SEMÁFOROS Instalações e Projetos Semafóricos

FONTES: Ingenieria de Trafico – Antonio Valdes Código Brasileiro de Trânsito Prof. João Cucci Neto – Univ. Mackenzie - SP FEA-FUMEC ENGENHARIA DE TRANSPORTE E TRÂNSITO – Prof. J. Carlos Ervilha

Formato dos focos
GRUPO FOCAL P/ VEÍCULOS REDONDO

Lentes de 200 ou 300 mm de diâmetro.

Formato dos focos

Formato dos focos .

Formato dos focos .

SEMÁFOROS .

SEMÁFOROS .

SEMÁFOROS .

SEMÁFOROS .

SEMÁFOROS .

SEMÁFOROS .

SEMÁFOROS

SEMÁFOROS

SEMÁFOROS

SEMÁFOROS .

SEMÁFOROS .

SEMÁFOROS .

SEMÁFOROS .

SEMÁFOROS .

SEMÁFOROS .

SEMÁFOROS .

SEMÁFOROS .

SEMÁFOROS .

SEMÁFOROS .

SEMÁFOROS .

Formato dos focos .

Controles de tráfego .

Controles de tráfego .

Controles de tráfego .

Materiais e Instalação  Tipos de Instalação: Aérea ou subterrânea  Grupos focais : Convencionais ou led .

Colunas Semafóricas – Instalação aérea .

Colunas Semafóricas .

Colunas Semafóricas .

Grupos Focais – Convencionais ou a led .

Grupos Focais – Convencionais ou a led .

Não há perda de calor. . Vida de até 50 000 horas. Luz policromática – necessita de lentes coloridas. Luz monocromática-cor definida na própria emissão. Vida útil – de 1000 a 4000 horas.Grupos Focais – Convencionais ou a led Fonte : CET – São Paulo     Queima da lâmpadaFoco apagado.     Queima de diodos – Foco continua aceso. Dissipa calor(perda de eficiência).

Custo baixo.     Consumo baixo de energia ( lâmpadas de 7 a 20 W) Intensidade cai cerca de 20 % ao longo da vida útil.Grupos Focais – Convencionais ou a led Fonte : CET – São Paulo     Consumo alto de energia ( lâmpadas de 50 a 100W). “Queima” da lente devido a dissipação de calor. Custo ainda alto. . Aspecto visual do foco não se altera. Intensidade luminosa cai significativamente ao longo da vida útil.

Foco convencional ou led .

Arranjo Físico .

Posicionamento dos grupos focais .

Posicionamento dos grupos focais .

Posicionamento dos grupos focais .

Posicionamento dos grupos focais .

Posicionamento dos grupos focais .

Posicionamento dos grupos focais .

Posicionamento dos grupos focais em relação á transversal .

VANTAGENS ..Grupos focais – antes ou depois do cruzamento..

VANTAGENS .Grupos focais – antes ou depois do cruzamento...

Grupos focais – antes ou depois do cruzamento... DESVANTAGENS .

..Grupos focais – antes ou depois do cruzamento. DESVANTAGENS .

Antes do Cruzamento .

Depois do cruzamento .

Representação Gráfica .

Exemplo de projeto semafórico .

J.SEMÁFOROS-PROGRAMAÇÃO FEA-FUMEC ENGENHARIA DE TRANSPORTE E TRÂNSITO – Prof. Carlos Ervilha FONTES: Ingenieria de Trafico – Antonio Valdes Código Brasileiro de Trânsito Prof. João Cucci Neto– Univ.SP . Mackenzie .

Tem suas limitações não evitando possíveis congestionamentos. numa interseção de vias. Permite também maior fluidez nas vias arteriais através da sincronização dos semáforos e de sua reprogramação em função dos fluxos horários nas interseções. de pedestres.INTRODUÇÃO    A sinalização semafórica é utilizada para ordenar a vez de passagem de fluxos de veículos. .

