You are on page 1of 15

1

Área Temática: Administração Geral ÉTICA E CONTABILIDADE: ESTUDO BIBLIOMÉTRICO DAS PUBLICAÇÕES DOS ANAIS DO ENANPAD NA PRIMEIRA DÉCADA DO SÉCULO XXI JONAS EDUARDO ROCHA MONTEIRO Universidade Federal do Ceará mrejonas@hotmail.com GUILHERME IBERALTO SOARES DA SILVA Universidade Federal do Ceará gui_jabbal@msn.com MARIA DA GLÓRIA ARRAIS PETER Universidade Federal do Ceará gloria@arrais.com MARCUS VINICIUS VERAS MACHADO Universidade Federal do Ceará marcus@acep.org.br RESUMO A Contabilidade tem como função informar, de maneira clara e confiável, aos seus diversos usuários, a situação econômica e financeira do patrimônio das organizações, que, por sua vez, precisam ser pautadas em princípios éticos. Portanto, faz-se necessária a presença dessa temática nas discussões técnicas e acadêmicas da área. Nesse contexto, o objetivo deste artigo foi verificar o interesse da academia, no Brasil, de estudar o tema “Contabilidade e ética”, a partir da análise da produção científica publicada nos anais do Encontro da Associação Nacional de Pós Graduação em Administração (EnANPAD), no período de 2001 a 2010. Para tanto, adotou-se uma abordagem bibliométrica, utilizando uma metodologia fundamentada na Lei de Zipf, que visa encontrar a freqüência de determinados termos em um artigo científico. Dentre os 7.756 artigos publicados no EnANPAD no período sob análise, foram identificados 108 artigos contendo a palavra “ética”, desses apenas 6 contemplaram também a palavra Contabilidade. Analisando o conteúdo dos seis artigos, verificou-se que apenas um destes tratou do tema Contabilidade e ética de forma relacionada. Diante dos resultados, foi possível concluir que existe pouco interesse pelo assunto Contabilidade e ética por parte da academia, constatado pela análise realizada das publicações nos anais do EnANPAD.

Palavr-chave: Ética, Contabilidade, Bibliometria.

and only 6 of these also include the word accounting. Among the 7756 articles published in EnANPAD in the period under review. the main purpose of this paper was to verify the academy's interest in Brazil. . Analyzing their contents. Accounting and Academic papers. this theme is necessary in academic and technical discussions. Keywords: Ethics. to study "Accounting and ethics. using a methodology based on Zipf's Law. Considering the results. it was found that only one addressed the issue of accounting and ethics in a way related. 108 articles had the word "ethics"." topic based on the analysis of scientific literature published in the meeting of the National Association of Graduate Business Administration (EnANPAD) in the period 2001 to 2010. In this context.2 ABSTRACT The accounting function is to inform in a clear and reliable manner to its various users. which. Therefore. which aims to find the frequency of certain terms in a scientific paper. the economic and financial position about their assets. based on the review of publications in the EnANPAD’s records. it concluded that there is little interest about Accounting and ethics by the academy in Brazil. A bibliometric approach was adopted. need to be guided into ethical principles.

notadamente no que diz respeito à conduta empresarial e. possibilitam a difusão comunicativa da ciência. Como objetivos específicos buscou-se: (1) descrever as principais características dos artigos sobre Contabilidade e ética. Considerando a influência dessas informações na tomada de decisão dos usuários. utilizando uma metodologia fundamentada na Lei de Zipf. na terceira a metodologia adotada na pesquisa. a Contabilidade deve ser pautada em princípios éticos. teses e anais de encontros científicos. adotou-se uma abordagem bibliométrica. Existem estudos bibliométricos sobre diversos assuntos. O crescimento significativo. Para tanto. que visa encontrar a freqüência de determinados termos em um artigo científico. no Brasil. no período de 2001 a 2010. nos últimos anos. pois as pesquisas científicas têm como finalidade a produção de conhecimento. Riccio e Sakata (2006). da produção científica na área contábil. os resultados e as principais conclusões do estudo. monografias. entre os anos de 2001 e 2010. Nesse contexto. respectivamente. além do fato da ética na contemporaneidade ser um tema bastante relevante. o objetivo deste artigo foi verificar o interesse da academia. não foram encontrados. torna-se relevante que discussões envolvendo aspectos éticos da Contabilidade sejam veiculadas pela academia. No entanto. segundo Ashley (2005) a ética empresarial começou a ser abordada pelos acadêmicos no inicio dos anos 1960. 2 CONTABILIDADE E ÉTICA NAS ORGANIZAÇÕES . Meadows (1999) afirma que a comunicação é a essência do saber científico. aspectos relevantes sobre Contabilidade e ética nas organizações. financiadores. e as publicações dos resultados das investigações. considerando-se a produção científica publicada nos anais do Encontro da Associação Nacional de Pós Graduação em Administração (EnANPAD)? Diante dessa questão. envolvendo atividades. deve-se ao aumento. independentemente da área abordada. sobre o estudo do tema “Contabilidade e ética”. Assim. livros. abordando. verificando se o estudo da ética encontra-se dentre as questões de pesquisa. os fornecedores. e.3 1 INTRODUÇÃO O objetivo da Contabilidade é gerar informações confiáveis sobre o patrimônio das organizações para os diversos usuários. sobre o estudo do tema “Contabilidade e ética”. na quarta e quinta. da quantidade de programas de pós graduação stricto sensu nessa área. Pereira e Guerreiro (2004) e de Mendonça Neto. na área de Contabilidade os estudos de Cardoso. estudos bibliométricos abordando a temática ética e contabilidade nos anais de eventos científicos. a partir da análise da produção científica publicada nos anais do Encontro da Associação Nacional de Pós Graduação em Administração (EnANPAD). O presente trabalho foi organizado em cinco seções. é importante conhecer as temáticas que orientam as pesquisas contábeis. mediante publicações de pesquisas sobre essa temática. foram analisados os artigos publicados no EnANPAD. Entretanto. A ética como princípio filosófico remonta à antiguidade clássica. estando diretamente relacionada à responsabilidade social. na segunda seção. incluindo a introdução. e. podendendo ser destacados. (3) verificar os resultados das pesquisas. podendo ser feita através de artigos. transmitindo credibilidade nas situações reportadas. governos etc. consequentemente à Contabilidade. surge o seguinte problema de pesquisa: Qual o interesse da academia. Nesse ambiente. estado presente nos estudos dos principais filósofos da Grécia antiga. práticas. (2) identificar os autores e as respectivas instituições dos artigos sobre Contabilidade e ética. no Brasil. políticas e comportamentos que atendam às expectativas dos stakeholders. o que justifica a realização da presente pesquisa. Deste modo. no Brasil. dentre os quais podem ser citados os sócios ou acionistas.

ou seja. estabelecer políticas fiscais e servir de base para determinar a renda nacional e estatísticas semelhantes. Assim. a informação deve ser confiável. portanto. que a Contabilidade deve ser capaz de elaborar e ser responsável pela apresentação de um cadastro de informações totalmente diferenciado para cada tipo de usuário. mais significantes e objetivas serão as demonstrações contábeis. que o objetivo da Contabilidade é fornecer aos usuários. A relevância é baseada na utilidade das informações para a tomada de decisões. especialmente quando têm um relacionamento a longo prazo com ela. ou dela dependem como fornecedor importante. considerando-se os objetivos da Contabilidade. De acordo com a Resolução do Conselho Federal de Contabilidade nº 1. as qualidades de compreensibilidade. e) sobre a continuidade operacional da entidade. permanecendo. um conjunto básico de informações que. presentes ou futuros ou confirmando ou corrigindo as suas avaliações anteriores (CFC. deve estar livre de erros ou . como ciência social. Dessa forma. presumivelmente. confiabilidade e comparabilidade. a Contabilidade pode ter o estabelecimento de seus objetivos alicerçado na base de duas abordagens distintas: a primeira. 2008).4 A Contabilidade. As características ou atributos da informação contábil devem estar fundamentados pelo sistema de normas alicerçado nos Princípios Fundamentais da Ciência Contábil. incluem informações: a) para ajudar aos investidores a decidir se devem comprar. pode-se afirmar que a evidenciação contábil relaciona-se ao grau de atendimento às necessidades dos diversos usuários da Contabilidade. 1973). c) que permitam aos credores e fornecedores determinar a capacidade da entidade em pagar seus empréstimos e os correspondentes juros no vencimento e importâncias devidas nos respectivos vencimentos. de forma qualitativa e quantitativa. 2008).121/08 (CFC. De acordo com o American Institute of Certified Public Accountants (AICPA. b) sobre a estabilidade e a lucratividade dos empregadores a fim de que permitam aos empregados avaliar a capacidade que tem a entidade de prover sua remuneração. segundo o CPC (2008). relevância. ajudando-os a avaliar o impacto de eventos passados. as informações são relevantes quando podem influenciar as decisões econômicas dos usuários. Para ser útil. 2008). independentemente de sua natureza. a informação contábil deverá possuir. com a finalidade de prover os usuários das demonstrações contábeis de informações úteis para a tomada de decisões econômicas sobre investimentos. atividades econômicas e contabilidade e a disposição de estudar as informações com razoável diligência (CFC. presume-se que os usuários tenham um conhecimento razoável dos negócios. a função fundamental da Contabilidade não tem se alterado desde a sua origem. determinando o pronto entendimento das informações pelos usuários. aos seus diversos usuários. manter ou vender investimentos. e a segunda. Quanto mais clara e transparente forem as informações. Para esse fim. A compreensibilidade é uma qualidade essencial das informações apresentadas nas demonstrações contábeis. em sua essência. tem como objetivo fornecer informações sobre o patrimônio das entidades. f) para o governo a fim de regulamentar as atividades das entidades. As necessidades dos usuários da informação contábil. deveria atender igualmente bem a todos os tipos de usuários. seus benefícios de aposentadoria e suas oportunidades de emprego. g) para o público em geral sobre a evolução do desempenho da entidade e os desenvolvimentos recentes. Para Iudícibus (2000).

