You are on page 1of 11

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS CAMPUS DE PALMAS CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL PLANEJAMENTO AMBIENTAL

Palmas – TO 2012

................................................................................................................1 3.......................... 7 Pontos fracos:............................... 8 Instituto de Fomento......................................................2 3........ 1 Diagnóstico Externo ...................... 4 Mudança de Foco do Instituto ...............2 3 3...............................................4 4 5 6 7 7.................................................. 2 Mercado Nacional .......... 6 Missão .3...............................................................................................................................................................................................3 Introdução ........................................................... 1 Mercado Internacional ............................SUMÁRIO 1 2 2...................................3.............................................................................................................. 3 Impactos Futuros do Ambiente Externo sobre a organização – IFCKa .................................................................................................. 5 Sugestões ..............2 2................................................................................................................................................................................... 7 Valores .............................................................1 2.................................................. Fiscalização e Comercialização da Karambola ..................................................................... 7 Análise do Ambiente Interno ........................ 7 Visão .........................................1 2.............................................................................. 7 Pontos fortes: .....................................................................................IFCKa Página | i ........................ 5 Críticas ................................................................................................................................................................................................2 8 Formulação Estratégica.................... 7 Projetos Estratégicos...... 6 Metas.....1 7................................................................3 3................................................................................. 5 Objetivos (2012-2017)................. 4 2................................................................................................................................................................................................... 4 Processos Burocráticos e Administrativos ...................

Fiscalização e Comercialização da Karambola . por micro e pequenos agricultores conchichineses. que defende a manutenção dos subsídios. As pequenas indústrias fabricantes de sakarola geram muitos empregos. Eles sugeriram um Planejamento Estratégico em que todos os agricultores e agroindustriais de todos os portes fossem atendidos igualmente. o que contém o processo de êxodo para as grandes cidades. de forma a gerar um diagnóstico e dar origem a medidas que possam sanar essas ameaças. já que a homeopatia atribuía a sakarola funções afrodisíacas. de forma a estabelecer estratégias de desenvolvimento ou de sobrevivência. o que gerou revolta por parte da Associação Nacional de Produtores de Karambola. principalmente. A fiscalização.IFCKa Página 1 . A matriz a seguir trata das relações que ocorrem atualmente entre o IFCKa e outras instituições. benefícios e incentivos ao produtor de pequeno e médio porte. e sua equipe. o que resultaria na modernização do processo de cultivo e de beneficiamento da karambola. chamada Bin Ba Boa. in natura. Foram realizados estudos na área de fármacos.1 INTRODUÇÃO O Instituto de Fomento. sendo que a principal é como matéria-prima para a fabricação da bebida alcóolica preferida da população conchichinesa. Esse processo é realizado. e também. o IFCKa não obteve êxito na sua missão. que visasse promover uma mudança na organização do Instituto. Fiscalização e Comercialização da Karambola (IFCKa) está localizado na região Sudeste da República da Conchichina no ano de 1970. A fim de iniciar um processo de planejamento estratégico. sakanagre e champasaka. A karambola pode ser utilizada economicamente de diversas formas. a sakarola. Isso acabou levando grandes produtores a dominarem o mercado. considerada uma bebida sagrada. o fomento e a comercialização da produção agrícola e agroindustrial da karambola é o principal motivo da existência do Instituto. Instituto de Fomento. associações e países envolvidos no mercado da karambola. As outras utilidades dessa fruta são para a fabricação de geléia e de licores. Apesar da proposta. 2 DIAGNÓSTICO EXTERNO A análise do ambiente externo permite identificar oportunidades e ameaças. As primeiras devem ser aproveitadas e traduzidas em ações que tragam melhoria para os processos da Instituição e as segundas deverão ser analisadas. contratou-se uma consultora. e que causam influência nesse setor.

