You are on page 1of 2

UNIVERSIDADE ESTACIO DE SÁ MBA EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS – VISÃO PMI ESTUDO DIRIGIDO GERENCIAMENTO DE AQUISIÇÕES Prezado (a) Aluno (a), Após a leitura

do texto “Compras como Diferencial Competitivo da Empresa” (segue abaixo), em no máximo 3 páginas, comente sobre os motivos que levaram à mudança de percepção do setor de compras pelas empresas, sobre o perfil do profissional de compras “moderno”, sobre os quatro processos de aquisições para projeto e sobre a importância e os impactos do gerenciamento das aquisições para o sucesso de um projeto. ******************************************************************************** Compras como Diferencial Competitivo da Empresa MARTHA VERÇOSA SÃO PAULO - Todos os dias as empresas se deparam com todo o tipo de dificuldade, obstáculos e desafios na condução de seus negócios. Dois aspectos fundamentais que impactam diretamente o resultado da empresa são a forma como elas vendem e a forma como elas compram. Hoje, eu quero falar da transformação da área de Compras de centro de geração custos para centro de geração de lucro. A TRANSFORMAÇÃO DE COMPRAS Na década de 80 a área de Compras tinha um papel operacional, burocrático, de “emissora de ordens de Compras”. Via de regra, era conduzida por um coordenador ou, no máximo, um gerente de nível médio e reportava-se à manufatura, à área administrativa ou finanças. Nos anos 90 a área ganhou forte orientação a processos e passou a ser percebida pelas empresas como área de “suporte”. Nessa época era comum Compras se reportar à área financeira da empresa e ser liderada por um gerente senior. Em ambos os casos a área era classificada como “centro de custo” e, como tal, forte candidata à cortes sempre que as empresas sentiam necessidade de reduzi-los. Esse era um erro muito comum: sem conhecer sua verdadeira contribuição, as empresas reduziam o quadro de pessoal da área como forma de reduzir custos e, dessa forma, matavam a “galinha dos ovos de ouro”, pois acabavam reduzindo sua própria capacidade de reduzir seus custos totais. Mais recentemente as empresas descobriram o caráter estratégico da área de Compras e a importância de sua contribuição para o resultado da empresa: longe de ser operacional ou de suporte, a área de Compras é uma área comercial, de negociação e geradora de LUCRO.

Pesquisa. 15 anos em posições executivas nas áreas de Compras e Supply Chain na América Latina e atuação em projetos globais de transformação de SCM. as empresas gastam em compras de produtos e serviços de terceiros o equivalente a 42% de seus faturamentos. em 44% das empresas a área de Compras obtém entre 5% e 15% de redução de custos (dependendo em que estágio da transformação a área de encontra).Estudos internacionais (CAPS Research) comprovam que. Membro do Conselho de Administração da International Federation of Purchasing and Supply Managment – IFPSM. Vesper e EDS. sobre Melhores Práticas em Compras. Uma das fundadoras do CBEC. um CEO ou Presidente. como Lucent. Essa é a regra: cada centavo economizado afeta diretamente a linha de Lucros & Perdas das empresas. Essas empresas já aprenderam a materializar o potencial da área de Compras como geradora de lucro e a fazer dela seu diferencial competitivo. Mais de 20 anos de experiência profissional em empresas listadas entre as 500 maiores da Fortune. na média. CONTA RÁPIDA Vamos considerar uma empresa que fatura R$ 100. 5% de redução no total gasto resultou em um aumento de 20% no lucro da empresa. no Brasil. apurou que. atual membro do Conselho de Administração e Diretora do Grupo de Capacitação. *A autora é Graduada em Administração com MBA pela Business School São Paulo. gasta R$ 42 em compras e tem R$ 10 (10%) de lucro. seu lucro aumenta para R$ 12. . Neste exemplo. conduzida pelo Conselho Brasileiro dos Executivos de Compras. Se essa empresa conseguir reduzir em 5% o total gasto em compras. É por isso que a área vem ganhando cada vez mais espaço nas organizações. Em 23% das empresas o executivo de Compras reporta ao principal executivo da empresa. responsável pelo desenvolvimento e implantação dos Programas de Formação e Certificação Internacional em Compras – FCIEC.