Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof.

Thális de Andrade

AULA 6 – Direito de guerra e neutralidade. ONU. Tribunal Penal Internacional.

Fala meus camaradas... Como estamos? Indo bem? É muito bom ver o progresso de vocês na matéria. Hoje falaremos de um tema mais “light” para estudar. Um conteúdo um pouco menor em virtude de o direito da guerra (felizmente rsrs) não ser tanto a pauta do dia nos concursos que vemos. Logicamente, isso não retira a importância do estudo dessa aula, pois questões sobre Organizações Internacionais como ONU e TPI são freqüentes. O que não vemos com freqüência são os postulados da guerra e neutralidade, certo?. Mesmo assim, fiz questão de mencioná-los, pois ainda aparecem nos editais. Todos prontos? Então comecemos por eles...

Direito de Guerra e Neutralidade

O direito de guerra (jus in bello) se trata do conjunto de normas costumeiras quando, no passado, a guerra era uma opção lícita de resolução de conflitos entre os Estados. Essas regras eram quase todas humanitárias, voltadas à proteção de vítimas das guerras como, por exemplo:

1 www.pontodosconcursos.com.br

Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. Thális de Andrade

- proteger feridos e enfermos - não podiam ser detidos como prisioneiros de guerra; - proteger médicos, enfermeiros e capelães - não são pessoas aprisionáveis, podendo retornar as suas linhas em caso de captura; - hospitais - eram lugares considerados imunes ao ataque; - prisioneiros de guerra - teriam sua vida poupada e no momento certo seriam trocados por beligerantes, sem pagamento de resgate; - população civil – quando pacífica, devia ser poupada.

No processo de codificação desse direito, a Convenção de Genebra de 1864 é a mais importante, pois transforma em direito escrito as normas costumeiras de proteção dos hospitais, médicos envolvidos em socorro, obriga os beligerantes a oferecer tratamento aos feridos e enfermos. Mais tarde, as treze convenções de Haia de 1907, em oposição ao direito humanitário de genebra, exprimem o direito da guerra propriamente dito. Suas regras se alicerçam basicamente: – limites ratione personae (em razão da pessoa) – os não combatentes serão poupados de qualquer ataque ou dano intencional. – limites ratione loci (em razão do lugar) – os lugares atacáveis são somente aqueles que configuram objetivos.

2 www.pontodosconcursos.com.br

concluído em 1919 (após a 1ª guerra mundial).Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. essa neutralidade não se confunde com a neutralidade permamente expressa tratados. é que ocorre a renúncia definitiva à guerra. com o pacto de Briand-Kellog. No entanto. automaticamente. Só em 1928. como neutro. Thális de Andrade – limites do ratione conditionis (em razão de condições) – proíbem-se as armas e os métodos de guerra capazes de ocasionar inimigos. Como vocês podem perceber. a justificativa para que a maioria das organizações internacionais esteja sediada em Genebra na Suíça se deve ao fato da neutralidade desse território. sofrimento excessivo aos combatentes Organização das Nações Unidas (ONU) O pacto da sociedade das nações (também conhecida como liga das nações – LDN ou SDN). por força de tratados. diante de uma guerra. O Estado neutro tem também o dever de não se envolver nas hostilidades (dever de abstenção) e de tratar todos os Estados em conflito de forma igualitária (dever de imparcialidade). ratificado por quase todos os países existentes à época.pontodosconcursos. que devem permanecer neutros em qualquer circunstância. mas fez dela uma segunda alternativa.br . 3 www. ele adquire o direito de inviolabilidade de seu território (incluindo espaço aéreo e o mar territorial) e na continuição do direito de comércio com os vizinhos que estejam em conflito. Um Estado quando está na condição de neutro diante de um conflito.com. não proibiu formalmente a guerra. Vamos adentrar agora organização internacional mais revelante sobre o direito da guerra na atualidade. meus amigos. O conceito de neutralidade é uma opção do Estado que. conforme existe para Suíça e Áustria. prefere não ingressar no conflito. qualificando-se.

. o organismo transferiu as responsabilidades à recém-criada Organização das Nações Unidas. baseadas no respeito ao princípio da igualdade de direitos de autrminação dos povos.br . ou de qualquer outra forma incompatível com os propósitos das nações unidas. como o uso da força e a ameaça de tal atitude. a Organização das Nações Unidas (ONU) é uma associação de Estados reunidos com os propósitos declarados de: . em suas relações internacionais. abster-se-ão de recorrer à ameaça ou ao uso da força contra a integridade territorial ou a independência política de qualquer Estado.manter a paz e segurança internacionais. Com base nesse ideal. 2º. em 18 de abril de 1946. social. a Sociedade das Nações (SDN) também fracassa em seu propósito de manter a paz no mundo.pontodosconcursos. No entanto. mas sim a algo mais amplo.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. § 4º desta carta: Os membros da Organização.conseguir uma cooperação internacional para resolver os problemas internacionais de caráter econômico. sendo extinta por volta de 1942.desenvolver relações amistosas entre nações. a ONU. Dispõe o art. . Thális de Andrade Não obstante esse tratado. e. .ser um centro destinado a harmonizar a ação das nações para a consecução desses objetivos. cultural ou humanitário e para promover e estimular o respeito aos direitos humanos e as liberdades fundamentais para todos. 4 www.com. A Carta de São Francisco (Carta da ONU) teve o cuidado de não se referir nominalmente à guerra.

As 50 nações representadas na conferência assinaram a Carta das Nações Unidas em 26 de Junho. Em Abril de 1945 celebrou-se a primeira conferência em São Francisco. são traduzidos para estes seis idiomas. firmada durante a Segunda Guerra Mundial. Em algumas dependências. há necessidade de recomendação do Conselho de Segurança da ONU (CSONU). Quase todas as reuniões oficiais são traduzidas simultaneamente para estas línguas.org) verão que quase todos os documentos oficiais.pontodosconcursos. Thális de Andrade A ONU utiliza 6 línguas oficiais: árabe. França.un. que não esteve representada na conferência. chinês. na conferência de Aliados celebrada em Moscou em 1943. e a Polônia. inglês e russo.com. Reino Unido e Estados Unidos da América) e pela grande maioria dos outros 46 membros à época. 5 www. foram convidadas organizações não-governamentais. Antecedentes e estrutura da ONU A idéia das Nações Unidas foi formalmente elaborada na declaração.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. União das Repúblicas Socialistas Soviéticas. as conferências e os documentos de trabalho são só em francês e inglês ou em espanhol. A ONU passou a existir em 24 de Outubro de 1945. francês. Se vocês consultarem as Resoluções da ONU em seu site (www. em suporte de papel e "on-line". indo para um total de 51 os Estados integrantes da organização. acrescentou seu nome mais tarde. espanhol. depois de sua Carta ter sido ratificada pelos então cinco membros permanentes do Conselho de Segurança (China.br . francês e inglês e as publicações realizam-se nestes dois ou três idiomas principais. À parte dos governos. Para que um membro possa ingressar na ONU.

A exigência de voto de todos os membros constitui o “direito de veto”. Tem uma sede permanente. Thális de Andrade Confiram os órgãos que compõem a organização. EUA.com. de todos os membros permanentes em todos os outros assuntos. recomendação de paz. da Organização das Nações Unidas. elege novos membros para o CSONU. eleição de membros não-permanentes do CSONU) são decididas por 2/3 dos membros presentes. Reino Unido e URSS). Esse secretário foi eleito pela Assembléia Geral mediante recomendação do Conselho de Segurança. A decisões são tomadas por maioria simples e as “questões importantes” (ex. com a inclusão. cabendo a cada um deles um voto.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. entre estes. a assembléia aprova o orçamento da ONU. Suas decisões são tomadas pelo voto afirmativo de 9 membros. direito que paralisa muitas das decisões deste órgão. França. o 6 www.é composta por todos os membros da organização. Secretariado – É o órgão administrativo. elege junto com o CSONU os juízes da CIJ.pontodosconcursos. que se acha estabelecida em Nova Iorque e atualmente tem um sul coreano como Secretário-Geral (Ban ki Moon). além da CIJ já analisada anteriormente: Assembléia Geral (AG) . Os Membros da ONU conferiram ao CSONU a principal responsabilidade de manutenção da paz e da segurança internacionais e concordaram que o Conselho proceda em nome deles. Lembramos que esse é talvez o mais importante meio diplomático de resolução de conflitos (vide aula sobre solução de controvérsias). Entre suas atribuições. admite novos membros na ONU.br . Deve se abster de votar o membro do conselho que for parte numa controvérsia que possa a vir a se constituir uma ameaça à paz e à segurança internacionais. Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSONU) – possui 5 membros não-permanentes e mais 5 permanentes (China. por excelência. Entre suas obrigações ordinárias.

que veio substituir a já enfraquecida Comissão dos Direitos Humanos (instituída em 1948 com a Declaração Universal dos Direitos do Homem e do Cidadão). a OIT (Organização Internacional do Trabalho). direitos das mulheres. meus amigos. que a prevenção ou abolição da corrupção não foi prevista como uma meta do milênio! 7 www.com.br . esse órgão está com suas atividades suspensas. Sobre a ONU. c) outros membros eleitos pela Assembléia-Geral (AG) em número suficiente para que esse conselho ficasse com igual número entre os membros que administravam territórios tutelados e que não administravam. organização econômica. racismo. direito cultural e de independência dos povos de toda parte do Mundo.pontodosconcursos. a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação. vale ainda destacar que em 8 de setembro de 2000 foram lançadas as “Metas de Desenvolvimento do Milênio (MDM)” por meio da Declaração do Milênio das Nações Unidas. adotada pelos 191 estados membros. apesar de existir formalmente. Esse propósito foi criado num esforço para sintetizar acordos internacionais alcançados em várias cúpulas mundiais ao longo dos anos 90 (meio-ambiente e desenvolvimento. desenvolvimento social. etc.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. a FAO (Organização para a Agricultura e Alimentação). Ciência e Cultura) e o recém-criado Conselho de Direitos Humanos .). Conselho Econômico e Social – Possui 54 membros. eleitos pela Assembléia Geral por períodos de três anos. direito trabalhista internacional. Vale registrar. varas internacionais de infância. No Conselho Econômico e Social existem várias comissões. Conselho de Tutela – Esse órgão deveria ser composto por três categorias de membros: a) os que adminstram territórios tutelados. Thális de Andrade Secretariado deve apresentar anualmente um relatório com os trabalhos da organização e chamar a atenção do Conselho de Segurança para qualquer assunto que possa ameaçar a manutenção da paz e segurança internacional. Destina-se ao estudo de questões relativas à saúde. direitos da mulher. a OMS (Organização Mundial da Saúde). b) membros permanentes do Conselho de Segurança que não administram territórios tutelados. Como atualmente não existe mais territórios sob tutela.

com. relativos à jurisdição internacional. (CESPE/AGU/2008) No Direito Internacional. www. há necessidade de previsões normativas para os períodos pacíficos e para os períodos turbulentos de conflitos e litígios.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. bem como disciplinam a ética dos conflitos bélicos e a efetiva proteção dos direitos humanos em ocasiões de conflitos externos ou internos. julgue os itens a seguir. a malária e outras doenças 7 – Garantir a sustentabilidade ambiental 8 – Estabelecer uma parceria mundial para o desenvolvimento Entendido? Vamos aplicar um pouco esse conhecimento nas questões a seguir. Thális de Andrade São as 8 metas que se pretende alcançar até 2015: 1 – Erradicar a pobreza extrema e a fome 2 – Atingir o ensino básico universal 3 – Promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres 4 – Reduzir a mortalidade infantil 5 – Melhorar a saúde materna 6 – Combater o HIV/AIDS.pontodosconcursos. Acerca desse assunto. aos conflitos internacionais.br 8 . A Carta das Nações Unidas e outras convenções internacionais procuram tratar dos mecanismos de resolução de conflitos.

poderá levar a efeito. a ação que julgar necessária para manter ou restabelecer a paz e a segurança internacionais. Ademais. se a resolução do conflito não armado não for suficiente. podendo.com. as medidas tomadas pelos membros no exercício desse direito de legítima defesa devem ser comunicadas imediatamente ao Conselho de Segurança. pelo contrário. por meio de forças aéreas.pontodosconcursos. o Conselho de Segurança poderá levar a efeito.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. navais ou terrestres. pois. Portanto. conforme explicado anteriormente. admite-se que qualquer litígio seja resolvido por meio de conflitos armados. portanto. navais ou terrestres dos membros das Nações Unidas. por meio de forças aéreas. 9 www. por parte das forças aéreas. b) A ONU deve exercer papel relevante na resolução de conflitos. a Carta não exclui o direito de legítima defesa por meio do conflito armado no caso de ocorrer um ataque armado contra um membro das Nações Unidas. o conflito armado não cabe em qualquer litígio. sem envolver o emprego de forças armadas. bloqueios e outras operações. que o Conselho de Segurança decidirá sobre as medidas que. desde que autorizado pelo Conselho de Segurança da ONU.br . ele é exceção numa instituição que tem o propósito principal assegurar a paz. a ação que julgar necessária para manter ou restabelecer a paz e a segurança internacionais. deverão ser tomadas para tornar efetivas as suas decisões e poderá instar os membros das Nações Unidas a aplicarem tais medidas. Thális de Andrade a) Na Carta das Nações Unidas (Carta de São Francisco). nessa hipótese. Por outro lado. navais ou terrestres. A Carta da ONU prescreve em seu artigo 41. praticar ação coercitiva para a busca da paz. Essa ação poderá compreender demonstrações. Errado. inclusive. o item “A”. o item “B” está certo. Se o Conselho de Segurança considerar que essas medidas não foram adequadas.

c) dois terços dos membros presentes e votantes e os membros permanentes do Conselho de Segurança. a ONU possui sua própria tropa para levar a efeito essas medidas.com. Haiti. 10 www. as decisões da Assembléia Geral sobre questões importantes serão tomadas por maioria de dois terços dos membros presentes e votantes e essas questões compreenderão: . b) dois terços dos membros presentes e votantes.as recomendações relativas à manutenção da paz e da segurança internacionais. bem como a suspensão de direitos e privilégios de membros e sua expulsão. e elas têm ganho destaque na mídia internacional com suas recentes intervenções no Afeganistão. nestes incluídos os membros permanentes do Conselho de Segurança. a Assembléia decide por a) maioria dos membros presentes e votantes. a eleição dos membros não-permanentes do Conselho de Segurança. Vejamos uma questão sobre a estrutura da ONU. Aliás. etc.br .Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. (CESPE/OAB/RJ 2007) Entre as questões importantes a serem decididas pela Assembléia-Geral das Nações Unidas encontram-se as recomendações relativas à manutenção da paz e da segurança internacionais. Thális de Andrade Essas ações nada mais são do que recursos coercitivos para a busca da paz. a admissão de novos membros. Líbano. Dispõe o artigo 18. § 2º da Carta da ONU. d) nove votos afirmativos.pontodosconcursos. Nessas questões.

11 www. de 1945.a eleição dos membros do Conselho de Tutela de acordo com o nº 1. Thális de Andrade .pontodosconcursos.a admissão de novos membros das Nações Unidas e sua expulsão .a eleição dos membros do Conselho Econômico e Social . o Reino Unido.a suspensão dos direitos e privilégios de membros .com.as questões referentes ao funcionamento do regime de tutela e questões orçamentais. a França. a letra “B” é a assertiva correta. c) é composta por cinqüenta e quatro membros das Nações Unidas. observando-se que a República da China. do artigo 86 . b) será constituída por todos os membros das Nações Unidas.a eleição dos membros não-permanentes do Conselho de Segurança . a Rússia. eleitos pelo Conselho Econômico e Social.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. (ESAF/PFN/2006) De acordo com a Carta das Nações Unidas. Portanto. com exceção da Suíça e de países que estejam sob fiscalização internacional. respeitando-se a presença dos membros permanentes. a Assembléia Geral: a) será composta de quinze membros. no que toca ao desrespeito a pauta de direitos humanos. alínea “c”. d) será constituída por todos os países signatários da Carta.br . a Inglaterra e os Estados Unidos são membros permanentes.

com. em primeiro lugar. a Assembléia Geral será constituída por todos os membros das Nações Unidas. mas sim reproduz o art. a letra “B” é a alternativa correta. Thális de Andrade e) será composta pelos signatários originários da Carta. A República da China. 12 www. a contribuição dos membros das Nações Unidas para a manutenção da paz e da segurança internacionais e para os outros objetivos da Organização e também uma distribuição geográfica eqüitativa.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. A Assembléia Geral elegerá 10 outros membros das Nações Unidas para membros não permanentes do Conselho de Segurança. é sempre o primeiro a discursar na Assembléia Geral da ONU perante todos os membros da ONU.pontodosconcursos. Basta lembrar que o Brasill. Vale ressalvar a informação de que a alternativa “A” não traz a composição da Assembléia-Geral. a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas. tradicionalmente. tendo especialmente em vista. o Reino Unido da Grã-Bretanha e a Irlanda do Norte e os Estados Unidos da América serão membros permanentes do Conselho de Segurança. como membros aderentes. segundo o artigo 9º da Carta da ONU.br . outorgando-se direito de voto àqueles primeiros. Questão tranquila que os candidatos poderiam resolver por simples dedução. a França. Poderiam lembrar também que. e por signatários supervenientes. Vamos então a uma questão sobre a ONU cobrada no concurso para Auditor da Receita Federal em 2005. como membros permanentes. Portanto. 23 da Carta da ONU que trata da composição do Conselho de Segurança da ONU: O Conselho de Segurança será constituído por 15 membros das Nações Unidas.

br . a partir de recomendação de dois terços dos membros da Organização das Nações Unidas.com. por parte do Estado penalizado. mediante procedimento que se caracteriza. Thális de Andrade (ESAF/AFRF/2005) O estado-membro das Nações Unidas que viole persistentemente os princípios contidos na Carta daquele organismo internacional está sujeito à sanção. a partir de recomendação da Assembléia Geral.pontodosconcursos. c) a sanção consiste na suspensão por tempo indeterminado da participação do Estado penalizado na Organização das Nações Unidas. e) a sanção consiste em possibilidade de expulsão da Organização das Nações Unidas. pela Assembléia Geral. a saber: a) a sanção consiste em aplicação de multa. mediante recomendação do Conselho de Segurança. Tomemos o caso do Irã como exemplo. a ser confirmada pelo Conselho de Segurança. meus amigos. a sua insistência em desobedecer as resoluções do Conselho de 13 www. Essa questão é resolvida com a disposição expressa do artigo 6º da Carta da ONU que prescreve que “o membro das Nações Unidas que houver violado persistentemente os princípios contidos na presente Carta poderá ser expulso da Organização pela Assembléia Geral mediante recomendação do Conselho de Segurança”. que será encaminhada para confirmação do Conselho de Segurança. de quem também parte a recomendação para a aplicação da referida sanção. b) a sanção consiste na perda de todas as ajudas e subsídios internacionais mediados pela Organização das Nações Unidas. d) a sanção consiste em determinação da perda de direito de voto na Assembléia Geral.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. que decorre de recomendação de instância interna daquele organismo. Caso fique comprovado que o país enriquece urânio para fins não pacíficos. pela Assembléia Geral. a partir de proposta da Assembléia Geral.

certa a letra “D”.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof.em matérias procedimentais passaram a ser tomadas por voto afirmativo de 9 membros .pontodosconcursos. a alternativa “E” é a correta.com. Portanto. (ESAF/Analista Finanças e Controle Externo/2000) As decisões não processuais do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas . as decisões do Conselho de Segurança: . inclusive os votos afirmativos de todos os membros permanentes e) dos sete países mais desenvolvidos O artigo 27 da Carta trata do sistema de votação no Conselho de Segurança. Portanto. tendo esse dispositivo sido alterado em decisão da Assembléia Geral de 17 de Dezembro de 1963 e entrou em vigor em 31 de Agosto de 1965.todas as outras matérias por um voto afirmativo de 9 membros incluindo os votos de todos os 5 membros permanentes do Conselho de Segurança.br . Thális de Andrade Segurança por ensejar uma recomendação por esse Conselho para que a Assembléia Geral em votação expulse o Irã da ONU. De acordo com a nova redação.ONU serão tomadas pelo voto afirmativo a) dos membros permanentes do Conselho de Segurança b) dos Estados-Membros da ONU c) de 2/3 dos Estados-Membros presentes e votantes d) de nove membros. 14 www.

Secretariado. Thális de Andrade Para finalizar esse tema. (ESAF/Analista de Comércio Exterior/2002) São órgãos especiais da Organização das Nações Unidas (ONU): a) o Conselho de Tutela e a Conferência Internacional do Trabalho b) a Corte Internacional de Justiça e o Conselho Econômico e Social c) o Conselho Econômico e Social e a Conferência Ministerial d) a Conferência Ministerial e a Assembléia Geral e) a Assembléia Geral e a Conferência Internacional do Trabalho Segundo o artigo 7º da Carta da ONU.pontodosconcursos.Tribunal (ou Corte) Internacional de Justiça .Conselho Econômico e Social . segue uma questão sobre a estrutura organizacional da ONU.br . ainda. Vejamos. só a alternativa “B” está correta.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. são seis os órgãos principais das Nações Unidas: . Pela simples leitura.com.Conselho de Segurança .Conselho de Tutela . 15 www. uma última questão sobre a ONU.Assembléia Geral .

é regido pelo Estatuto de Roma de 1998. Tribunal Penal Internacional O Tribunal Penal Internacional (TPI). passemos ao estudo do mais importante tribunal penal permanente existente na atualidade. essa conferência não é compreendida como um órgão da ONU.pontodosconcursos. como a Assembléia Geral é. na verdade. é possível a convocação de uma “Conferência Geral dos membros das Nações Unidas”.388 de 25 de setembro de 2002. No caso da ONU. tratado aprovado pelo Brasil pelo Decreto nº 4. a conferência ministerial. .br . em Haia (Holanda). de caráter permanente. No entanto. fixará data e lugar para rever quaisquer dispositivos da Carta de São Francisco.Uma seção de instrução. Na letra “C”. O Tribunal tem personalidade jurídica internacional. a qual.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. Possui como órgãos: . Estabelecido em 2002. é a instância máxima de outras organizações internacionais como a OMC. pelo voto de dois terços (2/3) dos membros da Assembléia Geral e de nove de quaisquer membros do Conselho de Segurança. também chamado de Corte Penal Internacional.Uma seção de recursos.Presidência. Thális de Andrade Na alternativa “A”. por sua vez. o equívoco está em se considerar a conferência internacional do trabalho como órgão da ONU. Por último. 16 www.com.Uma seção de julgamento em 1ª instância. é o primeiro Tribunal Penal Internacional Permanente. . ela funciona como uma Assembléia-Geral da Organização Internacional do Trabalho e não da ONU propriamente dita. e juridicamente autônomo. .

contra qualquer população civil. o Tribunal terá competência para julgar crimes de genocídio.Sujeição intencional do grupo a condições de vida pensadas para provocar a sua destruição física.Ofensas graves à integridade física ou mental de membros do grupo. crimes de guerra e de agressão. étnico. havendo conhecimento desse ataque: 17 www. . crimes contra a humanidade. quando cometido no quadro de um ataque.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. 6º. um grupo nacional. cujas existência e competência dependiam de decisões políticas e casuísticas. Imposição de medidas destinadas a impedir nascimentos no seio do grupo. racial ou religioso: . generalizado ou sistemático. à força.Secretaria. o artigo 7º prescreve que crimes contra a humanidade são quaisquer um dos atos seguintes. praticado com intenção de destruir.com.Transferência.Homicídio de membros do grupo. Nos termos do Estatuto.Gabinete do Procurador.pontodosconcursos. total ou parcial. . crime de genocídio entende-se por qualquer um dos atos a seguir. A competência do Tribunal restringir-se-á aos crimes mais graves que afetam a comunidade internacional no seu conjunto. o TPI fornece uma garantia jurisdicional mais sistemática e reduz o risco de jurisprudências contraditórias. no todo ou em parte. .br . Thális de Andrade . Nos termos do art. . Por sua vez. Diferente de seus tribunais predecessores. de crianças do grupo para outro grupo.

com. em violação das normas fundamentais do direito internacional. está sujeito à jurisdição do TPI. Thális de Andrade .Extermínio. . . o Brasil. respondam à seguinte questão: 18 www. étnicos. .Homicídio. escravatura sexual. 12). A competência do TPI se impõe às partes na convenção assim como aquelas que aceitem unilateralmente. nacionais. .Prisão ou outra forma de privação da liberdade física grave. . Portanto. . .pontodosconcursos.Desaparecimento forçado de pessoas.Tortura.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof.Violação.Escravidão. Sobre o tema. gravidez à força. . . esterilização à força ou qualquer outra forma de violência no campo sexual de gravidade comparável. na medida em que o crime perseguido tenha lugar no seu território – ou se o acusado é um dos seus cidadãos (art.Outros atos desumanos de caráter semelhante que causem intencionalmente grande sofrimento. . por motivos políticos. ferimentos graves ou afetem a saúde mental ou física. prostituição forçada.Deportação ou transferência à força de uma população.Perseguição de um grupo ou coletividade que possa ser identificado. ao ter ratificado o Estatuto de Roma. religiosos ou de sexo.Crime de apartheid.br . culturais. raciais.

No que diz respeito ao funcionamento do processo penal no TPI.pontodosconcursos. dentro ou fora desse território. gravidez forçada. crimes de guerra. Thális de Andrade (ESAF/PFN/2006) Nos termos do Estatuto do Tribunal Penal Internacional. a alternativa “D”. quando não justificadas por quaisquer necessidades militares e executadas de forma ilegal e arbitrária.br . Certa. a exemplo da destruição ou a apropriação de bens em larga escala. direta ou indireta. em 1998. crimes políticos não estão previstos neste estatuto.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. ao qual o Brasil aderiu em fevereiro de 2000. crimes contra a humanidade (tais como deportação ou transferência à força de uma população). esterilização forçada ou outra forma de violência no campo sexual de gravidade comparável. do forjamento de dados e de agressões à liberdade de expressão. temos a seguinte questão. etc. d) crimes políticos. exceto: a) crimes de genocídio. b) crimes contra a humanidade. o TPI tem competência para julgar crimes de genocídio. 19 www. prostituição forçada. c) crimes de guerra..com.. é competência deste tribunal julgar. escravatura sexual. e) a transferência. a exemplo de agressão sexual. Reparem nobres colegas que a questão pede a exceção. por uma potência ocupante de parte da sua população civil para o território que ocupa ou a deportação ou transferência da totalidade ou de parte da população do território ocupado. No entanto. a exemplo de manipulação de eleições. Conforme analisado anteriormente. assinado em Roma. a exemplo de ofensas graves à integridade física ou mental de membros de grupo. portanto.

Está previsto no preâmbulo do Estatuto de Roma que “enfatizando que o Tribunal Penal Internacional será estabelecido por meio do presente Estatuto deverá ser complementar às jurisdições penais nacionais”. podem ser processados crimes ocorridos antes da entrada em vigor do estatuto desse tribunal. à luz do Princípio da Complementaridade. o artigo 1º estabelece que o TPI será complementar às jurisdições penais nacionais (Princípio da Complementaridade). c) O TPI pode ter jurisdição sobre crimes ocorridos em qualquer território. d) No TPI. está correta pois. Thális de Andrade (CESPE/Juiz Federal TRF-5 2009) Com relação ao processo no Tribunal Penal Internacional (TPI). a) Menores de dezoito anos podem ser processados no TPI. Ademais. Errada a alternativa “A”.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. esvaziar a competência dos tribunais nacionais. à data da alegada prática do crime. em absoluto. pois. não tenham ainda completado 18 anos de idade. segundo o que dispõe o art.pontodosconcursos. A letra “B”. 20 www.com. o Tribunal Penal Internacional não pretende. b) O TPI é regido pelo princípio da complementaridade. A alternativa “A” está errada. o TPI não terá jurisdição sobre pessoas que. pois o TPI só tem jurisdição sobre as pessoas em relação aos crimes que tipifica e exclusivamente aos países que aderiram ao Estatuto de Roma. por sua vez. A letra “C” está errada. assinale a opção correta. e) Toda notitia criminis deve ser admitida e julgada pelo TPI.br . 26 do Estatuto de Roma.

por sua vez.com. como é o caso da Corte Internacional de Justiça. não é qualquer denúncia que será julgada pelo TPI. Thális de Andrade A letra “D”. há fato inédito. 21 www.pontodosconcursos. no Direito Internacional. em período de paz ou de guerra. por uma conduta anterior à entrada em vigor do presente Estatuto. levando em consideração o parágrafo 10 do preâmbulo e o artigo 1º. (CESPE/AGU/2008) Julgue o item: No Direito Internacional. Vejamos. Portanto. com a criação do TPI. pois o TPI prevê condições de admissibilidade dessa denúncia. há muito tempo.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. tribunal ad hoc destinado à punição de pessoas que pratiquem. Trata-se da regra da não retroatividade ratione personae (em razão da pessoa). qualquer crime contra indivíduos. A letra “E” está errada. 17 que estabelece que: o Tribunal. questão recentemente cobrada para carreira jurídica sobre o TPI. quanto à criminalização supranacional de determinadas condutas. a menos que tal Estado genuinamente não seja capaz ou não esteja disposto a levar a cabo a investigação ou o processo. de acordo com o presente Estatuto. Entretanto. está errada em razão de que nenhuma pessoa será considerada criminalmente responsável. por último. Cita-se como exemplo o art. decidirá pela inadmissibilidade de um caso quando: a) o caso já estiver sendo objeto de investigação ou processo em Estado que tem jurisdição sobre o mesmo. existem as cortes que atuam para a solução de conflitos entre os Estados.br .

mas somente determinadas condutas tipificadas em seu estatuto tais como genocídio.. O primeiro ponto de destaque se deve ao fato de que o TPI é instância permanente e não “ad hoc” (ocasional).Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. o TPI não é destinado a punir qualquer crime. Em que pese a divergência doutrinária a respeito da supranacionalidade do TPI. num segundo aspecto. crimes de agressão e crimes de guerra.br . Thális de Andrade A questão está completamente equivocada. Aguardem cenas do próximo capítulo rsrs.com. crimes contra a humanidade. Essa semana foi “molezinha” hein pessoal? Preparem-se.. pois teremos fortes emoções quando chegarmos nas aulas sobre direito internacional do comércio. o item está errado. Portanto. Grande Abraço e até semana que vem! 22 www.pontodosconcursos. a questão possui outros equívocos que a tornam incorreta.

praticar ação coercitiva para a busca da paz. (CESPE/AGU/2008) No Direito Internacional. A Carta das Nações Unidas e outras convenções internacionais procuram tratar dos mecanismos de resolução de conflitos. a admissão de novos membros.br . a Assembléia decide por a) maioria dos membros presentes e votantes. b) dois terços dos membros presentes e votantes. Thális de Andrade QUESTÕES 1. aos conflitos internacionais. Acerca desse assunto. a eleição dos membros não-permanentes do Conselho de Segurança.com. 2. julgue os itens a seguir. bem como disciplinam a ética dos conflitos bélicos e a efetiva proteção dos direitos humanos em ocasiões de conflitos externos ou internos. bem como a suspensão de direitos e privilégios de membros e sua expulsão. a) Na Carta das Nações Unidas (Carta de São Francisco). b) A ONU deve exercer papel relevante na resolução de conflitos. Nessas questões.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. c) dois terços dos membros presentes e votantes e os membros permanentes do Conselho de Segurança. desde que autorizado pelo Conselho de Segurança da ONU. há necessidade de previsões normativas para os períodos pacíficos e para os períodos turbulentos de conflitos e litígios. podendo. relativos à jurisdição internacional. inclusive. (CESPE/OAB/RJ 2007) Entre as questões importantes a serem decididas pela Assembléia-Geral das Nações Unidas encontram-se as recomendações relativas à manutenção da paz e da segurança internacionais. 23 www.pontodosconcursos. admite-se que qualquer litígio seja resolvido por meio de conflitos armados.

Thális de Andrade d) nove votos afirmativos. 3. mediante procedimento que se caracteriza. observando-se que a República da China. e por signatários supervenientes.com. eleitos pelo Conselho Econômico e Social.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. a França. a Rússia. (ESAF/AFRF/2005) O estado-membro das Nações Unidas que viole persistentemente os princípios contidos na Carta daquele organismo internacional está sujeito à sanção. a Assembléia Geral: a) será composta de quinze membros. de quem também parte a recomendação para a aplicação da referida sanção. respeitando-se a presença dos membros permanentes. e) será composta pelos signatários originários da Carta. 4. 24 www. nestes incluídos os membros permanentes do Conselho de Segurança. d) será constituída por todos os países signatários da Carta. o Reino Unido.pontodosconcursos. com exceção da Suíça e de países que estejam sob fiscalização internacional. no que toca ao desrespeito a pauta de direitos humanos. (ESAF/PFN/2006) De acordo com a Carta das Nações Unidas. como membros aderentes. outorgando-se direito de voto àqueles primeiros. a Inglaterra e os Estados Unidos são membros permanentes. que decorre de recomendação de instância interna daquele organismo. c) é composta por cinqüenta e quatro membros das Nações Unidas. a saber: a) a sanção consiste em aplicação de multa. b) será constituída por todos os membros das Nações Unidas. como membros permanentes. pela Assembléia Geral. de 1945.br .

c) a sanção consiste na suspensão por tempo indeterminado da participação do Estado penalizado na Organização das Nações Unidas. (ESAF/Analista Finanças e Controle Externo/2000) As decisões não processuais do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas – ONU serão tomadas pelo voto afirmativo a) dos membros permanentes do Conselho de Segurança b) dos Estados-Membros da ONU c) de 2/3 dos Estados-Membros presentes e votantes d) de nove membros. inclusive os votos afirmativos de todos os membros permanentes e) dos sete países mais desenvolvidos 25 www. que será encaminhada para confirmação do Conselho de Segurança. d) a sanção consiste em determinação da perda de direito de voto na Assembléia Geral. por parte do Estado penalizado. Thális de Andrade b) a sanção consiste na perda de todas as ajudas e subsídios internacionais mediados pela Organização das Nações Unidas. a partir de recomendação da Assembléia Geral.com. a partir de proposta da Assembléia Geral. 5.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. pela Assembléia Geral. a ser confirmada pelo Conselho de Segurança. a partir de recomendação de dois terços dos membros da Organização das Nações Unidas. mediante recomendação do Conselho de Segurança.pontodosconcursos.br . e) a sanção consiste em possibilidade de expulsão da Organização das Nações Unidas.

(ESAF/Analista de Comércio Exterior/2002) São órgãos especiais da Organização das Nações Unidas (ONU): a) o Conselho de Tutela e a Conferência Internacional do Trabalho b) a Corte Internacional de Justiça e o Conselho Econômico e Social c) o Conselho Econômico e Social e a Conferência Ministerial d) a Conferência Ministerial e a Assembléia Geral e) a Assembléia Geral e a Conferência Internacional do Trabalho 7. é competência deste tribunal julgar.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. ao qual o Brasil aderiu em fevereiro de 2000. prostituição forçada. em 1998. a exemplo de manipulação de eleições.pontodosconcursos. do forjamento de dados e de agressões à liberdade de expressão.br . assinado em Roma. direta ou indireta. c) crimes de guerra. esterilização forçada ou outra forma de violência no campo sexual de gravidade comparável.com. gravidez forçada. dentro ou fora desse território. quando não justificadas por quaisquer necessidades militares e executadas de forma ilegal e arbitrária. d) crimes políticos. a exemplo de ofensas graves à integridade física ou mental de membros de grupo. a exemplo da destruição ou a apropriação de bens em larga escala. 26 www. e) a transferência. a exemplo de agressão sexual. b) crimes contra a humanidade. Thális de Andrade 6. por uma potência ocupante de parte da sua população civil para o território que ocupa ou a deportação ou transferência da totalidade ou de parte da população do território ocupado. escravatura sexual. exceto a) crimes de genocídio. (ESAF/PFN/2006) Nos termos do Estatuto do Tribunal Penal Internacional.

existem as cortes que atuam para a solução de conflitos entre os Estados. a) Menores de dezoito anos podem ser processados no TPI. tribunal ad hoc destinado à punição de pessoas que pratiquem.com. no Direito Internacional. com a criação do TPI. em período de paz ou de guerra.br . quanto à criminalização supranacional de determinadas condutas. há muito tempo. b) O TPI é regido pelo princípio da complementaridade.pontodosconcursos. (CESPE/AGU/2008) Julgue o item: No Direito Internacional. (CESPE/Juiz Federal TRF-5 2009) Com relação ao processo no Tribunal Penal Internacional (TPI). como é o caso da Corte Internacional de Justiça. Entretanto.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. Thális de Andrade 8. há fato inédito. podem ser processados crimes ocorridos antes da entrada em vigor do estatuto desse tribunal. e) Toda notitia criminis deve ser admitida e julgada pelo TPI. qualquer crime contra indivíduos. assinale a opção correta. 27 www. c) O TPI pode ter jurisdição sobre crimes ocorridos em qualquer território. d) No TPI. 9.

E 5. a) errado. B 7.br . D 6. B 4. Thális de Andrade GABARITO 1. D 8. errado 28 www. b) certo 2.com.Curso regular de DIP – Teoria e questões comentadas CESPE/ESAF Prof. B 3. B 9.pontodosconcursos.