ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL GILDO MARÇAL BEZERRA BRANDÃO

CIBELE APARECIDA CIRINO BARBOSA DIOGO DE LIRA JOSÉ SEVERINO DA SILVA FILHO ROBSON MOREIRA SIQUEIRA THIAGO MONTEIRO DA SILVA

SISTEMA DE SEGURANÇA MICROCONTROLADO COM TRAVA ELETRÔNICA

SÃO PAULO 2012

CIBELE APARECIDA CIRINO BARBOSA DIOGO DE LIRA JOSÉ SEVERINO DA SILVA FILHO ROBSON MOREIRA SIQUEIRA THIAGO MONTEIRO DA SILVA

SISTEMA DE SEGURANÇA MICROCONTROLADO COM TRAVA ELETRÔNICA

Projeto desenvolvido na disciplina de Trabalho de Conclusão do Curso Técnico de Eletrônica, na Escola Técnica Estadual “Gildo Marçal Bezerra Brandão”, orientado pelos docentes, Professores Ulisses e Marcelo.

SÃO PAULO 2012

SISTEMA DE SEGURANÇA MICROCONTROLADO COM TRAVA ELETRÔNICA
Autores:

Cibele Cirino Aparecida Barbosa

Diogo de Lira

José Severino da Silva Filho

Robson Moreira Siqueira

Thiago Monteiro da Silva

Orientadores: ____________________ Marcelo ______________________ Ulisses

Banca Examinadora: _____________ Banca1 _______________ Banca 2 ________________ Banca 3

São Paulo,_______de__________________20122

DEDICATÓRIA

Aos professores em geral, a família e amigos pelo apoio.

Agradecer também aos nossos familiares que tiveram a compreensão dos esforços que tivemos para concluir esse projeto.AGRADECIMENTO Primeiramente queremos agradecer a Deus que sempre nós da força para superar cada dia mais as diversas dificuldades. .

14 . Provérbios 3.EPÍGRAFE A sabedoria é mais preciosa que a prata e rende mais que o ouro.

para este caso elaboramos uma senha de coação. O intuito do projeto é oferecer segurança ao usuário. a sirene será acionada. Microcontrolador. Esta senha será somente de conhecimento do usuário. Há também o aviso da sirene no caso do usuário ser abordado. A sirene será acionada após três tentativas consecutivas de acesso. lógica e eletrônica. A intenção do uso será em lares domiciliar.RESUMO No presente projeto apresenta-se a elaboração de um sistema de segurança Microcontrolado com trava eletrônica. Fechadura. . O projeto é composto por quatro partes essenciais: mecânica. onde permitiremos o acesso e após alguns segundos. portanto disponibilizaremos uma senha de administrador e a possibilidade de alterála. Sistema de segurança. inibir intrusos e proporcionar proteção em casos de coação. onde o acesso será permitido ao acionar a senha no teclado matricial. Eletrônica que é todo um conjunto de componentes que constituem o funcionamento da fechadura. com senhas incorretas. a saber: Mecânica: é acionada por um impulso mecânico gerado pelos demais elementos. PALAVRA-CHAVE. elétrica. sendo forçado a permitir a entrada de um estranho ao seu domicilio. Lógica que é a programação do microcontrolador-Pic. Elétrica que é a responsável pela alimentação do sistema.

The aim of the project is to provide security to the user. . which will allow access and after a few seconds.ABSTRACT In this project presents the development of a security system Microcontrolado locks. the siren will sound. Electricity that is responsible for system power. so make available an administrator password and the ability to change it. and electronic logic. Security System. where access will be allowed to trigger the password on the keyboard matrix. KEYWORD. Microcontroller. namely: Mechanics: is powered by a mechanical impulse generated by the other elements. This password is only known to the user. electrical. being forced to allow the entry of a stranger in his home. Lock. The intended use is in household homes. E is a whole set of components constituting the operation of the lock. Logic is that the Pic-microcontroller programming. The siren will sound after three consecutive attempts to access with incorrect passwords. The project consists of four main parts: mechanical. in this case developed a duress password. There are also warning siren in case the user be addressed. inhibit intruders and provide protection in cases of duress.

...................................................................LISTRA DE ILUSTRAÇÂO Figura 1 Pic 18F452 ............... 17 Figura 6 Tela inicial do Proteus ..... 27 Figura 16 a) Layout Final Frontal b) Layout Final Verso .......................................................................................... 25 Figura 15 a) Frente do Circuito Inicial b) Verso do Circuito Inicial......................................................................................................... 16 Figura 4 Fechadura eletrônica........................ 23 Figura 12 Placa do Circuito de Potência ................ 27 Figura 17 Porta 100x50 cm ............................................ 20 Figura 9 Giga de Teste ............................... 24 Figura 14 Placa do Teclado Matricial e Display de LCD ..... 14 Figura 2 Display de LCD 2x16 sem backlight ..... .......................................................................................................... 21 Figura 10 Maquete de Isopor do Projeto ......... 16 Figura 5 Circuito integrado do Optoacoplador ....................................................... 18 Figura 7 Tela Inicial do MikroC Pró .................................. 28 ................................................................................ 19 Figura 8 Diagrama inicial elétrico do projeto ............................................................................................................... 23 Figura 13 Diagrama elétrico PIC-Circuito de Potência ..................................................................................................................... 22 Figura 11 Posicionamento inicial dos componentes............................................................................................. 15 Figura 3 Transistor 2N3055 ......................................................................................................................

........................................Figura 18 Versão Final do Projeto a) Frente b) Verso ........ 31 .... 29 Figura 19 Aceitação pública do projeto ................................................... 30 Figura 20 Interesse em adquirir o projeto ................................................................................

Light Emitting Diode (Diodo emissor de luz) Millions of Instructions Per Second (Milhões de instruções por segundo). Normalmente Aberto Normalmente Fechado Programmable Interface Controller (Controlador de Interface Programável). programável e eletronicamente alterável) Hz LCD LED MIPS NA NF PIC RAM Unidade de medida de freqüência (Hertz). RISC Reduced Instruction Set Computer (Computador com um Conjunto Reduzido de Instruções). Random Access Memory (Memória de acesso aleatório). Liquid crystal display (Display de cristal líquido). Unidade de medida equivalente a 8 bits Circuito Integrado. V Unidade de medida de Tensão (Voltagem). .LISTA DE ABREVIATURA E SIGLAS Bit Byte CI Cm DIP Binary digit (Digito Binário). Unidade de medida de comprimento (Centímetro) Dual In-Line Package EEPROM Electrically-Erasable Programmable Read-Only Memory (memória apenas de leitura.

...................................................SUMÁRIO 1.........................................................................................2 .......................................... METODOLOGIA ...............................................5 OPTOACOPLADOR ...............1 SIMULADOR PROTEUS ........................ 22 3...................................................................................................7..........................................................................1 MICROCONTROLADOR PIC 18F452 ...............3 ELABORAÇÃO DA MAQUETE DO PROJETO ....................................................................................... TESTES E RESULTADOS .............................................................. CONCLUSÃO .................7 MIKROC PRÓ .............................. 27 3..................2 GIGA DE TESTE ......................................................................... 36 CRONOGRAMA .......2 APLICABILIDADE ............ 15 2........................................................................................................................................................................... 12 1..............................................................................6 PROTEUS 7.. 13 2................................. 14 2.........................................................................3 TRANSISTOR.............................. 20 3............................................................................... 20 3........................................................ APROVAÇÃO PÚBLICA ...................................................................4 FECHADURA ELETRÔNICA ................................................................................. 23 3.................................................................... 37 DATASHEET DO MICROCONTROLADOR PIC 18F452 ......................................................................... 21 3................. 32 6...................................................................................3 ORGANIZAÇÃO DESTE TRABALHO ....... INTRODUÇÃO ....................6 LAYOUT DA PLACA ...................................................5 TECLADO MATRICIAL................................................................................................... CONCEITOS TEÓRICOS RELACIONADOS AO PROJETO............... 17 2...............................................1 MOTIVAÇÃO E DESCRIÇÃO DO PROBLEMA ........... 18 3.................................................. 15 2.......................... 36 COMPONENTES UTILIZADOS ......................................................2 DISPLAY DE LCD 2X16 .................................................... 25 3...................... MELHORIAS FUTURAS ................................................................................................................................ 34 7....................................................................................................................................................................................................................................................................... 16 2............................................ 17 2.. 38 .............................................................. 35 ANEXOS ........................................................................................ 30 5.................................................................................................................................................................................................................................... 28 4.................................. 12 1...... 12 1.................................................................. 14 2....................................................7 FORMAÇÃO FINAL DO PROJETO.............................................4 CIRCUITO DE POTÊNCIA .................

................... 40 FLUXOGRAMA DE FUNCIONAMENTO ESTRUTURAL DA FECHADURA ELETRÔNICA.... 45 ........................................................................................... 43 INTEGRANTES DA PESQUISA REALIZADA DO DIA 24/12/2012 NA 3° FEIRA DE PROJETOS TÉCNICOS ......................................... 44 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ......................DIAGRAMA DE BLOCOS DO FUNCIONAMENTO DA FECHADURA ELETRÔNICA ................................. 42 FLUXOGRAMA DO FUNCIONAMENTO DO TECLADO MATRICIAL .......................... 41 FLUXOGRAMA DE FUNCIONAMENTO INICIAL ..........................................................................................................................................................................

