You are on page 1of 144

A mitologia nórdica (também chamada de mitologia germânica, viking ou escandinava) se refere a um conjunto de crenças e lendas dos povos escandinavos

, incluindo aqueles que se estebeleceram na Islândia, onde a maioria das fontes escritas para a mitologia nórdica foram construídas. Como veremos, sua influência se extendeu por toda a Europa, especialmente Inglaterra, de onde pudemos apreciá-la em obras como O Senhor dos Anéis e Harry Potter. Mas meu primeiro contato com essa mitologia foi mesmo com os gibis de Thor. Nessa primeira parte vou falar da cosmogonia nórdica, e de como os mundos estão estruturados, para na segunda parte falar mais dos personagens e suas lendas. Uma coisa que percebi é que há muita confusão entre nomes de lugares e raças, então procurei compilar o máximo de informações, e o resultado abaixo é o que me parece ser mais confiável: No início havia o Nada (Ginnungagap), que remete à noção grega do “Caos”. Um imenso vazio, que se extendia até o Norte, a Terra do Gelo (Niflheim), e o Sul, a Terra do Fogo (Muspell). Separadas pelo Nada, essa forças de frio e calor, contração e expansão, estavam inertes. Até que Deus, o Criador de todas as coisas, aquele que não tem nome e que é citado apenas na Criação e no fim dos tempos, respira, e suas baforadas unem frio e calor, formando flocos de neve que foram se aglutinando até formar o primeiro ser: um gigante de gelo chamado Ymer, que deu origem a vários outros gigantes. Essas critaturas alimentavam-se do leite da vaca primordial Auðhumla que, por sua vez, alimentava-se lambendo o sal dos blocos de gelo. Numa dessas lambidas revelou-se a forma de uma nova criatura, cuja raça ficou conhecida como Aesir. Esse primeiro Aesir se chamava Buri, que teve (não sei como) um filho, Bor, que se casou com a filha de um dos gigantes e assim tiveram três lindos e importantes filhos: Odin, Vili and Vé. Esses três são simplesmente a Santíssima Trindade Nórdica, pois eles detêm o poder de trazer ordem ao Caos. Eles matam o gigante Ymer, dilaceram suas formas e com seus restos ajudam a compor o Universo (especialmente nosso mundo). No centro do Nada está uma gigantesca árvore chamada Yggdrasil, o eixo dos nove mundos. Suas imensas copas chegam aos céus, podendo dessa maneira sempre estar banhada por uma luminosa nuvem que orvalha Hidromel (a bebida favorita dos deuses, que garantia a eles a longevidade), que tem por função revitalizar automaticamente a imensa árvore. Os galhos mais altos serviam de moradia ao Galo de Ouro, que tem a responsabilidade de guardar os horizontes e denunciar aos deuses a aproximação de seus eternos inimigos, os gigantes. Logo abaixo, mas ainda no topo, há uma águia (Hraesvelg) que, ao bater de suas asas, produz o vento que sopra por todos os mundos. Abaixo dela temos Asgard (Terra dos Aesir), governado por Odin e sua esposa, Frigga. É lá que fica o Valhala(Salão dos

assassinados), local onde os guerreiros vikings eram recebidos após terem morrido com honra, em batalha. Metade das almas passam seus dias treinando em combates, e desfrutando de grandes banquetes e orgias à noite. Elas formam o “Exército das Almas Vivas”. A outra metade segue para Folkvang, o palácio de Freyja. Também nos galhos se encontra Vanaheimr (Lar dos Vanir), que são uma outra categoria de deuses, ligados à fertilidade, prosperidade, sabedoria e capacidade de ver o futuro (enquantos os Aesir são mais guerreiros e ligados à magia). Há muita rivalidade entre esses dois tipos de deuses. Ainda no alto, temos Álfheimr, o Lar dos Elfos. É onde vivem os elfos luminosos, criaturas de beleza inenarrável. Brilhantes como o Sol, vestem-se de forma delicada e transparente. São amigos de homens e deuses. Odin e seus irmãos usaram o corpo do gigante Ymir para criar Midgard (Terra Média), o mundo dos homens, situado em volta do tronco de Yggdrasil. A carne de Ymir se tornou a terra. O sangue formou lagos e oceanos. Dos ossos, formaram-se as montanhas. Seus dentes e fragmentos de ossos são as pedras. Os cabelos formaram árvores. O crânio de Ymer formou o céu, e foi sustentado no alto por 4 anões, chamados Norðri (Norte), Suðri (Sul), Austri (Leste) e Vestri (Oeste). Midgard está unida a Asgard por uma ponte em forma de arco-íris, chamada Bifröst. Construída pelos Aesir, era guardada pelo deus Heimdall, que nunca dormia. Jötunheimr é a Terra dos gigantes. Quando Ymer morreu, o derramamento de sangue foi tão volumoso que acabou afogando quase toda a raça de gigantes (que viviam no início dos tempos). Salvaram-se apenas Bergelmir e sua mulher, que

fugiram num barco e chegaram à montanha de Jötunheim, onde fundaram uma cidade chamada Utgard, separada da terra dos homens pelo vasto oceano (que é protegido/circundado pela serpente Jörmungandr, que é tão grande que toca o próprio rabo, como o Uroboros). Muspelheim (Terra do fogo) é o lar dos demônios de fogo, liderados por Surtur (seria a inspiração para o Balrog?). Nas raízes de Yggdrasil está o mundo de Svartalfheim (Lar dos elfos escuros). Eles são a contraparte decadente dos elfos luminosos, e vivem no subterrâneo, pois o Sol pode transformá-los em pedra. O termo elfo “escuro” pode ser uma sugestão em relação ao seu lugar de residência, muito mais do que de sua natureza presumida, embora fossem descritos como mesquinhos e incômodos para seres humanos. Assim como os anões, os elfos escuros cresceram a partir das larvas da carne de Ymir, mas os anões vivem no subterrâneo de Midgard, em Nidavellir (os Campos escuros). Os elfos escuros são, freqüentemente, apontados como responsáveis por muitas das maldades que ocorrem à humanidade. Daí a palavra alemã para pesadelo: Albtraum (sonho de elfo). Niflheimr (Terra das névoas) é um mundo de gelo eterno, onde vivem os anões e o reino dos Nibelungos. Baseado nessa mitologia, o compositor Richard Wagner não só compôs como escreveu a história de sua ópera O Anel do Nibelungo (Der Ring des Nibelungen). O centro desta história é um anel mágico, que foi forjado pelo anão Alberich (o Nibelungo do título), cuja posse garante poder sobre todo o mundo. Diversas personagens míticas lutam por 3 gerações pela posse do objeto, incluindo Wotan, o chefe dos deuses. Qualquer semelhança com O Senhor dos Anéis não é mera coincidência (embora Tolkien diga que não). É dito que as raízes mais profundas da árvore Yggdrasil estão enterradas em Niflheimr. Lá existe um dragão chamado Nidhogg, que guarda uma fonte mágica e fica roendo as raízes da árvore com o objetivo de a destruir, mas existem vários animais que distraem Nidhogg, e um deles é o esquilo Ratatosk. É ele que alimenta a troca de insultos entre Nidhogg e águia que fica no topo dos galhos de Yggdrasil. Ironicamente é nas profundezas de Niflheimr (e não na Terra do fogo) onde fica a coisa mais próxima do inferno na mitologia nórdica: Helheimr (Lar de Hel). Mergulhado em perpétua escuridão, e guardado pelo gigantesco cão Garm, Helheimr é governado por Hel, deusa da morte, e é pra lá que as pessoas vão quando morrem sem glória, doentes ou com idade avançada, além de crianças e mulheres. Ao contrário do que sugere a associação com a palavra Hell (inferno) em inglês, em Helgardh não há senso de punição para os mortos. Helgardh é um mundo dentro de um mundo (de Niflheimr), o reino mais frio e baixo na ordem total do universo, abaixo da terceira raiz de Yggdrasil A mitologia nórdica (também chamada de mitologia germânica, viking ou escandinava) se refere a um conjunto de crenças e lendas dos povos escandinavos, incluindo aqueles que se estebeleceram na Islândia, onde a maioria

Uma coisa que percebi é que há muita confusão entre nomes de lugares e raças. Esses três são simplesmente a Santíssima Trindade Nórdica. Frigga. Numa dessas lambidas revelou-se a forma de uma nova criatura. É lá que fica o Valhala(Salão dos . formando flocos de neve que foram se aglutinando até formar o primeiro ser: um gigante de gelo chamado Ymer. No centro do Nada está uma gigantesca árvore chamada Yggdrasil. essa forças de frio e calor. por sua vez. Logo abaixo. que tem a responsabilidade de guardar os horizontes e denunciar aos deuses a aproximação de seus eternos inimigos. a Terra do Gelo (Niflheim). Suas imensas copas chegam aos céus. Nessa primeira parte vou falar da cosmogonia nórdica. que teve (não sei como) um filho. os gigantes. mas ainda no topo.das fontes escritas para a mitologia nórdica foram construídas. especialmente Inglaterra. Como veremos. e suas baforadas unem frio e calor. e de como os mundos estão estruturados. Até que Deus. contração e expansão. para na segunda parte falar mais dos personagens e suas lendas. o eixo dos nove mundos. o Criador de todas as coisas. respira. alimentava-se lambendo o sal dos blocos de gelo. Eles matam o gigante Ymer. que garantia a eles a longevidade). pois eles detêm o poder de trazer ordem ao Caos. Os galhos mais altos serviam de moradia ao Galo de Ouro. Bor. e o Sul. ao bater de suas asas. dilaceram suas formas e com seus restos ajudam a compor o Universo (especialmente nosso mundo). Mas meu primeiro contato com essa mitologia foi mesmo com os gibis de Thor. que se casou com a filha de um dos gigantes e assim tiveram três lindos e importantes filhos: Odin. estavam inertes. Separadas pelo Nada. Essas critaturas alimentavam-se do leite da vaca primordial Auðhumla que. sua influência se extendeu por toda a Europa. aquele que não tem nome e que é citado apenas na Criação e no fim dos tempos. há uma águia (Hraesvelg) que. a Terra do Fogo (Muspell). que remete à noção grega do “Caos”. que deu origem a vários outros gigantes. cuja raça ficou conhecida como Aesir. que se extendia até o Norte. Esse primeiro Aesir se chamava Buri. que tem por função revitalizar automaticamente a imensa árvore. e o resultado abaixo é o que me parece ser mais confiável: No início havia o Nada (Ginnungagap). Um imenso vazio. então procurei compilar o máximo de informações. Abaixo dela temos Asgard (Terra dos Aesir). de onde pudemos apreciá-la em obras como O Senhor dos Anéis e Harry Potter. Vili and Vé. governado por Odin e sua esposa. produz o vento que sopra por todos os mundos. podendo dessa maneira sempre estar banhada por uma luminosa nuvem que orvalha Hidromel (a bebida favorita dos deuses.

Elas formam o “Exército das Almas Vivas”. em batalha. Dos ossos. sabedoria e capacidade de ver o futuro (enquantos os Aesir são mais guerreiros e ligados à magia). vestem-se de forma delicada e transparente. formaram-se as montanhas. o palácio de Freyja. Metade das almas passam seus dias treinando em combates. e desfrutando de grandes banquetes e orgias à noite. chamada Bifröst. São amigos de homens e deuses. o Lar dos Elfos. que . Construída pelos Aesir. o derramamento de sangue foi tão volumoso que acabou afogando quase toda a raça de gigantes (que viviam no início dos tempos). Há muita rivalidade entre esses dois tipos de deuses. O crânio de Ymer formou o céu. Seus dentes e fragmentos de ossos são as pedras. É onde vivem os elfos luminosos. ligados à fertilidade. Os cabelos formaram árvores. chamados Norðri (Norte). Salvaram-se apenas Bergelmir e sua mulher. Austri (Leste) e Vestri (Oeste). e foi sustentado no alto por 4 anões. prosperidade. Midgard está unida a Asgard por uma ponte em forma de arco-íris. O sangue formou lagos e oceanos. situado em volta do tronco de Yggdrasil. Também nos galhos se encontra Vanaheimr (Lar dos Vanir). o mundo dos homens. temos Álfheimr.assassinados). A outra metade segue para Folkvang. Ainda no alto. Suðri (Sul). Odin e seus irmãos usaram o corpo do gigante Ymir para criar Midgard (Terra Média). Quando Ymer morreu. era guardada pelo deus Heimdall. local onde os guerreiros vikings eram recebidos após terem morrido com honra. criaturas de beleza inenarrável. A carne de Ymir se tornou a terra. que são uma outra categoria de deuses. Jötunheimr é a Terra dos gigantes. Brilhantes como o Sol. que nunca dormia.

em Nidavellir (os Campos escuros). em Helgardh não há senso de punição para os mortos. Nas raízes de Yggdrasil está o mundo de Svartalfheim (Lar dos elfos escuros). Niflheimr (Terra das névoas) é um mundo de gelo eterno. que termina numa Fonte que traz sabedoria e inteligência àquele que bebe de sua água. onde vivem os anões e o reino dos Nibelungos. pois o Sol pode transformá-los em pedra.fugiram num barco e chegaram à montanha de Jötunheim. separada da terra dos homens pelo vasto oceano (que é protegido/circundado pela serpente Jörmungandr. O termo elfo “escuro” pode ser uma sugestão em relação ao seu lugar de residência. Qualquer semelhança com O Senhor dos Anéis não é mera coincidência (embora Tolkien diga que não). É ele que alimenta a troca de insultos entre Nidhogg e águia que fica no topo dos galhos de Yggdrasil. como o Uroboros). Helgardh é um mundo dentro de um mundo (de Niflheimr). onde fundaram uma cidade chamada Utgard. Ela era guardada por Mimir (Aquele que pensa). que foi forjado pelo anão Alberich (o Nibelungo do título). Ironicamente é nas profundezas de Niflheimr (e não na Terra do fogo) onde fica a coisa mais próxima do inferno na mitologia nórdica: Helheimr (Lar de Hel). e vivem no subterrâneo. liderados por Surtur (seria a inspiração para o Balrog?). freqüentemente. o reino mais frio e baixo na ordem total do universo. Embora algumas obras o coloquem . doentes ou com idade avançada. Muspelheim (Terra do fogo) é o lar dos demônios de fogo. o compositor Richard Wagner não só compôs como escreveu a história de sua ópera O Anel do Nibelungo (Der Ring des Nibelungen). Ao contrário do que sugere a associação com a palavra Hell (inferno) em inglês. Eles são a contraparte decadente dos elfos luminosos. Daí a palavra alemã para pesadelo: Albtraum (sonho de elfo). abaixo da terceira raiz de Yggdrasil  (Terra dos gigantes) passa uma das raízes principais de Yggdrasil. É dito que as raízes mais profundas da árvore Yggdrasil estão enterradas em Niflheimr. Mergulhado em perpétua escuridão. e um deles é o esquilo Ratatosk. mas os anões vivem no subterrâneo de Midgard. e guardado pelo gigantesco cão Garm. e é pra lá que as pessoas vão quando morrem sem glória. que é tão grande que toca o próprio rabo. Baseado nessa mitologia. Diversas personagens míticas lutam por 3 gerações pela posse do objeto. apontados como responsáveis por muitas das maldades que ocorrem à humanidade. O centro desta história é um anel mágico. incluindo Wotan. mas existem vários animais que distraem Nidhogg. o chefe dos deuses. os elfos escuros cresceram a partir das larvas da carne de Ymir. Helheimr é governado por Hel. que guarda uma fonte mágica e fica roendo as raízes da árvore com o objetivo de a destruir. Lá existe um dragão chamado Nidhogg. cuja posse garante poder sobre todo o mundo. Assim como os anões. muito mais do que de sua natureza presumida. deusa da morte. Os elfos escuros são. embora fossem descritos como mesquinhos e incômodos para seres humanos. além de crianças e mulheres.

e é o deus do trovão. essa última parte não é da mitologia nórdica. depois que eles morrem. um estudante de medicina manco e fraco. onde ele recebe no salão Bilskirnir os pobres. Após graduar-se. Thrud (Força). A arma de Thor é um martelo mágico chamado Mjolnir. mas achei por bem compartilhar com vocês). Sua esposa é Sif. O Reino de Thor em Asgard é Thrudheimr. LOKI . teve os filhos Magni (Forte) e Modi (Raivoso). de forma a consultá-la em momentos críticos. e mandou-o para a Terra sem memórias. que nunca erra o alvo e sempre retorna às suas mãos. Nos anos 60 Odin decidiu que seu filho precisava de humildade.como deus da sabedoria. Thor percorre os céus numa carruagem puxada por dois bodes chamados Tanngrísnir e Tanngnjóstr. seu passado divino é revelado e ele passa a partilhar as duas identidades. e a defender a Terra de todo o mal (Ok. e era famoso por sua inteligência e prudência. e o cinturão Megingjard para dobrar sua força. já na união com a giganta Jarnsaxa. Mimir pertencia à raça dos gigantes. no corpo de Donald Blake. A Fonte é tão cobiçada que Odin não hesitou em trocar um de seus olhos por um pouco dessa água. mas Odin não se fez de rogado e passou a carregar sua cabeça pra lá e pra cá. e por isso mesmo está associado a Júpiter e Hércules. Mimir foi decapitado durante a guerra entre Aesirs e Vanirs. Ele usa luvas de ferro mágicas (Járngreipr) para segurar o cabo do martelo. É o mais forte dentre os deuses. THOR Thor é filho de Odin com Fjörgyn (Terra). a deusa da colheita. e diz-se que quando ele passa nessa carruagem as montanhas tremem (o que origina os trovões) e os céus ficam em chamas (que são os raios). com quem teve uma filha. e sim da mitologia nerd. Os anglo-saxões e escandinavos deram o nome de Thor ao quinto dia da semana (Thursday).

Tempos depois os deuses fizeram um segundo grilhão. Com o passar do tempo o monstro cresceu cada vez mais forte e preocupou os deuses. apesar do talento desse embusteiro para colocar ambos em confusões. Loki não pertence aos Aesir . Por isso propuseram um desafio: pediram.e sim aos gigantes.e outros seres. com quem gerou 3 criaturas monstruosas. Deus do fogo. É considerado um símbolo da maldade. das travessuras de Loki. estes frequentemente se beneficiam. como Exu. e. no fim. e então deixou que os deuses o amarrassem. Mercúrio e Didi Mocó. É filho de Loki e irmão de Jörmungandr e Hel. Loki é uma influência para personagens como o Coringa (do último Batman) e pode ser associado a outras mitologias. No primeiro chute Fenrir a quebrou. também está ligado à magia e pode assumir a forma de vários animais . assim como seus irmãos. Assim. É considerado o inventor da rede de pesca.Loki é um exímio FPD. que assevera que ele. que vivem em eterna perseguição a Sól e sua irmã Máni (Lua). iriam trazer problemas aos deuses no Ragnarök. Hermes. Entretanto Fenrir era realmente temível. cujo nome era Drómi. chamada Leyding. Em outra época foi casado com a giganta Angrboda. a deusa do mundo dos mortos. Fenrir julgou que aquela corrente não estava à altura de sua força. duas vezes mais forte. embora suas artimanhas geralmente causem problemas a curto prazo aos deuses. a grande serpente Jörmungandr e Hel.embora viva com eles . introduzidos mais tarde na Escandinávia. traiçoeiro. da trapaça e da travessura. enquanto ordenou que os Aesir tomassem conta do lobo Fenrir. Disseram a Fenrir que. um autêntico trickster que está entre as figuras mais complexas da mitologia nórdica.exceto de aves . FENRIR Fenrir é um lobo gigante que tem dois filhos: Skoll (Traição) e Hati (O que odeia). já que ter um "vilão" com quem se relacionar (e temer) é bastante didático para o ensinamento do dualismo cristão. Todos os deuses o temiam por conta da "Profecia dos Völva". e ninguém o faria à força. Odin lançou Jörmungandr nas profundezas dos oceanos e enviou Hel para os subterrâneos (Niflheimr). É provável que conceitos cristãos. de pouca confiança. num misto de bajulação e troça. e é respeitado até mesmo por Odin. acabaram por destacar apenas suas piores características. assustadoras e maléficas: o lobo Fenrir. se . Thor gostava da companhia de Loki. e com ela teve dois filhos: Nari e Narfi. que o lobo testasse sua força com uma certa corrente de ferro que os deuses fizeram. Sua criatividade é muitas vezes usada para lidar com situações sem esperança. Loki é casado com Sigyn. por isso eles pensaram em acorrentá-lo.

Furioso. enquanto os outros deuses o amarram com Gleipnir. Estranhando que a corrente era muito delicada. Os deuses então levaram Fenrir para uma ilha deserta e o desafiaram a quebrar Gleipnir. um deus se adianta para o sacrifício. AS VALQUÍRIAS . se ele não se libertasse por si só. nossa terça-feira. alcançaria grande fama pela sua força. e vendo isso todos riram (exceto Tyr. porém que sua força também havia aumentado desde que ele quebrou Leyding. Fenrir considerou que a corrente era muito forte. mais Gleipnir apertava-se em seu pescoço. que é uma metáfora poética para designar Glória.ele quebrasse essa nova forma de engenharia. Fenrir então permitiu que eles colocassem o grilhão para. e que ele deveria enfrentar alguns riscos se fosse pra ficar famoso. ele fechou vigorosamente suas enormes mandíbulas e decepou a mão de Tyr. Tyr já não pode soltar-se. para que ele não fizesse tanto barulho. escorando com uma espada a boca do lobo aberta. e suspeitando de uma armadilha. Obviamente nenhum deles se ofereceu de imediato. e significa deus dos enforcados). Tyr é tão foda que na língua nórdica seu nome significa "deus". que perdera a mão). Tyr ainda teve a oportunidade de se vingar. claro. e Fenrir inicia a tentativa de quebrar as correntes. fosse solto pelos outros). Conhecido por sua coragem. só que dessa vez quanto mais o lobo fazia força. que é originalmente chamada dies Martius (Dia de Marte) se tornou em inglês Tiw's Day = Tuesday (Dia de Tyw). Percebendo o impasse. Tyr passou a ser chamado de "a sobra do Lobo". este referese a um deus (ex: Hangatyr é um dos nomes do Odin. ele encara o desafio (descrito acima) e enfia a mão direita entre as mandíbulas do lobo. que era macio como a seda e foi feito com ingredientes muito especiais. mas com a condição de que um dos deuses pusesse a mão em sua boca. com um pouco mais de trabalho. como sinal de "boa fé" (como garantia de que. e até hoje quando o sufixo "tyr" é usado no nome de alguém. despedaçá-lo. o lobo concorda. Fenrir se debatia e uivava de ira por ter ficado aprisionado. Como ele foi associado ao deus romano Marte. E assim Fenrir ficou acorrentado até a chegada do fim dos tempos. Tyr também virou nome de dia da semana. TYR Tyr (ou Tiw) era o único deus capaz de alimentar o lobo Fenrir. e eles fizeram um grilhão mágico chamado Gleipnir. Por fim Odin pediu ajuda aos anões.

terror e glória de uma cavalaria alada se aproximando majestosamente de um campo de batalha (imagine-se como um pobre soldado!). As Valquírias foram eternizadas na segunda música mais famosa de Richard Wagner. Odin a enviou para Niflheimr. De qualquer forma. Música esta que você provavelmente está ouvindo ao fundo. Sabendo quão problemática ela iria ser no futuro. no sentido de abrigar os mortos. dentre os mais bravos recém-abatidos. Essa melodia ficou entranhada na cultura pop moderna após ter sido magistralmente utilizada no filme "Apocalipse Now". e deu a ela autoridade sobre os nove mundos. Este inferno era simplesmente o mundo abaixo da terra para onde iam os homens . HEL Hel é filha de Loki com a giganta Angurboda. a ponto de caracterizaremnas como apaixonadas pelos heróis de guerra. que rondavam os campos de batalha para devorar os corpos dos mortos. em sua ópera "O Anel do Nibelungo": A Cavalgada das Valquirias (Die Walküre). de Francis Ford Coppola. excitação. nenhum quer ser o "escolhido da vez" no campo de batalha. escolhendo quais guerreiros. Wagner consegue captar toda a aura da tensão. Podem ter inspirado a lenda das Amazonas da mitologia grega. Estudiosos apontam que o conceito original de Valquíria pode ser o de demônios em forma de mulher. que ficou associado ao inferno após a cristianização dos nórdicos. pois ao mesmo tempo em que todo guerreiro aspira ir ao Valhala após a morte. na cena em que um esquadrão de helicópteros (a versão moderna das Valquírias) ataca uma vila vietnamita. Elas o faziam por ordem e benefício de Odin. as Valquírias adquiriram certa ambiguidade. montadas em cavalos alados e armadas com elmos e lanças. e que só depois desenvolveu-se em belas mulheres guerreiras.Valkyrja (As escolhedoras de mortos) são belas jovens que. entrariam no Valhala. que precisava de muitos guerreiros corajosos para a batalha vindoura do Ragnarök. Se tornou então a personificação da morte. e seu domínio em Niflheimr passou a se chamar Helheimr (Lar de Hel). se apertou o play no tocador e eu tiver calculado certo. sobrevoam os campos de batalha.

em seu livro Germania. Viviam sempre perto dos lugares onde havia metais preciosos. incapaz de afastar a vista.depois de sua morte. E assim foram criados o homem e a mulher. Os deuses colocaram-nas de pé. uma criatura cujo nome sugere ser hermafrodita (talvez seja até o próprio gigante Ymir) e que deu origem a Mannus (Humano). Viviam em sociedade e tinham reis aos quais eram muito fiéis. O tesouro mais famoso foi o anel do rei dos . mas não era um lugar de castigo (embora nem sempre fosse legal viver por lá). sendo capazes de construir objetos mágicos. OS HUMANOS Descendemos DISTO?! Nós somos uma criação dos deuses Odin e outros dois deuses. Acreditava-se que possuíam importantes tesouros ocultos nas profundezas da terra. O historiador romano Tácito. e então Odin deulhes o alento e a vida. Puseram no homem o nome Ask. Temiam a luz solar e fugiam dos homens. mas às vezes podiam ser malignos. Fisicamente não eram formosos. OS ELFOS Eram espíritos menores que os homens. atribui uma outra origem aos germânicos. e se algum homem via esta dança ficava para sempre prisioneiro da beleza das elfas. onde viviam. como o martelo de Thor. Dançavam à luz da lua. e na mulher Embla. quando se depararam com duas árvores . e a outra metade enegrecida. Eram em geral serviçais.um Fresno e um Olmo . e deles descenderam todos os seres humanos. A metade de seu rosto era de cor clara. Um dia os três percorriam Midgard. Eles descenderiam de Tuisto (Duplo). OS ANÕES Sua inteligência e habilidade como ferreiros e artífices eram prodigiosas. Vili deu-lhes um cérebro e sentimentos e Vé deu-lhes ouvidos e visão. os Hermiones e os Istvaeones. formosos e bem formados. e belas jóias.arrancadas pela raiz. que teve três filhos que deram origem a cada uma das três tribos alemãs: os Ingevones.

cobertos de musgo e com a cara enrugada como a casca de um tronco. Em geral eram pacíficos e serviçais. agir e inclusive tomar formas distintas. que podia falar. Há lendas nas quais alguns destes gigantes inclusive se converteram ao catolicismo. Podiam viver na terra. Verdandi é uma mulher madura e olha sempre para o presente. por sobre os ombros. responsáveis pelo passado. gigantes. tomavam a forma de insetos e molestavam (ou mandavam enfermidades para) os homens. e Skuld é a virgem que vive encapuzada e possui um pergaminho fechado que contém os segredos do futuro. como os anões. Inspiraram também o anime "Ah! Megami-sama!". junto ao mar. mover-se. Verdandi e Skuld. A crença entre os germânicos em anões. a mãe (mulher madura) e a virgem. enquantos outros eram seus amigos ou colaboradores. AS NORNAS No centro da árvore Yggdrasil há um buraco oco. Esse "outro eu espiritual" era chamado Fylgja. onde habitam três sábias que passam os dias a fiar em suas rocas o destino da humanidade. e havia também gigantes do fogo (a quem se atribuía os fenômenos vulcânicos) e do gelo. que o guardava. podia separar-se dele e adotar outra forma. A ALMA Os germânicos acreditavam que a alma era algo material. Mas. . se alguém ferisse ou matasse esse animal.Nibelungos. a pessoa apareceria ferida ou morta em sua casa. trolls e demônios subsistiu e se mesclou aos símbolos cristãos. São representadas pela anciã. Urd é muito velha e vive olhando para trás. Essas deidades são as Nornas Urd. e ainda que permanecesse em íntima relação com o corpo. Siegfried se apoderou dele após vencer o anão Olberich. Podiam metamorfosear-se e não hesitavam em enfrentar até mesmo alguns deuses. Os que viviam nos árvores eram imaginados como seres peludos. São simbolizadas pela roda em movimento. por exemplo animal. e possuem uma tremenda semelhança com as Moiras da mitologia grega. OS ESPÍRITOS DOS BOSQUES Os bosques para os germânicos estavam povoados de numerosos espíritos. como Mimir. presente e futuro. mas se tentava prejudicá-los. respectivamente. OS GIGANTES Os gigantes estavam distribuídos por todo o mundo.

lhe disse que fizera jurar todos. e com o talo e a raiz fez uma flecha. incauta. ainda não havia atirado nada). começaram a lançar-lhe todos os objetos que encontraram. aproximando-se de Hod (irmão de Baldur e único dos deuses que. Ao nascer uma criança as fadas vinham à cabeceira da cama dela para cobri-la de venturas ou de desgraças. e a débil flecha atingiu Baldur no peito. inclusive suas próprias armas. gerando. Loki saiu da sala. Mas um dia começou a ter pressentimentos funestos. A esposa de Loki. os terremotos ocasionais. menos uma pequena planta (visgo). Quando os deuses descobriram que a giganta era Loki eles ficaram muito putos. A giganta sem coração era na verdade o fdp do Loki disfarçado (eu falei que esse cara não prestava!). Os deuses lhe rogaram que concordasse. e acorrentaram o safado às rochas. Os deuses colocaram o corpo de Baldur em seu gigantesco barco e fizeram um funeral viking. Isso causa tamanha dor que toda a terra treme com o seu grito. sem que nada lhe fizesse dano. arrancou o visgo. senta-se junto a seu marido e começa a coletar o veneno com uma taça. Esta idéia seguiu vigente e se instalou nos contos populares. para acalmá-lo. Mas que se houvesse um só ser no mundo que se negasse. e para dar-lhe um porvir de acordo com sua própria sina já traçada. animou-o a arremessar a flecha com um arco. assim. fez todos os seres jurarem que nenhum deles jamais faria mal contra ele. os nórdicos/germânicos acreditavam no destino individual. Voltou a reunir-se com os deuses e. também filho de Odin. estando em uma festa. o que tornou-o invulnerável a tudo e a todos. por ser cego. Todos. BALDUR Deus da luz. Hod o fez. Loki então se transformou em mulher e perguntou a Frigg se era verdade que havia convencido todos os seres da Terra. com uma serpente acima dele. como em "A bela adormecida". se todos os seres do mundo estivessem de acordo que Baldur voltasse. Frigg perguntou aos deuses se algum deles queria descer ao mundo dos mortos para tratar de convencer Hel (a deusa da Morte) a lhe devolver o seu filho. Para demonstrar isso. e que Hel conservasse o que tinha. o que faz com que gotas do doloroso veneno caiam em Loki. Dela caem gotas veneno em sua cabeça. para governar uma nova Terra juntamente com os filhos de Thor. desceu e Hel lhe disse que. Baldur então não pôde voltar ao mundo dos vivos. e todos os seres derramavam lágrimas por Baldur. Era tão belo que sua presença enchia tudo de claridade. Loki liberta-se-á na época do . Hermod. mas de tempos em tempos a taça enche e ela tem de esvaziá-la. Louca de dor. Acredita-se que ele retornará após o fim dos tempos. não poderia devolvê-lo. Todos os deuses ficaram tristes e só não mataram Loki por estarem em um lugar consagrado à paz. que lhe pareceu tão débil que não acreditava ser necessário submetê-la a juramento. mas ela disse que nunca em sua vida havia recebido favor algum de Baldur. Frigg. Sua mãe. filho de Odin e de sua esposa Frigg. que vivia em uma cova.AS FADAS Além da idéia de que o destino em geral era algo decidido pelas Nornas. E este destino seria regido pelas fadas. exceto uma giganta chamada Thonkk. atravessando-o e deixando-o morto ali mesmo. O mais sábio e amado dos Aesirs era a alegria de todos. os deuses. Sigyn. o deixaria ir. Os deuses começaram a perguntar a todo mundo.

Os lobos Skoll e Hati finalmente conseguirão devorar Sól e sua irmã Máni (Lua). Este evento é equivalente ao nosso Apocalipse. onde rökkr quer dizer Obscuridade. Diz-se que irmão matará irmão. que se tornou popular por ser a quarta parte da ópera de Wagner "O Anel do Nibelungo". convencendo-os. e é conhecido como Ragnarök. Os germânicos não acreditavam na eternidade das coisas: mesmo os deuses tinham de morrer. originalmente. todos os mundos tremerão. que se seguirão sem nenhum verão entre eles. as estrelas se desprenderão do céu e cairão. ou seja. A escuridão passará a reinar. RAGNARÖK (O CREPÚSCULO DOS DEUSES) Música recomendada para esta parte: Legend of Mana . fim dos deuses (Ragnarök). Mas a partir do século 12 os escritores nórdicos substituíram esta expressão pela de Ragnarökkr. Trevas. para liderar demônios e gigantes numa luta contra os deuses. as árvores serão arrancadas pela raiz e todos os materiais serão desfeitos. por meio de profecias. . Crepúsculo. E a destruição deles estava prevista dentro da própria história. juntamente com os demônios de fogo e o exército de mortos de Hel. O lobo Fenrir também conseguirá fugir da mágica corrente Gleipnir. Outros sinais marcarão o período: Midgard passará por três invernos rigorosos. e os homens não terão nenhum traço de piedade entre eles. Assim Loki conseguirá fugir de seu cativeiro e irá buscar refúgio junto aos gigantes de gelo. O ocaso dos deuses começa com a decadência moral dos mesmos. a uma peleja travada contra os deuses. e daí a expressão alemã Götterdämmerung (Crepúsculo dos deuses). isto será o começo do fim. destino fatal. o "inverno dos invernos" (Fimbulvetr) estabelecer-se-á. o que desencadeará um período de violência e guerras tanto para os homens como para eles.The One who Waits for the Breath of Destiny Esta expressão significa. e se juntará ao pai na mais temível batalha de todos os tempos. os personagens sabiam mais ou menos o que ia acontecer.Crepúsculo dos Deuses. então.

e os filhos de Thor que herdarão Mjolnir.se torna a primeira vítima dentre os deuses. Vili e Vé serão enviados aos céus para reger com os outros. Loki e Heimdall matam um ao outro no campo de batalha. pois Sól conseguiu dar à luz uma filha. À frente deles está Odin. a ponte Bifrost é destruída sob os cascos dos cavalos. pra onde irão os assassinos e adúlteros. seu filho Vidar corre para vingá-lo. Vanir e Einherjar se unem para deter a onda de ataque na planície de Vigrid. que se abrigaram dos acontecimentos no bosque Hoddmímis. Numa ação furiosa dos demônios de fogo de Muspelheim. Entretanto o bem e o mal não deixarão de existir. Este é o fim de um ciclo e o começo de outro. As águas baixam e revelam novas montanhas.Essa batalha começa ao som de Giallar. Os deuses Aesir. a trombeta de Heimdall . apenas um casal sobreviverá ao Ragnarök: Líf e Lífþrasir (Vida e Remanescente). transforma todos os nove mundos num inferno de chamas. alertando os deuses e Heróis do perigo iminente. morrendo sufocado por conta do veneno expelido pela serpente moribunda. Ele então agarra a mandíbula superior e rasga ao meio a boca da fera. gigantes. e o Universo se torna um imenso braseiro. derrotar a fera. que viverão em paz e prosperidade. Lá estarão Vidar e Vali.descrito como o mais belo lugar da Terra . a praia dos mortos. e depois repovoarão a nova Terra. com apenas uma mão. que sobreviverá à destruição. os filhos de Odin. Os filhos de Bor. que se estende diante do Valhala. elfos e homens. Furioso. que será fértil e produzirá seus frutos em abundância sem necessidade de esforço ou preocupação. Os novos regentes se reunirão e relembrarão as memórias do Ragnarök. empunhando sua lança. matando-a instantaneamente. o martelo mágico. vindo a morrer logo em seguida. que se atraca com a serpente Jörmungandr. Surt. antes do lobo Skoll engoli-la. que consomem deuses. jogando-o ao chão. anões. Os opostos se enfrentam e se anulam.justo ele . até que o delicado balanço das coisas seja quebrado novamente e sobrevenha um novo Ragnarök. Dos restos do velho mundo surge um novo. e usando de toda a sua habilidade Tyr consegue. rios e planícies.que ecoa nos nove mundos. Gimlé (ou Gimli) . mas à custa de muitos ferimentos. onde antes havia Asgard. Do grande Fresno Yggdrasil novos raios de luz virão dos céus. O dragão Nidhogg. o cão dos infernos.será o novo lar dos deuses. A Tyr cabe a tarefa de matar Garm. e no Hel ainda haverá uma região chamada Náströnd. enquanto Hoenir predirá o que irá acontecer ao novo mundo. mas eis que ele . consegue afundar o crânio do monstro com o poderoso Mjolnir. e Thor. A luta é feroz. mas só consegue dar nove passos após a batalha.o guardião da ponte Bifrost . O deus Feyr morre nas mãos do gigante Surt. O amado deus Baldur e seu irmão Hod retornarão de Hel e se unirão aos outros. . A Terra afunda no oceano. encontrando a morte nas mandíbulas do temível lobo Fenrir. e pisa na mandíbula inferior do lobo. E quanto aos homens. E assim tudo recomeça. chupará os corpos dos mortos despedaçados. o gigante de fogo. Os filhos dos Aesir e Vanir sobreviventes ao Ragnarök se encontrarão em conselho na planície Ida.

o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2010). veja Troll (desambiguação). pesquisa Nota: Para o satélite de Saturno. a collection of childrens' stories. tentando comê-la (nessa mitologia. a enciclopédia livre. 1915. . melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes. acadêmico — Scirus — Bing. inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Na mitologia nórdica. Veja como referenciar e citar as fontes. a enciclopédia livre. os quais puxam a biga que carrega o sol (coincidentemente designado também pela palavra Sol). pesquisa Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência.Skoll Origem: Wikipédia. que caçava a lua. Ir para: navegação. devorando-as e iniciando o Ragnarök. Skoll tinha um irmão. Ambos são filhos de Fenrir. livros. Tanto Skoll quanto Hati alcançarão suas presas. Trolls desenhados por John Bauer para The Adventure na antologia para crianças Among pixies and trolls. Encontre fontes: Google — notícias. veja Skoll (satélite). chamado Hati. Ir para: navegação. Sol era uma deusa). Por favor. Troll Origem: Wikipédia. Nota: Para outros significados. Skoll (ou Sköll) é um lobo que persegue os cavalos Arvákr e Alsvid.

