You are on page 1of 75

Corydoras

Corydoras pertencem aos géneros Corydoras no Callichthyidae blindado bagre da família. Corydoras são um tipo de bagre, e muitas espécies diferentes são hoje mantidos por aquaristas. Corydoras, ou Corys como são carinhosamente chamados pelos seus detentores, são pacíficos e podem ser mantidos em aquários comunitários tropicais. Eles são activos e divertidos, interessante de assistir, e pode se tornar muito velho no aquário se você fornecer-lhes condições favoráveis. Não se surpreenda se o seu Cory o acompanhar ‘durante 15-20 anos. Nas Corydoras hoje podemos encontrar mais de 180 espécies descritas. Muitas espécies mantidos por aquaristas ainda não foram descritas cientificamente de modo que este género provavelmente irá crescer ainda mais no futuro. Na América do Sul, você pode encontrar cardumes que consiste em milhares de Corydoras. Às vezes os membros do cardume de espécies diferentes juntas. O ambiente nativo para Corydoras é lentos córregos onde a água é rasa, claro, suave e neutro ou ligeiramente ácido. Mantenha o valor de pH no aquário ligeiramente abaixo de 7 e esforçar-se para 5-10 graus de dureza. Algumas espécies de Corydoras não lidam bem com sal, assim que você deve pesquisar que espécie particular antes de usar o sal como medicação. Corys são bastante resistentes e adaptáveis, mas eles são sensíveis a altos níveis de nitratos de uma vez que esta torna susceptíveis a infecções. Eles também comem alimento em flocos afundado, alimentos vivos ou de alimentos congelados é muito apreciada. Na natureza, as Corydoras comem minhocas, insetos, larvas, peixes mortos, material vegetal e outros alimentos que eles conseguem encontrar enquanto procura o fundo. Se você perceber que as suas Corydoras ocasionalmente deixam o fundo para ir respirar o ar na superfície, não há necessidade de se alarmar. Este é um comportamento normal em Corydoras e não indica infecções das guelras. O peixe puxa o ar para dentro da boca e absorver através da parede do seu intestino. Sobra ar é expelido através da abertura. Esta forma fascinante de respiração é uma adaptação à baixa oxigenação das águas

Reprodução
. Primeira Parte Há formas que funcionam, mas não as vou mostrar todas. Os vários factores que hão de ter em conta são: - Qualidade da água

- Temperatura, época do ano, pressão do ar. -Alimentação. Para a reprodução precisamos de um aquário com uma área razoável, pois para uma cory é preciso uma base com um bom tamanho e a coluna de água pode se bastante baixa. -Deve-mos ter peixes que vieram de várias zonas diferentes por causa das consanguinidades. Podem ser de cativeiro ou selvagens.

Os selvagens são mais sensíveis à qualidade da água, muitas vezes acabando por morrer. Amónia e nitritos, deverão estar sempre a 0. Há quem use plantas para este efeito. O fundo pode ser coberto com uma camada de areia fina. As corydoras, preferem um solo o mais arenoso possível. A iluminação óptima para o efeito desejado, deve ser ténue. Para uma coluna de água de 30cm, 0,25W por litro funciona perfeitamente. O setup : - Aquário - Termostato - Filtro - Iluminação - Sem ou comareia - Um pouco de musgo de java atado a um tronco e um feto de java atado a uma pedra - Água ácida

A regra é tentar diversificar a proveniência. Uma divisão simples, do tipo 5 ou 6 exemplares de proveniência selvagem e outros 4 ou 5 de criação em cativeiro, Mas basta um casal para conseguir reprodução. O dimorfismo sexual segue regras básicas fêmea maior e mais roliça, macho ligeiramente mais pequeno e esguio. O melhor processo para verificar os sexos é vê-las de cima.

Se desenharmos duas rectas de cada um dos lados da cabeça até ao inicio da cauda, as corydoras quando o corpo não ultrapassa as linhas são os machos, as que ultrapassarem, são as fêmeas. Apesar do preço ser sempre mais caro na loja do que na importação, há a considerar a enorme vantagem que é a observação do aspecto geral do peixe. .A ausência de barbilhos numa corydora adulta faz com que seja inviável para efeitos de reprodução. Os barbilhos são essenciais para estimular a fêmea durante o ritual. . Segunda parte Relativamente a parâmetros da agua, nesta, pH entre os 6.3 e 7.3, durezas sempre menores que 1/5 dH e temperatura entre 22º e 26º. A natureza deu-lhes um pH pouco ácido com uma água muito mole e uma temperatura amena. Estes peixes, são peixes de cardume e apesar de bastar unicamente um macho e uma fêmea para se dar o acasalamento, é sempre mais interessante e rápido quando há vários machos ou varias fêmeas em competição. Existe um pequeno truque para dar uma ajuda a este efeito de excesso de concorrência, que me parece ser de grande estímulo a estas corydoras. A ideia consiste em cobrir as laterais do aquário com espelhos, de forma a engana-las relativamente às quantidades de machos e fêmeas disponíveis.

Preparação
Esta fase da preparação requer que elas estejam em óptimas condições físicas. A preparação dura entre uma semana a um mês e consiste em alimenta-las, neste período de tempo, uma única vez por dia com ‘ração’ em flocos ou granulados e em pouca quantidade. É importante, não fazer TPAs neste período, uma vez que o objectivo é ‘envelhecer’ a agua, não alterando as suas propriedades físicas, como a temperatura que deve ser mantida de forma constante a 25º ou 26º. Nesta fase é necessária uma monitorização diária dos compostos do nitrogénio, como a amónia e os nitritos, que têm que ser zero. Aqui o objectivo é simular a época das chuvas no seu habitat natural, onde a água fresca e a abundância de alimento acontecem. Seguindo estas normas, que consistem inicialmente numa muda de água de 60% com uma temperatura fria (Mas aqui há uma coisa que se pode fazer ajudando a postura que é usar água da chuva na TPA ou água de um tanque de criação pois ela tem hormonas estimulante), fazendo com que a temperatura global baixasse até aos 22ºC. Em simultâneo a alimentação começa a ser dada generosamente, 2 ou 3 vezes por dia e é coposta por comida viva ou no mínimo congelada, tal como artemia, larva preta, branca

sugar-lhe o sémen. Os locais eleitos para a desova são normalmente os vidros. numa pequena bolsa que normalmente é utilizada para armazenar as golfadas de ar tão características desta espécie. Nesta ultima hipótese. Geralmente a mais tendência para desova quando a pressão atemosférica é mais baixa ou seja na época das chuvas. Se passada uma semana não desovarem. este período vai de finais de Setembro a meados de Abril. é repetir a TPAs sem nunca deixar de dar a melhor comida possível. literalmente. Um aspecto interessante das corydoras. quando disponíveis. tudo muito proteico. tentar variações de pH e dureza. normalmente mais machos juntam-se ao acontecimento. é que uma vez que ‘aprendam’ a desovar. dorso e abdómen. . até este ficar numa posição lateral o suficiente (típica formação em T das corydoras). quando limpos e sem algas. e enquanto desova e não desova. está ao rubro e empurra a fêmea contra a corrente do filtro. Nesta fase a fêmea está pronta a desovar. Contorcem-se sobre a fêmea e estimulam-na com os barbilhos. sem a adição de químicos ou agentes. Em Portugal. Também locais onde a corrente é mais forte. enquanto não conseguirmos controlar a pressão atmosférica. são sempre preferidos.ou vermelha. aproveita as contorções do macho para rodá-lo com os barbilhos. correspondido. que é prontamente armazenado. as variações devem ser pequenas e sempre através da água que se muda. jamais esquecerão a lição. para que ela consiga estimular-lhe o abdómen e. Processo O macho. ou no interior de tufos de musgo de java. tubifex e dafnias. ‘coçando-lhe’ a barriga . Se não acasalarem pode aumentar a quantidade de agua mudada (não ultrapassar os 80%)) ou em ultimo caso.

após colados a uma destas superfícies. E é… mas há que retirar todas as corydoras adultas primeiro. A fêmea expele parte do sémen. No segundo dia já dá para ver a pequena corydora no seu interior e ao terceiro dia eclode. passado este primeiro dia. sobre os ovos. são de seguida fecundados. fertilizando-os… com sorte. passa de branco a ‘branco fungado’. a goma vai secando. o ovo. aproximadamente. . A uma temperatura de 26. passa de branco a cinzento. o ovo cinzento vai ganhando transparência. OS OVOS Os ovos têm um diâmetro de. a goma vai perdendo as suas propriedades e a casca do ovo vai ficando cada vez mais rija. Estão embebidos numa goma natural. Nas primeiras 24h. 1.5mm e nos primeiros minutos são extremamente frágeis e moles apresentando uma cor bege. fazendo com que a casca do ovo fique cada vez mais rígida. que os torna muito ‘peganhentos’. Nesta altura se o ovo não estiver fertilizado.Os ovos. se fertilizado. pode aparentemente parecer o mais lógico deixar acontecer. À medida que as horas vão passando o ovo vai ficando esbranquiçado. UM METODO Deixar eclodir os ovos onde eles foram colocados.5º ou 27º. previamente armazenado.

9 – No quarto dia os ovos já deverão ter eclodido todos… ou quase.melhorar substancialmente a qualidade da água e baixar substancialmente o nível da mesma. sem ser das de madeira. e a pedra difusora a deitar ar. dá uma taxa de eclosão de 90/95%. previamente ciclado e preparado. Resumindo. pela água do aquário de criação. o mais lógico. entre 1h30m e 2h00. Se não. sendo muito difícil retira-los de onde quer que seja. Ao 3 dia. que apesar de ser mais difícil. No final do terceiro dia o saco vitelino já deverá ter desaparecido. ou só com um ténue tom azulado. Posto isto. 7 – Garantir que a luz a incidir é ténue. 6 – Os ovos devem ser retirados.1 – Há quem tire os ovos com uma lâmina de barbear. 3 – Colocar uma gota de azul-de-metileno ou outro antifungico. dá mais controlo sobre a situação. Ovos colocados em plantas.2 – Há medida que forem sendo retirados. 8 – Durante 3 dias mudar 30% da água do recipiente (por dia). uma vez que a pressão da coluna de agua pode ser fatal. 4 – Colocar uma pedra difusora. perderem-se neste ponto cerca de 90% dos ovos. A ideia é retirar os ovos do aquário onde foram colocados e faze-los eclodir num ambiente 100% controlado. afastados da pedra difusora. Temperatura entre os 25 e 26º. com água do aquário onde estão os ovos. 10 – Após a eclosão e durante mais 3 dias. já podem estar demasiado rijos e metade da casca é capaz de ficar colada ao sitio onde estavam. a água. Se forem retirados antes. a água do recipiente deve estar cristalina. há que tentar acertar neste timming. 6. serve perfeitamente. nem sempre é o mais prático. 2 – Encher até ¾ da capacidade desse recipiente. rapidamente se passa para perdas zero durante a retirada dos ovos. devem ser retirados das plantas e não colocados no recipiente agarrados ao pedaço de planta. já com a pedra difusora. mudar diariamente 15 a 20% de água. Em resumo. só devem estar os ovos. . Mudar só 15 a 20% da água. O método mais usado. é natural. é coloca-los no fundo. Se for em retirados depois. mas com prática. 5 – Colocar o recipiente. 6. no recipiente. Nas primeiras posturas. mas requer alguma pratica e muita paciência. Se já não tiverem poder adesivo. com uma pipeta ou tiroos com os dedos. Uma caixa de gelado bem lavada. 1 – Preparar um pequeno recipiente de plástico entre 750ml e 1000ml. continuar mais um dia. estão muito moles e peganhentos. os ovos devem ser recolados nas partes laterais do recipiente. 25W difusos serão suficientes. Não deverá ser dada nenhuma alimentação neste período. a boiar no aquário de criação. após ter sido colocados pela fêmea.

É muito frequente encontra-las a navegar por entre as ranhuras da esponja. Duas vezes por dia. Contem muita micro. está fora de questão. na primeira semana. pelo que procuram naturalmente a comida pelo olfacto. bastará para as manter em forma. Dois filtros esponja. Trata-se de suga-los com uma pipeta e poisar a pipeta no aquário de criação e esperar que eles saião da pipeta por si. Assim. porque elas passam 90% do tempo debaixo da esponja. passarão os primeiros tempos de vida. Mas não mata nenhuma. o que é óptimo para manter a qualidade da agua. Uma luz de cor branca de cerca de 40watts. Há quem os tire com um pequeno camaroeiro. 2-4dH. mas eventualmente induz menos choque. Os olhos ainda não estão bem desenvolvidos. convêm ser o mais simples possível. ser um bicho de crescimento lento) e saudáveis. O aquário das crias O aqua. é uma excelente fonte de alimento para as pequenas corys. Terceira parte O INICIO A retirada dos peixotos para o aquário de criação deve ser feita 15min depois da última muda de água no recipiente. O que se pode fazer. 5. Este aquário. entre os seguintes valores: 24-26ºC. incluindo infusorios. o filtro esponja. também vai ajudar à produção natural de infusorios dentro do aquário de criação. este será o aspecto. porque o vinagre é muito acido). Isto significa. ficarão presas e morrem. 150-220ms. Há quem nestes primeiros tempos dê infusórios. mas o problema do musgo de Java é que atrai toda a porcaria que se vai formando no aquário e depois. a repentina diferença de pressão pode rebentar-lhes com a barriga (que nesta altura ainda é um pouco de saco vitelino) e o impacto no fundo do aquário pode ser fatal. Os parâmetros da água deverão ser constantes. um em cada ponta do aquário. se estiver ligada umas horas por dia. Este é um pormenor importante. é igualmente stressante. A 3cm do fundo do aquário. portanto despeja-los lá para dentro.5-6. PRIMEIRA ALIMENTAÇÂO Na primeira semana de vida. a fim de facilitar a manutenção. porque se quer evitar a criação de verdete ou alga castanha. se eu comecei com 2dH e 6pH. 0 NO2. cujo órgão se situa nos seus. É um processo muito delicado que deve ser feito com muita paciência.No final do ponto 10. Se quisermos que cresçam rapidamente (apesar da corydora. A vantagem dos microvermes é que se aguentam vivos dentro de agua cerca de 24h. as pequenas corys terão muita dificuldade em alimentar-se. As pequenas corys não devem ser sopradas para o aquário de criação. Colocar um pedaço de musgo de Java. é extremamente difícil de limpar. Esta ultima até é melhor para os primeiros dias por ser mais pequena. é praticamente mandatório dar-lhes comida viva e variada. pequenos barbilhos. Felizmente.5pH. Agora é que vai começar… . Não muita. costuma-se dar microvermes ou enguia do vinagre (lava-las bem. Acho demasiado stressante. por isso há que ter cuidado para elas não ficarem lá presas. para além de . Este processo chega a demorar mais de 10 horas para cada 20 crias.bicheza. e se ela estiver muito próxima ou a bater no fundo do aquário. mesmo depois das TPAs obrigatórias. 0 NO3. ainda. já não incomodarão as pequenas crias. não é mais que o aquário onde as mini corys. o suficiente que seja consumido em 30min e sifonagem do excedente. então deverei continuar com estes valores até final.

Aliás. Assim que as pequenas corydoras atingem 1cm. que isto começa a acontecer. Aqui a chave é a variação que se dá ao menu. Eventualmente. são sempre boas ideias. Na fase de crescimento destas corydoras. pelo implica sempre algumas perdas. porque favorece o instinto da busca pela comida e ao mesmo tempo vai fortalecendo os barbilhos. necessárias para deixar uma corydora satisfeita. A segunda é a introdução de uma corrente no aquário. o que vai facilitar e tornar mais rápidas as mudas de água.Qualidade do meio. . dão uma sensação de segurança. Nesta altura já se podem substituir os filtros esponja. devem ser sempre 0 (zero). A limpeza deste tipo de areia é por sifonagem. ou pedras. este ultimo o pior inimigo dos barbilhos. tornar-se-á demasiado pequeno para que as quantidades. elas adoram navegar contra a corrente. É quando notarmos. nitritos e nitratos. perdas essas que convêm não esquecer de ir repondo. Luz ténue. No final da primeira semana. o aquático. por mínimo que seja. que se deve partir para o próximo passo… Passados 2 meses. Há 3 condições essenciais para uma corydora crescer saudável. Como já disse. Uma camada de areia fina é uma das primeiras adições. Se elas ao fim desse tempo ainda estão vivas. O meio é. Desporto favorito. as corydoras são ainda muito sensíveis. de artemia. Isto é aconselhável. Em busca de alimento… chegam a enterrar 35% do corpo em busca do alimento perdido. pelos mecânicos. . mais rapidamente se desenvolvem.Ambiente. uma vez que os esconderijos naturais das reentrâncias da madeira e a sombra das plantas. quer dizer que o pior já passou e agora é só preciso fazelas crescer. A ordem é indiferente: . já se tornam exageradas. areias. pode trazer consequências irreversíveis. pode começar-se a dar artemia recém eclodida. ao fim do primeiro mês ou mês e meio. Valores de amónia. A adição de troncos.precisar de limpezas constantes e algum fotoperiodo. . logicamente.Alimentação. sempre e em qualquer condição. Quanto mais se variar. pressupõe sempre uma lavagem bem cuidada. muito apreciada. que não deve de todo ser descurado. a presença de qualquer composto azotado. Muito importante para o bem-estar de uma corydora. nessa área. mesmo que o elemento venha de um outro aquário saudável. A artemia recém eclodida. deve tentar dar-se pelo menos durante o primeiro mês de vida. Colocar um tronco ou umas plantas flutuantes ou até umas pedras. também ajuda. no sistema. é um alimento altamente proteico. devemos começar a criar um habitat mais amigável para elas. pelo que não vale a pena vacilar. por dois motivos. vão para um aquário maior… CRESCIMENTO As primeiras 2 a 3 semanas são as mais criticas na vida de uma corydora. O primeiro é a adição da filtragem mecânica. pelo que assegurar a qualidade da agua é fundamental. evitar movimentos bruscos perto do aquário.