não sendo apropriado para indústria. simulações em programas apropriados da área da eletrônica. como é o tema deste projeto. há também a interatividade dos integrantes em um projeto de eletrônico mais refinado que demanda mais pró-atividade e companheirismo. Além do aprimoramento da parte prática. Também há a possibilidade para cofres de uso pessoal. leitura de datasheets. Havendo insistência da inserção de senha incorreta. Em caso de coação para o proprietário digitar a senha correta. INTRODUÇÃO 1. planejamento do layout. garantindo assim a integridade do proprietário da fechadura. Nosso projeto é implementar um sistema de segurança em uma trava elétrica acionada por uma senha inserida via teclado. haverá uma senha que permite o acesso ao domicilio e após um tempo o acionamento da sirene. Tem-se como grande interesse apresentar o conhecimento obtido na teoria (principalmente da eletrônica com microcontrolador) em um projeto prático e funcional. como o manejo da solda.1 MOTIVAÇÃO E DESCRIÇÃO DO PROBLEMA Este trabalho de conclusão de curso tem como objetivo a formulação de um sistema de segurança microcontrolado de trava eletrônica. tornando o acesso restrito somente a aqueles que possuem o conhecimento dela. será acionada uma sirene de aviso de intrusão.1. 1. .2 APLICABILIDADE A grande aplicabilidade deste projeto será para a segurança de lares domiciliar.

13 A viabilidade deste projeto no caráter profissional é tornar-se mais apto a visualizar possíveis erros de montagem no simulador e nos pré-testes da própria montagem e na parte de programação do PIC. que relata comentários e conclusões finais. Após adquirir o conhecimento teórico. o capitulo 3 irá descrever toda a metodologia utilizada para o desenvolvimento e a construção do sistema de segurança microcontrolado de trava eletrônica. seguido pelo capítulo 6 que sugerimos futuras melhorias e complementados pelo capítulo 7. especialmente os CIs. detalhando-se os principais componentes e sua função no projeto. No capítulo 4 é descrito a pesquisa de aprovação pública. Também há satisfação pessoal de empreender conhecimento teórico em algo prático. no capítulo 5. .3 ORGANIZAÇÃO DESTE TRABALHO No capítulo 2 serão apresentados conceitos teóricos associados ao projeto. serão analisados todos os resultados obtidos neste projeto.testes se configuram em verificação dos testes de continuidade e da qualidade dos componentes. Estes pré . Logo após. 1.

em sua memória flash.1 MICROCONTROLADOR PIC 18F452 O PIC 18F452 é um modelo de microcontrolador PIC da família de 16 bits de núcleo de processamento. na maioria até 10 MIPS (a 40MHz de clock) com alimentação entre 2 e 5. o microcontrolador foi usado para armazenar a programação em linguagem C. A sua velocidade de processamento também é maior.14 2. No projeto. 1536 bytes de memória RAM e 256 bytes de memória EEPROM. Figura 1 Pic 18F452 . CONCEITOS TEÓRICOS RELACIONADOS AO PROJETO 2. O seu encapsulamento DIP consiste em 40 pinos. apesar de ainda lidar com dados de 8 bits.5V. Esse modelo possui 32k bytes (16k instruções) de memória de programa flash. A vantagem dessa família de PICs é que eles possuem mais instruções em código de máquina (75 contra 35 da série 16F) que é usada com compiladores de linguagem C e memória linear (ao contrário dos irmãos menores que possuem memória dividida em bancos de memória). Com finalidade de enviar dados a o Display de LCD.

15 2.3 TRANSISTOR Um transistor é constituído pela combinação de dois diodos de junção PN. que trata-se de um transistor de junção NPN de alta potência. em português: Display de Cristal Líquido) de caracteres são componentes destinados a transmitir informações ao usuário de forma mais clara e descritiva. Uma junção PN é polarizada diretamente e a outra inversamente. . e união através do material N.de silício. podendo até conter mensagens inteiras. A finalidade do display no projeto é de mostrar as informações que serão escritas no seu visor.2 DISPLAY DE LCD 2x16 Os LCD (Liquid Cristal Display. para produzir um transistor NPN. Neste projeto será utilizado o transistor 2N3055. apresentado em invólucro TO-3 de metal. para produzir um transistor PNP. Figura 2 Display de LCD 2x16 sem backlight 2. A união desses dois componentes poderá ser feita de duas formas: união através do material P. O Display de LCD que foi utilizado no projeto possui dezesseis colunas por duas linhas.

16 O transistor 2N3055 está atuando como uma chave aberta. através de dispositivo de comando.4 FECHADURA ELETRÔNICA Dispositivo eletromecânico que permite ao usuário abrir a porta social ou de pedestres à distância. não há passagem de corrente pela bobina da fechadura e a mesma permanece fechada. Figura 3 Transistor 2N3055 2. Figura 4 Fechadura eletrônica .

2 O software de desenho e simulação Proteus 7. Figura 5 Circuito integrado do Optoacoplador 2. A simulação pode incluir instrumentos de medição e a inclusão de gráficas que representam os sinais obtidos na simulação. Dai a necessidade de uso de optoacopladores. Verifica-se a presença do diodo emissor de luz (pinos 2 e 3) e do fototransistor (entre pinos 8 e 5).5 OPTOACOPLADOR O Optoacoplador é um componente eletrônico bastante utilizado em estruturas onde se deseja um isolamento total de sinal entre a entrada e a saída. Ele permite o desenho de circuitos empregando um entorno gráfico no qual é possível colocar os símbolos representativos dos componentes e realizar a simulação de seu funcionamento sem o risco de ocasionar danos aos circuitos. .6 PROTEUS 7. com isolamento total.17 2.7. o circuito de entrada poderia ter o terra no pino 3 do circuito integrado e o circuito de saída teria o terra no pino 5.7.Um optoacoplador bem simples é mostrado na Figura 5.2 é uma ferramenta útil para estudantes e profissionais que desejam acelerar e melhorar suas habilidades para do desenvolvimento de aplicações analógicas e digitais. Assim. Em diversas aplicações o terra da entrada não é o mesmo terra da saída. por exemplo.

É composto de um IDE (Sistema Integrado de Desenvolvimento) abrangendo toda a linha dos PICs das famílias 12. Também têm a capacidade de passar o desenho a um programa integrado chamado ARES no qual se pode levar a cabo o desenvolvimento de placas de circuitos impressos. 8051. Figura 6 Tela inicial do Proteus 2.CANSPI Library .7 MIKROC PRÓ MikroC Pro é um compilador desenvolvido e também comercializado pela empresa MikroElektroniKa.16 e 18 da Microchip.ADC Library .). Motorola.CAN Library .18 O que mais interesse despertou é a capacidade de simular adequadamente o funcionamento dos microcontroladores mais populares (PICS.14. Neste compilador encontramos uma vasta biblioteca de Funções: . ATMEL-AVR. etc.

Abaixo segue a tela inicial do compilador MikroC onde iremos desenvolver nosso projeto.19 . Figura 7 Tela Inicial do MikroC Pró .UART Library -USB Library.EEPROM Library .SPI Library .RS485 Library .SPI Ethernet Library .LCD Library .I2C Library .One Wire Library .PWM Library .PS2 Library .Ethernet Library .

7 8 9 10 11 12 13 14 SPEAKER D0 D1 D2 D3 D4 D5 D6 D7 . usamos outros simuladores para dar suporte como o Circuit Wizard e o Mult Slim.20 3.7K OMIH-SH-105L RA0/AN0 RA1/AN1 RA2/AN2/VREF-/CVREF RA3/AN3/VREF+ RA4/T0CKI/C1OUT RA5/AN4/SS/C2OUT RC0/T1OSO/T1CKI RE0/AN5/RD RC1/T1OSI/CCP2 RE1/AN6/WR RC2/CCP1 RE2/AN7/CS RC3/SCK/SCL RC4/SDI/SDA MCLR/Vpp/THV RC5/SDO RC6/TX/CK RC7/RX/DT RD0/PSP0 RD1/PSP1 RD2/PSP2 RD3/PSP3 RD4/PSP4 RD5/PSP5 RD6/PSP6 RD7/PSP7 PIC16F877A alarme porta LCD1 LM016L LS1 VSS VDD VEE RS RW E 4 5 6 1 2 3 R5 alarme 4.7K R3 4.7.1 SIMULADOR PROTEUS O primeiro passo para a construção da fechadura eletrônica será a sua montagem em um simulador de circuito eletrônico. mas devido a facilidade de uso o Proteus se tornou oficial em nossas simulações. Q1 2N3055 X1 Q2 RL1(C2) R1 4. METODOLOGIA 3.7K R2 4. Escolheu-se o simulador Proteus 7.2 e comprovar-se-á a eficácia da lógica teórica da fechadura eletrônica.7K 2N3055 CRYSTAL U1 13 14 2 3 4 5 6 7 8 9 10 1 OSC1/CLKIN OSC2/CLKOUT RB0/INT RB1 RB2 RB3/PGM RB4 RB5 RB6/PGC RB7/PGD 33 34 35 36 37 38 39 40 15 16 17 18 23 24 25 26 19 20 21 22 27 28 29 30 RL1 R4 4.7K Q3 2N3055 Figura 8 Diagrama inicial elétrico do projeto Além do Proteus.