A definição ogro ou ogre é algo um tanto vago. nada inteligentes mas muito trabalhadoras.K. melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes. que seriam menos inteligentes do que seus primos. como a transformação dessas criaturas em pedra. Tolkien e J. pois acreditava-se que dominavam a arte da ilusão e eram capazes de mudar de forma e de comer vorazmente tudo o que se lhes deparasse. e se for um macho. porém mais fortes e agressivos. atingindo entre 2. quando expostas à luz solar. tendem a criar os filhos do sexo oposto dos deles (se for uma troll fêmea. cavernosos os trolls também eram descritos como pais protetores e carinhosos. inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2010). Às vezes são descritos como gigantes nórdicos ou algo semelhante aos ogros. o pai cuida dela. Vivem por muito tempo. Embora não considerados inteligentes. No linguajar da Internet. No geral. Encontre fontes: Google — notícias.45 m de altura.Os trolls são criaturas antropomórficas do folclore escandinavo. acadêmico — Scirus — Bing. "troll" é a definição aos que fazem uso de redes sociais para alterar o ambiente de paz. como os trolls do subterrâneo. literalmente protegendo sua prole a garras e dentes. Por favor. Sua origem . e uma das mais famosas teria orelhas e nariz enormes. mais de mil anos. Ir para: navegação. como nas obras de J. Mas quase sempre é retratado como um gigante ou simplesmente como um homem maior do que o normal e de aparência brutal. apareceram com várias formas. Poderiam ser tanto como gigantes horrendos – como ogros – ou como pequenas criaturas semelhantes a goblins. pois varia muito do folclore de um país para o outro e mesmo de uma obra literária para outra no mesmo país. Na literatura nórdica. Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência. Viviam em cavernas ou grutas subterrâneas. Embora geralmente retratados como extremamente antissociais. Ogro Origem: Wikipédia. Nesses contos também lhes foram atribuídas várias características.R. [editar] Características Geralmente os trolls são descritos como criaturas humanoides. Veja como referenciar e citar as fontes. Os trolls foram adaptados a muitas outras culturas e obras. vivem em bando e são muito agressivos.35 m a 3. com postagens que promovem discórdias entre os membros. pesquisa Nota: Se procura Object-oriented Graphics Rendering Engine. a enciclopédia livre. eram temidos. veja OGRE (software). a mãe o cria). Alguns são mais estranhos e raros. E geralmente se alimenta de carne humana. Rowling. seus tamanhos variando a depender da história.R. livros.

. Na mitologia nórdica. Ratatosk Origem: Wikipédia. falta de competência e sua capacidade mental reduzida. que fica no topo de Yggdrasil e o dragão Nidhogg que fica sob suas raízes. quase sempre é retratado como um monstro que habita florestas isoladas e lúgubres. Ratatoskr (ou "dente perfurador"). Na mitologia. ele transporta insultos entre a águia (Hraelsveg). provavelmente uma alteração do latim Orcus. um ogro famoso é o do conto de fadas O Pequeno Polegar. espalhando fofocas. parece deixar claro que é um personagem de origem européia. é um esquilo que corre acima e abaixo na árvore mundo Yggdrasil. o herói dos filmes que levam seu nome. é Shrek. Essas criaturas possuem um cérebro reduzido. Ir para: navegação. Em particular. Na literatura infantil. em desenhos. pesquisa Esta imagem é de um manuscrito islandês do século 17 e mostra Ratatosk com um chifre. 'divindade infernal'. ou do alemão antigo Ögr.controversa. Uma exceção notável. o que justifica seus atos de insanidade. a enciclopédia livre. "feio" ou "muito desajeitado". algumas vezes anglicizado como Ratatosk.

ele tinha a capacidade de se transformar em qualquer forma. outra abaixo dos Hrímpþursar. Ir para: navegação. Otter) é um anão. graças à Odin. Seu pai queria a cabeça de Loki. o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2009). filho do rei Hreidmar e irmão de Fafnir e Regin. inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Por favor. acadêmico — Scirus — Bing. Ele foi morto acidentalmente por Loki. a enciclopédia livre. Ótr (ou Ott. nos parágrafos 31 e 32 há uma referência à Ratatoskr: "Três Raizes se expandem em trê caminhos abaixo do freixo Yggdrasil Um habita abaixo de Hel. a ganância trazida pela maldição levou à morte de Hreidmar e seus dois filhos. O pai foi morto por seus próprios filhos. Encontre fontes: Google — notícias. porém. um anel que havia sido roubado e amaldiçoado por Andvari. e por isso Hreidmar exigiu recompensa pela perda. Na mitologia nórdica. Ao realizar o pedido. livros. melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes. pesquisa Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência.[editar] Edda Poética o Grímnismál. Ottar. e costumava passar seus dias sob forma de lontra. Loki permaneceu vivo mas teria de pagar uma peça de ouro por cada pelo contido na pele de Ótr. e a terceira abaixo dos seres humanos" "Ratatoskr é chamado o esquilo que corre sobre o freixo Yggdrasil Ele descobre as palavras da águia que fica em cima e as diz para Niðhöggr que fica em baixo" Ótr Origem: Wikipédia. Otr. Ottarr. Eventualmente. Oter. enquanto estes foram mortos por Siegfried. Loki entregou também o Andvarinaut. comendo peixes. Veja como referenciar e citar as fontes. De acordo com o Edda em prosa. .

Edda em prosa. em escultura (1825-1827) de H. são dois lobos que acompanham o Deus Odin.[1] O nome Geri pode ser originado do adjetivo protogermânico *geraz. no nórdico antigo gerr e no alto alemão antigo ger ou giri. a enciclopédia livre.[2] O nome Freki pode ser traçado no adjetivo do . Freund. onde ambos os nomes significam "o guloso" ou "o voraz"). Geri e Freki (do nórdico antigo. E. acompanhado pelos lobos Geri e Freki e os corvos Hugin e Munin. escrita no século XIII por Snorri Sturluson. e na poesia dos escaldos. pesquisa O Deus Odin em seu trono. e também tem sido associado a crenças em torno do mito de Berserker. atestado no burgúndio girs. O par tem sido comparado a figuras semelhantes encontradas nas mitologias grega. onde todos significam "guloso". compilação do século XIII de fontes mais antigas. Eles são atestados nas obras Edda poética. Ir para: navegação. Índice [esconder]        1 Etimologia 2 Atestações 3 Registro arqueológico 4 Teorias 5 Galeria 6 Referências 7 Bibliografia [editar] Etimologia O significado dos nomes Geri e Freki tem sido interpretado como "o guloso" ou "o voraz".Geri e Freki Origem: Wikipédia. na mitologia nórdica. na romana e védica.

o famoso nas armas. forever live. guloso. que é a mesma que a encontrada em Garm. Odin. The far-famed fighter of old: But on wine alone does the weapon-decked god. o Deus Odin (disfarçado de Grímnir) fornece ao jovem Agnarr Geirröðsson informações sobre os companheiros de Odin. but on wine only the famed in arms. um nome referindo-se ao cão que guarda o reino de Hela e intimamente associado com os eventos de Ragnarök. Gera ok Freka seðr gunntamiðr hróðigr Herjaföður.[3] John Lindow interpreta os dois nomes como adjetivos do nórdico antigo nominalizados. o triunfante senhor de exércitos. Mas ele.[8] Os dois também são citados através do kenning "cães de Viðrir (Odin)" no Helgakviða Hundingsbana I. no nórdico antigo frekr "guloso".protogermânico *frekaz.[6] Freki and Geri does Heerfather feed. the triumphant sire of hosts. Agnarr diz que Odin alimenta Geri e Freki enquanto o próprio deus consome apenas vinho: Tradução de Benjamin Thorpe: Tradução de Henry Adams Bellows: Tradução em português Original: Geri and Freki the war-wont sates. Vive apenas de vinho. atestado no gótico faihu-friks "ambicioso. which they had The warriors forth to the battle went. Othin. [4] Bruce Lincoln traça Geri voltando para a haste da Língua protoindo-europeia *gher-. verso 13. no inglês antigo frec "desejoso.[5] [editar] Atestações No poema Grímnismál da Edda Poética. en við vín eitt vápngöfugr Óðinn æ lifir. Odin. The field they chose at Os guerreiros rumaram ao combinado local das espadas. sacia Geri e Freki. ever lives. onde é relatado que eles andam no campo "ávidos de pelos corpos daqueles que tombaram no campo de batalha".[9] Tradução de Benjamin Thorpe: Tradução de Henry Adams Bellows: Tradução em português Original: The warriors went to the trysting place of swords. Que haviam escolhido em Fara hildingar hiorstefno til þeirrar er la/gdo at . ganancioso.[7] O acostumado às batalhas. audacioso" e no alto alemão antigo freh "ganancioso". avarento".

[13] No capítulo 75 do livro Skáldskaparmál da Edda em prosa há uma lista de nomes de wargs e lobos que inclui Geri e Freki. cita o verso acima mencionado do poema Grímnismál em apoio. a figura do entronada de Hár explica que Odin dá toda a comida da mesa para seus lobos Geri e Freki e explica que Odin não precisa de comida. Logafiollom. sleit Froþa friþ fianda a milli. pois para ele o vinho é tanto carne (comida) quanto bebida.[12] No livro Gylfaginning (capítulo 38) da Edda em prosa.[11] Logafiöll. fara Viþriss grey valgiorn vm ey. ela representa Odin como um cavaleiro montado.appointed at Logafiöll. Broken was Frodi's peace between the foes: Vidrir’s hounds went about the isle slaughtergreedy.[15] Geri é usado como kenning para a palavra "sangue" no capítulo 58 do Skáldskaparmál ("as cervejas de Geri" em um trabalho do escaldo Þórðr Sjáreksson) e para "carniça" no capítulo 60 ("pedaço de Geri" em um trabalho do escaldo Einarr Skúlason). livro da Edda em prosa.[17] [editar] Registro arqueológico Se a imagem da Böksta Runestone foi corretamente interpretada. e Geri e Freki participando da caça de um alce. Through the isle went hungrily Vithrir's hounds. Frothi's peace midst foes they broke.[16] Freki também é usado como kenning para "carniça" ("refeição de Freki") em trabalho de Þórðr Sjáreksson no capítulo 58 do Skáldskaparmál. Hár em seguida.[18] [editar] Teorias . [14] Na poesia dos escaldos Geri e Freki são usados como nomes comuns para "lobo" no capítulo 58 do Skáldskaparmál (citado em obras dos escaldos Thjodolf de Hvinir e Egill Skallagrímsson) e Geri é usado novamente como sinônimo para "lobo" no capítulo 64 do Háttatal. A paz de Frodi entre os rivais foi quebrada: Os cães de Vidri chegaram à ilha ávidos de sangue.[10] Logafjoll.

inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto. Spiedel acredita que isso aponta para o culto pan-germânico de guerreiroslobos centrado em torno de Odin. livros. Scrutolf ("Roupade-Lobo") . Por favor. e os viu como uma adaptação germânica de Cérbero. O mitólogo Jacob Grimm observou conexão entre Odin e o deus grego Apolo. também ficavam ao lado dos tronos dos reis Anglo-saxões. pesquisa Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes. Lobos-guerreiros. Wolfgang ("Passo-de-Lobo").[19] Estudiosos também notaram que os lobos seriam divindades protoindo-europeias. os lobos ao lado de Odin. O historiador Michael Spiedel liga Geri e Freki com achados arqueológicos representando figuras vestindo peles de lobo e freqüentemente encontrados nomes relacionados com lobo entre os povos germânicos. Isangrim ("Máscara-Cinza"). e os fez lobos-guerreiros. eles são parte de seu poder. incluindo Wulfhroc ("Túnica-deLobo"). uma vez que para os dois corvos e lobos eram sagrados. mas elas não cobrem todo o texto. . como seguidores de Odin. como Geri e Freki. Ir para: navegação.[21] Elaborando conexões entre lobos e figuras de grande poder Michael Speidel disse: "É por isso que Geri e Freki. melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes. Veja como referenciar e citar as fontes. Wolfhetan ("Lobo-Escondido")."[19] [editar] Galeria Jormungand Origem: Wikipédia. Freki é também um nome aplicado ao monstruoso lobo Fenris no poema Völuspá do Edda poética. Suécia representando um guerreiro com pele de lobo com uma espada ao lado de uma figura dançante. a enciclopédia livre. nos locais indicados.Placa de bronze da era de Vendel em Öland.[20] O filólogo Maurice Bloomfield ainda ligou Geri e Freki a dois cães de Yama da mitologia védica. que diminuiu depois de Cristianização. acadêmico — Scirus — Bing. Wolfdregil ("Lobo-Corredor") e Vulfolaic ("Lobo-Dançarino") e mitos sobre guerreiros-lobos da mitologia nórdica (como os Berserker). não são apenas meros animais mas seres míticos. Encontre fontes: Google — notícias.

o ultimo membro a entrar na equipe é Jonah. A serpente cresceu tanto que seria capaz de cobrir a Terra e morder sua própria cauda. Jormungand (Manga e anime): Criado por Keitarō Takahashi. Jormungand conta a historia de Koko Hekmatyar. Jörmundgander ou Jormungand é o segundo filho de Loki com a gigante Angrboda. Jormungand tem o aspecto de uma gigantesca serpente. aonde viveu desde então. [editar] Jormungand Na Mídia  Na Marvel Comics: Aparece como uma serpente gigante enrolada na Terra mas é levada por Thor para uma árvore sagrada em Asgard. a enciclopédia livre. Ela possui uma equipe de guarda-costas formada pela sua maioria por ex-militares veteranos. Como resultado disso. ela se libertará e cobrirá a terra e os céus com seu veneno. O arqui-inimigo de Jormungand é o deus Thor. Tem como irmãos o lobo Fenris e Hel[1]. ganhou o nome alternativo de Serpente de Midgard ou Serpente do Mundo. Durante o Ragnarök.  Abacur Origem: Wikipédia. Odin raptou os três filhos de Loki. sendo Jormungand jogado no grande oceano que circula Midgard. um garoto aparentemente sem emoções que mesmo não gostando de traficantes de armas se junta a Koko para encontrar o assassino de sua família."Thor combatendo a Serpente Jormungand" por Henry Fuseli (1788) . uma jovem traficante de armas que viaja o mundo todo realizando suas vendas e evitando a lei e as autoridades dos países por onde passa. . De acordo com a Edda em Prosa. Na mitologia nórdica.

Audumbla (ou Audhumla. Búri é formado do gelo. pintura de Nicolai Abraham Abildgaard (1790) Na mitologia nórdica. a enciclopédia livre. A crina dos cavalos gerava a luz do sol. Angurboda Origem: Wikipédia. Deusa do Sol. pesquisa Na mitologia nórdica. Ir para: navegação. pesquisa Enquanto Imer bebe na teta de Auðumbla. nórdico antigo: Auðhumbla) era a vaca alimentadora. Audhumbla. com o qual gerou as três monstruosidades: Jormungard (a serpente de Midgard). a deusa associada ao Sol. na mitologia da Escandinávia. Arvak (aquele que acorda cedo) e Alsvid (o mais rápido) eram os cavalos machos que puxavam a carruagem de Sol.Ir para: navegação. a enciclopédia livre. foi uma conhecida Deusa dos povos Celtas. Ir para: navegação. Arvak e Alsvid Origem: Wikipédia. nascida como Imer. Angerboda (Angrboða em nórdico arcaico) é uma Jotun (Gigante) esposa de Loki e deusa do medo. pesquisa Angurboda ou. do gelo . o lobo Fenrir e Hel (a Morte). Ir para: navegação. a enciclopédia livre. pesquisa Abacur é o nome mitológico de um dos cavalos de Sunna. a Mãe terra. em português. e a própria Sol gerava o calor Audumbla Origem: Wikipédia.

outro ser vivo e de forma humana. Búri. Das tetas da vaca Audumbla corriam quatro rios de leite. pesquisa Na mitologia nórdica. seus cabelos tomaram forma. A vaca. que gerou Odin. a enciclopédia livre. Ir para: navegação. símbolo da fecundidade. o poderoso monarca adicionou que lamentava certamente sua decisão pois se aproximava a época do Ragnarok. desta forma. Primeiro. Quando Gylfi/Gangleri expressou sua surpresa de que Freyr teria entregado sua espada. ele ficou sem nenhuma arma e. baseado em provas plausíveis. pesquisa . era o ancestral da vida. usou o chifre de um cervo para matar o gigante. As circunstâncias que cercam o evento não são dadas mas indica-se que desde que Freyr tinha dado sua espada a seu empregado Skirnir antes de o enviar à corte Gerd. a enciclopédia livre. que Beli era o irmão de Gerd. e que ela fundia ao lamber. Supõe-se frequentemente.derretido[1]. Odin acalmou suas preocupações relatando que Freyr poderia ter matado Beli com suas mãos nuas apenas se assim o desejasse. pois em alguns poemas Gerd expressa seu medo que o homem desconhecido que veio lhe visitar Freyr é assassino do seu "irmão". Vili e Ve. No entanto. Enquanto Imer bebia o leite e ganhava novas forças. depois a cabeça e por fim o corpo todo. Beli Origem: Wikipédia. Beli era um gigante que foi morto por Freyr. Búri. que gerou Borr. quando Freyr certamente seria derrotado pelos gigantes do fogo conduzidos por Surtur ("filhos de Muspel"). ela se alimentava do sal que o gelo continha. para os germânicos. Fafnir Origem: Wikipédia. das cálidas gotas que salpicavam os rochedos cobertos de neve. a vaca fez surgir. Ir para: navegação.

coberto por uma folha. Entretanto. Loki vê Ótr . Regin então pede a Siegfried o coração de Fafnir. recebendo o dom da sabedoria.filho de Hreidmar . mas Fafnir decide tomar posse completa do tesouro e se torna um dragão. sob nome Fafner. a enciclopédia livre. que tramava a morte do jovem. Siegfried então mata o dragão Fafnir com um golpe de sua espada Gram.Sua história consta nas quatro óperas de Richard Wagner conhecidas como O Anel do Nibelungo(Der ring des Nibelungen). Siegfried cumpre o pedido. Após Ótr ser morto. um anel amaldiçoado. Regin envia seu aprendiz Siegfried para matá-lo. Os pássaros o alertam para matar Regin.com um peixe. antes de se transformar em dragão. pesquisa . mata Regin e consome o coração de Fafnir. ganhando a habilidade de entender a língua dos pássaros. e Siegfried também bebe um pouco do sangue do dragão. Fafnir e Regin matam seu pai pelo ouro. Ir para: navegação. .Fafnir guardando seu tesouro. e o jovem parte para a toca do inimigo. Na mitologia nórdica. e se banha com o sangue do inimigo para ter invulnerabilidade. o confunde com uma lontra e o mata. pintura de Arthur Rackham para para a ópera Siegfried. exceto por um dos ombros. ele é um anão com um braço poderoso e uma alma sem medo. Certo dia. Fafnir (ou Fáfnir. Hreidmar recebe o Andvarinaut como recompensa. Na Saga dos Volsungos. começa como um gigante ao invés de anão. Garm Origem: Wikipédia. nórdico antigo: Frænir) é o filho do rei anão Hreidmar e irmão de Regin e Ótr.

Frey montou Gullinbursti no funeral de Balder. em pintura de Johannes Gehrts (1901) Na mitologia nórdica. Garm ou Garme. De acordo com Húsdrápa. Skidbladnir e a lança Gungnir de Odin. para presentear Frey. que tinha cerdas em sua crina que brilhavam no escuro. fabricando o javali Gullinbursti. . Há quem diga que Gullinbursti foi o maior pesadelo de Midgard. e junto com Brokk.Desenho de Hela. o navio de Frey. Então. A história de sua criação está relatada na seção Skáldskaparmál do Edda em prosa. disciplina e força eram invejados por todos contra quem batalhava. enquanto em Gylfaginning. Gullinbursti ou Gulimbursti (Cerdas Douradas) é um javali gigante de ouro que habita Midgard. é um gigantesco cão de gelo que guarda o reino de Hela[1]. Quando Loki adquiriu os cabelo de ouro de Sif. Ir para: navegação. feitos pelos Filhos de Ivaldi. pesquisa Gullinbursti e Frey. ele apostou sua própria cabeça com Brokk que seu irmão Eitri (Sindri) não seria capaz de fazer itens para igualar a qualidade dos mencionados acima. Sua organização. Foi construído pelos anões Brokk & Eitri como uma aposta contra o deus Loki. O javali também é conhecido como Slíðrugtanni. Snorri afirma que Frey cavalgou em uma carruagem puxada pelo javali. na Mitologia nórdica. Gullinbursti Origem: Wikipédia. a enciclopédia livre. tendo ao lado Garm (1889). ele trabalhou no fole. Eitri jogou uma pele de um porco na fornalha.

pesquisa Imagem de 1895. preparava com o leite de Heiðrún o hidromel para os deuses e os einherjar beberem. pesquisa Este artigo ou secção contém uma lista de fontes ou uma única fonte no fim do texto. dizendo que ela é louca por sexo como Heiðrún Kraken Origem: Wikipédia. recolhido num pote. Ir para: navegação. a enciclopédia livre. sendo referida no Gylfaginning da Edda em prosa[2] e na Edda poética. Heiðrún. O cozinheiro dos deuses Ases. é uma cabra que vive no telhado do palácio Valhalla. em Valhalla. mas esta(s) não são citadas no . segundo a mitologia nórdica. a enciclopédia livre. Também o poema Hyndluljóð a refere. alimentando-se da sua folhagem. Ir para: navegação.Heiðrún Origem: Wikipédia. quando Hyndla insulta Freyja.[1] A existência de Heiðrún é comprovada nas fontes antigas. Andhrimnir. na árvore Læraðr (muitas vezes identificada como Yggdrasill). com Heiðrún a comer as folhas da árvore Læraðr e a produzir o hidromel.

O Kraken também pode ser visto na mitologia grega como um polvo gigante com membros humanóides com uma armadura impenetrável e que habitava uma caverna submersa. O Kraken tinha fama de destruir navios. acreditava-se que habitava as águas profundas do Mar da Noruega. Desenho de Pierre Denys de Montfort (1801) representando um Kraken. que separa a Islândia das terras Escandinavas. numa má observação da fauna. tal como muitas outras histórias de seres fantásticos. Um bom exemplo dessa teoria são as sereias. melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes. O Kraken era uma espécie de lula ou polvo gigante que ameaçava os navios no folclore nórdico. em nevoeiros. (desde dezembro de 2009) Por favor. As histórias de Krakens tinham fundamento. inserindo-as no corpo do texto quando necessário. O Kraken era uma criatura tão temida pelos marinheiros quanto as ferozes Serpentes Marinhas. o Kraken é um hediondo ser marinho. cujos responsáveis são os registos visuais de dugongos e focas de longe. mas poderia migrar por todo o Atlântico Norte. o que compromete a confiabilidade das informações.corpo do artigo. Ele é invocado quando a tripulação de seu . Este cefalópode tinha o tamanho de uma ilha e cem braços. mas só destruía aqueles que poluíam o mar e navios de piratas. que pode arrancar seu rosto e arrastá-lo para as profundezas abissais do mar com sua boca . o monstro do pirata Davy Jones. no caso dos Kraken provavelmente em ataques de lulas gigantes ou lulas colossais. [editar] Referências na cultura popular No filme Piratas do Caribe: O Baú da Morte.

que retrata algumas pinceladas da mitologia grega. a enciclopédia livre. O ser mitológico também aparece num episódio do desenho animado Padrinhos Mágicos. inclusive muitas informações. também encontra Kraken. que ficou preso em uma caverna submersa em Niflheim. é representado por Kraken. Ele também aparece no jogo Age of Mythology como uma unidade mítica marinha nórdica e com o nome científico Psychroteuthis Pelagii. em Tomb Raider: Underworld. Ir para: navegação. aguardando o Ragnarök. quando perseu mata kraken. No Mangá/Anime One Piece. Isaac. Após o . correspondente ao deus romano Saturno. Ele é tambem um chefão do RPG Earthbound. principalmente vindo de filmes. roda um volante com manípulos. Niðhöggr se alimenta de corpos mortos (está aí a origem de seu nome) e no Ragnarök ele acenderá à Midgard levando os corpos dos mortos para batalhar. deus do tempo. Níðhöggr. e séries que o usam lendas. mostrando a cabeça da Medusa o transformando em pedra. na sua obra Vinte Mil Léguas Submarinas. E em God of War 2 Kratos (o protagonista do jogo) enfrenta Kraken. o Holandês Voador. Χρόνος[1]). Neste filme. de um manuscrito islandês do século XVII. Há uma referência clara ao Kraken em Fúria de Titãs. como o filme Fúria de Titãs. Ele roe as raizes mais fundas da árvore do mundo. no qual Cosmo (uma das fadas e personagens principais do programa) é julgado por ter afundado Atlântida (9 vezes). o Kraken apararece enquanto a tripulação dos Chapeu de Palha está a caminho da Ilha dos Tritões. com o objetivo de a destruir. Júlio Verne também refere Kraken. por várias vezes. Nidhogg ou Nidogue. momento que ficaria fragilizado. Cronos(em grego: Κρόνος. O Kraken é o ser criado por Cronos com a finalidade de defende-lo quando presente na Terra. vibrando o mar e despertando o Kraken. A exploradora de tumbas Lara Croft. pesquisa Níðhöggr roendo as raizes da Yggdrasil. cujo nome significa "devorador de cadáveres". filme de 1981 que tinha efeitos especiais convincentes na época. é a divindade suprema da segunda geração de deuses da mitologia grega e titã. que quando chega ao topo bate no casco. O Kraken foi um monstro marinho muito usado na cultura popular. Após ser derrotado por Luffy.navio. o mundo inferior nórdico. é o enorme dragão que vive em Niflheim. Yggdrasil. E Ben 10 um monstro que queria proteger os ovos de Jonah Melvile também em Cavaleiros do Zodíaco o general marina do Oceano Ártico. o Kraken (que recebe o nome de Surume) é domesticado por ele para ajudar a guiar o navio Níðhöggr Origem: Wikipédia.

Grafvitnir. como Grabak. entre outros citados acima. Cobra. A destruição da árvore também é a missão de outros dragões. Na Yggdrasil. Adder. A mesma fonte também diz "o esquilo chamado Ratatosk corre para cima e para baixo da árvore. É muitas vezes acreditado que são as raízes que bloqueiam Nidhoggr do mundo. De acordo com o Gylfaginning. Assim como o nome. alguns veem isso como um reflexo da cultura cristã na época em que a Edda em Prosa foi escrita. tendo um equilíbrio perfeito entre bem e mal. Goin. Essa raíz se localiza sobre Niflheim e Níðhöggr a rói por debaixo. Goin e Moin.the Kid e as irmãs Liz&Patty Thompson.Geralmente estao acompanhadas de animais marinhos e adornadas com algas e tesouros de navios afundados. e a águia. (Traduzido de Faulkes. nas raízes da árvore. no topo dos galhos. também há uma águia (Hræsvelgr) e um esquilo antropomórfico chamado Ratatosk. que vê constantemente o mundo dividido entre bem e mal. embora tenham pernas no lugar de cauda. Esses são alguns nomes para serpentes: Dragão. Mascarado. Grafvolluth. parte da Prose Edda de Snorri Sturluson's. . Se apresentam na forma de belas mulheres. em Skáldskaparmál. elas tem o poder de reger as ondas. Víbora. Níðhöggr ou "Nidhogg Nagar" é um ser que rói uma das raízes da árvore mundo Yggdrasil. Jormungand. Svafnir. Snorri's conhecimento de Níðhöggr parece vir de dois poemas éddicos: Grímnismál e Völuspá.137) Ondinas são criaturas elementais. Moin. Também aparece no jogo Final Fantasy XI. Grabak. [editar] Na cultura popular O Nidhogg aparece no jogo Age of Mythology como unidade mítica nórdica conseguida por poder divino e com o nome científico Draco Niflheimus.fim do mundo e o renascimento do novo mundo. São equivalentes as sereias ocidentais. Ofnir. com cabelos loiros e pele alva e macia. p. Niðhöggr continuaria a viver para balancear o bem. no jogo Ragnarök Online como um novo MVP do game. carregando palavras invejosas entre a águia e o dragão. podendo ser encontrado da mesma forma que na mitologia nórdica (roendo a árvore Yggdrasil) e em algumas edições mais antigas de O Poderoso Thor No mangá/anime SOUL EATER é o navio do personagem "Holandês Voador" que aparece coletando almas para o Kishin e é detido por Death. Depois. É o esquilo que alimenta a troca de insultos entre Nidhogg. Não são criaturas más e gostam de acompanhar os navios."[2] No seção Skáldskaparmál da Prose Edda Snorri especifica Níðhöggr como uma serpente em uma lista de criaturas como: Fafnir. Snorri inclui Níðhöggr numa lista de vários termos e nomes para espadas. presentes na mitologia nórdica.

Ir para: navegação. compilação do século XIII de fontes mais antigas. Andhrimnir.[2] no entanto segundo as traduções da Edda poética. trazendo informações ao deus Odin. e na poesia dos escaldos. como um javali. . compilado no século XIII por Óláfr Þórðarson. talvez em função do mito das sereias no ocidente Sæhrímnir Origem: Wikipédia. a enciclopédia livre. As informações sobre Huginn e Muninn são encontradas no Edda poética.As ondinas tem o poder de controlar as ondas e a maré. no Edda em prosa e no Heimskringla. uma forma de controlar a água. Huginn (do nórdico antigo "pensamento"[1]) e Muninn (do nórdico antigo "memória"[2] ou "mente"[3]) são um par de corvos que voam por todo o mundo conhecido como Midgard. pesquisa Huginn e Muninn sentados nos ombros de Odin na ilustração de um manuscrito islandês do século XVIII.[1] A existência do animal é comprovada nas fontes antigas. cozinhava no caldeirão gigante e mágico Eldhrímnir. Todos os dias Sæhrímnir era ressuscitado e novamente cozinhado para os Ases e os guerreiros mortos. escritos no século XIII por Snorri Sturluson. a enciclopédia livre. Na mitologia nórdica. em Valhalla. sendo referido por Snorri Sturluson no Gylfaginning da Edda em prosa. pesquisa O Sæhrímnir segundo a mitologia nórdica. esta apenas refere um animal ou criatura sem especificação. os Einherjar. comerem. no Terceiro Tratado Gramatical. Sua lenda teve origem nas regiões nórdicas. Por vezes seus nomes são modernamente anglicizados como Hugin e Munin. Ir para: navegação. Hugin e Munin Origem: Wikipédia. é o animal que o cozinheiro dos deuses.

em objetos da Era Viking representando um homem de bigode usando um capacete e uma parte do século X ou XI da Cruz de Thorwald. os dois corvos são descritos empoleirando os ombros de Odin.No Edda poética. num par de broches idênticos em forma de ave da Idade do Ferro Germânica. em placas do capacete da Era Vendel. Outros retratos de Odin com os corvos podem ser encontrados em bracteates dourados do Período de Migração. Geri e Freki. Índice [esconder]         1 Atestações 2 Registro arqueológico 3 Teorias 4 Influência moderna 5 Ver também 6 Referências 7 Bibliografia 8 Ligações externas [editar] Atestações Odin entronizado e segurando sua lança Gungnir. e aos conceitos nórdicos de fylgja e de hamingja. O Edda em prosa explica que Odin é conhecido como "deus-corvo" devido à sua associação com Huginn e Muninn. Huginn e Muninn. e lobos. No Heimskringla. cercado por seus corvos. O papel de Huginn e Muninn como mensageiros de Odin tem sido associado a práticas xamânicas. um Odin disfarçado expressa seu temor pela hipótese de que eles não possam retornar de seus vôos diários. ao simbolismo geral do corvo entre os povos germânicos. detalha que Odin deu a Huginn e a Muninn a capacidade de falar. . No Edda em prosa e no Terceiro Tratado Gramatical. a estandarte do corvo nórdica. ilustrado por Carl Emil Doepler em 1882.

Nesses excertos. e na estrofe seguinte do poema.[4] Original: O'er Mithgarth Hugin and Munin both Each day set forth to fly. yet more anxious am I for Munin. For Hugin I fear lest he come not home. Ele conta ao príncipe sobre os lobos de Odin. ainda mais ansioso estou por Munin.No poema Grímnismál do Edda poética. a figura entronizada de Hár conta a Gangleri (rei Gylfi disfarçado) que dois corvos nomeados Huginn e Muninn sentam nos ombros de Odin. I fear for Hugin. þó sjámk meir of Munin. at hann aftr né komi-t. Skáldskaparmál (capítulo 60).[5] Hugin e Munin voam a cada dia sobre a terra espaçosa.[8] . But for Munin my care is more. Geri e Freki. que ele não volte. Como resultado. Os corvos contam a Odin tudo o que eles vêem e ouvem. Muninn é citado em um nome comum de 'corvo' e Huginn é citado em um kenning de 'carniça'. No mesmo capítulo. Odin é informado de muitos eventos. that he come not back. declara que Huginn e Muninn voam diariamente por todo o mundo Midgard. Huginn ok Muninn fljúga hverjan dag Jörmungrund yfir.[7] Na segunda parte do Edda em prosa. A estrofe acima mencionada de Grímnismál é assim citada. Odin envia Huginn e Muninn para fora ao amanhecer e os pássaros voam por todo o mundo antes de voltar na hora do jantar.[6] Na primeira parte do Edda em prosa. Grímnir diz que se preocupa com a hipótese de Huginn nunca mais voltar e ainda teme por Muninn: Tradução de Benjamin Thorpe: Tradução de Henry Adams Bellows: Tradução literal em português: Hugin and Munin fly each day over the spacious earth. são apresentados excertos da obra de Einarr Skúlason. óumk ek of Hugin. Eu temo por Hugin. o deus Odin (disfarçado de Grímnir) fornece ao jovem Agnarr informações sobre os companheiros de Odin. Hár acrescenta que é a partir desta associação que Odin é conhecido como "deus-corvo". Gylfaginning (capítulo 38). Huginn e Muninn aparecem em uma lista de nomes poéticos para corvos.

O capítulo 7 descreve que Odin tinha dois corvos. e sobre esses corvos ele concedeu o dom da fala. Huginn ao enforcado e Muninn ao morto [lit. fazendo com que Odin se torne "muito sábio em seu conhecimento. é fornecido um relato evêmerizado da vida de Odin.[10] [editar] Registro arqueológico Um bracteate (DR BR42) caracterizando uma figura referida a um cavalo cercado por um pássaro. ."[9] No Terceiro Tratado Gramatical. Uma placa de um capacete da Era Vendel caracterizando uma figura montando um cavalo. segurando uma lança e um escudo e confrontada por uma serpente. O verso diz: Dois corvos voaram dos ombros de Hnikar [Óðinn]. cadáveres]. Huginn procura homens enforcados e Muninn corpos mortos.Na Ynglingasaga do livro Heimskringla. um verso anônimo menciona que os corvos voam dos ombros de Odin. Esses corvos voam por toda a terra e trazem informações.

o formato dos bicos e penas da cauda confirmam que as representações dos broches são corvos. cercada por dois pássaros.[11] O austríaco germanista Rudolf Simek afirma que estes bracteates podem representar a cura de um cavalo de Odin e as descrições das aves através do cavalo podem indicar que os corvos estavam curando o cavalo. ao mesmo tempo montando um cavalo. uma ave é por vezes representada no ouvido do ser humano ou na orelha do cavalo.) possuem uma representação de uma figura humana sobre um cavalo. Juntas. B e C) do Período de Migração (séculos V e VI A. As penas das aves também são compostas por cabeças de animais. uma parte sobrevivente da pedra rúnica erguida em Kirk Andreas na Ilha de Man. um em cada ombro. indicando que elas são corvos. Petersen afirma que "ornamentos em forma de corvo usado como um par. As aves têm bico forte e cauda em forma de leque. A placa foi interpretada como Odin acompanhado por dois pássaros: seus corvos. Os bracteates de ouro (tipos A. segurando uma lança e cercada por um ou muitas vezes por dois pássaros. Os bracteates tinham sido encontrados na Dinamarca. Como descrição dos corvos no Edda em prosa de Snorri.[13] Um par de broches idênticos em forma de ave da Idade do Ferro Germânica de Bejsebakke no norte da Dinamarca podem ser representações de Huginn e Muninn. na Suécia e na Noruega com uma pequena quantidade encontrada na Inglaterra e no sul da Dinamarca. Os broches estavam destinados a serem usados em cada ombro."[12] As placas do capacete da Era Vendel (dos séculos VI ou VII) encontradas em uma sepultura na Suécia mostram uma figura de capacete segurando uma lança e um escudo. depois da moda do dia.D.[14] O arqueólogo Peter Vang Petersen comentou que embora o simbolismo dos broches esteja aberto ao debate. fazem com que os pensamentos se voltem para os corvos de Odin e ao culto de Odin na Idade do Ferro . após a moda da Idade do Ferro Germânica. as cabeças dos animais nas penas formam uma máscara na parte de trás do pássaro. mas também "ajudantes de Odin em sua função de veterinário. A parte de trás de cada ave apresenta uma máscara-tema e os pés das aves são em forma de cabeças de animais. cercado por Huginn e Muninn.Uma parte da Cruz de Thorwald (à esquerda). A presença das aves levou à identificação iconográfica da figura humana como o deus Odin. Ele diz que isso pode indicar que os corvos de Odin não foram originalmente apenas companheiros de Odin no campo de batalha.

