Curso de Pós-Graduação Lato Sensu a Distância

Psicopedagogia: Fundamento, Histórico e Atuação. ATIVIDADE AVALIATIVA – A2D01.
Aluna: Eleny Aparecida de Oliveira

presta serviços de consultoria a instituições de formação na Argentina.Psi. por exemplo. no período de 66 a 70.B. (Espacio Psicopedagógico brasileño-argentino-uruguayo). Juntos criaram associações de resistência como. não tem como deixar de ressaltar a contribuição da profissional Alícia Fernàndez. de muitos movimentos. um hospital público que ficava numa região carente da cidade de Buenos Aires. A Inteligência Aprisionada.ALICIA FERNÀNDEZ: Referência fundamental para a Psicopedagogia Quando tratamos da trajetória de formação e profissionalidade da Psicopedagogia. O Saber em jogo: a Psicopedagogia propiciando autorias de pensamento.A. no que tange as modalidades da aprendizagem e as ferramentas de intervenção pedagógica. Seus estudos e livros sobre Psicopedagogia. coordenadora do "Serviço de Aprendizagem". as pesquisas são interrompidas por novas intervenções do Estado no ano de 1976. Uruguai. alguns psicopedagogos e outros profissionais. junto àqueles "mestres" reconhecidos internacionalmente. Durante a época da ditadura militar na Argentina. onde teve contato com a psicanálise. Espanha e no Brasil. Foi também na capital Argentina que se graduou em Psicopedagogia na Universidade El Salvador e Psicologia na Universidade de Buenos Aires. psicólogos.. é diretora da Escola Psicopedagógica de Buenos Aires e da Revista E. gremista. ‖ Em 1974 começa a trabalhar com Sara Paín. levando consigo as histórias clínicas de seus pacientes. Nesse período entra em contato com a postura de Lacan. Aos 18. Porém. pois eu participava como psicopedagoga em um movimento horizontal de caráter político. ainda cursando o 1º ano da Faculdade de Psicopedagogia. Autora de livros na área da educação: Os idiomas do Aprendente. A Mulher escondida na professora e de Psicopedagogia em Psicodrama – morando no Brincar. foi contratada para ocupa o cargo de Orientadora Educacional em escolas de regiões carentes. Ela se auto-exila. a Associação dos Trabalhadores em Saúde Mental. encontra na . Nesta experiência Fernàndez relata: ―Foi um movimento muito interessante e de grande aprendizagem para mim. Sendo considerada como uma das personalidades mais expressivas da Psicopedagogia Alícia Fernàndez nasceu em Buenos Aires no ano de 1944. dentro do setor de Psicopatologia no Hospital Pinheiro.. interdisciplinar. Ao analisar profundamente essas histórias. participou com psicanalistas. Hoje aos 63 anos. são base teórica e referencial a todos os profissionais e estudantes da área na América Latina e alguns países da Europa. Portugal.

conceitualizados por ela como "aprendente" e "ensinante". pois esta relação é dinâmica. transcenda a visão superficial dos problemas de aprendizagem. mais especificamente nas causas das dificuldades de aprendizagem. porque nele apresentam. está Alícia Ferna ndez. se falamos de dificuldades de aprendizagem. Quando a Psicopedagogia ―abandona‖ a postura voltada para a remediação ou reeducação das crianças com problemas de aprendizagem. dando origem ao livro ―A Inteligência Aprisionada‖. que o ―aprendente‖ seja o aluno e o ―ensinante‖ seja o professor. se alter nam o tempo inteiro. aplicando-o em distintos hospitais públicos e privados de vários países da América Latina. A partir da experiência adquirida do trabalho com famílias. Quer dizer. estabelecendo uma relação entre inteligência e afetividade e as suas conseqüências para o processo da aprendizagem humana. defendendo que ―para que haja aprendizagem. e ou educativo/ ensinante. porém. percebe-se uma evolução na compreensão das questões relacionadas ao aprender e suas dificuldades. do escondido . é fundamental que o psicopedagogo tenha um olhar mais amplo. Dentre os estudiosos que aprofundam a respeito das relações entre as dificuldades de aprendizagem e o inconsciente do sujeito. sendo a autoria do pensamento e como um acionar dirigido a sujeitos. . além do organismo e do corpo‖ (1991). três sujeitos: ―o aprendente‖. no mínimo. para assim perceber numa abordagem integrada como ocorre o processo de aprender. intervêm o nível cognitivo e o desejante. Sendo todo aprender problemático. com isso os estudos apontam para uma diferenciação entre problema de aprendizagem e fracasso escolar. criou um modelo próprio de diagnóstico psicopedagógico chamado DIFAJ (Diagnóstico Interdisciplinar Familiar de Aprendizagem em uma só jornada). considerando a pessoa na integralidade. Para Alicia Fernández a Psicopedagogia é uma disciplina com objeto próprio. ―o ensinante‖ e o sujeito social (a sociedade na qual está inserido) e a aprendizagem ocorrerá de acordo com o ambiente. Aponta que neste processo ensino-aprendizagem. falamos de dificuldades no ou para o meio familiar.maioria das famílias a presença do segredo. Quando fala sobre as dificuldades/problemas de aprendizagem remete-se primeiro sobre o que é aprender. Não significa. grupos e instituições de saúde e educação. mais ou menos favorável no qual a criança se desenvolve.

podendo o profissional optar por um tratamento individual e familiar psicopedagógico. como docente. seu aluno possa aprender com prazer. também. na constituição subjetiva de alunos e educadores e a circulação do saber entre eles. os problemas estruturais que intervém no surgimento dos transtornos de aprendizagem e no processo escolar. Cabe ao psicopedagogo saber as características que constituem o sujeito. diferenciando-o do problema de aprendizagem e deficiência mental. Para ela no fracasso escolar “a criança não tem um problema de aprendizagem. participa desse processo um equipamento biológico com disposições afetivas e intelectuais que interferem na forma de relação do sujeito com o meio. grupo de orientação paralelo de mães. professor/escola. sendo o papel do psicopedagogo voltar seu olhar para esses sujeitos. arte-terapia. esse saber só é possível com uma formação que os oriente sobre três pilares: Prática clínica. como interferem os sistemas e métodos educativos. O tratamento aplicado dependerá da situação apresentada. segundo a qual. prevenido e curado a partir do ensinante e aprendente. mas eu. este problema deve ser diagnosticado. É preciso. A Psicopedagogia trabalha com uma concepção de aprendizagem. 1994). Construção teórica e Tratamento picopedagógico-didático. recreação com objetivos terapêuticos ou entrevistas familiares psicopedagógicas.. o psicopedagogo também deverá intervir para que o fracasso do . grupo de tratamento psicopedagógico de crianças.Segundo Alícia.. tenho um problema de ensinagem com ele”. denunciar a violência encoberta e aberta instalada no sistema educativo). Assim como há um sujeito nas dificuldades de aprendizagem. O fracasso escolar também é um dos apontamentos da psicopedagoga. quais meios de conhecimento de que ele dispõe e a forma pela qual produz conhecimento e aprende. Logo. uma vez gerado o fracasso e conforme o tempo de sua permanência. . quando as causas do problema de aprendizagem se referem à estrutura individual e familiar da criança (problema de aprendizagem-sintoma ou inibição). portanto. sendo que essas disposições influenciam e são influenciadas pelas condições sócio-culturais do sujeito e do seu meio.Para prevenir o fracasso escolar. necessitamos trabalhar em e com a escola (realizar um trabalho para que o professor possa conectar-se com sua própria autoria e. faz-se necessária a intervenção psicopedagógica. há também o ensinante. Mas. que o psicopedagogo saiba o que é ensinar e o que é aprender. assim como para os vínculos: professor/aluno. (FERNANDEZ. oficinas de arte. Para Fernández. as transformações sofridas nas diversas etapas de vida.

Este tende a imitar ou copiar o objeto de conhecimento impedido pela força do mesmo. (Alicia Fernández. O conhecimento da modalidade de aprendizagem em um sujeito. Olha-se além das dificuldades de aprendizagem. A atual concepção de Psicopedagogia está associada. não se constitua em um sintoma neurótico. poder transformar. A Psicopedagogia se ocupa com questões próprias do desenvolvimento cognitivo. considerando o contexto cultural onde está presente sua singularidade.aprendente. empobrecimento no contato com o objeto e dificuldade na internalização de imagens. respeitando o ritmo. também. baixo nível de criatividade. ―Pela assimilação o sujeito transforma a realidade para integrá-la a seus esquemas de ação e pela acomodação transforma e coordena seus próprios esquemas para adequarse à realidade do objeto a conhecer” (2001).. déficit lúdico. que estão inseridas na aprendizagem. o tempo e o modo com o qual o sujeito da aprendizagem se relaciona com o conhecimento e com o saber. Um dos conceitos centrais de sua postura psicopedagógica está na modalidade de aprendizagem .  Hiperassimilação-hipoacomodação: Há uma fragmentação no conhecimento. ou seja. assim como a relação íntima entre modalidade de ensino do ensinante e modalidade de aprendizagem do aprendente são ferramentas imprescindíveis para as intervenções psicopedagógicas.modalidade de ensino. Cabe então ao psicopedagogo identificar os problemas que aparecem no processo de aprendizagem do sujeito autor. na apreensão do objeto a ser conhecido. podendo ser a nível terapêutico quanto preventivo. pois o sujeito autor materializa o objeto de seu imaginário como real em detrimento da legalidade do objeto. às modalidades de aprendizagem. Uma vez que respeita a relação que o sujeito da aprendizagem estabelece com a construção do seu poder aprender. Distinguindo três tipos de modalidades que interferem na aprendizagem:  Hipoassimilação-hipoacomodação: O sujeito autor apresenta inibição cognitiva.  Hipoassimilação-hiperacomodação: Caracteriza-se pela objetividade do sujeito autor. . 1994). para assim intervir e trabalhar na superação das dificuldades apresentadas.. Há um enfrentamento do sujeito autor com as características do objeto. Existe ainda uma quarta possibilidade que nomeia como um conjunto ilimitado de modos saudáveis que possibilitam o aprender: alternância variável entre assimilaçãoacomodação. Predomínio da subjetividade. encontrando um terreno fértil na criança e em sua família. psicomotor e afetivo.

é primordial que se crie ambientes compensadores e agradáveis. . faz um questionamento. a intervenção psicopedagógica na escola deve dirigir um olhar simultaneamente para seis instâncias: . através dos jogos simbólicos. considerando sempre a família. à sua modalidade de ensino. Aqui podemos ressaltar o quão fundamental foi o papel dela para a evolução da Psicopedagogia.à modalidade de aprendizagem do professor e.Para tal.à relação particular do professor com seu grupo e com seus alunos. entusiasmo e concentração no processo de ensino-aprendizagem. a partir dos relatos de suas famílias. técnicas e metodologias específicas. analisando e interpretando o contexto desses sujeitos da aprendizagem. Considerando as seis instâncias.ao sujeito aprendente que sustenta cada aluno. Essa intervenção poderá ser de forma lúdica. conhecida também por Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH). Numa intervenção psicopedagógica. Abordando o uso do medicamento tem somente por objetivo normalizar os comportamentos e eliminar. agem impulsivamente dentro da sala de aula. percebemos a relação que se estabelece entre os diversos sujeitos da aprendizagem e o conhecimento. . propiciando uma ação espontânea de motivação. Assim a intervenção psicopedagógica se dá a partir da escuta tanto do professor quanto do aluno. . ―omitir‖ os sintomas sem buscar a causa real do transtorno . dinâmica. Saindo da abordagem reeducativa e entrando numa abordagem relacional. assim como articular conhecimentos nas diferentes áreas. Na atuação institucional educacional. é preciso considerar as características psicológicas e sociais das crianças. as características dos educadores e da própria instituição. demonstram descontroles emocionais. Em seu livro. Sua maior preocupação está no uso indiscriminado do medicamento Ritalina nesses jovens e crianças que apresentam dificuldades em prestar atenção. uma reflexão sobre as crianças e jovens que são diagnosticados com Distúrbio de Déficit de Atenção com Hiperatividade (DDAH). deve utilizar instrumentos. em conseqüência. Os Idiomas do Aprendente (2001). para que se desenvolva uma relação de confiança entre o psicopedagogo e o sujeito de aprendizagem. -ao sujeito ensinante que habita e nutre cada aluno. constituindo-se numa área aplicada. Para Alícia. grau elevado de inquietude. -ao sistema educativo como um todo. a escola e a comunidade. interdisciplinar e transdisciplinar.ao grupo de pares real e imaginário a que pertence o professor.

Ressaltando o quão fundamental foi o papel de Alícia Fernàndez para a evolução da Psicopedagogia. a base [da Psicopedagogia] é muito mais que estar trabalhando na patologia [por mais que] o objetivo principal seja trabalhar para que as patologias (que eu chamo feridas) não aconteçam‖. prestar atenção ao professor. a questão da atenção e da hiperatividade vem tomando um novo direcionamento. para então traçar um plano de ação que abarque a família. emocionais e corporais. fica claro que o conhecimento psicopedagógico. pois neste processo ensino-aprendizagem estão envolvidos o sujeito aprendente. incorporando-o no ―enganoso‖ conceito de bom aprendente. constituindo-se numa área aplicada. Muitas crianças fazem uso de medicamentos sem possuir tais transtornos. dever do aluno ficar quieto. que sua pessoa é importante e não são substituíveis levando às escolas. Em seu diagnóstico é imprescindível saber quem são os ensinantes dessa criança. Atualmente. sujeito ensinante e a influência do meio: família. Na escola tradicional era obrigação. mas sim como únicos. imóvel. escola e sociedade. Por tudo isso eu acho que o substrato. aquela proposta teórica e prática que tende criar e favorecer a criação de espaços objetivos e subjetivos onde as autorias de pensamento e desejo sejam possíveis. ajudando os próprios professores a se reconhecerem interessantes — não no sentido de importantes. Então acho que a Psicopedagogia promove as capacidades. Seu diagnóstico é complexo.de déficit de atenção e hiperatividade. graças aos questionamentos e ao trabalho construtivo de muitos pedagogos. Apontar. A práxis psicopedagógica deve estar comprometida nos processos de aprendizagem em seus aspectos cognitivos. a escola e outros profissionais comprometidos no processo. pois nós podemos ser melhores. os sonhos dos seres humanos a possibilidade de acreditar em um mundo melhor. Finalizando com um conceito que a própria Alícia Fernàndez dá Psicopedagogia no processo de aprendizagem: ―Eu defino a Psicopedagogia como aquela disciplina. A partir desse contexto faz uma análise de como e quando se dá a aprendizagem. Ao longo dos aprofundamentos nas idéias e propostas de Alicia Fernández. singulares. . interdisciplinar e transdisciplinar. ultrapassa os limites dos problemas de aprendizagem de um único sujeito autor. hoje. conceito de déficit de atenção: alunos desatentos ou desatendidos e os valores da sociedade atual. para então ser considerado um bom aluno. afirmar que uma criança apresenta estes distúrbios tornou-se uma questão ética.

Disponível em: http://www.direcionaleducador. Acessado em: 26 de ago. São Paulo.htm. GRIZ. Biografias. Disponível em: http://www.com. Alícia. Revista Direcional Educador. 2011. Alicia. 2011. Acessado em 27 de ago de 2011. Maria das Graças Sobral.com. htm. 16.htm.br/artigos/entrevista-alicia-fernandez.br/ artigos_maria_griz_modalidades_aprendizagem. Alícia. MOREIRA. 2011. Disponível em: http://www. A Psicopedagogia e as Modalidades de Aprendizagem do Sujeito. FRACASSO ESCOLAR: DE QUEM É A CULPA? Disponível em: http://www2. Acessado em: 26 de ago. Aprendizagem também é uma questão de gênero. A aprendizagem em pauta. 2011. São Paulo: Casa do Psicólogo.mlspsicopedagogia.htm. FERNÁNDEZ. escolas e meios de comunicação. Eliane Calheiros.psicopedagogiabrasil. em: 26 de ago. Alícia. Disponível em: http://www. Acessado em 27 de ago de 2011 GRIZ. 203-219. FERNÀNDEZ.html. Alicia.br/entrevistas/ent_educ_texto.mlspsicopedagogia. Biografias.com. Acessado em: 26 de ago. Disponível em: http://www. 1. Ed.REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA BEAUCLAIR.psicopedagogiabrasil. 2009. CANSANÇÃO.educacional. p. PSICOPEDAGOGIA e dificuldade de aprendizagem.com/ 23.com. Disponível em: http://www. Acessado em: 27 de ago.asp?Id= Acessado 398342. Os idiomas do Aprendente: análise das modalidades ensinantes com famílias. Edição 43 de agosto/2008. FERNÀNDEZ. 1ª. ed. Entrevista cedida a Luiza Oliva.gesppma. A sociedade Hipercinética e Desatenta Medica o Que Produz. Michelle de Castro. Maria das Graças Sobral.Um conhecimento em continuo processo de construção.br/revista/revista-eletronica3/artigo12-3. São Paulo.com/ 23. PSICOPEDAGOGIA . Nova Escola.edu. João. Entrevista cedida a Bianca Krebs. Alicia. 2011. Alicia. Artigo: Entrevista. Novembro 2007. FERNÁNDEZ. FERNÀNDEZ.funedi. Porto Alegre: Artmed Editora. Edição 207. Disponível em: http://www. Cap. 2011.com. .br/ artigos_joaobeauclair_psicopedagogiaensinantes. FERNÁNDEZ. Psicopedagogia: ensinantes e aprendentes no processo de aquisição do conhecimento. In: FERNÀNDEZ.br/index_arquivos/Page599. Acessado em 30 de ago. Editora Abril. 2001.html.