Onde ou o que é Sião?

Segundo o Dicionário Enciclopédico Ibalpe 2004, Sião é a antiga fortaleza dos jebuseus situada na colina oriental de Jerusalém, e que foi conquistada por Davi. No Antigo Testamento designou o lugar da morada de Jahvé (Is 8.18; 18.7), e no Novo Testamento foi o nome dado à igreja da terra (Hb 12.22). Sião não se identifica com a atual colina sul oriental de Jerusalém (a cidade de Davi). Por Sião temos de entender melhor a altura que, com a ampliação salomônica, foi incorporada à cidade pela parte norte. Naquela altura encontrava-se já provavelmente o santuário ou lugar sagrado dos sacrifícios da cidade jebusita, de modo tal que a incorporação do monte à cidade se deveu também à tradição religiosa. Todavia, Isaias distingue Jerusalém de Sião ( "Por isso, acontecerá que, havendo o SENHOR acabado toda a sua obra no monte Sião e em Jerusalém, então, visitarei o fruto do arrogante coração do rei da Assíria e a pompa da altivez dos seus olhos" Is 10.12). Mas o nome de "Sião" se revelou com tanta força que depois que Davi capturou "a fortaleza de Sião", Sião passou a ser chamada de "a Cidade de Davi" (1 Reis 8:1; 1 Crônicas 11:5; 2 Crônicas 5:2). Todavia, com o passar do tempo essa designação foi substituída cada vez mais pelo nome de "Monte do Santuário". O nome "Sião" provavelmente em suas origens não fosse um nome carregado de significado, senão um simples nome menor. Assim como siyya e sayon significam "terreno seco" ou árido, assim também siyyon não indica outra coisa senão "colina rochosa". O monte que na atualidade é chamado de Monte Sião, e no que hoje se levanta o Cenáculo e a igreja da Dormitio Mariae dos monges beneditinos, não se identifica com a colina denominada originariamente "Sião". Esta nova colina de Sião encontra-se na zona que pertencia à cidade alta, ao oeste do Vale dos elaboradores de queijo ou Tiropeão. Para evitar a confusão, se fala cada vez mais, neste caso, de "Sião cristã". A palavra "Sião" é mencionada pela primeira vez na Bíblia em 2 Samuel: "E partiu o rei com os seus homens para Jerusalém, contra os jebuseus que habitavam naquela terra e que falaram a Davi, dizendo: Não entrarás aqui, a menos que lances fora os cegos e os coxos; querendo dizer: Não entrará Davi aqui. Porém Davi tomou a fortaleza de Sião; esta é a Cidade de Davi" (2 Sm 5.6-7) Em um sentido mais amplo, Sião também é Jerusalém. Deus fundou a cidade como refúgio e pátria para Seu povo escolhido (Is 14.32). Desde então, Seu povo Israel habita ali (Is 10.24; 18.7). Jerusalém é também a cidade do culto a Deus em Israel (Is 33.20a). Temos também dois versículos que deveriam servir para convencer aos judeus de que Jesus é o Messias que eles ainda esperam. Na verdade, trata-se do mesmo versículo, na versão original do Antigo Testamento e em sua citação por Paulo no Novo Testamento: 1) "E virá um Redentor a Sião e aos que se desviarem da transgressão em Jacó, diz o SENHOR" (Is 59.20) 2) "E, assim, todo o Israel será salvo, como está escrito: De Sião virá o Libertador, e desviará de Jacó as impiedades" (Rm 11.26). Perceba que enquanto Isaias diz que o Messias virá a Sião, Paulo diz que vira de Sião. Será que Paulo errou? Isso implicaria que a Bíblia está errada, e isso é impossível. Não, esta diferença implica que Isaias profetizou que o Messias visitaria Sião, o que aconteceu na primeira vinda de Jesus , enquanto Paulo disse que o Messias virá de Sião , o que acontecerá em sua segunda vinda . Jesus virá de Sião porque Ele já esteve lá, já nasceu lá (Sião como região judaica e núcleo de Israel) e agora Ele estará só voltando. Mesmo se os judeus o rejeitaram em sua primeira vinda, a próxima vez será a sua volta. Isso fica claro pelo contexto do versículo, que aclara que todo Israel será salvo, e isso só acontecerá na segunda vinda de Jesus. Nos tempos finais, os exércitos das poderosas nações mundiais vão lutar contra Sião (Is 29.8). Mas o Messias de Deus será o vitorioso e estabelecerá Sua residência em Sião (Is 24.23). Afinal, de Sião sairão a paz, a sabedoria, a justiça e os ensinamentos divinos para toda a humanidade (Is 2.3). Resumindo: Sião é a expressão de toda a esperança judaica, que aguarda o Messias nestes finais dos tempos e que anseia pelo Seu reinado de paz. Por isso o final do hino nacional de Israel, a "Hatikva" (Esperança), diz: "...em Sião, terra de Jerusalém". O que é sionismo? A palavra "sionismo" não se encontra na Bíblia. Ela foi usada, pela primeira vez, pelo escritor judeu Nathan Birnbaum no ano de 1890 em uma revista hebraica. Apesar disso, o sionismo tem forte base bíblica. Ele é o retorno do povo judeu a Sião cumprindo o propósito divino: "Assim diz o Senhor Deus: Hei de ajuntá-los no meio dos povos, e os recolherei das terras para onde foram lançados, e lhes darei a terra de Israel" (Ez 11.17). "...vos levarei a Sião" (Jr 3.14). "Os resgatados do Senhor voltarão e virão a Sião com cânticos de júbilo; alegria eterna coroará a sua cabeça; gozo e alegria alcançarão, e deles fugirá a tristeza e o gemido" (Is 35.10). "...e habitarão na sua terra" (Jr 23.8).