. O trono apresenta cabeças de animais e é cercada por dois pássaros. Em sua análise da tapeçaria. do leste da Inglaterra à Rússia e naturalmente também no resto da Escandinávia. recuperaram um molde de roldana de metal da Era Viking e 11 moldes idênticos fundidos."[16] Uma parte da Cruz de Thorwald (uma parte sobrevivente da pedra rúnica erguida em Kirk Andreas na Ilha de Man) mostra um homem barbudo segurando uma lança para baixo em um lobo.[17] Esta descrição tem sido interpretada como Odin. O arqueólogo Stig Jensen propõe que esses enfeites na cabeça devem ser interpretados como Huginn e Muninn e o portador como Odin. Dinamarca.Germânica. sendo consumido pelo monstruoso lobo Fenrir durante os eventos do Ragnarök. no enterro do barco de Oseberg na Noruega. na Dinamarca. cercado pelos corvos Huginn e Muninn. Esses objetos mostram um homem de bigode usando um capacete que possui dois enfeites na cabeça. O Museu de Roskilde identifica a figura como Odin sentado no seu trono Hliðskjálf.[15] Escavações em Ribe. Ele observa que "representações semelhantes ocorrem em todos os lugares Viking.[14] Os fragmentos da tapeçaria do Oseberg. possivelmente.[17] Andy Orchard comentou que que essa ave pode ser Huginn ou Muninn. seu pé direito em sua boca e um grande pássaro em seu ombro. O objeto de prata mostra uma pessoa sentada em um trono.[2] A Rundata data a cruz para 940.C. o Museu de Roskilde anunciou a descoberta e posterior exibição de uma estatueta de prata nielada embutida encontrada em Lejre. desenho de comparação às imagens de Nerthus atestadas por Tácito em 1 E. originalmente conduzindo uma carroça (como parte de uma procissão de carruagens a cavalo lideradas na tapeçaria).. que eles batizaram de Odin de Lejre. descobertos dentro da Era Viking.[17][19] Em novembro de 2009.[20] [editar] Teorias Uma reconstrução moderna do Estandarte do corvo." Petersen diz que Odin está associado ao disfarce e que as máscaras sobre os corvos podem ser retratos de Odin. apresentam uma cena que contém duas aves negras que pairam sobre um cavalo. com um corvo ou uma águia em seu ombro.[18] enquanto Pluskowski a data para o século XI. a estudiosa Anne Stine Ingstad interpreta estes pássaros como Huginn e Muninn voando sobre uma carroça coberta contendo uma imagem de Odin.

. Winterbourne afirma que "A jornada do xamã através das diferentes partes do cosmos é simbolizada pelo conceito hamingja da alma que muda de forma e ganha outra dimensão simbólica para a alma nórdica na descrição dos corvos de Oðin. Winterbourne disse que: "tais especulações [. Odin havia falecido meses antes.Certos estudiosos têm relacionado o relacionamento de Odin com Huginn e Muninn à prática xamânica.[12] Em vez disso. A respeito da estrofe Grímnismál onde Odin se preocupa com o retorno de Huginn e Muninn. que muito provavelmente não foram inventados antes dos séculos IX ou X" ainda que os dois corvos. e o hamingja. parecem derivar de tempos muito anteriores. Cristal. A primeira aparição dos corvos foi na edição Thor #274. como Os Vingadores."[21] Rudolf Simek é crítico quanto tal abordagem. conceito com três características: as habilidades de mudança de forma.. aparecesse como se o corvo representado sobre ela batesse as asas. Lindow escreve: "seria consistente com o perigo que o xamã enfrenta na jornada do estado de transe. Thor enfrenta o Ragnarök. Huginn e Muninn.[12] Anthony Winterbourne relaciona Huginn e Muninn aos conceitos nórdicos de fylgja.[25][26] Durante o evento Vingadores: A Queda. a enciclopédia livre.[27][28] Durante os eventos do Ragnarök.] simplesmente fortalecem o significado conceitual plausível por outras características da mitologia" e que os nomes Huginn e Muninn "exigem mais explicação do que geralmente é fornecido."[22] [editar] Influência moderna Huginn e Muninn aparecem nas histórias em quadrinhos de Thor. em que todos os membros da equipe passaram por eventos que levariam ao fim do grupo. . Na cronologia dessas histórias. mas isso só pode ser assumido a partir dos nomes deles mesmos. Huginn e Muninn. como companheiros de Odin. relaciona a capacidade de Odin de enviar o seu "pensamento" (Huginn) e a sua "mente" (Muninn) à jornada em estado de transe dos xamãs. John Lindow. incluindo o estandarte do corvo (descrito em crônicas inglesas e em sagas escandinavas).[31 Fenris Origem: Wikipédia. por exemplo.[23][24] Eles apareceram também em várias outras edições de Thor. a boa fortuna e o espírito guardião. e afirma que "foram feitas tentativas para interpretar os corvos de Odin como a personificação do poder intelectual do deus. o duplo fantasma de uma pessoa que pode aparecer na forma de um animal. uma bandeira que era tecida em um método que permitiu que. produzido pela Marvel Studios e dirigido por Kenneth Branagh. incluindo também aparições em eventos envolvendo múltiplos personagens do Universo Marvel. quando flutuasse ao vento."[22] Em resposta à crítica de Simek das tentativas de interpretar os corvos "filosoficamente". enfrentando Surtur e Thor herda tanto o trono quanto os poderes do pai. ele perde tais poderes e são os corvos de seu pai que lhe ensinam que Thor deverá superar as provações enfrentadas por seu pai para dar fim ao Ragnarök. Simek conecta Huginn e Muninn com maior simbolismo do corvo no mundo germânico.[29][30] Ambos serão retratados no vindouro filme Thor. Dentes-de-Sabre e Xmen.

pesquisa Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes. acadêmico — Scirus — Bing. . Veja como referenciar e citar as fontes. O lobo Fenrir. melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes. inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto. Encontre fontes: Google — notícias. Por favor.Ir para: navegação. livros. mas elas não cobrem todo o texto. nos locais indicados.

Vidar. frase poética que é utilizada substituindo o nome usual de um personagem ou de uma coisa) referenciando.Fenrir devorando Odin. onde a Fenrir são dados os atributos do perseguidor do sol. antes de devorar o próprio Odin (O Supremo deus Guerreiro). Loki ameaça Thor com a destruição por Fenrir durante o Ragnarök. ao pai (Fenrir) e não ao filho (esta ambiguidade também existe no outro sentido. Deve-se notar que Skoll. Por exemplo. Fenris. embora haja outros. uma vez que Fenrir pode destruir Odin. que conduzem a carruagem que contém o sol. Acorrentado pelos deuses até o advento do Ragnarok (O Destino Final dos Deuses). Fenrir se solta e causa grande devastação. pelo filho do grande deus. Por exemplo. que enfiará uma faca em seu coração (ou rasgará seus peitos até o maxilar. em Lokasenna.(Völuspá) e de sua luta com Vafthruthnir (também relatado no Vafthruthnismal ). é um lobo monstruoso da mitologia nórdica. freqüentemente contraditórios. sendo morto. Hati também persegue Mani. em determinadas circunstâncias. indiretamente. Fenrir. Fenrir arranca fora a mão de Týr A partir da "A profecia dos Völva" ou "A profecia de Sybil". posteriormente. ou ainda Fenrisulfr. existe uma confusão na estrofe 46. é usado como um heiti (palavra que descreve uma espécie de kenning. tem como irmãos Jormungand (a serpente de Midgard) e Hel (a Morte). Os dois filhos perseguem os cavalos Árvakr e Alsviðr. Filho de Loki com a giganta Angrboda. no poema épico Vafthruthnismal. Odin percebe que as crianças . De acordo com Eddas. Fenrir tem dois filhos. de acordo com um diferente autor). Hati ("Odioso") e Skoll. o que na verdade seria seu filho Skoll). A fonte mais importante de informação sobre Fenrir aparece na seção de Gylfaginning no édico de Snorri Sturluson. a lua.

quanto mais Fenris-lobo puxava. o lobo concorda. feita do ferro. os deuses não o mataram. A primeira corrente. Os deuses então. Finalmente. somente o deus Týr era audaz o bastante para alimentar o monstro crescente. o poderoso deus traz a sua presença o lobo Fenrir. ele fechou vigorosamente suas enormes mandíbulas e decepou a mão do deus. Logo. Fenrir concordou em ser acorrentado e. como sinal de "boa fé". o bravo Tyr enfiou a mão direita entre as mandibulas do terrível monstro. Percebendo a armadilha. . também de ferro. Eles amarraram o lobo com os grilhões macios. junto com seu irmão Jormungand e sua irmã. mas. Mesmo sabendo que chegaria um dia em que Fenrir se libertaria e traria morte e destruição a todos eles. mas duas vezes mais forte. Os deuses temiam pela força crescente do lobo e pelas profecias de que o lobo seria sua destruição. Tyr ainda teve a oportunidade de se vingar colocando uma espada na boca do lobo para que ele não fizesse tanto barulho. ele estourou facilmente os elos que o prendiam. na terra dos mortos (Niflheim). No entanto. pelas duas vezes. levaram Fenris-lobo para uma ilha deserta e o desafiaram a quebrar Gleipnir. foi chamada Loeðingr. dessa vez. Duas vezes. disseram. Odin pediu ajuda aos anões. Odin mandou que o lobo fosse levado pelos Æsir.de Loki e de Angrboda trariam problemas aos deuses. mais Gleipnir apertava-se em seu pescoço. A segunda. e eles fizeram um grilhão chamado Gleipnir. era macio como a seda e foi feito com ingredientes muito especiais. Hela. Assim. mas com a condição de que um dos deuses pusesse a mão em sua boca. será". foi chamada Drómi. Após lançar Jörmungandr nas profundezas do mar e enviar Hel para baixo. Furioso. "O que tem de ser.

Índice [esconder]   1 Passagens o 1. e pariu lá a ninhada de Fenris.4 Skáldskaparmál e Háttatal o 1.2 Gylfaginning capítulo 34  1. um apanhador da lua em pele de troll. em meio de todos eles. (1908) por W. no leste.1 Poetic Edda o 1.3 Heimskringla 2 Referências [editar] Passagens [editar] Poetic Edda "Fenrir and Odin" (1895) por Lorenz Frølich. inspirado pelo Gosforth Cross.2. "Virá um.2."[1] Mais à frente no poema. uma velha mulher sentou na floresta Járnviðr. Na estrofe 40 do poema Völuspá. uma völva divulga para Odin que.2 Prose Edda  1. G. e em duas estrofes do poema Vafþrúðnismál. a völva prediz que Odin seria consumido por Fenris no Ragnarok: .2. Uma ilustração de Víðarr apunhalando Fenris enquanto segurava suas mandíbulas. Fenrir é mencionado em três estrofes do poema Völuspá. Collingwood.1 Gylfaginning capítulos 13 e 25  1.3 Gylfaginning capítulos 38 e 51  1.2.

Vafþrúðnir responde que Sól (aqui referido como Álfröðull. referindo-se ao Sol).[3] [editar] Prose Edda "Loki's Brood" (1905) por Emil Doepler. quando Óðinn vai à lutar com o lobo. e o matador de Beli. . Vidar) virá então para "lutar com a besta da carnificina. e que essa filha continuará os caminhos de sua falecida mãe pelos céus.Então é completo o pesar de Hlín. muito eu tenho testado os Poderes. Então deverá. Odin pôsa uma questão à sábia jötunn Vafþrúðnir: "Muito eu tenho viajado.carregará uma filha antes que Fenrir a ataque. ele enfincará uma espada no filho de "Hveðrungr.[2] Nas primeiras duas estrofes mencionando Fenrir em Vafþrúðnismál. resplandecer contra Surtr." e que com suas mãos. a völva descreve que "uma criança alta da Prógenie Triunfante" de Odin (o filho de Odin. o amigo de Frigg cair. de onde um sol tem entrado no céu amaciado quando Fenris assaltará este aqui?" Na estrofe que se segue. muito eu tenho tentado. Na strofe que segue." vingando a morte de seu pai.

Fenrir é primeiro mencionado na estrofe indicada de Völuspá. Gylfaginning. Skáldskaparmál and Háttatal."Loki's Children" (1906) por Lorenz Frølich. algo "não considerado como sendo um apaziguador de assuntos e coisas entre pessoas e povos. Na Prose Edda."[5] . fazendo Týr ficar maneta. Fenrir é mencionado em três livros: Gylfaginning. onde a figura entronada de High conta a Gangleri (descrito como o rei Gylfi disfarçado) sobre o deus Týr. "Týr and Fenrir" (1911) por John Bauer. Como resultado. ele arrancou fora a mão de Tyr num lugar agora chamado "wolf-joint" ou "Articulação do Lobo" (referindo-se ao encaixe da mordida). Fenrir não confiou que eles iriam deixá-lo ir até que o Æsir colocasse sua mão em sua boca como garantia.[4] Fenrir é primeiramente mencionado na prosa no capítulo 25. [editar] Gylfaginning capítulos 13 e 25 No capítulo 13 do livro da Prose Edda. quando o Æsir recusou em libertá-lo. High diz que um exemplo da bravura de Týr's é que quando o Æsir estrava atraindo Fenrir (referido aqui como Fenrisúlfr) para colocar os grilhões Gleipnir no lobo.

e que se ele quebrasse essa nova forma de engenharia. e então jogou Hel em Niflheim. e diz que o deus teve 3 filhos com uma fêmea jötunn chamada Angrboða. que assim que os deuses soubessem que essas três crianças estariam sendo trazidas para Jötunheimr. Odin jogou Jörmungandr em "aquele mar profundo que cobre todas as terras". passaram entre si. Os deuses prepararam três grilhões: O primeiro. Os Æsir começaram a temer que eles não conseguiriam acorrentar Fenris. e chutando-o com os pés – quebrando-a em pedaços que voaram a distância. ainda assim. e então deixou que os deuses fizessem o que quisessem com ela. Depois de uma troca entre Gangleri e High.[editar] Gylfaginning capítulo 34 No capítulo 34. e desde quetodas as profecias predizeram que Fenrir estava destinado a causá-los dano. High continua. High diz que. como resultado de "libertar-se de Leyding" ou "estraçalhar Dromi" vem os ditos de quando alguma façanha é adquirida devido a tamanho esforço. e mesmo assim ele não se rasgou. Os anões construíram Gleipnir de seis míticos ingredientes. Fenrir julgou que ela não estava além de sua força. e continuaram para a ilha Lyngvi (Nórdico Antigo "um lugar coberto por urze"[10]). grandes infortúnios e desgraças originariam-se para eles" eles esperaram grandes problemas vindo delas. Skírnir à terra de Svartálfaheimr para "alguns anões" e os fizeram fazer um grilhão chamado Gleipnir. High continua dizendo que o grilhão era liso e macio. Fenrir permitiu que eles colocassem o grilhão. e eles agradeceram-no cordialmente por completar a tarefa. os deuses formaram um plano. Os mensageiros então trouxeram o grilhão aos Æsir. parcialmente devido a natureza da mãe das crianças. a serpente Jörmungandr. se esforçando. No entanto. e deu a ela a autoridade sobre os Nove Mundos. localizado na terra de Jötunheimr. Os deuses fizeram um segundo grilhão. Os deuses notaram que Fenrir estava crescendo rapidamente todo dia.[8] Os Æsir foram então para o lago Amsvartnir (Nórdico Antigo "Preto breu"[9]). e Fenrir se soltou de Leyding. Assim que chegaram. e que quando os deus "traçassem profecias que desses irmãos. Ainda pior. e ainda que ele haveria de tomar alguns riscos se fosse para ficar famoso. os deuses então mostraram a Fenrir o grilhão sedoso Gleipnir. Eles pediram a Fenrir que testasse o novo grilhão. e então Odin enviou o mensageiro de Freyr. duas vezes mais forte. ao qual Fenrir replicou: . Fenrir se chacoalhou e quebrou o grilhão jogando-o no chão. e disseram a ele para rasgá-lo. e o chamaram de Dromi. foi chamado de Leyding. altamente forte. e só Týr teve coragem de se aproximar de Fenrir e dar-lhe comida. usaram suas mãos para puxá-lo. eles disseram que Fenris seria capaz de despedaçá-lo. Fenrisúlfr. porém que sua força também havia aumentado desde que ele quebrou Leyding. forte e firme. devido à natureza de seu pai. Fenrir alcançaria grande fama pela sua força. e uma fêmea Hel. Fenrir considerou que o grilhão era muito forte. como uma fita de seda.[7] Quando os Æsir se afastaram e exclamaram que eles estavam prontos. No entanto.[6] High diz que Odin enviou os deuses para coletarem as crianças e trazê-las a ele. Eles trouxeram Leyding a Fenrir e sugeriram que o lobo testasse sua força com ela. pediu a Fenrir para acompanhá-los. High descreve Loki. No primeiro chute de Fenris a corrente estraçalhou. o Æsir olhou para o lobo e pensou na profecia e ficou com medo do "lobo à sua porta". dizendo que era muito mais forte do que aparentava.

ele abriu . e quanto mais Fenrir se debatia. Fenrir reagiu violentamente. Eu estou relutante de ter essa faixa em mim. aí mesmo que aparente fina. e adicionaram que se Fenris não fosse hábil de quebrar a fina Gleipnir então Fenrir não era nada para os deuses temerem."[8] Os Æsir disseram que Fenrir iria rapidamente rasgar a fina tira de seda. "Aparenta para mim. eles pegaram uma coleira chamada Gelgja (do Nórdico Antigo "grilhão"[12]) pendendo de Gleipnir. vendo a si mesmos em um dilema. e confiaram-na ainda mais fundo no chão como uma âncora cavilhada. Depois. os deuses pegaram outra grande rocha chamada Thviti (Nórdico Antigo para "batedor"[14]). todos riram. Quando os deuses souberam que Fenris estava completamente preso. essa faixa não irá em minhas pernas. todos os Æsir olharam um para o outro. que ali perdeu sua mão direita. notando que o grande lobo antes."The Binding of Fenrir" (1908) por George Wright. mas se é feita com arte e astúcia. Todos recusaram pôr as suas mãos na boca de Fenrir. teria quebrado grandes pulseiras de ferro."[11] Com esse atestado. exceto Týr. Fenrir respondeu: "Se vocês me prenderem de forma que eu não consiga me soltar. seria libertado. Vendo isso. mais forte a atadura se tornava. então vocês estariam em uma situação em que eu haveria de esperar um longo tempo antes de conseguir alguma ajuda de vocês. eu não ganharei nenhuma fama se despedaçar tão delgada atadura. e os deuses asseguraram a rocha chata fundo no chão. Gleipnir agarrou-lhe firme. inseriram a fina corda por entre uma grande rocha chata chamada Gjöll (Nórdico Antigo "Grito"[13]). até Týr aparecer colocando sua mão direita entre as mandíbulas do lobo. deixe alguém por sua mão em minha boca como uma forma de garantia de que isso é feito de boa fé. Quando Fenrir puxou. que com essa faixa contudo. Mas antes de questionarem minha coragem. e como resultado disso.

Em adição. Durante a batalha. High prediz que como parte dos eventos do Ragnarök. as estrelas desaparecerão dos céus. sua mandíbula superior tocando os céus e sua mandíbula inferior a terra. High diz que há Einherjar em Valhalla. Fenrisúlfr irá por fim. Odin cavalgará para enfrentar Fenrisúlfr. uma imensa batalha tomará vez. montanhas desmoronarão. Gangleri comenta que Loki criou uma "família muito terrível" contudo importante. e essa saliva formou o rio Ván (Nórdico Antigo "esperança"[15]). algumas das quais citam Fenris.[20] .suas mandíbulas até o máximo. High replica que "tão fortemente os deuses respeitavam os seus holy places e lugares de santuário que eles não queriam definhá-los com o sangue do lobo. Víðarr segurará a mandíbula superior do lobo e rasgará a sua boca com a outra. e chamas ascenderão e queimarão de seus olhos e narinas. matando-o. Com suas forças combinadas. e pergunta por que os Æsir simplesmente não mataram Fenrir lá mesmo já que esperavam grande mal a si vindo dele. árvores serão arrancadas. Fenrisúlfr disparará à frente com sua boca completamente aberta.[18] Depois. depois do filho de Fenris Sköll ter engolido Sól (Sol) e seu outro filho Hati Hróðvitnisson ter engolido Mani (Lua). mesmo as profecias dizendo que ele seria a morte de Odin. Os deuses firmaram "uma certa espada" na boca de Fenris. e tentou mutilar os deuses com suas mandíbulas. e todas as correntes despedaçarão – Fenrisúlfr então será liberto. a bainha da espada em suas gengivas inferiores e a ponta em suas superiores. a terra chacoalhará violentamente."[17] No capítulo 51. e ainda assim. Essa pegada carregará uma marca lendária "pois o material teria sido coletado durante todos os tempos. Fenrir uivou horrivelmente" e saliva correu de sua boca. Fenrisúlfr chegará ao campo de batalha Vígríðr com seu irmão. que eles "seriam muito poucos quando o lobo viesse. e muitos mais que iriam chegar. Freyr and Surt" (1905) por Emil Doepler. Durante isso. Ali Fenrir ficará até o Ragnarök. engolir Odin. [editar] Gylfaginning capítulos 38 e 51 No capítulo 38.[19] High continua a descrição dessa prosa citando várias notas de Völuspá. e seu filho Víðarr avançará e colocará um pé na mandíbula inferior do lobo."[16] "Odin and Fenriswolf. matando Fenrisúlfr. a serpente de Midgard Jörmungandr." Com uma mão.

como "A Irmã do Monstruoso Lobo. no capítulo 58 de Skáldskaparmál. Hati (em nórdico antigo: "Odioso"[1]) é um lobo que. pesquisa Representação ilustrada de Hati. e Pyrrhus poderia-se dizer ser um lobo de acordo com a crença deles. a enciclopédia livre. Na mitologia nórdica. há uma citação que se refere Hel. Fleming. uma seção de Ragnarsdrápa pelo skald do século IX Bragi Boddason. numa tentativa de racionalizar "ele matou Odin. Ir para: navegação. o nome "Fenrir" pode ser visto entre uma lista de jötnar no capítulo 55 de Skáldskaparmál. "Alimentador do Lobo" é dado como um kenning para Týr e.[27] [editar] Heimskringla Hati Origem: Wikipédia.[23] No capítulo 50. de acordo com o Gylfaginning. [editar] Skáldskaparmál e Háttatal Na seção Epílogo do livro Prose Edda Skáldskaparmál. incluindo ambos "Hróðvitnir" e "Fenrir. um eufêmero monólogo equipara Fenrisúlfr a Pyrrhus. pois ele não prestava nenhum respeito por lugares de santuário quando ele matou o rei no templo na frente do altar de Thor. "Inimigo do Lobo" é citado como uma kenning por Odin assim como é usado no século 10 pelo skald Egill Skallagrímsson.[26] Adicionalmente.[22] No capítulo 9. persegue a lua pelo céu noturno (assim como o lobo Sköll ."[21] No capítulo 2. no capítulo 11. "Matador de Fenrisúlfr" é apresentado como um kenning para Víðarr."[25] "Fenrir" aparece duas vezes em versos como um pronome comum para um "lobo" ou "warg"."[24] No capítulo 75. e no capítulo 56 do livro Háttatal. os nomes wargs e lobos são listados."Fenrir" (1874) por A.

A partir dessa passagem pode-se presumir também que Sköll é irmão de Hati. No capítulo 13 da Saga dos Volsungos. incluindo um de nome Mánagarm ("Caçador da Lua"). Em Ragnarok Online. As faíscas geradas pela batida dos potes podiam atravessar os céus. O sobrenome de Hati é Hródvitnisson. como visto no Grímnismál e no Gylfaginning. o que indica que ele é filho de Fenrir. Grani Origem: Wikipédia. portanto. Todos os cavalos . Snorri Sturluson registra que essa giganta e bruxa é responsável por muitos filhos (gigantes). quando ambos engolirão esses corpos celestes. pesquisa Sigurd e Grani em ilustração de Fredrik Sander (1893) Na mitologia nórdica. e os dois seguem rio adentro. As pessoas da Terra que as vissem pensariam que as faíscas eram estrelas cadentes. Grani é o cavalo que Sigurd recebe após indicação de Odin sob forma humana. cavalo do próprio Odin. identificado com Hati. Diz-se que na hora do Ragnarok. As crianças nórdicas batiam potes e faziam muito barulho para tentar assustá-lo e evitar que ele devorasse a lua. Ir para: navegação. Fenrir se libertará de suas amarras e matará Odin. Os eclipses lunares ocorrem quando Hati está perto de atingir seu objetivo. e o convida a acompanhá-lo para ajudar na decisão. Hatii é um dos MVP's. cujo nome alternativo é Hródvitnir (“Lobo Famoso”). O velho diz que eles devem levar os cavalos ao rio Busiltjörn. Hati vai finalmente conseguir capturar a lua e parti-la entre seus dentes.persegue o sol durante o dia) até a hora do Ragnarök. o herói Sigurd está a caminho da floresta quando encontra um velho homem. o qual engolirá a lua e é. Depois disso. a enciclopédia livre. em forma de lobos. Grani é descendente de Sleipnir. Ele conta ao ancião que está para escolher um cavalo. A mãe de Hati é a giganta Angrboda (mencionada no Völuspá e no Gylfaginning) que habita a leste de Midgard na floresta de Járnvid.

o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2010). e por isso seria o melhor dos cavalos. pesquisa Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência.retornam à terra exceto um. e a narrativa cita que o velho homem era o próprio Odin. Gulltop Origem: Wikipédia. O lendário corcel de oito patas é o ser mais rápido entre os planos. Ir para: navegação. a enciclopédia livre. mesmo sem asas Sleipnir Origem: Wikipédia. a enciclopédia livre. inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. que Sigurd nunca havia montado. acadêmico — Scirus — Bing. . o cavalo de Heimdall. grande e jovem. pesquisa Gulltop ou Gulltoppr é. Por favor. O seu nome significa suave ou aquele que plana no ar. e então sai. guardião da ponte Brifost. Sigurd escolhe esse cavalo distinto e o nomeia Grani. Imagem que acredita-se mostrar Odin entrando em Valhalla montando em Sleipnir. livros. Na mitologia nórdica. Ir para: navegação. O velho indica que este era descendente de Sleipnir. Este rápido e forte cavalo é capaz de voar. Sleipnir é a montaria mágica de Odin. Encontre fontes: Google — notícias. melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes. Ele também é associado com as palavras esguio e escorregadio. Veja como referenciar e citar as fontes.[1] Na tetralogia Der Ring des Nibelungen de Richard Wagner o nome Grane é dado ao cavalo da valquíria Brunhilde. na mitologia nórdica.

estava longe de Asgard matando gigantes no norte. ou possivelmente "condenado"). pois Thor retornaria no final deste prazo e o mataria. a lua e Freya. Assim. antes que qualquer outro deus pudesse fazer uma objeção. uma vez que parte da muralha já estava caindo aos pedaços. pensando que seria um bom negócio. ficaram furiosos com Loki. irritando o gigante. Usando o garanhão. vendo isso. mais tarde. Loki transformou-se em uma linda égua branca. Svadilfari (traduzindo. ofereceu-se para reconstruir a muralha em torno de Asgard em troca do sol. o gigante começou a construção da muralha. e receberia o sol.Índice [esconder]      1 O nascimento de Sleipnir 2 As Eddas 3 Origem e interpretação 4 Outras idéias 5 Formas familiares [editar] O nascimento de Sleipnir Thor. Além disso. o gigante precisaria completar o seu trabalho em apenas seis meses. Os deuses. e atraiu o garanhão para longe. e da deusa Freya. que começou a destruir a muralha de tanta raiva. Então. caso eles perdessem. O gigante fez somente uma pergunta: poderia usar o seu garanhão (cavalo) cinza. Thor apareceu e esmagou o gigante com o seu martelo Mjolnir. e disseram que. quando um hrimthurs. que é descendente do garanhão cinza Svadilfari e Loki enquanto "ele" era uma linda égua branca. o torturariam eternamente (o que aconteceu de outra forma). disfarçado como um humano pedreiro. Loki. O Matador de Gigantes. enquanto destruia a muralha. da lua. a montaria de Odin. Os deuses aceitaram. "escravo". Loki rapidamente aceitou o acordo. enquanto Svadilfari estava carregando o último tijolo para completar a muralha. [editar] As Eddas . deu à luz Sleipnir.

[editar] Outras idéias Estátua em metal de Sleipnir coincidentalmente apontando ao Norte. dizendo a ele que o cavalo era o mais ágil na Terra e levaria Odin sobre o mar. seria a simbologia de quatro homens carregando um caixão. em trabalhos populares. por ter oito patas. não representa um risco ao animal.Odin montado em Sleipnir. uma manifestação genética chamada polidactilia que. De acordo com Sigrdrífumál na Edda poética. especialmente. De acordo com a Edda em prosa. é um dos destaques da cidade Wednesbury (que significa Monte de Odin). localizada na terra média do Reino Unido. Imagem encontrada em um manustrico na Islândia no século XVIII. ocasionalmente. Apesar de rara. Essa forma escrita é uma das mais utilizadas na Escandinávia. Svadilfari Origem: Wikipédia. Loki retornou à Asgard e deu à luz o cavalo de oito patas para Odin. Há também a hipótese de que se refere a um cavalo real que possuía três patas. pois ele podia levar o seu cavaleiro até o mundo dos mortos. encontrada na cidade de Wednesbury. "Forte dos Aesir") no nordeste da Islândia diz-se ter sido criada quando o casco de Sleipnir encostou no chão. ocorre nas patas posteriores ou anteriores de um cavalo. reforçando esta teoria no mito. Inglaterra. [editar] Formas familiares O nome de Sleipnir. através dos céus e até à terra dos mortos. Uma estátua feita de aço de Sleipnir. Ir para: navegação. Ásbyrgi (literalmente. às vezes. Tal anomalia. é traduzido como "Sleipner". ela já foi vista em um cavalo que Júlio César montou em diversas batalhas. pesquisa . geralmente. Sleipnir possuía runas esculpidas em seus dentes. a enciclopédia livre. [editar] Origem e interpretação Foi sugerido que Sleipnir.

os deuses concordam com o pagamento. do cavalo de oito pernas de Ódin. mas impõem algumas restrições ao empregado. Com ele. para surpresa dos deuses. o progenitor. os deuses se reúnem para descobrir o culpado de tal situação. O empregado faz somente um pedido: que ele tenha a ajuda de seu cavalo Svaðilfari. Seu dono era o Hrimthurs que construiu as paredes de Asgard. incluindo completar o trabalho em até três estações sem a ajuda de qualquer outro homem. e sob influência de Loki isso acaba sendo permitido. o homem progride rapidamente na fortificação. o Sol e a Lua. Sleipnir. chegando a Loki. e consegue transportar enormes rochas. e três dias antes do prazo ele estava quase acabando. juntamente com Loki sob forma de égua. Svadilfari (ou Svaðilfari) é um cavalo. Loki . Amedrontado. Incrédulos. ameaçando-o.Na mitologia nórdica.[1] Os deuses concluem que Loki merece uma morte horrível se não conseguisse encontrar um plano para evitar o pagamento do trabalho. Após certa discussão. Hár conta a história dum construtor contratado para construir uma fortificação aos deuses em troca da deusa Freya. O cavalo é duas vezes mais eficiente que o construtor. No capítulo 42 do livro Gylfaginning da Edda em prosa. Índice [esconder]     1 Gylfaginning 2 Curiosidades 3 Notas 4 Referências [editar] Gylfaginning Construtor com o cavalo Svaðilfari (1919) por Robert Engels.

Ir para: navegação. conta-se como este anão por fim é enganado por Thor em uma disputa de charadas. ao amanhecer. Entretanto. a enciclopédia livre.Thrud. que a segue. petrificando-o Thrud Origem: Wikipédia. rompem o contrato com ele e chamam Thor. ficou noivo de sua filha. cessando o trabalho na fortificação naquela noite. a luz do dia mata o anão.[2] [editar] Curiosidades No jogo online WYD (With Your Destiny) Svaldifari é uma montaria que se iguala a um cavalo de armadura. Alvis Origem: Wikipédia. No Alvíssmál (A Balada de Alvis). e da floresta surge uma égua (Loki transformado). da Edda Poética. e a continuação do trabalho.[2] Quando os Æsir percebem que o construtor é um hrimthurs. pesquisa Alvis e Þrúðr. Ela seduz Svaðilfari. que chega e o mata com um golpe de sua Mjölnir. Ir para: navegação. pesquisa .promete que conseguirá um plano. por Lorenz Frølich. seguido então pelo construtor. o construtor se dirige a outro local em busca de rochas com seu cavalo Svaðilfari. e. Loki dá a luz a um cavalo cinza de oito pernas. a enciclopédia livre. Alvis é o anão que na ausência do deus Thor. Sleipnir. Os dois cavalos correm por toda noite. Naquela noite.

uma curadora.Thrud Þrúðr Reino Clã Pais Irmãos Asgard Æsir Thor e Sif Lorride. [editar] Descendência de Thor Thor casou duas vezes. Uller Portalda Mitologia nórdica Thrud na mitologia nórdica é uma das filhas de Thor (deus do trovão) e Sif. mortais. que. em português significa: Força e poder ). O nome Thrud significava (Nórdico arcaico: Þrúðr. chamado Alvis. em seu aspecto de Valquíria. ela era considerada uma deusa regente do tempo cuja raiva trazia as nuvens escuras de chuva e as tempestades. foi admirada e desejada por muito homens.“A Regente do Tempo” era famosa por sua extraordinária beleza. heróis. Thrud era também o nome de uma das valquírias que serviam os einherjar em Valhalla. ela mesmo.[1] Thrud . deuses e até mesmo gnomos. Járnsaxa Thor ? . com a gigante Járnsaxa e com Sif.[2] Também era considerada uma padroeira dos curadores. dos quais um. e o bom humor deixava o céu da cor de seus olhos azuis. foi petrificado por Thor para que se afastasse de sua filha. Não se sabe ao certo se a deusa Thrud e a valquíria Thrud são a mesma pessoa. aliviava o sofrimento dos feridos nos campos de batalha. pelo fato de ter sido.

[2] O seu nome significa "armada com espada de ferro". com quem teve um filho.Magni Modi Thor Sif Lorride Thrud Uller Járnsaxa Origem: Wikipédia. era amante de Thor. o guardião da ponte arco-íris Bifrost. Hyndluljóð. Edda em prosa de Snorri Sturluson. Ir para: navegação.[3] Modi e Magni Origem: Wikipédia. da Edda poética Jarnsaxa é mencionada como uma das mães de Heimdall. Járnsaxa é uma gigante. Ir para: navegação. pesquisa Járnsaxa Reino Clã Filhos Jotunheim Jotun Magni Portal da Mitologia nórdica Na mitologia nórdica. De acordo com o Skáldskaparmál. Magni.[1] Outra das fontes antigas. pesquisa Modi e Magni Móði e Magni coragem e força Reino Asgard . a enciclopédia livre. a enciclopédia livre.

Todos os deuses haviam tentado libertar Thor. então.Clã Pais Æsir Thor e ? (Modi) Thor e Járnsaxa (Magni) Irmãos Thrud Portalda Mitologia nórdica Modi e Magni eram dois os filhos de Thor (deus do trovão na mitologia nórdica e germânica).[1] Modi (“Coragem”) e Magni (“Força”) eram também irmãos de Thrud. que pertencia a Hrungnir e disse que ele seria poderoso. A Edda em prosa relata que Thor. Thor muito feliz presenteou seu filho com um cavalo mágico chamado Gullfaxi. filho de Thor e de Sif. mas o gigante havia caído sobre o deus. Modi e Magni receberão o martelo Mjöllnir depois que o Ragnarök acontecer. pesquisa Sif . Praticamente nada se sabe sobre Modi. Ir para: navegação. enquanto que o nome da mãe de Modi não é referido nas fontes antigas. Segundo as Eddas. e ele libertou seu pai da perna do gigante. que tinha três noites de vida. Magni era filho de Thor e da giganta Járnsaxa. mas nada conseguiram fazer. enfrentou e derrotou o gigante Hrungnir. Depois de Thor. já Magni era famoso por sua extraordinária força desde quando era muito jovem. só aparece como filho de Thor. a enciclopédia livre. certa vez. Sif (mitologia) Origem: Wikipédia. Magni é o mais forte dos deuses sendo seguido por Vidar. chamaram por Magni.

teve outro filho. Uller. Lorride Origem: Wikipédia.[1] Seu cabelo dourado foi feito pelos anões (trolls) de forma a enraizar e crescer na sua cabeça depois que Loki o cortara numa brincadeira[2][3]. Aprecia os guerreiros leves e habilidosos. pesquisa Lorride Lóriði • Loridi Reino Asgard . Thrud. Uller Portalda Mitologia nórdica Na mitologia nórdica. Antes do casamento com Thor. Foi assassinada no Ragnarök mas não se sabe quando e nem por quem. e é retratada como uma deusa guerreira. não sendo conhecido quem é o pai.Reino Clã Cônjuge Filhos Asgard Æsir Thor Lorride. Sif é a deusa Asynjor da excelência e habilidade em combate. que não dependem só da força bruta. a enciclopédia livre. Ir para: navegação. Sif é esposa do deus Thor e mãe das suas duas filhas Lorride e Thrud.

