DISCIPLINA SEMIPRESENCIAL

——————————————————————

Filosofia da Educação
——————————————————————

Maria Estela Moreira Vilela
——————————————————————

Módulo I I

——————————-––––———— Filosofia da Educação —–—––––––——————–––––– Professora: Disciplina: Carga Horária: Maria Estela Moreira Vilela Filosofia da Educação 60 h/a

SUMÁRIO Unidade I Unidade II Contextualização da disciplina MÓDULO I I Unidade I A Filosofia Atual 1.1 – Uma introdução à Filosofia contemporânea 1.2 – Hegel, o marco divisório entre a Filosofia do passado e do presente 1.3 – Jean-Paul Sartre Unidade II A articulação existente entre Filosofia , Sociedade e Educação 2.1 - Filosofia e Educação 2.2 – Pedagogia 2.3 – Educação como redenção da sociedade 2.4 – Educação como reprodução da sociedade 2.5 – Educação como transformação da sociedade Mensagem ao aluno: Prezado aluno você está recebendo o segundo módulo da disciplina com os respectivos exercícios de revisão do conteúdo e cópias dos textos usados neste módulo. Bom estudo. Dedique-se. CONTEXTUALIZAÇÃO DA DISCIPLINA

Depois de apresentar as idéias filosóficas da Antiguidade, as primeiras que se organizaram, há vinte e cinco séculos, passamos agora a apresentar as idéias que agitam nossos dias. Fizemos um grande salto dentro da História da Filosofia. Ao passarmos, porém, para a idade Contemporânea, nos detemos em Hegel, que, como Sócrates na Filosofia grega, dividiu o pensamento filosófico do Ocidente europeu atual em duas partes: antes e depois dele. Começaremos a compreender a ligação existente entre filosofia, sociedade e educação. A educação é uma prática humana direcionada por uma determinada concepção teórica. A prática pedagógica está articulada com uma pedagogia, que nada mais é que uma concepção filosófica da educação. Tal concepção ordena os elementos que direcionam a prática educacional.

Faculdade Machado de Assis

2

——————————-––––———— Filosofia da Educação —–—––––––——————––––––

Módulo I
A FILOSOFIA ATUAL

1 ‐ Leia a) Capítulo 1 – Segunda parte – Uma introdução à filosofia contemporânea Capítulo 2 ‐ Segunda parte ‐ Hegel, o marco divisório entre a filosofia do passado e do presente. Capítulo 4 – Segunda parte ‐ Jean‐Paul Sartre (LIVRO: Introdução ao Estudo da Filosofia, de Antônio Xavier teles – Editora Ática)

A ARTICULAÇÃO EXISTENTE ENTRE FILOSOFIA, SOCIEDADE E EDUCAÇÃO 2 -Leia a) Capítulo 1 – Filosofia e Educação – páginas 30,31,32 e 33 Capítulo 2 – Educação e sociedade: redenção, reprodução e transformação ( LIVRO: Filosofia da Educação – Cipriano Carlos Luckesi – Editora Cortez

Faculdade Machado de Assis

3

——————————-––––———— Filosofia da Educação —–—––––––——————––––––

Exercícios de Fixação
Leitura Complementar: 1- Analise a leitura complementar a seguir e destaque a idéia central do texto.

A FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO ...além da qualificação técnico-científica e da nova consciência social, é ainda exigência da preparação dos professores uma profunda formação filosófica. E esta formação é a tarefa que cabe à filosofia da educação. A existência de disciplina desse teor no currículo dos cursos de preparação de professores justifica-se não por alguma sofisticada erudição ou academicismo: é uma exigência do próprio amadurecimento humano do educador> Coloca-se com efeito, uma questão antropológica: trata-se de explicar qual o sentido possível da existência do homem brasileiro como pessoa situada na sua comunidade, de tais contornos sociais e me tal momento histórico. Esta reflexão filosófica, desenvolvida no âmbito teórico da filosofia da educação, deverá dar ao futuro educador a oportunidade da tentativa de explicitação do projeto existencial a se buscar para a comunidade brasileira, na busca de seu destino e de sua civilização. Ou seja, não é possível compreender um projeto educacional fora de um projeto político, nem este fora de um projeto antropológico, isto é, de uma visão de totalidade que articula o destino das pessoas como o destino da comunidade humana. Assim, cabe à reflexão filosófica explorar o significado da condição humana no mundo. E à filosofia da educação explicitar esse significado para o educador. Vale dizer, pois, que a filosofia da educação deve colocar para o educador a questão antropológica, questão que deve equacionar adequadamente, recorrendo à filosofia social e à filosofia da história, e fundamentando-se numa antropologia, alicerce último de toda reflexão sobre o realizar-se do homem. Obviamente, a explicitação do significado da própria atividade filosófica é tarefa preliminar: o alcance do pensamento humano, o seu equacionamento epistemológico é questão permanente para a filosofia. O educador não pode realizar sua tarefa e dar sua contribuição histórica se o seu projeto de trabalho não estiver lastreado nesta visão da totalidade humana. À filosofia da educação cabe então colaborar para que esta visão seja construída durante o processo de sua formação. O desafio radical que se impõe aos educadores é de um ingente reforço para a articulação de um projeto histórico civilizatório para a sociedade brasileira como um todo, mas isto pressupõe que se discutam, com rigor e profundidade, questões fundamentais concernentes à condição humana. (Antônio Joaquim Severino, Educação. Ideologia e contraideologia, p. XIV e XV.)

2) Explique por que a função da filosofia da educação não é atemporal nem visa abordar à educação em abstrato, com seres hipotéticos e distanciados do vivido. 3) Por que toda educação é política?

Faculdade Machado de Assis

4

——————————-––––———— Filosofia da Educação —–—––––––——————–––––– 4– Esta tendência propõe uma ação pedagógica otimista, do ponto de vista político, acreditando que a educação tem poderes quase que absolutos sobre a sociedade. a) Tendência redentora b) Tendência reprodutivista c) Tendência transformadora

5 - Esta tendência é crítica em relação a compreensão da educação na sociedade, porém pessimista, não vendo qualquer saída para ela, a não ser submeter-se aos seus condicionantes. a) Tendência redentora b) Tendência reprodutivista c) Tendência transformadora

6 – Esta tendência é crítica, recusa-se tanto ao otimismo ilusório, quanto ao pessimismo imobilizador. Por isso propõe-se compreender a educação dentro de seus condicionantes e agir estrategicamente para sua transformação.

a) Tendência redentora b) Tendência reprodutivista c) Tendência transformadora

7 – O filosofo Jean-Paul baseia-se num postulado: a) a existência não é igual a essência c) a existência do homem precede sua essência d)a essência precede a existência

8 – Estes dois fenômenos estão presentes em todas as sociedades.

a) Modismo e filosofia b) Filosofia e educação c) Reflexão e filosofia

9 – Um ser autônomo, auto-suficiente pelo trabalho, tecnológico, ambicioso e racional é um:

a) Homem Moderno b) Homem Medieval

Faculdade Machado de Assis

5

——————————-––––———— Filosofia da Educação —–—––––––——————–––––– c) Homem Capitalista

10 – Um ser para o além, súdito, um ser teocêntrico: vivia para o serviço divino. Este ser é um:

a) Homem Moderno b) Homem Medieval c) Homem Capitalista

Faculdade Machado de Assis

6