You are on page 1of 5

Os pronomes oblíquos átonos (o, a, os, as, lhe, lhes, me, te, se, nos, vos), como todos os outros monossilábicos átonos, apoiam-se na tonicidade de alguma

palavra próxima. Assim, esses pronomes podem ocupar três posições na oração: antes do verbo, no meio do verbo; depois do verbo. a. antes do verbo: Nesse caso, ocorre a próclise, e dizemos que o pronome está proclítico. Ex: Nunca me revelaram a verdade. b. no meio do verbo: nesse caso, ocorre a mesóclise, e dizemos que o pronome está mesoclítico. Vale a pena lembrar que a mesóclise só ocorre com o verbo no futuro do presente ou no futuro do pretérito do indicativo. Ex: Revelar-te-ei a verdade. Revelar-me-iam a verdade. c. depois do verbo: Nesse caso, ocorre a ênclise, e dizemos que o pronome está enclítico. Ex: Revelaram-me a verdade. Importante: Por causa de histórias, as línguas acabavam desenvolvendo suas particularidades e isto no séc. XX, vários autores da literatura passaram a defender o emprego da próclise, como se observa nos versos do poema “Pronominais”, de Oswald de Andrade (1890-1954): Pronominais “Dê-me um cigarro Diz a gramática Do professor e do aluno E do mulato sabido Mas o bom negro e o bom branco Da Nação Brasileira Dizem todos os dias Deixa disso camarada Me dá um cigarro.”

Os Pronomes interrogativos são aqueles usados para formular uma pergunta, de forma direta ou indireta. Quem chegou? (interrogativa direta). Gostaria muito de saber quem fez isso. (interrogativa indireta).

quem fala (Túlio). são. via de regra. refere-se a Juliana. que. temos um advérbio interrogativo. Quando a palavra “quanto” se referir a verbo. três pessoas do discurso: Imaginemos agora um fragmento de conversa em que Túlio (primeira pessoa) fala com Juliana (segunda pessoa) sobre Tiago (terceira pessoa): . aquele que fala. Invariáveis: Quem. Lembre-se: Quanto é pronome interrogativo quando se refere a um substantivo. Num ato de fala (discurso). . será sempre pronome adjetivo. podemos observar a presença de três elementos: a. . com quem Túlio fala. aquele (ou aquilo) de quem (ou de que) se fala. é fundamental identificá-las. portanto. quanto.te é pronome de segunda pessoa.Eu já te disse: não quero falar sobre ele! .eu é pronome que indica a primeira pessoa. A cada um desses elementos corresponde uma pessoa do discurso. portanto. Ex: Quanto custa o ingresso? Você pagou quanto por essa mercadoria? Como o pronome.Os principais pronomes interrogativos são: Variáveis: Qual. aquele a quem se fala. Quanto tempo é necessário para realizar esta tarefa? Não sabemos quantos alunos faltaram. c. no caso. está relacionado às pessoas do discurso. b.

pois todas as regiões seriam rapidamente atingidas pelos efeitos mortíferos das explosões. pois. criou uma situação ímpar na história da humanidade. Tiago. Nunca deve ser escrita em período único. a introdução é formada pelo primeiro parágrafo. Não haveria como sobreviver a um conflito dessa natureza. Procure apresentar fatos objetivos que servem de base para sua abordagem. de quem se fala. daqui a algum tempo. p. MODELO DE TEXTO DISSERTATIVO Texto dissertativo é divido em três partes Introdução A grande produção de armas nucleares. as consequências de apenas algumas explosões seriam tão extensas que haveria forte possibilidade de se chegar ao aniquilamento total da espécie humana. Argumentação A capacidade de destruição das novas armas é tão grande que. 47) Introdução De acordo com Ernani Terra e Nicola. ou simplesmente não haverá mais convivência de espécie alguma. O segundo período deve lançar as ideias a serem explicitadas no desenvolvimento. Não cometa o erro de apenas exemplificar com notícias ou fatos conhecidos por todos. Pela primeira vez. a fim de persuadir o leitor. em escala mundial. é a parte da dissertação que comprova sua ideia inicial. em que o autor apresenta uma série de argumentos. ocupa em torno de 5 ou 6 linhas. os homens têm nas mãos o poder de extinguir totalmente a sua própria raça da face do planeta. ou seja. Em redações com 30 linhas. ou seja. ao homem uma saída: mudar essa situação desistindo da corrida armamentista e desviando para fins pacíficos os imensos recursos econômicos envolvidos nessa empreitada suicida. no exemplo dado.. Busque dividir a introdução em dois ou três períodos. Desenvolvimento sem fundamento certamente é superficial. em que o autor define o tema que será apresentado e apresenta uma tese. Desenvolvimento ou argumentação É constituída pelos quatro parágrafos subsequentes. com seu incrível potencial destrutivo. (Texto adaptado do artigo “Paz e corrida armamentista” in Douglas Tufano. . ordenados logicamente. uma opinião a qual irá defender acerca do tema proposto. se fossem usadas num conflito mundial.ele é pronome que indica a terceira pessoa. Ou os homens aprendem a conviver em paz. Conclusão Só resta.

o autor deve amarrar as ideias para transmitir uma mensagem ao leitor. Exemplo: Tempo . uma forte transformação da rocha .O solo é influenciado pelo clima. É aqui o espaço para relacionar com outros aspectos interessantes ao tema. pelo contrário. Espaço . que só o sofrimento é real. classificação ou aleatoriamente. Presta-se bem à indicação de características. Terceiro parágrafo: a argumentação está centrada nas necessidades de ordem espiritual. Quarto parágrafo: Nesse deve ampliar o seu horizonte. que confronta ideias.O primeiro parágrafo apresenta a opinião. universalizando o argumento. Não se trata de copiar a mesma ideia.” (Arthur Schopenhauer) 3. dia a dia. processos. os solos são profundos. Os próximos argumentam. preferência. sempre oferecendo o complemento necessário à afirmação estabelecida na frase nuclear. sem fugir do assunto principal. encontra no seu desenvolvimento um segmento causal e.A ideia principal. Primeiro. fatos. Nos climas úmidos.Causa e consequência . a velhice. perde a dimensão de humanidade que abriga em si. em outras situações. isto é. mas retomá-la com embasamento. falta de exercícios sistemáticos e demasiada permanência diante de computadores e aparelhos de TV. Desse modo.Muitos parágrafos dissertativos marcam temporal e espacialmente a evolução de ideias. Muito depois. inventou a escrita e só muitos séculos mais tarde é que passou à comunicação de massa.Comparação . porque os seus olhos teimam apenas em ver as coisas imediatistas e lucrativas que o rodeiam. seguindo-se os critérios de importância. A conclusão deve manter relação muito forte com o parágrafo inicial. Exemplo: O adolescente moderno está se tornando obeso por várias causas: alimentação inadequada. um segmento indicando consequências. o homem aprendeu a grunhir.Tempo e Espaço . Segundo parágrafo: o autor argumenta a partir das necessidades de ordem material. porque já estamos nos convencendo de que a felicidade é uma ilusão. para assim satisfazer as necessidades da coletividade. muitas vezes. de modo que hoje somos obrigados a viver numa sociedade fria e inamistosa. É aqui o espaço para demonstrar conhecimento sobre o assunto. processos. 4. é dominada por um vago e persistente sentimento de dor.A comunicação de massas é resultado de uma lenta evolução. Existe nessas regiões uma forte decomposição de rochas. Quinto parágrafo: aqui a argumentação está centrada na organização da sociedade. Depois deu um significado a cada grunhido. AS DIFERENTES FORMAS DE ESCREVER UMA DISSERTAÇÃO 1. Exemplo: O homem.Enumeração . fenômenos e apresenta-lhes as semelhanças ou dessemelhanças. Exemplo: “A juventude é uma infatigável aspiração de felicidade. funções. 2. situações. Conclusão Ocasião em que se retoma o assunto principal ou pode-se apresentar uma solução (quando a abordagem permite).A ideia principal pode-se desenvolver por meio da comparação.Caracteriza-se pela exposição das informações. Pode-se enumerar. O espírito competitivo foi excessivamente exercido entre nós.

exemplificar e aclarar as ideias para torná-las mais compreensíveis. recém-oxigenado. Exceto no cordão umbilical e na ligação entre os pulmões e o coração. Exemplo: “Artéria é um vaso que leva sangue proveniente do coração para irrigar os tecidos.Explicitação . a camada do solo é pouco profunda (Melhem Adas). Na artéria pulmonar. 5. pode-se conceituar. mais escuro e desoxigenado. porém.Num parágrafo dissertativo.em terra pela umidade e calor. Nas regiões temperadas e ainda nas mais frias. todas as artérias contêm sangue vermelho-vivo.” . que o coração remete para os pulmões para receber oxigênio e liberar gás carbônico. corre sangue venoso.