You are on page 1of 5

História do Mosaico

A palavra mosaico, de origem grega, significa “obra paciente, digna das musas”. Na mitologia grega, as musas eram deusas protetoras das artes e das ciências. “Obra paciente” porque seu processo de transformação requer muita calma, habilidade manual e concentração e “digna das musas” porque se trata de um produto de rara beleza, elaborado com materiais que atravessam os séculos, despertando o sentido de eternidade que remete ao divino.

O mosaico é uma arte muito antiga, originada no Oriente. Não há consenso quanto à data exata em que esta arte surgiu. Em 3000 A.C., os Caldeus construíram paredes de templos e santuários, decoradas com um curioso mosaico de cores muito vivas, formado de centenas de milhares de cones de argila com a base pintada de preto, vermelho ou amarelo, formando um efeito estranho e fascinante.

As primeiras experiências de mosaicos pavimentando pisos foram encontradas em Pella, na Macedônia, e datam de VI A.C. Nesses pavimentos foram usados seixos rolados em cores pretas e brancas, criando imagens de formas geométricas. Entre o final do século V e IV A.C. iniciou-se o uso de pedras coloridas, ao mesmo tempo em que surgiram as primeiras representações de figuras humanas e animais. Estas novas formas de representação puderam ser muito melhor desenvolvidas no fim do século I A.C., quando se iniciou o corte de pedras em cubos, o que permitiu uma maior possibilidade de detalhamento dessas figuras.

Os complicados desenhos para assoalhos desenvolvidos no Oriente foram amplamente copiados e difundidos em cidades como Pompéia e utilizados pelos Romanos nos séculos seguintes. Nesta época, tesselas de vidro começaram a ser usadas, o que possibilitou o aumento de cores disponíveis aos artistas.

Com a conquista da Grécia pelos Romanos, estes assimilaram os mosaicos gregos e os aperfeiçoaram. Com a expansão deste Império, o mosaico foi difundido pelo mundo, auxiliado pelas trocas comerciais e pela religião. Com o intercâmbio entre os povos, os artesãos trocavam informações e aprimoravam sua técnica. Mais acessível entre a elite, o mosaico espalhou-se por toda a Europa e também no norte da África, representando cenas da vida quotidiana que foram e são muito importantes para a História pesquisar costumes e comportamentos de cada época.

Em cada cultura o mosaico teve o seu lugar e a sua função. Na Roma Antiga, era muito freqüente na decoração de casas de banho e residências de pessoas ricas e influentes, principalmente em cômodos destinados a receber e divertir visitantes, representando cenas que

em Istambul. a Igreja de Santa Sofia foi convertida em museu e ainda contém muitos dos mosaicos originais que revestiam suas paredes. os mosaicistas islâmicos prestavam mais . com tesselas de ouro e smalti. Os mosaicos bizantinos tratam quase exclusivamente do tema religião. que continuam lá. A Igreja de Santa Sofia. Uma de suas principais peculiaridades é a ausência da representação da figura humana. que na época era a maior igreja cristã do Oriente. basílicas e igrejas. teve sua cúpula e teto recobertos por um mosaico composto por cerca de 150. os mosaicos passaram a ser muito mais caros. capelas.000. O peso do material vítreo foi estimado em mais de mil toneladas. como paredes. tetos e abóbodas. um vidro especial que refletia a luz. Com essa limitação. e foram usados como decoração para exaltar a glória de Deus e também para explicar e ilustrar passagens da Bíblia. embora possua suas características próprias. teto e cúpula. o que iria ser feito e criava os motivos. depois o desenhista criava o desenho sobre a superfície que receberia a obra. As equipes eram compostas por muitos artistas que dividiam funções: um artista idealizava. em diferentes cores. proibição religiosa que se aplica a qualquer tipo de representação artística islâmica. no nordeste da Itália. os tesseleiros cortavam as tesselas da maneira como seriam necessárias e por último os calceteiros as aplicavam. O mosaico islâmico sofre grande influência do mosaico bizantino. Com a introdução dessas novas tesselas. para Ravena. Hoje.C. O mosaico então passou a não só limitar-se à pavimentação e passou a recobrir quase todas as superfícies das igrejas.refletiam a riqueza de seus proprietários. que datam do século IX ao XII. Entre os séculos V e XII obras monumentais em mosaico foram produzidas. inicialmente. finalizando a obra. A diferença é que essas culturas utilizavam tesselas muito finas de turquesa e coral para desenvolver máscaras. iniciou-se a construção de inúmeros mosaicos em mausoléus. os povos Pré-Colombianos desenvolviam técnicas semelhantes no Peru e no México. Paralelamente à disseminação do mosaico pelos romanos na região do Mediterrâneo em paredes. enchendo os olhos dos seus visitantes. Com a transferência da sede do Império Romano do Oriente em 402 D.000 (cento e cinqüenta milhões) tesselas de ouro: uma das maiores obras musivas já executadas. Este estilo foi desenvolvido em Veneza e atingiu sua plenitude em Constantinopla. jóias e pequenos objetos. tetos e abóbodas.

tentando criar imagens muito próximas do real. o mosaico recebeu inovação. prédios inteiros e paredes em geral. atrativo e popular. conservando as mesmas tradições artísticas de estilo e aparência. utilizada por outros mosaicistas. Durante e após as Grandes Guerras. que possibilita ao artista produzir o mosaico em seu estúdio e posteriormente transportar a peça ao local contratado. é que novos trabalhos foram criados na Basílica de São Marcos. o arte do mosaico foi bastante negligenciada. com motivos monótonos e pouco criativos. mais tarde. que em francês significa louça. Só em meados do século XV. a Imperatriz Tereza Cristina. Ao retornar. no Renascimento. no palácio da Quinta da Boa Vista. o mosaico sofreu um declínio considerável. monumentos. No século XIX. como Klint (1862–1918). No Brasil. no Rio de Janeiro. quando grandes quantidades de smalti foram produzidas em Murado. O arquiteto Antoní Gaudií (1852 – 1926) tem trabalhos de destaque em Barcelona. os mosaicos islâmicos não se inovaram. onde revestiu com mosaicos prédios. Isso tornou o trabalho muito mais rápido e econômico e. utilizou conchas e cacos de porcelana da Casa Imperial para revestir fontes. a técnica se tornou caríssima e menos popular. locais públicos e privados. Pedro II. Desde seu ápice até o hoje. esposa de D. no século XVI. Esta técnica foi. o mosaico ressurge com novas propostas graças à técnica indireta. Em 1852. mas em 1950 a arquitetura valeu-se de suas técnicas para revestir paredes de piscinas. como a maioria das formas de expressão artística.atenção na forma abstrata. Seu trabalho no Parque Güell obteve um resultado fascinante. bancos e paredes do Jardim das Princesas. o mosaico renascentista atingiu o seu apogeu. sendo este último conhecido pela sua técnica que foi batizada de Picassette. Por ser extremamente difícil de se criar uma imagem em mosaico próxima do real. residências. Com o movimento modernista no século XX e a introdução de imagens abstratas e formas estilizadas. como Antoní Gaudií e Raymond Isidore. reproduzindo fielmente pinturas de grandes mestres – “La vera pittura per l’eternitá” (a verdadeira pintura para a eternidade) – como se dizia na época. teve de incorporar o estilo realista de representações. portanto. uma contração de Picasso e assiete ou de pique-assiette. em Veneza. bancos de jardins e telhados. criando composições geométricas inspiradas em vegetais e elegantes formas caligráficas. Nos trabalhos da Basílica de São Pedro. Chagal e Kokoschka. Boa parte desses . Sua técnica inovadora abriu caminhos que foram seguidos por muitos outros artistas. encontramos mosaicos em igrejas. Com a idade Média. que desenharam mosaicos que se propõem arrojados e inéditos.

além de painel que orna as paredes e a entrada da reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina.trabalhos foi criada por artistas europeus. Mesmo assim.art. realizou para a Igreja de Santa Catarina de Alexandria. um painel em mosaico que é uma das principais expressões artísticas da cidade.americanmosaics. Tomie Ohtake.br Site: http://www. Site: www. Sites estrangeiros Site: www. Outros artistas brasileiros que desenolveram mosaicos admiráveis são Cândido Portinari.com/photos/ceciliamartins/ Descrição: Álbum de fotos do trabalho da mosaicista carioca Cacília Martins. existiram e existem vários mosaicistas brasileiros de grande importância: Rodrigo de Haro. VER MAIS NOMES DE BRASILEIROS. sua maior obra. Além disso o site mantém notícias. sites de mosaicistas. de Brasília. de Tom Jobim e Vinícius de Moraes.jose-espacoemosaicos. e informações pertinentes a mosaicistas americanos. entre outros e poderá enviar os seus próprios links. eventos. o mosaico da fachada do Teatro Cultura Artística. Ao ouvir a canção “Garota de Ipanema”. sem dúvida o mosaico mais fotografado e visto no mundo. associações. Dou especial destaque para os mosaicos com temas da Disney. Di Cavalcanti realizou. Links Aqui você encontrará diversos links interessantes sobre mosaico. em Florianópolis. uma das músicas mais gravadas no mundo. Título: jose espaco e mosaicos Descrição: Site do artista plástico mosaicista José Carlos Menezes. quase todos se lembram da imagem das calçadas em mosaico ondulado de Copacabana. que reune fotografias de trabalhos de mais de 300 mosaicistas americanos com enorme diversidade de estilos.org Descrição: Site da Sociedade Americana de Mosaicistas. . com 48 metros de largura por 8 metros de altura. destacado artista catarinense. entre outros trabalhos importantes.flickr.

Ela viaja o mundo realizando workshops. Site: www.shafirart. forma e textura integrando diferentes tipos de materiais no mesmo mosaico. Este site também mostra seus trabalhos em pintura e cerâmica. Site: www.Site: www.com Descrição: Site da genial artista Irina Charny.mosaikadesign. Ela mesma produz as peças de cerâmica que utiliza em seus mosaicos.icmosaics. O site mantém fotos dos seus trabalhos e também uma galeria com fotos de mosaicos em espaços públicos. Em 2005. duas artistas que mantém seu ateliê em Montreal. no Canadá.com Descrição: Site de uma mosaicista israelense chamada Ilana Shafir. . ela trouxe seu workshop de mosaico contemporâneo a Curitiba. que explora cor.com Descrição: Este é um site de Saskia Siebrand e Kori Smyth.