0°C (71. k:14) Corydoras paleatus (i:20.678. k:26) Corydoras sp.478.Especies Corydoras duplicareus (i:12.2") 80mm (3. k:35) Corydoras brevirostris (i:12.0-25.8") 70mm (2.0°C (69.4") 75mm (3") 55mm (2.8°F) No data Corydoras seussi (i:9. (C100) (i:1.678.0°C (59-77°F) 22.2°F) 22.678. (C041) (i:4.8°F) 23. k:90) Corydoras incolicana (i:3.0-24.0-27.0-24.1") 50mm (2") 20. (C084) (i:2.0°C (71.6") 50mm (2") 60mm (2.6°F) 22.2°F) No data No data No data No data No data 20. k:12) . (C115) (i:8.8") 60mm (2. k:0) Corydoras sp. k:19) Corydoras sp.2") 70mm (2.0°C (6875.0-26. (C121) (i:12.6") 65mm (2. k:4) Corydoras adolfoi (i:12. k:54) Tamanho Temperatura 55mm (2.880. k:266) Corydoras agassizii (i:12.0-26. k:99) Corydoras aeneus (i:32.0-26.0°C (73. k:3) Corydoras sp. (C089) (i:5.8°F) 21.8°F) 15.0-26.4") 50mm (2") 60mm (2. k:354) Corydoras arcuatus (i:16.0°C (6875.0°C (6878. k:6) Corydoras sp.8") 70mm (2. k:5) Corydoras sp.8°F) 20.4") 65mm (2.0-26.0°C (71.

k:22) Corydoras pantanalensis (i:12.5°C (72.0-24. k:4) Corydoras weitzmani (i:23. (C097) (i:11.2") 60mm (2.8") 55mm (2.4") 80mm (3.677°F) No data 21.577. k:3) Corydoras isbrueckeri (i:2.0°C (71. k:2) Corydoras sp. k:10) 65mm (2.6") No data 50mm (2") 45mm (1. k:79) .0-24. k:3) Corydoras xinguensis (i:2. k:0) Corydoras panda (i:20. k:10) Corydoras virginiae (i:9.678.8°F) No data 22.8") Corydoras sp.0-26.2") No data 21.2°F) Corydoras sarareensis (i:5.677°F) No data 22.0°C (71. (Cw010) (i:16. k:4) Corydoras elegans (i:12. k:80) Corydoras sp.Corydoras imitator (i:10.2") 55mm (2.2°F) No data 22.5-25.0°C (71. (C133) (i:3. k:15) Corydoras cruziensis (i:4. k:68) Corydoras fowleri (i:12. k:51) Corydoras sp.0-23.0-25.1") 50mm (2") 70mm (2.4") 70mm (2. (C003) (i:4.0°C (69.0°C (71.0°C (71. k:249) Corydoras sp.0°C (69.4°F) No data No data 22.0-26.873.675. (Cw039) (i:2.678.875.8") 50mm (2") 55mm (2.0-25.6") 65mm (2.8°F) No data 22. k:3) 60mm (2.8") Corydoras schwartzi (i:12.9°F) No data No data 22. k:9) 70mm (2.

678. k:131) 32mm (1.0-26.6") 60mm (2.8°F) 22.0°C (71.0-28. k:25) Corydoras sp.0°C (75. k:290) Corydoras septentrionalis (i:16. k:76) 60mm (2. k:3) Corydoras similis (i:16.282.0-24.482.880. k:0) 65mm (2.4") Corydoras atropersonatus (i:13.0°C (71.4") 65mm (2.6°F) 21.0°C (75.6") Corydoras reticulatus (i:12.2°F) 21.0-25.0-26.4") 60mm (2.8") Corydoras robineae (i:16.8°F) 24.0-25.0-26.4") 55mm (2.2°F) 24.877°F) 23. (C048) (i:3.0°C (69. k:24) 50mm (2") 70mm (2.0-28. k:151) Corydoras narcissus (i:11.8°F) 21. k:15) Corydoras trilineatus (i:20.0-24.0°C (71.4°F) 22.9°F) Corydoras sp.478.875.678.8°F) 21.0-26.0-26.5°C (69.0-27.0-26.877. k:7) Corydoras melanistius (i:4. k:15) .0-25. k:2) Corydoras concolor (i:20.278.0°C (73.678.3") 50mm (2") 57mm (2.8°F) No data 23. k:64) 50mm (2") Corydoras ourastigma (i:1. k:20) Corydoras ambiacus (i:12.678.0°C (60.875. k:46) Corydoras sterbai (i:20.8°F) 16.0°C (69.0°C (71.4") 65mm (2.0°C (69.2") 75mm (3") 70mm (2.6") 60mm (2. k:7) Corydoras amapaensis (i:8.Corydoras pygmaeus (i:12.0°C (73.0°C (73.878.8") 22.4°F) 21.2") 60mm (2.0°C (69.477°F) 23. k:33) Corydoras metae (i:16.8°F) No data 22.0-26. (C057) (i:5.

