You are on page 1of 32

P Prro ojje etto oR Re ea alliiz za ad do op pe ello os sA Allu un no os sd do oC Cu urrs so od de e N Nu uttrriiç çã ão od da a F Fu un nd da aç çã ão oE Ed du uc ca ac ciio on na all d de eF Fe errn na an nd dó óp po olliis s

G Gr ra av viid de ez z: :t tu ud do oo oq qu ue ev vo oc cê êp pr re ec ciis sa as sa ab be er rp pa ar ra a c u i d a r b e m d e s u a s a ú d e . cuidar bem de sua saúde. Primeiramente, gostaríamos de parabenizar a você, mamãe, por esta nova vida que está sendo gerada. E é para que você aproveite da melhor maneira possível este período tão importante, que iniciaremos um programa onde, mensalmente, você poderá compartilhar suas experiências com outras gestantes, tirar suas dúvidas com profissionais da área da saúde, controlar seu peso e aprender novas receitas e dicas para uma alimentação saudável. Este manual contém informações muito importantes, e você deverá trazê-lo em nossas reuniões para que possamos preenchê-lo regularmente e, assim, analisarmos o andamento da sua gestação. E En nt te en nd da aM Me ellh ho or ro oq qu ue ee es st ta aa ac co on nt te ec ce en nd do o A gestação é um período da vida da mulher em que há um desgaste particular. Nesta fase ocorrem muitas mudanças em seu corpo, não somente dentro do útero, mas o corpo todo se prepara para manter esta nova vida e proporcionar à mãe e ao feto tudo que for necessário. Todo o corpo é controlado por hormônios, e as alterações dos níveis hormonais da mulher, controlam as mudanças físicas necessárias para uma gravidez saudável e para o parto. Assim a mulher tende a passar por inúmeras alterações:

 Primeiro, a menstruação falha ou cessa e, em seguida, os seios tornam-se sensíveis indicando o inicio da produção de leite. Também a aréola, região em volta do mamilo torna-se mais escura.  Náuseas e vômitos também ocorrem por conta da produção de hormônios que mantêm o bebê no útero, esta adaptação demora cerca de três meses;  Aumento do volume de sangue se faz necessário, bem como o aumento na sua produção, pois o organismo da mãe deverá manter, além de suas funções normais, a formação do feto. Com isto, pode ocorrer aumento da pressão arterial, leve sensação de falta de ar, inchaços e a falta de algumas vitaminas.  Desejos, que não podem ser ignorados, pois podem indicar algum tipo de necessidade do organismo como falta de alguma vitamina, por exemplo.  A partir do segundo trimestre, podem ocorrer dores nas costas, por suportar o peso do feto;  O apetite tende a aumentar;  Os seios também aumentam seu tamanho e pode haver saída de secreções mamárias;  O abdome torna-se mais visível e já se pode sentir os movimentos do feto;  Constipação intestinal, que também ocorre por conta da alteração dos hormônios nos três primeiros meses da gestação, se evidencia a partir do segundo trimestre, devido ao crescimento uterino que comprime o intestino. Esta mesma compressão pode causar hemorróidas.  Azias podem ser ocasionadas na medida em que o feto cresce no útero e comprime o estômago gerando regurgitações.  O ganho de peso é mais rápido a partir do terceiro trimestre de gestação;

ao final da gestação. 3º Mês Beba pelo menos 2 litros e meio de água por dia. ocasionar falta de ar.). 1º Mês Coma muito bem. já se preparando para o nascimento do bebê. O Or riie en nt ta aç çõ õe es ss so ob br re ea alliim me en nt ta aç çã ão od du ur ra an nt te ea a g ge es st ta aç çã ão o A alimentação da mulher durante a gravidez tem a finalidade de manter a gestante saudável. É hora de programar uma dieta bem equilibrada. Refeições leves e freqüentes devem substituir aquelas grandes e espaçadas. churrasco. Certifique-se de ingerir proteínas e bastante cálcio e fósforo necessários para a formação dos ossos e dos dentes do bebê. Nesta fase. queijo. frituras. armazenar nutrientes para a fase de amamentação. e para o bebê nos seus primeiros dias de vida.  Os ligamentos e articulações na pelve começam a suavizar e se tornam mais flexíveis. um bom suporte nutricional nesta fase irá ajudar a mulher a ter uma gestação saudável e segura. vegetais com folhas verdes (especialmente brócolis). esta frouxidão pode ser desconfortável. frutas. Não podem faltar em sua mesa leite. Portanto. para poder controlar a . consequentemente. afinal esta é a época dos enjôos. ovos e carnes magras. O ideal é você ter uma garrafa de água só sua. o útero cresce de tal maneira que pode exercer pressão sobre os pulmões e. formar o bebê. 2º Mês Evite as comidas muito pesadas (tipo feijoadas. etc.

6º Mês Restrinja o uso do açúcar refinado.quantidade de líquido ingerida. pois pelo seu efeito podem transformar sua vida num vai e vem de banheiros. pois o bebê precisa dele para crescer). Nesta fase é muito comum as futuras mamães comemorarem o fim dos enjôos e mal estar com guloseimas. Fora isso só em ocasiões muito especiais e em pequenas quantidades. Neste período você sentirá muita sede e deve ingerir bastante líquido. Previna-se de tentações e mantenha a geladeira cheia de frutas. Cuidado para não exagerar. que fortalecem a gengiva e a circulação (mas não elimine o açúcar totalmente. você chegou na melhor fase. ou causar algum grau de hipotensão e pressão baixa. Evite beber chás diuréticos. 4º Mês Aproveite. verduras. e legumes. Lembre-se a sua digestão demora mais e a gordura acumulada na gravidez é mais difícil de desaparecer depois. Vitaminas e sucos naturais também devem fazer parte do seu cardápio diário. Os enjôos já devem ter passado. 5º Mês Sua dieta deve permanecer saudável e equilibrada. sobretudo entre as refeições e consuma alimentos ricos em vitamina C. doces e gorduras. gelatinas. seu bebê ficou mais seguro e você está leve e com muita disposição. frituras. .

Muitas mulheres dobram o apetite nesses últimos meses. 9º Mês Se desejar alguma comida especial não se prive. Aproveite! O OG Ga an nh ho od de eP Pe es so on na aG Ge es st ta aç çã ão o O peso da futura mamãe antes que ela engravide é muito importante para sua saúde e a saúde do bebê antes e até mesmo após seu nascimento. 8º Mês Continue cuidando da sua alimentação sem exageros! Realize todas as refeições diárias. com moderação e bom senso na hora do tipo de alimentos consumidos e restringindo sua quantidade. 03 copos de leite diários). pois existe um limite de peso seguro a se ganhar durante a . Continue com uma alimentação saudável e equilibrada e lembre-se falta pouco! 7º Mês Continue cuidando da sua alimentação e tomando as vitaminas recomendadas pelo seu médico. É normal em parte pela ansiedade com a proximidade do parto. O cálcio é responsável pelo fortalecimento dos seus dentes e para a formação dos dentes do bebê. desde que sua escolha não lhe cause má digestão.Assegure a cota diária de cálcio (ex. mas continue se alimentando muito bem. Este fator influirá diretamente em sua gestação. satisfaça a sua vontade dentro do razoável. em parte com o fato de o bebê começar a ganhar peso. Evite cometer excessos.

Para saber seu IMC. Além disso. para uma mulher de IMC normal. além do bebê. conforme a tabela nos mostra. o peso acima do ideal pode desencadear alguns distúrbios como diabetes gestacional. que influenciam para seu ganho de peso durante os nove meses. A mãe que se encontra abaixo de seu peso ideal.000kg também não é saudável. existem vários componentes. Componentes Feto Placenta Líquido amniótico Útero Mamas Sangue Líquido extravascular Gordura TOTAL 10ª semana 20ª semana 30ª semana 40ª semana 5 20 30 140 45 100 0 310 650 300 170 350 320 180 600 30 2050 4000 1500 430 750 600 360 1300 80 3480 8500 3400 350 800 970 450 1250 1680 3345 12500 O ganho limite de ganho de peso ideal até o final da gestação.gravidez e quando a mulher já se encontra acima de seu peso ideal. este limite acaba se estreitando mais. é de 12.500kg. porém um ganho de peso abaixo de 7. O ganho de peso da gravidez não significa que a mulher esteja ganhando apenas gordura. Índice de Massa Corpórea. Portanto o acompanhamento nutricional é muito importante. bem como seu bebê de sofrer danos por estas carências. pois. também corre risco de ter carências nutricionais nesta fase. e .

como o Nomograma e a Curva de Rosso que estão anexas ao seu manual. em conseqüência do Diabetes Gestacional. 1992 Vale lembrar que este cálculo deve ser feito com seu peso. Como os outros tipos de diabetes. durante nossas palestras esta e outras formas de delegar seu peso. você pode fazer o seguinte cálculo: Peso Altura² Então compare o resultado desta conta nos seguintes parâmetros: <19. como . Ele afeta até 14 por cento de todas as mulheres grávidas em todo o mundo.qual o seu limite de ganho de peso na gravidez. D Diia ab be et te es sG Ge es st ta ac ciio on na all Diabetes Gestacional significa que durante a gravidez a futura mãe começa a apresentar elevadas taxas de glicose (açúcar) no sangue. o diabetes gestacional dura até o final da gravidez. o açúcar (glicose) excedente na circulação sangüínea não pode ser passado de forma eficaz para as células do corpo.8 a 26Kg/m2: Normal 26 a 29Kg/m2: Sobrepeso > 29Kg/m2: Obesidade Fonte: Instituto de Medicina dos EUA (IOM). latina e nas mulheres asiáticas do que em caucasianas (brancas). Você também aprenderá.8Kg/m2: Baixo peso 19. Uma vez tenha aparecido. antes de engravidar. É mais comum na população negra.

Na maioria das mulheres. O hormônio insulina ajuda a transportar o açúcar da circulação sangüínea para dentro das células. mas as mulheres que tiveram Diabetes Gestacional têm maior risco de desenvolver o diabetes tipo 2 com o passar do tempo. Em mulheres com Diabetes Gestacional. maiores quantidades dos hormônios que interferem com a insulina são produzidas. os hormônios do corpo rapidamente voltam aos níveis pré-gravidez. e os níveis de glicose no sangue retornam ao normal. O Diabetes acontece durante a gravidez porque certos hormônios produzidos durante a gravidez (por exemplo. Estes hormônios são essenciais a uma gravidez saudável e ao feto. o problema se resolve quando a gravidez termina. No Diabetes Gestacional. Dessa forma a glicose se acumula na circulação sangüínea. No parto. Por isto. Na maioria das mulheres. . o Diabetes Gestacional normalmente começa no último trimestre de gravidez. o GH hormônio do crescimento) fazem com que o corpo fique resistente aos efeitos da insulina. o corpo não responde bem à ação da insulina. Tipicamente. mas eles podem bloquear parcialmente a ação de insulina. a menos que a insulina possa ser produzida ou possa ser suprida em maiores quantidades. novamente. as células musculares que normalmente usam açúcar como combustível para funcionar. a insulina extra não é produzida o suficiente e o açúcar não pode ser processado corretamente pelo corpo. o pâncreas reage a esta situação produzindo insulina adicional o bastante para superar a resistência à insulina. À medida que o feto cresce.por exemplo. o pâncreas está apto a produzir insulina o suficiente.

. razão pela qual os exames para o diabetes serem feitos de rotina no pré-natal em todas as mulheres grávidas.Quadro Clínico Algumas mulheres grávidas com Diabetes Gestacional têm os sintomas do diabetes associados com a hiperglicemia (glicose alta no sangue). Visão turva Porém. Diagnóstico O Diabetes Gestacional normalmente é diagnosticado durante a o exame de rotina do tratamento pré-natal. por exemplo). Numa gravidez normal. O Diabetes é evidente se os níveis de açúcar no sangue forem mais altos que o esperado para a gravidez. Estes incluem: Sede aumentada Diurese mais freqüente (urina aumentada) Perda de peso. algumas mulheres não têm nenhum sintoma detectável. os níveis de glicose estão aproximadamente 20% abaixo do que é visto em mulheres que não estão grávidas porque o feto em desenvolvimento absorve uma parte da glicose do sangue da mãe. Cansaço Náuseas ou vômitos Infecções por fungos (candidíase vaginal. apesar do elevado apetite.

Complicações do Diabetes Gestacional podem ser prevenidas controlando cuidadosamente o açúcar no sangue e ser freqüentemente vista pelo obstetra ao longo de sua gravidez nas consultas pré-natais. Não são recomendadas dietas com muito baixa caloria durante a gravidez porque a nutrição adequada é importante para o feto.Para a mulher que é está acima do peso. A maioria das mulheres que não se enquadram nesta categoria deve fazer o teste entre a 24ª e a 28ª semana de gravidez. Prevenção Normalmente o Diabetes Gestacional não pode ser prevenido. mas que não têm níveis altos o bastante para serem rotuladas de diabéticas. Porém. Depois da gravidez. O medicamento Metformin (Glicofage) pode ajudar a prevenir o diabetes em mulheres que elevaram um pouco os níveis de glicose no sangue fora da gravidez. você pode reduzir o risco de desenvolver o diabetes tipo 2. Isto requer . é recomendável fazer o teste de tolerância à glicose já na primeira visita pré-natal. Tratamento Algumas mulheres grávidas podem persistir com a glicose no sangue em níveis saudáveis somente com dieta. mulheres que estão acima do peso durante a gravidez têm um risco mais alto da doença. que tem uma história familiar de diabetes ou tem sintomas que sugerem o diabetes. e o controle cuidadoso do peso antes da gravidez pode reduzir esse risco. Exercícios regulares e uma dieta de baixas calorias tem se mostrado eficazes para reduzir o risco de diabetes em pessoas que têm risco alto para o diabetes.

o médico irá prescrever insulina. o obstetra aconselhará induzir o trabalho de parto ou marcará a cirurgia para evitar problemas com o feto macrossômico. embora um medicamento oral (ex. Metformin) seja usado em alguns países. Se a dieta não controlar adequadamente a glicose no sangue. Porém. um feto que normalmente se desenvolveu numa mãe com diabetes gestacional pode ter complicações durante o parto porque o ele pode ser maior que o normal (chamado macrossômico) como resultado da exposição excessiva à glicose. ele raramente causa problemas congênitos (ao nascimento) sérios porque na maioria dos casos ele não aparece antes do último trimestre de gravidez. O parto pode ser mais difícil. Se o trabalho de parto natural não aconteceu antes de 38 semanas de gravidez. Antes do parto. As complicações também podem afetar o bebê depois do nascimento. e a necessidade de parto Cesárea é mais freqüente. Comprimidos para abaixar o açúcar no sangue não são aprovados para uso em mulheres grávidas por causa dos possíveis efeitos adversos ao feto. o feto produz quantidades abundantes de insulina enquanto está exposto aos níveis . A Insulina é usada durante a gravidez para tratar muitas mulheres com Diabetes Tipo 1 (dependente de insulina) e o Diabetes Gestacional e parece não oferecer nenhum risco ao feto quando os níveis de açúcar no sangue são monitorados de perto. O Diabetes Gestacional pode oferecer alguns riscos e problemas potenciais ao feto em desenvolvimento. Ao contrário do Diabetes Tipo 1.consulta a um nutricionista para montar um plano de dieta e o monitoramento dos níveis de glicose no sangue. Níveis de açúcar no sangue administrados de forma insuficiente podem aumentar as chances de morte fetal antes do parto.

Após a Gestação Na maioria das vezes. Elas também terão depois da gravidez um risco aumentado de desenvolver diabetes tipo 2.elevados de açúcar da mãe. Porém. os níveis de glicose no sangue voltam ao normal no final da gravidez. A maioria das mulheres deve fazer um exame de tolerância à glicose entre a 24ª e 28ª semanas de gravidez. . baixo níveis de açúcar no sangue podem acontecer temporariamente (hipoglicemia pós-natal). Mulheres que tiveram Diabetes Gestacional têm um risco aumentado de desenvolver diabetes gestacional novamente em gravidezes futuras. Glicose endovenosa pode ser necessária para manter o açúcar no sangue do bebê em níveis normais. o pâncreas “já deu o recado” que não poderá produzir insulina e m excesso quando houver necessidade aumentada no corpo. até mesmo depois que a gravidez terminou. As mulheres com risco alto de diabetes devem fazer o exame mais cedo. sendo necessário monitorar o cálcio e a contagem de glóbulos vermelhos do bebê. devendo medir seu açúcar no sangue regularmente. o Diabetes Gestacional é autolimitante. o açúcar do sangue de seu bebê deve ser medido freqüentemente depois do nascimento. Em mais de três-quartos das mulheres que desenvolvem Diabetes Gestacional. Outros desequilíbrios químicos também podem acontecer temporariamente. Quando procurar o médico? Todas as mulheres grávidas devem receber tratamento prénatal nas visitas regulares ao Obstetra. Se a paciente tiver Diabetes Gestacional. antes de sua própria produção de insulina e o bebê ter condições de se ajustar. Depois do parto.

. à medida que a gravidez evoluir. melhora no condicionamento físico. a gestante deverá ter a liberação do médico e o auxílio de um profissional da área. entre outras. A pessoa que nunca praticou exercícios físicos deve iniciar com atividades de baixo risco. A prática de exercício físico é recomendada para todas as gestantes. Já quem está habituada poderá continuar com o programa habitual. pois as atividades variam de acordo com o período da gestação. maior controle do ganho de peso da mãe.E Ex xe er rc cííc ciio os sF Fíís siic co os sn na aG Gr ra av viid de ez z Os exercícios físicos são fundamentais durante a gestação. Ioga também é uma boa alternativa para manter o tônus muscular e melhorar a flexibilidade. Portanto a prática de atividade física irá depender da liberação ou não de um médico. evitar altas temperaturas e beber muita água para se hidratar. feto com crescimento inadequado. completa. está a diminuição das complicações obstétricas. Ao praticar atividades físicas. Dentre eles. As melhores atividades são feitas na água. pois há benefícios tanto para a mulher quanto para o bebê. Porém. melhora as dores lombares e o inchaço. gravidez múltipla. atuação no estado psicológico e social. trabalho de parto prematuro. como natação e hidroginástica. pois evita as forças gravitacionais. natação e hidroginástica leve. Ao escolher o tipo e a intensidade dos exercícios. e diminuição da depressão e do estresse. é recomendável que a gestante tome alguns cuidados. deve-se usar roupas leves. como caminhadas. recomenda. Esta prática poderá ser contra-indicada em casos específicos. principalmente em mulheres com doenças cardíacas. apenas deverá modificar a intensidade e velocidade.

por exemplo. Não se pode esquecer que uma nova vida está sendo gerada dentro de si e que todo este trabalho de formação e manutenção desta nova vida requer um determinado aumento de nutrientes. Nesta fase ocorrem muitas mudanças em seu corpo. é importante manter o equilíbrio e quantidade ideal de todas as vitaminas e minerais. aveia. não somente dentro do útero. banana. Assim. leite. As vitaminas e minerais são importantes no organismo de qualquer ser por participar de várias reações. nesta fase. este novo ser também precisa destas reações e ele depende unicamente da mãe para receber estes nutrientes.V Viit ta am miin na as se eM Miin ne er ra aiis sI Im mp po or rt ta an nt te es sn na aG Ge es st ta aç çã ão o A gestação é um período da vida da mulher em que há um desgaste particular. Porém vamos citar das principais e porque elas são tão importantes pra você. mas o corpo todo se prepara para manter esta nova vida e proporcionar à mãe e ao feto tudo que for necessário. principalmente vitaminas e sais minerais. Fontes: carnes vermelhas. Em verdade. gérmen de trigo. o ferro é um mineral que participa da nossa respiração e a vitamina D ajuda a fixar o cálcio nos ossos deixando-os mais fortes. por isso ela deve atentar para a qualidade dos alimentos que ela ingere. . Vitamina B6 (Piridoxina): seus níveis deficientes no soro materno têm sido associados ao índice de Apgar (nota avaliatória da vitalidade do recém nascido) insatisfatório. A mamãe precisará manter suas atividades e as de seu bebê.

é raro sua carência no organismo. inchaço e excreção de proteínas na urina) e deslocamento prematuro da placenta. Fontes: vegetais e folhas verdes escuras. fígado e ovos. brócolis. Vitamina A: sua carência pode causar danos diretos ao feto como retardo no seu crescimento e até aborto. suco de laranja. levedo de cerveja. coração e sistema nervoso. Sua deficiência pode causar anemia perniciosa. maracujá. em virtude das modificações ocorridas na formação de sangue e glóbulos brancos. seu excesso malformações no crânio.Vitamina B9 (ácido fólico): uma das deficiências mais comuns. É importante que a futura mamãe suplemente esta vitamina antes de engravidar ou assim que souber das boas novas. Mas. Fonte: Frutas ácidas cítricas (acerola. Por outro lado. e sua carência na gestação pode causar má formação do tubo neural do bebê e interferir na formação de sangue da mãe. Por isso é necessário que os alimentos sejam . repolho. limão). geralmente. Fontes: Não há fontes de origem vegetal para esta vitamina. Vitamina B12 (cianocobalamina): tem sido considerada importante durante a gestação. Vitamina C: Ajuda a prevenir pré-eclâmpsia (hipertensão. laranja. melão e pães integrais. caju. portanto consuma alimentos de origem animal. incluindo o aumento do risco d ema formação do tubo neural. principalmente vísceras e carnes. comprometimento do crescimento fetal e alterações do sistema nervoso.

ovos e vegetais folhosos verdes escuros. espinafre. gema de ovo. fígado. legumes e frutas amarelos. nozes. pois apenas a claridade solar estimula sua produção. couve.000 UI. A deficiência desta vitamina no organismo da gestante pode levar ao aparecimento da hipocalcemia quando o bebê nascer ou mesmo à hipoplasia do esmalte dos dentes que virão nas suas dentições. Fontes: Ela é sintetizada na pele através dos raios solares. Você ainda pode encontrá-la em peixes como sardinha. Vitamina K: Necessário para formação de substância do sangue do feto. . Fontes: Manteiga. Fontes: Fígado. mas vale ressaltar que não há necessidade de tomar sol para que isso ocorra. Fontes: Óleos vegetais como os de soja e canola. A necessidade diária desta vitamina para a gestante é de 5 a 8. como manchas na pele. agrião. arenque e salmão. gema de ovo. Vitamina D: é importante durante a gestação por atuar no equilíbrio do cálcio e do fósforo no organismo materno. avelã. e vegetais folhosos verde escuros como brócolis. leite.consumidos em quantidades adequadas. Tomar sol neste sentido pode trazer outros problemas. Vitamina E: Alguns estudos sugerem que ela pode prevenir o aborto.

lentilhas. sua suplementação se faz importante. ovos. coalhada. pré-eclâmpsia. Fontes: Leite. E para quem não consome leite ou seus derivados: couve. poderão ocorrer repercussões na tireóide fetal com conseqüente aumento de seu volume. cereais e grãos. ovos. iogurte. gérmen de trigo. hemorragia. Zinco: sua carência está relacionada a trabalho de parto prolongado. parto prematuro ou gravidez prolongada. sal iodado e algas marinhas. . pois o rim tende a filtrá-lo na urina.Cálcio: importante nutriente para formação óssea e dos dentes. leguminosas. o potássio participa da síntese protéica (importante na construção dos tecidos) e do metabolismo de carboidratos que geram energia. Iodo: também tem sua excreção aumentada na urina e se a alimentação da gestante for pobre deste mineral. Fontes: peixes de água salgada. Fontes: carne vermelha e branca. Embora sua deficiência seja rara. Fósforo: Está intimamente relacionado com o cálcio. avelãs. frutos do mar. cereais integrais. sua deficiência pode causar prejuízo na formação de ossos e dentes do recém nascido. Fontes: frutos do mar. queijo. Além disso. Potássio: é importante para contratilidade do músculo cardíaco (mãe e feto) e na transmissão nervosa.

a produção de sangue é aumentada o que aumenta também a demanda por ferro. é a lua quem provoca o parto. que só deixa a grávida mais ansiosa ainda. um papo de comadre. Ferro: O ferro é o mineral responsável pelo transporte de oxigênio para todo o corpo e também para o feto. na gestação. ficar muito tempo sentada. mamão. Portanto.. chupar limão acaba com o enjôo. a mãe passa por um turbilhão de sentimentos e sensações. ingerir açúcares e outros irritantes da mucosa do estômago. das mais diversas formas. como tomar líquido nas refeições. que são interpretados pelas pessoas. abacate. A gestante ter muita azia significa que o bebê será cabeludo? A azia é resultado da compressão do estômago e do esôfago pelo útero. Além disso. . M Miit to os sS So ob br re ea aG Ge es st ta aç çã ão o Enquanto o bebê cresce na barriga. já que este compõe as células do sangue. para te ajudar. laranja. que vão deixar você tranqüila e informada os nove meses. gemas de ovo e vegetais verdes escuros. ela tem relação com maus hábitos.. nós desvendaremos alguns mitos da gestação. É um tal de: barriga pontuda é sinal de menina. Fontes: Carnes vermelhas. Mas. melão.Fontes: banana. causada por um refluxo de ácido clorídrico. Resumindo: a azia nada tem a ver com o crescimento do cabelo do feto. enfim.

Engordar muito significa que o bebê será grande? Quem engorda muito. pode ser uma boa solução. O que não é verdade. O formato da barriga diz qual o sexo da criança? Barriga redonda ou pontuda não têm relação alguma com o sexo do bebê. o que aumenta o enjôo. tem bebê grande sim. Mas essa questão é bastante delicada. .Dica: Levantar a cabeceira da cama. assim como não ingerir refrigerantes. Nossos antepassados acreditavam que a gestante deveria ingerir grande quantidade de carboidrato para que o bebê nascesse forte. o que pode prejudicar o bebê e até mesmo levá-la ao diabetes gestacional. Isto vai depender da posição em que o bebê se encontra. Ficar sem comer muito tempo piora o enjôo? A gestante não deve ficar muito tempo sem comer por dois aspectos: primeiro porque o estômago vazio secreta ácido. É importante ficar atenta ao diabetes gestacional e manter uma alimentação balanceada. Esse assunto continua desafiando o ser humano. normalmente. Comer chocolate antes da ultrassonografia ajuda na hora de ver o sexo do bebê? Não existe qualquer relação de que seja mais fácil para quem come chocolate ver ou não o sexo do bebê durante a ultra-som. e segundo porque a grávida corre o risco de sofrer de hipoglicemia. mesmo com o auxílio de travesseiros.

em caso de gastrite e aftas. coca-cola e café.A diminuição de pêlos na gestante significa que ela terá uma menina? A redução de pelos. assim como muitos outros alimentos frios. Chupar limão combate o enjôo? A saliva da grávida pede alimentos ácidos e temperos fortes. Comer chocolate durante a gestação provoca cólicas no bebê? Chocolate realmente provoca cólicas. feche os olhos por 30 segundos e senta qual alimento gostaria de comer. Dica: antes de cada refeição. não gordurosos. tem relação direta com o metabolismo hormonal da gravidez e não com o sexo da criança. Todas as sugestões são bem aceitas. por isso o limão é bem visto. Porém. Comer bolacha água e sal alivia o mal-estar e a salivação? O sal e a bolacha podem ajudar no mal-estar digestivo. isso ocorre no recém-nascido. Portanto. e não no feto. a criança pode nascer com algum sinal? Não há nenhuma relação entre desejos e marcas nos recémnascidos. é preciso ter cuidado com o excesso de ácidos. alimentos nocivos ao aparelho digestivo dos bebês. Os desejos que ocorrem na gestação são resultados de necessidades no organismo. . É importante que a gestante experimente o que lhe faz bem. durante a gestação é liberado. Quem amamenta é que não deve ingerir chocolate. virá à sua mente o alimento certo para aquela ocasião. cálcio. em algumas gestantes. Porém. Fatalmente. Se os desejos da grávida não forem realizados. etc. como a deficiência de algumas vitaminas.

A prática sexual pode prejudicar o bebê? Após as primeiras consultas. entre elas manter a gestante saudável. Com a chegada dos dias quentes de verão. a gestante para a prática de relações sexuais. Já no momento do orgasmo. a atividade física é aconselhável durante a gestação. A gestante não deve praticar exercícios físicos? Após a realização de uma avaliação médica completa e desde que a grávida esteja livre de fatores de risco. Em vez de dizer que são . As grávidas precisam comer por dois? A alimentação da mulher durante a gravidez tem inúmeras finalidades. Sendo assim. promovendo uma sensação de bem-estar no feto. agora o bebê vai nascer? Este mito é um dos mais famosos. Mudou a lua. ele está relacionado com a criação do calendário. a alimentação da gestante deverá ter mais qualidade do que quantidade: um pequeno aumento calórico e uma boa modificação nos nutrientes garantirão o equilíbrio nutricional ideal. natação e hidroginástica. Os exercícios mais indicados são os de baixo impacto como caminhadas. quando muitas sociedades se orientavam pelas mudanças da lua. De acordo com estudos. yoga. a grávida também transpira mais. ocorre uma liberação de endorfina que ultrapassam a barreira placentária. o obstetra terá condições de liberar.Grávidas sentem mais calor? As gestantes sentem mais calor por conta do aumento do metabolismo. ou não. durante o ato sexual ocorre o aumento do fluxo sanguíneo na região da bacia e isso aumenta a oxigenação fetal. contribuir para a formação adequada do feto e armazenar nutrientes para a fase da amamentação.

saber delegar o apetite. devendo ser sempre comunicado ao seu médico. quer forneçam calorias ou não. são muito importantes para manutenção da vida. evitar . por volta da 36ª semana. pois estes não possuem calorias. Portanto. amanhã tem mudança de lua e o bebê poderá nascer‟. As orientações para a gestante são as seguintes: fracionar a dieta (comer mais vezes e menos a cada vez). G Ge es st ta aç çã ão oe ea as sQ Qu ue eiix xa as sm ma aiis sF Fr re eq qü üe en nt te es s A maioria das queixas apresentadas a seguir diminui ou desaparece sem o uso de medicamentos. Os medicamentos devem ser evitados ao máximo. Existe polêmica em torno de algumas vitaminas por abrirem o apetite. Caso essas queixas não desapareçam ou sejam persistentes podem ser manifestações de doenças mais complexas. em nada a lua influencia o parto. Quando a mulher estava próximo das 40 semanas de gestação.40 semanas de gestação. gorduras e proteínas e também não engordam se consumidos de forma balanceada. o homem dizia que eram 40 luas. evitar frituras. Vitaminas engordam? É muito importante para as futuras mamães saberem que os nutrientes que “engordam” são nutrientes quem fornecem energia. o que não significa necessariamente engordar e sim. gorduras e alimentos com cheiro forte ou desagradável. alguém dizia: „cuidado. Alimentos que fornecem calorias são carboidratos. Náuseas e vômitos São comuns no início da gestação. O que não é o caso das vitaminas e minerais. Todos os nutrientes. Quando ocorrem no final da gestação podem estar associados a doenças importantes.

chimarrão. Quando os sintomas forem muito freqüentes seu médico irá avaliar a necessidade do uso de medicações. chá. diminuindo as frituras. Pirose . Sialorréia .queimação É comum a partir do segundo trimestre da gestação. Geralmente deitar de lado (esquerdo preferencialmente) respirando calma e profundamente melhora a sensação de fraqueza e desmaio. as hemorróidas podem sangrar ou doer. Hemorróidas São comuns principalmente nos últimos três meses de gestação. Medidas gerais como não deitar após as refeições e elevar a cabeceira do leito também são benéficas. .excesso de saliva Muito comum no início da gestação.azia . Gestantes não devem fazer jejum prolongado. pimenta. As gestantes devem procurar manter o hábito intestinal regular (manter o intestino funcionando bem). café. álcool e fumo. após o parto e também em gestantes que já apresentavam o problema antes da gravidez. a gestante poderá fazer uso de medicamentos. Geralmente melhora com dieta fracionada. Sempre que as fezes estiverem endurecidas. Fraquezas e desmaios Podem acontecer após mudanças bruscas de posição e também quando a gestante ficar sem se alimentar.líquidos durante as refeições e ingerí-los de preferência nos intervalos. causando dificuldade para evacuar. A critério médico. orienta-se deglutir a saliva e seguir mesmo tratamento indicado para náuseas e vômitos.

Como a infecção urinária é mais comum em gestantes. ardência ou dor nas relações.dispnéia . deitada de lado. Falta de ar . O fluxo vaginal normal não causa coceira. É sempre necessário avisar seu médico quando houver suspeita de ruptura da bolsa com saída de líquido amniótico.dificuldade para respirar O aumento do útero e o aumento da freqüência respiratória da gestante podem ocasionar esses sintomas. Consulte seu médico se apresentar os sintomas acima. Corrimento vaginal O aumento do fluxo vaginal (leucorréia. dor. alivia a sensação de falta de ar. corrimento) é comum em gestantes. Geralmente o repouso. inchaço) pode haver doença cardíaca ou respiratória associada.Dietas ricas em fibras e a ingestão de líquidos auxiliam o funcionamento dos intestinos. Queixas urinárias O aumento do número de micções é comum na gestação. A gestante deverá usar um sutiã com boa sustentação. febre. mau cheiro. O exame das mamas geralmente descarta problemas mamários mais graves. . Se houverem outros sintomas associados (tosse. principalmente no início e no final da gestação por aumento uterino e compressão da bexiga. Quando ocorre ruptura da bolsa das águas (um dos sinais de parto) a paciente pode referir aumento do corrimento vaginal. sangue na urina ou febre seu médico deve ser comunicado. sempre que houver ardência para urinar. Dor nas mamas As mamas aumentam de volume durante a gestação o que freqüentemente causa dor.

Sangramento nas gengivas Durante a gestação é mais comum o sangramento de mucosas (nasal. gengival).Dor nas costas .cefaléia Dores de cabeça mais freqüentemente estão associadas a tensões. Sempre deve ser afastada a presença de pressão alta. O aumento excessivo de peso também aumenta a incidência de dores osteoarticulares. .dor lombar . conflitos e temores. A causa mais freqüente de sangramento gengival é a inflamação crônica da gengiva. entretanto podem estar associadas a doenças mais sérias.dor articular Durante a gestação as articulações ficam com maior mobilidade e isto freqüentemente ocasiona dores nas costas e em articulações como o joelho e o tornozelo. pois além de uma maior vascularização nas mucosas. Esse sintoma deve ser relatado a seu médico (ocasionalmente pode estar associado a outros problemas da coagulação do sangue) e ao dentista. A gestante deve escovar os dentes com escova macia. Como prevenir:  Evitar aumento excessivo de peso  Fazer exercícios regularmente  Manter uma postura adequada  Evitar uso de saltos altos e desconfortáveis Dor de cabeça . Seu médico avaliará a necessidade do uso de medicações. As gestantes geralmente têm uma postura que provoca dores nas costas (aumento da lordose lombar . seus pequenos vasos sangüíneos ficam mais frágeis. massagear a gengiva e passar fio dental.colocar a barriga para frente e o quadril para trás).

Modo eficaz de preveni-las não existe. Outra medida importante é retirar anéis dos dedos da mão. Existem posições que dificultam o retorno venoso (volta do sangue das pernas para o coração). podendo-se aplicar calor no local. É recomendável exercitar as pernas (caminhar). Quando ocorre. o músculo deve ser massageado. pois ocasionalmente ocorre edema nas mãos e dificuldade de retirada desses adornos. entretanto em algumas mulheres persistem. Quando não estiver associado à perda de proteínas na urina e à pressão alta geralmente reflete o acúmulo de líquido característico da gestação. Não engordar muito é . O edema diminui na posição deitada (preferencialmente sobre o lado esquerdo) e também com a elevação das pernas acima do nível do coração.manchas no rosto . Estrias As estrias são resultados da distensão dos tecidos. Gestantes com edema não devem ficar em pé (paradas) ou sentadas durante muito tempo. São manchas semelhantes àquelas que ocorrem pelo uso de anticoncepcional oral.inchaço Principalmente no final da gestação ocorre inchaço de membros inferiores. Gestantes que apresentam essas manchas devem evitar a exposição ao sol.asa de borboleta no rosto Manchas escuras na pele podem ocorrer durante a gestação. Cãibras Podem ocorrer durante a gestação. Essas costumam diminuir em até 6 meses após o parto.Edema nas pernas . Cloasma gravídico . geralmente após excesso de exercício.

importante para diminuir sua incidência. mamas e coxas). entretanto existe predisposição individual a apresentar estrias. . recomenda-se massagem com substâncias oleosas nos tecidos mais propensos a estrias (abdômen. Seu médico poderá lhe indicar um creme para massagear a pele. As estrias são inicialmente arroxeadas e com o tempo ficam branquicentas. Sobre o mamilo não devem ser aplicados cremes. Ainda que controverso.

.

.

................. Peso:............................................................... IG*:.. IG*:.................................. Data................. Peso:. IG*:..... IG*:.... D.................. F Fr re eq qü üê ên nc ciia a Data.......M............. ... IG*:........................................... Altura:..... Data... Peso:.. IG*:................... Peso:... Data........./....................................................................... Peso:....................... Data............... Data..... Idade:.../..U........ Peso:.. Peso:........ Data................... IG*:..................................................................:..Nome:.............................. IG*:..................... Peso:.......... Peso antes de engravidar:.......................................... IG*:......... Data..... Data........... Peso:..............

C Cu urrs so od de eN Nu uttrriiç çã ão o F Fu un nd da aç çã ão oE Ed du uc ca ac ciio on na all d de eF Fe errn na an nd dó óp po olliis s .