You are on page 1of 7

1

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI – ÁRIDO DEPARTAMENTO DE AGROTECNOLOGIA E CIÊNCIAS SOCIAIS BACHARELADO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA BACHARELADO EM MEDICINA VETERINÁRIA

CORROSÃO NAS ESTRUTURAS METÁLICAS DOS PRÉDIOS DA UFERSA

MOSSORÓ, RN 2011

Orientador: Prof. UFERSA. MOSSORÓ. Me. Departamento de Agrotecnologia e Ciências Sociais. como pré-requisito para obtenção da terceira nota. RN 2011 . Remerson Russel Martins.2 DIANA SUSÃ-KEREN DA SILVA LOPES GEZZANA DANIELLE LOPES NUNES ISABELLY PAULA DE SOUSA AZEVEDO HENRIQUES JOÃO MARCOS DA SILVA NUNES MÁRCIA PRISCILA FÔNSECA Corrosão nas estruturas metálicas dos prédios da UFERSA Projeto de pesquisa apresentado na disciplina Filosofia da Ciência e Metodologia Científica.

INTRODUÇÃO 1.1 OBJETIVO GERAL_________________________________________________5 1.3 SUMÁRIO 1. CRONOGRAMA_________________________________________________________6 4.3 COLETA DE DADOS____________________________________________________6 2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS_________________________________________5 2.4 ANÁLISE DE DADOS ___________________________________________________6 3.1 TIPO DE PESQUISA_____________________________________________________5 2. ANEXOS________________________________________________________________7 6.4. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS__________________________________________7 . ORÇAMENTO___________________________________________________________7 5.3 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA___________________________________________4 1.1 JUSTIFICATIVA________________________________________________________4 1. METODOLOGIA 2.2 POPULAÇÃO E AMOSTRA_______________________________________________6 2.2 DEFINIÇÃO E DELIMITAÇÃO DO PROBLEMA_____________________________4 1.4.4 OBJETIVOS 1.

] causada pela interação físico-química entre o material e o seu meio operacional representa alterações prejudiciais indesejáveis. é de suma importância. mais ela encontra espaço e maneiras de se fazer presente. sendo encontrados em forma de minérios. em monumentos. INTRODUÇÃO 1.. buscando inibir quase que .. tais como desgaste. Além disso. por ação química ou eletroquímica do meio ambiente aliada ou não a esforços mecânicos. tornando-o inadequado para uso. em construções civis e marítimas. como indústrias. são susceptíveis a esse fenômeno. com implantes e próteses. em instalações destinadas para o armazenamento de outros materiais etc.. Conhecer e entender este processo.” (MERÇON. p. [. 1. 13) Os materiais metálicos são normalmente combinações de elementos metálicos. sem falar nos altíssimos custos financeiros. 1. que. geralmente metálico. Visto com o aprofundamento deste tema podemos prevenir problemas futuros e solucionar os problemas presentes. a corrosão é muito danosa para os seres humanos e para o meio ambiente. classificando-as de acordo com o grau de danos causados pela corrosão através do tempo. GUIMARÃES e MANIER.2 DEFINIÇÃO E DELIMITAÇÃO DO PROBLEMA Identificar a corrosão nas estruturas metálicas dos prédios da UFERSA. por se tratar de um tema do cotidiano. evolui e a tecnologia avança. É devido a este fato que se fazem necessários muitos cuidados e métodos para combater a corrosão. variações químicas ou modificações estruturais.. porém pouco estudado e difundido tanto no meio acadêmico como no profissional. principalmente para os profissionais da área de engenharia. na medicina. “Quanto mais a ciência cria. pois tal fenômeno traz grandes problemas em várias áreas. 2004. como define Vicente Gentil (2008): [.1 JUSTIFICATIVA É de suma importância o estudo da corrosão nos prédios da UFERSA.4 1.3 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA A corrosão é um processo natural de oxidação que desde os primórdios da evolução industrial vem sendo um desafio ao homem no que diz respeito à sua previsão e controle. sofridas pelo material.] a deterioração de um material. como outros materiais.

