You are on page 1of 2

SIMULADO CESPE

Ministério tem projeto para o Palácio Capanema, anunciado como sede da Rio 2016 O anúncio feito na semana passada em Londres, pelo governador Sérgio Cabral, de que o Palácio Gustavo Capanema, no Centro, servirá como sede do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de 2016 (CO-Rio) e da Autoridade Pública Olímpica (APO), órgão que vai gerenciar os preparativos do evento, se transformou em polêmica. Referência da arquitetura modernista, o prédio tem hoje a maior parte de seus andares ocupados pelos ministérios da Educação e da Cultura, que não foram informados previamente da decisão. Como informou nesta quarta Ancelmo Gois na sua coluna em O Globo, entre os que foram apanhados de surpresa, está o ministro da Educação, Fernando Haddad. Os Jogos Olímpicos não estavam previstos num projeto desenvolvido há dois anos em parceria entre o governo federal e a Unesco. Na época, uma concorrência pública selecionou um grupo de pesquisadores para, com recursos da União repassados pela Unesco, trabalhar na proposta de transformar o Palácio Gustavo Capanema no Centro de Memória da Educação Brasileira. O prefeito Eduardo Paes, que chegou a anunciar o desejo de as entidades olímpicas se instalarem na Zona Portuária, voltou a afirmar que a escolha do Capanema teve seu apoio. Já o presidente do Comitê Organizador da Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, reconheceu não saber ainda se o prédio atenderá às suas necessidades. Ele disse que não partiu do CO-Rio 2016 a divulgação do plano para o palácio: “Não fui eu quem anunciou. No dia em que visitarmos o local, poderei responder. Primeiro, tenho que ver o espaço ”.
O Globo on line, 03/02/2010

4. As palavras “anúncio” e “Portuária” acentuam-se de acordo com a mesma regra de acentuação gráfica. 5. O emprego da preposição “de” (l. 2) deve-se à regência do substantivo “anúncio”. 6. O trecho “que vai gerenciar os preparativos do evento ” (l. 6-7) constitui uma oração adjetiva com função explicativa. 7. A substituição de “há” (l. 16) por “fazem” mantém a coerência e a correção gramatical do período. 8. O emprego da vírgula logo após “época” (l. 17) justifica-se por isolar termo adverbial, com noção de tempo, deslocado do final para o começo do período. 9. A supressão do sinal indicativo de crase em "às suas necessidades" (l. 29) preservaria a correção gramatical e a coerência do texto. 10. O vocábulo “se”, nas linhas 24 e 28, apresenta o mesmo valor gramatical em ambas as ocorrências. 11. A expressão “Referência da arquitetura modernista” (l. 7-8) – que funciona sintaticamente como aposto explicativo – está relacionada ao termo “prédio” (l. 8). 12. O conectivo “Como” (l. 11) pode ser substituído por “Segundo”, “De acordo com o que”, “Consoante” ou “Conforme” sem que haja prejuízo para os sentidos do texto. 13. Substituindo-se o termo sublinhado em “uma concorrência pública selecionou um grupo de pesquisadores” (l. 17-18) por um pronome pessoal correspondente, considerando a função sintática do trecho, obtém-se: uma concorrência pública selecionou-os. 14. O deslocamento da expressão “com recursos da União repassados pela Unesco” (l. 19-20), com as vírgulas que a acompanham, para antes de “um grupo (l. 18), apesar de manter a correção gramatical, altera as relações semânticas do texto. 15. A contração da preposição “de” com o artigo “a”, na linha 24, mantém a correção gramatical do texto.

5

10

15

20

25

30

Acerca dos aspectos linguísticos do texto acima e das ideias nele desenvolvidas, julgue os itens a seguir. 1. Depreende-se do texto que a escolha do Palácio Gustavo Capanema, no Centro, como sede do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de 2016 (CO-Rio) e da Autoridade Pública Olímpica (APO) não apresenta consenso entre autoridades. 2. O autor do texto critica a escolha do Palácio Gustavo Capanema, no Centro, como sede do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de 2016 (CO-Rio) e da Autoridade Pública Olímpica (APO). 3. O Palácio Gustavo Capanema foi transformado, com recursos da União repassados pela Unesco, no Centro de Memória da Educação Brasileira.

"O único limite à realização do futuro são as dúvidas do presente. não se admite a substituição de “concederam” por “concedeu.3) para o início do período. conquanto. já que o sujeito da oração apresenta dois núcleos: agência e Comitê. 16) por acerca de. já que. sem prejuízo para a correção gramatical do período e sem alteração das informações originais. com os devidos ajustes nas letras maiúsculas e minúsculas. avalia a S&P. 31) pelo pronome “que” mantém a correção gramatical e o sentido original do texto. Por conta da legislação brasileira e da "forte gestão que prevalece no Estado nos últimos três anos". porque. a Standard & Poor's acredita que com uma economia forte e diversificada o estado irá manter sua qualidade de crédito no médio prazo O Estado do Rio de Janeiro tem atualmente o PIB per capita estimado em cerca de 25% acima da média do Brasil. A substituição do pronome “quem” (l.br (com adaptações) 5 10 15 20 17. o que dá maior agilidade para solução de "desafios fiscais". 18. A conjunção “pois” (l. Além disso. O governador Sérgio Cabral comemorou o resultado da análise. Internet:www.rio2016. ser substituída por qualquer uma das seguintes: visto que. porquanto. Com o deslocamento da forma verbal “concederam” (l. A agência também lembra que o Rio tem uma baixa dependência de transferências federais. Vamos avançar com fé e firmeza." Franklin Roosevelt . 19. Sede dos jogos de 2016 recebe selo de qualidade para investimentos estrangeiros A agência de classificação de risco Standard & Poors (S&P) e o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos concederam grau de investimento ao Rio de Janeiro. o desenvolvimento dos novos campos de petróleo vai continuar dando suporte à economia no médio prazo. pois a decisão abre as portas para investidores estrangeiros. 6) pode. “a concessão do grau de investimento significa um selo de qualidade internacional para a gestão atual”. A seleção vocabular e as estruturas sintáticas do texto são adequadas para o emprego em uma correspondência oficial. Estaria gramaticalmente correta a substituição de “cerca de” (l. 20. Segundo ele.org. palco dos Jogos Olímpicos de 2016.16.