You are on page 1of 5

PLANO DE ENSINO

Escola: Curso: Unidade: Ciências Jurídicas e Sociais Direito – 7BM

Nº Formulário:

Professora:

Simone Rezende Carneiro

Data: Disciplina Código

PréCarga Período Período Requisito Horária Ministrado Direito Civil VI - Sucessões D - 701 D - 601 80h 7º sem. 1º/2013 Ementa Conceitos e fundamentos. Da sucessão em geral. Da sucessão legítima. Da sucessão testamentária. Do inventário e da partilha. Contribuição para o perfil do egresso Ao final do semestre o aluno deverá estar apto a compreender, analisar e aplicar o sistema jurídico que rege as relações envolvendo o Direito das Sucessões. Objetivos Objetivo geral: Compreender os princípios e normas expressos no Direito das Sucessões, visando a aplicá-los no exercício da função de operador do Direito. Objetivos específicos: 1. Compreender, conceituar e distinguir os fundamentos gerais da sucessão hereditária. 2. Compreender, identificar e definir os princípios, elementos e características da sucessão legítima. 3. Compreender, identificar e conceituar os princípios, elementos e características da sucessão testamentária. 4. Identificar, definir e aplicar em operacionalização de tarefas os principais elementos e características do inventário e da partilha. Conteúdo programático 1. Conceitos e fundamentos. 2. Da sucessão em geral. 2.1. Disposições gerais. 2.2. Da herança e de sua administração. 2.3. Vocação hereditária. 2.4. Aceitação e renúncia da herança. 2.5. Dos excluídos da sucessão. 2.6. Herança jacente. 2.7. Da petição de herança. 3. Da sucessão legítima. 3.1. Da vocação hereditária. 3.2. Dos herdeiros necessários. 3.3. Direito de representação. 4. Da sucessão testamentária. 4.1. Do testamento em geral. 4.2. Da capacidade de testar. 4.3. Das formas ordinárias de testamento 4.4. Dos codicilos. 4.5. Dos testamentos especiais. 4.6. Das disposições testamentárias. 4.7. Dos legados. 4.8. Do direito de acrescer. Página 1 de 5

principalmente do Direito Constitucional. análise de situações-problema. • Avaliação 1 (A1) Todas as Disciplinas: A 1ª avaliação deverá ser realizada até o 10º encontro de aula conforme cronograma estabelecido e supervisionado pela coordenação de curso. Do pagamento das dívidas.7. 5. ficando a critério do docente da disciplina.13. Da revogação e do rompimento dos testamentos. forma e periodicidade desta avaliação no plano de ensino. 4.5.1.4. Avaliação Conforme critério estabelecido em Resolução nº 01/2012 do Conselho Superior (CONSUP) da Faculdade Projeção. Do inventário e da partilha.10. Da garantia dos quinhões hereditários. Avaliação 2 (A2) Todas as Disciplinas sem Prova Institucional : A 2ª avaliação deverá ser realizada até o 18º encontro de aula conforme cronograma estabelecido e supervisionado pela coordenação de curso e ficando a critério do docente da disciplina.9. Pesquisas e utilização da Internet. que deverá apresentar tipo. o conhecimento será ministrado de forma interdisciplinar de modo a envolver os princípios e elementos constantes em outros ramos da Ciência Jurídica. Das substituições.11. dentre outros. a avaliação da disciplina é feita oficialmente por meio de duas avaliações.2. debates. Metodologia de ensino Nº Formulário: O curso se desenvolverá mediante aulas expositivas dialogadas. Articulação com outras disciplinas do curso O ensino do Direito das Sucessões está articulado principalmente com o Direito Constitucional. Dos sonegados. bem como Dinâmicas de Grupo. mediante roteiros de estudo e leituras de jurisprudências pertinentes para serem discutidas em sala de aula. Direito Civil e Direito Processual Civil. Direito Civil e Direito Processual Civil. a interação.12. 4.PLANO DE ENSINO 4. estudo de caso. discussão de textos em grupos. Retro-projetor ou Data Show.3. 5. Do testamenteiro. Recursos instrucionais Aulas expositivas com uso de quadro negro. 5. 5. Da partilha. trabalhos individuais e em grupo. chamadas respectivamente de “Avaliação 1” (A1). sendo que esta consiste em trabalhos ou seminários ou relatórios ou atividades em grupo e uma prova dos conteúdos ministrados. 4.6. Articulação com o exame nacional de desempenho dos estudantes . e “Avaliação 2” (A2). que deverá apresentar tipo. forma e periodicidade desta avaliação no plano de ensino. Do inventário. com incentivo às pesquisas. 5. Da anulação da partilha.ENADE O ensino do Direito das Sucessões está contextualizado com a forma de avaliação exigida no ENADE – Exame Nacional de Desempenho de Estudantes. a prova será de conteúdos cumulativos e o aluno deverá fazer individualmente e de forma presencial. a colaboração. Da redução das disposições testamentárias. Assim. 4. a reflexão e a exploração. Página 2 de 5 • . Das colações. 5. 5. leituras. 5. Da deserdação. A metodologia aplicada incluirá a dedução.

na disciplina (MF) igual ou superior a 6. do desempenho acadêmico parcial ou final do aluno.PLANO DE ENSINO • Nº Formulário: Avaliação 2 (A2) Disciplinas com Prova Institucional: A prova elaborada por um colegiado de professores.    A Prova Final é a última oportunidade de avaliação na disciplina para o aluno. ainda no respectivo semestre letivo. que substituirá. O aluno poderá fazer a Prova Substitutiva sem motivo justificado.0 (seis) e igual ou superior a 2. Ao aluno que obtiver Média Final (MF) inferior a 6. internos ou externos à IES. terá 60% (sessenta por cento) da 2ª avaliação (A2) sendo que os outros 40% (quarenta por cento) ficará a critério do docente. diferentemente da avaliação substitutiva tradicional onde é de 06 (seis) dias conforme calendário acadêmico. O aluno com direito à Prova Final será aprovado quando obtiver nota igual ou superior a 6. a critério do aluno. Pois é plausível que o aluno do curso de Direito saiba não apenas escrever corretamente. a realização da Prova Substitutiva. que será resultante da média aritmética entre a média final (MF) e a nota da Prova de Prova Final (PF). dentro do prazo estipulado. uma das provas não realizadas. na pauta acadêmica eletrônica. resultante da média aritmética das 02 (duas) avaliações aplicadas no decorrer do semestre letivo. Considera-se aprovado. Página 3 de 5 . por ocasião das incorreções e/ou imperfeições gramaticais ou erros de grafia. junto à Central de Atendimento ao Aluno. A Prova Substitutiva será aplicada após o término do período de provas regulares. no prazo definido no Calendário Acadêmico. mas. Observação: O emprego correto do vernáculo será levado em consideração na correção de todas as avaliações compreendendo questões discursivas. Assim: MFD = MF + PF 2 O registro. também. o aluno fará somente uma Prova Substitutiva. devendo pagar a taxa correspondente. Prova Substitutiva: Ao aluno que tenha faltado à avaliação agendada é facultado o direito de requerer. para demonstrar o seu conhecimento sobre a disciplina.0 (seis).0 (seis) na Média Final Definitiva (MFD). no mesmo semestre. conforme segue as orientações abaixo:   O pedido só será aceito a partir do pagamento da taxa. na disciplina o aluno que tenha cumprido a exigência de frequência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) e obtido uma média final. concatenar suas ideias de modo a expressá-las da maneira clara e correta. onde poderá ser descontado até 10% da nota de cada questão discursiva.0 (dois) na disciplina. A Prova Substitutiva abrangerá toda a matéria lecionada no semestre e substituirá uma das provas não realizadas   Observação: Para a Prova Substitutiva de Prova Institucional o prazo será de 03 (três) dias para impetrar pedido. Em caso de perda de mais de uma prova da mesma disciplina. que compreende frequência e nota da aprendizagem é de responsabilidade do Professor. conforme definido em calendário acadêmico. será dada a oportunidade de realizar uma Prova Final (PF). denominada Prova Institucional (PI). não sendo permitidos a realização de trabalhos ou seminários ou relatórios ou atividades em grupo como composição de nota para a A2. Não haverá Prova Substitutiva para o aluno que faltar no dia da aplicação da Prova Final.

MONTEIRO FR. devendo anexar o documento avaliativo de justificativa original para comprovar e fundamentar sua solicitação. São Paulo: Saraiva. RODRIGUES. Silvio de Salvo. São Paulo: Atlas. 6. São Paulo: Saraiva. o acadêmico deverá estar em sala de aula no horário de início das aulas.Com relação aos horários das avaliações. DA SILVA. Curso de direito civil brasileiro: direito das sucessões. Vol. Direito Civil: direito das sucessões. Ana Cristina de B. 5. a partir da data de divulgação da nota. NADER. Direito Civil Brasileiro: direito das sucessões. 6. Rio de Janeiro: . sugere-se aos alunos que discutam qualquer problema de ordem acadêmica ou pessoal referente à disciplina com o professor antes de tomar uma atitude unilateral junto à Coordenação do Curso de Direito. Bibliografia Complementar: 1. São Paulo: Página 4 de 5 Curso de direito civil: direito das sucessões. 3. Grandes temas de direito de família e das sucessões. 2.. São Paulo: Saraiva. Euclides Benedito de. . Paulo. Direito de herança: nova ordem da sucessão. CAMARGO. Theodureto de Almeida. Maria Helena. Washington De Barros. Silvio. OLIVEIRA. Carlos Roberto. na nota final levar-se-á em conta a participação e interesse do aluno no decorrer do semestre e a sua presença em sala de aula. DATAS DAS PROVAS 21/03/2013 – Estudo de caso (exercício avaliativo) 18/04/2013 – Prova 1 (A1) 20/06/2013 – Prova 2 (A2) 27/06/2013 – Prova Substitutiva Bibliografia Bibliografia Básica: 1. Entretanto. DINIZ. Vol. por meio de processo próprio junto à Central de Atendimento ao Aluno da Instituição. no prazo de 7 (sete) dias. Curso de direito civil. São Paulo: Saraiva. Vol. MONTEIRO. . Regina Beatriz Tavares. devendo o mesmo solicitar a segunda chamada. Direito civil: direito das sucessões. Forense. 4. VENOSA. GONÇALVES. Após a entrega e saída do primeiro aluno da prova não será permitida a entrada dos alunos retardatários para realizá-la. São Paulo: Saraiva. 4. Direito das sucessões.Ainda. Vol.PLANO DE ENSINO Nº Formulário: O aluno que discordar do resultado da sua avaliação poderá recorrer. 2. formalizando pedido de revisão. 6. 3. objeto da revisão.

15/02/2013 2. Disposições testamentárias patrimoniais. Pagamento de dívidas. (A1) Disposições patrimoniais nulas. Disposições gerais. Instituição de herdeiros e legatários. Testamentária. Aceitação e renúncia da herança. 31/05/2013 17. 1. 10/05/2013 14. 22/02/2013 3. 08/03/2013 5. relativamente à indignidade sucessória e à deserdação. Partilha e sobrepartilha. 19/04/2013 11. Compromisso do inventariante. 01/03/2013 4. 28/06/2013 21. pagamento e caducidade. Segunda avaliação. Abertura da sucessão. Sucessão do companheiro. Cronograma de atividades ENCONTRO ATIVIDADE Aula de Apresentação – Plano de ensino. Recesso. 15/03/2013 6. Herança jacente e vacante. Exercícios revisionais para a A1. Inventário e partilha. Da sucessão legítima. 03/05/2013 13. 07/06/2013 18. Da vocação hereditária. 05/04/2013 9. Invalidade. Da sucessão em geral. Conceitos e fundamentos. Disposições gerais. Cláusula de inalienabilidade. Do testamento em geral. Sobra de patrimônio e redução das disposições patrimoniais. 29/03/2013 8. 05/07/2013 Página 5 de 5 . Primeira avaliação. Sonegados. Sucessão legítima. 12/04/2013 10. Revogação e rompimento do testamento.PLANO DE ENSINO Nº Formulário: Saraiva. Direito de acrescer. Revisão de conteúdo para a prova. Administração da herança. Inventário judicial e extrajudicial. 24/05/2013 16. 22/03/2013 7. Avaliação substitutiva. (A2) Análise de caso concreto e real – interdisciplinaridade com o Direito de Família (estudo do posicionamento dos tribunais). Histórico. Colação. 14/06/2013 19. Disposições testamentárias anuláveis e ineficazes. Legados: objeto. Cláusula de inalienabilidade. Indignidade e deserdação. Exercícios. Estudo de caso (exercício avaliativo). Disposições testamentárias anuláveis e ineficazes. Da sucessão testamentária. Formas de testamento. Projeto de Lei 118/2010 – Dá novo tratamento aos institutos da exclusão da herança. Sobra de patrimônio e redução das disposições patrimoniais. 17/05/2013 15. 21/06/2013 20. Títulos sucessórios diversos. 26/04/2013 12. Disposições patrimoniais nulas.