Quaresma Jovem - Missionária Quem somos? O que queremos? Mudar de vida!

tudo, outros não têm nada) e à egolatria (culto da imagem do eu). • Estar na Cidade Santa e querer pôr Deus à prova Todos nós sabemos que o Homem/a Mulher não é somente corpo. Eles são também espírito. É o espírito que leva o Homem/a Mulher a descobrir e a inventar modos que facilitem a sua vida. É o espírito que conduz o Homem/a Mulher à realidade sobrenatural e a abrir-se ao divino, ao Transcendente. O espírito do Homem/da Mulher faz-los grandes e sublimes. A grandeza que o Homem/a Mulher alcançaram leva-os a sentirem-se auto-suficientes e a terem atitudes e comportamentos que os colocam no lugar de Deus. Estas atitudes e comportamentos manifestam-se no racionalismo (tudo é explicado pela razão do Homem/da Mulher) e no humanismo (tudo é explicado em função do bem estar da Humanidade). A violência, a mentira, a corrupção... determinam as relações e entra-se na espiral de dominador-dominado e carrasco-vitima. E isto acontece em vários graus: desde o querer impor a sua própria vontade numa reunião de amigos até ás tomadas de grandes decisões a nível internacional. O importante é ter poder, dominar, subir até ao ponto mais alto da sociedade, da firma, da Igreja, da organização, da junta de freguesia... O PODER que corrompe. O PODER que não tem amigos. O PODER que não olha aos meios para conseguir os fins O a sede de PODER que quer mais PODER. Jesus era um homem como nós. As suas tentações são as nossas tentações. Cada um de nós cai em tentação. A sociedade em que nós vivemos também. Uma tentação gera uma outra tentação, criando um circulo vicioso difícil de sair dele. As tentações acomodam-se e camuflam-se.

Proclamação da Palavra de Jesus - Voz-off O Evangelho do próximo domingo é gravado numa cassete por uma pessoa que não está no grupo. Depois do trabalho em grupos, faz-se um breve momento de silêncio. Proclama-se o Evangelho. Comentário ao Evangelho: O primeiro domingo de Quaresma fala-nos das tentações de Jesus. As três tentações de Jesus são um protótipo das três grandes tentações que afligem o Homem / a Humanidade de todos os tempos. O Evangelho de Marcos não nos diz quais são essas tentações, mas com a ajuda de Mateus sabemos que as tentações de Jesus foram: • Sentir fome e querer transformar pedras em pão Sentir fome está relacionado com o corpo que cada um de nós tem e com as suas necessidades. As necessidades corporais tais como as de vestir, comer, respirar,... devem ser satisfeitas, caso contrário não respeitamos o nosso corpo e morreremos. Até aqui não falamos de tentações mas de atenção ao próprio corpo. A atenção ao corpo passa a tentação quando todas as nossas atenções se voltam única e exclusivamente para o nosso corpo e passamos a ter comportamentos egoístas e excluímos os outros. Por exemplo: Comer em excesso... estragar alimentos... Gastar centenas de euros em roupa, cosméticos, ginástica ...para manter a aparência Fazer do sexo e do prazer a razão de viver. O importante é ter prazer e experimentar coisas novas e diferentes... Todos estes exageros levam-nos a uma desigualdade social (uns têm

O Homem/a Mulher vêm Deus como seu concorrente e não como companheiro e amigo de caminhada. Ver todos os reinos deste mundo e quer possui-los para dominar Ao Homem/á Mulher foi dada a tarefa de cultivar a terra e a autorização de usufruir os frutos da mesma.

A proposta de Jesus:
O SEGUIMENTO DE JESUS - Mt 16, 24-28 Então Jesus disse aos discípulos: «Se alguém quer seguir-Me, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-Me. Pois, quem quiser salvar a sua vida, vai perdê-la; mas, quem perde a sua vida por causa de Mim, vai encontrá-la. Com efeito, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro se perder a sua vida? O que pode um homem dar em troca da sua vida? Porque o Filho do Homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos, e então retribuirá a cada um de acordo com a própria conduta. Eu vos garanto: alguns daqueles que estão aqui não morrerão sem terem visto o Filho do Homem vir com o seu Reino». Cântico

Com o passar dos tempos, o Homem/a Mulher apoderou-se da terra e de tudo aquilo que a habita. Do domínio da terra o Homem/a Mulher passaram a dominar os outros. A força e o poder que o Homem/a Mulher têm em si são usados para fins maléficos e egoístas, a ponto de os meios justificarem o

Trabalho em grupos Nos grupos, os jovens partilham sobre as seguintes questões: Hoje como se manifestam estas tentações em nós jovens? Em forma de compromisso, os jovens são convidados a reflectir sobre um compromisso a assumir: Como é que vou lutar contra estas tentações? Plenário: Os vários grupos apresentam as suas conclusões.

O símbolo que nos acompanhará ao longo da caminhada quaresmal será a Cruz, que vamos formando ao longo da nossa caminhada. Hoje temos a trave horizontal. Ele fala-nos da nossa relação com os outros. Não obstante as tentações que cada um/uma de nós tem e sente, não obstante as dificuldades que a sociedade nos coloca, nós formamos e queremos formar uma família, queremos transforma-la a exemplo de Jesus. O nosso compromisso é expressão da nossa adesão a Jesus e do empenho que colocamos na nossa transformação e na da sociedade Cada um/uma escreve na trave horizontal da cruz o seu compromisso de uma forma sucinta. Cântico Pai nosso