You are on page 1of 25

Direito Penal

Prof. Ronaldo Marinho PREPARATÓRIO OAB 2013 ronaldo.se@oi.com.br Facebook: Ronaldo Marinho

CULPABILIDADE
Conceito: “A culpabilidade é o juízo de censura que recai sobre a conduta típica e ilícita, é individual”. TEORIAS: a) Psicológica (confunde-se com 0 dolo e a culpa); b) Psicológica-normativa (dolo e culpa integram a culpabilidade); c) Normativa pura (finalista – adotada Brasil)

a culpabilidade é composta pelos seguintes elementos: A) imputabilidade B) potencial consciência sobre a ilicitude do fato C) exigibilidade de conduta diversa .CULPABILIDADE Na concepção finalista.

c) Biopsicológico.IMPUTABILIDADE CRITÉRIOS PARA DEFINIÇÃO: a) Biológico (idade e doença mental). b) Psicológico. Brasil adotou critério biopsicológico (art. 26 CP) .

IMPUTABILIDADE a) Inimputável (art. c) Emoção e paixão (art.1 . 45 Lei 11. 26. 26 CP) e) Dependência de drogas ilícitas (art. 228 CF) b) Semi-imputabilidade (art. 28. II CP).343/2006) . Patológica é doença (art. I CP) d) Embriaguez – dolosa. 28. 27 CP e art. culposa e acidental (art. parágrafo único CP).

21 CP) 3 .CULPABILIDADE 2 .EXIGIBILIDADE DE CONDUTA DIVERSA (Art. 22 do CP) .POTENCIAL CONSCIÊNCIA DA ILICITUDE DO FATO (ART.

CONCURSO DE CRIMES CONCEITO E ESPÉCIES Conceito: “Ocorre concurso de crimes quando o agente com uma ou várias condutas. realiza pluralidade de crimes.” Espécies de concursos de crimes: Concurso Material Concurso Formal Continuidade Delitiva .

TEORIA GERAL DO CRIME CONCURSO DE CRIMES CONCURSO MATERIAL ou REAL (Art. 69 CP) REQUISITOS: A) Pluralidade de condutas (mais de uma ação ou omissão) gerando: B) Pluralidade de crimes. . ESPÉCIES: A)Homogêneo. B)Heterogêneo.

CONCURSO DE CRIMES CONCURSO FORMAL ou IDEAL (Art. 70 CP) REQUISITOS: A) Única conduta. normal ou próprio (caput). . b) Heterogêneo. anormal ou impróprio . B) Pluralidade de crimes. ESPÉCIES: a) Homogêneo. c) Concurso formal perfeito. d) Concurso formal imperfeito.

70) Pluralidade de condutas gerando pluralidade de crimes Conduta única gerando pluralidade de crimes Somente critérios objetivos Não se exige unidade de desígnios Somente critérios objetivos Não se exige unidade de desígnios .Diferença do concurso material para o concurso formal CONCURSO MATERIAL (ART. 69) CONCURSO FORMAL (ART.

CP). b) Crime continuado específico. parágrafo único. (Art.CONCURSO DE CRIMES CRIME CONTINUADO (Art. (art. 119) Espécies : a) Crime continuado genérico. 70 CP) Natureza Jurídica: O Brasil adotou a Teoria da Ficção. 71. (art. CP). caput. . 71.

REQUISITOS : 1. Identidade de Infração Penal (art. CP) . 4. 2. 29. 3. Liame subjetivo entre os agentes (nexo psicológico). Relevância causal das várias condutas. Pluralidade de agentes .CONCURSO DE PESSOAS Conceito: Pluralidade de pessoas participando do mesmo evento.

288 CP) b) De condutas contrapostas (art. 137 CP) c) De condutas convergentes (art. 235 CP) .CONCURSO DE PESSOAS Classificação: 1) Delitos monossubjetivos 2) Plurissubjetivos a) De condutas paralelas (art.

C) Teoria do Domínio do Fato (LFG. Adotada pelo STF no caso do Mensalão. (Clássica). Zaffaroni). .TEORIAS SOBRE O AUTOR Conceito de AUTOR: A) Teoria Restritiva ou Objetiva: autor é aquele que pratica conduta descrita no tipo. B) Teoria Extensiva ou Subjetiva ou Unitária: Essa teoria não reconhece a figura do partície.

b) Coação moral irresistível (art. 62. do CP). 22. § 2º. 20. 22. 2ª parte. 1ª parte do CP). . III CP) . d) Caso de instrumento impunível (art.O CÓDIGO PENAL PREVÊ QUATRO HIPÓTESES EXPRESSAS DE AUTORIA MEDIATA a) Erro determinado por terceiro (art. c) Obediência hierárquica (art. do CP) .

§1º. 29. 29. CP: E) Cooperação dolosamente distinta – Art.CONCURSO DE PESSOAS A) Autoria colateral. C) Autoria desconhecida D) Participação de menor importância – art. §2º. B) Autoria incerta. CP F) Circunstâncias incomunicáveis (art. 30 CP) .

.QUESTÕES OAB QUESTÃO 4 (p. 10 módulo Ciclo) De acordo com o Código Penal. C) os silvícolas inadaptados. são imputáveis: A) oligofrênicos e esquizofrênicos. B) os menores de 18 anos. D) os surdos-mudos inteiramente capazes de entender o caráter ilícito do fato ou de determinar-se de acordo com esse entendimento.