8°F) No data No data No data No data 22.677°F) No data Corydoras sp.6") 45mm (1.678.0°C (7782. (C024) (i:3.4") 80mm (3. (C141) (i:10.0°C (73.0°C (7780.0°C (71.0-27. aeneus(gold) (i:4.2°F) 22. k:7) .8°F) 22.4") 55mm (2.0-25. k:10) Corydoras loxozonus (i:12.0-26.678.8") 55mm (2.4°F) 22. k:10) Corydoras axelrodi (i:12. k:0) Corydoras maculifer (i:2. k:0) Corydoras bilineatus (i:5.0-28.Corydoras ornatus (i:4.0-26. k:0) Corydoras tukano (i:11.0-24.0°C (71. k:57) Corydoras sp. k:2) 65mm (2.0-26. k:3) Corydoras punctatus (i:6.8") 50mm (2") No data 55mm (2.1") 55mm (2.8°F) No data 25.8") 50mm (2") 60mm (2. (C101) (i:3.0°C (71.8°F) No data 21. k:38) Corydoras habrosus (i:12.2") 35mm (1.2") 65mm (2. k:104) Corydoras sp. k:18) Corydoras sp.6°F) No data No data 25. k:0) Corydoras pinheiroi (i:4. k:18) 70mm (2. k:29) Corydoras cf. k:4) 46mm (1.0°C (69.0°C (71. k:1) Corydoras schultzei (i:22.2") Corydoras sp.478. (C028) (i:1.2") No data 75mm (3") 23. (C091) (i:8.678.875.6") Corydoras osteocarus (i:4.0-26.

Corydoras sp. (C117) (i:3. k:3) Corydoras sp.0-26. (C127) (i:10. k:2) Corydoras sp.0°C (71.0°C (6873. (C132) (i:4. (C122) (i:2. (C128) (i:3.8°F) 22. k:1) 65mm (2.4") 65mm (2.678. (C065) (i:4.4°F) 22. (C135) (i:0.2") 65mm (2.4") 50mm (2") 65mm (2. k:3) Corydoras sp. k:37) 45mm (1. k:4) Corydoras melanotaenia (i:8.6") 55mm (2.2") 60mm (2.6") 45mm (1. (C129) (i:4. k:2) Corydoras sp.8") Corydoras sodalis (i:12. (C126) (i:5.4") . k:0) Corydoras sp.4") No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data 20.0-23.8°F) Corydoras sp. (C096) (i:11. k:0) Corydoras sp.0°C (71.2") 60mm (2.6") 55mm (2. (C120) (i:3. (C092) (i:1. (C103) (i:1.678. k:0) Corydoras sp.0-26.6") 50mm (2") 60mm (2. k:0) Corydoras sp. k:1) Corydoras sp. k:37) 60mm (2. k:12) Corydoras sp.6") 65mm (2. k:3) Corydoras sp. (C130) (i:1.8") 70mm (2.8") 55mm (2. k:29) Corydoras melini (i:12. k:5) Corydoras sp.

2") k:42) k:17) Corydoras reynoldsi (i:12.0-25. k:25) Corydoras haraldschultzi (i:12.5") 60mm (2.0-25. 55mm (2. k:61) Corydoras pulcher (i:8.8°F) 22.8°F) No data No data No data 23.2") 75mm (3") 50mm (2") 70mm (2.482. k:5) Corydoras nattereri (i:9.0-28.0-26.8") 50mm (2") Corydoras davidsandsi (i:12.0°C (75.4") 85mm (3. k:7) 50mm (2") Corydoras pastazensis (i:4. (02) (i:3.0°C (68-77°F) 24.8°F) No data No data 22. k:19) Corydoras sp.0-25.0°C (71. k:22) 65mm (2.0°C (71.6") No data 23.0-26. k:15) Corydoras spectabilis (i:7.Corydoras oiapoquensis (i:12.8°F) 20.0°C (6873.0°C (73.678.0-26.0°C (71. arcuatus (i:8.4°F) No data 22. k:38) 55mm (2. (Cw009) (i:18. k:21) Corydoras difluviatilis (i:1. k:0) Corydoras cf.0-26. k:0) Corydoras nijsseni (i:11.0°C (68-77°F) No data No data 20.0°C (71.8°F) Corydoras leopardus (i:11. k:5) 70mm (2.4°F) 20.0°C (73.477°F) 22.6") Corydoras rabauti (i:12.8") No data Corydoras sp.678.0-26.678.0-23.278. k:13) Corydoras caudimaculatus (i:11.3") 50mm (2") 70mm (2. k:33) . Corydoras robustus (i:13. k:13) 50mm (2") 90mm (3.678. k:12) Corydoras loretoensis (i:11.8") 65mm (2.

2") Corydoras sp.8°F) No data 23. k:73) Corydoras nanus (i:4.0-26. k:42) 22. (Cw060) (i:0. k:6) Corydoras parallelus (i:10. k:0) 50mm (2") Corydoras cochui (i:3. k:4) Corydoras julii (i:2.8°F) 25. k:5) 35mm (1.0°C (73.0°C (71.3") 55mm (2.2") Corydoras sp.478.2") No data 50mm (2") 55mm (2. k:2) Corydoras sp.0-26.0-26.0°C (73.0-26. No data .0-24.0°C (75. (C043) (i:2.875.678.2°F) No data No data 22. (Cw062) (i:1.8°F) 23.4") Corydoras gomezi (i:8.277°F) No data 21. k:10) 60mm (2. (Cw061) (i:1.678.8°F) 22.678.0°C (77-86°F) 22.8°F) 22.0-25.4") No data No data Corydoras sp. k:43) 32mm (1.0-30.478.0-26.678. k:39) Corydoras gossei (i:12. k:8) 55mm (2. k:41) 60mm (2.0°C (66.8°F) 19. k:37) Corydoras leucomelas (i:12.0-27.2") 50mm (2") Corydoras mamore (i:1.6°F) No data No data No data Corydoras sp. (Cw059) (i:1.2") No data Corydoras venezuelanus (i:24. (Cw063) (i:2.678.0-26.Corydoras hastatus (i:8.8°F) 24. k:0) Corydoras sp.0°C (71.0°C (71.4") 60mm (2.0°C (69.0-26.4") 55mm (2.0°C (71. k:3) 55mm (2. k:1) Corydoras napoensis (i:12.280. k:0) Corydoras acrensis (i:4.0°C (71.

0-24. k:5) 70mm (2.678.0°C (68-77°F) No data 21.0-24.4") 55mm (2.4") Corydoras sp.875.2°F) 22. k:8) 50mm (2") Corydoras copei (i:4.2") No data Corydoras cf. k:1) 38mm (1.0-26.875.0°C (71. k:10) Corydoras polystictus (i:5. k:1) 60mm (2.0°C (69.0°C (71.0-26.0-26.678. k:6) Corydoras sp. (C018) (i:4.678.8°F) No data 20.4") 70mm (2.0°C (71.0-24.0-26.8°F) No data 22.8") 22.2°F) 21.8") Corydoras breei (i:2. k:23) Corydoras cervinus (i:6.8°F) Corydoras sp. (C068) (i:0.2°F) No data 22.8°F) 21. k:2) .0-24. k:4) Corydoras delphax (i:10. k:0) 70mm (2. k:4) Corydoras guapore (i:10.8°F) 22.0°C (71. julii (i:1.0°C (71.0-26. (C045) (i:3.678.678.2°F) 22.0°C (69.677°F) 22. k:2) Corydoras bondi (i:9.0°C (71.0°C (6875.0-26.875.k:0) Corydoras stenocephalus (i:7.0°C (71.0°C (69.5") Corydoras griseus (i:7.678. k:11) 50mm (2") 55mm (2.8") 65mm (2.0-25.8") 45mm (1.2") 50mm (2") 60mm (2. k:3) Corydoras kanei (i:6.0-25. k:11) Corydoras evelynae (i:4. k:6) Corydoras blochi (i:8. k:3) 50mm (2") Corydoras lamberti (i:5.777°F) 20.8°F) 21.0°C (70.6") 50mm (2") 60mm (2.5-25.

2") Corydoras sp.0-26. aeneus (i:4.8°F) 22.0-26. k:1) . No data Corydoras eques (i:18. k:21) 55mm (2.0-25.Corydoras burgessi (i:8.0-28. k:0) Corydoras sp. hybrid(1) (i:1.0°C (73.8°F) No data No data 20. (C047) (i:0.1") 70mm (2. k:4) Corydoras semiaquilus (i:16. k:0) No data 60mm (2.6") 80mm (3. k:6) Corydoras geryi (i:7. (Cw013) (i:1.4") 65mm (2. k:0) Corydoras armatus (i:10.578.678. sanchesi (i:1. k:0) Corydoras sp.678.0-25. k:2) Corydoras amandajanea (i:2.8") Corydoras condiscipulus (i:8. k:5) Corydoras cf.0-26.0°C (68-77°F) 25.4°F) No data No data No data 22.8°F) 22. 70mm (2.0°C (71.678.2") Corydoras cf.0°C (7782.678.478.4") 65mm (2.8") k:13) k:0) Corydoras sp. k:0) 23.5-26.0°C (68-77°F) No data 22.0°C (71. k:5) Corydoras cf. k:10) Corydoras acutus (i:3.8°F) 22.0°C (71. k:7) Corydoras serratus (i:16. `CRYSTAL AZURE` (i:1.6") 65mm (2. k:7) 40mm (1.5-26.0-26.8°F) No data No data 20.8°F) 22. undulatus (i:2. k:4) 55mm (2.6") 70mm (2.0°C (72.6") Corydoras simulatus (i:16.0°C (71.0-26.5- No data Corydoras gracilis (i:14.8") No data No data No data 60mm (2.0°C (72.

1") 50mm (2") Corydoras crypticus (i:5.8°F) No data No data No data No data 22.4°F) 20. Corydoras sp.0°C (60. k:7) Corydoras flaveolus (i:1.0°C (71. k:19) 70mm (2. k:4) 80mm (3.0-26.6°F) 22. hybrid(2) (i:1. k:0) 50mm (2") Corydoras orphnopterus (i:4.0-24. k:8) Corydoras sp. k:0) Corydoras cf.677°F) No data 16.8°F) Corydoras sp.0°C (64.877°F) Corydoras sp.4") No data Corydoras araguaiaensis (i:6.8") .6") Corydoras sp. (01) (i:1. (C067) (i:3. k:0) Corydoras diphyes (i:8.0-25. sterbai (i:1. k:8) 65mm (2. k:0) 50mm (2") No data No data No data No data No data No data No data 20. (Cw040) (i:1. k:0) 50mm (2") Corydoras sychri (i:4. k:18) Corydoras sp.0-26.8") 60mm (2.478.8°F) No data 18.78.6") Corydoras cf. (Cw016) (i:9.0°C (71. k:3) 70mm (2. k:0) 65mm (2. (Cw044) (i:11. No data k:6) k:9) Corydoras sp.0°C (6875.0-23.0-22. k:0) No data Corydoras zygatus (i:8.0°C (6873.2°F) 23.678. narcissus (i:12.471.0-25. (C042) (i:12. k:10) 50mm (2") Corydoras sipaliwini (i:1.0°C (73.

Corydoras vittatus (i:9. cochui (i:3. k:3) Corydoras carlae (i:7. k:0) 50mm (2") 50mm (2") 50mm (2") No data No data No data No data No data 70mm (2. k:0) Corydoras solox (i:9. (C051) (i:0. `PRICILLA` (i:1.179. (Cw020) (i:1.0-26.8°F) 22.0-26. k:0) Corydoras sp.678. k:10) 60mm (2. k:1) . (Cw012) (i:5.0°C (68-77°F) 22. k:5) Corydoras sp. (Cw011) (i:2.678.678.5°C (76. k:0) Corydoras sp.0°C (71.678.8") Corydoras approuaguensis 70mm (2. k:1) 70mm (2.4") 65mm (2.2") No data 24. k:0) Corydoras baderi (i:7. k:0) Corydoras sp.7°F) No data No data 20. (C140) (i:8.6") 50mm (2") 55mm (2.8") Corydoras sp.8") No data No data 70mm (2.0-26. k:4) Corydoras undulatus (i:6.0-25.8°F) No data No data No data No data No data No data No data No data 22.0°C (71.8°F) Corydoras albolineatus (i:3. k:0) Corydoras sp.0°C (71.0°C (71.0-26.8°F) No data 22.8") (i:2.5-26. (Cw015) (i:1. k:5) Corydoras treitlii (i:4. k:0) Corydoras sp. k:5) Corydoras cf. (C150) (i:5. k:7) Corydoras steindachneri (i:2. k:3) Corydoras sp.

6") 50mm (2") 50mm (2") 55mm (2.677°F) 22.6") 55mm (2.0-26. k:1) Corydoras ephippifer (i:8.8°F) No data No data 22.0-26.8") Corydoras sp.0-22.6°F) No data 22.0°C (71. (C131) (i:3.8°F) 22.8°F) 22.678.678. k:3) Corydoras ehrhardti (i:3.0-25. (C016) (i:2.0°C (71. (C008) (i:0. k:2) Corydoras sp.8") Corydoras crimmeni (i:4.678.0-26. k:1) Corydoras geoffroy (i:4. k:1) .6") 70mm (2.2") No data 55mm (2.678.0°C (6878.0°C (71. k:3) Corydoras sp.8°F) No data No data No data No data Corydoras potaroensis (i:1.6") 60mm (2.0-26.271.0-26.0°C (66. k:4) Corydoras coppenamensis (i:1.678.8°F) 19. k:0) Corydoras ellisae (i:2. (C053) (i:7. k:2) Corydoras sp. k:5) Corydoras sp.0-26.8") 50mm (2") 65mm (2. k:1) 70mm (2.0°C (71.2") 65mm (2. (C139) (i:4.2") No data Corydoras garbei (i:3.2") 65mm (2. k:1) 55mm (2. k:0) 22. (Cw049) (i:3. k:1) Corydoras spilurus (i:2.4") 65mm (2.0°C (71. k:14) Corydoras sp.678.0°C (71.8°F) 22. k:0) Corydoras filamentosus (i:1.Corydoras saramaccensis (i:1.0-26.8°F) No data 20. k:1) 70mm (2.0°C (71.

51mm (2") k:1) Corydoras sanchesi (i:1.8") 65mm (2.8") Corydoras heteromorphus 65mm (2.4") 55mm (2. k:7) 70mm (2. k:1) Corydoras negro (i:3.0-26.6- Corydoras sp. k:4) Corydoras noelkempffi (i:1.6") (i:2.0°C (71. (C013) (i:0. k:4) Corydoras sp. k:0) 65mm (2.0°C (71. k:0) 41mm (1. 50mm (2") . (C006) (i:0.0°C (71. k:2) 70mm (2. k:6) Corydoras orcesi (i:12.0°C (71. k:2) Corydoras boesemani (i:8.0-26. k:0) Corydoras aurofrenatus (i:9.0-26.678. k:0) Corydoras sp.8°F) 22. (C019) (i:1.6") Corydoras oxyrhynchus (i:1.0°C (71. (C014) (i:0.8°F) 22. k:3) Corydoras guianensis (i:4. k:0) 65mm (2. k:0) Corydoras paragua (i:1.2") 60mm (2.678. (C009) (i:0.6") 50mm (2") 40mm (1.6") 55mm (2.8°F) No data 22.0°C (71. k:0) Corydoras sp.0°C (71.8") Corydoras surinamensis (i:1. k:0) Corydoras sp.678.0-26.6") Corydoras multimaculatus (i:5.6") No data No data No data 22.678.8°F) No data No data No data 22.6") Corydoras areio (i:1.677°F) No data No data No data 22.2") 45mm (1.8°F) No data 22.2") 60mm (2.0-26. (C010) (i:0.Corydoras sp. k:0) 40mm (1.0-25.0°C (71.0-25.4") 50mm (2") 55mm (2.678.0-26.677°F) 22.

274. (C066) (i:1.0-26. (C054) (i:2. k:0) Corydoras sp.6") 65mm (2. (C052) (i:0. k:1) Corydoras sp.6") 52mm (2") 75mm (3") 55mm (2. (C007) (i:1. (C021) (i:2.5°C (66. (C073) (i:1.6") No data 65mm (2. k:0) Corydoras sp. (C034) (i:0.8") 50mm (2") 65mm (2. k:2) Corydoras sp.3°F) No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data 22. .8°F) 19.8°F) No data No data Corydoras sp. k:0) Corydoras sp.6") 50mm (2") 75mm (3") 55mm (2.6") 75mm (3") 60mm (2. (C038) (i:1.678. k:0) Corydoras sp. (C033) (i:0.k:0) Corydoras sp. (C040) (i:6. k:2) Corydoras sp. k:4) 40mm (1. (C039) (i:0. k:1) Corydoras sp.2") 78. (C049) (i:4. k:0) Corydoras sp. (C029) (i:0.2") 65mm (2. (Cw018) (i:4. k:2) Corydoras sp. (C030) (i:0. k:1) Corydoras sp.0°C (71. k:2) Corydoras sp.0-23. k:0) Corydoras sp. (C109) (i:2.4") 45mm (1. k:0) Corydoras latus (i:2. k:3) Corydoras sp.2") 55mm (2.

k:1)

Corydoras sp. (C061) (i:1,
k:0)

65mm (2.6") 55mm (2.2") 70mm (2.8") 60mm (2.4") 65mm (2.6") 60mm (2.4")

No data No data No data 25.5-27.5°C (77.981.5°F) No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data

Corydoras sp. (C062) (i:1,
k:0)

Corydoras sp. (C063) (i:0,
k:0)

Corydoras sp. (C071) (i:2,
k:1)

Corydoras sp. (C081) (i:0,
k:0)

Corydoras sp. (C074) (i:0,
k:0)