Lorride (também Lóriði. da justiça. Ir para: navegação. Thrud. no Þrymskviða. da morte Reino Clã Cônjuge Pais Asgard. da Edda em prosa e na Edda poética. Ydalir Æsir Skadi Sif Portalda Mitologia nórdica Na mitologia nórdica. Existe a hipótese de Lorride ser outro nome por que era chamado o próprio Thor Uller Origem: Wikipédia. a enciclopédia livre. Uller Portalda Mitologia nórdica Na mitologia nórdica.Clã Pais Irmãos Æsir Thor e Sif Thrud. Uller (antigo nórdico: Ullr. Vive em Ydalir e é . sendo referido o seu nome nas fontes antigas. que conta sobre o roubo do martelo de Thor. no Prólogo. pesquisa Uller Ull • Ullr deus do inverno. assim como o deus patrono da agricultura.[1] Só outra filha deste casamento é conhecida. Loridi) será uma das duas filhas de Thor com a sua segunda esposa Sif. em português: Glória) é o deus da justiça e do julgamento.[2] Há muito pouca informação sobre Lorride.

Por favor. acadêmico — Scirus — Bing. inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. O anão Alberich. Ir para: navegação. Encontre fontes: Google — notícias. que tinha a faculdade de atrair outros metais preciosos e ajudava seu dono a encontrar mais ouro. Loki. Hreidmar. devido a sua maldade. para salvar Loki.[2] [editar] A lenda de Andvarinaut Quando Odin. a enciclopédia livre. Odin. mata uma lontra que nadava no rio e pega sua pele.[1] Andvari Origem: Wikipédia. Andvarinaut. Hreidmar exige a morte de Loki pelo assassinato de seu filho. Possuía um anel mágico. pesquisa Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência. Loki captura Andvari na sua forma de salmão e exige o seu tesouro e . o que compromete sua credibilidade (desde Dezembro de 2008). irmão de Fafnir e filho do rei dos anões. melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes.um excelente arqueiro e esquiador. Hreidmar aceita e fica com Odin e Thor como reféns até que Loki cumpra o acordo. Veja como referenciar e citar as fontes. de Richard Wagner. A sua mulher é a gigante Skadi. faz um acordo com Hreidmar no qual eles pagariam uma peça de ouro por cada fio de cabelo da pele de Ótr. É o filho de Sif e enteado Thor. livros. que se divorciou de Njord. Loki e Thor caminhavam por Midgard. O único tesouro que possuía todo esse ouro pertencia a Andvari. Andvari (nórdico antigo: o cauteloso)[1] era um anão que vivia sob uma cascata e tinha o poder de se transformar em um salmão. Não é conhecido quem é o seu pai. foi criado com base tanto em Andvari como no feiticeiro Alberich do Nibelungenlied. líder dos Nibelungos e guardião do "tesouro do Reno" na ópera Der Ring des Nibelungen. Andvari Na mitologia nórdica. Usando uma rede fornecida por Ran. Mais tarde eles descobrem que se tratava de Ótr.

Gunnar esconde o tesouro numa caverna para protege-lo de seus inimigos. pesquisa Na mitologia nórdica. e a lança de Odin. para que não pudesse gabar-se enquanto a linha não saísse Durinn & Motsongir Origem: Wikipédia. Ir para: navegação. Eles são anões da terra. mas Andvarinaut estava perdido para sempre. Há também um outro grupo de anões. Loki gabava-se que os outros anões não conseguiam criar coisas tão belas ou úteis. que são conhecidos como anões das rochas . o navio de Frey. desencadeando uma série de eventos trágicos. Ir para: navegação. pesquisa Durinn (soneca) e Motsognir (irritado) foram os primeiros dois anões. mas enquanto forjava o martelo Mjölnir. mas amaldiçoa o anel de modo a que destruísse qualquer ser que o usasse. obrigando Thor a usar luvas quando o empunhava. começou a ferroar Brokk. o que fez com que o punho do último fosse mais curto do que deveria ter sido. pois o ato feriria sua garganta. Eles são excelentes forjadores e joalheiros. Depois da morte de Sigurd e Brynhild. que assim ganharam a aposta. mas Loki não permitiu que lhe cortassem sua cabeça.[1] Eitri começou a trabalhar em sua fornalha enquanto seu irmão Brokk trabalhava no fole. Loki. a enciclopédia livre. Andvari é obrigado a dar a Loki o seu tesouro. Eitri foi bem sucedido em construir o porco-do-mato dourado Gullinbursti para Frey e o anel dourado Draupnir para Odin. os deuses admitiram que Brokk costurasse a boca de Loki. e Brokk apostou sua própria cabeça com Loki que seu irmão Eitri poderia criar artigos melhores do que esses. tentando minar seus esforços de manter a fornalha quente. não incluída na aposta.[1] Os Aesir ficaram maravilhados com os presentes de Brokk e Eitri. No entanto. que foram criados pelos deuses. Sábio. a enciclopédia livre. e a profetisa lista o nome de alguns deles. Brokk e Eitri Origem: Wikipédia. Segundo o Skáldskaparmál. Gungnir. Anos mais tarde. Loki não toca no anel e oferece-o a Hreidmar junto com o resto do tesouro. A Völuspá (“A Profecia da Vidente”) da Edda em verso diz que eles foram criados do sangue e dos ossos de Blain (Blain é provavelmente um outro nome para Ymir). Eles foram originalmente vermes que brotaram da carne decomposta do gigante Ymir. Brokk e Eitri (ou Sindri) são dois irmãos da raça dos anões. na forma de uma mosca. Loki conseguiu distrair Brokk por um momento. os Filhos de Ivaldi criaram o cabelo de Sif.Andvarinaut em troca da sua liberdade. Estes dois anões foram os ancestrais de todos anões. sendo descritos como pequenos e enegrecidos de ferrarias. Skidbladnir. Andvari descobre a caverna e recupera o seu tesouro.

Na mitologia nórdica. inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. a enciclopédia livre. Ir para: navegação. livros. e sendo Dvalin descendente deste. acadêmico — Scirus — Bing. a enciclopédia livre. Ir para: navegação. Encontre fontes: Google — notícias. pois na Völuspá (“A Profecia da Vidente”) da Edda Poética é dito que os anões são o povo de Lofar. os filhos de Ivaldi são um grupo de quatro anões que construíram o navio mágico de Frey (Skidbladnir). são portanto os anões seus descendentes. pesquisa Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência. Por favor. e todos os anões são seus descendentes e de suas filhas. melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes. o que compromete sua credibilidade (desde Fevereiro de 2008). substituindo os cabelos cortados por Loki. "O terceiro presente — um enorme martelo" (1902) por Elmer Boyd Smith. Filhos de Ivaldi Origem: Wikipédia. onde ele é dito como sendo o soberano dos anões. pesquisa Seu nome é várias vezes mencionado tanto na Edda Poética quanto na Edda em Prosa de Snorri Sturluson. a lança invencível de Odin (Gungnir) e os cabelos de ouro de Sif. Veja como referenciar e citar as fontes.Dvalin Origem: Wikipédia. .

é dito que os anões são o povo de Lofar. pesquisa . e o mais jovem dos filhos de Ivaldi. Os deuses julgaram todos os objetos e consideraram as obras de Brokk ainda mais grandiosas que as dos filhos de Ivaldi. Egil é um companheiro de Thor. e Dvalin um dos líderes dos anões é seu descendente Regin Origem: Wikipédia. Em fontes antigas. depois da criação de tais objetos Loki apostou com o anão Brokk que seu irmão Eitri não conseguiria construir objetos com a mesma qualidade dos filhos de Ivaldi. a enciclopédia livre. Foi rei dos anões e capturou três deuses com correntes inquebráveis. a enciclopédia livre. Ir para: navegação. pesquisa Hreiðmarr. pesquisa Lofar é um dos primeiros anões que vieram depois de Durinn & Motsongir. nem a quantidade deles. a enciclopédia livre. Ir para: navegação. Em Hrafnagaldur Óðins. ou Idi e Egil. o gigante Thjazi é dito filho de All-valdi e Öl-valdi. na Völuspá (“A Profecia da Vidente”) da Edda Poética. Iduna é identificada como um elfa. Também se menciona que Thjazi possui dois irmãos. Essa competição resultou na criação do javali de Frey (Gullinbursti). pai de Regin. Idi e Gang. e ele ganhou a aposta. Lofar Origem: Wikipédia.De acordo com o Skáldskaparmál. e mantém suas cabras seguras enquanto Thor se aventura na terra dos gigantes. I-valdi pode ser outra forma do mesmo nome. provavelmente de diferentes mães. o bracelete de Odin (Draupnir) e o martelo de Thor (Mjölnir). que seus descendentes viveram em Nidavellir. Fafnir e Ótr é um personagem da mitologia nórdica. Ir para: navegação. Isso implica que o anão tinha dois grupos de filhos. Hreidmar Origem: Wikipédia. Skáldskaparmál não revela o nome dos filhos.

mas esta rapidamente se quebrou. a navegar a velas. entre os homens. Regin é uma personagem da mitologia nórdica. a metalurgia. transformou-se num dragão por ter desejado todo o ouro para si. filho de Hreiðmarr e tutor de Sigurd. Otr. Regin. Após banhar-se no sangue do dragão. e pediu para Mímir que a consertasse para matar Fafnir. na qual Regin é o dragão e Mímir como seu irmão e tutor de Sigurd. Entre os contos heróicos que nela constam (Reginsmál. Na Saga dos Volsungos. no entanto. A Thidrekssaga relata uma história um pouco diferente. o Dvergatal lista Regin como um dvergr (anão nórdico). Fafnir. por sua vez.Regin por Arthur Rackham. expulsando seu irmão e obrigando Regin a viver no exílio. ensinou aos homens a plantar. Regin. Regin forjou uma maravilhosa espada para Sigurd. aka Sigurðarkviða Fáfnisbana Önnur). Regin e seu irmão. Fafnir. mataram Hreidmar a fim de obter o ouro amaldiçoado que este recebeu dos deuses após terem matado seu filho. planejava agora matá-lo para obter o tesouro amaldiçoado. a construir casas. [editar] Regin e Dvergr Na edda poética (Völuspá 12). chamada Gram. Assim foi que Regin se tornou tutor de Sigurd e eventualmente o enviou para recuperar o tesouro. a domar cavalos e mulas. a tecer e costurar. Sigurd adquiriu invulnerabilidade e a capacidade de falar com as aves – uma das habilidades de Fafnir – e foi por meio delas que descobriu que seu antigo tutor. é dito: . ao ponto de ter construído uma casa de ouro e gemas para seu pai. sendo dotado de extrema inteligência e destreza. Sigurd então encontrou a espada de seu pai (Sigmund).

" Há que se notar que o "anão nórdico" das lendas não necessariamente é menor em estatura que o ser humano médio. em especial sobre o anel de Odin. como no Álvissmál. o anão (nibelungo) irmão de Alberich que conta a Siegfried sobre o "tesouro do Reno". pesquisa Nota: Para outros significados. veja Loki (desambiguação). Ele era sábio. Loki com sua invenção. que possuía a capacidade de encontrar mais ouro. também está ligado à magia e pode assumir a forma que quiser.. estes frequentemente se beneficiam. figura de um manuscrito islandês do século XVIII Loki (também conhecido como Loke ou possivelmente Lothur) é um deus ou um gigante da mitologia nórdica. no fim. traiçoeiro. É frequentemente considerado um símbolo da maldade. Regin corresponde a Mímir. Loki Origem: Wikipédia. podendo ser maior. da trapaça e da travessura. Ele está entre as figuras mais complexas da mitologia nórdica. era o mais habilidoso dos homens. ou da mesma altura. embora viva com eles."Regin filho de Hreiðmarr . e um dvergr em estatura. cruel e versado em magia. a rede de pesca. das travessuras de Loki. [editar] O Anel do Nibelungo Na ópera de Richard Wagner. de pouca confiança. Ir para: navegação. a enciclopédia livre. . e. de acordo com alguns poemas. Deus do fogo. embora suas artimanhas geralmente causem problemas a curto prazo aos deuses. Ele não pertence aos Aesir. como nalguns desenhos feitos no período viquingue.

compilado no século XIII a partir de fontes tradicionais. Þrymskviða.1 Lokasenna o 1. o que reforça sua relação com o fogo. Reginsmál. seja apenas citado ou parte relevante do texto. As referências a Loki estão no Edda em verso. Gungnir. escrito no século XIII por Snorri Sturluson. o gigante de fogo Logi. Loki aparece nos poemas Völuspá. Há teorias que conectam o personagem com o ar ou o fogo. essa variação do nome na realidade diz respeito a outro personagem nórdico. os cabelos de ouro de Sif e o navio mágico de Freyr. Ele também ajuda Thor a recuperar seu martelo Mjölnir. Entretanto. no Edda em prosa e no Heimskringla. a poesia dos escaldos. Entretanto. envolvendo intriga e mentiras complexas. e no folclore escandinavo. Índice [esconder]      1 Edda em verso o 1. O compositor Richard Wagner apresentou o personagem com o nome germânico Loge em sua tetralogia de óperas Der Ring des Nibelungen. um dos irmãos de Odin. Ele também aparece nos Poemas rúnicos. Baldrs draumar e Hyndluljóð. .Ele possui um grande senso de estratégia e usa suas habilidades para seus interesses. a lança de Odin. obtém alguns dos artefatos mais preciosos dos deuses .Segundo as lendas nórdicas ele iria liderar um exército no Ragnarok. sua relação com os outros deuses é conturbada. roubado pelos gigantes.2 Þrymskviða o 1.como a própria Mjölnir. Lokasenna. Skidbladnir. e que ele pode ser a mesma figura do deus Lóðurr. ele é respeitado por Thor. Sendo um misto de deus e gigante.2 Skáldskaparmál 3 Teorias sobre o personagem 4 Notas 5 Referências [editar] Edda em verso No Edda em verso.1 Gylfaginning o 2.3 Reginsmál 2 Edda em prosa o 2.

Em resposta. lembrando que nos velhos tempos Odin dizia que nunca beberia se a bebida não fosse trazida a ambos. e que nada amigável se dizia sobre Loki. No local. Collingwood. "Loke e Sigyn" (1863) por Mårten Eskil Winge. Loki clama que havia retornado de uma longa jornada para pedir aos deuses uma dose de hidromel. uma espada e um anel de suas posses para que não fosse mal visto pelos outros deuses. O deus escaldo Bragi é o primeiro a responder. os deuses pegam seus escudos e atacam Loki.[1] O fugitivo volta ao local. O jovem se levanta e serve bebida ao convidado. Odin então pede a seu filho Vidar que se levante. Começando o poema."Loki zomba Bragi" (1908) por W. e que até o fim ele induziria discussão entre os deuses. Ao acusar o argumentador. Chamando-os de arrogantes. e exige que o encontrem uma cadeira. Antes de beber. Loki o saúda e pede que ele conte o que os deuses discutem desde sua ausência. dizendo que Loki não teria uma cadeira. que responde que forneceria um cavalo. [editar] Lokasenna O poema começa com uma prosa introdutória detalhando que Aegir promovia um evento em seu salão para alguns deuses e elfos. e encontrar Eldir fora do salão.[2] Sedento. e Loki mata Fimafeng por não suportar ouvir aquilo. Por fim. o perseguindo do salão até a floresta. os deuses elogiam os serventes Fimafeng e Eldir. ele pede um brinde aos deuses. para que Loki possa sentar e parar de culpar os deuses presentes. os deuses retornam ao salão e continuam a beber. Loki não o responde diretamente. Loki ouve que. e todos se emudecem com sua presença. O deus do fogo diz que entrará no evento. Eldir responde que eles discutem suas armas e suas qualidades bélicas. ou o expulsem do local. Ele entra no salão. exceto a Bragi. fora do salão Bragi teria a cabeça do . G. ele questiona porque eles se calam. mas direciona sua atenção a Odin.

Os dois então passam a trocar insultos sobre fatos do passado. Loki é preso. sendo respondido que ela gostaria de vê-los duelando. Ele vai ao encontro de Loki. onde os Aesir o capturaram. ela constantemente deixa o local para despejar o líquido. causando-o tamanha dor que toda a terra treme com o seu grito. e que correria ao enfrentar um homem de espírito. Os dois também começam a discutir. Com o enchimento da vasilha. o gigante Þrymr está sentado numa mamoa e vê Loki chegando. Collingwood.[6] "Vôo de Loki para Jötunheim" (1908) por W. assim. o que também acontece com Freya e Njord. há uma prosa detalhando Loki saindo do salão. argumenta que o passado dos dois não deveria ser dito em frente aos outros.[3] A deusa Iduna interrompe.[5] Frigg. entre outros. Ele pergunta o que estaria acontecendo entre os deuses e os elfos para Loki estar sozinho naquele local. chamando-o de criatura maléfica e dizendo que com seu martelo Mjölnir o silenciaria. transformando-se em salmão e se escondendo nas cascatas de Franangrsfors. Loki pede que ela se cale. A deusa tinha uma capa de penas de falcão que lhe dava a habilidade de se transformar em pássaro e voar pelos diversos mundos. pedindo que Bragi mate Loki naquele salão. tendo em vista que sua sabedoria com o destino dos homens seria tão grande quanto a do próprio Odin. Loki responde que ele tinha más notícias para deuses e elfos.inimigo como prêmio por suas mentiras. G. deusa e esposa de Odin.[7] . Eventualmente. Esposa de Loki. e durante esse período o líquido tóxico cai sobre ele. e os dois vão à corte de Freya. os terremotos. e que o devolveria somente se Freya fosse trazida para se tornar sua esposa. Loki então deixa o local. sendo atendido. A deusa Gefjun comcorda o motivo dos dois duelarem. O gigante responde que havia escondido o Mjölnir debaixo da terra. e é respondida por Loki com nenhuma acusação. Ele pega a capa e sai à procura. e Loki passa a insultá-la também. gerando. Loki lhe pede emprestado sua capa para poder procurar o objeto perdido. em respeito à sua família. o martelo de Thor havia sumido. e volta à presença dos deuses. acusando-a. Ele responde que Bragi era bravo somente sentado. terminando o poema de Lokasenna. Sigyn sentase junto a ele e começa a coletar o veneno em defesa de seu esposo. de onde passar a cair veneno. [editar] Þrymskviða Thor acorda e percebe a perda de seu martelo Mjölnir.[4] Odin diz que Loki seria insano ao tornar Gefjun sua inimiga. Em Jotunheim. Thor chega ao local e manda Loki se calar. Por fim. e Skadi coloca uma cobra sobre sua cabeça.

Thor come e bebe ferozmente. que tinha muitos peixes. que o empresta uma rede. Na mesma noite. e casar os noivos sob bênção da deusa Vár. Thor exulta quando vê o martelo: finalmente recuperando-o.[13] . Loki conta que o martelo está com Þrymr. Apesar de perder tudo. dizendo que "ela" não havia dormido por oito noites ansiosa com o casamento. que se alimentava ao ficar em Andvara sob forma de peixe. Os deuses então vestem Thor como uma noiva. e pegam a pele da lontra para fazer uma bolsa. Andvari vai até uma pedra e amaldiçoa o tesouro perdido. mas nota os olhos raivosos encarando-o. os gigantes poderiam invadir e se estabelecer em Asgard. Regin o conta que certa vez os deuses Odin. e recusando-se a fazer tal coisa. que tinha dois irmãos: Andvari. Regin e seu pai identificam o ente que havia morrido. mas Loki também o pega. Ele volta à Andvara. incluindo a pela da lontra. Mas Loki apóia a ideia. sem aquele martelo. Ao obtê-lo. dizendo que essa seria a única forma de recuperar o martelo. Þrymr estranha tal comportamento. Os deuses saúdam o ato. os dois chegam ao local. onde captura Andvari com a rede – Loki é considerado o inventor da rede de pesca. Loki se disfarça de mulher para acompanhá-lo como ajudante. mas Loki. sentado ao lado e percebendo a situação.[12] Enquanto os três deuses estão nas cascatas. A introdução em prosa detalha que enquanto o herói Sigurd era cuidado por Regin. Loki novamente se desculpa. tão ansiosa estava com o casamento. e os dois então partem para Jotunheim. Þrymr comanda os gigantes em seu salão para prepará-lo para a cerimônia. o Andvarinaut. No começo da noite. mas que só seria devolvido se Freya fosse levada a ele para se tornar sua esposa. consumindo animais inteiros e muito hidromel. Loki e Thor encontram-se com Þrymr. fazendo com que seu colar Brisingamen caia. Heimdall sugere que Thor se disfarce e se vista de noiva e vá ao local. desculpa-se e alega que "Freya" não havia comido por oito dias. Lá encontraram o Anão Regin. e vai a procura do tesouro. ele morre quando Loki o acerta com uma pedra.[10] Pede-se o presente de casamento. e se encontra com a deusa Rán. ela protesta com ódio.Thor questiona o sucesso da busca de Loki. ainda falta mais uma peça. e Hreidmar exige que eles preencham a bolsa com ouro em troca da perda do filho.[8] Como resultado. o que é rejeitado por Thor. Ótr (sob forma de lontra) pega um salmão e o come na beira do rio. e Ótr. Hoenir e Loki foram às cascatas de Andvara. que frequentemente ia ao local sob forma de lontra. Ele argumenta que.[11] [editar] Reginsmál Loki aparece na prosa e no começo do poema de Reginsmál. Þrymr levanta o véu e deseja beijar a noiva. Loki exige que o anão transformado em peixe conte onde seu ouro está. Loki é enviado para essa tarefa. filho de Hreidmar. eles se encontram com Hreidmar (pai de Ótr) e o mostram suas capturas. Andvari ainda tenta ficar com seu anel. e os gigantes trazem o Mjölnir para santificar a noiva. Indignada. os deuses se reúnem para discutir o assunto.[9] Cavalgando juntos na biga levada por cabras. para que fosse a Jotunheim. e mais alguns no caminho de volta a Asgard . Os dois vão ao encontro da deusa e a pedem para se vestir de noiva. matando todos os gigantes presentes na cerimônia. Agora sob forma de anão.

que ele é filho dos gigantes Fárbauti e Laufey. foi casado com a giganta Angrboda.Loki retorna. com quem teve os filhos Nari e Narfi. Hreidmar olha o resultado. o que causaria a morte de Hreidmar e Regin. e os três deuses dão o tesouro a Hreidmar. e nota que há uma minúscula parte não preenchida. e principalmente a de Loki. Muitas das suas proezas causam grandes danos ou ferimentos. preenchendo a bolsa. Ele é calculista e malicioso. Os deuses sabiam que que os filhos eram criados em Jotunheim. Sua esposa é Sigyn. há uma descrição sobre o personagem. Posteriormente. a deusa parcialmente decomposta do mundo dos mortos. [editar] Gylfaginning "os filhos de Loki" (1920) por Willy Pogany A primeira referência a Loki no Edda em prosa está no vigésimo capítulo do livro Gylfaginning. o que força Odin a acrescentar o Andvarinaut.[14] [editar] Edda em prosa No Edda em prosa. a grande serpente Jormungand e Hel. "origem da enganação" e "desgraça dos deuses e homens". com quem gerou três criaturas monstruosas. Ele é chamado "caluniador dos deuses". amigável. mas sua natureza é maligna. e que ele estava amaldiçoado. Diz-se que seu nome alternativo é Lopt. mas também heróico. mas age com desdém quanto à maldição. o rei anão os expulsa e o poema continua sem qualquer menção a Loki. assustadoras e maléficas: o lobo Fenrir.[13] Loki diz que eles agora tinham posse do ouro. e irmão de Helblindi e Býleistr. ele os teria matado. Por fim. e esperavam problemas deles devido à natureza de Angrboda. Loki aparece principalmente em Gylfaginning e Skáldskaparmál. mas geralmente ele é rápido o bastante para restaurar a ordem e evitar o desastre completo.[15] . Em outra época. Hreidmar responde que se soubesse antes. Ele possui boa aparência.

o construtor e seu cavalo se dirigem a outro local em busca de rochas. ceder Freya estava fora de cogitação. quando eles se estabeleceram em Asgard e construíram a Valhala. Era Sleipnir. mas ela foge floresta a dentro. que o mata com um golpe do martelo Mjölnir. que colocava em risco a própria natureza dos deuses. o construtor está quase na entrada da fortificação. mas impõem algumas restrições ao construtor. chamam Thor. Svadilfari a segue. e o ameaçam. indignado. assim. A égua da floresta era o próprio Loki transformado. que começa a chorar. o contrato seria quebrado. o que surpreende os deuses. entrando em consenso que a culpa era de Loki. Um construtor não identificado se oferece para construir uma fortificação aos deuses em troca da deusa Freya. Devido a sua natureza. e o construtor é forçado a interromper o trabalho naquela noite. O animal consegue rende extraordinariamente bem. ele jura que encontraria um meio para tal. Os deuses se reúnem para discutir esse desempenho inesperado. Após algum debate. e da floresta surge uma égua. os deuses aceitam as condições. Essa busca continua por toda a noite. e três dias antes do prazo do verão. considerado o melhor cavalo dos nove mundos.[16] Os deuses declaram que Loki merece uma morte horrível se ele não encontrar um plano para forçar o construtor a falhar no cumprimento do prazo. mas Loki argumenta que o construtor não conseguiria tal feito.[17] Loki oferece o animal à Odin para redimir sua culpa no caso. o construtor pede que possa ter a ajuda do seu cavalo Svadilfari. Em contrapartida. Durante a noite. Eles era fortemente contra as condições. e. Com medo. conta-se a história acontecida no começo da era dos deuses. o Sol e a Lua. . e algum tempo depois ele dá a luz a um cavalo cinza de oito patas.O construtor e Svadilfari (1919) por Robert Engels No capítulo 42. carregando blocos enormes de rochas. Os dois avançam rapidamente com os muros. Quando os deuses percebem que aquele construtor era um gigante da tribo dos hrímthurs. custe o que custasse. incluindo completar o trabalho dentro das três temporadas seguintes sem a ajuda de qualquer homem.

causando os tremores. onde são hospedados pela noite. Entre os gigantes eles identificam Útgarða-Loki. era melhor voltar naquele momento. a família camponesa compensa Thor o dando seus filhos Þjálfi a Röskva. O rei desafia os visitantes a alguns desafios. o rei do castelo. Na realidade. Skrymir sai pela floresta. com exceção de Thor. mas Skrymir acorda a cada tentativa. o que os amedronta. Durante a refeição. O castelo é tão grande que eles devem se curvar completamente para ver o topo da construção. descobre que uma das cabras esta manca. que se vira aos visitantes e os saúda. e uma série de eventos ocorre em que Thor tenta destruir o gigante com seu martelo. Ao saberem disso. e as prepara para o jantar.[18] "Eu sou o gigante Skrymir" por Elmer Boyd Smith Com exceção das cabras. onde continuam pela escuridão procurando por abrigo para a noite. seguem pelo salão de entrada e observam dois grandes bancos onde sentam pessoas gigantescas. que roncava durante a noite. os quatro fogem para uma árvore próxima.No capítulo 44. Durante a noite. Skrymir o alerta que se ele agisse assim no castelo de Útgarðar. Ele convida a família do camponês para compartilhar o alimento preparado. Na entrada há um portão. e ficam por lá. Eles encontram uma construção imensa. Após a segunda tentativa. Ele diz que nenhum dos presentes consegue comer sua comida . e Loki toma a iniciativa. Eventualmente. Juntos. a construção era a grande luva de Skrymir. Thor mata suas cabras.[19] Thor acorda durante a noite. os quatro conseguem abrir o portão. relata-se o conto em que Thor e Loki estão cavalgando na biga de Thor levada por cabras. e os quatro viajantes continuam sua jornada até o meio-dia. Aterrorizada. eles sentem abalos sísmicos no local. e quando Thor ressuscita seus animais. Eles encontram um grande castelo e uma área aberta. Thor. pois os soldados do rei não aturariam aquela atitude. Loki e as crianças continuam a jornada até chegar na floresta de Jotunheim. e Thor percebe que não consegue abri-lo. gracejando Thor. Eles param na casa de um camponês. o filho Þjálfi chupa a medula óssea de uma das cabras.

e Thor falha novamente. Todos pesam a morte do ente próximo. Disfarçado.tão rápido quanto ele. Por último. lhe fornecendo a flecha e o levando-o a mirá-la no irmão. na verdade. o que o motiva fazer uma flecha mágica de visco. a pata de gato que Thor não pudera levantar era a imensa cauda da Jörmungard disfarçada por magia. há a descrição da morte de Balder. Em seguida. algo que nada nem ninguém pode vencer. Após pedido de Frigga. o deus cego Höðr. então. Por este ato. fazendo com que sua mãe exija que todos os objetos do mundo nunca façam mal ao filho. exceto a giganta Þökk. Thor e Loki saem do reino dos gigantes humilhados. os presentes são avisados através do mensageiro Hermod que Hela promete libertar Baldr do submundo se todos os objetos vivos pesarem sua morte. Hringhorni. e vai ao encontro dos deuses. e vence. porém são confortados mais tarde por um mensageiro. A história possui um desfecho análogo ao destino de Loki no fim da Lokasenna. irava Loki. que acidentalmente mata seu irmão. começa a ter pesadelos com sua própria morte. enquanto Eli era. que diz a verdade sobre os desafios: Loki perdera para fogo selvagem. o chifre de hidromel de Thor havia sido conectado ao oceano. Loki dá sua lança ao irmão de Baldr. Em seguida. que se divertem ao jogar objetos em Baldr e vê-los rebatendo ou desviando sem causar qualquer dano ao jovem. por isso ele nunca o terminava . a velhice. O sonho é considerado profético. Baldr foi cremado em seu navio. Loki perde. a primeira duma série de eventos que levaria ao Ragnarök. que cresceria para punir Höðr. Todos atendem o pedido. "A morte de Balder" (1817) por Christoffer Wilhelm Eckersberg Loki se transforma em mulher e acaba tomando conhecimento dessa exceção conversando com Frigga. Balder.[22] Segundo as tradições. Eli. do Edda em verso. algo que a tudo devora. um dos servos de Utgarda-Loki se apresenta. o que. além de jovem demais para fazer qualquer juramento. Odin e a gigante Rindr geram o filho Váli. Todos exceto por um visco:[21] Frigga o considerava muito irrelevante para tal. e ele perde também. Balder era conhecido por disseminar boa vontade e a paz. e nisso.embora o deus do trovão tenha bebido tanto que o mar sofreu um notável desnível. desafia Thor a uma luta. e ele se deprime com seu destino. que se recusa . Utgarda-Loki desafia Thor a erguer a pata de seu gato. Inesperadamente. a velha ama do rei gigante.[20] Noutro momento de Gylfaginning. Thor é desafiado a um teste de bebida. junto com sua popularidade. Loki chega e oferece ajuda. Outras versões sugerem que Höðr não participava da brincadeira por sua condição.

ao cair sobre o rosto de Loki. ele representa o toque de caos necessário para que possa haver evolução. o anel de Odin (Draupnir) e o martelo de Thor (Mjölnir). O líquido tóxico. Por isso. Não há traços de religião em seu nome. e argumenta que. Entretanto. se sua cabeça for cortada. Eles prendem uma cobra sobre sua cabeça. [editar] Skáldskaparmál O Skáldskaparmál descreve que os filhos de Ivaldi são anões que. picando-os constantemente. mas de tempos em tempos ela era obrigada a retirar o objeto para esvaziá-lo. Os deuses julgaram todos os objetos e consideraram as obras de Brokk ainda mais grandiosas que as dos filhos de Ivaldi. Algumas fontes o relacionam com os deuses. Perdendo. Para atrapalhá-los. e ele não aparece em toponímia alguma. apesar de seu indubitável lado mau.a lamentar a perda desse deus. Mas Loki é astuto. Loki se transforma em abelha. a pedido dos anões ele é capturado por Thor e entregado aos irmãos. que pinga veneno sobre seu rosto. Baldr deveria permanecer no submundo até o Ragnarök. substituindo. Tais objetos era muito apreciados pelos deuses. desafiados por Loki. mesmo com as dificuldades. eles o perseguem e o prendem a três rochas. Thor. A esposa de Loki. acaba se tornando um dos principais aliados dos deuses. o seu pescoço seria danificado. a figura deste deus continua obscura. Mas os anões se contentam em costurar seus lábios. e certa vez Loki apostou com o anão Brokk a própria cabeça que seu irmão Eitri não conseguiria construir objetos com a mesma qualidade. após cortar os cabelos de Sif durante uma travessura. estas geralmente contra sua intenção original. sua criatividade é usada pelos outros deuses para lidar com situações sem esperança. causavalhe tanta dor que a terra inteira tremia com seu grito. Quando os deuses descobrem que a giganta era ninguém mais que Loki sob disfarce. assim. Entretanto. Loki foge após estar à mercê dos anões. Entretanto. Loki fora obrigado pelo marido dela. os cabelos cortados por Loki (esse sendo o principal objetivo do desafio. Uma das teorias sobre o personagem argumenta que seu lado demoníaco e destrutivo é exclusivo duma perspectiva cristã. Apesar de diversas investigações. Loki consegue se libertar a tempo de lutar contra os deuses no Ragnarök. a lança invencível de Odin (Gungnir) e os cabelos de ouro de Sif. e ele ganhou a aposta. Ele consegue retirar o fio e fugir. a compensá-la por aquilo). Eventualmente. a quantidade que passam juntos . pois eles julgavam que Loki falava demais.[23] mas se supõe que isso se deve ao seu relacionamento fraterno com Odin. e isso não fazia parte da aposta. Conceitos cristãos introduzidos mais tarde na Escandinávia acabaram por destacar apenas suas piores características. Sigyn evita que isso aconteça armazenando o veneno numa vasilha. ele não é considerado perigoso. o que passou a se chamar terremoto. além disso. Muitos os consideram um trapaceiro que. construíram o navio mágico de Frey (Skidbladnir). essa competição resultou na criação do javali de Frey (Gullinbursti). [editar] Teorias sobre o personagem As ações de Loki mostram seu lado maléfico por boas causas.

e a vaca Audumla. Ao sul do mundo de vapor ficava um mundo de luz. muitas delas aventuras de Thor. a quem Odin fornece toda a carne que é colocada diante dele. mas só pelas mãos de outro deus. Dessa fonte saíam doze rios. Jothunhein (morada dos gigantes) e Nifflehein (Região das trevas e do frio). No gelo se escondia um deus. das raízes de algumas plantas. mas um abismo sem fundo onde flutuava uma fonte dentro de um mundo de vapor. que é filho de Odin. Quando sentado em seu trono. e lambendo. e entre esses mundos existia Ygdrasil. Os deuses apresentam semelhanças físicas com os homens. A vaca por sua vez. os deuses passearam junto ao mar e perceberam que a criação não estava completa. Dinamarca. clima comum da região dos países nórdicos. Esse deus. Depois de terem esquartejado o gigante Ymir para formar o mundo. Foi então que os deuses formaram o homem e a mulher. no palácio chamado de Valhala. Noruega e Islândia. os bárbaros Vikings. que durante o dia voam pelo mundo. que mataram o gigante Ymir. A brutalidade presente em muitos dos contos é também um aspecto do povo nórdico desse tempo. Ele habita em Asgard. formando com as partes de seu corpo o mundo como o conhecemos. A mitologia nórdica possui várias histórias ainda. pois faltava o homem para habitá-la. segundo as Edas. o Gelo Gigante e a sua geração. Odin representa o deus máximo na mitologia nórdica. unido com sua esposa da raça dos gigantes deu origem aos deuses Odin. não havia nem céu nem terra. A seus pés encontram-se os lobos Geri e Freki. sendo a mais antiga escrita em poesia e a mais moderna em prosa. já que ele próprio não precisa alimentar-se. e inclusive podem morrer. a vaca acabou por descongelá-lo. revelando-o. A Mitologia nórdica divide-se em Edas. A partir deste pequeno resumo é fácil perceber que o ponto de vista geral dos nórdicos sobre o mundo é de um lugar gelado. que após terem corrido longas distâncias. Cada deus presenteou o ser formado com uma virtude: Odin deu-lhes uma alma. O universo era então dividido entre Asgard (a morada dos deuses). Dos vapores formados do gelo surgiram dois seres: Ymir. e com sua testa formaram midgard (a morada do homem). Vili e Ve. junto com os seus irmãos. se alimentava lambendo o gelo de onde retirava água e sal. cujo leite amamentou o gigante. Os animais presentes na história . preenchendo o grande abismo com gelo. e quando voltam a noite contam tudo o que viram a Odin. No início do mundo. Odin tem aos seus ombros os corvos Hugin e Munin. congelaram-se muito longe das suas origens. Vili a razão e Ve os sentidos.Mitologia Nórdica Os povos Nórdicos compreendem os países Hoje conhecidos como Suécia. uma árvore que nascia do corpo de Ymir e sustentava essa realidade. Midgard (morada dos homens). que emanava calor para derreter o gelo.

controla mentes e ondas. Ouro. Esse anãozinho tinha o poder de se transformar em peixe e de viver na água. tesouros afundados no fundo do mar. Os Aesir são liderados pelo deus Odin. ANGRBODA Giganta amante de Loki. ALFHEIM Região de Asgard onde moram os Elfos Luminosos. AMSVARTNIR Grande lago em Asgard em cujo centro fica a Ilha Lyngvi. a vaca provê leite ao gigante. representam papéis proporcionais aos dos animais comuns. que são depois integrados aos Aesir. AEGIR Gigante famoso. ALAISIAGAE Deuses da guerra. Ran e ele possuem nove filhas ( Ondinas ). ANDNARI Anão guardião de um fabuloso tesouro. e o lobo amedronta os deuses e mortais. independentes dos Ases e dos Vanes. prosperidade. Deus Vanir "Senhor do Mar". AESIR Principal raça dos deuses de Asgard. ALFES: Outra família de deuses. Eles travam uma guerra com a raça de deuses da fertilidade chamados Vanir.como o lobo Fenrir ou a vaca Audumla. Andnari foi capturado por Loki e deu-lhe um anel maravilhoso. onde os deuses aprisionam o lobo Fenrir. ele pode ser bom ou mau. com o qual gerou as três monstruosidades Jormungand (a serpente . Esta família não possui nenhum dos chamados "grandes deuses" e desempenhou na mitologia germânica um papel muito secundário.

tinha o poder de multiplicar as riquezas daquele que o tivesse em seu poder. Existem quatro anões guardiães dos quadrantes são eles Nordhri (Norte). era sinal de quem um bom e belo "filão" estava próximo. Os anões eram seres da mesma classe dos elfos. Em Asgard está situada Valhalla. pois. usavam grandes barbas. eram os mineiros os que tinham mais contacto com os anões. apropriara-se desse tesouro fabuloso depois de ter vencido o anão Alberich e ter dele exigido juramento de fidelidade. que. É o reino dos deuses. na Islândia. nasceram dos vermes que roíam o cadáver do gigante Ymir. o palácio dos guerreiros mortos em batalha.de Midgard). ASGARD O primeiro dos três mundos do universo nórdico. Odin também possuía o anel Draupnir. os senhores dos metais. trabalhando sob a terra. do qual o anão Alberich era o guarda. . em geral viviam sobre a terra. Os anões eram hábeis artífices. e Vestri (Oeste). faziam não só armas dos deuses. mais também as jóias e brincos das deusas. Hnossa a bela. Entre os humanos. com a mais absoluta convicção. ASYNJOR A deusa. a terra dos Vanir e Alfheim. segundo a tradição popular. Austri (Leste). assistentes de Frigg em Vingolf. Em Asgard estão também os palácios de cada um dos deuses. Também em uma região de Asgard está Vanaheim. muitos deles conheciam o futuro. que eram. mas de inteligência superior. que lá moravam verdadeiros formigueiros de pequeninos anõezinhos do mais agradável aspecto. e Odin a lança Gungnir que nada podia deter. Freyr o seu navio mágico e o seu javali de ouro. eram particularmente peritos nos trabalhos de forja. Sif os seus cabelos de ouro. como o anel de Andnari. Os outros eram Fjorgyn.Fimila. igualmente. A crença nos anões foi sem duvida a mais popular de todas. Uma delas era a curandeira chamada Eir. Sudhri (Sul). Thor deve-lhes o seu famoso martelo. dos quais formaram uma categoria particular. no século XVlll. ANÕES Os anões. como também Gladsheim. quando um mineiro encontrava um anãozinho nas galerias subterrâneas. pois eles só trabalhavam onde a terra escondia preciosos tesouros. Siegfrid. conforme outra versão. a terra dos Elfos Luminosos. surgiu dos ossos e do sangue de outro gigante da mesma família. os camponeses mostravam rochedos e colinas afirmando. o grande santuário na Planície de Ida. Frima. o herói dos Nibelungos. um desses tesouros é célebre na poesia épica alemã: O Rei dos Nibelungos. ASK O primeiro homem. não eram belos. Os anões tinham chefe e atribuições diversas. criado por Odin a partir de um freixo. Freyja o seu colar de ouro. versão feminina de Aesir. o lobo Fenrir e Hel (a Morte). estavam no território desses pequeninos seres.

