You are on page 1of 13

ANÁLISE DO NOVO TESTAMENTO III

BIBLIOGRAFIA: 1 – HALE, Broadus David. Introdução ao Estudo do Novo Testamento. Tradução de Cláudio Vital de Souza. JUERP, 1986. 2 –GUNDRY, Robert H. Panorama do Novo Testamento, Rio de Janeiro, Ed. Vida Nova 3 –TENNEY, Merrill, O Novo Testamento, Sua Origem e Análise, Rio de Janeiro, Ed. Vida Nova 4 – BAXTER,Sidlow Examinai as Escrituras Vol. 5 e 6, Rio de Janeiro, Ed. Vida Nova 5 - Comentário Bíblico Brodman 6 – RHYMER, Jopseph. Atlas Ilustrado do Mundo Bíblico. Do original “The New Illustrated Biblie Atlas”. Edição Integral, São Paulo, Melhoramentos/Círculo do Livro, 1985. 7 – TOGNINI, Enéas. O Período Interbíblico. 7ª edição, Revisto, Atualizado e Ampliado pelo Autor. São Paulo, Louvores do Coração Ltda. 8 - ________ A Bíblia Sagrada. 9 - ________ A Bíblia de Jerusalém. Edições Paulinas, S. Paulo.

EPÍSTOLAS DA PRISÃO (Ou do Cativeiro) 1 - Aspectos Introdutórios Escritas durante o período de aprisionamento Ordem na Bíblia: Efésios, Filipenses, Colossenses, (...), Filemom Ordem cronológica: Efésios, Colossenses e Filemom – na mesma época Filipenses – no final do aprisionamento Períodos de Aprisionamento de Paulo _ Cesaréia – Atos 23 a 28 _ Roma – aguardando julgamento perante César – Atos 28 (a posição tradicional e que as epístolas da prisão foram escritas neste período). _ Éfeso – Alguns estudiosos acreditam que o Apóstolo esteve preso durante um tempo de seu ministério em Éfeso, narrado em Atos 19 (texto que dão base a esta posição: I Co. 15. 32 e II Co. 1.8)

conhecidas como epístolas da prisão). 1:1 e Fm. Marcos. 3a) Saudações das mesmas pessoas: Aristarco. 2a) Onésimo deveria acompanhar Tíquico até colossos ( Col.2 – Ação de graças – versos 4 a 7. 4.I – EPÍSTOLA A FILEMOM 1 – Local e data – Foi escrita durante o período em que Paulo esteve aprisionado em Roma ( juntamente com Efésios.C. Nela Paulo apela em favor de Onésimo. 2 – Propósito – É a carta mais pessoal dentre os escritos de Paulo. _ Filemom .1 – Saudações – versos 1 e 3. Algumas ligações entre esta carta e a carta aos colossenses são: 1a) Timóteo está em companhia de Paulo (Col. Argumentos: _ o amor de Cristo. . _ Arquipo – talvez fosse filho de Filemom e pastor da igreja local. Foi endereçada a Filemom. que residia em Colossos. _ Afia – esposa de Filemom. 4:17 e Fm. 4a) Ambas fazem menção do nome de Arquipo (Col. 4. 4 – Conteúdo 4.3 – Pedido de Paulo em favor de Onésimo – versos 8 a 11.amigo de Paulo. 1). amigo íntimo do apóstolo. entre o ano 59 e 61 d. 4: 7 a 9). 3 – Tema – Misericórdia para um escravo que havia se convertido por meio do ministério de Paulo em Roma. um escravo que havia fugido para Roma. 2). 4: 10 a 14 e Fm. Lucas e Demas (Col. Filipenses e Colossenses. onde se converteu e foi transformado de um escravo inútil em um útil ( significado do seu nome) irmão em Cristo. 23 e 24).

podendo.7 – Saudações finais – versos 23 a 25. _ sua condição de prisioneiro._ sua idade avançada. Desta forma o judaísmo perdeu muito da sua religiosidade.1 – A Cidade de Colossos Situada na província romana da Frigia – Ásia Menor –às margens do rio Lico – (Vide Mapa) Distante 160 km de Éfeso O vale do lico era importante rota comercial Escoamento de produtos como lã e corantes.4 – A importância de Onésimo par o ministério de Paulo – versos 12 a 16.5 – Paulo assume a responsabilidade por Onésimo – versos 17 a 20. 4. II . _ a conversão de Onésimo.EPÍSTOLA AOS COLOSSENSES 1 .6 – Os planos do apóstolo – versos 21 e 22. Na época do domínio romano perdeu prestigio para outras cidades como hierápolis e Laodicéia (Cl. _ servir a Paulo _ Os propósitos de Deus 4.Aspectos Introdutórios 1. . 4. Adoração da deusa Cibele (deusa-mãe da terra) – Religião originário dos frígios – deusa da estação e da fertilidade Era uma religião sincretista (absorvia qualquer inovação religiosa).13). 4. mesmo uma judia ser presidente honorária de uma sinagoga e ao mesmo tempo de um templo pagão. _ se coloca no lugar dele _ assume possíveis prejuízos causados a Filemom 4.

. 7 a 9) .7. Ocasião e Data – O apóstolo Paulo deve ter escrito esta carta provavelmente quando estava preso.. Paulo queria resolver a situação de Onésimo junto a Filemom.Propósito: O perigo da introdução de uma heresia altamente destruidora da fé apostólica levou o apóstolo Paulo a fazer a maior declaração a respeito da suficiência de Cristo em todas as suas cartas.. 4. . havia uma preocupação por causa de heresias introduzidas na Igreja: a insuficiência de Cristo pelo culto sincretista ocultista. C. 10) 4 . Paulo recebera a visita de Epafras. (veja discussão sobre o assunto no livro de NT do Broadus. 4:7-9) 5 ..2 – A Epístola aos Colossenses Autoria.num período em que esteve preso durante seu ministério por volta do ano 55 d.. . A Igreja não fora organizada por Paulo. assim.7-9. 4. na sua terceira viagem missionária. Tíquico e Onésimo (1.C. mas possivelmente por Epafras e outros que foram convertidos durante o ministério de Paulo em Éfeso. . apesar das boas notícias. Filemom 1..Em Éfeso .10) estavam na companhia de Paulo.1). e Marcos (4.. conforme o relato de Atos cap. Colossenses e Filemom (Cl. aproveita-se da presença de Tíquico e envia por ele.Destinatário: Aos crentes de Colossos. Portador da carta: Tíquico (Cl. juntamente com Onésimo. três cartas: Efésios. por volta de 59 e 60 d. Provavelmente Epafras lhe trouxe notícias da Igreja de Colossos e.Em Roma (Posição mais tradicional). A Igreja de Colossos jamais tinha sido visitada por Paulo (1:7. páginas 263 a 268 e 294 a 297) 3 . .Além da preocupação doutrinária.Ocasião e propósito Paulo e Aristarco estavam preso Timóteo (1. 2:1). 28.

5 2ª Seção – Prática – 2. Efésios realça Cristo como o cabeça da Igreja. ascetismo (2:16.22.Alguns dos elementos do ensino da heresia iminente em Colossos podem ser extraídos da própria carta: ritualismo (2:16). culto a espíritos demoníacos (1:16.21). Além disso.. 2:10. o antinomianismo. onde as coisas que se faz com o corpo não afetam a alma. culto aos anjos (2:18). tem-se o ascetismo para ajudar a mortificar os desejos carnais. intelectualismo (1:28. 3 – 2.A natureza da heresia era gnóstica e. 6 .Análise do Conteúdo Estrutura 1ª Seção – Teológica – 1.A Heresia Colossenses . Nesse sentido a carta tem profundas ligações com Efésios ao ressaltar a preeminência de Cristo. 2:2. no segundo século A. enquanto Colossenses o coloca como Senhor universal.9). . mas na realidade ele era somente um espírito. 2:8). e CERINTIANISMO (derivada de Cerinto e que dizia que Cristo (um espírito) veio sobre Jesus humano no seu batismo e o deixou antes da crucificação. ficou conhecida como DOCETISMO (Jesus apenas parecia ter um corpo físico. insuficiência de Cristo (1:15-19. Jesus foi apenas um mortal. 6 O cristianismo era sempre uma religião prática e seguir a Cristo sempre tinha suas implicações ética nos relacionamentos e no viver diário III – Epístola aos Efésios 1 – Aspectos Introdutórios . . astrologia (2:8.15).6 – 4.D. antinomianismo (3:5-8). o principal desvio doutrinário era criptológico.20).A heresia estava destronando Cristo como o único Salvador (1:15-23) e estava forçando o ascetismo insano nos cristão (2:8-23). Assim.

O sucesso da missão de Paulo em Éfeso tinha ameaçado a venda de modelos em prata do templo de Diana e os ourives provocaram um alvoroço público de protesto (At.1.1 Identificação – 3. cujo templo depois de ter sido destruído em meados do século IV a. 6:21. 1.20 .Efésios. Arquipo é mencionado como um dos receptores de Filemom como é mencionado em Colossenses (Col. Col. . Foi provavelmente de Éfeso que esta carta partiu.1 . 3. Não é encontrada no manuscrito mais antigo. 6. A inscrição “em Éfeso” foi incorporada na reunião das cartas de Paulo. 17 – 35) – grau de afeto do Apóstolo e o conhecimento que tinha da igreja.16 . 4:9) e que parece ser o escravo fugitivo de Filemom (Filemom 10 e ss.Autenticidade . 4:17). Neste ambiente de prosperidade econômica e paganismo é que vivam os crentes de Éfeso. 4.dá a entender que uma carta estava circulando na província romana da Ásia.) e nas versões antigas.Não menção de um a igreja ou grupo de igrejas. Era a sede do culto à deusa Diana ( ou Ártemis). 2 .Evidências Internas Nome do autor -1. foi pouco a pouco reedificado até tornar-se uma das sete maravilhas do mundo.Aos Laodicenses (Cl. 3. o P46.Destinatários – Aos Efésios. Colossenses e Filemom estão intimamente ligadas e considera-se que foram escritas num mesmo período: Tíquico é o portador de Efésios e Colossenses (Ef.16) .1.1) – Aparece no volume dos manuscritos gregos antigos (desde o IV séc.). A carta foi escrita de maneira desapegada Aos Colossenses 4.. Éfeso tornou-se a capital da província romana da Ásia e um porto comercial ativo. C.O título “Aos Efésios” não é parte da carta A Expressão “em Éfeso” (1. 19:23 ss.Uma Carta Circular Ef. Uma Carta Circular? .1. Aos Laodicenses.). 1739) É a carta mais impessoal de Paulo. embora tenha trabalhado em Éfeso por 3 anos (Atos 19) O discurso aos Anciãos de Éfeso feito por Paulo (Atos 20. 4. Nem no Sinaítico e no Vaticano nem em dois importantes manuscritos gregos posteriores (424. Onésimo é o companheiro de viagem de Tíquico (Col. 4:7).

Evidências Externas Tradição cristã Pais da Igreja: Clemente de Roma. 6 – Conteúdo 2ª Parte – exortações Práticas – Capítulos 4 a 6 Palavra-chave – “ANDAR” . enviada ás igrejas ao longo da rota de Éfeso Foi enviada juntamente com Colossenses e Filemom por meio de Tíquico Tiquico foi instruído a ler esta carta nas igrejas Contém muitas das doutrinas da fé cristã.. 1 a 3 – resumo das grandes e eternas verdades da fé cristã Cap. Inácio e Policarpo usaram esta carta Marcião. Propósito – Conforme Broadus 5 – Estrutura Método de Paulo – 1º Base doutrina e em seguida o aspecto prático da vida cristã resultante desta base Cap. que seriam úteis para evitar a propagação da heresia colossense. Tertuliano e Origines – autoria paulina Todas as relações do NT – Paulo como autor Argumentos Contra e a favor: Vocabulário e Estilo Doutrina Laços Literários com Outros Escritos Veja discussão – Broadus – páginas – 272 a 280 4 – Ocasião e Propósito A Epístola as Colossenses precede aos Efésios (cronologicamente) È uma carta impessoal. 4 a 6 – Exortação – O crente deve estar cônscio de sua responsabilidade de auxiliar a igreja a cumprir seu papel no plano e propósito de Deus na história. Irineu. Clemente de Alexandria.

17 – 24 2) Pecados que podem destruir a unidade – 4. 15 – 21 Aspectos Práticos: Obrigações espirituais – 4. 1 – 6 Nossa parte no corpo de Cristo – Precisamos de uma nova atitude que se caracteriza pela mansidão.11 Crescimento externo (do corpo) – justa cooperação de cada parte III – Exortações Para Evitar a Velha Vida – 4. humildade. 17 – 5. 22 – 6. 3 – 14 Como evitar andar na luz . 9 I – O terreno Para a Unidade – 4. 2 Andar como filhos da luz 5. 3 – 14 Andar com sabedoria – 5. 1 – 6 Obrigações morais – 4.6 II – A Diversidade dos Dons – 4. longanimidade Os sete fundamentos –versos 4 . 7 . 17 – 32 Andar em amor – 5.16 Cada um de nós crescendo para sermos o que Deus nos chamou para ser no corpo de Cristo Crescimento interno (individual) – 4. 25 5. 2 Mentira (por de lado) Irritação (limitada) Roubo (generosidade) Palavra torpe ( palavra que edifica) Andar em amor = dar mais do que receber (como Cristo) 3) Pecados Sensuais Que Corropem – 5. 21 Obrigações sociais – 5. 7 – 5. 1. 14 1) Vícios da velha vida – 4. 1 – 6 Andar na Nova Vida em não na velha vida – 4.Andar no Espírito 4.

numa cordilheira que separava a Trácia da Macedônia . deu seu nome à cidade. C.Uma antiga vila da Trácia . pai de Alexandre.Crenides . 15 – 21 Andar cautelosamente – verso 15 Se encher do Espírito – verso 18 Submissão mútua – verso 21 V – Unidade em Várias Relações – 5.servir IV – EPÍSTOLA AOS FILIPENSES Broadus – páginas 282 a 292 1 – Aspectos Introdutórios . Era rica em ouro e prata e tornou-se um importante centro comercial.Localização – Situada numa passagem. passou .9 Mulher – submissão = estar debaixo da missão Marido – amor a esposa e a família Filho – obedecer Pais – criar os filhos na disciplina (“paidéia” = treinamento que produz reação automática) Empregado – servir Patrão .IV – Virtudes Para o Cristão Praticar – 5. 22 – 6. A partir de 168 a.A Epístola .Origem – Felipe.reflete a intimidade e confiança mútua entre a igreja e o seu fundador 2 – A Cidade de Filipos .

um de seus membros (4:10-18). Em 42 tornou-se colônia e em 31 d. a doação dos filipenses (2.Paulo visitou a igreja (II Co.Cidade não possuía sinagoga _ poucos judeus .Acusar o recebimento da oferta enviada pela igreja por mão de Epafrodito. por meio de Epafrodito. 1. 5 – Autoria a) Evidências Internas O nome do autor . 25. 15 – 19) . seus habitantes se ganharam estatus de cidadãos romanos 3 – Paulo e os Cristãos Filipenses .Conversões – Lídia e sua casa – O carcereiro e sua família . 4.A carta foi lavada por Epafrodito quando retornou da visita Propósito .1 Referências Pessoais b) Evidências Externas Tradição cristã 6 – Estrutura .Fp. 3 – 6) 4 – Ocasião e Propósito . bem como confortar a Igreja quanto à saúde de Epafrodito.Paulo e Silas forma presos.9. 1. 20. 14 – 18) . 5 – 7 .Paulo recebeu na prisão.para o domínio romano. At.12 – 18. Paulo exigiu retratação pública – demonstração de que os cristão não estavam contra a lei romana .A cidade foi evangelizada por Paulo (em companhia de Lucas e Silas) em sua segunda viagem missionária . além de dar notícias de Paulo quanto à sua prisão e o andamento do processo.5. 1. 2. 11. Fl. C.Após a partida do Apóstolo a igreja perseverou e tornou-se sua sustentadora no ministério (II Co. 4. 7.

Ousadia na proclamação .1.. suas ambições Saudações 1.Foi manifesto à guarda pretoriana (o motivo – Cristo) . 2.È uma carta pessoal Um amigo escrevendo para amigos Paulo não usa títulos (Apóstolo. 1.) Escreve na primeira pessoa A nota dominante é Alegria = 1.Encorajamento dos irmãos . servo. 9 – 11 – para o crescimento espiritual III – Relatório da situação de Paulo – 1.4. 12 – 26 Como o apóstolo vê seu encarceramento contribuiu para o progresso do evangelho: . 1. 3.2 Remetente – Paulo (Timóteo está em sua companhia) Destinatários – igreja de Filipos (na Macedônia) “Bispos e Diáconos” = liderança Bispo = função (supervisão) pastor = função (cuidar do rebanho) 7 . 4. 18. 10 Revela suas lutas espirituais.Analise do Conteúdo Regozijo do Crente em Cristo (1. 3 – 30) I – Ação de graças – 1..Expectativa de ser solto da prisão IV – Exortação para um comportamento digno – 1. suas falhas. 3 – 8 = o amor do apóstolo – cooperação dos filipenses II – Oração intercessória – 1. 2.17. 27 – 30 Firmes no Senhor Unidos no mesmo espírito Lutando pelo Evangelho Não intimidados (= debandando – assustados) Fortalecidos com a graça (para suportar sofrimentos) Constantes no combate .

que estão fora) “Mutiladores” – prática da circuncisão (queriam a circuncisão dos gentios) .) I – Admoestação contra os inimigos de Cristo (judaísmo / judaizantes) -3.Regozijo no Serviço do Cristo Crucificado (Exortações à unidade e autonegação -2. mas muda de assunto (3. 1) Paulo começa a exortação.. 12 – 16 ‘desenvolvei a salvação’ – salvação = graça – graça = favor não merecido ‘do mesmo modo obedecei´. Motivação para o trabalho – Deus está operando (3.2.. Paulo se refere aos judaizantes = maus obreiros (alienados.Cristo era Deus – foi obediente ‘desenvolvei a vossa salvação’ = um trabalho obediente IV – O regozijo no auxílio de Deus para a salvação (desenvolver a salvação) – 2. 2 – 14 “ cães” – animal impuro (no judaísmo) – os judeus consideravam os gentios como impuros. 1 – 4. 1 – 4. 1 – 30) I – Regozijo na mútua concordância e humildade – 2. já existindo como Deus. escolheu o caminho da humilhação Exemplo de Cristo – obediência a Deus III – O Seguir prático do exemplo de Cristo – 2. 5 – 11 Exemplo de Cristo – humilhação e exaltação – Contraste com o primeiro Adão 1º Adão – desejou ser como Deus Cristo.18. 1 – 4 II – Exemplo da humilhação e exaltação de Cristo – 2.1) Regozijo em Cristo Como Salvador e Senhor (3. 17.

2.“Circuncisão verdadeira” – sinal característico dos judeus (povo eleito) circuncisão para Paulo – Rm.1 Membros da comunidade que reivindicavam ter uma compreensão mais profunda da graça. 15 – 4. 5) Regozijo em Cristo como Salvador e Senhor - .29 “Prossigo para o alvo” = maturidade cristã – ser aprovado por Deus II – O perigos da devassidão – 3. Comportavam-se como os coríntios que apoiavam a imoralidade (ver II Cor.