Deus é. agradece pela terra de Israel. Moscou ou Berlim. pois aqueles que nos levaram cativos nos pediam canções. reconstruíram o templo e restabeleceram o seu país. que fôssemos alegres. na rebelião de Bar Kochba. Nos salgueiros que lá havia. É por isso que a saudade por Sião. pendurávamos as nossas harpas. Textos extraídos de "Bases bíblicas do Sionismo". dizendo: Entoai-nos algum dos cânticos de Sião. Quando. e fundaram um novo Estado judeu. Dicionário de Geografia Bíblica de H. isso foi sionismo messiânico. mais de 140. e os nossos opressores.C. e. que congrega os dispersos de Israel: Ainda congregarei outros aos que já se acham reunidos" (Is 56. a morada de Sua glória. Ele é comparável com a espera por Cristo que está voltando. ó Jerusalém. Em um casamento judeu. vieram a Israel em meio a grandes aventuras pelo caminho. Isso significa que os judeus que ainda se encontram espalhados pelos países do mundo também voltarão a Israel. inclusive cristãs. em oração e na prática. e quando lutaram contra a resistência de turcos. começou o movimento sionista. Pois. ele o faz na época em que se colhem os primeiros frutos em Israel. e Wikipédia. Apegue-se-me a língua ao paladar. Dicionário da versão Reina Valera 1995 e Dicionário Bíblico Digital. pelo Messias. O amor a Sião se torna movimento de libertação Desde sempre o sionismo legítimo se expressa em amor a Sião. voltaram para a terra de seus antepassados.br e de http://www. agradece pela comida e. lembrando-nos de Sião.17). afirmam que o sionismo está morto. Quando um judeu clama por chuva em Nova Iorque.o Senhor ainda consolará a Sião!" (Zc 1. o verdadeiro motivador do sionismo (bíblico)..000 judeus dos países ex-comunistas e. pela terra que Deus deu a seus antepassados. mesmo que cada regresso a Sião tenha tido sempre um componente político. O sionismo não está morto E esse sionismo continua. pela salvação de Israel. o Messias. foram expulsos de sua terra pela primeira vez. Elas têm relação com o Salvador. o sionismo é a volta prometida e desejada por Deus do povo judeu para Sião. portanto. Sião. "montes de Israel") que pertence aos palestinos.000 judeus etíopes. há 2. em 1882. isso foi sionismo dentro da vontade de Deus. E é por isso. Quando. simbolizando que nenhuma alegria sobre a terra pode ser perfeita enquanto Sião não tiver ressurgido. porém.gotquestions. o noivo esmigalha uma taça com os pés. o anelo por Sião.com. que se resseque a minha mão direita." Quando os judeus. se não preferir eu Jerusalém à minha maior alegria. Quando vai comer. nós nos assentávamos e chorávamos. isso acontece na época em que os campos da Judéia precisam de água. voltando a Sião. buscaram caminhos e meios de voltarem para sua pátria. Em 132 d. Dizem que as promessas de Deus abrangem também uma terra (biblicamente. quando [os judeus] se desvencilharam das forças de ocupação romanas pela última vez. mais de 650. haveríamos de entoar o canto do Senhor em terra estranha? Se eu de ti me esquecer.. esconde-se uma saudade profunda e um anseio por Deus. que todo judeu religioso ora a Deus três vezes ao dia: "Que nossos olhos vejam quando voltares a Sião!" Então ". isso foi sionismo posto em prática. Como. No início de cada novo dia. se me não lembrar de ti. Assim a saudade por Sião e a volta a Sião sempre têm traços messiânicos. ao mesmo tempo. nazistas e árabes. os olim (imigrantes) começaram a regressar a Sião em dezenas e até centenas de milhares nos grandes movimentos de imigração (aliá). os assim chamados "filhos de Salomão" (falashas). O sionismo sempre encontrou sua forma visível nos movimentos de libertação nacional do povo judeu. por Sião. desde 1990.500 anos. Esse amor é demonstrado no anseio em voltar para a Terra Prometida. Quando o judeu se rejubila nas festas de ação de graças.8). isso foi sionismo autêntico.chamada. e choraram às margens dos rios da Babilônia e. Muitas pessoas. a partir de 1991. ele ora a Deus e pede misericórdia para com Jerusalém. E Theodor Herzl foi Seu "profeta" na virada do século passado e contribuiu decisivamente para a realização do sionismo. Pois ele é parte integrante e muito especial do plano divino no final dos tempos e de toda a história da salvação. Quando os judeus. Mas o firme propósito de Deus continua de pé e é muito explícito em relação à continuidade do sionismo: "Assim diz o Senhor Deus. de Fritz May -http://www. que os judeus possam voltar incólumes para sua terra. é tão vívido no coração e na mente de todo judeu religioso. O hino desses primeiros sionistas está gravado no Salmo 137. ingleses. vindos principalmente de países árabes.1-6 : "Às margens dos rios da Babilônia.. depois de um levante maciço contra o exílio. Martens.org Livros consultados: Dicionário Enciclopédico Ibalpe 2004. africanos e asiáticos. Seu alvo comum é a salvação plena. todas de e-Sword. . Ambos exprimem confiança e fé nas promessas de Deus. E o ponto culminante de cada festa de pessah (páscoa) é a oração repetida todos os anos: "No próximo ano em Jerusalém!" Por detrás dessa nostalgia por Jerusalém.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful