BULLYING

Não é brincadeira!

 Músicas para abordagem do tema:
 Sofrendo em silêncio (Mobilize);  O Dia Que Não Terminou (Detonautas).

BULLYING
Não é brincadeira!

 Mitos e equívocos sobre o bullying:
 O bullying é implicância de criança;  O bullying não traz conseqüências para a vida das vítimas;  O agressor agride porque foi abusado na infância;  O bullying termina quando os alunos saem do fundamental ou do segundo grau (Assédio moral no trabalho);  A vítima de bullying deve retaliar (Lei da Selva);  A culpa é da vítima;  A vítima é fraca, impopular, sensível demais;  Passar pelo bullying torna a vítima mais forte e preparada para a vida;  A vítima que conta que está sofrendo com o a bullying é fofoqueiro;  Na nossa escola não há bullying;  O problema é dos pais;  O bullying não é importante. Temos problemas mais prioritários na escola;  Se aparecer casos de bullying vamos pensar no problema.

 Filmes sobre bullying:
             Ban bang, você morreu; Código de Honra; De repente 30; Deixe ela entrar; Elefante; Evil - raízes do mal; Meu Nome é Taylor; Ponte para Terabítia; Nunca fui beijada; Querido Frankie; Meninas Malvadas; Tiros em Columbine; Um grande garoto.

“Para ao menos amainar as práticas bárbaras é necessário refletir a respeito da violência contida no próprio processo civilizatório, processo que, embora tenha produzido avanços científicos e tecnológicos, tem mantido exatamente esta cultura repressiva que possibilita sua reprodução nos e pelos indivíduos submetidos a ela (Adorno, 1971/2003).”

 Livros sobre bullying:
 Bullying: Mentes perigosas nas escolas. (Ana Beatriz B. Silva);  Fenômeno (Cléo Fante);  Bullying e suas implicações no ambiente escolar. (Sônia Maria de Souza Pereira);  Bullying: razão instrumental e preconceito. (Deborah Christina Antunes). Bullying: Como Prevenir Violência nas Escolas e Educar para a Paz.

de orientação religiosa. discriminar e excluir. cooperação e solidariedade. as vítimas. não questionam suas próprias condutas e valores.  O fenômeno bullying começa em casa? Muitas vezes sim. apelidar. etc. A escola não deve ser apenas um local de ensino formal. O termo tem origem na palavra inglesa bully. Deve-se também informar professores e alunos sobre o que é o problema. Além disso. de opção sexual.)  O que fazer para evitar o bullying? Todo ambiente escolar pode apresentar esse problema. de porte físico. O primeiro passo é admiti-lo. eximindo-se da responsabilidade de educadores. pouco comunicativas. introspectivas. como chutar. é necessário a revisão do que ocorre dentro de casa. de forma geral já apresentam algo que destoa do grupo (são tímidas. empurrar.  Quem são as possíveis vítimas consideradas pela pessoa que pratica o bullying? Os bullies (agressores) escolhem vítimas que eles imaginam estar em desigualdade de poder. solidariedade e altruísmo inicia ainda no berço e se estende para o âmbito escolar. de idade. que difere da sua. que ocorrem no âmbito escolar sem motivação evidente.BULLYING Não è brincadeira! “Eduquem as crianças e não será necessário castigar os homens!” (Pitágoras) BULLYING Não é brincadeira! BULLYING Não é brincadeira!  O que é bullying? Bullying é um conjunto de comportamentos agressivos. Os pais. mas também de formação cidadã. . de etnia. de direitos e deveres. seja por situação socioeconômica. amizade. físicos ou psicológicos. que significa valentão. brigão. muitas vezes. Entretanto. O ensinamento da ética. onde as crianças e adolescentes passarão grande parte do seu tempo. para que os filhos possam ser mais empáticos e possam agir com respeito ao próximo. e repetidas vezes.