Buri. Ele e a sua esposa foram os únicos sobreviventes da inundação do sangue de Ymir. Em inglês existe a expressão "to go berserk. filha do gigante. Snorri Sturllasson assim o retrata : " Um segundo filho de Odin é Balder e deste só há o que dizer bem. mas o episodio do qual é o centro se refere ao próprio drama do mundo. Ponte de luz que liga o primeiro mundo. símbolo da fecundidade. da união de Bor e Bestla nasceram três deuses. BALDER / BALDR / BLADUR Filho de Odin e da deusa Frigg. nascido do leite da vaca Audumla. Vili e Ve. que gerou Odin. Asgard (o mundo dos deuses). Odin. Enquanto Ymir bebia o leite e ganhava novas forças. e há uma dos campos. Bor. Habita uma mansão no céu chamada "Breidablink"." que quer dizer "ficar violento. era o ancestral da vida. Mãe terra. Acreditava-se que eram protegidos por Odin. encarnação da pureza e da beleza. Primeiro seus cabelos tomaram forma depois a cabeça e por fim o corpo todo. enlouquecido. Com a chegada do . aconteceu que a vaca fez surgir. o mais eloquente e o mais benigno. " Baldr é. Seu nome aparece raramente nos mitos e nas aventuras divinas. juiz. Bifrost é guardada pelo deus Heimdall. teve um filho. tão branca. Das tetas da vaca Audumla corriam quatro rios de leite. Buri. que gerou Bor. outro ser vivo e de forma humana. Vili e Vé. sobretudo. também. das cálidas gotas que salpicavam os rochedos cobertos de neve. Mas uma condição está ligada a sua natureza: nenhum de seus julgamentos poderá ser realizado. A vaca. pai de todos os gigantes. alimentava-se do sal que o gelo continha. é tão brilhante que emite luz. os germanos do Oeste. e que ela fundia ao lamber. Baldr a da raça dos Ases. nascida como Ymir. que foi comparada com o cílios de Baldr: ela é a mais branca de todas as flores do campo. talvez para mostrar que a perfeição e a suprema beleza não são deste mundo. o honravam. seus julgamentos jamais se realizam. Midgard. de gelo derretido. BIFROST A Ponte do Arco-Íris. ao mundo-do-meio. Na Escandinavia era venerado sobre o nome de Baldr. incontrolável. BERSERKS Guerreiros que ficavam como que enlouquecidos durante as batalhas e atacavam sem nenhum medo de morrer. o qual descendia Ymir." BESTLA Buri. e este desposou Bestla. É o mais sábio dos Ases.AUDUMLA A vaca alimentadora. para os germanos. BERGELMIR Um gigante.

COLAR DE Colar maravilhoso feito por quatro anões com os quais a deusa Freyja dormiu para conseguilo. Ele foi descrito como sendo pequeno e foi enegrecido de ferrarias. BRISINGS. Bifrost irá ruir. Ela deverá ficar dormindo ali até que um guerreiro destemido atravesse o fogo. BILSKIRNIR O palácio do deus Thor em Asgard. Com seu irmão Eitri ele fez o Javali de ouro Gullinburtrsti. BRÜNNHILDE A líder das nove Valquírias. BROKK Um anão. Odin fá-la adormecer sobre uma pedra no alto de uma montanha e cerca todo o local com fogo. desperte-a com um beijo e despose-a. que nasceu da vaca primordial Audumla. BORVERK Um gigante. BRUDABLIK O palácio do deus Balder em Asgard. Brünnhilde perde a imortalidade. Bor era filho de Buri. excelente forjador e joalheiro. Esse guerreiro é Siegfried. disfarce usado por Odin para adquirir o hidromel da poesia. Por ter desobedecido uma ordem directa de Odin. o anel de Odin e o martelo de Thor (Mjöllnir). .Ragnarok. BRYNHILD Personagem do poema épico germânico Nibelungen. BOR Pai de Odin. BREIDABLIK Palácio de Baldr e Nanna em Asgard.

Para todas as reuniões importantes era tradição preparar imensas quantidades de cerveja." que narra a morte de Siegfried e de Brünnhilde. teve ocasião de ver uma desses monstruosos vasos de cerveja preparada para oferecer ao deus Wotan (Odin). por sua vez. comummente obtidas lançado num grande vaso o que cada um trazia. variam apenas os nomes e as . fossem quais fossem. sob pena de sacrilégio. Crepúsculo dos Deuses é a tradução da palavra Ragnarok. gerou o deus Odin. o envagelizador dos germanos. mas entre os deuses e os homens. São Columbano. ainda que não fosse bebida sagrada. comum a todos os povos germânicos. Götterdämmerung) É a quarta ópera da tetralogia de Richard Wagner "Der Ring des Nibelungen. É esta uma ideia fundamental. era de regra continuar a festa e as libações até que o vaso estivesse vazio. CREMILDA Personagem da epopeia Nibelungos. entrava em várias solenidades do culto. e o fato de beberem juntos constituía um laço mágico não somente entre os presentes. CERVEJA Os antigos germanos gostavam muito de cerveja e hidromel. CACHOEIRA DE FRANANG Cachoeira em Midgard onde Loki é capturado quando metamorfoseado em salmão. para preparar a cerveja havia usos dos quais ninguém podia se subtrair.BURI Ser nascido do leite da vaca Audumla. CREPÚSCULO DOS DEUSES (Em alemão. Bebia-se cerveja em todas as reuniões solenes. BYGOL "Abelha de ouro " ou mel & TRJEGUL ( Tree-Gold ) "Árvore de ouro " ou âmbar: Nome dos gatos que puxam a carruagem de Freyja. não sabiam explicar. os demónios não eram deuses decaídos nem transformação tardia dos espíritos dos falecidos. DAIN Soberano dos Elfos. só então a festa ou reunião findava. DEMÓNIOS Segundo a concepção Germânica. foi pai de Bor que. Eram personificações das forças e das formas da natureza e dos fenómenos.

que Goethe. desde que essa pessoa renegue o amor. Desta raça sobressaem-se os irmãos Siegmund e Sieglinde. formando uma história contínua. possa apoderar-se do anel mágico. Os dois irmãos apaixonam-se e fogem. Fasolt e Fafner. Muitos destes seres fantásticos sobrevivem ainda hoje na imaginação popular. o Wilde Jäger. ele mata o dragão Fafner. Wotan cria na Terra uma raça de semideuses da qual deverá sair o herói capaz de tal feito. mesmo sem saber que Mime o está criando apenas para que ele. Sieglinde já é casada com com Hunding. os dois gigantes. A primeira ópera intitula-se "Das Rheingold" (O Ouro do Reno) e abre com uma cena no fundo do rio Reno. Com ela. Siegfried forja os pedaços de Nottung. Mime. o "Edda" e a "Volsunga Saga". que acabaram de construir Valhalla para os deuses. o "Rei dos Elfos". quando crescer. o "Nibelungenlied". sobem pela Ponte do Arco-Íris em direcção a Asgard. A segunda ópera se chama "Die Walküre" (A Valquíria). Erda. onde um monte feito de ouro é guardado pelas três Donzelas do Reno (Woglinde. Enquanto isto. O ouro é capaz de dar a quem o possuir imenso poder. O Erlkoening. estão ligadas. há o Watzmann. Fricka (Frigg). o lobo Fenrir. a espada mágica de seu pai e recupera-a. Um pingo do sangue do dragão cai na mão de . Wotan (Odin) e Loki confiscam o ouro e o anel de Alberich. agora pedem o pagamento: a deusa Freyja. mas não sem antes Alberich amaldiçoar o anel. mate o dragão Fafner de modo que ele. então. O ouro é dado aos gigantes. Fricka exige que Wotan mate Siegmund. A contragosto. ainda hodiernamente será capaz de fazer tremer muitas pessoas esclarecidas. mas os demónios continuam a ser os mesmos. Para escrever o libreto. A lista desses demónios seria longa. que crescem separados. Wagner baseou-se em várias fontes. a deusa da Terra faz uma predição do fim dos deuses no Ragnarok. o Rübezahl. Sabendo do desgosto de Wotan. de tribo para tribo. No lugar de Freyja. apodera-se do ouro e faz com ele um anel mágico. composta por quatro óperas que. Quando eles finalmente se encontram. dá o anel para os gigantes e a maldição causa logo efeito. "O caçador Selvagem" e muitos outros. Wellgunde e Flosshilde)." Depois da morte de sua mãe. pois Fafter mata Fasolt e transforma a si mesmo num dragão que passa a guardar o ouro. mas Wotan está hesitante em separar-se do anel amaldiçoado. que é a deusa do matrimónio e sente-se pessoalmente ultrajada. há o espírito das montanhas. Os deuses. sem saber da existência um do outro. o que deixa Wotan furioso e este faz com que Hunding mate o herói. tirou de uma velha balada dinamarquesa. deixando furiosa a esposa de Wotan. Brünnhilde resolve proteger Siegmund. DER RING DES NIBELUNGEN (O Anel dos Nibelungos) Tetralogia operística de Richard Wagner. Siegfried é criado pelo anão Mime. enquanto Brünnhilde foge levando Sieglinde já prestes a dar a luz a Siegfried.características particulares. apesar de poderem ser vistas separadamente. tão comummente se gravou no subconsciente do povo essas estranhas tradições demoníacas. Wotan cede. há serpente de Midgard. Planejando recuperar o ouro do reno. os deuses propõe aos gigantes dar-lhes o ouro do reno e o anel mágico que confere poder. Esse herói será Siegfried. Wotan aquiesce e manda que Brünnhilde traga Siegmund para Valhalla. A terceira ópera intitula-se "Siegfried. de região para região. Como punição por sua desobediência. há os gigantescos Dovrefjeld das rudes montanhas da Noruega. Brünnhilde perde sua imortalidade e Wotan fá-la dormir no alto de uma montanha cercada por um fogo mágico que só poderá ser vencido por um herói destemido. O anão Alberich faz exactamente isto. Siegfried odeia Mime.

a cada nona noite. amante de Nott ou Nat. DISIR Seres Sobrenaturais. Brünnhilde acusa Siegfried de infidelidade e ambos juram sobre a lança de Hagen estar dizendo a verdade. A ópera termina com uma visão do céu em chamas e Valhalla sendo consumida pelo fogo. parte para lá.e que. sobre a mulher encantada que dorme no alto da montanha cercada de fogo. Siegfried deixa o anel com Brünnhilde e desce o reno em busca de aventura. O herói. atravessando o fogo. pelas costas. Hagen dá a Siegfried uma poção mágica que faz com que este esqueça-se de Brünnhilde e apaixone-se por Gutrune. reclama a mão da Valquíria. sublinhada por uma música absolutamente divina. Imediatamente. DOVREFJELD Espírito das montanhas da Noruega. V. Siegfried apodera-se do anel e mata Mime. Hagen pula na água tentando recuperar o anel e morre afogado. é uma bracelete) feito pelos anões para o deus Odin. É o fim do reino dos deuses. naturalmente. Siegfried assume a aparência de Gunther que. Brünnhilde lança-se nas chamas e morre com ele. então. O rio sobe até eles e as Donzelas do Reno tiram o anel do dedo de Brünnhilde. Em troca da mão de Gutrune. o herói tem no dedo o anel amaldiçoado. Siegfried é morto por Hagen. oito anéis de igual peso. Os pássaros falam-lhe. Ele chega ao castelo de Gunther que lá vive com sua irmã Gutrune e seu meio-irmão Hagen. Entretanto. Hamingja. DELLING Elfos Vermelhos do amanhecer ou leste. e é levado de volta para o castelo ao som de uma maravilhosa Marcha Fúnebre. A ópera termina com um maravilhoso dueto de amor entre Brünnhilde e Siegfried. É um símbolo de riqueza e fartura. então. Numa caçada. cobiça o anel feito por seu pai. Mais tarde. Hagen propõe que Siegfried consiga para Gunther a mão de Brünnhilde. atravessa o fogo e desperta Brünnhilde para com ela casar-se. DRAUPNIR Anel mágico (segundo alguns. Draupnir tem por característica produzir. Siegfried é colocado sobre uma pira para ser cremado. Toda pessoa que gosta de mitologia deve ver esta obra de Wagner. . no castelo de Gunther. É uma história belíssima de deuses e heróis. A Valquíria tira o anel do dedo do herói e o põe em seu próprio dedo. A última ópera chama-se "Götterdämmerung" (O Crepúsculo dos Deuses). Quando as chamas começam a devorar o corpo de Siegfried. É a chegada do Ragnarok. Com um elmo mágico.Siegfried e este leva-a à boca. Siegfried passa a compreender a linguagem dos pássaros. que é filho do anão Alberich . Estes contam-lhe sobre a existência do anel no interior da caverna e sobre as intenções malévolas de Mime.

ELFOS Chamavam-se Elfos. EDDAS Designa-se pelo nome de Eddas (que significa "bisavó") duas colecções de tradições que abrangem a mitologia escandinava e que narram as sagas dos deuses nórdicos. EINHERJAR São os heróis mortos em batalhas que são recolhidos pelas Valquírias e levados para Valhalla. nos bosques. podem. sacerdote do século Xl. em geral são passivos e benévolos para com os homens.. no . actualmente.V.IX e reunidos no século XI pelo diligente Soemond. preenchendo lacunas e apresentando uma exposição mais completa dos dogmas religiosos da Escandinávia.200. nas montanhas e. escrito em verso. onde eles passam os dias fazendo justas entre si e as noites banqueteando-se no grande salão. Espíritos de Opressão. no uso antigo das línguas germânicas. seres associados à vida da natureza e que o povo julgava residir nas águas. Os Einherjar serão accionados no Ragnarok para lutar ao lado de Odin contra as forças do mal. encontrado em 1628. "O Sábio"). e lendas mitológicas e heróicas que completam as da obra mais antiga. porém. trazer grandes desgraças aos mortais. Os Eddas foram encontrados no século XVII na Islândia. O segundo Edda em prosa é atribuído a Snorri Sturleson. Elfos. ELFISCHE GEITER "Espíritos Élficos". DROMI Nome da segunda corrente confeccionada pelos deuses para tentar prender o lobo Fenrir. mesmo. presididos pelo próprio Odin. quando são repelidos . O primeiro Edda. traz o nome de Soemond Sigfusson (Soemond. Esta nova compilação abrange uma parte poética (espécie de Gradus ad Parnassum ) para uso dos jovens escaldas. é no meio dessas obras que se encontram os elementos que formaram os Nibelungen e as canções de gesta dos povos nórdicos. que comentou o Edda poético. pôr volta de 1.DRÜCKGEISTER V. que quis conservar as ruínas das velhas crenças nacionais e pagãs. o manuscrito mais completo. é o de Worms. Nada prova que os 35 poemas que cantam os deuses e ou heróis foram compostos nos séculos VIII . DVALIN Soberano dos anões. seres sobre-humanos que habitavam a natureza e os elementos.

que eram sumamente respeitados. pai de Loki.V. em geral. Elfische Geister. suas danças não tinham testemunhas. estava perdido para sempre. A poesia inglesa da Idade Média os mostra como criaturas aéreas e luminosas. a Eva germânica. amavam jogos e as danças. a mãe do género humano. cheias de doçura e bondade. se deixasse fascinar por uma filha dos Elfos. às vezes apareciam em forma humana. às vezes sem motivo ou causa aparente. pois temiam a luz e o olhar do homem. Propriedade comum entre eles era atormentar e sufocar o homem. já os alemães da Germânica deles tinham receio. Thor é instado a lutar com ela (sem saber de quem se trata) e quase consegue vencê-la. ETZEL Personagem que aparece na epopeia germânica Nibelungos. EITRI Anão. as almas das donzelas ocultavam-se de preferência sob a forma dum majestoso cisne. . Aquele que. criada por Odin. as almas das criancinhas mostravam-se em forma de ave ou borboleta. parece. na erva húmida o traço ligeiro dos seus pezinhos .. encontram grande prazer. como os homens. irmão de Brokk. não raro sob a figura de animais. Os germanos chamavam-nos com os mais diversos nomes: Mare. ESPÍRITOS DE OPRESSÃO Os Drückgeister eram. Honir e Lodur. porém. possuíam reis. numa noite enluarada. pois acreditavam que eles podiam se irritar. Trude. no que. esposa de Askr. ELLI (A Velhice) Durante uma visita a Jotunheim.seio das flores. nas terras solitárias e descampadas. suas relações com os homens são diversamente descritas. bem como o povo do extremo Norte (Dinamarca). EMBLA A primeira mulher. comummente passavam a noite em bailes infatigáveis que só cessavam com o canto do galo. O lobisomem e os Berserker eram espíritos de opressão particularmente temidos. que trabalha com metal. FARBAUTI Gigante. Veja Brokk.. Alp. Os Elfos viviam em sociedade. em geral hostis aos homens e eram representados pelos espíritos dos mortos. A saga demonstra o extraordinário poder de Thor. de manhã percebia-se apenas.

ele lhes dá toda carne com que é servido. As águas desta fonte dão sabedoria a quem delas bebe. FREYJA Irmã de Freyr. Consta que os lobos estão sempre com Odin e que quando este está à mesa.FAFNIR Filho de um mágico/fazendeiro.o outro chama-se Geri. Fafnir foi morto por Sigurd. Esta fonte dá origem a onze rios. FREKI Nome de um dos dois lobos de Odin . FARBAUTI Gigante de fogo. É um lobo monstruoso que é acorrentado pelos deuses até o advento do Ragnarok. já que ele só se alimenta de hidromel. eles mataram Kvasir e fizeram com seu sangue o hidromel da poesia. é o patrono da fertilidade. quando ele se soltará e causará grande devastação antes de devorar o próprio Odin. a que mergulha em Niflheim. recebendo o primeiro golpe. FJALAR Um anão irmão de Galar. FONTE DE MIMIR Fonte que situa-se na base da segunda raiz de Yggdrasill. FONTE DE HVERGELNIR Fonte que situa-se na base da terceira raiz de Yggdrasil. FENRIR Cria de Loki com a giganta Angrboda. FREYR Filho de Njord. é a mais famosa das deusas e protectora do amor e da feitiçaria. Pai de loki. o soberano do reino dos duendes responsáveis . Compartilhou com Odin a morte em batalha. a que mergulha em Jotunheim. Odin deu um dos seus próprios olhos para ter o privilégio. transformou-se num dragão por causa da sua ambição pelo tesouro de ouro.

GERI Nome de um dos dois lobos de Odin . GJALL A grande trompa pertencente ao deus Heimdall e que ele fará soar para convocar os deuses . é o abismo que havia entre o gelo do norte e o fogo do sul. Como na mitologia grega. representam o caos que os deuses eliminam e implantam a ordem.o outro chama-se Freki. GERD Giganta de gelo cuja beleza encantou o deus Freyr que acabou por desposá-la. Neste abismo. usando um torc (colar de ouro) e pulseiras nos braços e pernas.pelo crescimento da vegetação. É associada a Nerthus (Idade do bronze). GIGANTES Foram criados antes dos deuses. Consta que os lobos estão sempre com Odin e que quando este está à mesa. É representada por uma sacerdotisa nua de cabelos longos. ambos morrerão. É conhecida por sua sabedoria e por nunca revelar nada a ninguém. ele lhes dá toda carne com que é servido. surgiu a vida. Pode ter sido uma das Asynjor. nem mesmo ao seu esposo. GINNUNGAGAP Na cosmogênese nórdica. Cuida da caixa mágica de Frigg. FRIGG Esposa de Odin. Ele se libertará com o Ragnarok e atacará o deus Tyr. cheio do gelo derretido pelo fogo. versão da mãe Terra. GIMLI Salão de telhado dourado em Asgard para os homens justos após a morte. Deusa da Fertilidade. GARM Grande cão que é acorrentado pelos deuses numa caverna na entrada de Niflheim. FULLA Irmã de Frigg. já que ele só se alimenta de hidromel. Na luta.

Thor conseguiuo quando matou o gigante. GLEIPNIR Corrente feita pelos anões para prender o lobo Fenrir. Usando um desgastado casaco azul e um grande chapéu. GULLINKAMBI Nome do galo que desperta os Einherjar em Valhalla. Ele cantará também como alarme para os deuses com a chegada do Ragnarok. porém. GULLINBURSTI "Pelo Dourado". GRIMNIR Disfarce usado por Odin ao visitar a corte de um rei. GNA Serva de Frigg e uma Asynjor. . GLADSHEIM (Lugar de Alegria) É o santuário dos deuses na Planície de Ida. GULLFAXI "Crina Dourada". um Javali feito pelos anões e dado a Freyr para puxar sua carruagem em uma velocidade fantástica. Os cães do rei não o atacaram. cavalo do gigante Hrungnir. A ponte que Hermod atravessou a caminho do reino de Hell na sua busca por Balder. GRID Giganta que advertiu Thor sobre o encontro de Geirrod e Loki. Uma mensageira. poderia galopar através do ar. depois de amarrado com ela. mas deu o cavalo a seu filho Magni.para a batalha final entre o bem e o mal com o advento do Ragnarok. mais forte ela fica e mais ele se enreda. em Asgard. seu cavalo chama-se Hofvarpnir. GJALLARBRU A "Ponte ressonante". quanto mais Fenrir luta para livrar-se. E deu a Thor um cinto mágico e um par de luvas de ferro. Ela parece uma fita de seda.

Odin . HEL Cria monstruosa de Loki com a giganta Angrboda. parecem dar o aviso e/ou conselhos através de sonhos. Similares aos anjos guardiães. seu leite alimenta os guerreiros de Odin. HEIMDAL É o deus brilhante. guardião da ponte do arco-íris que conduz à Asgard e possuidor do Gjallanhorn que ele sopra na batalha de Ragnarök (crepúsculo dos deuses). guarda o hidromel da poesia em uma caverna no submundo. Gungnir foi feita pelos anões e tem a seguinte peculiaridade: jamais erra o alvo. HARBARD Disfarce de barqueiro usado por Odin. GYMIR Gigante pai de Gerd. HATI Lobo que persegue a lua e que vai conseguir devorá-la no Ragnarok.GULLTOP Cavalo de crina dourada de Heimdall. GUNGNIR Nome da lança mágica de Odin. GUNNLOD / GUNNLAUTH / GUNNLOED Giganta filha de Suttung. HEIDRUN A cabra que pasta à sombra da imensa árvore Yggdrasil. esposa de Freyr. Sua audição é tão sensível que ele pode ouvir a relva brotando e a lã crescendo no dorso de uma ovelha. HAMINGJUR Eternos guardiães dos seres humanos. pode voar com velocidade grande. Hel é metade branca e metade negra.

precipitou-a no mundo dos mortos para ser a sua guardiã. Quando Thor o matou. HILDISVINI "Porca de batalha". HUGINN (Pensamento. barreira entre os mundos dos vivos e dos mortos. Entendimento) Um dos dois corvos de Odin . HYMIR . viaja em grande velocidade. HRUNGNIR Gigante que competiu com Odin. HLIDSKJALF Nome do trono de Odin em seu palácio Valaskjalf. porca que pertence a Freyja. Odin consegue ver o que acontece em todos os nove mundos. Himinbjorg fica perto de Bifrost. HIMINBJORG (Penhascos do Céu): Nome do palácio do deus Heimdall em Asgard. uma parte da pedra de amolar do gigante alojou-se na cabeça de Thor. HEL Cidadela que fica em Niflheim. mas os maus vão directo para Hel.o outro se chama Muninn (Memória). HYDNDLA Giganta que guarda a lista genealógica e a cerveja da memoria. em Asgard. Sentado em seu trono. ao voltar. Os corvos voam pelos nove mundos e. dizem no ouvido de Odin tudo o que viram e ouviram. o reino dos mortos. Os mortos em geral vão para Niflheim. HELGRID "Portão da morte". HREIDMAR Mágico/Fazendeiro pai de Fafnir. a Ponte do Arco-Íris.

JORMUNGAND Cria monstruosa de Loki com a giganta Angrboda. PLANÍCIE DE Grande planície central de Asgard. deus da poesia. JARNSAXA Giganta amante de Thor e mãe de seus filhos Magni e Modi. que precisavam comer uma maçã por dia. Possivelmente poderia ser uma Asynjor. onde fica situado o santuário dos deuses chamado Gladsheim. habitado pela mãe de Hati e de Skoll. foi precipitada por Odin no oceano que circunda Midgard. HYRROKIN Giganta que lançou o barco funeral de Balder. A serpente cresceu tanto que contorna toda a Terra até morder a própria cauda.Gigante que possuía um imenso caldeirão com 5 milhas de profundidade o qual foi confiscado por Thor para nele ser preparada a cerveja dos deuses. Ela é responsável pela saúde dos deuses. vinda de seu cofre de madeira de freixo. giganta mãe de Thor. logo que nasceu. IRON WOOD Uma floresta escura e velha em Midgard. É uma serpente gigantesca que. IDUN Deusa da saúde e mulher de Bragi. Sua família era uma das duas famílias de Elfos ferreiros de metais que trabalhavam em Asgard. JOTUNHEIM . para manterem sua juventude e força. Monta um lobo e usa uma serpente como rédea. IDA. IVALDI Também chamado de Vidfinner e Svigdar. JORD / JORTH "Terra".

com a mulher Lifthrasir. prender o lobo Fenrir. que fica em Midgard. . seu nome significa "Ilha arborizada". repovoará a Terra. LIF Homem que surgirá de dentro da grande árvore Yggdrasill após o Ragnarok e que.Reino dos gigantes. Tem descendência dos povos gigantes. LOGI Gigante que aparece junto do mágico Utgardloki. onde o lobo Fenrir. LAEDING Nome da primeira corrente com que os deuses tentam. sem sucesso. LIFTHRASIR Ver Lif. Representava a chama. Bateu Loki num concurso de voracidade. O Hidromel da poesia foi feito do seu sangue. Se tratados amavelmente. LOKI Deus do fogo. LAUFEY Giganta de fogo mãe de Loki. Seu dia: sábado. irmão de sangue de Odin. é acorrentado pelos deuses até o advento do Ragnarok. LYNGVI É uma ilha situada no centro do Lago Amsvartnir. cujo o apetite cresce à medida que é alimentado. é o bom e o mau em uma só pessoa. são amigáveis. KVASIR Um ser humano sábio criado pelos deuses. Várias sagas dos deuses têm Jotunheim como palco. Sua cidadela é Utgard. também surgida da árvore. KOBOLDS Pequenos seres humanos que vivem dentro ou próximos de celeiros ou estábulos. trapaceiro do panteão.

. o martelo de Thor. MUSPELHEIM Reino de fogo situado ao sul. como um bomerangue. ao voltar. NARFI Filho de Loki e Signy. mas é também um símbolo de fertilidade. MIMIR Gigante. após o Ragnarok. MODGUD A virgem que guarda a ponte sobre o caminho de Hel. Mjollnir foi feito pelos anões Brokk e Eitri. Grande guerreiro. Midgard. após o Ragnarok. Ele e o seu irmão Magni herdarão Mjollnir. guardião da Fonte da Sabedoria e amigo de Odin. Os três níveis são: Asgard. Do seu encontro com o gelo de Niflheim. Entendimento). MIDGARD A Terra do Meio. situado ao norte. quando lançado contra um inimigo. à mão de Thor. o reino dos homens. O martelo tem a característica maravilhosa de. Mjollnir é um símbolo de destruição. dizem no ouvido de Odin tudo o que viram e ouviram. É a única arma usada por Thor. MODI Filho de Thor e da giganta Jarnsaxa. o reino dos mortos. MJOLLNIR Nome do martelo do deus Thor.o outro é Huginn (Pensamento. o martelo de Thor. e Niflheim. retornar. MUNINN (Memória) Um dos dois corvos de Odin . é que resultou na criação da vida no começo dos tempos.MAGNI Filho de Thor e da giganta Jarnsaxa. Os corvos voam pelos nove mundos e. o reino dos deuses. Ele e seu irmão Modi herdarão Mjollnir. como maça usada na guerra. É o segundo nível do universo. segundo os povos nórdicos.

NIDHOGG Dragão que roí a raiz de Yggdrasill que mergulha em Niflheim. que fica no topo desta. NIFLHEIM O terceiro nível do universo concebido pelos povos nórdicos. que sustenta a Terra.NIDAVELLIR Terra dos anões. Casado com a Deusa Skadi. por sobre os ombros. desce voando e ataca o dragão. o mundo dos mortos também. que ditam a preservação da lei. Representação paterna do Vanir. para a humanidade . Quando o dragão começa a prejudicar a árvore. e Niflheim. tem runas gravadas. dos estadistas e o Deus da morte. Conquistou as runas . a águia. Enquanto Nidhogg lambe as feridas para curá-las. e seu filho é Dag (dia). só podem viver os gigantes e os anões. o país do gelo e das trevas. Seu amante é Delling. ODIN Pai de todos. alfabeto nórdico. dos guerreiros. em companhia dos mortos. Cavalga o garanhão de oito patas Sleiphir e reúne guerreiros para lutarem com ele. Verdandi é uma jovem e olha sempre para o presente e finalmente Skuld. ele é o concessor das riquezas e um corajoso guerreiro. NORNES Deusas do destino: Urd. Elfo vermelho do alvorecer. Aí. Verdandi e Skuld. Guardam a Yggdrasill. a mãe e a anciã. Midgard. Niflheim é o lugar para onde vão todos os que não são mortos em batalha. a árvore do mundo. Todas as manhãs fazem chover hidromel sobre suas raízes. NOTT/NAT "Noite ". A entrada era guardada pelo terrível cão chamado Garm. Os três níveis são: Asgard. Urd é muito velha e vive olhando para trás. NJORD É o Deus do mar e o protector dos marinheiros e dos pescadores. Carrega a lança Gungnir que nunca erra o alvo e que no cabo. protector dos poetas. da Guerra e da Magia. São representadas pela virgem. para que as folhas permaneçam verdes. o reino dos homens. São as três irmãs que tecem o destino dos homens em seus teares. mãe de Jord e de avó de Thor. o reino dos deuses. A rainha dessa sombria região é a deusa Hel. vive encapuçada e possui um pergaminho fechado sobre seu regaço. Situada em Midgard. Traz o alivio e inspiração aos seres humanos. que contém os segredos do futuro. Filha do Mimir e da irmã de Urd. Yggdrasill tem tempo de se recuperar-se e aí começa um novo ciclo.

pelas costas. haverá um renascimento. Grande guerreiro que brandia a espada mágica Nottung. a espada de seu pai. com seus aliados. é o filho de Siegmund e de Sieglinde. quando haverá a grande luta final entre o Bem e o Mal. Sigmund enfrenta Odin (sem saber que era ele) e . SESSRUMIR Nome do palácio da deusa Freyja em Asgard. Loki e Fenrir libertar-se-ão das correntes que os prendem e. Antes de morrer. Seu dia: quarta-feira. RINGHORN É o grande navio do deus Balder. descende de Odin.através de um acto de sacrifício pessoal e trocou o seu olho direito por sabedoria. começarão a grande devastação. a terra tremerá. Na época fatal. RAGNAROK (O Crepúsculo dos Deuses) É o final dos tempos. é um Wälsung. O primeiro grande sinal da aproximação do Ragnarok é a morte de Balder. SIEGFRIED Na saga dos Nibelungos. Siegfried é morto. Ele é guardado pelas Nornas e junto a ele os deuses se reunem todos os dias em conselho. Grande herói que restaura Nottung. RATATOSK Nome do esquilo que corre para cima e para baixo ao longo da raiz de Yggdrasill que mergulha em Niflheim. Heimdall soará sua grande trompa Gjall. por Hagen. POÇO DE URD Poço que fica situado junto à raiz de Yggdrasill que mergulha em Asgard. convocando os deuses para a grande batalha. Ele leva insultos do dragão Nidhogg para a águia que fica no alto da árvore. Depois. SIEGMUND Na saga dos Nibelungos. Odin reunirá os deuses e os Einherjar. Ragnarok será o fim do mundo dos deuses e dos homens. mata o dragão Fafner e conquista a Valquíria Brünnhilde. os heróis mortos em batalha e que esperam em Valhalla por esse dia para lutar ao lado dos deuses. na grande planície de Vigrid. Dentro dele é colocada a pira que consome o corpo do deus depois que este é morto pelas maquinações de Loki.

o general do panteão. o martelo de pedra Mijollnir. Sigmund pede que os pedaços da espada sejam guardados para que seu filho um dia restaure-a. ao passo que Thor é mais o guerreiro e Odin. SINDRI Palácio que surgirá com o renascimento após o Ragnarok.quebra Nottung contra a lança do deus. SKOLL Lobo que persegue o sol e que. TANNGNOST E TANNGRISNI Os dois bodes que puxam a carruagem de Thor. SURT Gigante de fogo que guarda Muspelheim. do trigo. Sua arma. no Ragnarok. Fica situado em Midgard. O nome do filho é Siegfried. TYR É o Deus do combate. o estadista. Seu dia: Terça-feira. Em Ragnarok. cavalga pelos céus montado nesse veloz ginete. Seu dia: quintafeira. SVARTALFHEIM Reino dos Elfos Escuros. . THOR Deus do trovão. Casou-se com a Deusa Sif. desde então. filho de Odin. cria de Loki. SLEIPNIR Cavalo de oito pernas. Loki deu-o de presente a Odin que. SKIDBLADNIR Gigantesco navio pertencente ao deus Freyr que tinha a peculiar característica de poder ser dobrado e guardado no bolso. consegue finalmente alcançá-lo e devorá-lo. Thor é invocado nas mágicas rúnicas como força vingadora. Surt lançará fogo nos nove mundos.