21 3. sendo que essa porta do computador esta funcionando como um microcontrolador que possui entrada e saídas. e escrevendo caracteres do display. assim podendo transcrever dados em uma plataforma em C: e envia-la para os demais componentes da giga de teste.2 GIGA DE TESTE Para formação da parte lógica do nosso projeto. Figura 9 Giga de Teste A giga de teste funciona da seguinte maneira através de uma conexão via uma porta paralela do computador. . Sendo que esse envio funciona através de bits de informações. foi criada uma giga de teste. assim acendendo os leds. Sendo que foi a melhor forma que encontramos para verificar a comunicação do microcontrolador com os demais componentes.

viabilidade na simulação no proteus e na giga de teste.22 3.3 ELABORAÇÃO DA MAQUETE DO PROJETO Após confirmar que havia. Figura 10 Maquete de Isopor do Projeto . Começamos a elaboração de uma maquete em isopor de tamanho real (100 cm x 50 cm).

4 CIRCUITO DE POTÊNCIA Em paralelo a essa maquete começamos a montagem do circuito de potência e a montagem do teclado matricial junto com o display.23 Figura 11 Posicionamento inicial dos componentes 3. Figura 12 Placa do Circuito de Potência .

é enviado um pulso de tensão de uma porta de saída do Microcontrolador. assim. tanto da Sirene como da trava. fomos orientados a utilizar optoacopladores. Em consulta com professores Diogo e Fernando. Ao aprofundar os estudos verificamos a necessidade de isolar o PIC dos circuitos de potência. Figura 13 Diagrama elétrico PIC-Circuito de Potência .24 O circuito de potência funciona da seguinte forma. se torne NF acionando a trava ou a sirene. fazendo com que o transistor que esta funcionando como chave acione a bobina do relé atracando seus contatos sendo que o contato que estava em NA. protegemos o PIC de diversos ruídos. como notamos na figura 13.

assim em milésimos de segundos uma coluna esta em nível lógico alto. . enviando um caractere para o display. assim quando uma tecla é pressionada gera um curto circuito. e outra em nível lógico baixo. ele é formado por três colunas e quatro linhas.25 3. a programação foi criada a partir da programação para a varredura do teclado matricial. sendo que no seu funcionamento é feito uma varredura entre as colunas e as linhas do teclado. Essa parte exigiu mais estudo e foi essencial para o nosso projeto.5 TECLADO MATRICIAL Figura 14 Placa do Teclado Matricial e Display de LCD O teclado matricial funciona da seguinte maneira. Na parte lógica do projeto.

if(Linha_3) return 8. Coluna_2 = 0. Delay_ms(1). Coluna_2 = 1. if(Linha_1) return 1. Delay_ms(1). if(Linha_4) return *. Coluna_3 = 0.26 char Le_Teclado() { Coluna_1 = 1. if(Linha_2) return 6. } // Função que efetua a leitura do teclado matricial . Coluna_3 = 1. if(Linha_4) return 0. if(Linha_3) return 7. Coluna_3 = 0. Delay_ms(1). if(Linha_2) return 4. if(Linha_2) return 5. if(Linha_1) return 3. return 255. Coluna_1 = 0. Coluna_2 = 0. if(Linha_3) return 9. Coluna_1 = 0. if(Linha_4) return #. if(Linha_1) return 2.

Pois havia perda de tensão entre o PIC 18F452 e os demais componentes.27 3. fomos motivados a repensar a formação original das placas na maquete. identificamos uma carência na elaboração das placas do projeto. Ao invés de mantermos uma placa para o circuito de potência e outra para o de lógica unimos as duas. diminuindo as distancias dos componentes e assim a perca da tensão. Realizando uma serie de teste e estudos. a) Figura 16 a) Layout Final Frontal b) Layout Final Verso b) .6 LAYOUT DA PLACA Conforme garantimos o funcionamento da parte lógica com a programação do teclado. a) b) Figura 15 a) Frente do Circuito Inicial b) Verso do Circuito Inicial.

portanto melhorando significamente os testes realizados. além de melhorar o aspecto visual e. 3.28 Esta unificação também diminui o custo financeiro. Nesta nova formação mantemos as medidas da maquete. pois há economia nas placas e dos fios. Figura 17 Porta 100x50 cm .7 FORMAÇÃO FINAL DO PROJETO A redefinição das placas tornou prescindível uma nova formação na porta.

demandando mais tempo que o esperado. .29 Porem modificamos a localização das placas na porta: a) Figura 18 Versão Final do Projeto a) Frente b) Verso b) Nesta etapa encontramos dificuldade não esperada no posicionamento da fechadura. Mas com nossos esforços conseguimos obter o sucesso final.

questionando se o projeto alcançou os pré. demonstrando que alcançamos o objetivo da segurança. houve 100% de aprovação. .requisitos de segurança Aceitação do projeto pelo público sim 0% não 100% Figura 19 Aceitação pública do projeto Neste quesito. onde aproveitamos o contato com o público e realizamos uma pesquisa de aprovação. Primeiro foi feito a pergunta de aprovação. APROVAÇÃO PÚBLICA No dia 24/11/2012 como forma de avaliação nosso projeto foi exposto na 3° Feira de Projeto Técnicos da ETEC Gildo Marçal Bezerra Brandão. A pesquisa teve como finalidade observar se alcançamos os pré-requisitos de segurança e confiabilidade no projeto.30 4.

Interesse público em adquirir o projeto não sim 4% 96% Figura 20 Interesse em adquirir o projeto Como 96% do publico demonstrou interesse de adquirir a fechadura. o projeto tem potencial financeiro para lucro. . comprovando assim a confiabilidade transmitida na exposição.31 Em segundo momento perguntamos se havia credibilidade suficiente para adquirir o projeto.

quando digitase a senha pela quarta vez incorreta. assim ocasionado conflito em cada tecla que era pressionada.Funcionamento do Circuito de Potência da Sirene: Nessa fase de testes. 1º Teste .32 5. que estava aparecendo no LCD. segue a ordem dos testes com a descrição do ocorrido. 4°Teste – Implantação de um circuito de proteção para o microcontrolador. Cada parte do projeto era baseada no nível de dificuldade/importância para o prosseguimento das atividades. quando se digita a senha correta. O atraso na programação da varredura do teclado estava muito lento. Conseguimos criar a programação mais ocorreu um erro de atraso em cada tecla que era pressionada no teclado. o que simulava a tensão que saia do Pino de saída do Microcontrolador.Implantação do microcontrolador na placa principal. Ativação para testes também era feita através de um curto circuito no relé. o que simulava a tensão que sairia do Pino de saída do Microcontrolador. e a programação de varredura do teclado matricial. Abaixo. enviando mensagem de tecla pressionada para o LCD. 2º Teste – Funcionamento do circuito de potência da trava da fechadura: Nessa fase de testes. confirmamos que o Circuito estava acionando a sirene corretamente. Nessa fase do projeto encontramos dificuldades na parte da programação da varredura do teclado matricial. Para o funcionamento correto do mesmo. foram efetuados todos os testes necessários. foi separado por partes do projeto. TESTES E RESULTADOS No desenvolvimento do projeto. Seguindo uma ordem cronológica. definindo o foco para cada atividade. Ativação para testes também era feita através de um curto circuito no relé. confirmamos que o Circuito estava acionando a trava da fechadura corretamente. . 3º Teste .

Nessa fase criamos uma porta de isopor. na porta. Nessa fase dimensionamos os circuitos para uma placa de menor tamanho. . para poder saber como iria ficar o projeto no seu acabamento final. 5° Teste – Criação de uma maquete do projeto. Essa dificuldade que encontramos foi de um modo muito importante para o nosso projeto porque notamos que com essa maquete a finalização do nosso projeto ficaria mais fácil. 8° Teste – Programação na EEPROM O teste final consistiu na programação na EEPROM. Assim protegendo o microcontrolador. Encontramos dificuldades para direcionar a placa com os circuitos e a fechadura. Este processo infelizmente não foi possível implementá-lo no projeto. de tensões que iriam causar a perca da programação do projeto. Nessa fase agrupamos as placas do circuito de potência com a do Teclado matricial. devido à tensão reversa e o campo magnético que a solenóide da fechadura gera. 7º Teste – Criação de um novo layout da placa. mas comprovamos o seu funcionamento no simulador. Sendo que a comunicação do Microcontrolador com os demais componentes funcionou corretamente alcançando as expectativas. Motivo porque os fios de ligação do PIC 18F452 para o restante dos circuitos estavam perdendo tensão devido à distância.33 Nessa fase implantamos um circuito com optoacoplador. 6° Teste – unificação dos circuitos no Projeto. sendo que não houve comunicação entre os circuitos. permitindo ao usuário o poder de modificar a senha da porta e torná-la única. pois a versão do nosso compilador alcançou o máximo de processamento.

ao invés de acionar a sirene. acionar uma chave no interior da casa que permita o travamento do teclado. Com a bateria. por exemplo. pois em caso de falta de eletricidade o circuito perderia sua funcionalidade. uma central de segurança ou no caso mais comum destes sistemas de alarme a ligação de três números confiáveis de celulares. realizassem seus Trabalhos de Conclusão de Curso. Assim aumentamos a segurança do dono da fechadura. MELHORIAS FUTURAS No decorrer do projeto verificamos possíveis melhorias para que outros grupos. 2° Melhoria: Senha de Coação Ao identificarmos o caso de coação.34 6. . tornando o projeto mais confiável no quesito da segurança. 3°Melhoria: Trava do Teclado Quando houver a certeza de que todos os moradores estiverem na residência. 1° Melhoria: Elaboração da Bateria Nosso projeto permite o acionamento da trava pela chave. mesmo com a falta de energia o circuito continuaria funcionando e neste caso descartaríamos a necessidade da chave. Não permitindo mais nenhuma tentativa do uso do mesmo. acionar outro modo de segurança como. tomando o nosso como base.

Apesar disto. Assim diminuímos a dimensão das placas. CONCLUSÃO O projeto alcançou seu intuito preliminar. Houve certa dificuldade na programação em linguagem C. consulta a tabela ASC II e manipulação da memória EEPROM do microcontrolador. . Ressaltamos que estas melhorias não estavam dentro do objetivo inicial porque fomos cientes ao tempo concebido na elaboração do trabalho. internet e auxilio de diversos colegas profissionais. tornando possível o controle de acesso da trava e segurança caso haja coação para a inserção da senha correta. principalmente em criação de variáveis. desenvolvemos os circuitos de forma a garantir seu funcionamento sem interferências prejudiciais. redefinimos quais cabos utilizar. estamos cientes que algumas partes podem ser aperfeiçoadas. Utilizando-se o microcontrolador PIC 18F452 como a matriz principal do projeto. ficando este projeto como base para futuras melhorias possíveis. Estas dificuldades foram sancionadas com pesquisas em livro. onde através da programação no compilador MikroC Pro estabelecemos a configuração desejada para a segurança do usuário. em cada teste aprimoramos o layout e analisamos melhores formas para controlarmos variáveis e definir a raiz do problema. Em referência a montagem do circuito houve vários testes para obter o sucesso final. sub-rotinas. consultamos datasheet para dimensionar capacitores e a formação do teclado matricial assim como sua varredura na programação.35 7. utilizando optoacopladores para o isolamento do microcontrolador dos circuitos de potência da trava e da sirene. Porem foi a programação na linguagem C que garantiu o sucesso obtido.

36 Anexos CRONOGRAMA SISTEMA DE SEGURANÇA MICROCONTROLADO DE TRAVA ELETRÔNICA TAREFAS Desenvolvimento do projeto Aquisição dos materiais Elaboração do projeto escrito Testes elétricos Correção e monitoramento Montagem da placa com os componentes Montagem do Display no software Gravação da linguagem no PIC Enceramento Entrega do Trab./Banca Apresentação Trabalho Final /Escola DATA Agosto Agosto Agosto Agosto a Setembro Agosto a Setembro Setembro a Novembro Setembro a Novembro Setembro a Novembro Novembro Dezembro Dezembro Dezembro .

40 PIC 18F452-I/P MICROCONTROLADO 1 21.00 36.15 0.50 DOBRADIÇA PEQ 2 2.00 RELE 5V 2 CONT 2 4.50 3.80 PAPEL CARTÃO AVULSO 6 0.00 CHAVE TACTIL KFC-AO6 14 3.70 5.AL-100 12V/15W 1 100.37 COMPONENTES UTILIZADOS COMPONENTES UTILIZADOS DESCRIÇÃO QUANTIDADE VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL CHAVE T 5MM 2T FITADA 12 0.00 16.50 PLACA UNI.00 LED 5MM/DIFUSO VERDE 10 1.00 22.40 9.00 PÉ DE BORRACHA 4 2.50 1.00 38.00 PLACA 15X15 SIMPLES FENO/RET 1 3.25 3.50 0.00 MANGA 20X26AWG-S/BLIND 2 11.00 18.00 SARRAFO 10CM X 3.00 6.00 33PF/50V CAPACITOR DISCO 2 0.00 20.I 3 12.00 LCD 1602C/BL VD FEECC/PCM 2 19.40 COMPENSADO 1.50 15.00 BORNE MINI KF-30 3 1.00 100.60 CR25/33K 1/4W RESISTOR 5 0.00 MATERIAIS UTILIZADOS DESCRIÇÃO QUANTIDADE VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL COLA P/ ISOPOR MERCUR 90G 1 4.00MT MISTA 2 2. 15X30 DESL 1 20.80 COLA DE MADEIRA 500G 1 7.00 220R CR 5% RESISTOR 2 1.00 7.00 SARRAFO 05CM X 2.00 10K TRIMPOT 1 1.20 4.20 3.20 3.90 11.00 21.00 LIXA 180 NORTON 1 0.00 6.50 5.00MT PINUS 2 3.00 MASSA CORRIDA LATA 900ML 1 18.00 CR25/220R 1/4W RESISTOR 3 0.45 LED 5MM VERMELHO 10 2.20 0.00 9.00 TINTA LATA 300ML 1 9.60 TOTAL R$289.60 x 2.00 FONTE 5VDC 1A ALIMENTAÇÃO 1 10.70 .00 10.00 TOTAL R$197.20 X 4MM 1 26.00 SOLDA BEST TUBETE 183MSX10 1 6.20 PLACA ISOPOR 35MM 2 5.50 49.00 8.00 26.00 FECHADURA AGL MOD.25 1.80 4.00 20.00 PIC 16F877A-IP C.25 502N1-2C-S-05VDC RELE 2 8.00 2.20 RELE 12V 15A CF413012 2 1.

38 DATASHEET DO MICROCONTROLADOR PIC 18F452 .

39 .

40 DIAGRAMA DE BLOCOS DO FUNCIONAMENTO DA FECHADURA ELETRÔNICA .

41 FLUXOGRAMA DE FUNCIONAMENTO ESTRUTURAL DA FECHADURA ELETRÔNICA .

42 FLUXOGRAMA DE FUNCIONAMENTO INICIAL Inicio Acionar Sirene SIM Contador=0 Senha NÃO Contador >3 Fim Senha Correta SIM NÃO Contador= Contador + 1 Acesso NÃO Coação SIM Exibe Acionar Sirene .

43 FLUXOGRAMA DO FUNCIONAMENTO DO TECLADO MATRICIAL Inicio Inicializar variaveis Realizar Varredura Testa Tecla Tecla Decodifica Tecla Aparece No LCD .

Osiris Fernanda dos Santos Felix Ronaldo Oliveira Vieira Mauricio da Silva Santos Gostou do produto? sim sim sim sim sim sim sim sim Sim sim sim sim sim sim sim sim sim sim sim sim sim sim sim sim sim Teria interesse em adquiri-lo? sim sim sim sim sim sim sim sim Sim sim sim sim sim sim sim sim sim sim sim sim sim não sim sim sim . JR Ramon Dantas Paulo Pescio Anderson Gusmão de Lima Patrícia Anderson Aparecido Silva de Oliveira Adilsom Lima Nascimento Felipe Couto Jailson Oliveira de Carvalho Kleison Rocha de Sousa Laiane Andrade Matheus Rocha de Sousa Ricardo Elpidio Victória Passarelli Kosztits Saulo Rodrigo Benatti Thaigo Lima Merissi Prof.44 INTEGRANTES DA PESQUISA REALIZADA DO DIA 24/12/2012 NA 3° FEIRA DE PROJETOS TÉCNICOS Nome Adilson Franco Douglas William de Araujo Lucas Cirino Barbosa Guilherme Henrique Augusto do Nascimento Raphael Cordeiro dos Santos Alvanisio Manoel de C.

com.br/painelgpa/uploads/imagens/files/EngComputacao/Projetos %20Finais/2002/2002.te1.br/servicos/fechaduras-eletricas/73-fechaduraeletrica.com.com/ Data: 20/05/2012 www.br/2011/03/download-apostila-proteus-isis-ares-portugues/ Data: 18/05/2012 .blogspot.html Data: 25/05/2012 http://www.com Data: 18/05/2012 http://www. editora Érica Ltda.ufes. 7 edição http://mostra.pdf Data: 20/05/2012 http://www.rogercom. Data: 20/05/2012 http://www2. Microcontroladores Pic Programação em C. Fábio.br/~projgrad/documentos/PG2005_2/thiagonegrelli.up.45 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS PEREIRA.mecatronicadegaragem. São Paulo.com.falcaosystem.ele.

autorizamos o Centro Paula Souza a reproduzir integral ou parcialmente o trabalho e/ou disponibilizá-lo em ambientes virtuais. NOME RG ASSINATURA Ciência do Professor Responsável Nome Assinatura Data . São Paulo.TERMO DE AUTORIZAÇÃO DE DIVULGAÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO – TCC Nós. regularmente matriculados no Curso Técnico de _____________________________. na qualidade de titulares dos direitos morais e patrimoniais de autores da obra “_____________________________________ ________________________________________________________________”. município de São Paulo. no bairro de Perus. ___ de dezembro de 2012. em ____ de dezembro de 2012. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado na ETEC Gildo Marçal Bezerra Brandão. alunos abaixo assinados.

Declaramos ainda. ___ de dezembro de 2012 NOME RG ASSINATURA . situada a Rua Presidente Vargas. alunos abaixo assinados. declaramos ter pleno conhecimento do Regulamento para a realização do Trabalho de Conclusão de Curso do Centro Paula Souza. regularmente matriculados no Curso Técnico de _____________________________ da ETEC Gildo Marçal Bezerra Brandão.TERMO DE AUTENTICIDADE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO – TCC Nós. s/nº em Perus. São Paulo. que o trabalho apresentado é resultado do nosso próprio esforço e que não há cópia de obras impressas e eletrônicas. município de São Paulo.