.CICLO x ESTÁGIOS X FASES     CICLO . FASES – TEMPOS DOS MOVIMENTOS EM SEGUNDOS. ESTÁGIOS – DESLOCAMENTOS BÁSICOS CONTROLADOS PELO SEMÁFORO QUE SE REPETEM NUM CICLO.TEMPO EM SEGUNDOS A PARTIR DO QUAL OS ESTÁGIOS DO SEMÁFORO SE REPETEM. MOVIMENTOS – DESLOCAMENTOS QUE PODEM OCORRER DENTRO DOS ESTÁGIOS. DEVEM SER O MÍNIMO POSSÍVEL.

BERNARDO MONTEIRO/ R.SEMÁFOROS AV. DOS AIMORÉS .

BERNARDO MONTEIRO/ R. DOS AIMORÉS .SEMÁFOROS AV.

DOS AIMORÉS .SEMÁFOROS AV. BERNARDO MONTEIRO/ R.

SEMÁFOROS AV. DOS AIMORÉS . BERNARDO MONTEIRO/ R.

DOS AIMORÉS . BERNARDO MONTEIRO/ R.SEMÁFOROS AV.

SEMÁFOROS (CICLOVIA) AV. BERNARDO MONTEIRO/ R. DOS AIMORÉS .

BERNARDO MONTEIRO/ R. DOS AIMORÉS .SEMÁFOROS AV.

BERNARDO MONTEIRO/ R.SEMÁFOROS AV. DOS AIMORÉS .

SEMÁFOROS AV. DOS AIMORÉS . BERNARDO MONTEIRO/ R.

BERNARDO MONTEIRO/ R.SEMÁFOROS AV. DOS AIMORÉS .

DOS AIMORÉS .SEMÁFOROS AV. BERNARDO MONTEIRO/ R.

SEMÁFOROS AV. BERNARDO MONTEIRO/ R. DOS AIMORÉS .

GRUPO FOCAL PARA CICLISTA AV. BERNARDO MONTEIRO/ R. DOS AIMORÉS

SEMÁFOROS AV. BERNARDO MONTEIRO/ R. DOS AIMORÉS

SEMÁFOROS AV. BERNARDO MONTEIRO/ R. DOS AIMORÉS

MOV. 1

CICLO = 120 s 1º estágio = 45 s MOV. 1 GRUPO FOCAL 1

SEMÁFOROS AV. BERNARDO MONTEIRO/ R. 3 – G3 MOV. 4 G4 MOV. 2 G2 . 2 – G2 MOV.4 – G4 MOV. DOS AIMORÉS MOV. 3 G3 CICLO = 120 s 2º estágio = 15 s MOV.

4 – G4 MOV. DOS AIMORÉS MOV. 4 CICLO = 120 s 3º estágio = 60 s MOV. 6 – G6 MOV. BERNARDO MONTEIRO/ R. MOV. 5 – G5 MOV. 3 – G3 MOV.SEMÁFOROS AV. 5 . 3 MOV. 6 MOV. 4 4 MOV.

SEMÁFOROS AV. BERNARDO MONTEIRO/ R. DOS AIMORÉS .

DOS AIMORÉS G1 G1 G4 G6 G5 G3 G2 .GRUPOS FOCAIS (G) AV. BERNARDO MONTEIRO/ R.

DOS AIMORÉS FASE 4 – PEDESTRES FASE 6 .SEMÁFOROS AV.CICLISTAS . BERNARDO MONTEIRO/ R.

DOS AIMORÉS FASE 4 – PEDESTRES FASE 6 .SEMÁFOROS AV. BERNARDO MONTEIRO/ R.CICLISTAS .

COM UM ÚNICO PLANO SEMAFÓRICO PARA TODOS OS DIAS DA SEMANA. ESTA SITUAÇÃO AINDA É A MAIS COMUM NO BRASIL.INTRODUÇÃO   O DESENVOLVIMENTO QUE SE SEGUE É PARA UM CRUZAMENTO ISOLADO. .