Ymir foi o primeiro ser vivo. eles criam os nove mundos. Enquanto eles esperam. VALHALLA: Grande palácio em Asgard onde os Einherjar (os guerreiros mortos em batalha e para lá levados pelas Valquírias) esperam a chegada do Ragnarok. supervisionados pelo próprio Odin. VIGRID Grande planície em Asgard onde acontecerá a grande batalha final entre o Bem e o Mal. os irmãos Odin. VANIR Raça de deuses da fertilidade que. . VALASKJALF Nome do palácio de Odin em Asgard. juntamente com a vaca Audumla. Ele consegue enganar Thor quando este visita Jotunheim. do seu corpo.UTGARD Cidadela principal de Jotunheim. Vili e Ve matam Ymir e. Valhalla é descrito como o palácio mais maravilhosa de toda Asgard. VANAHEIM O reino da raça de deuses Vanir em Asgard. YMIR Gigante de gelo que surgiu no começo dos tempos. UTGARD-LOKI Gigante rei de Utgard. Ele surgiu do encontro do gelo do norte com o fogo do sul. foram incorporados a esses. É governada pelo gigante Utgard-Loki. É um mestre da magia e da ilusão. depois de vencidos em uma grande batalha com os Aesir. Mais tarde. VALKYRIAS Mulheres que apareciam para os guerreiros que iam morrer e ficavam invisíveis para os demais. no abismo chamado Ginnungagap. os Einherjar passam os dias em justas entre si e as noites banqueteando-se no grande salão.

entre eles. Thor era adorado por agricultores e era invocado para partos bem sucedidos. na base da raiz de Yggdrasill. Os Vikings chamavam a si próprios de "O Povo de Thor. senhor dos mistérios.PRINCIPAIS DEUSES DA MITOLOGIA NÓRDICA Estes são os pricipais deuses da mitologia nórdica ODIN (Wotan. deus da agricultura. Entendimento) e Muninn (Memória) e dois lobos. Sua esposa é Frigg e ele é o pai de Thor e de Balder. Filho de Odin e de Fjorgyn (uma deusa da terra. tendo sobre a cabeça um chapéu de abas largas escondendo o tapa-olho. ele leva a sua lança Gungnir. Dia de Odin. Seu cavalo é Sleipnir. Com Odin. Ele é conhecido como Deus do Trovão e dos Céus. Figura assombrosa da qual emana poder. ele é o Deus da Sabedoria que foi adquirida em troca de um olho." Como era também deus da fertilidade. Mas não é só isto. que tem oito pernas e o seu trono em Valaskjalf chama-se Hlidskjalf. Seu palácio em Asgard chama-se Valaskjalf e o santuário. Odin é o mais sábio dos deuses. da magia. Thor é o segundo na hierarquia dos deuses e é o seu maior guerreiro e seu guardião. Odin pode ver tudo o que acontece nos nove mundos. o preço estipulado para que lhe fosse permitido beber da Fonte de Mimir. que tem uma característica peculiar: jamais erra o alvo. Todopai. para os povos germânicos). padroeiro dos advindos. a escrita mágica. Na mão. Huginn (Pensamento. Thor simbolizava a lei e a ordem. forjada pelos anões. da ciência. Pai da Batalha. Odin é o deus da guerra. senhor das runas. em Valhalla. que mergulha em Jotunheim. Odin é conhecido por vários nomes. Geri e Freki. Um dos filhos de Bor. os banquetes dos heróis mortos em batalha que lá estão à espera do Ragnarok. Gladsheim. Ele é representado como sendo alto e com barbas vermelhas. Do nome de Odin/Wotan/Woden vem o nome do dia da semana em inglês Wednesday (Quarta-feira) . da poesia. THOR (Donar. é também deus da fertilidade. O Terrível. Odin é geralmente representado usando um grande manto balançando ao vento.Dia de Woden. ou a própria Terra) e marido de Sif. estão sempre dois corvos. Odin é também chamado deus dos mortos e é ele quem preside. quando sentado nele. para os povos germânicos e Woden para os anglo-saxónicos). sempre empunhando um . isto é. Thor era o mais amado e o mais respeitado dos deuses nórdicos.

Freyja viaja numa carruagem puxada por dois gatos. habilidosos artífices. Outra saga é a de Thrym que rouba o martelo de Thor e diz que devolverá só se Freyja for-lhe dada em resgate. Loki parte para Jotunheim levando Thor disfarçado como futura noiva de Thrym. Então. Freyr é o deus patrono da Suécia e da Islândia. O palácio de Thor em Asgard chama-se Bilskirnir e ele viaja em uma carruagem puxada por dois bodes chamados Tanngnost e Tanngrisni. Freyja é a maior das deusas da fertilidade. ela volta de lá com o poder de desvendar o futuro. À mesa. Assim que Thor tem o martelo em seu colo. Os gigantes cobiçam-na.Dia de Thor. com os quais ela vê um colar de ouro de incrível beleza (o Colar de Brisings). Do nome de Thor vem o nome do dia da semana em inglês Thursday (Quinta-feira) . O gigante recebe-os com grande pompa e serve-lhes muita comida e bebida. Thor pede ajuda a Loki que. feito pelos anões. Freyja insiste com os anões para que eles lho vendam. Loki responde que Freyja não comia há oito dias de tão nervosa que estava com a noite de núpcias. Ele é o maior dos deuses da fertilidade. quatro anões. Ela concorda. como no caso do gigante que constrói as muralhas de Asgard e que a pede como pagamento. Freyr é casado com Gerd. Mjollnir foi feito pelos anões e tem o poder de retornar às mãos de Thor após arremessado contra um inimigo. FREYJA Filha de Njord e irmã de Freyr. O martelo de Thor é a maior defesa de Asgard e tem que ser recuperado. Este fica furioso e manda que Loki tome o colar de Freyja. Ela tinha sido esposa de Odin. ele propicia a fertilidade da terra. É a deusa do amor e também da morte. Freyr tem como tesouros o navio mágico Skidbladnir. Entretanto. numa uma caverna. após consultar o ladrão. Como Odin. Ao comentário de Thrym de que nunca vira uma mulher comer tão vorazmente. diz que o martelo só retornará se a mão de Freyja for dada ao gigante. Existe uma saga de quando ela encontra. Thor concorda em ser adornado como noiva. Debaixo dos risos dos deuses. Ele era um Vanir originalmente. A beleza de Freyja é legendária. Como Freyja recusa-se a desposar o gigante. FREYR Filho de Njord e Skadi. Thor devora oito salmões e um boi inteiro e bebe 3 barris de hidromel. . sempre que o visita. ele traz a paz e a prosperidade para os homens. irmão de Freyja. o martelo de Thor é roubado pelo gigante Thrym. Thrym ordena que tragam o martelo Mjollnir e que deponham-no sobre o colo da noiva para que ela seja abençoada com grande prole. Thor massacra Thrym e todos os outros gigantes no salão. que a trocou por Frigg porque ele achou que ela gostava mais de enfeites do que dele.enorme martelo chamado Mjollnir que espalha terror entre os seus oponentes. ele o empunha e revela-se como o Deus do Trovão. Heimdall segere que Thor se vista como Freyja e vá ter com o gigante Thrym. Ele controla o brilho do sol e a precipitação da chuva. Freyja também está ligada ao mundo dos mortos e. Um dia. Loki vê o que se passa e relata para Odin. mas foi aceito entre os Aesir depois da guerra entre as duas raças de deuses. Satisfeito com a resposta. mas eles só aceitam vender o colar por um preço: que ela durma com cada um deles. Seu palácio em Asgard chama-se Sessrumir.

sem Loki. Loki é. o tempo de sono de um passarinho é o suficiente para ele. ele é o agente que dá dinamismo a quase todas as sagas dos deuses . como dizem outros. os deuses provavelmente morreriam de tédio. Loki é um confrontador dos deuses. Heimdall é o maior inimigo de Loki sendo Heimdall o Deus da Luz. a giganta Angrboda (Portadora de Sofrimento). Freyr tinha também uma espada mágica que movia-se sozinha. nem crescimentos . nem tampouco um demónio. desferindo golpes. nem retrocessos. Os dois enfrentar-se-ão em Ragnarok e um exterminará o outro.às vezes. o pavoroso lobo Fenrir e Hel (a Morte). ele é o causador dos desastres. ele provoca a morte de Balder.as coisas ficariam estagnadas. nada mais lógico do que os deuses oescolhecem para ser o seu guardião. Chamado de O Astuto. Heimdall possui uma grande trompa chamada Gjall que ele soará no Ragnarok para convocar os deuses para a batalha final. o mais complexo de todos os deuses nórdicos. Ele mente descaradamente. ele é uma lei apenas para si próprio. não haveria o Ragnarok. irmão de criação de Odin. Gullinbursti. Heimdall é o Deus da Luz. e o seu cavalo Blodighofi (Casco Sangrento) que não teme o fogo. Ele não é apenas trevas. ele pode ouvir a relva a crescer no chão e a lã a crescer no corpo dos carneiros. ele perdeu-a durante uma batalha com os gigantes. o que traz consternação para todos os deuses. às vezes ele é o salvador. Com estas características. Loki é descrito como tendo aparência bonita e corpo bem feito. chamado de Deus Reluzente de Dentes de Ouro. Consta que ele é filho de nove donzelas. Loki transforma-se num salmão e mergulha no fundo da Cascata de Franang.que pode ser dobrado e colocado no bolso. Ele é mais complicado do que isto. em algumas ocasiões. como dizem alguns. Com o passar dos tempos. não haveria mudanças. muitas vezes. as características malévolas de Loki vão se acentuando e se sobressaindo. como o Superhomem de Nietzsche. nove ondas. Sem nenhuma razão aparente. De qualquer modo. o conselheiro. O Viajante dos Céus. sem sombra de dúvida. além disso. Heimdall é o sentinela na Ponte do Arco-íris (Bifrost). HEIMDALL Apesar de ser um deus importante. O seu palácio em Asgard chama-se Himinbjorg (Penhascos do Céu) e fica junto à Bifrost. mas também diz verdades. Sem Loki. Loki constrói para si uma casa invisível e esconde-se nela. Com sua amante. pode-se ver suas desavenças com Loki como sendo a luta entre luz e trevas. Ele tem o poder de metamorfosear-se no que ele quiser. Loki engendra Jormungand (a serpente de Midgard). ele pode ver até cem milhas de dia ou de noite. Sem Loki. ele é sempre imprevisível. filhas de Aegir . Heimdall tem os sentidos altamente apurados: segundo consta. Mas nada pode escapar ao olhar vigilante de Odin que o vê e envia um grupo de deuses para capturá-lo. O Embusteiro. LOKI Filho dos gigantes Faubarti e Laufey. ele não segue regras nem padrões. um elmo de ouro cujo timbre é um javali. Os deuses . Ele é um provocador de comflitos e um diplomata. a sua origem é um tanto obscura. Depois da morte de Balder. Há um relacionamento muito estranho entre eles e os outros deuses.

Hod explica que não pode participar por não poder ver onde Balder está. No "Edda" está escrito que "tão bela e deslumbrante é a sua forma e semblante que parece que dele emanam raios de luz. é Loki contorcendo-se de dor. o veneno pinga no rosto de Loki. A morte de Balder é o grande presságio que anuncia a vinda do Ragnarok. que pouco depois morre de coração partido. Balder é chamado de Deus Radiante e Deus da Bondade. Os deuses transformam Vali num lobo que mata Narvi. Uma serpente é presa a uma estalagtite acima de Loki." Ele é também considerado um deus da Sabedoria. percorre todos os reinos da Natureza. Enquanto ela vai até lá e volta. . Quando a bacia se enche.. tanto que se diz que a sua opinião não pode ser alterada. ele avista o irmão cego de Balder. A uma ordem de Odin. Sigyn. BALDER Filho de Odin e Frigg. com o qual faz um dardo. duras como ferro e prendem Loki de um modo impossível para ele se soltar. sob as vistas de sua esposa Nanna. quando a terra treme. Vali e Narvi. Os deuses ficam mudos de espanto e olham Loki com ódio. árvores. testar a recém adquirida invulnerabilidade de Balder. Loki tem dois filhos com sua esposa Sigyn. mas nenhum se atreve a derramar o sangue de Loki dentro do santuário. As tripas ficam. Balder é o mais querido entre os deuses nórdicos. pois é sempre perfeita. o barco é incendiado na melhor tradição escandinava. pássaros. animais. casado com Nanna. Loki propõe ajudá-lo: dá-lhe o dardo e mostra a direcção na qual lançá-lo. O cavalo de Balder é morto e colocado também no barco para ser consumido com seu dono. ela é forçada a levá-la para esvaziá-la numa fenda de rocha. Depois que tudo e todos juram. reunidos em Gladsheim. causando dores atrozes. recebendo os pingos do veneno. O dardo trespassa Balder que cai morto. que ela achou ainda muito jovem para pedir-lhe que jurasse.. usam as tripas de Narvi para amarrar Loki a uma pedra dentro de uma caverna. Loki vai embora e recolhe um ramo do visco. os deuses. Os deuses. outro lança-lhe uma flecha. Dizem que. O corpo de Balder é colocado em uma pira erguida dentro de seu grande barco Ringhorn. que tudo observa. ela encontrou um pequeno feixe de visco a oeste de Valhalla. pedir a todas as coisas e a todos os seres que lhe jurem jamais causar mal a seu filho Balder. Um dia. permanece na caverna segurando uma bacia sobre a cabeça do marido. de brincadeira. de repente. então. outro ataca-o com uma espada que se desvia. Ela começa pelo fogo e pela água e passa pelos metais. Loki libertar-se-á para a batalha final contra os deuses. Voltando as brincadeiras dos deuses. que para no ar e assim por diante. Loki foge. Hod e pergunta-lhe porque ele não está a lançar coisas em Balder. então. Seu palácio em Asgard chama-se Breidablik (Grande Esplendor). Balder começa a ter sonhos pressagiando que a sua vida está em perigo. Com o advento do Ragnarok. Frigg resolve. Loki vai ter com Frigg e fica a saber que nem tudo fez o juramento a ela. Um atira-lhe pedras que não o ferem. Loki. de modo que seu veneno fique pingando no rosto do odiado deus. Frigg. Segundo.apanham-no com uma rede. Metamorforseandose em uma velha senhora. pelas pedras. O corpo de Nanna é colocado junto ao de Balder. então. a esposa de Loki. resolvem. fica irritado com esse privilégio de Balder.

A saga mais famosa de Tyr é a que narra como ele veio a perder uma mão.Dia de Tyr. Tempos depois. Fenrir começa a crescer descomunalmente e... A saga é assim: uma das crias de Loki. Os deuses novamente procuram Fenrir e persuadem-no a acompanhá-los até a Ilha de Lyngvi. enche o peito e a corrente parte-se. O mensageiro Skirnir é enviado a Svartalfheim. Sabedor do facto. vários oráculos predizem que o grande lobo irá. Diz-se que ela era tão adorada pelos nórdicos quanto o próprio Odin. os anões concordam em fazer algo para prender o lobo. Como os deuses insistem. Fenrir. é a primeira entre as deusas. então. confecciona com ele um dardo e faz com que Hod. Fenrir parece perigoso. Lá. Infelizmente. Fenrir. Skirnir responde: "De seis coisas. eles mostram a Fenrir a nova corrente Gleipnir. vive solto em Asgard. mas como ele é do tamanho de qualquer outro lobo. ." Os deuses estão incrédulos. Ela começa pelo fogo e pela água. Os deuses estão assustados. depois de um grande esforço de Fenrir. o terrível lobo Fenrir. pergunta de que é feita. Todos juram não causar dano a Balder. Dromi se parte. segundo umas fontes. Fenrir examina a corrente e permite ser amarrado com ela. que Fenrir deve ficar acorrentado. segundo outras. Os deuses prometem soltá-lo se ele não conseguir se livrar. do hálito de um peixe e do cuspe de um pássaro. este feito será conhecido nos nove mundos. Frigg deixa de pedir a um pequeno feixe de visco que cresce a oeste de Valhalla. Fenrir é agora desafiado: "Se partires esta corrente. Do nome de Frigg vem o nome do dia da semana em inglês Friday (Sexta-feira) . Desta vez é bem mais difícil mas. Loki apossa-se de um ramo do visco. para os povos germânicos. e filho do gigante Hymir. Tyr é o Deus da Batalha. passa pelos metais.) Todavia. Frigg é a mãe de Balder. Odin permite que ele continue por lá (ao contrário dos seus irmãos Jormungand e Hel. mas Odin lembra-se de que ninguém é melhor ferreiro do que os anões. então.FRIGG Esposa de Odin. Os deuses chamam-na Dromi. Quando Odin. Skirnir retorna com uma estranha corrente: uma fita macia e maleável como seda e que é chamada Gleipnir." Fenrir olha a corrente com cuidado e resolve deixar-se ser atado novamente. curioso. mas Skirnir lembra-os de que os anões são possuidores de estranhos conhecimentos. Fenrir diz que não haveria glória alguma em libertar-se daquela fitinha. o irmão cego de Balder o atire na sua direcção.) Filho de Odin. esta ainda mais forte e exageradamente pesada. pássaros. pelas pedras. Quando este tem sonhos premonitórios sobre a própria morte. um dia. devorar o próprio Odin. Do som que um gato faz quando caminha. TYR (Tiwar. Do nome Tyr vem o nome do dia da semana em inglês Tuesday (Terça-feira) . para piorar as coisas.Dia de Frigg. O dardo trespassa Balder que cai morto. Os deuses decidem. chamada Laeding e perguntam a Fenrir se ele é suficientemente forte para se livrar dela. situada no meio do Lago Amsvartnir. Os deuses enrolam-no todo com a corrente e afastam-se. Frigg percorre todos os reinos da Natureza. da barba de uma mulher. dos tendões de um urso. árvores. Com a promessa de ouro e riquezas. das raizes de uma montanha. o lobo começa a suspeitar de que Gleipnir pode ter sido feita com o uso de mágica e fica receoso. Eles confeccionam uma poderosa corrente. Uma segunda corrente é feita. pedindo a tudo e a todos que jurem jamais causar dano a Balder. animais.

todos. Fenrir começa. VALQUÍRIAS Algumas fontes dizem que elas são filhas de Odin. Furioso. quando combaterão ao lado de Odin. Assim. propõe que enquanto os deuses o amarram.então. HERMOD Filho de Odin. Ortlinde. AEGIR Deus do Mar. Lá. Brünnhilde é a principal delas e a favorita de Odin. Hermod viaja ao mundo dos mortos para tentar trazer de volta o seu irmão Balder morto por uma maquinação de Loki. Fenrir está preso e livrar-se-á somente com a chegada do Ragnarok. as árvores. as pessoas. Deus da poesia e da eloquência. Siegrune. mais ele se enreda nela e mais forte ela fica. O único que tem coragem para tanto é Tyr. Assim. Fenrir decepa a mão de Tyr. IDUN . quanto mais ele luta. agora. Em "Die Walküre. São nove as Valquírias: Gerhilde. as pedras. que cavalgam pelos céus sobre os campos de batalha recolhendo os guerreiros que morrem heroicamente e levando-os para Valhalla. BRAGI Filho de Odin. a lutar contra a fita Gleipnir mas. eles aguardarão a chegada do Ragnarok. HOD Filho de Odin. manipulado por Loki. os animais. a missão de Hermod fracassa e Balder permanece em Niflheim. Todos o choram. causa a morte de seu irmão Balder. excepto uma giganta feiticeira chamada Thokk (que é o próprio Loki disfarçado). Schwertleite e Brünnhilde. que põe sua mão direita entre as mandíbulas do monstruoso lobo. Rossweisse. Grimgerde. maravilha!. Hel diz a Hermod que permitirá a saída de Balder somente se todos chorarem a morte deste. As Valquírias são representadas como guerreiras usando capacetes e portando lanças. Casado com Ran. Casado com Idun. Helmwige." a segunda ópera da esplêndida tetralogia de Richard Wagner "Der Ring des Nibelungen. Odin vai formando um exército composto apenas de heróis destemidos." as Valquírias são mostradas e Brünnhilde tem papel preponderante nesta e nas duas óperas seguintes que formam o ciclo. Waltraute. um deles deverá deixar a mão dentro de sua boca como prova da sinceridade deles. Deus cego que.

Idun é muito amada entre os deuses por ser a guardiã das maçãs da juventude. Quando Loki é castigado e preso numa caverna com o veneno de uma serpente pingando sobre seu rosto.Uma deusa de rara beleza. MAGNI Filho de Thor com a giganta Jarnsaxa. A fonte fica conhecida como Fonte de Mimir de cujas águas Odin bebe para adquirir sabedoria. casado com Skadi. SIGYN Esposa de Loki. Elas mantém guarda junto ao Poço de Urd. o futuro. e Skuld. depois. MIMIR Deus sábio enviado pelos Aesir aos Vanir para estabelecer uma trégua entre eles e que é morto pelos Vanir. SIF Esposa de Thor. NORNAS Três deusas do Destino. Njord é o pai dos também deuses da fertilidade Freyr e Freyja. o martelo de Thor. Odin preserva a sua cabeça e coloca-a junto à fonte na base da raiz de Yggdrasill que mergulha em Jotunheim. Diz-se que ele e seu irmão Modi herdarão o Mjollnir. que são. Como pagamento. SJOFN . Verdandi. NJORD Seu palácio em Asgard chama-se Noatun. Loki malevolamente corta os cabelos de Sif. na base da primeira raiz de Yggdrasill. Njord está associado ao mar e. As Nornas regam a raiz de Yggdrasill com água da fonte para preservá-la. Um dia. o presente. no renascimento do mundo após o Ragnarok. Sigyn permanece com o marido. a que mergulha em Asgard. Tanto os mortais quanto os deuses estão submetidos ao poder das Nornas. Urd conhece o passado. por isto. Deus da fertilidade. casada com Bragi (Deus da Poesia). era adorado pelos navegadores. tentando minimizar o sofrimento dele. substituídos por cabelos de ouro confeccionados pelos anões. ele dá um dos seus próprios olhos.

Mais tarde.Deusa inspiradora das paixões humanas. A sustentação do planeta Terra sempre foi um fator de imensa curiosidade aos olhos primitivos. assumindo proporções descomunais e propriedades fabulosas. VILI Filho de Bor. e teria surgido do corpo do gigante Ymir. irmão de Odin e Vili. podendo desta maneira permanecer sempre banhada por uma luminosa nuvem que orvalhava hidromel (bebida dos deuses). Sua origem estaria ligada ao mito da criação anteriormente citado. Conta-nos a lenda que essa árvore denominada Yggdrasil seria do tipo Teixo. SKADI Filha do gigante Thiazi. do seu corpo. criaram os nove mundos. e uma mulher. Coube a Ve dar a eles os sentidos. Vili tomou parte na criação do mundo junto com Odin e Ve. Em torno do tronco. eles criaram o primeiro homem e a primeira mulher. No final do Ragnarok. que repovoarão a Terra. de dentro dela. que alimentava com seus . com muitos palácios. fica "Asgard". também conhecida como Árvore do Mundo ou Árvore do Conhecimento. eles mataram o gigante de gelo Ymir e. Sua imensa copa chegaria aos céus. Ve tomou parte na criação do mundo junto com Odin e Vili. cada cultura. eles criaram o primeiro homem e a primeira mulher. Nas raízes ficam os mundos subterrâneos. do seu corpo. e por conseguinte cada mitologia. Yggdrasill abrir-se-á e. Lifthrasir. Nos ramos mais altos. surgirão um homen. Yggdrasill é um elo de ligação entre os mundos. procurou sempre abordar este tema da maneira que lhe parecesse mais convincente e lhe fosse mais conveniente. mundo material dos homens. onde os guerreiros são recebidos. o eixo do mundo. irmão de Odin e Ve. Lif. VE Filho de Bor. Coube a Vili dar a eles inteligência e sentimentos. Mais tarde. e que tinha por função revitalizar automaticamente a imensa árvore. que roçam o Sol e Lua. com o propósito de manter coesa a massa terrestre. habitados por povos hostis. criaram os nove mundos. fica "Midgard". e com o Salão do Mortos. casada com o deus Njord. YGGDRASIL (A Árvore do Mundo) "Yggdrasill" é uma árvore freixo. domínio dos Deuses. Juntos. A visão comum a esses povos bárbaros era a de um universo ao longo da sombra de uma gigantesca árvore que mantinha suas descomunais raízes entranhadas na terra. Para a mitologia nórdica não se fez uma excepção. eles mataram o gigante de gelo Ymir e. Juntos. "Valhalla". Consta que Vili era um grande arqueiro. Assim.

Nos galhos habitavam quatro cervos. e que para tal portava entre os olhos um gavião. que tinha a responsabilidade de guardar os horizontes e denunciar aos deuses a aproximação de seus eternos inimigos. e que era destinado a servir de alimento aos guerreiros espirituais que formavam o Exercito de Odin. as deusas do destino. ao perceberem-se tremores de terra. e finalmente atingir a fonte de Mimir tida como fonte da sabedoria e inteligência. A segunda. o que lhe permitia produzir um leite que assemelhase ao hidromel. Encontramos na Edda (duas colecções muito antigas de tradições que abrangem a mitologia escandinava) uma referência a um buraco oco no centro da árvore Yggdrasil. A rivalidade entre ambas era alimentada pelo esquilo Ratatosker. presente e futuro. habitava uma águia que passava o tempo a investigar o mundo. Essa águia vivia em eterna discórdia com a serpente-dragão Nidhogge. subindo e descendo incessantemente os galhos do teixo. que pertencia à raça dos gigantes. Ao que tudo indica. e passavam o tempo a correr sobre os ramos da Yggdrasil. Verdandi e Skuld. era tão grande sua sabedoria que Odin não hesitou em trocar um de seus olhos por um pouco da água da Fonte Mimir que lhe revelou o significado dos símbolos rúnicos. o seu guardião era tio e conselheiro particular do Todo-Poderoso Odin. onde passaram a viver os gigantes após serem expulsos do Asgard por Odim e sua família). respectivamente. os gigantes. e devorar-lhes brotos. de onde a água se escoava em fabulosas cachoeiras para formar os grandes rios do mundo. O mito nos relata ainda que sua cabeça era um oráculo poderosíssimo . Ao pé da árvore habitava a cabra Heidum que se alimentava das verdejantes folhas baixas do teixo mágico. folhas e mesmo casca. Encontramos a referência de que os galhos mais altos serviam de moradia ao Galo de Ouro. nutria a desarmonia reinante entre ambas. Por outro lado. e diz respeito a troncos de árvores totémicos erguidos em localidades elevadas. Segundo a lenda. dedicados à veneração popular e altamente respeitados pelas tribos nórdicas. folhas e mesmo raízes animais que habitavam as circunvizinhanças. que passavam os dias a fiar em suas rocas o destino dos homens. A terceira raiz que devemos destacar é aquela que se acreditava atingir o Niflheim (Terra dos Mortos). Estas raízes seriam de proporções fantásticas e número ilimitado. Terra do Gelo. que também se chamava Mimir. estes eram . A primeira por atingir simbolicamente o Asgard (morada dos deuses).sendo famoso por sua inteligência e prudência. palavra que significa "Coluna Gigante".brotos. e era constantemente nutrida pela fonte Hvergelmir. sendo que três seriam dignas de destaque. Mimir era um ser menos poderoso. após ser infinitamente banhada pela Fonte das Nornes. que representavam os quatro ventos. E embora algumas obras o coloquem como deus da sabedoria. que. Deve-se ressaltar que. e detinha talentos mágicos de génio . servia constantemente de alimento à serpente-dragão Nidhogge (Escuridão): ser de proporções descomunais que tinha por função corroer constantemente a Árvore do Mundo. Encontrava-se ainda fincado próximo a árvore o Irminsul.consultado até mesmo pelo próprio Odin em momentos críticos. palavra que significa "Aquele que pensa". por penetrar no Jotunheim. sendo uma das explicações para a perenidade dos deuses. responsáveis pelo passado. Logo abaixo mas ainda no topo. Acreditavam os nórdicos ser essa fonte detentora de potencial rejuvenescedor. onde havia uma sala na qual habitavam três virgens sábias. Essas deidades eram as Nornes Urd.

imediatamente vinculados, pelos antigos nórdicos, à imagem de que estando o gigante Ymir cansado de ficar estendido sobre o peso do enorme teixo, tentava libertar-se mais uma vez em vão. Finalmente, devemos citar uma referência bibliográfica a uma antiga árvore muito alta, de folhagem sempre verdejante e espécie desconhecida, erguia que se próximo a um templo em Upsaíla (Suécia), junto à qual havia uma fonte onde populares costumavam devotar oferendas. Sabemos também que era costume vigente entre as tribos nórdicas, até o século XIII, que seus chefes fizessem assembleias ao pé de uma árvore; o que pode estar directamente relacionado a imagem mitológica de que os deuses se reuniam à sombra da Yggdrasil, para dispensar justiça aos humanos.

O INICIO DOS TEMPOS

O gelo de Niflheim, ao norte e o fogo de Muspelheim, ao sul encontram-se ao centro, no grande abismo chamado Ginnungagap. Desta fusão, nasce a vida na forma de dois seres: o gigante de gelo Ymir e a vaca Audumla. Com o seu leite, Audumla alimenta o gigante Ymir, enquanto ela própria nutre-se lambendo o gelo, do qual retira água e sal. Aos poucos, no lugar onde ela lambe, vai surgindo um homem, um deus: seu nome é Buri. Buri engendra Bor que, por sua vez, engendra três deuses: Odin, Vili e Ve . Esta trindade mata, então, o gigante Ymir e do seu corpo, eles criam nove mundos. Na concepção nórdica, o universo é uma estrutura em três níveis. No primeiro nível situa-se Asgard, o reino dos deuses guerreiros Aesir. Em Asgard, cada deus tem o seu próprio palácio. Lá encontra-se também Valhalla, o grande palácio dos guerreiros mortos em combate que para lá são levados pelas Valquírias, comandadas por Brünnhilde. Esses guerreiros são chamados Einherjar e são escolhidos por Odin entre os mais bravos para formar o seu exército na grande batalha que terá lugar com o advento do Ragnarok, o Crepúsculo dos Deuses, o final dos tempos. Enquanto esperam por tal evento, os Einherjar passam os dias em justas entre si e, à noite, eles se recompõem e banqueteiam-se em Valhalla, presididos pelo próprio Odin. Neste primeiro nível, estão também situados Vanaheim, o reino dos deuses da fertilidade, chamados Vanir, e Alfheim, a terra dos Elfos Luminosos. No segundo nível fica Midgard, o Mundo do Meio, onde os homens habitam. Neste nível fica também Jotunheim, a terra dos gigantes, cuja cidadela é Utgard. Ao

norte e ao sul de Midgard ficam respectivamente Nidavellir, terra dos anões e Svartalfheim, onde habitam os Elfos Escuros. No terceiro nível fica Niflheim, o mundo dos mortos, cuja cidadela é Hel. Para Valhalla só vão os heróis mortos em batalha. Qualquer outra pessoa quando morre vai para Niflheim. Os maus vão direto para Hel, guardada por uma monstruosa entidade feminina, metade branca, metade negra, que também se chama Hel. Midgard é circundada por um oceano. Neste oceano fica a gigantesca serpente Jormungand que circunda toda Midgard e forma um círculo mordendo a própria cauda. Ligando Midgard e Asgard encontramos Bifröst, a Ponde do Arco-iris, que é permanentemente guardada pelo deus Heimdall. Servindo de eixo entre os três níveis, Asgard, Midgard e Niflheim, está uma grande árvore (um freixo) chamada Yggdrasill. Yggdrasill tem três raizes: uma mergulha em Asgard - junto a esta raiz fica o Poço de Urd, guardado pelas três Nornas, que são as deusas do Destino; a segunda raiz mergulha em Jotunheim - junto a esta raiz fica a Fonte de Mimir, cujas águas proporcionam sabedoria a quem delas bebe; a terceira raiz mergulha em Niflheim - junto a esta raiz fica a Fonte de Hvergelmir que dá origem a onze rios. Yggdrasill é habitada por vários animais. Em sua copa vive uma águia que tem um falcão pousado entre os seus olhos. Sob seus galhos, cabritos e veados comem dos seus brotos. A raiz que mergulha em Niflheim é roída pelo dragão Nidhogg. Ao longo desta raiz, o esquilo Ratatosk corre para cima e para baixo, levando insultos do dragão Nidhogg para a águia que vive no topo. A razão dos insultos é porque quando o dragão que vive a roer a raiz começa a prejudicar Yggdrasil, a águia voa até ele e ataca-o ferozmente; enquanto Nidhogg fica a lamber as feridas para sarálas, Yggdrasill se recupera e o ciclo recomeça.

A CRIAÇÃO

Um dia, estavam Odin, Vili e Ve caminhando pela Terra quando se depararam com duas árvores arrancadas pela raiz. Uma era um freixo e a outra um olmo. Os deuses colocaram-nas de pé e, com elas, criaram um homem e uma mulher. Então Odin soprou-lhes o espírito da vida, Vili deu-lhes inteligência e sentimento e Ve deu-lhes os sentidos. Chamaram ao homem Ask e à mulher Embla e a eles foi dado o Mundo do Meio, Midgard, para habitar. Todas as raças humanas são descendentes deste primeiro casal.

O FINAL DOS TEMPOS

O final dos tempos também está previsto pelos nórdicos. É chamado Ragnarok ou o Crepúsculo dos Deuses (em alemão, Götterdämmerung, que é o título do quarto ciclo da tetralogia operística de Richard Wagner "Der Ring des Nibelungen"). O Ragnarok não virá sem sinais. Midgard passará por três Invernos rigorosos que se seguirão sem nenhum Verão entre eles. Esse tempo será marcado por guerras devastadoras e por total perda de valores e desrespeito a tabus. Então, o "inverno dos invernos", Fimbulvetr, estabelecer-se-á. Isto será o começo do fim. Os lobos Skoll e Hati, que vivem em eterna perseguição ao sol e à lua, finalmente irão devorá-los. Os gigantes levantar-se-ão. A serpente Jormungand começará a contorcer-se, causando maremotos e ela então virá para a terra. Como na Bíblia, a batalha final entre o bem e o mal dar-se-á numa grande planície - esta planície, para os nórdicos, é Vigrid. Heimdall soprará a sua grande trompa Gjall, convocando os deuses para a luta. Os exércitos do Mal, liderados por Loki e os exércitos do Bem, liderados por Odin, encontrar-se-ão em Vigrid para a batalha final. Forças opostas irão-se anular. O cão Garm voará na garganta do deus Tyr e eles se matarão entre si. Os opostos Loki e Heimdall enfrentar-se-ão e matar-se-ão. O grande lobo Fenrir livrar-se-á das correntes e causará enorme destruição antes de devorar o próprio Odin, que será vingado por seu filho Vidar. Thor enfrentará e matará a serpente de Midgard, mas morrerá intoxicado pelo sangue venenoso da criatura. Surt, o gigante de fogo, transformará Asgard, Midgard e Niflheim num inferno que irá consumir deuses, gigantes, anões, elfos e homens. A terra se afundará no oceano. Isto será o fim de um ciclo e o começo de outro: Yggdrasill abrir-se-á e de dentro dela surgirão um homem, Lif e uma mulher, Lifthrasir, que repovoarão a Terra.

HISTÓRIAS DA MITOLOGIA NÓRDICA

A GUERRA ENTRE OS AESIR E OS VANIR

Um dia, quando o mundo ainda era jovem, bem antes de se formar o solo de Midgard, uma bruxa chegou a Asgard. Seu nome era Gullveig, e ela tinha um ardente desejo por ouro. Não falava sobre nada que não fosse o quanto ela amava ouro, até que Odin e todos os Aesir se cansaram dela. Ao fim de uma refeição, decidiram que o mundo ficaria melhor sem a ambiciosa Gullveig. Então ela foi torturada e queimada pelos Aesir, mas não conseguiram mata-la. Foi queimada 3

Mas Odin podia ver e ouvir tudo o que se passava em baixo. a Deusa do amor. . a Cintilante. Honir era bem criado. Lançou encantos e fez com que a sabedoria de Mimir se tornasse a Sua Sabedoria. Logo ambas as famílias se encontraram no campo de batalha. seus filhos. Njord e Freyr assistiriam aos sacrifícios. e o sábio Mimir para viver em Vanaheim. tanto na paz como na guerra.vezes. e ficou claro que nenhum lado estaria apto a derrotar o outro. os Aesir enviaram Honir. Os Vanir mandaram um dos seus grandes líderes. Freyja. Então os Aesir começaram a polir os seus escudos. Também mandaram o mais sábio dos Vanir. Juraram vingança e se prepararam para a guerra. para viver em Asgard. e Mimir seria seu braço direito. Os Vanir diziam que era culpa dos Aesir. enquanto Freyja ensinaria a todos os Aesir tudo o que ela sabia sobre bruxaria e magia. A ela foi dado um outro nome. Quando os Vanir souberam como Gullveig foi recebida pelos Aesir. Este pegou na cabeça. chamaram-na Heid. apontado como excelente líder. o acompanharam. Freyr e Freyja. Honir foi apontado como líder. Kvasir. e vice-versa. E então começou a primeira guerra da história quando Odin lançou a sua lança aos Vanir. e como exemplo disso eles intercambiariam líderes. decapitaram Mimir. poliu-a com ervas de maneira que nunca apodreceria. para viver com os Aesir. Logo as duas partes decidiram que uma trégua seria melhor do que o caos em que se encontravam. Njord. e 3 vezes renasceu e saiu do fogo. podia ver passado e futuro. lançar feitiços. encantar varinhas de madeira. A guerra continuou por muitos anos. brincava e fazia travessuras nos campos. era uma mestra da magia. ficaram furiosos com tamanha falta de hospitalidade. O acordo final seria que os Aesir e os Vanir viveriam lado a lado. assim viu os Vanir afiando as suas lanças. Igualmente. em paz. Rapidamente os Vanir acharam que não haviam feito uma boa opção. Eles foram aceites e bem recebidos pelo Vanir. Os deuses reuniram-se e discutiram sobre de quem seria a culpa da guerra. A LENDA DE BROSINGAMENE Todos os dias. e enviaram a sua cabeça de volta para Odin. Ela era a Bruxa Suprema.