e que já são responsáveis por 5% da karambola consumida na Conchichina. Esse mesmo problema ocorre com relação ao crescimento de mercado representado pelo Mercochino. o aquecimento proporcionado pela abertura de mercado pode representar uma oportunidade para que o setor se modernize. utilizando-se da tradição que possui na fabricação dos produtos derivados da karambola e do baixo custo de matéria-prima (o que proporciona uma vantagem no custo de produção) para fortalecer o seu mercado interno. onde se pode imaginar que empresas com características de baixa produtividade percam mercado. além de expandir-se para novos consumidores. ocorre a abertura do mercado da karambola e traz vulnerabilidade ao setor. a abertura econômica e política da Conchichina proporcionaram a entrada de empresários de novos países.1 Matriz de Inserção do IFCKa no mercado da karambola. Em contrapartida. ao longo do tempo. Birmânia e Nepal. que em geral se baseia em processos e tecnologias rudimentares e produtos de baixa qualidade. para empresas que oferecem produtos de maior qualidade e com custos cada vez mais reduzidos. Estudos demonstram que. houve uma significativa baixa da competitividade do setor de sakarola conchichinês em relação aos países vizinhos como a Tailândia. Instituto de Fomento. que chegam a apresentar um custo de produção 30% menor.IFCKa Página 2 . 2. Além disso. em decorrência destes fatores. Mercado Internacional Com a entrada da Conchichina na OMC e a retirada de alíquotas no comércio internacional. que podem funcionar como divulgadores do produto em seus países de origem. Fiscalização e Comercialização da Karambola .IFCKa Associações Governo Federal Outras Instituições Consumidores Mercado Internacional SAKOCHUN Ministério da Agricultura Mercochino SAKOTAI Ministério das Relações Exteriores OMC Novos Mercados Figura 1.

relutantes em adotar novas técnicas e processos. estando. não tem representado uma forma de subsidiar o avanço do setor para os pequenos produtores no que diz respeito à aquisição de novas tecnologias e investimentos em infraestrutura mais moderna. Uma reorganização das relações do IFCKa com o ambiente externo se faz necessária para enfrentar os novos desafios. Esses fatores causam a desmotivação dos funcionários e desestimula novos empresários interessados no mercado.IFCKa Página 3 . Nesta linha. o Ministério das Relações Exteriores e o IFCKa atuam em conjunto no Programa Nacional de Fomento e Comercialização da Karambola da República Federativa da Conchichina. No entanto. 2. e os médios e grandes produtores da SAKOTAI. sendo responsável por 86% do mercado interno conchichinês da sakarola e derivados. Assim. Fiscalização e Comercialização da Karambola . o que aumenta a dificuldade de articulação e organização do setor para enfrentar a nova realidade competitiva do mercado. como as que mencionam um financiamento a produção e processos de alto custo que. em consonância com as exigências do mercado externo. reclamando ainda da dificuldade de trabalhar em equipes multidisciplinares. portadores de baixa tecnologia na produção e métodos arcaicos. no qual o IFCKa responsabiliza-se propondo a cada ano um conjunto de ações. pelo menos. Esses recursos. é importante ressaltar a importância da SAKOCHUM para a geração e manutenção dos empregos ligados a rede de produção. o Instituto tem recebido acusações graves. no entanto. por sua vez. representados por diretores em geral jovens e com maior capacitação. a tabela a seguir mostra a situação atual das Instituto de Fomento. recolhendo propostas das outras instituições e submetendo-as a sede do Ministério da Agricultura em Piken. só beneficiam os grandes produtores. Recentemente. o que ocorre é uma disparidade acentuada entre os produtores associados à SAKOCHUM. SAKOTAI. alguns funcionários denunciam a elitização da instituição frente ao seu programa e a sua atuação junto a comunidade. não têm chegado ou. O Ministério então deverá repassar os recursos financeiros para que as propostas sejam postas em prática.permitindo ainda a propagação da imagem do produto aos seus países vizinhos. de micro e pequeno porte. que adotam tecnologias e processos mais avançados. Nesse sentido. Esse contexto causa desgaste da imagem do instituto. já que abrange 80% das empresas de micro e pequeno porte. bem como mal estar entre os demais autores envolvidos. portanto. oferecendo produtos de baixo preço e baixa qualidade. bem como a seus parceiros políticos e econômicos.2 Mercado Nacional As instituições SAKOCHUM.

bem como mostra a nova forma de relação que deve ser atingida para confrontar esses novos desafios. Técnica Forte Forte Inexistente Inexistente Aumentar Aumentar Estabelecer Estabelecer 2. a Associação Nacional de Produtores de Karambola acusou o IFCKa de desenvolver programas que não beneficiam os pequenos produtores. Fiscalização e Comercialização da Karambola . A fim de promover a defesa de seus associados. e assim. Comercial Cliente Cliente. 2. Isso levou o instituto a mudar seus principais clientes para médias e grandes fazendas.3. estaria a migração em massa desses funcionários para os grandes centros. Tipo/Natureza da relação Intensidade da relação Forte Aumentar Relação desejada Instituição Ministério da Agricultura SAKOCHUN SAKOTAI Mercochino Ministério das Relações Exteriores OMC Consumidores Novos Mercados Instituições de Pesquisa Política.3 Impactos Futuros do Ambiente Externo sobre a organização – IFCKa 2.1 Mudança de Foco do Instituto O principal motivo da existência do IFCKa.2 Processos Burocráticos e Administrativos O fato de os funcionários sofrerem dificuldade ao tentar firmar contratos com empresas do setor privado é uma questão muito colocada em pauta.IFCKa Página 4 . Comercial Cliente Fraca Forte Forte Forte Aumentar Manter Aumentar Manter Política.3. Quadro 1. segundo alguns funcionários. Resultando dessa alteração de missão. já apresentado anteriormente. médios e grandes fabricantes da sakarola e outros produtos. Comercial Parceria.relações do instituto com o mercado externo. Apoio Financeiro Parceria Parceria Política. passou a não ser cumprido como deveria. O principal motivo dessa complicação é que todos os contratos devem ser submetidos à sede do Ministério da Instituto de Fomento. Relações entre o Instituto e os principais atores do ambiente externo.

essa dificuldade pode gerar uma perda das parcerias e investimentos.IFCKa Página 5 . 3 FORMULAÇÃO ESTRATÉGICA Considerando os problemas diagnosticados após a análise do ambiente externo.Agricultura em Piken. Fiscalização e Comercialização da Karambola . O IFCKa pediu a Secretaria de Recursos Genéticos do Ministério.:   O IFCKa deve incorporar outras funções necessárias à sua plena atuação. O Serviço Comunal de Assistência Técnica foi acusado de dar mais atenção ao arroz e a laranja do que à karambola. e após 6 meses essas ainda não haviam chegado. Esse ponto. onde estão agrupados os pequenos produtores. não foram alteradas a logomarca nem a razão social da empresa.2 Sugestões Ambientalize Consultoria Ltda. Fiscalização e Comercialização da Karambola (IFCKa). porém. não ficou claro após a reunião. Estender o campo de atuação do Instituto para o setor frutífero em geral. 3. mas o Centro de Defesa não havia iniciado pesquisas com essa praga. promover a Pesquisa & Desenvolvimento e transferência de tecnologia. para trazer mudas de variedades altamente produtivas da Tailândia. A estrutura administrativa é muito centralizada e privilegia a produção individual. Sendo assim. propôs uma alteração do Programa de Ação do Instituto. Eles apontaram a ineficiência do Instituto devido à falta de cooperação dos demais órgãos e serviços. não estão sendo assistidos de forma eficiente na produção do fruto. mantendo-se Instituto de Fomento.   A pulga do meristema era uma grande ameaça para a lavoura. ou seja. Apesar das críticas e sugestões. 3. A Associação Nacional de Produtores de karambola. a Ambientalize Consultoria Ltda.1 Críticas   Necessidade de mudança e ampliação da missão do Instituto. assim os funcionários vêem dificuldades de trabalhar em equipes multidisciplinares. Instituto de Fomento. o que gera uma demora nos trâmites para a conclusão dos negócios.

Criar a “Feira Tecnológica da Karambola – FeTeKa” até o ano de 2015. para a busca da qualidade. Conscientização e educação dos pequenos agricultores e fabricantes. garantindo a interação e almejando suprir os desejos dos clientes. Acrescentar a produção de outros cultivares. Participação do IFCKa em associação com a iniciativa privada. Realinhamento do quadro de funcionários administrativos. Fiscalização e Comercialização da Karambola . Firmar parcerias como os setores públicos e privados. Captar recursos próprios através da ação junto a empresários mais poderosos que pudessem contratar projetos e serviços oferecidos pelo Instituto. Qualificar os profissionais do ramo. Contratação de pessoal para áreas prioritárias. a fim de amenizar as críticas recebidas por associações que os representavam. 3. a redução de gastos. visando promover o Instituto e sua participação no mercado internacional. criando programas de apoio e assistência.IFCKa Página 6 . tornando o Instituto mais ativo no mercado.3 Objetivos (2012-2017)    Promover o incentivo à pesquisa.  Contruir um espaço destinado para a interação produtor-cliente até o ano de 2013. assim. a fim de promover um debate em torno das principais tecnologias e pesquisas desenvolvidas no ramo. Informatização do Instituto. Demissão de funcionários relapsos. para produzir a sakarola com processos de alta tecnologia. visando uma maior eficiência e. Instituto de Fomento. a fim de que se encontrem novas tecnologias que aumentem a produtividade e melhorem a qualidade da karambola. 3.  Fortificar a relação entre os pequenos produtores. Direção do Instituto:         Aproximar o IFCKa cada vez mais de pequenos produtores e fabricantes.4 Metas   Contratar mão de obra especializada em marketing até o ano de 2014.

4 MISSÃO Fornecer apoio as pesquisas agroindustriais e tecnológicas no processo que abrange da matéria-prima ao produto final da karambola. Situação financeira do IFCKa favorável. gerando a satisfação profissional e o rendimento empresarial. Os funcionários apresentam anseios por melhorias. Instituto de Fomento. 7 ANÁLISE DO AMBIENTE INTERNO A análise do ambiente interno permite a realização de um quadro comparativo entre o presente e o passado da Instituição. o quadro de funcionários e outros dados importantes para o funcionamento da Empresa. visando melhorias do produto. Pontos fracos:  A infraestrutura das instalações disponíveis não está em boas condições. a organização. Possibilidade de investimento na qualificação dos funcionários. Desenvolvimento social. Ela apresenta a estrutura. usando tecnologias de ponta e atendendo a demanda do mercado. promovendo a sustentabilidade.IFCKa Página 7 . foi possível perceber a seguinte situação: 7. a aplicação dos recursos financeiros. Investir em novas tecnologias. abordando a educação na sociedade envolvida direta e indiretamente no instituto. 5 VISÃO Ser referência na inclusão dos produtos e serviços de excelência na produção da karambola e seus derivados. 6 VALORES       Incentivar o Espírito Empreendedor. Capacitação de funcionários. atendendo com serviços e produtos de excelência aos fornecedores e consumidores com responsabilidade socioambiental.1 Pontos fortes:     7. Transparência nas relações entre o Instituto e seus colaboradores. Fiscalização e Comercialização da Karambola . Responsabilidade com o meio ambiente. tanto produtores quanto consumidores. Após essa análise.2 O mercado da produção da karambola está em alta.

apagar a luz ao sair da sala. evitar desperdício de água. visando o mercado internacional e a divulgação de novos produtos a serem implantados. Programa de Apoio a Saúde dos Funcionários do IFCKa: Investir em prevenção a fim de melhorar a saúde de seus funcionários e baixar os custos com assistência médica. em alguns casos. Esse programa Instituto de Fomento. Esses intercâmbios possibilitarão ao funcionário desenvolver um olhar crítico e. 8 PROJETOS ESTRATÉGICOS Programa de Conscientização Ambiental: Tem o objetivo a conscientização dos funcionários no ambiente empresarial como forma de mobilização da sociedade para causas ambientais indica uma visão ecológica. monitoramento especial para portadores de doenças crônicas. academias de ginástica. devido ao elevado nível de exigência burocrática. incentivando a aquisição de equipamentos acessíveis e modernos. Programa de P&D: Tem o objetivo de proporcionar um avanço tecnológico no Instituto. Cultivar pequenas ações como separar o lixo em secos e úmidos. visando a melhoria do rendimento. visando a satisfação profissional. assim. ginástica laboral. e um cardápio balanceado feito por nutricionistas e oferecido.IFCKa Página 8 . rádio. Dificuldade em fechar negócios. a reutilização do papel. O marketing deverá ser realizado por meio de televisão. Fiscalização e Comercialização da Karambola . capacidade de solucionar problemas ocorrentes em sua produção. Programa de Valorização do Funcionário IFCKa: Tem o objetivo de capacitar o funcionário do IFCKa através de cursos e programas de intercâmbio entre as empresas.  Os equipamentos utilizados estão ultrapassados e necessitam de manutenção e alguns de substituição. no refeitório da empresa. Oferecer aos funcionários opções como: palestras sobre o tema. Programa de Marketing: Tem o objetivo de promover o Instituto. internet e produtos promocionais. Esse programa será financiado com parte dos recursos financeiros adquiridos com a venda dos produtos e deverá passar por processos contínuos de melhoria. reciclagem de materiais.

já que promove o aumento da eficiência da produção.influenciará diretamente em toda a cadeia produtiva. se necessário. em conjunto com pesquisadores de universidades federais e. Fiscalização e Comercialização da Karambola . Deverá ser desenvolvido. Instituto de Fomento.IFCKa Página 9 . principalmente. por cientistas especialistas na produção da karambola e seus derivados.