You are on page 1of 28

Prof.

º Silvio

São Paulo – SP
Abril – 2007
Aline Santos Pereira nº 02
André Freitas Martins nº 05
Ebert Nori Barbosa nº 07
Márcio Santos Silva nº 12
Rosangela de Sousa Ferreira nº 19
Wellington M. da Silva nº 32

São Paulo – SP
Abril – 2007

Trabalho solicitado pelo professor Silvio do 3º ano do
curso de Processamento de Dados da Uniban – 2007.

SQL Server 2005 4
Índice

Índice 5

Introdução 6

SQL Server 2005 7

Características 8

Utilização do Store Procedures 11

Utilização do CLR 12

Utilização do T-SQL 12

Principais recursos SQL Server 2005 13

Computação de 64 bits com SQL Server 2005 21

SQL Server 2005 para sistemas baseados em Itanium 21

Server e o Windows Vista / Longhorn 21

Licenciamento 22

Preços do SQL Server 2005 22

Requisitos mínimos do SQL Server 2005 23

Instalação 24

Conclusão 26

Glossário 27

Bibliografia 30

SQL Server 2005 5
Introdução

O SQL Server 2005 traz mais de 70 medições de desempenho e de uso de

recursos do Banco de Dados interno que vão de memória, bloqueio e

agendamento de transações, rede e E/S do disco. Esses DVMs

(modo de exibição de gerenciamento dinâmico), oferece maior transparência

e visibilidade do banco de dados e uma infra-estrutura eficiente para a

monitoração pro ativa da integridade e do desempenho do banco de dados.

Se uma empresa necessitar de uma tecnologia que trabalhe incansavelmente

para suportar negócios e precisar de um pacote de ferramentas que

ofereça integração total e escalabilidade para suportar as exigências,

podem estar certos, pois o SQL Server 2005 proporciona isso e muita mais.

SQL Server 2005 6
SQL Server 2005

Foi construído com base na força de SQL Server 2000, o SQL Server
2005, fornece solução de gerenciamento de informação que pode ajudar
organizações de qualquer porte.

É uma ferramenta extremamente complexa que traz grandes vantagens,
principalmente nas ferramentas de Administração e Desenvolvimento.

Um dos grandes atrativos dessa versão é a forte integração com o *CLR
(Common Language Runtime) que é o ambiente gerenciado da plataforma.
*NET e inclui uma série de recursos para gerenciamento de recursos de sua
aplicação.

Essa solução de análise de gerenciamento de dados de última geração
fornece mais segurança, *escalabilidade e disponibilidade de dados
empresariais e aplicativos analíticos, tornando-os mais fáceis de criar,
implementar, gerenciar e são mais confiáveis e seguros.

São compartilhados dados entre múltiplas plataformas, aplicações e
dispositivos para facilitar a conexão entre sistemas internos e externos,
integrando soluções robustas de inteligência empresarial *BI (Business
Intelligence), que ajudam na tomada de decisões e aumentam a produtividade

em toda a empresa; controlando custos sem sacrificar o desempenho, a
disponibilidade e a escalabilidade ou a segurança.

Ele também inova ao oferecer preço e licenciamento acessível.
O SQL Server 2005 faz a sua infra-estrutura de dados avançarem em 3 (Três)
principais areais que são: Gerenciamento de Dados Corporativos,
Produtividade do Desenvolvedor e Inteligência Empresarial.

SQL Server 2005 7
Características

Gerenciamento de Dados Corporativos:
Os dados e os sistemas de gerenciamento precisam estar sempre
disponíveis para os usuários. Com esta versão, os usuários e profissionais
estão sendo beneficiados a partir do tempo de indisponibilidade e de aplicação
reduzido, aumentos de escalabilidade, desempenho e fortes controle de
segurança, incluindo recursos novos e melhorados que ajudam empresas e
equipe de *TI a serem mais produtivos, no gerenciamento de dados
corporativos tive significantes avanços em:

Disponibilidade: Investimentos em tecnologias de alta disponibilidade,
Backup e restauração e avançar na replicação que permitirão que corporações
construam e implementem aplicações de alta confiabilidade com o
espelhamento de bases de dados, clustering faivoler e operações avançadas
on-line minimizam a indisponibilidade e ajudam a garantir que os sistemas
críticos da empresa permaneçam acessíveis, entre funcionários, cliente e
parceiros.

Escalabilidade: Particionamento de tabelas, isolação de instantâneos e
suporte a 64 bits, permitindo a construção e implementação de suas aplicações
de maior demanda, melhorando significativamente o desempenho das
consultas em grandes bases de dados e facilidade de uso.

Segurança: Configurações “segurança por padrão” encriptação de
bases de dados e um modelo de segurança avançado ajudando o fornecimento
de um alto nível de segurança para os dados corporativos, política de senha e
permissões granulares, usuários não possuem mais a propriedade direta sobre
os dados.

Gerenciamento: Um novo conjunto de ferramentas de gerenciamento,
recursos expandidos de autos otimização e um modelo poderoso de

programação fornecendo um controle flexível para operações aos
administradores. Avanços no SQL Profiler e outras ferramentas ajudam na
otimização dos servidores para o máximo desempenho.

SQL Server 2005 8
*Interoperabilidade: Maximizar seu investimento em novos e atuais
sistemas, integrando e conectando aplicações e bases de dados diferentes
dentro de uma corporação. Através de um profundo suporte a padrões de
indústria, *Web Services e o Microsoft .Net Framework, o SQL Server 2005
suporta a interoperabilidade com múltiplas plataformas, aplicações e
dispositivos, fortemente integrado com outros produtos, permitindo que a
empresa poupe tempo e dinheiro utilizando tecnologias que atuam juntas.

Produtividade para o Desenvolvedor:
Esta versão ajudou a quebrar barreiras de falta de ferramentas
integradas para o desenvolvimento e depuração de banco de dados através da
integração com o *Visual Studio.
Fornece avanços adicionais que mudam a forma de implementação dos
bancos de dados, aumentando significativamente a produtividade, flexibilidade
do desenvolvedor através das seguintes melhorias:

Ferramentas melhoradas: A integração com ambientes de
desenvolvimento do Visual Studio (interação perfeita com suporte do .NET
Framework), que proporciona um desenvolvimento mais eficiente e depuração
de aplicações de negócios e de inteligência empresarial (BI), os
desenvolvedores, podem utilizar uma ferramenta para desenvolvimento para o
*Transact-SQL, *XML, *MDX (Multidimensional Expression) e XML/A (XML for
Analysis).
Com avanços no Transact-SQL, novos tipos de consultas e a capacidade de
utilizar tratamentos de erros em transações, fornecem aos desenvolvedores,
mais flexibilidade e controle de ambiente de desenvolvimento de consultas do
SQL Server.

Suporte estendido á linguagem: Com o CLR (Common Language
Runtime), os desenvolvedores podem escolher uma das várias linguagens de
programação, além disso, a hospedagem do CLR fornece uma flexibilidade
ainda maior através de usos de tipos e funções definidos pelos usuários e
também opção para o uso de código de terceiros para um ambiente de rápido
desenvolvimento de bases de dados.

XML e Web services: Melhorias como o XQuery, tipo de dados nativo
XML que empresas conectam-se de forma transparentes a sistemas internos e
externos.
O SQL Server 2005 suporta dados relacionais como o XML permitindo o
armazenamento, gerenciamento e análise de dados existentes e emergentes

SQL Server 2005 9
como *HTTP (Hypertext Transfer Protocol), XML, *SOAP (Simple Object
Access Protocol), *XQuery e *XSD (XML Schema Definition) também facilitam
a comunicação entre sistemas de corporações estendidas.

O SQL Service broket, Fornece uma inovadora estrutura de trabalho de
aplicações assíncronas para novos níveis de escalabilidade.

Inteligência Empresarial:
O desafio está em fornecer informações corretas aos funcionários na
hora exata, esta versão ajuda as empresas a alcançarem este objeto através
de:

Plataforma Integrada: Inclui o *OLAP (Processamento analítico on-line),
*data mining, ferramentas de extração, transformação e carga * (ETL), *data
warehousing e recursos de relatórios, ajudando a construir implementar de
forma transparente, aplicações robustas de BI enquanto controlam custos.

Melhor tomada de decisões: OLAP e Data mining, fornecem habilidade
de transformar informações em melhores decisões de negócios em todos os
níveis.

Segurança e Disponibilidade: Com melhorias feitas na escalabilidade,
disponibilidade e segurança, fizeram com que os usuários acessem as
aplicações e relatórios.

Recursos corporativos de análise: A partir de fontes heterogêneas o
ETL integra e analisa dados mais fáceis, através de uma gama de sistemas
operacionais.
Além disso, podem contar com a *Analysis Services que entrega extensões
para a escalabilidade, gerenciamento, confiabilidade e capacidade de
Programação de soluções de data warehousing, *DTS (Data Transformation
Services) foram refeitos o *desing e ferramentas fazendo com que haja mais
flexibilidade e capacidade de gerenciamento., *Reporting Services, é um
servidor de relatórios e conjunto de ferramentas para criação, gerenciamento e
implementação de relatórios. Data Mining, modelagem nos dados e
ferramentas de manipulação além de quatro novos algoritmos.

SQL Server 2005 10
Utilização do Stored Procedures:

No passado os SGBDs não eram extensíveis, possuíam apenas

comandos para definições de estruturas DDL (Data Definition Language), toda

a lógica para controle de fluxo era implementada pela aplicação cliente e todo o

acesso era realizado por meios de as-hoc queries.

O Transact-SQL possui comandos para implementação de stored procedures e

para controle de fluxo e suas vantagens são:

Para o procedimento ficar armazenado no servidor, existe um isolamento

entre o modelo e a aplicação, e se precisar de ajustes, a aplicação não será

afetada.

Melhor desempenho: Realizado uma única vez, na criação do

procedimento.

Facilidade no gerenciamento da segurança: Habilitação no acesso

apenas na store procedures, dessa forma os objetos serão acessados somente

pelos procedimentos por meio de cadeia de propriedade.

Menos trafego na rede: demanda apenas o nome e parâmetros e não no

envio dos comandos pela rede.

O uso da store procedures pode utilizar programadores com

especializações diferentes, já no caso de aplicações procedurais ou orientados

á objetos, o uso inadequado dos recursos são aumentados.

SQL Server 2005 11
Utilização do CLR

Quando necessitar de recursos externos que não são possíveis no T-

SQL, quando contém código procedural como, por exemplo: um processador

de arquivos XSLT, uma biblioteca ou uma aplicação, quando a aplicação

possuir funções que contém diversos cálculos ou quando utilizar cursores.

Utilização do T-SQL

Quando o modelo de programação é baseado em conjuntos de dados e

manipulação e quando necessitar executar uma única instrução em Transact-

SQL.

O SQL Server 2005 é uma solução abrangente de menor custo inicial;

de implementação e manutenção que proporciona um rápido retorno do

investimento realizado.

As informações de toda a organização são disponibilizadas aos operadores

para ajudar nas decisões comerciais.

A simplificação e implementação do desenvolvimento e do

gerenciamento dos aplicativos; estabelece um desenvolvimento flexível, seguro

e confiável para aplicativos de linha de negócios e analíticos, além de

ferramentas integradas aos administradores de Banco de Dados, permitem que

clientes obtenham funcionalidades de relatórios, análises e data mining.

SQL Server 2005 12
Principais recursos

Espelhamento de bases de dados: Implementação no processo *log
shipping, sua finalidade é permitir redundância de bases de dados através da
troca de logs entre servidores, ele poderá utilizar estes recursos para aumentar
a disponibilidade de seus sistemas SQL Server, ou seja, os aplicativos poderão
ser imediatamente reconectados ao banco de dados no servidor secundário.

Restauração on-line: Realizam operações de restauração enquanto
uma instância do SQL Server estiver rodando, pois apenas os dados que estão
sendo restaurados ficam indisponíveis, o resto da base de dados permanece
on-line e disponível.

Operações de indexação on-line: Atualizações, exclusões e inserções
na tabela ou dado de índice clusterizado e qualquer índice associado durante a
execução da linguagem de definição de dados * (DDL), ou seja, pode criar,
*dropar índices num ambiente de produção sem bloquear usuários.

Recuperação rápida: Uma nova opção de será conectar-se novamente
a uma base de dados em recuperação após os logs transacionais terem sido
processados.

Melhorias em segurança: Avanços em encriptação de base de dado,
configurações seguras por padrão, política de senha *mandatória, controle
granular de permissões e um modelo de segurança avançado. O novo modelo
de segurança separa usuários de objetos, que permite o controle de acesso
aos dados e todas as tabelas são implementadas como views, fornecendo um
maior controle.

Novo SQL server *management studio: É um conjunto de ferramentas
de gerenciamento para o desenvolvimento, implementação e resolução de
problemas em bases de dados SQL Server.

Conexão dedicada de administrador: Conexão dedicada para acessar
um servidor mesmo que esteja bloqueado ou indisponível. A conexão é ativada
pelos membros da função de servidor fixa *sysadmin e está disponível apenas
por meio da ferramenta de *prompt de comando SQLCMD, localmente ou em
um computador remoto.

SQL Server 2005 13
Isolação de instantâneo: (Snapshot Isolation) tem a possibilidade de
acessar a última linha processada * (commit) usando uma view consistente da
base de dados, esse novo nível de isolamento proporciona muitos benefícios
como: Maior disponibilidade dos dados para aplicativos somente leitura,

Operações de leitura sem bloqueio, permitidos em um ambiente o *OLTP
(Processamento de transação on-line), Detecção automática e obrigatória de
conflitos em transações de gravação e Migração simplificada dos aplicativos do
*Oracle para SQL Server.

Particionamento de dados: O particionamento de tabelas e índices
permite um gerenciamento eficiente de grandes objetos do banco.

Melhorias na replicação: Replicação completa de alteração de
esquema (DDL), recursos de monitoramento, replicação ponto a ponto
transacional melhorando o suporte para escalabilidade de dados.

Hospedagem do .NET framework: Criação de objetos do banco de
dados usando linguagens familiares como o Microsoft Visual C# .NET e
Microsoft Visual Basic .NET.

Tecnologias XML: Um importante padrão para a disseminação de
dados entre redes locais e a Internet que suportará nativamente o
armazenamento e a consulta de documentos XML.

ADO.NET versão 2.0: O suporte dos tipos SQL para Múltiplos
Conjuntos de Resultados Ativos * (MARS - Multiple Active Result Sets), o
*ADO.NET trata acesso e manipulação de dado.

Melhorias no Transact-SQL: Novos recursos de aplicações
escalonáveis; incluem tratamento de erros, recursos de consultas recursivas,
operadores relacionais PIVOT, APPLY, ROW_NUMBER e outras funções de
ranking de linhas além de outros recursos.

SQL service broket: Fornece uma estrutura de trabalho distribuída e
assíncrona para aplicações de negócio em grande escala, pois cria um

SQL Server 2005 14
mecanismo seguro para envio, recebimento e processamento de mensagens e
relatórios.

Notification services: Construção aplicações de notificação de
informações personalizadas como alertas de ações, assinaturas de notícias,
alerta de entrega de pacotes e preços de passagens aéreas, em qualquer
dispositivo ou seja é uma *Framework, destinado a informar ao usuário sobre
ocorrência de eventos.
As notificações são ideais para enviar informações de alta prioridade.

Web services: Criação de Web Services na camada de banco de dados
fornece um novo tipo de acesso a dados.

Reporting services: Controle de relatórios integrados e inclusos no
Visual Studio 2005 que melhora os recursos para aplicações corporativas.

Melhorias na pesquisa de texto completo: Pesquisa de texto completo
de alto nível. Recursos de catalogação, desempenho, escalabilidade da
consulta e novas ferramentas de gerenciamento facilitam a implementação de
pesquisas.

Analysis services: Análise de tempo real.

Data transformation services (DTS): O DTS é um conjunto de
ferramentas gráficas e objetos de Programação para extrair, transformar e
carregar (ETL) dados a partir de fontes diferentes e movê-los para um único ou
múltiplo destino. O DTS Designer está totalmente integrado a nova plataforma
fornecida pelo Visual Studio.

Data mining: Quatro novos algoritmos para identificação de padrões
serão introduzidos aos existentes *Cluster e *Decision Tree, e as ferramentas
foram melhoradas para facilitar a mineração de dados.

Suporte a clustering: Suporte avançado a múltiplas instâncias, para
backup e restauração dos objetos e dados.

Indicadores de desempenho principais: Fornece capacidade de
serem definidos gráficos e métricas customizáveis, que geram e rastreiam
índices corporativos principais.

Escalabilidade e desempenho: Criação de *ROLAP (relational on-line
analytical processing) remotos ou partições *HOLAP (hybrid on-line analytical

SQL Server 2005 15
processing), cubos particionados distribuídos, cálculos persistentes e caching
pró-ativo aumentar sensivelmente a escalabilidade e desempenho.

Como o código gerenciado é compilado antes da execução, podem-se obter
aumentos significativos de desempenho.

Cubo em um clique: A criação de um cubo em um projeto de data
warehouse, disponibiliza seu assistente que inclui uma opção que permite a
detecção e sugestão do cubo em um único clique que examina os
relacionamentos na origem do dado e fazem sugestões sobre tabelas de fatos,
tabelas de dimensões e medidas.

Caching Pró-ativo: A estrutura do *cache é automaticamente derivada
da estrutura *UDM (Universal Data Model), O caching pró-ativo combina o
desempenho de consultas *MOLAP com análise de dados em tempo real que
sincroniza e mantém uma cópia atualizada do dado para consultas e isola
usuários finais.

Integração com o microsoft office system: Disponibiliza recursos do
*SharePoint para criação de novos relatórios, distribuição e pode ser aberto em
Word ou Excel ou visualizado em HTML.

Database view: Viabiliza a criação de cópias *read-only de um
*database.

Restrição de acesso não autorizados: SQL Server Management
Studio, do SQL Server 2005 simplifica o gerenciamento fornecendo um
*console para monitorar e gerenciar um banco de dados relacional.
O SQL Server Management Studio hospeda um ambiente de desenvolvimento
para criação, edição e gerenciamento de scripts e procedimentos armazenados
usando Transact-SQL.
É integrado ao controle da fonte e hospeda ferramentas para tarefas diárias de
manutenção e operação.
Os Administradores podem executar várias tarefas ao mesmo tempo.

SQL management objects (SMO): É um conjunto de objetos de
programação que trás toda a funcionalidade de gerenciamento do banco de
dados, isso representa aperfeiçoamento significativo no desing e na arquitetura
do modelo. O SMO pode ser usado para automatizar tarefas administrativas
comuns.
Esse novo modelo de objeto SMO e as interfaces de programação de aplicativo
do *WMI (Windows Management Instrumentation) substituem o SQL-DMO.
O Management Studio foi criado a partir do SMO.

SQL Server 2005 16
Replication monitor: É uma ferramenta que estabelece um novo
padrão de facilidade na replicação de dados na interface do usuário.

Suporte para Itanium 2 e X64 com sistema de 64 bits: O SQL Server
2005 de 64 bits foi otimizado para funcionar com o processador Itanium da
Intel, ele aproveita recursos avançados de endereçamento de memória para
obter os recursos essenciais, como *pools de *buffer, caches e *heaps de
classificação, reduzindo a necessidade de executar várias operações para
transferência entre a memória e o disco.

Autorização: Os administradores gerenciam permissões, garantindo
preservação dos privilégios mínimos, e sob o qual as instruções de um módulo
serem executadas.

Autenticação: O cluster oferece suporte á autenticação Kerbeos junto a
um servidor virtual. Os administradores podem especificar diretivas em
*logons padrão para que uma diretiva seja aplicada a todas a contas do
domínio.

Microsoft melhorou o recurso de autenticação do SQL Server 2005 que
trabalha basicamente em três pontos:

. comprimento mínimo
. complexidade
. expiração

Um ponto interessante é no “como” esse recurso foi disponibilizado. Uma das
grandes diretrizes no desenvolvimento dos softwares, é a integração dos
produtos e a implantação deste recurso se deu desta forma.

A autenticação do SQL Server para realizar estas validações depende da
configuração do Windows Server 2003 (não funciona em outras versões). Se o
servidor Windows Server 2003 onde o SQL Server 2005 for stand-alone, ou
seja, não pertencer a um domínio, isso depende das políticas locais de senha.
Se o servidor pertencer a um domínio, isso vai depender das políticas de senha
do domínio (que sobrepõe as políticas locais), que funciona da seguinte forma:

Basicamente, todo o controle destes recursos é realizado através do comando
CREATE LOGIN, que substitui o sp_addlogin do SQL Server 2000. Quando
esse login é criado, algumas opções podem ser configuradas para realizar as
validações na senha.

SQL Server 2005 17
Criptografia nativa: As comunicações entre cliente e servidor são
*criptografadas, para garantir a segurança à diretiva do servidor pode ser
definida de forma a recusar comunicações não criptografadas.

Cluster de failover: É uma solução que explora o Microsoft Windows
Clustering Service para criar servidores virtuais tolerante à falhas.

Instantâneos de banco de dados: Adiciona sua própria cópia das
páginas modificadas, dessa forma pode ser usado para recuperar rapidamente
uma mudança acidental.

Tipos de agregações definidos pelo usuário: Pode ser criado um
único objeto que exponha todos os comportamentos no tipo, bem como
encapsular ou ocultar dados na base armazenados por tipo.

Acesso a dados e serviços da Web aprimoradas: Permite o
desenvolvimento de serviços da Web em XML na camada de banco de dados e
o HTTP pode ser usado para acessar diretamente o SQL Server.
A interface do serviço da Web permite execução de instruções e as consultas
são retornadas em formato XML.

Notificação de leitura: Envia um comando ao SQL e solicita que uma
notificação seja gerada e se a execução de um mesmo comando produzir
resultados diferentes daqueles obtidos inicialmente, os comandos são enviados
ao servidor por meio de qualquer *API.

Multiple active result sets (MRAS): Conjunto padrão por conexão de
resultados especialmente para encaminhamento e leitura, os *drivers dos
clientes recuperam os dados para que as solicitações sejam atendidas sem a
necessidade de ida e volta ao servidor. Os recursos MARS; remove a restrição
atual na qual um conjunto padrão aberto de resultados impede o driver de
enviar solicitações ao servidor até que todo o conjunto de resultados seja
consumido.

Failover transparente para espelhamento de dados: Oferece suporte
ao recurso “Hot Spare” por meio do espelhamento do bando de dados. Se uma
instância falhar, o trabalho poderá ser enviado para o servidor de *backup
automaticamente, para que isso aconteça é necessária uma instância chamada
testemunha. O hot spare exige que as conexões do cliente saibam fazer o
*failover, ou seja, que saibam estabelecer uma conexão com a nova instância
do servidor.

SQL Server 2005 18
Tipos de dados XML: Permite consultar, validar e até mesmo modificar
o conteúdo de um documento XML. Os dados XML são armazenados como
*BLOBs (Objetos binários grandes) em uma representação interna que
possibilita a re-análise eficiente e um certo nível de compactação.

Implementações no suporte a XML: Criação de *queries que ajuda o
desenvolvedor a desenhar queries completas, a nova *data-type viabiliza
queries em XML.

XQuery: É uma linguagem inteligente e robusta que permite consultar
todos os tipos de dados XML usando métodos associados.

SQL server móbile edition: Versão compacta para plataformas móveis
integradas com o SQL *Workbench, essa versão esta habilitada para trabalhar
com replicação *Merge tornando possível à troca de informações com o
servidor central mesmo ele se encontre offline.

Snapshot isolation: Criação de visões transitórias de dados quando
são alterados, são disponibilizadas para processos de leitura que não são
bloqueadas pela modificação.

SQL server workbench: Gerencia servidores baseados em SQL
Server, Analysis Services ou SQL Móbile Edtion, pois assume funcionalidades
do Enterprise Manager, Query Analyzer e Analysis Manager.

DDL triggers: *Triggers acionadas pela execução de comandos DDL,
entendendo a funcionalidade das já existentes.

Integração de ferramentas para desenvolvedores: A partir de uma
interface única, O Visual Studio utilizará comandos Transact-SQL.

Integração entre CLR e .Net framework: Aproveitamento das
bibliotecas de classes e as modernas linguagens de programação, isso permite
a codificação de procedimentos armazenados, funções e disparadores na
linguagem .Net Framework, isso fez com que o servidor de banco de dados se
estendesse para que a computação e operações apropriadas sejam mais
fáceis de realizar o *back-end e essa integração fornece vários benefícios
importantes como: Modelo avançado de programação, Segurança avançada,
tipos de agregações definidas pelo usuário e ambiente de desenvolvimento
comum.

Interação com o visual studio: O Visual Studio proporciona um nível
maior de integração e segurança aos processos de desenvolvimento, já que

SQL Server 2005 19
junto com o SQL Server 2005 oferecem profundos níveis de integração com o
banco de dados, pois podem implementar novos objetos sem precisar trocar de
ferramenta.

Backup e restauração: Depois de receber um comando Backup, o
Analysis Services determina quais os arquivos que devem constituir este
pacote no arquivo único de backup, ele se encarrega da consistência do banco
de dados no momento do backup e da restauração; e assegura que todos os
objetos do arquivo sejam da mesma versão, a restauração e o backup devem
ser feitos da mesma forma em todo o bando de dados.
Essas operações fazem parte integral da infra-estrutura do Analysis
Services, a operação de backup foi totalmente recriada, são feitas emitindo
comandos XML for Analysis para Analysis Services.

Business intelligence development studio: É um ambiente de
desenvolvimento para criação de BI, incluído mecanismo de banco de dados
como: serviços de análise e geração de relatório e também utilizam a interface
gráfica do usuário para criação de pacotes *SSIS.

Depuração entre camadas e linguagem: SQL Server 2005 junto com o
Visual Studio, fornece uma integração maior com a área de depuração de
aplicativos.

SQL Server 2005 20
Computação de 64 bits com o SQL Server 2005

Os aplicativos podem reunir informações coletadas pelos sistemas de

negócios, suportam um número maior de usuário, e a análise e o

processamento de grande número de dados; são realizadas maneiras eficazes.

Oferece suporte a duas arquiteturas lideres de 64 bits, suporta o processador

Intel Itanium, destacando a arquitetura EPIC (Explicity Parallel Instruction

Computing) e também suporta versões de 32 bits.

SQL Server 2005 para sistemas baseados em Itanium

Concentra-se na escalabilidade vertical em servidores de nível

corporativos executando aplicações em grande escala e com um nível alto de

usuários simultaneamente, oferecendo o mais alto nível de desempenho e

velocidade de processamento e também suporta facilmente tarefas mais

criticas.

Server e o Windows Vista / Longhorn

O Microsoft Windows Server Longhorn e o Vista oferece suporte apenas

para o SQL Server 2005 Service Pack 1 ou posterior, e oferece também para

SQL Server 2005 21
clientes produtos mais seguros.

Licenciamento

Existem 3 opções de licenciamentos: O Modelo de licenciamento por
processador que exige licença para cada processador físico ou virtual e não
requer qualquer licença de acesso de cliente (CAL) por dispositivo ou por
usuário. CALs de Servidor mais dispositivo licença de servidor que exige uma
licença para cada tipo de ambiente do sistema operacional, uma CAL para
cada dispositivo cliente que acesse um servidor. CALs de servidor mais
usuários, licença de servidor, são exigidos para cada ambiente do sistema
operacional que executem uma instancia, uma CAL para cada usuário que
acesse um servidor.
Obs. As CALs são oferecidas em dois tipos: CAL de SQL que pode ser
usado com qualquer servidor licenciado á independente de plataforma 32, 64
bits ou IA64 e CAL Workgroup usando apenas com um servidor licenciado com
SQL Server Workgroup Edition.
Apesar dos clientes precisarem escolher a plataforma que corresponda
ao hardware atual às licenças não são especificas por plataforma.

Preços de SQL Server 2005

As licenças variam de R$ 7.032,59 á R$ 29.366,82, todos os preços
refletem valores para compras nos Estados Unidos.
Existe uma versão gratuita que conta com quase todas as funcionalidades das
versões pagas, sendo limitados pelo tamanho apenas (4 Gb), quantidade de
processadores suportados (1 apenas) e a quantidade de memória que ele
pode gerenciar (1 Gb), essa versão se chama Express.

O SQL Server 2005, oferece aos clientes a possibilidade de implantar o
produto em servidores passivos sem taxa adicional, facilitando a
implementação de soluções altamente disponíveis. Como é gratuito para
sistemas core e multicore, os clientes levam vantagem da lei de Moore e
utilizam seus hardwares com esse potencial mais completo. Essas políticas
líderes da indústria têm por objetivo tornar o gerenciamento e análise de dados
de primeira classe disponível a uma ampla gama de clientes enquanto
direciona sistemas mais complexos de bancos de dados também para um
custo viável.

SQL Server 2005 22
Requisitos mínimos SQL Server 2005

Processador:

IA64: processador de 733 MHz ou Itanium mais rápido ou superior.
X64 1Ghz ou AMD Athlon 64
Intel Xeon com suporte a Intel EM64T
Itel Pentium IV com suporte a EM64T mais rápido.

Sistemas Operacionais:

Enterprise Edition IA64, Standart Edition e Developer Edition podem ser
executados em Windows Server 2003, SP1 64 bits Itanium Datacenter Edition e
Enterprise Edition.

O Enterprise Edition X64, Standard Edition e o Developer Edition podem ser
executados em Windows Server 2003, SP1 64 bits X64 Datacenter Edition,
Enterprise Edition e Santandart Edition.

O Express Edition funciona em todos os sistemas mencionados acima e
inclusive no XP X64 Professional 64 bits.

Memória:
IA64: 512 MB e X64: 512 MB, ambos recomenda-se 1GB ou mais, no máximo
de 32 terabytes.

Disco rígido: 350 MB de espaço disponível para instalação e 390 MB para
banco de dados.

Unidade: CD-Row

Tela: Monitor VGA ou de resolução superior

Outros dispositivos: Possuem software de rede interno o Windows 95, 98, ME,
NT 4.0, 2000 e XP. Software de rede adicional será necessário se estiver
utilizando o Banyan VINES ou o *AppleTalk ADSP.
Suporte ao cliente IPX/SPX do Novell NetWare é fornecido pelo
protocolo NWlink do sistema de rede baseado no Windows , já o Windows 95,

SQL Server 2005 23
98, ME, NT Workstation 4.0, 2000 Professional, XP Professional e o XP Edition,
possuem suporte.
O Unix, Aplle Macintosh e o OS/2 exigem software cliente ODBC (Open
Database Connectivity) de um fornecedor diferente da Microsoft.

Instalação

O Setup do Microsoft SQL Server 2005; instala as novas e atuais
instâncias do SQL Server, ou fornece opções de manutenção. abaixo segue
algumas instruções básicas e endereça importantes considerações para o
computador onde o SQL Server 2005; será instalado.

Recomenda se ler todos os requisitos antes de instalar o SQL Server 2005,
verificando a Configuração do Sistema e assuntos ligados a bloqueio, além de
Considerações de segurança:

Certifique-se de que possui as permissões do administrador no computador
onde o SQL Server será instalado. Faça o logon no sistema operacional
utilizando a conta do usuário que possui as permissões ou atribua as
permissões adequadas à conta do usuário do domínio. Para mais instalações,
você deverá ter permissões de administrador no computador onde o SQL
Server será instalado. Caso você instale o SQL Server a partir de um
compartilhamento remoto, você deve utilizar a conta do domínio que lerá e
executará as permissões em compartilhamento remoto.

Crie uma ou mais contas de usuário de domínio se deseja instalar o SQL
Server 2005 em um computador que esteja executando o Microsoft
Windows XP ou Windows 2003, se você deseja que o SQL Server 2005 se
comunique com outros clientes e servidores.

Não instale o SQL Server 2005 em um controlador de domínio.
Faça o backup em sua instalação atual do SQL Server se deseja executar uma
instância do SQL Server em um computador onde o SQL Server 2005; estiver
instalado.

Verifique se o disco onde o SQL Server será instalado está descompactado. Se
você tentar instalar o SQL Server em uma unidade compactada, o Setup irá
falhar.

Feche o software de antivírus enquanto instalar o SQL Server.

Pare de executar todos os serviços que dependam do SQL Server, incluindo
qualquer serviço utilizando o Open Database Connectivity (ODBC), como

SQL Server 2005 24
Internet Information Services (IIS). Feche o Visualizador de Eventos e os
editores de registro (Regedit.exe ou Regedt32.exe).

Para instalar o SQL Server 2005; execute o Setup utilizando o SQL
Server 2005 Installation Wizard ou instale a partir do prompt de comando.

O Assistente de Instalação (Installation Wizard) fornece uma interface gráfica
de usuário que o guiará passo a passo através da instalação inicial do SQL
Server 2005, incluindo a seleção de recurso, regras de nomes de instância,
configuração de conta de serviço, diretrizes de senha e cenários para
intercalação de ajustes.

As instalações via linha de comando são para cenários avançados como
instalações em silêncio e remotas. Podem ser executadas diretamente do
prompt de comando ou via sintaxes de prompt de comando, referente ao
arquivo de instalação para especificar as opções de instalação.

Nesta versão, a atualização é suportada pelo Microsoft SQL Server 2000
Service Pack 3 (SP3) ou superior. Você pode fazer a atualização das versões
recentes do SQL Server durante a instalação do SQL Server 2005. Você pode
realizar também as operações de atualização após o SQL Server 2005; for
instalado. O processo de atualização não é o mesmo do SQL Server 7.0. A
atualização direta do SQL Server 6.5 para o SQL Server 2005; não é
suportada.

Para atualizar uma instância do SQL Server 6.5, você deve primeiro atualizar
para o SQL Server 7.0 ou SQL Server 2000 e em seguida atualizar para o SQL
Server 2005.

Após o Setup ter completado a instalação do SQL Server 2005, você pode
configurar o SQL Server utilizando as ferramentas gráficas e de linha de
comando. As configurações padrão para novas instâncias do SQL Server 2005
desabilitam alguns recursos e componentes para reduzir a área de superfície
do produto.

SQL Server 2005 25
Conclusão

O SQL Server 2005 fornece uma tecnologia com as quais, qualquer

organização pode contar, já que atende a todos os portes.

Esta versão dispõe de um banco de dados relacional seguro e confiável para

aplicativos de negócios e analíticos, beneficiando de forma que obtenha mais

flexibilidade por um custo menor, além de todas as vantagens que ela

proporciona desde novas ferramentas integradas, desempenho, segurança á

inserções e remoções de dados, á disponibilidade, e um caminho de

atualização fácil e de baixo custo

Os avanços significativos das áreas de: Gerenciamento, Produtividade do

desenvolvedor e Business Intelligence (BI), são fundamentais na elevação da

organização para um nível mais alto.

SQL Server 2005 26
Glossário

Driver= é um programa que o sistema operacional faz uso e é necessário para
um determinado hardware funcionar adequadamente.
API= é um conjunto de rotinas e padrões estabelecidos por um software para
utilização de suas funcionalidades por programas aplicativos
Criptografadas, criptografia= técnicas pelas quais a informação pode ser
transformada da sua forma original para outra ilegível, tornando difícil de ser
lida por alguém não autorizado.
CLR= que é uma aplicação similar a uma máquina virtual que se encarrega de
providenciar a execução das aplicações para ela escritas
NET= é uma estrutura de suporte definida em que um outro projeto de software
pode ser organizado e desenvolvido. Um framework pode incluir programas de
suporte, bibliotecas de código, linguagens de script e outros softwares para
ajudar a desenvolver e juntar diferentes componentes de um projeto de
software.
BI= pode ser traduzido como Inteligência de negócios, refere-se ao processo
de coleta, organização, análise, compartilhamento e monitoração de
informações que oferecem suporte a gestão de negócios.
Escalabilidade= é uma característica desejável em todo o sistema, em uma
rede ou em um processo, que indica sua habilidade de manipular uma porção
crescente de trabalho de forma uniforme, ou estar preparado para o
crescimento do mesmo.
TI= serve para designar o conjunto de recursos tecnológicos e computacionais
para geração e uso da informação.
Interoperabilidade= é a capacidade de um sistema ( informatizado ou não) de
se comunicar de forma transparente (ou o mais próximo disso) com outro
sistema (semelhante ou não). Para um sistema ser considerado interoperável,
é muito importante que ele trabalhe com padrões abertos.
Web services= é uma solução utilizada na integração de sistemas e na
comunicação entre aplicações diferentes. Com esta tecnologia é possível que
novas aplicações possam interagir com aquelas que já existem e que sistemas
desenvolvidos em plataformas diferentes sejam compatíveis.
Framework= é uma estrutura de suporte definida em que um outro projeto de
software pode ser organizado e desenvolvido. Um framework pode incluir
programas de suporte, bibliotecas de código, linguagens de script e outros
softwares para ajudar a desenvolver e juntar diferentes componentes de um
projeto de software.
Visual studio= é um pacote de programas da Microsoft, para desenvolvimento
de Software, especialmente dedicado, ao framework .NET às linguagens Visual
Basic (VB),c ,c++ (C Plus Plus), C#(C Sharp) e J# (Jey Sharp).
XML= é uma recomendação da W3C para gerar linguagens de marcação para
necessidades especiais.
HTTP= é um protocolo da camada de "Aplicação" do modelo OSI, utilizado
para transferência de dados na rede mundial de computadores, a World Wide
Web.

SQL Server 2005 27
SOAP= é um protocolo para intercâmbio de mensagens entre programas de
computador. SOAP é um dos protocolos usados na criação de Web Services.
Backup= refere-se à cópia de dados de um dispositivo para o outro com o
objetivo de posteriormente os recuperar (os dados), caso haja algum problema
Triggers= é um recurso de programação presente na maioria dos sistemas de
gerenciamento de banco de dados, utilizado para associar um procedimento
armazenado a um evento do banco de dados (inclusão, exclusão, atualização
de registro, por exemplo) de modo que o procedimento armazenado seja
executado automaticamente sempre que o evento associado ocorrer.
Commit= envia todos os dados das mudanças permanentemente
OLTP= é um acrônimo de On-line Transaction Processing ou Processamento
de transações em tempo-real. São sistemas que se encarregam de registrar
todas as transações contidas em uma determinada operação organizacional.
OLAP= é um acrônimo em inglês para On-line Analytical Processing, ou
processamento analítico on-line. É uma abordagem tecnológica para gerar
respostas rápidas a consultas analíticas de natureza tipicamente dimensional.
ADO.NET= consiste num conjunto de classes definidas pela .NET framework
(localizadas no namespace System.Data) que pode ser utilizado para aceder
aos dados armazenados numa base de dados remota.
Console= são programas de computador responsáveis por tomar as ações
efetivas conforme a orientação do usuário através de comunicação textual.
Data mining= é o processo de varrer grandes bases de dados à procura de
padrões como regras de associação, seqüências temporais, para classificação
de ítens ou agrupamento (clustering).
Data warehousing= é um sistema de computação utilizado para armazenar
informações relativas às atividades de uma organização em bancos de dados,
de forma consolidada.
DDL= permite ao usuário definir tabelas novas e elementos associados
Dropar= apaga um objeto do banco de dados
Oracle= O Oracle é um SGBD (sistema gerenciador de banco de dados) que
surgiu no final dos anos 70,
MDX= O MDX é uma linguagem multidimensional usada para fazer consultas
em banco de dados dentro dos cubos do OLAP
Transact-SQL= Possui recursos extremamente poderosos que estendem a
linguagem SQL Padrão
Failover= O processo no qual uma máquina assume os serviços de outra,
quando esta última apresenta falha
Blob= objeto binário EXTENSO
Queries= Significa busca. Ex. Um pedido para o banco de dados retornar
alguma informação.
Data-type= Tipo de dados de enumeração e todos os seus membros.
Mandatória= trabalha com prioridades e metas
Management studio= é uma nova interface, que integra as funcionalidades do
Enterprise Manager.
Analysis services= é um conjunto de serviços usados para gerenciar dados em
um Data Warehouse ou Data Mart.
Appletalk= é um conjunto de protocolos para redes desenvolvidos pela
empresa Apple Computer
Back-end= servidores de fundo, que o usuário não acessa diretamente.
Buffer= é uma região de memória temporária utilizada para escrita e leitura de
dados.

SQL Server 2005 28
Cache= é um dispositivo de acesso rápido, interno a um sistema, um bloco de
memória para o armazenamento temporário de dados que possuem uma
grande probabilidade de serem utilizados novamente.
Cluster= formado por um conjunto de computadores, que utiliza-se de um tipo
especial de sistema operacional classificado como sistema distribuído
Database= Database server é o servidor em que os dados do sharepoint estão
armazenados.
Desing= Design de Interação é a maneira como um produto proporciona ações
em conjunto entre pessoas e sistemas
DTS= Digital Theatre System é um o sistema de processamento que
proporciona menor compressão de dados, o que significa mais informação de
áudio e vídeo.
ETL= Extract Transform Load (Extração Transformação Carga), são
ferramentas de software cuja função é a extração de dados de diversos
sistemas, transformação desses dados conforme regras de negócios e por fim
a carga dos dados em um data warehouse.
Heaps= uma Estrutura de dados, que na verdade é apenas um vetor ordenado
seguindo um critério bem definido.
HOLAP= A mais recente das ferramentas, conhecida como processamento
híbrido. Essa nova forma de acessar os dados nada mais é do que uma
mistura de tecnologias onde há uma combinação entre ROLAP e MOLAP.Log
shipping= é um recurso que pode (e deve) ser configurado no SQL Server 2005
para realizar cópia periódica de banco de dados entre servidores
Logons= fornecer uma senha ou algum outro tipo de credencial para ganhar
acesso a determinado sistema.
Logs= é um arquivo que guarda informações passadas (registros).
MARS= execução de múltiplos comandos com uma única conexão,
Merge= é uma coleção de tabelas idênticas de MyISAM que podem ser usadas
como uma só tabela.
MOLAP= é (Multidimensional On Line Analytical Processing) São ferramentas
nas quais, com o uso de um servidor multidimensional, o acesso aos dados
ocorre diretamente no banco
Notification services= permite que as empresas construam aplicações
completas de notificação que entregam informações personalizadas
Pools= Os pools são conjuntos de dispositivos que compartilham
características similares. Este sistema utiliza o método copy-on-write, ou seua,
ao gravar um arquivo com mesmo nome de um anterior, nunca ele será
gravado no mesmo lugar do anterior, nem o antigo será deletado até que seja
verificado o arquivo gravado para que tudo esteja correto.
Prompt= é o chamado sinal de prontidão, pois indica que o computador está
pronto para receber instruções.
Read-only= rotinas de alteração de dados de um registro, não sendo aplicável
em inclusões
Reporting services= é uma solução inovadora que permite a criação, gestão e
distribuição de relatórios sob diferentes formatos
ROLAP= São ferramentas que possuem uma engenharia de acesso aos dados
e análise OLAP com uma arquitetura um pouco diferente.
SSIS= uma plataforma de integração de dados , dotada da capacidade de
integrar dados provenientes de qualquer fonte.

SQL Server 2005 29
Bibliografia

http://www.microsoft.com/brasil/sql/prodinfo/top30features.mspx#E2 07/04/07
13.38hs

http://www.linhadecodigo.com/artigos.asp?id ac=1211&pág=1 de 04/04/07 ás
12:56 hs.

http://www.microsoft.com/brasil/sql/2005/overview5.mspx de 29/03/07 ás 14:20
hs.

http://work-around.net/2007/03/25/sql-server-2005-banco-de-dados-relacional
de 04/04/07 ás 12:42 hs.

http://www.microsoft.com/brasil/sql/prodinfo/overview/default.mspx de 04/04/07
13:10hs

http://www.devmedia.com.br/articles/viewcomp.asp?comp=2355&hl= 09/04/07
ás 8:20 hs

http://www.microsoft.com/brasil/sql/prodinfo/overview/whats-new-in-SQL-
Server2005.mspx 09/04/07 ás 8:27 hs

http://www.microsoft.com/brasil/msdn/Tecnologias/arquitetura/SegurancaDados
SQLServer2005.mspx 09/04/07 ás 9:05 hs

http://www.microsoft.com/brasil/msdn/Tecnologias/arquitetura/EscalandoSQLS
erver2005.mspx 09/04/07 ás 9:31 hs

http://www.microsoft.com/brasil/sql/editions/64bit/overview.mspx 09/04/07 ás
10:00 hs

http://72.14.209.104/search?q=cache:SjWj6zbQUXEJ:download.microsoft.com/
download/4/3/7/43798b24-9af7-4039-960d-12361ae367cc/ProductGuide-
brz.doc+defini%C3%A7%C3%A3o+SQL+Server+Integration+Services&hl=pt-
BR&ct=clnk&cd=9&gl=br&lr=lang_pt

http://download.microsoft.com/download/9/1/e/91edd428-0d2b-4639-9737-
c188493752c2/SAP_SQL2005Datasheet-brz.pdf 09/04/07 ás 10:04 hs

http://www.imasters.com.br/artigo/4880/sql_server/ferramentas_e_monitoramen
to_do_sql_server_2005/ 09/04/07 ás 10:35 hs

SQL Server 2005 30