Mediante tal apresentação. oleosas ou aquosas. que vem sofrendo desgaste.4. o delineamento abordado será a pesquisa de campo. como no profissional. 1. O estudo de corrosão em estruturas de edifícios é um assunto bastante discutido. visando também conseguir informações acerca do problema. Com o avanço tecnológico. no caso entre a corrosão e as rachaduras.5 totalmente a sua ocorrência. tem se desenvolvido novos materiais e produtos químicos para evitar. Pois é de senso comum que essas estruturas foram executadas de forma diferente das atuais e que seu comportamento frente à corrosão pode ser diferenciado. no qual será feito um levantamento dos dados no próprio local onde os fenômenos ocorreram. realizar um diagnóstico estrutural e identificar os impactos sofridos nas estruturas metálicas dos prédios da UFERSA.1 TIPO DE PESQUISA O objetivo principal é descrever os problemas sofridos pelos prédios da UFERSA. diminuindo a vida útil dos mesmos. METODOLOGIA 2. que possibilita a passivação do material metálico) e os inibidores de corrosão. prevenir ou impedir as reações de corrosão em fases gasosas. ação do tempo e de condições ambientais. tanto no meio acadêmico.1 OBJETIVO GERAL Verificar a corrosão nos prédios da UFERSA e buscar meios para solucionar e/ou prevenir tal fenômeno.2 OBJETIVO ESPECÍFICO Levantar dados (fotografias e entrevistas). 1. a pesquisa descritiva dará base para tal objetivo.4 OBJETIVOS 1. visto que ela busca descrever as características de um fenômeno e de estabelecer relações entre as variáveis. proteção anódica (formação de uma película protetora por aplicação de corrente externa. 2. O tema reveste-se de importância devido aos inúmeros casos de patologias de corrosão nas estruturas de diversos prédios da UFERSA. . Os métodos para a proteção são: proteção catódica (eliminar artificialmente as áreas anódicas da superfície do material fazendo com que toda a estrutura adquira comportamento catódico).4.

Universidade Federal Rural do Semi-Árido.3 COLETA DE DADOS As rachaduras e pontos de corrosão serão fotografados na sua totalidade e extensão e catalogados por área e por prédio.6 2. da época da construção dos prédios e/ou inauguração.4 ANÁLISE DE DADOS As fotografias tiradas das amostras serão separadas e analisadas. Bem como catalogadas as respostas adquiridas através da entrevista com os funcionários. foram selecionados duas amostras representativas: o Edifico Dom Gentil (inaugurado em 12 de Outubro de 1988) e o Edifício Pedro Fernandes Pereira (inaugurado em 21 de Março de 1978). a população escolhida foi os prédios da UFERSA . 2. Dentre todos. 3. CRONOGRAMA Atividades/Mês Revisão bibliográfica Construção dos instrumentos de pesquisa Coleta de dados Análise de dados Discussão e interpretação dos dados Elaboração de trabalhos para congressos científicos Redação de relatórios Jul X X Ago X Set Out Nov Dez X X X X X . Também serão buscadas informações através de uma entrevista com alguns funcionários mais antigos.2 POPULAÇÃO E AMOSTRA Para relatar a corrosão em estruturas metálicas. 2. mediante critério de dimensão do problema de corrosão.

com.org. Acesso em 07 de junho de 2011. F.00 5. Corrosão.br/online/qnesc19/a04.00 R$ 269.Houve algum acidente relacionado à estrutura do prédio? 6. Eletroquímica e Corrosão.Os prédios já passaram por alguma reforma estrutural? 5. MERÇON.Quando foi possível perceber as primeiras rachaduras? 4.00 R$ 778. Vicente.00 R$ 0. Disponível em: <http://qnesc.. CAMPOS. n. I. ANEXOS Roteiro de Entrevista 1.pdf>.ebah. Corrosão: Um exemplo usual de fenômeno químico.7 4. 19. Fábio.Há quanto tempo o senhor trabalha na UFERSA? 2. P. 2004. J.10 TOTAL (R$) R$ 499. C. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS GENTIL. . Química Nova na Escola.00 R$ 269. Acesso em: 20 de junho de 2011. Ebah. Editora LTC.br/content/ABAAAAJAIAD/inibidores-corrosao>. B.00 R$ 10.sbq. 2008. Disponível em: <http://www. MAINER. Sinézio de C.Estava presente durante a construção e/ou inauguração do prédio? 3. 4 ed. ORÇAMENTO ÍTENS Máquina fotográfica Gravador digital Impressão TOTAL (R$) Quantidade 1 1 100 Custo unitário R$ 499. GUIMARÃES.