A ética pode ser vista. necessariamente. pode-se associar naturalmente ética a restrições externas que limitam a liberdade das pessoas. visando êxito nas transações com o objetivo de lucro. Deus. mas a tal ponto não confiável em sua natureza ou divulgação. além de atentarem para as responsabilidades econômicas e legais. um tipo de saber que se tenta construir racionalmente. Segundo Transferetti (2010). 2008). uma delas é o caráter que é aprimorado ao longo do tempo (KIPPER. devendo ser incluída nos atos. fidedignamente. 2006). os pais. morais e sociais. A comparabilidade estabelece que os usuários devem ser informados a respeito das práticas contábeis seguidas na elaboração das demonstrações contábeis. por ser relacionada a algo transmitido por uma autoridade com o poder de castigar. desdobrando conceitos e argumentos que permitam compreender a dimensão moral da pessoa humana. segundo Anher (2009). como por exemplo. inclusive a divulgação das práticas contábeis utilizadas pela entidade. passos e preceitos das pessoas. como reflexão sobre as questões morais. contribuindo para a sua felicidade. o chefe ou a lei. como princípio norteador da conduta profissional. uma vez que as informações produzidas. ajudam a atingir a comparabilidade (CFC. devido à necessidade de uma reflexão e questionamento institucional. Uma informação pode ser relevante. também. ou os respectivos bens e créditos. adequadamente. o conceito de ética voltada para o meio empresarial é recente no meio acadêmico. já que a legislação representa a vontade da sociedade. distorcer as demonstrações contábeis (CFC. Segundo Stukart (2003) ética é uma ciência que tem como objetivo a perfeição do homem. surgindo a partir dos anos 1960. potencialmente. a ética nas instituições não se reduz apenas á obediência legal. podem levar investidores. quando isso acontece. mantendo seus valores éticos. por exemplo. devem se preocupar com as responsabilidades éticas. . podendo ser voluntária ou informal. ou ainda. Para os negócios. para tanto o rigor conceitual e metodológico próprio da Filosofia. por influenciarem a tomada de decisão daqueles que delas fazem uso. trazendo danos efetivos à sociedade como um todo. A grande dificuldade da aplicação dos princípios éticos é o cotidiano comercial. Porém. Situações em que balanços ou outras demonstrações contábeis não evidenciam corretamente as obrigações da entidade. governos e demais stakeholders. aquilo que se propõe a representar. A etimologia da palavra Ética vem do grego ethos que tem duas interpretações. que o seu reconhecimento pode. De acordo com Bueno (1999).5 vieses relevantes e representar. a ética pode ser interpretada como obediência à lei. ocorre o empobrecimento da ética e dos negócios. sobre o efeito de tais mudanças. mas é fundamental que sejam divulgadas para todos. a divulgação de informações não precisa ser. utilizando. A observância das normas. Para Ahner (2009). uma vez que. Nesse sentido. influenciado diretamente pela competição. a incorrerem em sérios prejuízos. legal ou formal. o acesso à informações privilegiadas Do exposto é possível compreender que os objetivos da Contabilidade têm uma estreita relação com a ética. Ashley (2005) alerta que as organizações. 2008). empregados. Trasferetti (2010) define ética como necessária para regular e manter em harmonia a convivência humana. a situação economica e financeira do patrimônio a que se referem. segundo Cortina (2005) como parte da Filosofia. entende-se que a formação universitária deve oferecer ao contador uma educação que o prepare para enfrentar uma sociedade em acelerado desenvolvimento tecnológico e para concorrer no mercado de trabalho. devem retratar. evitando-se práticas condenáveis como. de quaisquer mudanças nessas práticas e.

mas que são considerados relevantes pelos diversos públicos (stakeholders) com os quais as empresas se relacionam. a partir das publicações dos anais do EnANPAD. tendo encontrado. encontrando no total. Verificaram a metodologia adotada. 2007). 3 METODOLOGIA Este estudo é de caráter qualitativo. Avaliaram o perfil da pesquisa em Controladoria através de artigos publicados nos anais do Baurem et AL (2007) EnANPAD e do Congresso USP de Controladoria e Contabilidade. obedecer às leis e ter um comportamento ético. Estudaram a evolução temporal da produção Mendonça Neto et al. o que justifica a realização dessa pesquisa. abrangendo o período de 1998 a 2003. entre 1981 e 2005.6 Explica ainda o autor (ASHLEY. . Analisaram as pesquisas na área de “custos no setor de serviços” publicadas nos anais do Schultz et al (2006) EnANPAD. O estudo qualitativo é utilizado para entender um fenômeno que temos pouca informação e não podemos quantificá-los (MARTINS. Nesta pesquisa. desenvolvido por meio de um estudo bibliométrico. Quadro 1 – Estudos bibliométricos em contabilidade Fonte: elaborando pelos autores AUTORES Diante dessa breve revisão.737 artigos apenas 9 que tratavam de custos no setor de serviços. o foco é a produção cientifica relacionada ao tema Contabilidade e Ética. dentre 2. a instituição a qual os autores eram vinculados e a bibliografia utilizada. padrões ou expectativas de comportamento que não estão presentes na legislação. nos anos de 2001 a 2006. Alguns estudos bibliométricos na área de Contabilidade já foram realizados. verificou-se que não há estudos bibliométricos voltados para a temática “Contabilidade e Ética” publicados nos anais do EnANPAD. 32 publicações que se relacionavam a custos. a seção seguinte apresenta os procedimentos que conduziram a presente pesquisa. Levantou a produtividade dos autores de artigos publicados nos anais do EnANPAD (1997-2004). 2010) que a responsabilidade ética envolve uma série de normas. do Congresso USP de Contabilidade e Leite Filho (2008) Controladoria (2001-2004) e nas Revistas USP de Contabilidade e Finanças (1989-2004) e UnB Contábil (1998-2004). Quanto aos aspectos metodológicos. além da relevância do tema na atualidade. podendo ser destacados os seguintes: ABORDAGENS Traçaram o perfil das pesquisas em Contabilidade relacionadas à temática “custos”. (2006) científica em Contabilidade. verificando o interesse dos pesquisadores em estudar e publicar a respeito do comprometimento das organizações em aprender a equacionar os lucros. a Cardoso et al. nos Anais do EnANPAD. (2004) segmentação da área. THEÓPHILO.

de uma análise quantitativa (RICHARDSON. 4 APRESENTAÇÃO E ANÁLISE DOS RESULTADOS No período de 2001 a 2010. Lei de Lokta Lei de Zipf Lei de Bradford Quadro 2 – Leis bibliométricas. O estudo bibliométrico se baseia no conjunto de operações para determinar as características e a classificação de publicações a respeito de determinado assunto. pois se fundamenta na verificação do número de ocorrência ou frequência que determinadas palavras aparecem em um conjunto de textos. o qual o fenômeno estudado não apresenta a necessidade. que indica a quantidade da produtividade dos pesquisadores. o EnANPAD. título. tendo como universo os artigos publicados nos anais do EnANPAD. o que correspondeu a menos de 1% das publicações (0. Também conhecida como Lei do mínimo esforço.71%) do . “filosofia da moral”. conforme classificação de Collis e Hussey (2005. foram também identificadas as principais características dessas publicações. 108 artigos continham a palavra chave “ética”. são descritas as principais características das produções científicas. “controladoria” e “controller”. devido o seu enfoque. A pesquisa apresenta também um caráter qualitativo. metodologia aplicada e resultados. relacionadas à ética e Contabilidade. Fonte: Adaptado de Vanti (2002). dos vários pesquisadores em um conjunto de publicações. foram utilizadas as palavras chaves: “ética”. Também conhecida como Lei da dispersão. com a finalidade de analisar o perfil das pesquisas que foram desenvolvidas em um dado período.756 artigos científicos publicados no evento anual nacional da ANPAD. este estudo caracteriza-se como bibliométrico. Deste total. seguindo a Lei de Zipf. por meio de modelos distribuídos em tamanhofrequência. tais como área temática do EnANPAD. foram identificados 7. A seguir são apresentados os principais resultados da presente pesquisa. Adicionalmente. Existem três leis de distribuição bibliométrica. objetivos. pois mede a produtividade das revistas. 2008). Para identificar os artigos relacionados à Contabilidade e ética. Quanto aos procedimentos. “contabilidade”. a bibliometria é “o estudo dos aspectos quantitativos da produção.7 A presente pesquisa caracteriza-se por ser descritiva. instituição a que estes se vinculam. 24) que definem esse tipo de pesquisa como aquela que busca “informações sobre as características de um determinado problema ou questão”. ano da publicação. no período de 2001 a 2010. “ético”. conforme Quadro 2: LEIS BIBLIOMÉTRICAS CARACTERÍSTICAS Também conhecida como Lei do quadrado inverso. identificando e analisando o estado da arte. autor(es). disseminação e uso da informação registrada”. p. estabelecendo o núcleo e as áreas de dispersão a respeito de um assunto escolhido num conjunto de revistas. Dessa forma. Segundo Macias-Chapula (1998). “contador”.

92% 2.11% 2004 799 9 1.01% Total 7. que correspondeu a cerca de 1%.85% 14.98% 11. por ano. seguindo-se um aumento gradual de publicações. embora o quantitativo ainda seja pouco expressivo. o dobro do período inicial.31% 2007 973 15 1.11% 15.77% 1.54% 2010 843 17 2. apresentam a palavra ética.85% 3.8 publicações em média.98% 1.98% ~100% . Tabela 2 – Frequência da palavra ética por área do evento EnANPAD Área Denominação N° artigo COR Comportamento Organizacional 3 ESO Estratégia em Organizações 2 TEO Teoria das Organizações 4 CAB Casos em Adminstrações Brasileira 1 EPA Ensino e Pesquisa em Administração 2 MKT Marketing 16 GRT Gestão Social e Ambiental 10 APS Gestão de Pessoas e Relação de Trabalho 12 APS Administração Pública e Gestão Social 17 EOR Estudos Organizacionais 20 Ensino e Pesquisa em Administração e 14 EPQ Contabilidade COM Contabilidade 3 GCT Gestão de Ciência.85% 0.71% Fonte: Dados da Pesquisa (2011) A partir dos dados da Tabela 1 foi possível observar que houve uma tendência de crescimento de publicações contendo a palavra ética. por ano de realização (Tabela 1) e por área temática do evento (Tabela 2).12% 2005 791 12 1.94% 2002 554 4 0.98% 0. ou seja. culminando com cerca de 2% no último ano do período analisado.54% 2008 1. Tecnologia e Inovação 2 ADI Administração da Informação 1 AP Administração Pública 1 Total 108 Fonte: Dados da Pesquisa (2011) Frequência (%) 2.70% 0.756 108 Frequência total do termo (%): 0.8 período. já que os anos em que houve menor número de publicações foram os dois primeiros da série temporal analisada.74% 18.51% 12. Destes artigos pode-se analisar a frequência de ocorrência da palavra chave.51% 2006 836 11 1.6 e 10. A média anual de artigos publicados ficou em 775.72% 2003 630 7 1.001 15 1.81% 0.49% 2009 905 14 1.77% 1. Tabela 1 – Frequência da palavra ética por ano do evento EnANPAD Total de Total de Artigos Publicados Frequência Artigos Contendo a palavra “ética” por ano (%) Ano Publicados 2001 424 4 0.

