo real em suas obras. Casa de Pensão e O Cortiço. violência. . loucura. Naturalismo no Brasil Este movimento chegou ao Brasil no final do século XIX. instintos. traição. . Outros escritores brasileiros que merecem destaque: Adolfo Caminha. O principal representante do naturalismo na literatura brasileira foi Aluísio de Azevedo. ocorre muito o uso de descrições de ambientes e de pessoas. Para escrever esta obra. destacando a vida nos corticos. miséria. Foi muito influenciado pelo evolucionismo e pelo socialismo. onde aborda a realidade social nas minas de extração de carvão. Sua principal obra foi O Germinal(1885). Naturalismo francês Emile Zola é considerado o idealizador e maior representante da literatura naturalista mundial..Na literatura. entre outros temas.Forte influência do evolucionismo de Charles Darwin.Os principais temas abordados nas obras literárias naturalistas são: desejos humanos. . Pintavam aquilo que observavam. .O ser humano está condicionado às suas características biológicas (hereditariedade) e ao meio social em que vive. Os escritores brasileiros abordaram a realidade social brasileira. a linguagem é coloquial.Nas artes plásticas.A realidade é mostrada através de uma forma científica (influência do positivismo). Zola viveu com uma família de mineiros para sentir na pele a dura vida destes trabalhadores. Inglês de Souza e Raul Pompé . . exploração social. Suas principais obras foram: O Mulato. a diferenciação social. etc.

Aluísio de Azevedo com a obra O mulato. publicadas na década de 1870.No Brasil. Os naturalistas acreditavam que o indivíduo é mero produto da hereditariedade e seu comportamento é fruto do meio em que vive e sobre o qual age. o desequilíbrio que leva à loucura. a prosa naturalista foi influenciada por Eça de Queirós com as obras O crime do padre Amaro e O primo Basílio. desenvolve temas voltados para a análise do comportamento patológico do homem. O Realismo retrata o homem interagindo com seu meio social. o fisiológico e o natural. de seu lado animalesco. a prosa naturalista foi influenciada por Eça de Queirós e suas obras O Realismo e o Naturalismo apresentam semelhanças e diferenças entre si. o incesto. o erotismo como elementos que compõem a personalidade humana. No Brasil. Assim. também de sua autoria. esses acreditavam ser a seleção natural que impulsionava a transformação das espécies. a obra O cortiço. Exploravam temas como o homossexualismo. marcou o início do Naturalismo brasileiro. Hippolyte Taine e Auguste Comte influenciaram de modo definitivo a estética naturalista. a violência. marcou essa tendência. impassíveis para dar apoio à teoria na qual acreditavam. retratando a agressividade. Os autores naturalistas criavam narradores oniscientes. Ao lado de Darwin. criando personagens que eram dominados por seus instintos e desejos. predomina nesse tipo de romance o instinto. . enquanto o Naturalismo mostra o homem como produto de forças “naturais”. de suas taras sexuais. pois viam no comportamento do ser humano traços de sua natureza animal. publicada em 1881. A perspectiva evolucionista de Charles Darwin inspirava os naturalistas.

Em seu sentido mais amplo. existem outros escritores que se destacaram como Júlio Ribeiro com o romance A carne (1888). pode ser considerada naturalística. o cenário é promíscuo e insalubre e retrata o cruzamento das raças. seria a aproximação máxima realizada pelo artista entre a obra e a natureza daquilo que pretendia ser representado. em alguns casos. nessa obra o indivíduo é envolvido pelo meio.Em O cortiço a face completa do Naturalismo pode ser vista. Os gregos são os primeiros a receberem a denominação de naturalistas na História da Arte. se apresentar coerência com o aspecto geral. . uma obra em que não pode ser observada uma rígida preocupação em descrever algo com o máximo de detalhes verossímeis. ainda assim. Além de Aluízio de Azevedo e Eça de Queirós. a explosão da sexualidade. Adolfo Caminha com A normalista (1893) e O bom-crioulo. Por Marina Cabral Especialista em Língua Portuguesa Anúncios Google Esse termo normalmente refere-se a trabalhos de arte baseados na observação dos objetos que representam e não em estilizações ou conceitos préforjados a respeito dos mesmos. a violência e a exploração do homem. Raul Pompéia com O Ateneu (1888). Entretanto.

Dramatizou o realismo de sua visão. não é correto o uso indistinto dos dois termos). dito). conhecida como padrão de beleza clássico. artistas bastante influenciados pelo estilo do italiano Caravaggio. que fazia questão de ressaltar em suas obras a verossimilhança. conhecido por seus estudos do período barroco. refere-se a uma escola presente na História da Arte e nesse sentido. uma vez que esse era um dos padrões estéticos da arte grega que pretendiam resgatar. suas obras são baseadas no estudo e na observação das estruturas do corpo humano.1696). não aparece aqui como antônimo de naturalismo. Além disso. costuma-se usar a expressão arte naturalista em oposição à arte abstrata. Sua influência foi considerável. pintor italiano (Caravaggio. ou como sinônimo de realismo (note-se que realismo. A idealização. 1610). CARAVAGGIO (Michelangelo [Miguel Ângelo] AMERIGHI.principalmente devido a sua produção do Período Clássico. O crítico de arte e colecionador italiano Giovanni Pietro Bellori (1615 . quando em letra maiúscula. foi o primeiro a utilizarse desse termo pretendendo designar essa escol . Os renascentistas italianos também são conhecidos pelo naturalismo em suas obras. ou MERISI. 1573 .Porto Ercole. portanto. independente de um resultado final agradável. recorrendo a poderosos contrastes de sombra e de luz. Pode ainda referir-se a uma escola pictórica determinada. Apesar da idealização de uma beleza física. Nesse caso é designada para nomear os caravaggistas.