You are on page 1of 7

MEMORIAL DE CÁLCULO

MURO DE ARRIMO

SUPERMERCADO SHIBATA – ITAQUAQUECETUBA – SP

82 x 0.55 m Pressão de empuxo no topo: Ps = 0.Altura do muro de arrimo: 4.55 = 0.60m da base do buro. os panos de alvenaria foram considerados apenas como distribuição dos esforços.75 m (ficticio): Pressão máxima: 4.4 tf/m³ Peso próprio de concreto considerado para laje de fundo: 2.30 m Consideração para peso proprio de solo gerador de empuxo: 1.8 tf/m³ Angulo de atrito interno do material: 30º Obs: Não será considerada nenhum coeficiente de coesão para o material. favorecendo assim a segurança da estrutura. Momento gerado pela carga de empuxo: 10. Verificação da sobrealtura de solo para sobrecarga adicional de 1 tf/m² h = q/ys = 1. Foram consideradas estruturas resistentes as cintas armadas e os contrafortes.m O muro foi modelado no software STRAP e analisando através do método dos elementos finitos.8 x 0.8 = 0.55 + 4. O modelo considerado para análise foi segundo a imagem abaixo: .82 tf/m² Consideração de empuxo aplicado com uma distribuição linear sobre o muro.72 tf.5 = 6.8 x (0.2) = 2.20 m Peso próprio considerado para muro de alvenaria armada: 2. variando de altura de 0 a 4.5 tf/m² Módulos de 2 m considerando contrafortes: 2.33 x 1.33 tf/m² Pressão de empuxo na base: P = 0.0/1.75 x 2.7 tf aplicada a 1.33 x 1.00 m Espessura da laje de fundo: 0.

cm.5333E+05 x2 (eixo local) I3=0.850 SF3=0.0 PROPRIEDADE N. 4 Espessura = Material = 3 .1333E+05 I3=0.000 I2=0.850 20.000 SF2=0.000 h3=20.850 SF3=0.000 SF2=0.1333E+05 Perimetro=80.C20 h2=20.000 SF3=0.000 e2=10.) PROPRIEDADE N. 5 Espessura = Material = 2 .850 20.000 I2=0. 3 A=0.000 .000 x3 J=0. 2 A=0.0 80.TABELA DE PROPRIEDADES (unidades .4000E+03 Material = 1 .00 0 h3=20.2253E+05 e3=10.000 e2=40.0 20.CONC 30.000 x2 (eixo local) SF3=0.000 20.0 PROPRIEDADE N.C20 h2=80.alv PROPRIEDADE N.1797E+06 e3=10.8533E+06 Perimetro=200.000 x3 J=0.1600E+04 Material = 1 .

. Para os elementos resistentes obtivemos os seguintes valores: Momento máximo nos contrafortes: Esforço axial máximo nos contrafortes: . .Empuxo do solo contra o muro.As cargas consideradas foram: .Peso próprio da estrutura.Peso do solo.

de acordo com o diagrama de interação apresentado na figura abaixo: .m e tf. Os contrafortes foram analisados de acordo com a flexão composta obliqua.O momento fletor utilizado para dimensionamento da viga de travamento foi considerado conforme abaixo: Esforços em tf. e a seção considerada foi satisfatória.

Os desenhos de forma e armação para o muro fazem parte desse documento.86 Máximas tensões admissiveis calculadas: falv.As seções das cintas armadas foram analisadas à flexão e consideradas satisfatórias: Portanto o muro deverá ser armado com contrafortes a cada 2.225 x 1.363 kN/cm² A máxima tensão devido a flexão que a seção pode suportar pode ser obtida calculando-se: falv.c1 = 0.038 kN/cm² . e barras de meia polegada como reforço de armação.00 m. As cintas serão consideradas 4 ao longo da seção do muro e armadas com 2 barras de 3/8 polegadas como reforço de armação.10 kN/cm² fs = 217 MPa = 16.1 = 0.0 MPa = 1. Verificação da tensão na alvenaria estrutural: Dados da alvenaria armada preenchida com groute: fp = 11. o projetista deverá ser consultado para avaliação dos riscos.10 x (1-(420/(40 x 19)³)) = 0.5 kN/cm² Ealv = 800 x 11 = 8800 MPa n = Es/Ealv = 210000/8800 = 23.205 kN/cm² falv.33 x fp = 0.c = N/(b x t) = 73/(100 x 19) = 0.33 x 1. e devem ser seguidos sem alteração.f = 0. Caso seja necessária alteração.

máx (total aproveitamento da capacidade resistente da alvenaria).304 kN/cm² A máxima tensão na alvenaria devido à flexão e compressão foi.Considerando o fator de majoração das tensões admissíveis combinadas como a = 1. logo temos seções aptas para resistir aos esforços.c = falv. conforme imagem abaixo.f = 0.f.363 = 0.c/falv.044+0.300 = 0.295 kN/cm² Como tentativa inicial.0 falv.máx = (a – falv.f. o que conduz a uma tensão de compressão de: falv = falv.63 MPa.c1) x falv.f = (1 – 0.205) x 0. .038/0. pode-se admitir que a máxima tensão de compressão é a que corresponde à falv. de 3 MPa: De acordo com a verificação apresentada acima a tensão limite para a alvenaria é de 3.