optou-se por refinar a pesquisa. objetivando discutir. correspondendo a cerca de 1%. relacionou os termos pesquisados. enquanto menor número de ocorrência foi nas áreas: Administração da Informação (ADI). quando houve a maior produtividade do período. Considerando que o presente estudo busca relacionar as palavras “ Contabilidade e ética”. Tendo em vista a baixa ocorrência de publicações. Nos anos de 2006 e 2007 apenas um artigo relacionou Contabilidade e ética. tendo como autores Gilberto Martins e Renata Bernadeli da faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA/USP). das palavras Contabilidade e ética só surgiu no ano de 2006. tais como área temática do EnANPAD. havendo novamente total ausência de publicações com esse foco nos anos subsequentes. Administração Pública (AP) e Casos em Administração Brasileira. cada. metodologia aplicada e resultados. O trabalho teve como título “Avaliação das avaliações de Textos Científicos sobre Contabilidade e Controladoria”. instituição a que estes se vinculam. Foram empreendidas avaliações quantitativas e qualitativas com cálculos usando estatísticas . voltando a haver artigos publicados sobre essa temática – Contabilidade e ética – no último ano da série sob análise.52% Total 108 6 5. autor(es). A primeira publicação analisada foi do ano de 2006. com a publicação de 4 artigos. que o maior número de ocorrência da palavra ética foi na área de Estudos Organizacionais (EOR) que corresponde a aproximadamente 19%.66% 2008 15 0 0% 2009 14 0 0% 2010 17 4 23. continham tabém a palavra Contabilidade. título. dentre os 108 artigos que continham a palavra ética no período analisado. na Tabela 2. verifcou-se que somente 6 artigos (cerca de 6%) dentre os 108 que continham a palavra ética. que a ocorrência simultânea. apresentando. no primeiro quinquênio do período analisado nenhum artigo publicado nos anais do EnANPAD. ou seja. explicar e apresentar uma avaliação das avaliações dos textos científicos aprovados e defendidos no 5º Congresso USP de Controladoria e Contabilidade da FEA/USP. identificando as principais características dessas publicações. na área temática EPQ. buscou-se analisar os seis artigos identificados contendo as palavras Contabilidade e ética. Verificou-se ainda. Tabela 3 – Artigos que continham as palavra ética e Contabilidade Total de Artigos Total de Artigos Frequência (%) Publicados Publicados Contendo Contendo a a palavra Ano palavra “ética” “Contabilidade” 2001 4 0 0% 2002 4 0 0% 2003 7 0 0% 2004 9 0 0% 2005 12 0 0% 2006 11 1 9. objetivos.9 Pode ser observado. ano da publicação. 2008 e 2009.09% 2007 15 1 6. A abordagem metodológica aplicada foi empírico-analítica com levantamento censitário. na Tabela 3.55% Fonte: Dados da Pesquisa (2011) Conforme dados da Tabela 3. aqueles que continham também a palavra Contabilidade.

Os resultados mostraram extraordinárias dispersões entre avaliadores de mesmos textos e entre avaliadores de todos os textos submetidos e aprovados. na área CON. foi publicado. ética. possibilitam constituir-se elementos estruturantes das dimensões de cidadania (econômica. demonstra que as perspectivas da controladoria (de valor. e. descrever a autogestão. dentro de um contexto autogerido (ideologia de coalizão. assim como a quantidade de autores dos mesmos e seus respectivos nomes. 4. A maioria dos pareceres é enunciada de maneira lacônica. Seis instituições estão vinculadas aos autores que trataram do assunto estudado neste artigo. Octávio Ribeiro de Mendonça Neto. University of Giresun. Os resultados apontaram que a interação da controladoria e da cidadania organizacional no contexto autogerido. a Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ). da mensuração e comunicação). com o título “A Controladoria e a instrumentalização da Cidadania Organizacional em um Modelo Autogerido: O caso de uma Universidade”. a partir da percepção dos atores internos. a cidadania organizacional e a controladoria em uma Universidade. dos recursos e. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).10 descritivas bem como análises dos conteúdos de textos. Em 2007. Rodrigo Takashi Okimura e Hilmi Erdogan Yayla . legal e responsabilidade social). estratégica. o trabalho de Eliana Maciel. foram estas: a Universidade de São Paulo (USP). No ano de 2010 foram publicados quatro artigos. A pesquisa foi classificada pelos autores como pesquisa social qualitativa do tipo fenomenológica. Título dos trabalhos A Profissionalização do Contador no Brasil Disclousure das Exigências da Lei Sarbanes -Oxley no Brasil: uma verificação nas empresas brasileiras que negociam ADRs nos Estados Unidos Análise do comportamento ético dos profissionais da contabilidade no Brasil por meio da Truth-Telkling-Activity (Parrhesia).1 Apresentação dos artigos publicados no EnANPAD 2010. Diante da tabela apresentada acima pode-se afirmar que as áreas que apresentaram as palavras Contabilidade e ética foram Ensino e Pesquisa em Administração e Contabilidade (EPQ) e Contabilidade (CON). Nº de autores 3 Autores Octavio Ribeiro de Mendonça Neto. No total de 17 autores envolvidos. em que os resultados foram sistematizados em modelos analíticos preexistentes. coerência no estabelecimento de objetivos. sendo dois na área CON e dois na área EPQ. dos processos. tem-se uma média de 3 autores por publicação e um autor apresenta mais de uma publicação (Octavio Ribeiro de Mendonça Neto). Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). cujo objetivo foi investigar a interação dos instrumentos da controladoria como elementos sustentadores na efetividade da cidadania organizacional em um modelo autogerido. o título desses artigos serão apresentado no Quadro 3. um autor tem nível apenas de graduação (Renata Bernardeli Costa da Silva) no período da publicação e um autor é estrangeiro (Hilmi Erdogan Yayla). da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJIU). cada área apresentando três artigos. Marinês Ribas e Martinho Luís Kelm. sendo que muitos deles apresentam inconsistências e elevados graus de incompreensibilidade. Universidade Presbiteriana Mackenzie (Mackenzie). José Carlos Tiomatsu Pyadomari e Ricardo Lopes Cardoso 2 Maíra de Souza e Ernesto Fernando Rodrigues Vicente 4 Maria Thereza Pompa Antunes. modo e espaços de expressão e continuidade da estrutura para além das forças sociais).