Atravessou os portais para a barcaça e apesar de reconhecida passou. A escuridão envolveu-a para ocultar suas lágrimas. toda luz e toda vida juntaram-se a ela em sua ruína. pois este era um poderoso ferreiro cuja força era conhecida além de Dreun. Silencioso como a noite. Loki apareceu diante dele. Freyja acordou e percebeu imediatamente a sua perda. mesmo sendo visto em toda parte. E saiu a passos largos da sua ferraria. Então ele viu onde o mexeriqueiro Loki depositou a tiara prateada: sobre a rocha diante da sua porta. com os seus leves dedos. Mesmo assim não conseguia enganar o ferreiro. poderia descer a Dreun e dali retornar? Devido a isto. Grande foi o regozijo de Freyja quando Hearhden colocou o Brosingamene novamente em seu pescoço. O infame Loki não deixou nenhuma pista a ser seguida. Pois quem dentre eles. Cansando da luta. lamentavam a perda da sua luz. onde teria ele a escondido? Desesperada. o poderoso ferreiro dos deuses. a tiara dela. Todos aqueles com os quais a Deusa conversava diziam-lhe com firmeza: "Loki não portava jóia alguma quando passou por aqui". . Loki. Freyja o procurou por uma era. Então. ainda fraca pelo desgosto. Mudou de forma. dardejou daqui para ali. Grandes foram os agradecimentos que Freyja a todos os homens e deuses que ajudaram no retorno de Brosingamene. Apesar de Loki se mover com a velocidade dos ventos. mesmo sem que ela percebesse. Loki usou de todos os seus truques e trapaças para pôr novamente suas mãos sobre a tiara. sua face estava selvagemente raivosa. Loki não atacaria Hearhden. mesmo sabendo que eles não o encontrariam. a própria deusa do amor encheu-se de coragem e desceu a Dreun em busca do Brosingamene. Em seguida. porém ele já havia pego a barcaça para a Dreun.. excepto os deuses e o travesso Loki. o travesso. Grandes foram os choros de prazer oriundos de Dreun. Para todos os cantos foram enviados espiões em busca de Loki.Um dia ela deitou-se para descansar e enquanto ela dormia. removeu a tiara prateada de sua branca nuca. Agora tudo estava claro! E quando Hearhden tomou posse do Brosingamene. o mexeriqueiro dos deuses. não conseguia descansar devido o lamento das almas pelo pesar de Freyja. a fim de achar a causa do lamento. A multidão de almas que ali se encontravam clamaram prazeirosamente ao vê-la e. foi espiar o brilho do Brosingamene. o astuto. Loki moveu-se em direcção à Deusa que dormia e. Hearhden tomou a sua poderosa clava e então afugentou Loki. Grande foi sua angústia. Freyja entrou em desespero. Apesar disto. Hearhden. tornou-se invisível e então visível. ela o viu ao longe e correu atrás.

trazendo mais uma vez a sua volta à escuridão para esconder suas lágrimas. quando Loki toma o Brosingamene e Freyja fica desesperada. pedras e o golpeavam. É por isso. se sentiu atingido. Freyja. a escuridão é substituída pela Luz e o mundo torna-se quente mais uma vez. dizendo à Deusa que ela não poderia deixar Dreun sem pagar um tributo. cai novamente em desespero. Transformou-se numa mulher. dizendo que permitiria que ele o portasse por 6 meses. Hulda então disse que ela deveria dividir o Brosingamene com Loki: cada um passaria metade do ano com a jóia e somente assim Freyja poderia sair de Dreun. acompanhada por Loki. neste período. quando Freyja recebe novamente sua jóia. ao ver a esta mulher. perguntou se ela sabia se os Aesir estavam em assembleia. saía ileso. que na metade da roda do ano. e então dirigiu-se a Fensalir. e juntos decidiram requerer imunidade de Balder para todo o tipo de perigo.Até que Hulda. Porem quando Loki viu isto. o Brosingamene passou a ficar com Loki por metade do ano e. A mulher respondeu . já que a Balder nada lhe acontecia. Freyja chorou e tentou de todas as formas não dividir a sua jóia com Loki. não havendo limites para seu regozijo. de que nada iria atingir Balder. toda vida e todas as criaturas juntam-se a ela em seu terrível destino. e Frigg recebeu o solene juramento de todas as coisas. A MORTE DE BALDR Balder (Baldr/Baldur) tinha grande pesadelos indicando que a sua vida corria perigo e quando ele comentou isto com os Aesir eles se reuniram em conselho. Quando isso foi confirmado. Freyja mais uma vez caiu em desespero e disse a Hulda que nada possuía. a escuridão desce e o mundo torna-se frio e gélido. então. e uma vez mais toda luz. Freyja soluçou e chorou. Porem Loki disse que a deusa portava o Brosingamene em torno de seu pescoço. dizendo que jamais desistiria da sua jóia. em cada ocasião. E na outra metade. morada de Frigg. Balder. angustiada. deusa dos reinos subterrâneos. A Deusa. porém após algum tempo acabou concordando. A partir de então. que ali se reuniam atiravam-lhe objectos. apareceu diante de Freyja. criou-se um entretenimento colocaram Balder centro de cada reunião e os Aesir.

Depois os Aesir. filho de Odin. tomou Sleipnir. mulher de Balder. Hermod. sussurrando misteriosas palavras nos ouvidos de Balder. ira a Hel para tratar da devolução de Balder. durante nove dias e noites. Também compareceram os Gigantes Helados e os Gigantes das Montanhas. Os Deuses colocaram Nanna junto a Balder. Esta foi arremessada directamente para ele e atingiu o seu coração. perguntou a mulher: "Pegastes juramento de todas as coisas para estas não machucassem Balder?".que todos atacavam Baldr e que este sempre saia ileso. Loki aproximou-se e perguntou: "Por que não esta disparando objectos contra Balder?". Então. devem proclamar sua dor e pena. Contudo disse-lhe Loki: "Se queres seguir os exemplos dos outros eu mostro-te onde esta Balder e arranjo-lhe uma lança". Encontrando lá o Deuses Hodur (Hoder/Hod). para que ela o acompanhasse ate mesmo na morte. Porem Loki procurou o muérdago o arrancou e dirigiu-se a Assembleia. Acto seguido. Disse-lhe Hel: "Para provar que Balder é um ser amado. acertou com o seu martelo Mjolnir para consagrar a pira. reuniram-se em torno de Frigg. mãe de Balder. profundamente tristes. Freya e os gatos. para iniciar o funeral do Deus morto. e empreendeu-se nesta travessia. que estava parado na borda do circulo de concorrentes. Thor. como símbolo do sonho eterno. Se chama muérdago. Quando chegou a fez de Nanna. todas cada uma das criaturas e objectos. Heimdall e o corcel Gulltopp. No funeral estavam Odin. as Valkyrias. Pois todos haviam jurados não o fazer ". achei-o demasiadamente jovem para exigir que prestasse juramento". o maior barco de todos. empurra o barco com um impulso tão forte que os troncos que estavam encostados cederam sobre a pira funerária. O barco foi elegantemente decorado com coroas de flores. seus corvos Hugin e Munin. Então o Gigante Hyrrokin. entre todos os Aesir. Frigg Falou: "Quem. rodearam os defuntos Deuses com espinhos. Frigg contestou: "Excepto um broto que cresce ao oeste de Vahalla. o deus cego. armas e objectos de cada um dos Deuses. Então Frigg disse: "Armas e madeiras não o matam. um a um passaram a dar um ultimo adeus a Balder. dada a grande dor e luto entre os reinantes de Aesir. Hodur pegou a lança com muérdago e com a ajuda de Loki colocou-a em direcção a Balder. para chegar onde estava Hel. Então a mulher desapareceu. Frigg. oferecendo-lhe alguma recompensa para que esta o devolva a Asgard?". o corcel de oito patas de seu pai. o único com força suficiente para empurrar o barco. Hermod o valente. Frey conduzindo seu carro puxado pelo javali Gullinbursti. Balder caiu morto. Disse então a Hel que desse a Balder a possibilidade de retornar a Asgard junto com ele. uma dor muito forte partiu o seu coração e ela caiu morta ao lado de seus esposo. Os Deuses. Hodur contestou: " Porque não posso ver onde Balder está e alem do mais não tenho armas". Só . vivos ou mortos. Quando Odin se aproximou para dar o ultimo adeus deixou como oferenda o seu precioso anel Draupnir. muitos Deuses colocaram o corpo de Balder num barco chamado Hringhorni (Ringhorn). cavalgou os vales obscuros e profundos.

enfurecido. Loki e os outros chegaram em casa salvos. Thiazi. Abalado. Loki ficou aterrorizado e implorou para ser solto. depressa demais para o gosto de Loki. Os deuses. A águia revelou ser a responsável pela dificuldade na preparação. descobrindo que Idunn fora embora.Odin. Este. batendo as asas com tanta violência que provocaram tempestades. sob a condição de que ele prometesse atrair Idunn para fora da fortaleza dos deuses. para comunicar a noticia a Frigg. Foi o que ela fez. não correspondeu às suas expectativas e não mostrou pena alguma. A tarefa de devolver Balder a Asgard havia fracassado.. O MITO DE THIAZI Três Aesir . mas toda vez que o experimentavam. Loki e Hoenir . atirou-se sobre ela. Acima deles estava um carvalho com uma águia pousada num galho. Loki foi fiel à promessa feita. sendo perseguido pela águia e compreenderam a situação.. quando o falcão voou a salvo sobre . até alguém se lembrar de tê-la visto pela última vez com Loki. Porém se uma só criatura ou objecto não o fizer Balder permanecera aqui comigo". o gigante havia saído para pescar e deixara Idunn sozinha. Por sorte. apanhou um bastão e bateu nela. vivas e mortas porém uma Giganta de nome Thok. Hermod regressou esperançado a Asgard. Reunirão uma pilha de gravetos do lado de dentro de suas muralhas e. que fugiu voando com Loki pendurado atrás. Os Aesir viram o falcão lutando contra a tormenta. batendo. Ao tomar conhecimento a Deusa tratou de obter lágrimas de penas de todas as criaturas e coisa. Loki transformou-se num falcão e voou para Thrymheim. preso ao bastão. a carne jamais chegaria ao ponto se ela não ganhasse a sua parte. que agora revelara ser o gigante Thiazi. O bastão caiu em cima da águia. Ficaram intrigados com o que teria acontecido com Idunn. Os deuses aceitaram a proposta e convidaram a ave a se servir. assim. voltou à forma de águia e saiu em perseguição.faziam uma expedição. atraindo Idunn para o bosque. a carne ainda não estava pronta. um dia apanharam e mataram um boi para o jantar. Loki transformou-a em uma pequena noz. trazendo consigo as maçãs. Tentaram cozinhá-lo. começaram a envelhecer e enfraquecer. apanhou-a em garras e voou. Prenderam Loki e o ameaçaram com a morte se não encontrasse e trouxesse Idunn de volta. carregando-a para sua casa em Thrymheim. que era Loki disfarçado novamente. A águia concordou. A águia. sem as maçãs.assim Balder poderá voltar a Asgard..

sem ver nada do noivo. todos os seus três filhos tinham certas peculiaridades. E assim. com os gritos das aves. Apenas nove noites. REGINSMAL Havia um rico lavrador chamado Hreidmar. acreditando que pertencessem ao belo deus Baldr. vestiu a armadura e saiu em busca de vingança. Mas era o velho Njörd. Skadi queria viver onde seu pai vivera. declamou este verso : "Me aborreço nas colinas. Njörd queria viver perto do mar. Quando Njörd voltou para Noatum. selvagem e hábil na . O casamento entre os dois não durou muito tempo. escolheu aquele.mas ela teria de escolher pelos pés. Thiazi tinha uma filha muito masculina chamada Skadi.elas. Dois deles podiam mudar de forma. Os Aesir acharam melhor aplacá-la e ofereceram um do seu bando para casamento . os deuses fizeram um concurso de tornozelos. não fiquei muito por lá. acenderam o fogo. conhecedor de magia. Fafnir e Otr. Os Aesir mataram Thiazi. O terceiro era um duende. Quando soube que seu pai havia sido morto." Skadi por sua vez ao voltar de Noatum disse : "Não consegui dormir junto ao oceano. Assim entraram num acordo de que permaneceriam em turnos: nove dias em Thrymheim e os nove seguintes em Noatum [ residência de Njörd junto ao mar ]. vendo as montanhas. Skadi viu um par muito elegante de pés e. Toda a madrugada me acordavam as gaivotas vindas dos mares. Detestei o uivo dos lobos. nas colinas chamadas Thrymheim. A águia voava com muita violência e não conseguiu parar. Regin. Caiu no fogo e suas asas foram destruídas. Por outro lado." Por isso Skadi foi para as colinas e passou a viver Thrymheim enquanto Njörd ficou em Noatum. Como todos os anões era um excelente artesão. apanhou as suas armas. ferreiro ele era também um inteligente. se comparado ao canto dos cisnes.

magia. Loki pediu todo o ouro de Andvari como resgate. Por sorte ele conhecia um anão chamado Andvari. até cobri-la totalmente. Odin cobiçou o anel e o tomou para si. Loki tomou uma rede emprestada a Ran. Loki arrancou o anel de Andvari. Antigamente um destino triste fez-me andar pela água". em geral tinham muito ouro. o do meu pai. Os deuses acharam que fora um golpe de sorte até chegarem a casa de Hreidmar e pedirem para passar a noite ali. por causa de um acto imprudente. deusa do mar. Loki trouxe o saque. o anão lançou uma maldição sobre quem ficasse com o seu tesouro: "O ouro [ ou o 'anel' ] que um dia foi de Gust será a morte de dois irmãos. Da minha riqueza homem nenhum gozará".esta foi sua ruína. esta comia de olhos fechados. Gabaram-se do que haviam apanhado e mostraram a Hreidmar a pele da lontra. Quando os deuses saíram do castelo de Hreidmar. como os anões eram grandes artesãos. Voltando com segurança para seu lar numa rocha. Loki revelou a maldição do anão. Hoenir e Loki. será a queda de oito príncipes. Relutante. mas tentou ficar com um anel ( possivelmente um anel de braço. Hreidmar inspeccionava e achou um fiozinho do pelo da lontra descoberto. Certo dia. Loki atirou uma pedra. sem sem salvar-se do desastre? Resgata a tua vida do reino da morte e me trás o ouro brilhante". "Ouro agora para ti. embora desculpável. uma lontra devorando um salmão na margem do rio. Loki criou problemas. Como as lontras fazem. comendo os peixes que apanhava . O Reginsmál registrou a conversa entre os dois. Desta vez. não para o dedo). "Andvari é meu nome. e levou o arpão. Deste modo não pode ver quando os deuses se aproximaram. Este era um anão muito estranho: assumia a forma de um arpão e vivia na cachoeira fisgando peixes. grande resgate. O lavrador e seus filhos a reconheceram. Os Aesir concordaram em encher a pele de ouro e empilhar ouro em cima. por muitas correntes nadei. tomaram-na dos deuses e exigiram uma compensação. matou-a e assim obteve ao mesmo tempo uma pele de lontra e um salmão. Odin. nadando na corrente. Odin tirou o anel e cobriu o fio. pois tinha propriedades mágicas que poderiam ajudá-lo a recuperar sua fortuna. Estranhamente. foi entregue por . Odin. como sempre. Chegaram a uma cachoeira e notaram. O anão pagou. Os Aesir encheram a pele da lontra com o resto do tesouro e o cobriram com ouro. Loki foi enviado em busca do metal. bem perto. Loki perguntou : "Que peixe é esse. saíram em uma de suas expedições e. Otr costumava a transformar-se numa lontra e ia para um rio torrencial. os três deuses.

Para teu filho nenhuma fortuna. mas Hreidmar não saldou a dívida. Fazendo clara alusão à si como Guerreiros Corajosos e Nobilíssimos como o referido Deus. Tudo isto a partir da análise do referido Mito. o acto de dar a mão direita a outro é um sinal de confiança e de garantia de empreender algo (promessa). Todavia teve sua mão direita dilacerada. Tyr uma encarnação de Força e do Guerreiro Honroso. Este foi o único Deus que teve coragem de colocar suas mãos nuas na boca do lobo Fenrir. Com as influências gramático ortográficas da língua saxônica e o Tempo que passou por sua vez. Muitos Nórdicos antes de entrar no Estado de Berserker ou em Batalhas clamavam por Tyr em brados com punhos e espadas aos ares de forma selvática. Como. pois poderia utilizar sua mão sinistra enquanto mostrava a destra em um acto da mais vil covardia digna dos fracos e traiçoeiros. TYR . aquele que Sacrifica-se por seu Povo e um Destino melhor para estes. Alguns outros nomes para Tyr seriam: Tiw e Tiu. alguns clans também julgavam e analisavam o Mito a partir do momento da perda da mão direita por Tyr e pelas significâncias que isto poderia de ter. Tyr habitava os palacetes enormes e atemporais de Odin como um dos mais nobres e impávidos Deuses. até Regin maquinar sua morte. Quando os Normandos (que possuiam cerne genético Viking ) instalaram-se nas rochosas costas da Bretanha estes possuíam um calendário de Dias utilizando seu Panteão Norse.assim como também um sinal de que a pessoa está desarmada e por sua vez digna de confiança. Para os nórdicos o uso de armas na mão esquerda era um sinal de que a pessoa era por sua vez deveras traiçoeira. Fafnir e Regnir pediram sua parte do dinheiro como indemnização. assim permitindo que os demais deuses o acorrentassem. Um facto . o dia transmigrou-se para Tuesday. Estes interpretavam a História como sendo por sua vez.O DEUS DA GUERRA Tyr sempre foi considerado um dos Deuses mais corajosos. Isto será a morte para os dois" Foi o que aconteceu. Segundo alguns nórdicos. Fafnir matou o pai e escondeu o tesouro num lugar deserto. E um destes dias traduzido para o inglês chamava-se Tyr Day ou "Dia de Tyr". assumindo a forma de um dragão.minha vida. Muitos Clãs Vikings clamavam à si de "Tyr". Ficou ali mesmo.

e a caça selvagem começará. O lobo Fenrir correrá solto arrastando as suas mandíbulas sobre a terra e os céus. As céus estrelados cairão. As mães abandonarão os seus maridos e seduzirão seus próprios filhos Enquanto irmãos rasgarão os corações uns dos outros Os lobos Skoll e Hati Hrodvitnisson engolirão o sol e a lua e trazendo total escuridão ao mundo. Monstros se libertarão das correntes que os prendem. O CREPÚSCULO DOS DEUSES (RAGNAROK) O fim do mundo será precedido pela idade do machado e a idade da espada. Seguido pela idade do vento e a idade do lobo antes da destruição inevitável o Ragnarok. O Inverno irá durar três anos sucessivos sem a interferência do sol para trazer a sua clemência as pessoas. Pai e filho iniciarão uma batalha um contra o outro. Três outros invernos se farão presentes. Midgard estará em guerra durante este tempo. A serpente de Midgard se revoltará e fará com que as ondas que alaguem as . a terra tremerá.comprobatório de tal afirmação é quando pronunciamos ambas as formas designativas dos dias (Tyr Day e Tuesday) vemos que ambas possuem igual valor fonético. montanhas e árvores tombarão ao solo. Irmãos tomarão parte em actos incestuosos. As armas serão esgrimidas e também destruídas.

o guardião de Muspell. Ele será acompanhado por uma tripulação de gigantes. O chifre de Heimdall soará pelos nove mundos advertindo aos deuses do perigo à frente. Ele dará nove passos para trás e morrerá dos gazes venenosos que a serpente vomita em seguida. O deus Frey lutará contra o guardião de Muspell. (Ele usa uns sapatos especiais feitos de pedaços de couro que foi oferecido aos deuses). como também os habitantes de todos . Tyr. Vidar arrebatará a mandíbula superior do lobo e a romperá em partes. Ele será vítima do gigante Surt já que deu sua espada ao seu mensageiro. mas o Pai de todos será capturado pelas mandíbulas mortais da criatura e será engolido. o deus de guerra. enquanto Loki e Heimdall se travarão combate e morrerão um pelas mãos do outro. atacará o cão de caça de Hel. Vomitará seu veneno mortal no mundo ao redor dele. Todos os deuses do Aesir e Vanir morrerão. A árvore de Yggdrasil tremerá. Odin cairá contra o lobo Fenrir. Surt. Loki escapará de seus laços e velejará rumo ao norte em um navio que comporta os filhos de Hel. No norte o navio de Naglfar será libertado de suas correntes guiadas por Hymr. No sul. Odin partirá em seu cavalo Sleipnir para consultar a cabeça de Mimir para receber um conselho sobre a acção a ser tomada. cavalgará através de Bifrost até ele desfaserse sob ele. Garm. Os nove mundos debaixo da árvore de Yggdrasil se tornarão num inferno ardente. Thor lutará contra a serpente de Midgard e vencerá matando-a. Guerreiros em Valhalla serão enviados para o plano de Vigrid com Odin como seu líder. Vidar. Um homem e uma mulher buscarão abrigo debaixo de suas folhas tremulas enquanto a terra em baixo deles estremece com o som da guerra. Skirnir. bravamente vingará a morte de seu pai pisando na mandíbula de Fenrir.praias. Em seguida. O filho de Odin.

. Mitologia Grega. Um começo novo virá após a destruição do mundo. e isto é como o mundo começa. se unirão a eles e serão os herdeiros do martelo de seu pai. o bem e mal não deixarão de existir. enquanto Hoenir profetizará em que se irá transformar o novo mundo. O deus amado. Os filhos de Odin. pois. Baldr e o seu irmão Hod retornarão de Hel e se unirão aos restantes. Isto é como tudo terminou. serão chamados Lif e Lifthrasir. O homem e mulher que buscaram abrigo debaixo dos ramos de Yggdrasil.C. Porém. O céu entrará numa cova de chamas e a terra se afundará no mar.os reinos que estão em baixo da grande árvore de Cinzas. uma filha nasceu do sol antes que o lobo o engoli-se na manhã do Ragnarok. Vidar e Vali se encontrarão lá e os filhos de Thor. serão enviados aos céus para governar com os outros. Eles se nutrirão com gotas de orvalho e darão à luz a muitas crianças para repovoar a terra. cuja civilização formou-se por volta do ano 2000 a. já que haverá uma região em Hel chamado Nastrond. O dragão Nidhogg sobreviverá a destruição ígnea e continuará roendo os corpos dos mortos. A terra emergirá do mar e florescerá vigorosamente. Vili e Ve. Os novos deuses governantes reunir-se-ão e relembrarão as recordações passadas do Ragnarok. Os filhos de Bor. Mjollnir. a costa dos mortos. Gimle mais uma vez alojará os deuses em paz e generosidade.. Espalhados nas planícies serão achados tesouros que uma vez pertenceram ao Aesir e serão vistos com assombro. conjunto de crenças e práticas ritualísticas dos antigos gregos. É composta basicamente de um conjunto de histórias e lendas sobre uma grande . Da grande Cinza novos raios de luz virão dos céus. Os filhos e filhas dos Aesir e Vanir sobreviverão ao Ragnarok e se encontrarão em conselho na planície de Ida onde era Asgard.

do poeta Homero. sentimentos humanos. Ares. uma de suas companheiras. A ODISSEIA A Odisseia narra a viagem de retorno do herói grego Odisseu até sua ilha natal. os deuses aplicavam severos castigos aos mortais que revelassem conduta inaceitável.variedade de deuses. Na Ilíada de Homero aparece como filha de Zeus e Dione. A diferença em relação a outras religiões antigas. como o hinduísmo ou o judaísmo. Hefesto. A mitologia grega enfatizava o contraste entre as fraquezas dos seres humanos e as grandes e aterradoras forças da natureza. como uma instituição religiosa de governo. em uma região da Grécia chamada Tessália. AGAMENON Rei de Micenas e chefe das forças gregas na guerra de Tróia. ADÓNIS Formoso jovem amado pelas deusas Afrodite e Perséfone.C. os diversos perigos que enfrentou e sua vingança sangrenta contra os pretendentes de sua esposa Penélope. Hera. Práticas e crenças também variam amplamente. A mitologia grega desenvolveu-se plenamente por volta do ano 700 a. ambição extrema ou prosperidade excessiva. Os deuses gregos assemelham-se exteriormente aos seres humanos e apresentam. consiste em não incluir revelações ou ensinamentos espirituais. A mitologia grega possui várias características específicas. ainda. No Olimpo. Quando os gregos . Héstia. nem um código escrito. Ártemis. Porém. Deméter e Poséidon. como orgulho complacente. como um livro sagrado. Em geral. Era filho de Atreu e padeceu a maldição lançada sobre sua casa. Nessa data já existiam três colecções clássicas de mitos: a Teogonia. Os gregos acreditavam que os deuses tinham escolhido o monte Olimpo. Atena. Ítaca. AFRODITE Deusa do amor e da beleza. as relações entre os humanos e os deuses eram amigáveis. O povo grego reconhecia que suas vidas dependiam completamente da vontade dos deuses. eram Zeus. mas em lendas posteriores é descrita brotando da espuma do mar e seu nome pode ser traduzido como "nascida da espuma". como sua residência. os deuses formavam uma sociedade organizada no que diz respeito a autoridade e poder. Nascido da união incestuosa entre o rei Cíniras de Chipre e sua filha. movimentavam-se com total liberdade e formavam três grupos que controlavam o universo conhecido: o céu ou firmamento. Os doze deuses principais. do poeta Hesíodo. filho do rei Príamo. Apolo. conhecidos como Olímpicos. A ILÍADA A Ilíada situa-se no último ano da guerra de Tróia e narra a história do herói grego Aquiles e a derrota de Heitor. Hermes. e a Ilíada e a Odisseia. sem uma estrutura formal. equivalente a Vénus romana. Afrodite. o mar e a terra.

ALCESTE Filha de Pélias. ANFITRIÃO Príncipe de Tirinto. AJAX. o deus Zeus visitou Alcmena disfarçado de Anfitrião. Atena recorreu ao deus do mar Poséidon para vingar este sacrilégio. O único filho de Andrómaca com Heitor. rei de Iolco em Tessália. Os etíopes souberam. e da rainha Jocasta. AJAX. as nereidas. Depois da queda de Tróia. que matou o monstro e reivindicou a mão de Andrómeda como recompensa. Sua mãe Cassiopéia irritou o deus Poséidon por se vangloriar de ser mais bonita do que as ninfas do mar. e Íficles. A donzela foi acorrentada a uma rocha junto ao mar e resgatada pelo herói Perseu. através de um oráculo. filho de Zeus. Alcmena deu à luz a dois filhos gémeos: Hércules. Agamenon sacrificou sua filha Ifigénia à deusa Artémis. Como castigo. o guerreiro grego Aquiles. AMAZONAS Uma raça de mulheres guerreiras que excluíam os homens de sua sociedade. que seriam libertados do monstro se oferecessem Andrómeda em sacrifício. que lutou na guerra de Tróia. Matou seu esposo. e conduziu as forças desta ilha até Tróia. herói da guerra de Tróia. Antígona acompanhou . filho de Aquiles. foi atirado do alto das muralhas da cidade e ela foi entregue a Neoptólemo. filho de Anfitrião. violou o templo de Atena ao arrastar a profetisa Cassandra do altar da deusa. filha do rei Eléctrion de Micenas. Poséidon enviou um horrível monstro marinho para devastar a Terra. rei de Tebas.reuniram-se em Áulide para sua viagem a Tróia. Para acalmar os ventos. rei de Salamina. pouco antes dos gregos tomarem a cidade na guerra de Tróia. ANDRÓMACA Mulher de Heitor. ANFITRITE Deusa do mar. rei de Feras e amigo do deus Apolo. Durante sua ausência por causa de uma expedição militar. Astíanax. Casou-se com Alcmena. Era filho de Télamon. filha de Nereu e mulher de Poséidon. ANDRÓMEDA Princesa da Etiópia. Casou-se com Admeto. FILHO DE OILEU Chefe de Locris na Grécia Central. ANTÍGONA Filha de Édipo. viram-se obrigados a retroceder por causa dos ventos adversos. FILHO DE TÉLAMON Poderoso guerreiro que lutou na guerra de Tróia.

Ajudou Teseu a sair do labirinto. filha de Minos. que reuniu os 50 jovens mais nobres da Grécia para que o acompanhassem na viagem. rei dos mirmidones de Tessália.seu pai no exílio mas voltou a Tebas depois de sua morte. ARCÁDIA Região na parte central do Peloponeso. e de sua esposa Hera. ARGOS Um gigante de cem olhos (também chamado Panoptes) que foi designado pela deusa Hera. menos no calcanhar. filha de Hélio. depois que este matou o . Orfeu. sua mãe mergulhou-o no Estige para fazê-lo imortal. O primeiro a expressar as qualidades desta Arcádia imaginária foi o poeta romano Virgílio. Pólux e Peleu. ARGONAUTAS O grupo de heróis que zarparam na nave Argo para buscar o Velocino de Ouro. Enquanto o terreno real da Arcádia era áspero e montanhoso. e centro do seu culto. era a residência de Pã. para vigiar Io. que era por onde sua mãe o segurava. ensinou aos humanos a arte da medicina. Era filho da ninfa Tétis. Na mitologia grega. Os romanos o identificavam com Marte. Também ficou famoso como arqueiro e atleta veloz e foi o primeiro vencedor dos Jogos Olímpicos. ARIADNE Na mitologia grega. Agressivo e sanguinário. onde vivia uma comunidade intocada de pastores e deidades rústicas. Castor. Era um músico talentoso que deliciava os deuses tocando a lira. personificava a brutal natureza da guerra. Deus da agricultura e da pecuária. e de Peleu. As águas o tornaram invulnerável. APOLO Filho de Zeus e Leto. AQUILES Na mitologia grega. O chefe da expedição foi Jasão. mulher de Zeus. ARES Deus da guerra e filho de Zeus. Quando era criança. Grécia. também um deus da guerra. rei de Creta. da luz e da verdade. Na literatura posterior. e era impopular tanto entre os deuses quanto entre os seres humanos. e de Pasífae. converteu-se em pretexto de evocações poéticas da vida pastoril. ARACNE Uma jovem tão hábil na arte de tecer que se atreveu a desafiar a deusa Atena e esta transformou-a em aranha. o maior dos guerreiros gregos na guerra de Tróia. da qual tinha ciúmes. O grupo escolhido incluía Hércules. deus da natureza e padroeiro dos pastores. rei dos deuses. a paisagem idealizada era amena e fértil.

a grande coluna que os separava. também conhecida como Palas Atenéia. Era filha do deus Zeus e de Leto e irmã gémea do deus Apolo. ÁRTEMIS Uma das principais deusas. Atreu. ATENA Uma das deusas mais importantes da mitologia grega. Na mitologia romana. uma cidade da Etólia na Grécia central. Os estábulos pertencentes a Augias. especialmente dos ursos. AUGIAS. os notáveis do reino elegeram Atreu como seu novo soberano. família real de Micenas designada com o nome de Atreu. adornado com a horrorosa cabeça da górgona Medusa. sua arma principal. Era a que regia os deuses e deusas da caça e dos animais selvagens. e também era a deusa do parto. a noroeste do Peloponeso. A façanha pela qual ficou especialmente famosa foi sua participação na caçada ao javali em Caleidon. posteriormente. OS ESTÁBULOS DE. Contrariado por não ser um menino. Foi resgatada e amamentada por uma ursa e. que foi eleito rei pelos notáveis micênicos. Casa de. ATALANTA Filha de Esqueneu da Beócia ou de Yaso da Arcádia. uma formosa mulher de Tessália. chegou a ser identificada com a deusa Minerva. filho de Pélops. sua "égide" e o raio. criada por caçadores. . foi condenado a carregar para sempre nas costas a Terra e o firmamento. equivalente à deusa romana Diana. e em seus ombros. e irmão de Prometeu. Ele confiou a Atena seu escudo. ARISTEU Filho do deus Apolo e da ninfa Cirene. Saiu já adulta da protecção do deus Zeus e foi sua filha favorita. Quando o rei de Micenas morreu sem deixar herdeiro. Atlas lutou com os titãs na guerra contra as divindades olímpicas. ATLAS Filho do titã Jápeto e da ninfa Clímene. ASCLÉPIO Deus da medicina. da natureza e das colheitas. ATREU Na mitologia grega. Era venerado como protetor dos caçadores. Como castigo. o pai abandonou-a na encosta de uma montanha pouco depois do seu nascimento. um dos filhos do deus Hélio e rei de Élis. pastores e rebanhos e como inventor da apicultura e do cultivo das oliveiras. Era filho do deus Apolo e de Corónide.Minotauro.

era o velho barqueiro que transportava as almas dos mortos pela lagoa Estige até as portas do mundo subterrâneo. lhe deu o dom da profecia. estas se queixaram com Poséidon. Andrómeda. mas ela foi salva pelo herói Perseu. que o aconselhou a abandonar a busca e fundar uma cidade. recebeu de seu pai. fazendo com que ninguém acreditasse em suas profecias. CADUCEU Bastão simbólico coroado por duas asas e com duas serpentes entrelaçadas. Quando sua irmã Europa foi raptada pelo deus Zeus. a incumbência de encontrá-la. que enviou um monstro marinho para destruir a terra. O deus Apolo. rei da Fenícia. no mar Jónico. Era muito respeitado pela precisão de suas profecias. que amava Cassandra. caso fracassasse. mas quando ela se negou a corresponder ao seu amor. CADMO Príncipe fenício. o caduceu era levado pelos heraldos e pelos mensageiros como emblema de seu ofício e como marca de inviolabilidade pessoal. CASSANDRA Filha do rei Príamo e da rainha Hécuba de Tróia. Deveria segui-la e construir uma cidade onde ela parasse para descansar. porque era o símbolo de Hermes. fosse dada em sacrifício ao monstro. sugeriu que os gregos construíssem o cavalo de Tróia. CALCAS O adivinho mais famoso entre os gregos na época da guerra de Tróia. As instruções do oráculo acrescentavam que ele encontraria uma bezerra quando deixasse Delfos. Entre os gregos antigos. CALIPSO Ninfa do mar e filha do titã Atlas. Poséidon pediu que a filha de Cassiopéia. Vivia sozinha na mítica Ilha de Ogígia. CARONTE Filho da Noite e de Érebo. Sem conseguir encontrar a irmã. não poderia retornar para casa. CASSIOPÉIA Mulher de Cefeu. rei de Corinto. CASTOR E PÓLUX . Quando Cassiopéia se gabou de ser mais bela do que as nereidas.BELEROFONTE Filho de Glauco. fundador da cidade de Tebas na Grécia. foi o herói que domou o cavalo alado Pégaso com a ajuda de uma rédea dada pela deusa Atena. consultou o oráculo de Delfos. Apolo tornou inútil o dom. rei da Etiópia. e graças a isso as forças gregas penetraram na cidade.

Filhos gémeos de Leda, mulher do rei de Esparta, Tindareo. Eram irmãos de Clitemnestra, rainha de Micenas, e de Helena de Tróia. Ambos eram conhecidos como os Dióscuros, ou Filhos de Zeus, mas na maior parte das narrativas somente Pólux é considerado imortal, porque foi concebido quando Zeus seduziu Leda sob a forma de um cisne. CAVALO DE TRÓIA Grande cavalo oco de madeira, usado pelos gregos para conseguir penetrar na cidade de Tróia e, assim, terminar a guerra. Os gregos recorreram a este estratagema por não terem conseguido tomar a cidade após dez anos de sítio. CÉCROPE Fundador de Atenas e da civilização grega. Acreditava-se que havia nascido da terra, metade homem, metade serpente. Chegou a ser o primeiro rei de Ática, e dividiu-a em 12 comunidades. CÉRBERO ( CEROS ) Cão de três cabeças, com cauda de dragão, que guardava a entrada do mundo subterrâneo do deus Hades. CENTAUROS Raça de monstros que, segundo a crença, habitava as regiões montanhosas de Tessália e Arcádia. Eram normalmente representados com forma humana da cabeça à cintura, e com o baixo ventre e as pernas de cavalo. CÍCLOPES Cada um dos gigantes com um enorme olho no meio da testa. CILA E CARIBDES Na mitologia grega, dois monstros marinhos que moravam nos lados opostos de um estreito, personificação dos perigos da navegação perto de rochas e redemoinhos. CIMÉRIOS Na poesia de Homero, povo mítico que vivia no noroeste da Europa, junto ao oceano, onde reinava uma perpétua obscuridade. CIRCE Feiticeira, filha do deus Hélio e da nereida Perseis. Vivia na ilha de Eéia, que possivelmente ficava na costa oeste da Itália. Com poções e encantamentos, Circe era capaz de transformar seres humanos em animais. CLITEMNESTRA Rainha de Micenas, esposa de Agamenon e filha de Tíndaro, rei de Esparta, e de sua mulher Leda. Teve quatro filhos com Agamenon: Electra, Ifigénia, Orestes e Crisótemis.

