You are on page 1of 5

A OVELHA CONHECE A VOZ DE SEU PASTOR As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem (Jo 10.3).

INTRODUÇÃO Os crentes são chamados por Cristo de ovelhas, porque: a) O crente depende de Deus em tudo, tal qual a ovelha depende de seu Pastor em tudo. b) Nos somos limitados nas questões eternas, bem como nas terrenas que com a eternidade se relacionem. As ovelhas são bastante limitadas. c) As ovelhas são mansas, simples, pacientes, inocentes em contraste com outros animais, como o bode, que é imundo, destruidor, independente, briguento, insubmisso. I- AS OVELHAS DE CRISTO OUVEM A SUA VOZ - As ovelhas estão acostumadas ao timbre da voz de seu pastor, Cristo. - Falsos pastores surgem, buscando arrebatar ovelhas menos apercebidas - Elementos essenciais para ouvir a voz de Cristo: conversão, regeneração e fé. - Conhecendo a seu Pastor com tanta intimidade, as ovelhas o seguem e obedecem. - Isto implica em obedecer ao evangelho com Integridade (se me amais guardareis os meus mandamentos. Jo 14.15) II- QUAL É A VOZ DO SUPREMO PASTOR? - A voz de Cristo é a voz do amor. Sua linguagem é o amor. da graça e da misericórdia - Sua voz proclama a paz, o perdão, a liberdade (verdadeira), a retidão e a salvação - Essa voz é ouvida pelo povo de Cristo, internamente, se deleitando com ela, compreendendo-a, e distinguindo-a de qualquer outra voz III- CRISTO CHAMA SUAS OVELHAS PELO NOME

- As cidades fortificadas tinham seus apriscos, onde vários pastores guardavam seu rebanho, vindo buscá-los pela manhã - Eram vários pastores ao mesmo tempo, chamando por seu rebanho. As ovelhas conheciam a voz de seu pastor. O ouviam e o obedeciam. - Hoje vários barulhos soam ao mesmo tempo que a voz de Cristo. O desafio é ouvir a Cristo, e não os falsos pastores. - Nenhuma utilidade tinha o pastor chamar suas ovelhas pelo nome, se elas não tivessem intimidade com Ele, o ouvindo e obedecendo, se agrupando sob o comando do seu pastor. - O supremo pastor cuida de cada ovelha, individualmente. Chama, zela, cura, orienta. - Intimo com suas necessidades lhe dá o que precisa e não o que ela quer. IV- AS OVELHAS DE CRISTO O SEGUEM - Os pastores iam à frente, seguidos pelo rebanho. Cristo diz: “quem quiser vir após mim...” (Mt 16.24; Mc 8.34; Lc 9.23) - Seguindo a Cristo somos guiados a) Para fora deste mundo (Jo 15.19 – Eu vos escolhi do mundo) b) Para a segurança e saciedade dos pastos verdejantes (Sl 23) c) Para uma vida espiritual mais abundante (Jo 10.10) d) Para a vida eterna, onde ninguém as arrebatará de sua mão (Jo 10.28) CONCLUSÃO - Precisamos da condição de ovelhas de Cristo Jesus,

SOMOS CHAMADOS PARA SER OVELHAS NOS, QUE TEMOS A NATUREZA DO BODE, PRECISAMOS SER NOVA CRIATURA Muitas vezes ovelhas e bodes convivem lado a lado. Isso porque os bodes conseguem a façanha de se esconderem no meio das ovelhas, fazerem-se

parecer com elas. No entanto, sua natureza vil desmente a cara piedosa e, até mesmo, ministerial. Ovelhas são mansas. Bodes, ariscos. Ovelhas obedecem ao Supremo Pastor. Bodes exigem seus direitos. Ovelhas aceitam ser guiadas. Bodes querem trilhar seus próprios caminhos. Ovelhas precisam de proteção. Bodes são autossuficientes. Ovelhas sabem da sua fragilidade. Bodes escondem sua aridez para o “momento oportuno”. Ovelhas sabem se contentar com a simplicidade do pasto verde e das águas de descanso. Bodes sempre exigem mais e mais para si. Ovelhas, quando em perigo, buscam ajuda do Supremo Pastor. Bodes dão chifradas. Ovelhas pertencem ao Aprisco. Bodes querem demarcar um espaço próprio. Ovelhas ouvem a voz do Supremo Pastor. Bodes O desconhece. Ovelhas são do Senhor. Bodes são fruto de satanás infiltrado no rebanho. A parábola em Mateus 25.31-46 descreve a diferença que existe entre ovelhas e bodes. Quando o Senhor estabelecer o Seu Reino, Ele ajuntará as nações diante de Si e separará as ovelhas dos bodes (vs. 31-33). Um bode não é necessariamente um animal ruim. Um bode tem o casco fendido e rumina o alimento; portanto, de acordo com a lei de Moisés, ele é considerado um animal limpo (Levítico 11.3; Deuteronômio 14.5-6). Bodes podiam ser usados nos sacrifícios tanto quanto ovelhas (Levítico 1.10; 3.12), e eram usados na oferta pelo pecado na Páscoa (Números 28.22). Entretanto, há uma razão pela qual o Senhor separa as ovelhas dos bodes nesta parábola. É porque eles são completamente diferentes, especialmente no caráter. As ovelhas sempre pastarão juntas. Nós geralmente falamos de um "rebanho" de ovelhas; mas, quando nos referimos aos bodes, dizemos "manada" ou "bando". Bodes têm seu próprio senso de ordem, tal como determinar quem será o primeiro a comer. Cada bode lutará por sua própria posição. É por isso que os bodes têm seus chifres retirados muito cedo. Senão, mais tarde, poderia haver alguns feridos. Eles se batem entre si até que finalmente estabeleçam uma certa ordem. Cada um então respeita aqueles que têm um crânio um pouco mais duro, mas põe para correr aqueles que estão um pouco mais abaixo em sua escala social.

Ovelhas não fazem isso. Mas por que os bodes o fazem? Porque eles nunca perdem seu senso de individualidade. Falando num sentido espiritual: bodes nunca se envolvem no vasto ministério do Corpo que é o prelúdio para o Reino. O prelúdio para o Reino é caracterizado pelo fato de que temos um profundo amor e preocupação uns pelos outros (1 Tessalonicenses 3.12). PRECISAMOS APRENDER A SER OVELHA Para se restaurar um casamento é necessário ser ovelha, para ser um cristão autêntico é necessário ser ovelha, para perdoar e ser perdoado é necessário ser ovelha, para não praticar a vingança é necessário ser ovelha, para se reconstruir um nome é necessário ser ovelha, para abandonar o cigarro é necessário ser ovelha, para largar a bebida é necessário ser ovelha, para não dar propina e não aceitar propina é necessário ser ovelha, para ser servo é necessário ser ovelha, para ser humilde é necessário ser ovelha, para ser obediente a sua liderança é necessário ser ovelha, para ser filho é necessário ser ovelha, para ser pai é necessário ser ovelha, para ter ministério na igreja é necessário ser ovelha. Nós somos do rebanho de Deus. - a principal característica das ovelhas de Cristo é que elas ouvem sua voz. - São muitas as vozes dos que querem guiar as ovelhas Que tipo de ovelha você é? Fomos chamados para ouvir a Sua voz Fomos chamados para viver perto dEle. Há ovelhas que gostam de andar próximo ao Pastor Há ovelhas que só correm para o Pastor quando se vêem ameaçadas Há ovelhas não perdem a oportunidade de se afastar O cajado, que serve para puxar a ovelha quando ela vai além do que ele gostaria A vara, que serve para ele se livrar dos animais que tentam atacar ao seu rebanho

As ovelhas são indefesas: não mordem, não têm chifres, não brigam. Esses animais também são míopes, não têm uma visão de longo alcance, e demoram em ver o risco à sua volta. Por isso, as ovelhas precisam constantemente de um pastor que cuide delas. Quando uma ovelha foge constantemente do pastor, ele quebra a perna da ovelha. Ela vai sofrer, vai sentir dor, mas não vai mudar de pastor. passará por momentos de limitação para aprender a andar perto do seu Pastor. Sempre que o rebanho tiver que se deslocar, ele a porá sobre seus ombros. Depois de uma experiência como esta, a ovelha não foge mais. Ela fica sempre bem perto dele. O BOM PASTOR NÃO DÁ ÀS OVELHAS O QUE QUEREM, MAS O QUE PRECISAM.

Ovelha, carneiro, cordeiro Cabra, bode, cabrito Certa vez, Osmar Ludovico escreveu um texto sobre pastores e lobos. Gostaria de contribuir com a discussão sob outro aspecto.