You are on page 1of 2

Receitas tradicionais chinesas fitoterápicas

As receitas tradicionais chinesas fitoterápicas fornecem ingredientes terapêuticos ao corpo. A página seguinte inclui receitas para duas formas comuns de medicina fitoterápica. Como fazer uma tradicional decocção fitoterápica Os medicamentos fitoterápicos mais fortes estão na forma de decocções. Uma decocção é um chá fitoterápico concentrado feito por meio da fervura de ervas em água. Fazer uma decocção requer alguma paciência, e bebê-la requer uma tolerância a sabores e aromas muito fortes. Para fazer uma decocção padrão: 1. coloque as ervas em uma vasilha, preferivelmente feita de cerâmica ou vidro. Aço inoxidável é uma alternativa aceitável, mas nunca use ferro ou alumínio pois eles têm uma tendência a reagir quimicamente com as ervas. O alumínio também é um metal pesado tóxico, então não deveria ser usado em nenhum tipo de preparação de alimentos, 2. adicione 3 xícaras de água fria às ervas. Aqueça a água até ferver em fogo alto. Reduza para fogo médio e continue a ferver as ervas até restar 1 xícara de líquido (aproximadamente 20 minutos), 3. coe esse líquido e reserve. Essa é uma dose de medicamento fitoterápico, 4. adicione 2 xícaras de água às ervas cozidas anteriormente (elas já absorveram água, então necessitam de menos). Ferva-as novamente até restar 1 xícara de líquido, 5. coe esse líquido e adicione essa segunda dose à primeira, 6. repita os passos 4 e 5 e faça uma terceira dose. Misture bem as doses de modo a obter 3 xícaras de decocção concentrada, 7. descarte as ervas, preferivelmente na sua pilha de composto, 8. tome uma xícara de decocção três vezes ao dia para uma enfermidade aguda ou uma xícara ao dia por três dias para condições crônicas.
Chá fitoterápico é uma forma comum de fornecer ingredientes terapêuticos ao corpo

A razão de fazer três decocções de 20 minutos em vez de uma decocção de 1 hora é simples. Algumas ervas em uma fórmula provavelmente contém óleos aromáticos voláteis como ingrediente ativo. Esses óleos voláteis podem ser capturados em uma fervura de 20 minutos, mas serão perdidos ao final de uma hora. Por outro lado, pode levar uma hora inteira para extrair completamente os compostos medicinais de raízes duras. Por essa razão, combine todas as três doses e separe-as novamente em três doses iguais para garantir que todas as três contenham o mesmo equilíbrio de compostos e sabores. Como fazer uma sopa tônica imunológica Algumas ervas tonificantes na medicina chinesa também reforçam o sistema imunológico, além de suas outras funções valiosas. Destas, algumas contêm um gosto ou sabor ligeiramente doce, tornando-as adequadas como ingredientes em sopas. Incorporar medicina à comida é uma prática bastante comum na China, sendo especialmente útil para crianças ou adultos que não gostam de tomar ervas de outras formas. As ervas tônicas mais comumente usadas em caldo de sopa são a raiz de Astragalus, raiz de Codonopsis, inhame Dioscorea e semente de lótus. A receita simples a seguir produz cerca de duas porções.  10 gramas de raiz de Astragalus membranaceus (huang qi)  10 gramas de raiz de Codonopsis pilosula (dang shen)  10 gramas de inhame Dioscorea opposita (shan yao)  10 gramas de semente de flor-de-lótus (Nelumbo nucifera) (lian zi) 1. Ferva as ervas em 6 xícaras de água até metade do líquido evaporar. 2. Remova o Astragalus e o Codonopsis e adicione um pouco de couve galega, cenoura, batata, cogumelos shitake, algas marinhas ou outras verduras da estação. 3. Continue a cozinhar até que as verduras amoleçam e retire do fogo. 4. Misture um pouco de missô a gosto. O inhame e as sementes de lótus devem estar macios e comestíveis nesse ponto. Esses ingredientes fitoterápicos podem ser adaptados a qualquer receita de sopa; simplesmente ferva-os e remova-os após cerca de 30 minutos. O líquido restante pode ser usado como caldo em sua receita favorita de sopa. Para mais informações sobre Medicina Tradicional Chinesa, tratamentos, curas, crenças e outros tópicos interessantes, consulte os links a seguir.