Agenda Ambiental na Administração Pública – A3P

Sustentabilidade em Instituições e Municípios
Eletrobras Furnas Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Rio de Janeiro Secretaria do Ambiente do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Transportes do Estado do Rio de Janeiro Inmetro Sistema Socioeducativo do Estado do Rio de Janeiro Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro Empresa de Pesquisa Energética Diretoria de Portos e Costas/RJ Prefeitura Municipal de São Gonçalo/RJ Prefeitura Municipal de Paty do Alferes/RJ Prefeitura Municipal de Cachoeiras de Macacu/RJ Prefeitura Municipal de Arraial do Cabo/RJ Instituto Nacional da Propriedade Industrial Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado do Rio de Janeiro - CRECI 1ª Região Instituto Federal do Rio de Janeiro - Campus São Gonçalo Instituto Vital Brazil S/A Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura/RJ Universidade Federal do Rio de Janeiro Eletrobrás Prefeitura Municipal de Angra dos Reis/RJ PC VIDA Agência Nacional de Cinema Casa da Moeda do Brasil Instituto de Identificação Félix Pacheco Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio de Janeiro Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Mesquita/RJ Instituto Oswaldo Cruz Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região Colégio Agrícola Nilo Peçanha Jardim Botânico do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Magé Prefeitura Municipal de Itaboraí Prefeitura Municipal de Rio Bonito

O que é a A3P?
Agenda estratégica para construção de um modelo de cultura institucional que propicie a economia de recursos naturais e financeiros através da inserção de critérios, ações e metas de gestão para a sustentabilidade socioambiental na Administração Pública.

Diretrizes da A3P
As diretrizes da A3P se fundamentam nas recomendações do Capítulo IV da Agenda 21, que indica aos países o “estabelecimento de programas voltados ao exame dos padrões insustentáveis de produção e consumo”. Contribui para o cumprimento das metas de planos e políticas nacionais tais quais PNMC, PNRS, ISO 26000, planos e políticas estaduais correlatas.

Eixos Temáticos da A3P

Implementação da A3P
• Criar uma Comissão por resolução interna, composta por representantes de diferentes setores da instituição; • Realizar um diagnóstico situacional e um plano de ação que define projetos e atividades a partir dos eixos temáticos; • Implantar as ações e medir seu sucesso a partir de indicadores de avaliação e monitoramento; • Campanha permanente de Comunicação.

RESULTADOS Prefeitura de Mesquita-RJ
• O Decreto Municipal nº 785 de 2009 estabeleceu a formação da Comissão A3P com representantes de todas as secretarias e suas unidades prediais; • RS: 2º lugar do Prêmio Melhores Práticas de A3P (2010) Categoria Gestão de Resíduos
• Conscientização dos servidores e distribuição e coletores recicláveis em todos os 147 (cento e quarenta e sete) setores da Administração Pública Municipal; • Catadores recolhem, aproximadamente, uma tonelada/mês de material reciclável. Desses, 55% eram anteriormente descartados de forma inadequada; • 65% de papel deixaram de ser jogados nos lixões; • 80% dos servidores não utilizam mais copos plásticos.

RESULTADOS Tribunal de Justiça do RJ
• 2º TJ estadual a aderir a A3P no Brasil; • Parcerias para a implantação de ações: MMA, SEA, INEA, Eletrobras, UFF; • Ato normativo no. 4 padroniza os editais do TJ com requisitos de sustentabilidade; • Em desenvolvimento, um estudo de etiquetagem com selo PROCEL Edifica, de prédio do TJ.

RESULTADOS Secretaria do Ambiente-SEA
• A3P Promove, apoia e capacita colegiados para a implantação da A3P em secretarias, demais instituições públicas e municípios por meio da SEAM e Agenda 21. Recém-criada a Comissão A3P na SETRANS; • Contrato de gestão da administração pública no INEA, que prevê o cumprimento de metas de trabalho e gratificação por desempenho; • Comissão e monitoramento da Coleta Seletiva no prédio da SEA e INEA com Campanha Interna que agrega peças para economia de água e energia;

RESULTADOS Licitações sustentáveis

no RJ
• A Resolução SEA no. 216 de junho de 2011 estabelece exigências de natureza ambiental em processos licitatórios da SEA e INEA foi base para o Decreto Estadual no 43.629 de junho de 2012 que dispõe sobre os critérios de sustentabilidade ambiental na aquisição de bens e contratação de serviços e obras pela administração pública estadual; • Comissão Especial para a Regulamentação do Decreto 43.629 formada por representantes da SEPLAG, SEA e INEA.

Comunicação da A3P
O sucesso da A3P está diretamente vinculado à participação de todos aqueles que trabalham no órgão. Por isso a comunicação é parte fundamental do plano de A3P.
Peças da Campanha Interna da A3P no prédio da SEA e INEA

GRATA!
Karla Matos Coordenadora do Núcleo Especial da Agenda 21 Especialista em A3P karlamatos8@gmail.com 55 21 2332-5792 55 21 8166-0284

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful