You are on page 1of 1

A Couraça

“[...] revestindo-nos da couraça da fé e do amor [...]” (1Ts 5.8.)Desertos são momentos difíceis vivenciados por todos os cristãos. Alguns deles se mostram mais quentes que os demais. Sabe aquela ‘longa espera’ por algo que se anseia ‘para ontem’? Já faz alguns anos que me encontro nessa situação. E aprendi que ela pode levar o cristão a um estágio perigoso de frieza. Quando ‘cai a ficha’ de que aquilo que se deseja não vai acontecer tão fácil, parece que vamos surtar. E após algum tempo, cansados de sofrer, decidimos não pensar mais no assunto e tocar a vida. Eis onde eu queria chegar. A Bíblia diz que devemos guardar o coração (Pv 4.23). Precisamos nos proteger sim, evitando exposição a situações que possam nos ferir, mantendo apenas entre nós e Deus alguns assuntos etc. Mas, uma interpretação errada desse versículo pode nos levar a não crer mais na promessa, pois buscando proteção contra a dor, nos fechamos completamente sobre o assunto em questão. Privamos-nos, sem perceber, até mesmo da companhia de Deus. Não deve ser assim! Os conflitos do processo da espera não podem nos afastar do Senhor. Mesmo que Ele ainda não tenha falado, sabemos que Ele tem todas as respostas. Mesmo que Ele ainda não tenha nos curado, Ele tem o remédio certo. E tudo o que Ele ainda não fez, Ele pode fazer! Somos peregrinos num deserto de calor escaldante. Sem água, morremos secos e fracos. Jesus é a fonte (Sl 87.7) e crer nele é a única saída! Se mantivermos a fé acesa dentro de nós, ela nós protegerá de tudo. Pois quem crê não é abalado por palavras de afronta, não se sente esquecido quando vê outros conquistando o que você deseja, não desiste perto da vitória. Mesmo chorando, segue em frente. A fé é uma verdadeira couraça. Busquei no dicionário o significado da palavra couraça. Está lá: Armadura metálica que cobre o peito e a parte das costas, blindagem, resguardo contra qualquer coisa. Que maravilha! Essas definições confirmam tudo o que estamos conversando: a fé perseverante é a melhor proteção que existe para um coração em processo de espera. É a proteção perfeita! E não é só isso. Deus nunca pede algo de nós sem fazer a sua parte. Se por um lado nos exorta a nos cobrir com a fé, promete nos cobrir também com seu amor. É uma via de mão dupla. Eu dou ao Senhor a fé que move suas mãos. E Ele me dá o amor que sustenta meu coração. Com minha fé e seu amor, estou plenamente protegido de toda investida maligna, mundana ou carnal. O medo de novas decepções é totalmente compreensível. Não é mesmo fácil entender os métodos que Deus usa. E é muito difícil encarar o pavor de voltar a acreditar nos sonhos e depois sentir aquela sensação de ilusão novamente. Mas sem dúvida, quando se trata de algo que depende da ação de Deus, vale a pena insistir. O ‘não’ para o ‘agora’ não significa um ‘não’ eterno. A todos que se encontram cansados na caminhada, enfraquecidos pela dor da espera aparentemente sem fim, o meu encorajamento! Insistam em crer! Insistam em confiar que o melhor de Deus está porvir e que até lá, todas as coisas cooperarão para o nosso bem. Carinhosamente em Cristo,