VARIÁVEIS .

FLUXO VEICULAR .

FLUXO DE SATURAÇÃO .

.ENTREVERDES -ENTREVERDES OU TEMPO PERDIDO – Tp É o tempo de verde que se perde no ciclo. Na prática costuma-se adotar Tp = tempo total de amarelo. sendo uma parte na partida e outra sendo parte do tempo de amarelo.

COMPORTAMENTO DOS VEÍCULOS NUM SEMÁFORO. .

.COMPORTAMENTO DOS VEÍCULOS NUM SEMÁFORO.

MÉTODO PARA SE OBTER O FLUXO DE SATURAÇÃO-FS .

munidas de cronômetro e prancheta : 1) com a dupla posicionada ao lado da linha de retenção. existe uma técnica baseada em dados coletados em campo. iniciar a contagem de veículos a partir do início do verde do movimento que se está estudando. 2) marcar os valores acumulados a cada 5s em uma planilha.   . São necessárias duas pessoas.FORMA DE OBTENÇÃO DO HISTOGRAMA  Para se obter o Fluxo de Saturação (FS) . até que cesse a passagem de veÍculos.

travamentos à frente etc. montar o histograma – número médio de veículos por intervalo de tempo  5) O Fluxo de Saturação (FS) é obtido pela média aritmética dos valores dos patamares significativos  . pelo menos. sem anomalias como carros quebrados. 10 medidas válidas. ou seja.FORMA DE OBTENÇÃO DO HISTOGRAMA 3) repetir o processo até obter.  4) no escritório. ciclos onde o comportamento do fluxo seja normal.

Exemplo de obtenção do histograma

Exemplo de obtenção do histograma

FS = (9,38 +9,32)/2 /5

X

3600 = 6732 veículos / hora

Exemplo de obtenção do histograma

FORMULAÇÕES .

FORMULAÇÕES .

FORMULAÇÕES .

teríamos que: O tempo de verde da rua A deveria ser suficiente para atender sua taxa de ocupação. Ou seja. Analogamente o mesmo tratamento deve ser dado à rua B. se YA = 30 %. pelo menos 30% do ciclo deve ser dado à rua A.FORMULAÇÕES Considerando uma interseção semaforizada. no tempo de 1 ciclo ( Tc ). .

. ou seja quanto maior o ciclo menor o Tp. considerados como Tempo perdido – Tp Em uma hora.FORMULAÇÕES Entretanto nem todo o tempo do ciclo é destinado aos tempos de verde. pois temos os tempos de amarelo. o tempo perdido total é inversamente proporcional ao Tc.

FORMULAÇÕES .

podemos escrever: YA . Tc + Tp = Tc  Donde: Tc = Tp/ [ 1 – ( YA + Y B )].Tc + YB .FORMULAÇÕES  Para o tempo de 1 ciclo. ou    Tc = Tp / 1 – ( ∑ Y ) ∑ Y = YA + Y B .

FORMULAÇÕES .

FORMULAÇÕES .

EXEMPLO .

EXEMPLO .

CICLO E TEMPOS DE VERDE .EXEMPLO.

EXEMPLO.CICLO E TEMPOS DE VERDE .

EXEMPLO.CICLO E TEMPOS DE VERDE .

EXERCÍCIOS .

EXERCÍCIOS .

EXERCÍCIOS .

EXERCÍCIOS .

EXERCÍCIOS .

EXERCÍCIOS .

EXERCÍCIOS .

EXERCÍCIOS .

EXERCÍCIOS .

EXERCÍCIOS .

EXERCÍCIOS .

EXERCÍCIOS .

EXERCÍCIOS .

EXERCÍCIOS .

EXERCÍCIOS .

SETEMBRO 2012 .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful