You are on page 1of 13

Prova de Fundamentos de RP.

Atividades e Recursos Usados em Relações Públicas

 1.Identificação corporativa  O design é a arte do nosso tempo. Ele é essencial nos tempos atuais, que sempre primam tanto pela estética.  As imagens gráficas, figurativas e cinematográficas são usadas cada vez mais pelas empresas para atingir rapidamente seus públicos.

 Três momentos em que o sinal visual (expressão gráfica) é protagonista da comunicação empresarial:  História da marca  Coordenação marca-identidade institucional  Marca como fato gráfico  A evolução dos símbolos segue a moda e o contexto no qual está inserido  A identificação corporativa deve ser eficiente de modo que possa ser usada em diferentes situações, e em diferentes objetos.

2.Caracterização de públicos  Funções do Relações Públicas:  Segmentar a Opinião pública em diferentes públicos estratégicos, de acordo com a relação que eles possuem com a empresa.  Avaliar as atitudes desses públicos  Informar a esses públicos o que lhes interessa, de acordo com a atividade que exercem.  Deve-se utilizar mensagens específicas para cada público, para que atinja cada um de forma eficiente.  Divisão dos públicos:  Externos: Comerciais (Revendedores, clientes, consumidores, fornecedores e entidades de classe), Financeiros (Bancos, grupos financeiros), Governamentais (Órgãos federais, estaduais e municipais, os três poderes), Comunitários

 Na pré-elaboração do jornal empresarial deve-se levar em conta: Linha política do jornal. tipo de papel.(Grupos organizados. circulação. Comunicação (Imprensa). cartazes ou folhetos. entidades de classe). elaboração da pauta. tiragem. Trabalhista (Sindicatos. seja em relatórios. estudantis).  Folhetos institucionais são o cartão de visita da empresa. folders. cor ou não. tamanho.  Publicações internas servem também para valorizar o funcionários.  Publicações empresariais apresentam matérias detalhadas de interesse da empresa  Os jornais internos.  Todo o discurso deve ser preparado por escrito antes.  A propaganda institucional é feita pelos relações públicas e é a melhor forma de contar a história da empresa. . religiosos. Educacionais (Corpo docente e discente). fazendo com que ele se sinta parte integrante da empresa. por exemplo. 3. periodicidade.Publicações empresariais  As publicações da empresa devem sempre primar pelo belo design e pela coerência em suas publicações.  A empresa pode utilizar a criação de quadrinhos para que os funcionários que não sabem ler possam entender as mensagens passadas. produção.  Internos: Empregados (Empregados da empresa e familiares). são uma forma de a empresa manter contato com seus empregados e mostrar para eles fatos internos e suas ideias e valores. de ação ou de pressão (sociais.

a boa imagem da empresa deve começar internamente  O trabalho de relações publicas é quase ineficaz quando ocorre só em época de iminência de greve .  Todos esses aspectos são importantes porque o empregado passa mas tempo na empresa do que em casa. as noticias sobre a empresa devem despertar interesse dos públicos. multivisão e audiovisuais  Os filmes institucionais são quase sempre informativos e contam a história da empresa ou do produto.  Multivisão é o audiovisual com efeito plásticos. Relações como público interno  Para que os empregados estejam felizes eles precisam se tornar parte integrante da empresa  Para que isso acontece. Divulgação – Contatos com a imprensa  Para serem publicadas. geralmente usado em feiras para chamar atenção. 5. Filmes.  O departamento de RP é a fonte oficial da empresa  As entrevistas são a melhor forma de divulgação. e o ouvinte lembrará mais do que ouviu. a empresa deve proporcionar ao empregado identificação com o local em que ele trabalha e satisfação pessoal. 4. 6. além disso.  Os slides são muito utilizados em reunião ou em apresentação de projetos. pois desperta o aspecto humano.

 Normalmente são feitos contatos entre a empresa e representantes do governo para que seus pedidos possam ser atendidos e algumas leis possam ser aprovadas em benefícios da empresa.Relações Públicas como apoio a marketing  O prestígio do nome da empresa influencia diretamente na hora do público escolher .  O publico deve considerar a empresa um “lugar ideal para trabalhar”  O contato deve ser feito através de lideres comunitários ou políticos locais  Os instrumentos que podem ser utilizados são palestras sobre as atividades da empresa.  Cada comunidade possui características próprias que devem ser respeitadas.Relações com a comunidade  Boas relações com a comunidade facilitam a aceitação da empresa e afastam desconfianças  Deve-se fazer com que a comunidade sinta que a empresa representa um importante papel em suas vidas. para que o contato seja direto.  O grande objetivo desse contato é conseguir benefícios para a empresa. 8. como incentivos fiscais. colocação de releases ou alguma aprovação de leis que irá ajudar a empresa. visitas internas e distribuição de brindes 9.7.Relações governamentais  A relação da empresa com o governo normalmente começa com a instalação em Brasília ou no rio.

 O marketing está ligado ao planejamento e desenvolvimento do produto.  Os eventos podem ser internos. analisando os gostos e expectativas de seu público alvo. . pois agora o público passa a ser ainda maior. inaugurar fábricas. Relações com a mídia  O profissional de relações publicas deve estar preparado para as constantes mudanças da atualidade. 10. promover exposições e tantos outros eventos que sejam estratégicos para os interesses da empresa. elas são o termômetro do que vem por aí. externos e visam múltiplos públicos. A produção de massa e o crescimento econômico dos países fez com que as empresas tivessem que passar a se preocupar com o marketing.  Os stands devem chamar atenção pelas suas cores e decoração 11. Feiras e exposições  As feiras atualmente mostram mais informações do que simplesmente produtos  Em geral.Eventos especiais e promoções  É um setor bastante grande.  Também cabe a esse setor recepcionar visitantes ilustres. pois lançam tendências e mostram o que será lançado. pois organiza eventos de diversos tipos e portes.

nessas situações. quando é procurado pela imprensa para esclarecer algum fato. O profissional quer sempre ser matéria. capazes de influenciar o crescimento e a sobrevivência da organização”  Esse profissional deve monitorar a opinião pública e o que pensa seus diferentes públicos  É responsável também pela coordenação estratégica das informações referentes à empresa.Ter informação e conhecer os meios adequados para divulgá-la. para isso tentam conseguir assunto que deem boas pautas Novas funções do profissional de Relações Públicas nas organizações  Função dos Relações Públicas “a responsabilidade gerencial de esboçar e implementar programas de mediação entre interesses sociais.  Estão entre as funções do assessor de relações com a imprensa:  Apurar a informação a ser divulgada: O assessor de comunicação deve ter posição estratégica no organograma para poder ter acesso às informações. elas tem que fazer algo que chame atenção. o publico que será destinado e a mídia que será vinculado.A pauta deve ser suficientemente rica para continuar tendo credibilidade para futuras publicações . não só saber falar de sua área como também da área de atuação da empresa para sempre estar pronto para responder as perguntas que lhe são feitas O que são os meios de comunicação?  São pensadas como o somatório de savois-faire (comunicar. políticos e econômicos. deve também participar das reuniões administrativas. distribuir e ensinar) e savoir-être (estar inserido na vida cotidiana e atento a seus movimentos e às suas necessidades)  Com a grande variedade de mídias. deve ser muito solícito e dar as informações pedidas. A história deve ser muito bem contada pois os jornalistas recebem centenas de emails e somente algo que chame a atenção será publicada.  Gerar informação competente: Dois princípios básicos para a empresa atuar com eficiência nas mídias. pois o release sozinho não chama a atenção se não tiver algo a mais. O profissional deve. mas também pode ser fonte.  Segmentar a informação: Deve-se prestar atenção para onde irá a notícia. se destaque  As empresas buscam uma colocação na mídia. vender. Sempre precisa de um gancho.

é simplesmente fazer com que não ocorra nada indevido. porém a empresa deve sempre definir referências básicas que devem ser seguidas para evitar ou minimizar os possíveis impactos negativos da crise. Diversificar as informações: O jornalista deve ser muito bem tratado pela assessoria de comunicação.  O preparo para a crise contribui para um melhor desempenho no caso. visto que se a empresa já tiver uma boa relação com seus públicos estratégicos. são. no gerenciamento de crise:  Não devem ser ignoradas pequenas situações de risco. Em caso de crises.  Não há regra clara para o gerenciamento de crise. os possíveis impactos negativos serão menores e com mais chance de serem contornados. pois um bom plano de comunicação deve evitar ate os menores problemas  A empresa deve investir em segurança preventiva. minimizando ao máximo as surpresas desagradáveis. As formas de divulgar informações especializadas. por exemplo.  Do ponto de vista da comunicação institucional. A grande solução para que não sejam vasadas informações indevidas. Deve-se dar a ele atenção e exclusividade. A transparência vem em primeiro lugar e garante que todas as informações divulgadas sejam confiáveis e não prejudiquem a imagem da empresa. os relatórios anuais e balanços que são destinados à acionistas e investidores. visto que os jornalistas consultarão quantas forem possíveis para conseguir informações. Esse treinamento pode ser feito preventivamente ou quando é constatado que haverá uma crise. Eles devem saber falar em público e dizer o que é preciso de forma que melhore a imagem da empresa.  Acompanhar a publicação da notícia: O clipping é a forma de ver e analisar criticamente o que foi divulgado sobre a empresa e concluir o que pensa cada público.  Treinamento para relação com a mídia: Deve-se treinar os executivos para possíveis pronunciamentos. as informações deverão fluir. Gerenciamento de crises  Gerenciar e prevenir a crise são duas faces da mesma moeda. .  Preparar fontes institucionais: Deve-se trabalhar na capacitação das diferentes fontes.

. para evitar boatos. Esperança e sinais positivos para o futuro.  Em uma situação de crise. Controle de qualidade.  A comunicação externa e interna de uma empresa é um conjunto complexo que inclui as situações do dia-a-dia. pois qualquer problema com ela pode potencializar a crise. Comportamento ético. Um porta-voz que saiba transmitir com clareza o que aconteceu e as medidas tomadas. até mesmo do dia-a-dia. possam ser aprimoradas pelos funcionários.  Exemplos de investimentos na prevenção: Manutenção dos equipamentos.  As metas da empresa devem estar sempre de acordo com sua missão básica. Campanhas motivacionais.  O que é esperado de uma empresa: Transparência. permitindo que todas as atividades.  ”A prevenção é muito mais barata do que o reparo após a ocorrência da crise”  O plano básico de ação para situações emergenciais deve incluir: Um líder para gerenciamento de Crise.  As informações estratégicas devem sempre ser divulgadas em período de crise. Um grupo multidisciplinar pronto para levantar todas as informações necessárias. Respeito às pessoas  Plano básico de ação:  Prever e identificar possíveis problemas  Dispor de interlocutores competentes  Viabilizar ações rápidas  Realizar simulações (Treinamento e simulação de possíveis crises)  O porta-voz deve estar controlado emocionalmente e munido de muita informação. O conceito de qualidade deve ser levado muito a serio. Programas de treinamento. a comunidade do entorno deve ser tratada de forma correta e transparente. e é fruto do de operações que ocorrem consciente e inconscientemente.

. as empresas.     Três perguntas devem ser feitas no dia-a-dia da administração da crise: Há questões ainda não respondidas? Qual será a evolução do caso? Há novas peças que poderão se juntar ao quebra-cabeça? Filantropia De alguns anos pra cá. com resultados de gratificação pessoal. dinâmica. pausadamente e rapidamente. tem se preocupado em envolver-se em ações que. Também se deve analisar o contexto cultural. respeitando a diversidade e promovendo a redução das desigualdades sociais. objetivos. trazem benefícios a comunidade ao redor..  Definir uma sala que possa sempre servir para receber a imprensa  Distribuir crachás que permitam que a imprensa circule apenas nos lugares permitidos. político e econômico ao redor da Organização e seu poder sobre a mesma. telefones estratégicos e passo a passo do que deve ser feito em caso de crise e distribuir entre os funcionários.  Pesquisar tudo relacionado a Instituição. . por meio de doações financeiras ou de pessoal. incluindo seu histórico. filosofia e políticas e etc. preservando recursos ambientais e culturais para as gerações futuras. principalmente as de grande porte. Tudo deve ser dito claramente. Compromisso Social O compromisso social é a forma de gestão que se define pela relação ética e transparente da empresa com todos os públicos com os quais ela se relaciona e pelo estabelecimento de metas empresariais que impulsionem o desenvolvimento sustentável da sociedade. Complementa-se a ação do Estado numa relação de parceria e controle. mesmo que essas ações não estejam diretamente associadas a imagem da empresa. Ações para o estabelecimento das Relações Públicas:  Estabelecer um denominador comum entre as partes quanto aos objetivos e ações de Relações Públicas. A prática da filantropia é considerada uma ação social sem vínculo com o Estado e é muito importante para ONGs e entidades sem fins lucrativos. social.  A imprensa deve dar todas as informações estratégicas e sempre dizer a verdade. Alguns pontos práticos:  Manter uma lista com nomes.

realizando os devidos ajustes e avaliando sempre. essa valorização terá reflexos também externos. por muitos e muitos anos.  Diagnosticar e depois prever os resultados futuros sobre a qualidade do estado do processo de Relações Públicas entre a Organização e seus públicos. as Relações Públicas além de se ocuparem da valorização do público interno.Prever o impacto. A organização deve desempenhar-se da melhor maneira possível. inclusive oferecendo novos ajustamentos para um melhor desempenho. prevendo qualquer possibilidade de conflito entre ambos e dando resultados a direção. pois os     . Enfoque Filosófico – Prático  Filosofia social é o ponta pé inicial em fonte de princípios para qualquer organização que vise um bom nível funcional de Relações Públicas. Programas desse tipo.  Fazer uma análise completa sobre os canais e meios de comunicação que fazem interação entre a organização e seus públicos. deve confirmar sua presença através das coisas boas feitas por ela. valorizando-se o funcionário. Fazer uma analise sobre todos os públicos e segmentos de públicos.  Atentar ao processo de Relações Públicas entre a organização e seus públicos..servem para manchar a imagem dos programas de Relações Públicas.  Executar o plano. cujas ações e opiniões sejam importantes para a Organização. para evitá-los ou minimizá-los. Relações Públicas são a projeção das relações humanas. É falho ou pouco confiável todo plano de Relações Públicas baseado na parte promocional sem o sustento da com uma ação empresarial coerente. jamais o terá como legitimado. As 2 leis básicas de Responsabilidade Social: . pois eles se sentiram parte da empresa e refletiram isso aos outros públicos. Mesmo que uma empresa mantenha sobreviva. fazendo com que assim o público interno motive-se a “vestir a camisa” da empresa.  Analisar e depois informar a direção da organização sobre como está o processo do programa de Relações Públicas a ser implantado. fazem-no também em relação as pessoas que compõe os demais públicos. contendo todas as informações necessárias para o desempenho do mesmo. Resumindo. e tornar pública essa competência. usando a alternativa de manter seu poder na autoridade de força. aprovado pela direção.  É necessário planejar e submeter à aprovação das lideranças da organização. mas sim. pois . A organização precisa evitar de aparecer somente em más horas. programas de atividades que venham a modificar as opiniões negativas dos públicos diante da organização e manter a opinião positiva já existente. .  Avaliar os resultados da ação organizacional e das propostas do plano de Relações Públicas junto aos diversos público e prosseguir com a execução do mesmo. numa reação em cadeia. dando a cada um o que lhe é devido e agindo em respeito ao direito alheio e também do bem comum. depois analisar as opiniões colhidas incluindo as expectativas de cada um dos públicos.Limitar os impactos sobre as pessoas e a natureza tanto quanto possível. Baseado no principio de justiça. Relações humanas devem ser tratadas como prioridade e constante.

de Rousseau. Enfoque Psicossociológico Todas as ações listadas propõe ações dirigidas aos públicos. OI? Relações Públicas visam obter a boa vontade. permitindo a participação na decisão. pois algumas vezes a organização terá que agir contra ao interesse dos públicos. ? Nessa visão. Essa afirmação também reforça a ideia de trânsito fácil de informações entre empresa e públicos. nas pessoas que constituem os públicos. A maneira mais pratica de atingir essa boa vontade é aconselhar a organização a ter um gesto em direção aos seus públicos eo sucesso desta pratica está ligado a sensibilidade de entender a necessidade específica do grupo. isso se refere a estratégia organizacional de se preverem normas e procedimentos que permitam aos públicos acesso ao poder de decisão. Isso é importante. sendo assim. Enfoque Político  Para existir um bom nível funcional de Relações Públicas. uma atitude que predisponha opiniões e ações favoráveis a organização. quando as opiniões formais. evitando boatos.  As Relações Públicas são uma “casa de vidro”. e predispõe a uma ação coerente com as condições e afetos relativos a esse objeto.modernamente. das organizações. Para alguns. é considerada uma organização duradoura de crenças e cognições em geral. a comunidade científica deseja recuperar o entido original da expressão “formar imagem”. privadas. e nessa hora é necessário ter um bom relacionamento para que haja o esclarecimento do porque de determinada atitude. está também formando imagem. acredita-se que a função de Relações Públicas seja. pessoais. Com a afirmação de que Relações Públicas visam a formar atitudes. no sentido de “vontade geral”. essa é dotada de carga afetiva pró ou contra um objeto social definido. assim como as anteriores. operacionalizada através de normas administrativas que facilitem a entrada de mensagens que venham de seus públicos.das pessoas constitutivas dos públicos. a organização torna-se simpática aos olhos de quem a vê. entre a organização e seus públicos. Porém.      .deixam com a imagem de que apenas querem maquiar os problemas infrentados pela instituição. pois quando a organização se manifesta tanto por suas ações. tanto por suas mensagens publicitárias .  Relações Públicas são uma política de portas abertas. muitas vezes tenta se evitada. se juntarem com as opiniões informais não públicas. um sistema que permita fazer fluírem as informações nos dois sentidos. deixando esse pré conceito de lado. pois dá-se a impressão de uma maquiagem nos defeitos da organização. basicamente. então tudo que possa levar a boa vontade por parte dos públicos. Atitude social. têm-se a opinião comum. acredita-se que a função e a atividade de Relações Públicas caiba a tarefa de formar. permitam que seus públicos conheçam tudo que se passa dentro da organização e distribuam o poder. serve. Colocando em prática essas ações. objetivando um resultado direto e final junto aos mesmos. deve existir. A firmação de que formar Relações Publicas visam imagem. isso caracteriza uma via de mão dupla.

Imagem Corporativa . em algumas vezes a instituição só vai ter como contatar seu público através dos meios de massa.Transforma o colaborador em facilitador para consolidar a imagem da empresa e seu valor para o mercado .Enfoque Comunicacional  Mais grave do que se confundir Relações Públicas com os meios de comunicação é.Jornalismo Empresarial .Relações Públicas .Funcionários como facilitadores de lucro. . Enfoque Pragmático  È necessário focar no que se chama de contato com os públicos. pois se considera que um bom profissonal de Relações Públicas. as políticas. desvinculando a má imagem que o termo pode causa. as práticas e os objetivos das organizações. entender exclusivamente o processo de comunicação como um esquema em a cada estimulo do emissor. Comunicação Integrada  Administrativa: emissor que vai transmitir uma mensagem através de um meio a de influenciar o comportamento deste. Ao RP cabe definir os instrumentos e os veículos a serem utilizados para que o objetivo seja cumprido.  Mercadológico: divulgação publicitária dos produtos ou serviçoes de uma empresa.Assessoria de Imprensa . o receptor responda exatamente da forma que o emissor gostaria.  Comunicação Institucional: .destinado a difundir informações de interesse público sobre as filosofias.Identidade Corporativa -Propaganda Institucional -Marketing Social -Marketing Cultural Endomarketing . de modo a tomar compreeensíveis essas propostas. ainda. usará essa ferramenta da melhor forma possível e com ética.manutenção da imagem . Embora esse tipo de erro seja cometido.Coloca tudo que vc sabe kkkkkk Instrumentos da Comunicação Interna . conforme comprovará sua resposta.  Interno .