CREONTE Irmão de Jocasta, rainha de Tebas. Governou Tebas após o exílio do rei Édipo, até que seu sobrinho Etéocles, filho mais novo de Édipo, reivindicou o trono. CRONOS Governador do Universo durante a idade de ouro. Um dos doze titãs, filho mais novo de Urano e Géia, as personificações do céu e da terra. Seus primeiros filhos foram os três hecatonquiros, monstros de cem mãos e cinquenta cabeças, que Urano mantinha prisioneiros num local secreto. Géia tentou resgatá-los e pediu ajuda a seus outros filhos, inclusive os ciclopes. Somente Cronos aceitou o desafio. Atacou Urano e o feriu gravemente; desta forma, Cronos converteu-se no senhor do Universo. DAFNE Ninfa filha do deus do rio Peneu. Era uma caçadora companheira de Ártemis, deusa da caça, e, como ela, se negava a casar-se. O deus Apolo quis possuí-la e, como ela não queria, foi transformada por seu pai em um loureiro. DAFNIS O pastor siciliano que inventou a poesia pastoril, nascido da união do deus Hermes com uma ninfa. DÂNAE Filha de Acrisio, rei de Argos, e, por sua união com o deus Zeus, mãe de Perseu. DÂNAO Filho de Belo, rei do Egito, e de Aquinoe. Egito, irmão gémeo de Dânao. Desejava casar seus cinquenta filhos com as cinquenta filhas de Dânao. Suas filhas, que se opunham a esse acordo, fugiram do Egito para Argos, onde Dânao converteu-se em rei. Os jovens perseguiram-nas e Dânao finalmente concordou, porém deu a cada filha uma adaga para que matassem seus maridos na noite de núpcias. DÁRDANOS Antepassado dos troianos e filho do deus Zeus e da plêiade Electra. Casouse com a filha de Teucro, que governava uma região da Ásia Menor. DÉDALO Arquitecto e inventor que projectou para o rei Minos de Creta o labirinto onde o Minotauro foi aprisionado. DEMÉTER Deusa dos grãos e das colheitas, filha dos titãs Crono e Réia. DEUCALIÃO Filho do titã Prometeu. Era rei de Pítia em Tessália quando o deus Zeus,

por causa dos depravados costumes da raça humana, castigou-a com um dilúvio. Somente Deucalião e sua mulher, Pirra, sobreviveram à inundação porque eram os únicos que levaram uma vida correcta e se mantiveram fiéis às leis dos deuses. DIDO Fundadora lendária e rainha de Cartago, filha de Belo, rei de Tiro. DIONÍSIO Deus do vinho e da vegetação, que ensinou aos mortais como cultivar a videira e como fazer vinho. DIOMEDES Rei de Argos e filho de Tideu, um dos guerreiros conhecidos como os Sete contra Tebas. Foi um dos heróis gregos que se sobressaíram na guerra de Tróia. DÓDONA O mais antigo dos santuários gregos, no interior da região do Épiro, a 80 km a leste de Corfu. Na mitologia grega, era consagrado a Zeus e sua amante Dione. ÉACO Rei de Egina. Era filho da ninfa Egina, que deu nome à ilha na qual reinava, e do deus Zeus. ECO Ninfa da montanha. O deus supremo, Zeus, persuadiu Eco a entreter Hera com uma conversa incessante, para que esta não pudesse vigiá-lo. Irritada, Hera tirou de Eco o poder de falar, deixando-lhe somente a faculdade de repetir a última sílaba que ouvisse. ÉDIPO Rei de Tebas, filho de Laio e Jocasta, rei e rainha de Tebas, respectivamente. Um oráculo predisse que Édipo mataria Laio, seu pai. Durante sua viagem, encontrou e matou Laio, pensando que o rei e seus acompanhantes fossem um bando de ladrões, e assim, inesperadamente, cumpriu-se a profecia. ÉGIDA Uma espécie de armadura de Zeus e de Atena. Era uma capa curta feita de pele de cabra, coberta de escamas e com serpentes nas bordas, colocada sobre os ombros. A égida servia como símbolo do poder de Zeus; não só o protegia, mas também aterrorizava seus inimigos. EGISTO Filho de Tiestes e de sua filha Pelópia. Desejando vingar-se de seu irmão Atreu e agindo sob o conselho do oráculo de Delfos, Tiestes consumou uma união incestuosa com Pelópia. Pouco depois, Atreu, sem saber que Pelópia

uma terra de paz e felicidade plenas. ENDIMIÃO Jovem de beleza excepcional que dorme eternamente. Megera (a vingadora dos céus) e Aleto (a sempre irada). com corpo de leão e cabeça de algum outro animal ou humana. ÉOLO Nome de duas figuras da mitologia grega. Posteriormente foi considerado um belo e apaixonado jovem.era sua sobrinha. De acordo com a maioria dos textos. pressionado por Tiestes. e da rainha Clitemnestra. o filho de Caos. um paraíso pré-helênico. Agachada em cima de uma rocha. matou Atreu. Elísio era uma parte do mundo subterrâneo e um lugar de recompensa para os mortos virtuosos. Vivia na ilha flutuante de Eólia com seus seis filhos e suas seis filhas. É descrito como o rei de Élis. corpo de leão e asas de ave. antepassado dos helenos. deusa do amor. EROS Deus do amor equivalente ao romano Cupido. com frequência uma réplica do rei. em Cária. Quando Egisto nasceu. na mitologia grega. casou-se com ela. ELÍSIO Também conhecido como Campos Elísios. porém Egisto descobriu sua verdadeira identidade e. dois ao meio-dia e três à noite? Caso os interpelados não resolvessem o enigma. ESTIGE . era pastor no monte Lamos. Afrodite. o Hímero (o Desejo). acompanhado por Poto. abordava os que iam entrar na cidade de Tebas apresentando-lhes o seguinte enigma: O que é que tem quatro pés pela manhã. as três deusas vingadoras: Tisífone (a vingadora do crime). Na maioria dos relatos são filhas de Géia e Urano e às vezes recebem o nome de filhas da Noite. Era o filho de Heleno. os antigos habitantes da Grécia. Na mitologia romana. ELECTRA Filha de Agamenon. que segundo as fontes era um caçador ou um pastor. Na mitologia mais antiga era representado como uma das forças primitivas da natureza. A mitologia posterior fez dele o companheiro permanente de sua mãe. as esfinges eram estátuas que representavam as divindades. ESFINGE Monstro com cabeça e tronco de mulher. No Egito antigo. Outro Éolo da mitologia grega foi o rei de Tessália. ERÍNIAS Também Fúrias. ela os matava. rei de Micenas. Atreu aceitou-o como seu próprio filho. A mais conhecida era a do guardião dos ventos. e a encarnação da harmonia e do poder criativo no universo.

como copeiro dos deuses. e levou-o ao monte Olimpo. mas Medusa. Galatéia havia despertado o amor do ciclope Polifemo. FAETONTE Filho de Hélio e da ninfa Clímene. o velho homem do mar. FILOCTETES Famoso arqueiro. . foi morta por Perseu. O deus Zeus se apaixonou por ela e. parecidas com dragões. EUMÉNIDES Antigos espíritos ou deusas da terra. cobertas de escamas douradas e com serpentes ao invés de cabelos. GÉIA Personificação da mãe-Terra e filha de Caos. mas também possuidores de certas funções morais e sociais. O deus supremo lhe outorgou a imortalidade e fez com que substituísse Hebe. os ciclopes e os hecatonquiros. tendo com ela dois filhos. deusa da juventude. o poeta e músico. GALATÉIA Uma das 50 nereidas. raptou Ganimedes quando este estava no meio de seus companheiros. associados à fertilidade. Foi mãe e esposa do pai-Céu. deus do mar. transformado em águia. o rei fenício de Tiro. Ésteno e Euríale.Rio que serve de entrada ao outro mundo. sua esposa. Ambos foram os pais das primeiras criaturas vivas: os titãs. EURÍDICE Formosa ninfa. raptou-a e possuiu-a. gigantes com cem mãos e 50 cabeças. EUROPA Filha de Agenor. com a aparência de um touro. e irmã de Cadmo. Duas delas eram imortais. Costuma-se descrevê-lo como o rio fronteiriço por onde o ancião barqueiro Caronte transportava as almas dos mortos. o lendário fundador de Tebas. como a ferida demorava a curar. GÓRGONAS Eram as filhas monstruosas de Forcis. GANIMEDES Um jovem e belo príncipe troiano. esposa de Orfeu. as filhas de Nereu. O deus Zeus. Eram criaturas terríveis. A caminho da guerra de Tróia. não correspondeu ao seu amor. personificado como Urano. todavia. Minos e Radamantis. foi picado no pé por uma serpente. que era mortal. tiveram que deixá-lo na ilha de Lemnos. e de Ceto. amigo do herói Hércules. que lhe deu seu arco e suas flechas envenenadas.

HEFESTO Deus do fogo e da metalurgia. rei de Tróia. corpo e garras de aves predadoras. GUERRA DE TRÓIA Guerra lavrada pelos gregos contra a cidade de Tróia. na crença popular. apenas filho de Hera. em algumas versões. as danças e outros acontecimentos sociais prazeirosos e proporcionam alegria e boa vontade tanto a deuses quanto a mortais. Diferente dos outros deuses. Heitor. Páris e Cassandra. desempenhou a função de copeira dos deuses e servia-lhes néctar e ambrósia. Frequentemente. Os três filhos uniram-se para derrotar o pai Cronos e. Filhas do deus Zeus e da ninfa Eurínome. eram agentes da vingança divina.GRAÇAS Eram as três deusas da alegria. episódios de uma guerra real entre os gregos do último período micénico e os habitantes de Tróada. Lá. parte da actual Turquia. filha de Zeus e Hera. Hefesto era manco e desajeitado. deus dos mortos. Vulcano. dividiram o universo entre eles. O príncipe troiano Ganimedes substituiu-a nesta tarefa. armas e jóias. que tinha sida raptada por ele do mundo superior. Hefesto é identificado com o deus romano do fogo. Em outra versão. erigiu o reino dos mortos. além de outros 16 filhos. seus nomes são Aglaé (resplendor). e era especialmente venerada por magos e bruxas. Era o artesão dos deuses. HADES Na mitologia grega. Era também deusa da feitiçaria e das coisas ocultas. Acredita-se que a lenda é baseada em fatos verídicos. para os quais fabricava armaduras. HÉCUBA Mulher de Príamo. Presidem os banquetes. Eufrosina (alegria) e Tália (a que leva flores). Filho do titã Cronos e da titã Réia e irmão de Zeus e Poséidon. HÉCATE Deusa da obscuridade e filha dos titãs Perses e Astéria. Pouco depois de nascer foi expulso do Olimpo. do feitiço e da beleza. . ela deixou de ser copeira dos deuses quando casou-se com o herói Hércules que acabara de ser deificado. HARPIAS Monstros alados com cabeça e peito de mulher. HEBE Deusa da juventude. com sua rainha Perséfone. filho do deus Zeus e de sua esposa Hera ou. com quem teve. em Anatólia. para Hades ficou o mundo subterrâneo. posteriormente. Durante muito tempo.

com quem teve três filhos. HÉLIO Antigo deus do Sol. Horrorizado e arrependido desse ato. Era a deusa do matrimónio e a protectora das mulheres casadas. Hebe e Ilítia. costuma ser identificada com a deusa romana Juno. filho dos titãs Hipérion e Téia. filha dos titãs Crono e Réia. Mãe de Ares. HELENA DE TRÓIA A mulher mais bela da Grécia. Acreditava-se que era pai das principais nações da Grécia. Posteriormente o herói conquistou uma tribo que exigia o pagamento de um tributo. Hércules é o nome romano de Heracles. implacável no seu ódio. mulher do general tebano Anfitrião. compelido por Hera. Heitor é o melhor guerreiro troiano. matou um leão com as próprias mãos. Quando criança foi raptada pelo herói Teseu.HEITOR Filho mais velho do rei Príamo e da rainha Hécuba de Tróia. filha do deus Zeus e de Leda. sua beleza fatal foi a causa directa da guerra de Tróia. embora muito pequena. que esperou o tempo necessário para se casar com ela. irmão de Selene e de Eos. impôs-lhe o desafio de vencer doze provas difíceis. Era filho do deus Zeus e de Alcmena. Castor e Pólux. HÉRCULES Herói conhecido pela sua força e valor. HELENO Antepassado dos helenos ou gregos. teria se suicidado. Todo dia conduzia seu carro de ouro através do céu. Hera. estrangulou as duas serpentes. Hefesto. Quando jovem. Mais tarde. Como recompensa. proporcionando luz a deuses e mortais. HERMAFRODITA . enviou-lhe pouco tempo depois do seu nascimento duas grandes serpentes incumbidas de matá-lo. mulher do rei Tíndaro de Esparta. Euristeu. Era filho de Pirra e Deucalião. rei de Micenas. os doze trabalhos de Hércules. Na Ilíada. a ciumenta esposa de Zeus. assim como pelas suas muitas e lendárias façanhas. A criança. por causa de sua piedade. Hera. conseguiram se salvar de um devastador dilúvio que destruiu toda a criação. fez com que tivesse um surto de loucura durante o qual matou sua mulher e seus filhos. irmã e mulher do deus Zeus. de Homero. os quais. Como troféu dessa aventura colocou a pele da sua vítima como uma capa e sua cabeça como um elmo. foi-lhe concedida a mão da princesa tebana Megara. decidida a matar o filho do seu marido infiel. mas foi resgatada por seus irmãos. HERA Rainha dos deuses. deusa da aurora. mas o oráculo de Delfos comunicou-lhe que poderia purgar seu crime convertendo-se em servo de seu primo Euristeu. que narra a guerra de Tróia. e esposo de Andrómaca.

Uma ameaça para todos os habitantes de Argos. ele tomou o cinturão que Hipólita havia ganhado de seu pai. HIPÓLITO Filho do herói tebano Teseu e de sua mulher Hipólita. rejeitou suas insinuações. rainha das amazonas. com serpentes enroladas e asas na parte superior. que dava maçãs também de ouro. rei de Micenas. como um de seus trabalhos. ou vara mágica. filho do herói grego Aquiles. filha mais velha dos titãs Crono e Réia. Presidia todos os fogos dos altares de sacrifício e lhe eram oferecidas preces antes e depois das refeições. Era um excelente caçador e cocheiro. e a Génese dos deuses poema que narra o nascimento dos deuses.C. Mesmo estando prometida a Orestes.) Poeta que ocupa um lugar excepcional na literatura grega. HÉSTIA Deusa virgem do lar. HERMIONE Filha de Helena de Tróia e Menelau. rei de Esparta. Hipólito. . Foi morta pelo herói Hércules quando. Grécia. usava sandálias e capacete alados e levava um caduceu de ouro. Ajudadas por um dragão.Jovem transformado pelos deuses em um ser metade homem e metade mulher. a cabeça do meio era imortal. quando sua madrasta Fedra se apaixonou por ele. devoto servidor de Ártemis. Desprezava todas as mulheres e. HESPERIDES Filhas do titã Atlas ou de Hesper. as hesperides vigiavam uma árvore com galhos e folhas de ouro. tinha um sopro mortalmente peçonhento e quando cortavam uma de suas cabeças. cresciam duas no lugar. primeiro exemplo de poesia didáctica. a filha do titã Atlas. depois da guerra de Tróia Hermione se casou com Neoptólemo. HESÍODO (SÉCULO VIII A. com quem teve um filho. HERMES Mensageiro dos deuses. Autor de Os trabalhos e os dias. filho do deus Zeus e de Maia. HIPÓLITA Rainha das amazonas e filha de Ares. De acordo com outra lenda. deusa da caça. foi a mulher do herói grego Teseu. tanto por seus princípios morais como por seu estilo coloquial. HIDRA Monstro de nove cabeças que vivia em um pântano perto de Lerna. Depois Orestes matou Neoptólemo e se tornou o segundo marido de Hermione. a estrela vespertina. Como especial servidor e carteiro de Zeus.

ÍTACA Situada a oeste da Grécia. Laio abandonou o menino em uma montanha. retornou à Grécia resolvido a recuperar seu reino. rei de Yolco. IDOMENEUS Rei lendário de Creta. ainda criança. Encontra-se no departamento de Kefallinía (Cefalónia). o herói da Odisseia de Homero. foi enviado aos cuidados do centauro Quiron. de sua união com o deus Zeus. que era propriedade legítima da família. ÍRIS Deusa do arco-íris. Pretendente de Helena de Tróia. porém disse ao jovem que antes deveria empreender a busca do velocino de ouro. que foi sacrificada pelo próprio pai.HOMERO Nome tradicionalmente atribuído ao famoso autor da Ilíada e da Odisseia. Como mensageira do deus Zeus e de sua mulher. Quando o oráculo de . é uma das ilhas Jónicas. e mãe de Édipo. rei de Tebas. Hera. ÍCARO Filho de Dédalo. JASÃO Filho de Esão. Acredita-se que poderia ter sido o legendário reino de Ulisses. filha do titã Oceano. foi um dos gregos mais valentes na guerra de Tróia. Quando atingiu a idade adulta. arrebatou-lhe o trono. IO Filha do deus do rio Ínaco. nasceu Épafo. LAIO Rei de Tebas. do qual Ítaca é a capital e principal porto. Quando Pelias. Quando um oráculo predisse que o filho de Jocasta mataria o próprio pai. Pelias não acreditava que Jasão pudesse sair vitorioso dessa busca nem que retornaria vivo. marido de Jocasta e pai de Édipo. rei de Tebas. filho de Deucalião e neto do rei Minos de Creta. Jasão. filha do titã Taumante e da plêiade Electra. porém o jovem conseguiu vencer todos os perigos que se apresentaram. IFIGÉNIA Filha mais velha de Agamenon e de Clitemnestra. antepassado do herói grego Hércules. Pelias simulou estar disposto a deixar o trono. Íris abandonou o Olimpo para transmitir as ordens divinas à humanidade. meio-irmão de Esão. as duas grandes epopeias da Antiguidade na Grécia. JOCASTA Mulher de Laio. herdeiro legítimo.

Delfos predisse que seu próprio filho o mataria, abandonou o recémnascido na ladeira de uma montanha. O menino, no entanto, foi encontrado e adoptado por um pastor. A profecia se cumpriu quando Édipo, já adulto, matou Laio sem saber que este era seu pai. LAOCOONTE Sacerdote de Apolo ou de Poséidon. No último ano da guerra de Tróia, os gregos fabricaram um cavalo de madeira gigante e ofereceram-no como presente aos troianos. Laocoonte advertiu os chefes troianos para destruírem o presente. Enquanto se decidiam sobre a conveniência de arriscarem-se a introduzir o cavalo na cidade, em função das previsões favoráveis que supostamente estavam associadas a ele, Poséidon, a divindade mais implacável com Tróia, enviou duas horríveis serpentes marinhas que estrangularam-no juntamente com seus filhos. LETO Filha da titânida Febe e do titã Ceo, e mãe de Ártemis. Foi uma das muitas amantes de Zeus, que, por temer o ciúmes de Hera, sua mulher, exilou-a quando estava a ponto de dar à luz. MÁRSIAS Um dos sátiros. Encontrou a flauta que Atena inventara e que depois abandonaria porque, ao tocá-la, suas maçãs do rosto inchavam e seus traços se deformavam. MEDÉIA Feiticeira, filha de Eetes, rei da Cólquida. Quando o herói Jasão, à frente dos argonautas, chegou à Cólquida procurando o velocino de ouro, apaixonou-se desesperadamente por ele. Em troca da promessa de Jasão de uma fidelidade duradoura e de levá-la à Grécia com ele, utilizou seus poderes mágicos para enganar seu pai e obter o velocino de ouro. MÉMNON Rei da Etiópia, filho do príncipe troiano Títono e de Eos, deusa da aurora. No décimo ano da guerra de Tróia, levou seu exército em auxílio a Tróia. Lutou valorosamente, mas acabou morto pelo herói grego Aquiles. MENELAU Rei de Esparta, irmão de Agamenon, rei de Micenas, e marido de Helena de Tróia. MENTOR Velho amigo e conselheiro do herói Odisseu e mentor de seu filho Telémaco. MIDAS Rei da Frígia, na Ásia Menor. O sátiro Sileno, grato pela hospitalidade e pelo cortejo com que Midas o havia apresentado ao deus do vinho Dionísio, ofereceu concedê-lo um pedido. O rei pediu que tudo que tocasse

se transformasse em ouro, mas logo se arrependeu de seu pedido pois até a comida e a água se tornavam ouro com seu toque. MINOS Lendário soberano de Creta. Era filho de Zeus e da princesa Europa. A partir da cidade de Cnossos, colonizou muitas ilhas do Egeu e, em geral, era considerado um governante justo. MINOTAURO Monstro com cabeça de touro e corpo de homem. Era filho de Pasífae, rainha de Creta, e de um touro branco. Vivia em um labirinto construído pelo arquitecto Dédalo. O herói grego Teseu foi quem conseguiu matá-lo. MIRMIDONES Habitantes da ilha de Egina, no golfo Sarónico, seguidores de Aquiles durante a guerra de Tróia. O nome deriva da palavra grega que significa formigas (myrmêkes). MISTÉRIOS DE ELÊUSIS Rituais sagrados das festas religiosas na antiga Grécia, em honra a Deméter e Perséfone, na cidade de Elêusis, perto de Atenas. Muito antes de Atenas alcançar seu esplendor, já se celebravam os mistérios. A iniciação ao sacerdócio era a parte fundamental do ritual. Teodósio aboliu o culto e ordenou o fechamento do santuário. MNEMOSINE Deusa da memória. Ela e Zeus eram os pais das nove musas. Foi uma das titânidas, irmãs dos titãs pré-olímpicos, filhas e filhos de Urano e Géia. MORFEU Deus dos sonhos, filho de Sonho, deus do sono. Morfeu controlava os sonhos de quem dormia, e também representava seres humanos nos sonhos. MUSAS Nove deusas e filhas do deus Zeus e de Mnemosine. As musas presidiam as Artes e as Ciências e acreditava-se que inspiravam os artistas, em especial poetas, filósofos e músicos. Calíope era a musa da Poesia épica, Clio da História, Euterpe da Poesia lírica, Melpómene da Tragédia, Terpsícore da Música e da Dança, Erato da Poesia amorosa, Polimnia da Poesia sagrada, Urania da Astronomia e Talia da Comédia. NARCISO Jovem formoso, filho do rei do rio Céfiso e da ninfa Liríope. Devido à sua grande beleza, moças e rapazes apaixonavam-se por ele, que rejeitava todas as insinuações. Entre as jovens feridas pelo seu amor encontrava-se a ninfa Eco. Narciso rejeitou-a e Némesis fez com que ele se apaixonasse pela própria imagem reflectida numa fonte.

NÉMESIS Personificação da justiça divina e da vingança dos deuses, às vezes chamada filha da Noite. Representava a legítima ira dos deuses contra a arrogância e a altivez, e contra os transgressores da lei; distribuía a boa ou má fortuna a todos os mortais. Ninguém podia escapar de seu poder. NEREIDAS Ninfas do mar Mediterrâneo. Eram as 50 formosas filhas de Nereu. NEREU Deus do mar, filho do deus marinho Ponto e de Géia, chamado o velho homem do mar. Casou-se com Dóris, filha do titã Oceano, com quem teve 50 belas filhas chamadas nereidas. NESSO Centauro que Hércules expulsou da Arcádia. NESTOR Rei de Pilos, filho de Neleu e Clóris. Desde pequeno se destacou como guerreiro e participou de muitos dos grandes acontecimentos de seu tempo. NIKE Deusa da vitória, filha do titã Palante e do rio Estige. NINFAS Divindades menores ou espíritos da natureza, que vivem em arvoredos, fontes, bosques, pradarias, rios e águas do mar, e são representadas por jovens e belas donzelas que gostam da música e da dança. NÍOBE Filha de Tântalo e da rainha de Tebas. Seu marido era o rei Anfion. Níobe deu-lhe seis filhos e seis filhas muito belos. Ordenou que o povo de Tebas a cultuasse no lugar da deusa Leto, que só tinha dois filhos. No monte Olimpo, os deuses ouviram suas palavras e castigaram-na matando seus filhos e transformando-a em pedra. NÓ GÓRDIO Complicado nó, feito por Gordias, rei da Frígia e pai de Minos. Dizia-se que quem fosse capaz de desatar o difícil nó tornar-se-ia o governador da Ásia. Muitos tentaram, em vão. Segundo a lenda, o próprio Alexandre Magno ( Alexandre o Grande ) foi incapaz de desatar o nó e, assim, cortou-o com um golpe de espada. OCEANO Um dos titãs, filho de Urano e Géia. Com sua mulher, Tétis, dominava o Oceano, um grande rio que circundava a terra, que era considerada um círculo plano.

este era o lugar onde moravam os deuses. Egisto. ou representação do mal. O triunfo do elemento dionisíaco pode ser atingido seguindo os rituais órficos de purificação e ascetismo. assassinaram Agamenon. rei da Trácia. No início. compostos em um estilo épico similar e também atribuídos a Homero. de certo modo. OLIMPO Montanha de 2. a górgona. A entrada para o Olimpo era uma porta de nuvens protegida pelas deusas conhecidas como as Estações. documentos históricos.ODISSEU (ULLISSES) Herói grego. posteriormente considerou-se Sísifo. Depois de sua morte. Os achados arqueológicos realizados durante os últimos 125 anos. Os poemas são. fundamentado nos escritos do lendário poeta e músico Orfeu. construídos por Hefesto. na Odisseia. Segundo os princípios do orfismo. ORFEU Poeta e músico. como seu pai verdadeiro. e de Clitemnestra. Segundo a antiga mitologia grega. situada na fronteira da Tessália com a Macedónia. Quando ficou adulto. Recebeu a lira de Apolo e chegou a ser tão bom músico que não teve rival entre os mortais. em especial os de Heinrich Schlieman. ÓRION Gigante belo e caçador poderoso. rei de Micenas. natureza do seu ser. próprio da sua natureza. dez anos após a queda de Tróia. É mais conhecido pelo seu desafortunado matrimónio com a ninfa Eurídice. e procuram preservar o dionisíaco ou divino. filho de Poséidon e Euríale. Homero. Ártemis transformou-o em uma constelação. culto místico da antiga Grécia. rei de Ítaca. rei de Corintos. a noiva sofreu uma picada de cobra e morreu. os seres humanos procuram com esforço libertar-se do elemento titânico. ficavam seus palácios. a mais elevada da Grécia. No cume. ORFISMO Na religião clássica. filho da musa Calíope e de Apolo ou de Eagro. OS HINOS HOMÉRICOS Junto à Ilíada e à Odisseia figuram os chamados Hinos homéricos. governador da ilha de Ítaca e um dos chefes do exército grego durante a guerra de Tróia. vingou a morte de seu pai cometendo matricídio. e a discussão sobre este aspecto tem estado . uma série de poemas relativamente breves que celebram as façanhas de diversos deuses. Pouco depois da cerimónia de casamento. Era ainda uma criança quando sua mãe e seu amante. acreditava-se que fosse filho de Laertes. narra as aventuras de Odisseu e seu retorno ao lar. próximo ao mar Egeu. ORESTES Filho de Agamenon.917 m de altitude. têm demonstrado que grande parte da civilização descrita por Homero não era fictícia.

filho e legítimo herdeiro de Éson. mas é especialmente famoso por seu matrimónio com Tétis. que levava as temíveis tesouras que cortavam o fio da vida no momento apropriado. na guerra de Tróia. rei e rainha de Tróia. patas e orelhas de bode. era uma divindade vigorosa. confiando que nunca regressaria. PELOPSÉ Filho de Tântalo. PÉGASOS Cavalo alado. filho de Hermes com uma ninfa. Segundo o mito grego. PÃ Deus dos bosques. e enviou Jasão. PÁTROCLO Acompanhou o herói Aquiles. Participou da caça ao javali de Cálidon e da viagem dos argonautas em busca do velocino de ouro. Nasceu do pescoço de Medusa. a Colquida em busca do Velocino de Ouro. de seu tio Éson. com chifres. Eram Cloto (a que tecia o fio da vida). seu melhor amigo. filho de Éaco. PELEU Rei dos mirmidones de Tessália. foi morto por seu pai e sua carne foi cozida e servida aos deuses em um banquete. rei de Egina. . Páris tinha que decidir qual das três deusas (Hera. PÁRIS Também chamado Alexandre. Sendo parte animal. Láquesis (a que distribui sortes) e Átropo (a inexorável). depois que ela foi vencida e morta pelo herói Perseu. PARCAS As três deusas que determinavam a vida humana e o destino. este acontecimento fez estourar a guerra de Tróia. uma das nereidas. Ainda menino. Atena e Afrodite) era a mais bela. Uma profecia havia antecipado que Páris causaria a ruína de Tróia. deus dos pastores. Segundo a mitologia. PANDORA Primeira mulher sobre a terra. Para vingar a morte do seu amigo.presente em todo momento no debate sobre sua criação. dos campos e da fertilidade. filho de Poséidon e da górgona Medusa. e por isso Príamo abandonou-o no monte Ida. Apoderou-se do trono de Iolco. criada pelo deus Hefesto por ordem do deus Zeus. PÉLIAS Filho de Poséidon. filho de Príamo e de Hécuba. Morreu nas mãos do capitão troiano Heitor. Aquiles retornou à luta e matou Heitor.

Mesmo Zeus dando seu consentimento. era filho de Zeus e de Dânae. entre os quais se sobressaiu o grande guerreiro Heitor. entre eles o gigante Órion e o príncipe Polifemo. se apaixonou e quis casar-se com ela. filho do titã Cronos e da titã Réia. mulher de Odisseu. Seu marido esteve ausente por mais de 20 anos. PLÊIADES As sete filhas de Atlas e de Plêione. o herói grego Odisseu conseguiu matá-lo. rei de Argos. e da ninfa Toosa. filha de Zeus e de Deméter. nascida do barro que caiu na terra após o grande dilúvio. Nos últimos anos da guerra de Tróia. a filha de Oceano. filho de Poséidon ou seu servente e criador de suas focas. lutou ao lado dos frígios contra as amazonas. Taígeta. filho de Aquiles. com quem teve um filho. Proteu. filha de Géia. especialmente com ninfas. Conhecia todas as coisas passadas. PRÍAMO Rei de Tróia. deus do mundo inferior. Foi pai de 50 filhos. PÍTON Grande serpente. Deméter era contrária ao casamento. Hades. Quando era jovem. como consequência da guerra de Tróia. Maia. foi morto por Neoptólemo. Astérope e Mérope. rei de Ítaca. rei de Esparta. irmão de Zeus e Hades. entre elas a profetisa Cassandra. e foi pai de vários filhos famosos pela sua crueldade. PROMETEU Um dos titãs. filha de Acrísio. POLIFEMO Ciclope. deus do mar. PERSÉFONE Na mitologia grega. mas era capaz de . e mãe de Telémaco. e de 50 filhas. PERSEU Herói que acabou com a górgona Medusa. presentes e futuras. Poséidon e a górgona Medusa foram os pais de Pégasos. Depois da guerra de Tróia. Prometeu e seu irmão Epimeteu receberam a incumbência de criar a humanidade e de prover aos seres humanos e a todos os animais da terra os recursos necessários para sobreviverem. POSÉIDON Deus do mar. mas ela nunca duvidou que ele regressaria e se manteve fiel.PENÉLOPE Filha de Icário. Alcíone. Marido de Anfitrite. Tritão. então Hades raptoua. filho do titã Jápeto e da ninfa do mar Climene ou de Témis. Teve numerosos amores. filho de Poséidon. conhecido como amigo e benfeitor da humanidade. Seus nomes eram Electra. Celeno.

filha do titã Hipérion e da titânida Téia. com cabeça de leão. bebendo vinho. mas o herói grego Belerofonte finalmente conseguiu matá-lo. rei de Tebas. Durante muito tempo. rei de Argos. ou de Pã. e Polinice. tutor do jovem deus Dionísio. Aterrorizou Lícia. a grande mãe dos deuses. e irmã de Hélio. com chifres e caudas e às vezes com pernas de bode. QUIMERA Monstro que soltava fogo pela boca. SETE CONTRA TEBAS Fracassada expedição contra a cidade de Tebas empreendida por sete chefes e seus seguidores. Réa se identifica com Cibele. em estado de transe. dançando e tocando siringa. Crono e Réa governaram o Universo. filha de Urano e de Géia. a quem castigou com um sono eterno para que nunca pudesse abandoná-la. com corpo de ave e cabeça de mulher. faziam suas profecias. uma região da Ásia Menor. Era uma titânida. em hexâmetros gregos. filho de Hermes. SIBILA Qualquer mulher agraciada com poderes proféticos pelo deus Apolo. corpo de cabra e cauda de dragão. Apaixonou-se pelo jovem pastor Endimião. deus do Sol. Na mitologia romana. e mãe de Zeus. Zeus se apaixonou por Sémele e teve com ela o deus Dionísio. Tinham uma voz de tal doçura que os marinheiros que ouviam suas canções eram . rei e rainha de Tebas. habitualmente. irmã e mulher do titã Crono. SÉMELE Filha de Cadmo e Harmonia. filho de Édipo. As sibilas viviam em grutas ou perto de correntes de água e. flauta ou gaita.transformar voluntariamente seu aspecto para evitar os que requeriam sua capacidade profética. ainda que desde a Idade Média sejam representadas pela iconografia com cabeça e torso de mulher e cauda de peixe. SÁTIROS Divindades dos bosques e montanhas. sob o comando de Adrastro. RÉIA Mãe dos deuses. SILENO O maior dos sátiros. eram filhas do deus marinho Fórcis. que eram transmitidos por escrito. SIRÉNIOS Ninfas do mar. Os sátiros eram os companheiros de Dionísio e passavam seu tempo perseguindo as ninfas. SELENE Deusa da Lua.

filha de Urano e Géia. Outros acontecimentos famosos dos quais participou foram a caçada ao javali de Cálidon e a viagem dos Argonautas em busca do Velocino de Ouro. rei de Tróia. cozinhou-o em um caldeirão e serviu-o num banquete aos deuses. rei de Ítaca. TÁRTARO A região mais baixa dos infernos. SÍSIFO Rei de Corinto. Deusa da justiça e da lei divinas. TESEU O maior herói ateniense. Zeus condenou-o ao Tártaro. a caça do javali de Cálidon e a busca dos argonautas ao velocino de ouro. TÂNTALO Rei de Lídia e filho de Zeus. filho de Éolo. e pai do herói e guerreiro conhecido como o Grande Ajax. deus do. TÉTIS (NEREIDA) Filha das divindades marinhas Nereu e Dóris e a mais famosa das nereidas. Sísifo observou como o deus Zeus se encontrava com a bela ninfa Egina e contou a seu pai o que tinha visto. filho de Éaco. Devolveram a vida a Pélope e resolveram dar a Tântalo um castigo exemplar. Constante companheiro de sua mãe durante os longos anos das travessias de Odisseu após a queda de Tróia. estes perceberam a natureza do alimento e nem sequer o experimentaram. rei de Trezena. era a companheira constante do deus Zeus e se sentava ao seu lado no Olimpo.atraídos até as rochas sobre as quais as ninfas cantavam. e de Etra. o Tártaro é fechado por portas de ferro e está tão abaixo do mundo subterrâneo de Hades quanto a terra está em relação ao céu. Penduraram-no para sempre em uma árvore no Tártaro e foi condenado a sofrer sede e fome angustiantes. TELÉMACO Filho de Odisseu. . o deus supremo. ou de Poséidon. Segundo Hesíodo e Virgílio. Penélope. Foram seus pretendentes Zeus. filha de Piteu. deus do mar. rei de Atenas. TÉMIS Uma das titânidas. Entre suas aventuras estão o encontro com o Minotauro. Pélope. rei de Tessália. Ajudou Hércules a matar Laomedonte. filho de Egeu. que lhe comunicaram a profecia de que daria à luz um filho que seria mais poderoso que seu pai. mãe das três Parcas e das Estações. e de sua mulher. mar. matou seu único filho. porém. TÉLAMON Rei de Salamina. rei de Egina. Enfurecido. e Poséidon.

casado com Géia. o herói Mêmnon. VELOCINO DE OURO O velocino do carneiro alado Crisomalo. dos ciclopes e dos hecatonquiros. filho de Poseidon. TRIPTOLEMUS Sacerdote de Deméter e fundador dos mistérios de Elêusis. Possuíam uma estatura descomunal e uma grande força. mãe das 3 mil oceânides ou ninfas do oceano e de todos os deuses dos rios. Muitos anos depois. Cronos. com quem teve um filho. foram durante muito tempo os supremos governadores do Universo. celebrados em honra a essa divindade. gigantes de cem mãos e cinquenta cabeças. a deusa da aurora. recuperaram o velocino. guiados pelo seu soberano. Seus irmãos eram Bóreas e Noto. Às vezes chamados de "deuses maiores". TITÃ Nome dado aos 12 filhos de Urano e Géia e alguns de seus próprios filhos. deus do vento do Oeste. Eos. TIRÉSIAS Vidente tebano. o herói grego Jasão. mas que o havia compensado. Era amado pela deusa da aurora. dessa união. O deus Hermes havia enviado o carneiro para resgatar Frixo e Hele de sua madrasta Ino.TÉTIS (TITÃ) Uma titânida filha de Urano e de Géia. Contava-se que a deusa Atena o havia deixado cego porque ele a observou enquanto se banhava. sucessor de Laomedonte. e de sua mulher Anfitrite. rei de Tróia. respectivamente deuses dos ventos do Norte e do Sul. URANO Deus dos céus. rei da Etiópia. destronaram e mutilaram Urano e do seu sangue que caiu sobre a terra surgiram as três Erínias ou Fúrias que vingaram os crimes de parricídio e perjúrio. Era o pai dos titãs. Era mulher de seu irmão Oceano e. TÍTONO Filho de Laomedonte. deus do mar. os argonautas. Contava-se que era casado com Íris. ZÉFIRO Na mitologia grega. ZEUS . e irmão de Príamo. conduzidos pelo primo de Frixo. TRITÃO Benéfico deus dos abismos marinhos. Os titãs. Era filho do titã Astreu e de Eos. dando-lhe o dom da profecia. Ajudou os argonautas em sua busca ao Velocino de Ouro.

Segundo Homero. Não foi seu criador. Zeus presidia os deuses no monte Olimpo. Deméter e Hera. como da raça humana. Zeus era o filho menor do titã Cronos e da titã Réia e irmão das divindades Poséidon. Hades. era seu pai no sentido de proteger e ser o soberano tanto da família olímpica. Héstia.Deus do céu e soberano dos deuses olímpicos. na Tesália. Corresponde ao deus romano Júpiter. . Zeus era considerado pai dos deuses e dos mortais.