as informações retiradas dos 4 artigos em análise. Percebe-se uma predominância de tratamento dos dados na metodologia. Marli de Fátima Ferraz da Silva Tacconi e sobre Ética na pesquisa Maria Valéria Pereira de Araújo Quadro 3: Artigos publicados no EnANPAD 2010. apenas dois artigos tratam da Contabilidade e ética nos resultados. ou seja 100%. os resultados encontrados nas pesquisas que retirados da amostra. para avaliar um questionário. Verificar nas empresas brasileiras. apenas dois trabalhos tratam do assunto Contabilidade e ética. Já em relação aos objetivos. três dos quatro artigos estudados utilizam essa técnica. listadas na BOVESPA. Os outros dois artigos apresentam-se de forma diferente.uma abordagem sobre Ética na pesquisa Quadro 4: Descrição dos objetivos da pesquisa e a metodologia de pesquisa Fonte: Elaborado pelos autores (2011). não utiliza uma análise de dados. O Quadro 4 apresenta uma descrição sobre o objeto da pesquisa e a metodologia utilizada pelos autores. limitando a pesquisa a um estudo exploratório. Percepções e reflexões de pesquisadores . Todos os trabalhos.uma abordagem 4 Alexandre.11 Percepções e reflexões de Ana Patrícia Rodrigues Leite. ou seja. que quanto à metodologia aplicada tem-se estudos de abordagem qualitativa e quantitativa. utilizou-se métodos estatísticos. Desta forma os resultados estão diretamente relacionados aos objetivos propostos. de dados praticado no Brasil das exigências de divulgação preconizadas pela SOX. nestes a palavra Ética encontra-se no decorrer do trabalho publicado. institucionalizou e delimitou seu campo Historiográfico e de atuação no Brasil e porque essa Documental institucionalização se deu de determinada forma e não de outra. em um dos casos. Apenas um dos trabalhos. Dois trabalhos são classificados pelos respectivos autores como exploratórios. embora um destes trate da pesquisa e não da Contabilidade como profissão. Conhecer como os contadores brasileiros praticam a Parrehesia de formar e Exploratório e Análise identificar as características da atividade de dados de falar a verdade que são percebidas por eles na prática profissional Conhecer as percepções dos Qualitativa e Análise pesquisadores estudados a respeito da dos dados ética na pesquisa Disclousure das Exigências da Lei Sarbanes -Oxley no Brasil: uma verificação nas empresas brasileiras que negociam ADRs nos Estados Unidos Análise do comportamento ético dos profissionais da contabilidade no Brasil por meio da Truth-Telkling-Activity (Parrhesia)”. No Quadro 3. percebe-se que em relação ao título dos artigos dois possuem a palavra Ética e ambos possuem 4 autores. que negociam ADRs na Bolsa de Valores de Nova Iorque (NYSE). Mauro Lemuel pesquisadores . Título do artigo A Profissionalização do Contador no Brasil Metodologia de Objetivo da pesquisa Pesquisa Entender como a profissão contábil se Exploratório. resumidamente. classificam-se na área EPQ. como escala de Linkert. histórico e documental. que possuem em seu título a palavra Ética. Fonte: Elabora pelos autores (2011). Título dos Trabalhos Resultados Encontrados . Descritivo e Análise como está o disclosure voluntário. Foi apresentado no Quadro 4. No Quadro 5 apresenta-se.

uma abordagem sobre Ética na pesquisa. o primeiro trata do ato de falar a verdade e o outro avaliou os profissionais voltados para a pesquisa. relacionando ética ao não plagio de outros trabalhos. Fontes: Dados da pesquisa (2011). na amostra. pois só divulgam o básico. percebeu-se. na percepção dos respondentes. TRUCRIDU: dever de criticar falando a verdade. no Brasil. constatado pela análise realizada das publicações nos anais do EnANPAD. Análise do comportamento ético dos profissionais da contabilidade no Brasil por meio da TruthTelkling-Activity (Parrhesia). . Os resultados dessas análises permitiram identificar três constructos que constituem. passou a influenciar sobre a formação dos novos entrantes. no que compete a divulgação do Certificado de veracidade das demonstrações financeiras e controles internos (seção 302) e relatório atestando à avaliação dos controles Disclousure das internos (seção 404) exigidos pela SOX. Os resultados mostraram que os respondentes relacionam a ética na pesquisa ao compromisso moral do pesquisador e também ao respeito às normas éticas. divulga em seus relatórios o que julga necessário resultando em um maior grau de evidenciação em umas e um nível baixo ou inexistente por parte de outras. ser ético é fazer algo de forma correta sem a necessidade de um regulamento. com apenas 17 pesquisadores e seis instituições envolvidas. cada empresa. A Profissionalização do Contador no Brasil Os resultados indicaram que.12 Resultados obtidos revelam que o grupo ocupacional ligado às atividades contábeis. O dois últimos textos trabalham ética de forma diferente. que Exigências da Lei o fator regra (norma) contribuiu significativamente para o fator Sarbanes -Oxley no evidenciação (Disclosure). no Brasil. Observou-se também a constante preocupação com a ampliação de seu monopólio. ressaltando-se que dentre estes um autor e uma instituição são estrangeiros. sendo eles: FRANKTUR: falar a verdade com franqueza. a estrutura de falar a verdade. representa uma empresa não muito ética. Os dados que compõe o Quadro 5 representa o resultado dos estudos sobre ética nas áreas de CON e EPQ do EnANPAD. Quadro 5: Resultados encontrados nos trabalhos apresentado no EnANPAD 2011. obteve o monopólio sobre os serviços que presta. não Brasil: uma verificação foram evidenciadas no Relatório Anual ou na DFP publicados no nas empresas brasileiras Brasil. Percepções e reflexões de pesquisadores . Constataram os autores. que há uma grande preocupação quanto à conduta ética no que tange as questões de plágio nas pesquisas científicas e quanto ao anonimato dos respondentes. mas o fato de algumas empresas terem um baixo nível de divulgação. Como não existe obrigatoriedade a respeito do que deve ser que negociam ADRs nos divulgado em relação às práticas de governança e certificações Estados Unidos necessárias. parcialmente. estabeleceu sua unidade e teve reconhecida. desenvolveu e implantou um Professional Project. percebeu-se o baixo interesse pelo assunto Contabilidade e ética por parte da academia. na primeira década do século XXI (2001 a 2010). DANGERCR: criticar mesmo com perigo. pois segundo Transferetti (2010) ética é diferente de cumprir regras. a necessidade da obtenção de registro (licensure) para o exercício profissional. teve conhecida sua jurisdição. Os resultados dos dois primeiros papers não citam ética. visto que por não serem obrigatórias. com relação a dilemas éticos dos pesquisadores. De maneira geral.

1.aicpa. tem-se estudos de abordagem qualitativa e quantitativa.. set/dez. Caderno de Estudos . Ilse Maria. Carlos A. Quanto à metodologia aplicada. 28. tendo que considerar a ausência de publicações em sete dos dez períodos analisados. v. Através deste estudo verificou-se que a temática Contabilidade e ética foi identificada em apenas 6 dos 7. Já em relação aos objetivos. A produção acadêmica em custos no âmbito do EnANPAD: uma análise de 1998 a 2003 In: ENCONTRO ANUAL DA EnANPAD. apenas dois trabalhos tratam do assunto Contabilidade e ética. 45. 2. BUEREN. SCHILINDWEIN. Abordagem da controladoria em trabalhos publicados no EnANPAD e no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade de 2001 a 2006./abr. ANHER. Apenas um artigo contemplou as palavras Contabilidade e ética no título. verificar o interesse da academia. ou seja. exigindo maior atenção por parte da academia e das empresas. no Brasil. São Paulo: Paulinas. Artur F. mediante análise bibliométrica.. houve um crescimento nos estudos que abordam sobre a temática ética de um modo geral e também na Contabilidade especificamente. ASHLEY. São Paulo: Saraiva. 2009. GUERREIRO. As áreas Ensino e Pesquisa em Administração e Contabilidade (EPQ) e Contabilidade (CON). sobre o estudo do tema “Contabilidade e ética”. 18. 2011.. Buscou-se ainda descrever as principais características desses artigos.13 5 CONCLUSÃO Este estudo teve como objetivo. identificar os autores e as respectivas instituições e verificar os resultados dessas pesquisas. BUENO. entre os anos de 2001 e 2010.. Desta forma os resultados estão diretamente relacionados aos objetivos propostos. portanto.FIPECAFI. n. PEREIRA. Ética nos negócios. Reinaldo. apesar da baixa frequencia. 2005. 2007. visto que é a ética é fundamental para a convivência social. com um total de 17 autores envolvidos vinculados a 6 instituições. sendo estes de 2001 até 2005 e depois nos anos 2008 e 2009 quando não houve nenhuma publicação sobre o tema em estudo. PASQUAL. na primeira década do século XXI (2001 a 2010). CARDOSO. Gene. REFERÊNCIAS AMERICAN INSTITUTE OF CERTIFIED PUBLIC ACCOUNTANTS (AICPA). 2004. constatado pela análise realizada das publicações nos anais do EnANPAD. a partir da análise da produção científica publicada nos anais do Encontro da Associação Nacional de Pós Graduação em Administração (EnANPAD). Curitiba: EnANPAD.756 artigos publicados. foi possível concluir que existe pouco interesse pelo assunto Contabilidade e ética por parte da academia. Ed. Curitiba. Ed. publicaram três artigos. Antônio Carlos. Anais. Revista de Contabilidade Financeira USP.org/BECOMEACPA/GETTINGSTARTED/FREQUENTLYASKE DQUESTIONS/Pages/default. jan. São Paulo.aspx#Important >. Problemas de disclosure no Brasil: o caso das empresas com ações no exterior. nº. Patrícia Almeida et. cada. embora um destes trate da pesquisa e não da Contabilidade como profissão. Ricardo L. Diante dos resultados. 1999. al. sendo a maioria classificados pelos respectivos autores como exploratórios. Dino Luiz. Disponível em: <http://http://www. no Brasil. Frequently Asked Questions (1973). Ética e responsabilidade social dos negócios. Acesso em: 09 jul. apenas dois artigos tratam da Contabilidade e ética nos resultados. . 20. A pesquisa mostrou que.

Salvador/Bahia.. DF: Briquet de Lemos..2. 2005. 12. R. 2006. KIPPER.J. 1999. v. Alexsandro Broedel. ZANIEVICZ. LEITE FILHO.1ª Ed. Marcos. Marici G. 2005. Curitiba. Ciência da informação. RICCIO.45. Resolução CFC n°. THEÓPHILO. RICHARDSON. SAKATA. LOPES. Pesquisa científica em contabilidade entre 1990 e 2003. Produção científica na área de custos no setor de serviços no período de 2000 a 2004. CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. Ética. Délio José.14 CARDOSO.locaweb. São Paulo: Bookman. O papel da informetria e da cienciometria e sua perspectiva nacional e internacional. Márcia. 2003. n. do A. 25 – 41. Acesso em: 08 de julho de 2011. Sérgio L. Pesquisa Social Métodos e Técnicas. de A. São Paulo: Loyola. 2008. G. 30. Anais. Pesquisa em Administração. SAKATA. de 28 de março de 2008. 2ª Ed. 12. 3ª Ed. 134-140. V. 15.. p. LIMA.pdf>. Altair./jan. Ética e corrupção. São Paulo: Atlas. Albino. Revista de Administração de Empresas.. In: ENCONTRO ANUAL DA EnANPAD. BORGERT. A. Rio de Janeiro. 1998). MENDONÇA NETO. Hebert Lowe. Aprova a NBC T 1 – Estrutura Conceitual para a Elaboração e Apresentação das Demonstrações Contábeis. 2001. p. 2 (maio -ago.cfc. 2000. MEADOWS. G.. 26. Anais. CORTINA. FIGUEIREDO. MENDONÇA NETO. Teoria da Contabilidade. São Paulo: Atlas. A. Júlio C.. v. Paradigmas de pesquisa em contabilidade no Brasil: ENANPAD: 1981 – 2005. 27. Rio Grande do Sul: EDIPUCRS. Ricardo L. C.121. Rio de Janeiro: EnANPAD.br/sisweb/sre/docs/RES_1121.Roberto Jarry. São Paulo: Nobel. B. Revista de Administração14 Contemporânea. TRANSFERETTI. n. COLLIS.com. STUKART.. SCHULTZ. Salvador/Bahia: EnANPAD. São Paulo: Atlas. A Comunicação científica.congressoeac. v. Roger. n. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. Ética Teoria e Prática: Uma Visão Multidisciplinar.br/artigos62006/499. Disponível em:<http://www. Jill e HUSSEY.org. Análise bibliométrica da produção sobre responsabilidade social das empresas no EnANPAD: evidências de um discurso monológico. Iran Siqueira. Octávio R. Ed. Adela. Disponível em: <http://www. 2007. Sergio de. mar. 2006. n. São Paulo: Alinea. 3.. 1ª Ed. RICCIO. 2008. Revista Contabilidade e Finanças. Edson L. MORETTI. 6 ª Ed. 31. José Antônio. LAFFIN. . 1. MARTINS. Octávio R. Ética e responsabilidade social. 2007. Padrões de produtividade de autores em periódicos e congressos na área de Contabilidade no Brasil: um estudo bibliométrico. MACIAS -CHAPULA. César A.doc>. Marici G. Acesso em: 29 de maio de 2010. In: ENCONTRO ANUAL DA EnANPAD. 2005. IUDÍCIBUS. 2010. Perspectiva para a pesquisa em contabilidade. Brasília. Edson L. C. abr/jun. 1ª Ed.

n. p.43. Revista de Administração de Empresas. v. v.1. VIEIRA. 152-162. .31. Brasília. (2002). Revista Ciência da Informação. Narciso sem espelho: a publicação brasileira de marketing. Francisco G. Da bibliometria à webometria: uma exploração conceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informação e a difusão do conhecimento. D. A.15 VANTI. N. jan/fev/mar. P. 2003. 2. n.