Corydoras cf. eques (i:5, k:2) No data Corydoras sp. (C136) (i:3, 55mm (2.2")
k:0) k:2)

Corydoras sp. (Cw001) (i:1, Corydoras sp. (Cw002) (i:1,
k:1)

No data No data 61mm (2.4") No data 50mm (2") 60mm (2.4") 32mm (1.3") 65mm (2.6") No data

Corydoras longipinnis (i:4,
k:13)

Corydoras sp. (Cw004) (i:1,
k:0)

Corydoras sp. (C142) (i:0,
k:0)

Corydoras sp. (C143) (i:4,
k:1)

Corydoras sp. (C144) (i:3,
k:0)

Corydoras sp. (C145) (i:1,
k:0)

Corydoras sp. (C146) (i:0,
k:0)

Corydoras sp. (C147) (i:0,
k:0)

No data No data No data No data No data No data 50mm (2") 50mm (2") 60mm (2.4") No data No data No data No data No data No data No data No data

No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data

Corydoras sp. (C148) (i:0,
k:0)

Corydoras sp. (C149) (i:0,
k:0)

Corydoras sp. (Cw007) (i:1,
k:2)

Corydoras sp. (Cw008) (i:2,
k:5)

Corydoras sp. (Cw028) (i:16,
k:18)

Corydoras sp. (C134) (i:5,
k:5)

Corydoras sp. (C137) (i:0,
k:0)

Corydoras sp. (C138) (i:4,
k:0)

Corydoras cf. elegans (i:2,
k:3)

Corydoras sp. (Cw014) (i:3,
k:5)

Corydoras sp. (Cw017) (i:1,
k:0)

Corydoras sp. (Cw019) (i:1,
k:1)

Corydoras sp. (Cw021) (i:5,
k:14)

Corydoras sp. (Cw022) (i:4,
k:8)

Corydoras sp. (Cw029) (i:2,
k:0)

Corydoras sp. (Cw025) (i:1,
k:0)

Corydoras sp. (Cw027) (i:1,
k:3)

No data No data No data No data No data 60mm (2.4")

No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data

Corydoras sp. (Cw026) (i:1,
k:0)

Corydoras sp. (Cw023) (i:8,
k:23)

Corydoras sp. (Cw024) (i:1,
k:0)

Corydoras sp. (Cw030) (i:2,
k:1)

Corydoras sp. (C110) (i:1,
k:0)

Corydoras ortegai (i:3, k:5) 40mm (1.6") Corydoras sp. (Cw032) (i:5, No data
k:5) k:0)

Corydoras sp. (Cw033) (i:1, Corydoras sp. (C155) (i:1,
k:2)

No data No data No data No data No data No data 65mm (2.6") No data 36mm (1.4") No data

Corydoras sp. (C151) (i:0,
k:0)

Corydoras sp. (C152) (i:0,
k:0)

Corydoras sp. (C154) (i:0,
k:0)

Corydoras sp. (C153) (i:0,
k:0)

Corydoras sp. (C102) (i:4,
k:3)

Corydoras sp. (Cw037) (i:6,
k:4)

Corydoras paucerna (i:1,
k:0)

Corydoras sp. (C156) (i:4,

(Cw046) (i:1.4") No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data Corydoras sp. k:4) Corydoras sp. k:0) Corydoras sp.4") Corydoras petracinii (i:1. (C090) (i:2. k:2) Corydoras sp.k:1) Corydoras sp. k:0) Corydoras revelatus (i:1. k:0) Corydoras sp.6") 45mm (1.4") k:0) k:9) Corydoras sp.4") 60mm (2. k:0) Corydoras sp. k:0) Corydoras sp. k:0) Corydoras sp. (C094) (i:1. k:3) Corydoras sp. No data . (C123) (i:6. k:0) No data No data No data 45mm (1.8") 65mm (2. k:0) 35mm (1. k:1) Corydoras gladysae (i:1. k:2) Corydoras sp. (Cw047) (i:1. k:0) Corydoras sp. (Cw045) (i:1. (Cw048) (i:1. k:0) Corydoras bicolor (i:1. (C157) (i:0. (Cw050) (i:0. (C095) (i:1. (C124) (i:0. (Cw041) (i:2.8") 50mm (2") 60mm (2. (Cw051) (i:11. 36mm (1.

k:0) Corydoras cortesi (i:2. (C099) (i:1. (C076) (i:0.4") 65mm (2. k:0) Corydoras sp.4") No data 45mm (1. k:0) Corydoras sp.6") 50mm (2") No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data 60mm (2.Corydoras sp. (C087) (i:0. k:0) Corydoras sp. (C104) (i:0. (C086) (i:0. k:0) 60mm (2. k:0) Corydoras sp. k:0) Corydoras amphibelus (i:0. (Cw064) (i:2. k:0) No data . k:0) Corydoras boehlkei (i:0.8") No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data Corydoras sp. k:0) Corydoras micracanthus (i:1. (C075) (i:0. k:0) Corydoras sp. (C098) (i:1. (C075) (i:0. k:0) Corydoras sp. (C077) (i:0. (C114) (i:0. k:0) Corydoras sp. (C078) (i:0. k:0) Corydoras sp. k:0) Corydoras bifasciatus (i:3. k:0) Corydoras sp. (C088) (i:1. k:0) Corydoras sp. k:0) Corydoras sp.

(Cw058) (i:1. (Cw066) (i:4. (Cw053) (i:1.Corydoras coriatae (i:0. k:0) Corydoras sp. k:0) Corydoras sp. k:0) Corydoras sp. (Cw065) (i:2. k:0) No data Corydoras esperanzae (i:0. No data k:0) k:1) No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data No data Corydoras sp. Corydoras sp. k:0) Corydoras sp. k:0) . (Cw056) (i:1. (Cw054) (i:1. k:2) Corydoras sp. (Cw057) (i:1. (Cw055) (i:1. (Cw052) (i:0. k:0) No data No data No data No data No data No data No data No data No data Corydoras sp. k:0) Corydoras sp.