C) infração penal sui generis. conduta caracterizada como: A) contravenção. sem autorização legal. D) fato atípico.QUESTÕES OAB QUESTÃO 11 (p. para consumo pessoal. pratica. em sua residência. segundo a nova legislação sobre o tema. . substância entorpecente. 11 do Módulo Ciclo) Alguém que tenha. B) crime.

A) O crime é qualificado quando. ou fundamental. . 12 Módulo Ciclo) Assinale a opção correta acerca da classificação dos crimes. o legislador agrega circunstâncias que elevam ou majoram a pena. D) O delito de infanticídio pode ser classificado como crime comum. ao tipo básico. tal como ocorre com o homicídio.QUESTÕES OAB QUESTÃO 21 (p. B) O delito de ameaça pode ser classificado como crime material. C) Os crimes de quadrilha e rixa são unissubjetivos.

B) concurso formal. No caso de ser. quando. aplica-se a regra do: A) concurso material. .QUESTÕES OAB QUESTÃO 23 (p. C) crime continuado. D) crime habitual. o agente. também. em vez de atingir a pessoa que pretendia ofender. atingida a pessoa que o agente pretendia ofender. ele deve responder como se tivesse praticado o crime contra aquela. atinge pessoa diversa. por acidente ou erro no uso dos meios de execução. 12 Módulo Ciclo) Segundo o Código Penal (CP) brasileiro.

(B) concurso material benéfico. (C) exasperação sui generis. mediante uma só conduta. a doutrina deu o nome de (A) concurso formal imperfeito.QUESTÕES OAB V EXAME UNIFICADO Questão 61 (p. . 48/49 Módulo Ciclo) As regras do concurso formal perfeito (em que se adota o sistema da exasperação da pena) foram adotadas pelo Código Penal com o objetivo de beneficiar o agente que. ainda que no patamar mínimo). praticou dois ou mais crimes. No entanto. A essa hipótese. quando o sistema da exasperação for prejudicial ao acusado. (D) concurso formal heterogêneo. deverá prevalecer o sistema do cúmulo material (em que a soma das penas será mais vantajosa do que o aumento de uma delas com determinado percentual.

desfere contra esta um soco. (C) Ares praticou constrangimento ilegal. (B) Ares praticou atípico penal.QUESTÕES OAB VI EXAME UNIFICADO Questão 62 (p. (A) Ares praticou crime de roubo com a causa de diminuição de pena do arrependimento posterior. . (D) Ares praticou constrangimento legal com a causa de diminuição de pena do arrependimento posterior. 59 Módulo Ciclo) Ares. Ártemis cai. assinale a alternativa correta. objetivando passear com a bicicleta de Ártemis. Ares pega a bicicleta e a utiliza durante todo o resto do dia. Considerando os dados acima descritos. devolvendo-a ao anoitecer.

81 Módulo Ciclo) Analise as hipóteses abaixo relacionadas e assinale a alternativa que apresenta somente causas excludentes de culpabilidade. A) Erro de proibição. obediência hierárquica. embriaguez completa proveniente de caso fortuito ou força maior. estrito cumprimento do dever legal. embriaguez incompleta. B) Embriaguez culposa. D) Embriaguez incompleta proveniente de caso fortuito ou força maior. erro de proibição. C) Inimputabilidade por menoridade. coação moral irresistível.QUESTÕES OAB VIII EXAME UNIFICADO (Prova azul) Questão 62 (p. . erro de tipo permissivo. inimputabilidade por doença mental ou por desenvolvimento mental incompleto ou retardado.

C) Mévio. Tício praticou conduta típica. com o intuito de converter Rufus.OAB . ou seja. pois não há conduta penalmente relevante. sem o seu consentimento. Mévio. sequer chegamos a analisar a tipicidade. Neste caso. atendendo ao chamado. mesmo cumprindo ordem de seu superior e mesmo sendo tal ordem não manifestamente ilegal. Aturdido. por notar que Tício olhava maliciosamente para sua namorada. 92 Módulo Ciclo) Acerca das causas excludentes de ilicitude e extintivas de punibilidade. sua natureza justificante é pacificamente aceita. enquanto que a coação física irresistível exclui a própria conduta. B) Em um bar. A) A coação moral irresistível exclui a culpabilidade. Todavia. desde que. desfere contra este um soco no rosto. D) O consentimento do ofendido não foi previsto pelo nosso ordenamento jurídicopenal como uma causa de exclusão da ilicitude. de modo que. Caio é surpreendido com um soco no ventre. . nesta segunda hipótese. pratica crime de violação de domicílio (Art. atendendo a ordem dada por seu líder religioso e. assinale a afirmativa incorreta. levantando-se em seguida. 150 do Código Penal).IX EXAME UNIFICADO Questão 61 (p. não estando amparado pela obediência hierárquica. permanece na residência deste à sua revelia. e vai atrás de Caio e o interpela quando este já estava saindo do bar. Tício vai ao chão. entre outros requisitos. Ao voltar-se para trás. o ofendido seja capaz de consentir e que tal consentimento recaia sobre bem disponível. mas amparada por uma causa excludente de ilicitude. Caio.

Direito Penal Prof. Ronaldo Marinho PREPARATÓRIO OAB 2013 .