David Movio OAB/PR nº 57. 359 Rodrigo Arabori OAB/PR nº 57.

361

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA___ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE LONDRINA, ESTADO DO PARANÁ.

IZAIAS LOPES AZEVEDO, brasileiro, casado, segurança, regularmente inscrito no CPF nº 934.888.159-00, inscrito no RG de nº 6823601-0, residente e domiciliado a Rua Leila Diniz, nº 307 - Conjunto Vivi Xavier, CEP. 86082-130, em Londrina, Paraná, por meio de seus procuradores, com mandado incluso, vem respeitosamente à presença de Vossa Excelência propor:

AÇÃO REVISIONAL DE CONTRATO DE FINANCIAMENTO c/c REPETIÇÃO DE INDÉBITO
em face de BANCO PECÚNIA S.A., regularmente cadastrada no CNPJ nº 60.850.229/0001-47, localizado a Rua Boa Vista, n 344, 9º andar - CEP: 01014000

Rua Santa Catarina, nº 50 || sala 1904 || Complexo Empresarial Oscar Fuganti || Londrina - Pr CEP.: 86010-470 || Tel.: (43) 3028-8800 || www.movioearabori.com

o REQUERENTE pagaria o valor em 60 (sessenta) parcelas no valor de R$ 465. Pr.: (43) 3028-8800 || www.SP. o REQUERENTE assinou o contrato.David Movio OAB/PR nº 57.Pr CEP. DOS FATOS: O REQUERENTE financiou um veículo Palio Ex 1. ano 2004. O valor do veículo no ato do financiamento conforme demonstra o próprio contrato é de 14. valor este abusivo que foi diluído em parcelas As parcelas são árduas no bolso do REQUERENTE.00 (catorze mil e quinhentos reais). Da Constituição Federal: Rua Santa Catarina. seja pela cobrança abusiva de SERVIÇOS DE TERCEIROS.: 86010-470 || Tel. o valor real financiado foi de R$ 17.movioearabori. porém.500.317. está recheado de ilegalidades. conforme foi afirmado pelo vendedor e parceiro funcionário da REQUERIDA. o que totaliza ao final um valor de R$ 27. por não ter noções das taxas de mercado. pelos pertinentes e relevantes argumentos fáticos e jurídicos à seguir elencados: 1. ante a cristalina abusividade. na garagem NOBI VEÍCULOS na cidade de Londrina. nem da legalidade ou ilegalidade da cobrança de taxas. e este. nº 50 || sala 1904 || Complexo Empresarial Oscar Fuganti || Londrina .com . para que assim possa continuar a pagar as parcelas restantes. de placas ALO-1593.69 (quatrocentos e sessenta e cinco reais e sessenta e nove centavos). Ocorre que. por isso requer ao menos a devolução dos valores pagos ilegalmente.. 2.1.65 (dezessete mil trezentos e dezessete reais e sessenta e cinco centavos). 359 Rodrigo Arabori OAB/PR nº 57. que a 20 meses vem pagando este financiamento abusivo. 361 em São Paulo . É a síntese momentânea dos fatos. TAC e juros abusivo. DOS DIREITOS 2.40 (vinte e sete mil novecentos e quarenta e um reais e quarenta centavos).0 Fire. Segundo o contrato firmado entre as partes.941. achando que estaria optando pelas melhores taxas do mercado.

enganados e com pouco ou nenhum conhecimento sobre o assunto. e mentirosas.: (43) 3028-8800 || www. principalmente no que tange à garantia do desenvolvimento nacional e à erradicação da pobreza e diminuição das desigualdades sociais. é clara a manifesta não intenção de obediência dos mesmos uma vez que empresas como a requerida têm única e exclusivamente seus olhos voltados para o lucro. Art. O artigo 3º da Constituição Federal traz os objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil. constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos: III .com .a dignidade da pessoa humana. apenas se dignam a assinar contratos prontos oferecidos pela requerida. É impossível em um contrato com juros absurdos. uma vez que estes. que novamente. com cláusulas absurdas. de forma criminosa são desrespeitados e ignorados pelo requerido. senão vejamos: Logo no artigo 1º de nossa Carta Magna. e pior. Pois bem.erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais. 361 É fundamental tratar de início sobre a Constituição Federal de 1988 e seus princípios fundamentais. é tido como fundamento do Estado Democrático de Direito a dignidade da pessoa humana. é tarefa impossível afirmar que o presente princípio seja respeitado em relações de que fazem parte as grandes empresas financeiras. que favorece apenas uma das partes de forma estrondosa estar respeitando esses objetivos.movioearabori. no que diz respeito às vontades de empresas como a requerida. Art. uma vez que já de início são desrespeitadas normas legais. nº 50 || sala 1904 || Complexo Empresarial Oscar Fuganti || Londrina . uma vez que são completamente desrespeitados e ignorados pelas práticas abusivas que grandes instituições financeiras e empresas de grande capital como o presente requerido. São tratados sem o menor respeito e passam a ser tratados come mero objetos. III . Rua Santa Catarina.Pr CEP.David Movio OAB/PR nº 57. que sobretaxam os consumidores da forma como desejam e sem o menor pudor. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: II . 359 Rodrigo Arabori OAB/PR nº 57. 1º A República Federativa do Brasil.garantir o desenvolvimento nacional. formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal.: 86010-470 || Tel. fonte de lucro.

redução das desigualdades regionais e sociais. métodos comerciais coercitivos ou desleais. 2. e princípios que assegurem a defesa dos consumidores e a redução de desigualdades sociais. tem por fim assegurar a todos existência digna. fundada na valorização do trabalho humano e na livre iniciativa. Artigo novamente ignorado pela requerida que nem sequer respeita os direitos consumeiristas. conforme os ditames da justiça social. uma vez previstos os requisitos dos artigos 2º e 3º desta. V . em seu artigo 6º: Art.: (43) 3028-8800 || www. trata o artigo 170 da mesma codificação sobre a ordem econômica. asseguradas a liberdade de escolha e a igualdade nas contratações.a modificação das cláusulas contratuais que estabeleçam prestações desproporcionais ou sua revisão em razão de fatos supervenientes que as tornem excessivamente onerosas. Rua Santa Catarina.a educação e divulgação sobre o consumo adequado dos produtos e serviços. calcada em valores como a justiça social.Código de Defesa do Consumidor: Não resta dúvida quanto a demanda ser regida pela lei em tela. IV . bem como contra práticas e cláusulas abusivas ou impostas no fornecimento de produtos e serviços.movioearabori. III . quanto menos manifesta vontade alguma com relação a diminuição de desigualdades.a informação adequada e clara sobre os diferentes produtos e serviços.: 86010-470 || Tel.a proteção contra a publicidade enganosa e abusiva. uma vez que trata-se de relação de consumo. 6º São direitos básicos do consumidor: II . qualidade e preço.com .Pr CEP. Art. os seguintes direitos básicos assegurados pelo Código de Defesa do Consumidor. VII . Observa-se ter ainda o REQUERENTE. 361 Por fim.defesa do consumidor.David Movio OAB/PR nº 57. bem como sobre os riscos que apresentem.078/90 . 359 Rodrigo Arabori OAB/PR nº 57. composição. nº 50 || sala 1904 || Complexo Empresarial Oscar Fuganti || Londrina . enriquece cada vez mais a cada dia à triste custa daqueles trabalhadores que realmente lutam por seu valor junto à sociedade. observados os seguintes princípios: V . A ordem econômica. 170.2. características. Da Lei nº 8. e muito pelo contrário. com especificação correta de quantidade.

nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça. nº 50 || sala 1904 || Complexo Empresarial Oscar Fuganti || Londrina . segundo as regras ordinárias de experiências. a critério do juiz. coletivos ou difusos. acrescido de correção monetária e juros legais.00 Observa-se ainda o artigo 51 do CDC que demonstra a proibição do enriquecimento ilícito. 42. por valor igual ao dobro do que pagou em excesso.080. conforme tabela simplificada que se segue: Valor pago pela Tarifa de Cadastro (TAC) Valor pago a mais pelos serviços de terceiros Total: Repetição do indébito (x2) R$ 450.060. for verossímil a alegação ou quando for ele hipossuficiente. não calculados ainda uma vez que se faz necessário o contrato e demais documentos assinados para os cálculos corretos. O consumidor cobrado em quantia indevida tem direito à repetição do indébito. o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo. administrativa e técnica aos necessitados. conforme tabela de cálculos anexa.com . inclusive com a inversão do ônus da prova.a facilitação da defesa de seus direitos. tem direito a requerente a receber um valor total de R$ 5. com fulcro no artigo 42.00 (cinco mil e sessenta reais).movioearabori. entre outras. Na cobrança de débitos. salvo hipótese de engano justificável. parágrafo único da mesma codificação. VIII . 359 Rodrigo Arabori OAB/PR nº 57.Pr CEP. 361 VII .060.00 R$ 2.: (43) 3028-8800 || www.o acesso aos órgãos judiciários e administrativos com vistas à prevenção ou reparação de danos patrimoniais e morais. 51. (grifo nosso) Tem ainda o REQUERENTE direito a restituição dos valores cobrados indevidamente e pagos. as cláusulas contratuais relativas ao fornecimento de produtos e serviços que: Rua Santa Catarina. Parágrafo único. quando. (grifo nosso) Sobre a repetição do indébito.530. no processo civil. assegurada a proteção Jurídica. São nulas de pleno direito. de forma dobrada.: 86010-470 || Tel.00 R$ 2. individuais. a seu favor.David Movio OAB/PR nº 57. senão vejamos: Art.00 R$ 5. bem como o estabelecimento de equilíbrio entre as partes contratantes: Art.

2.estejam em desacordo com o sistema de proteção ao consumidor. que coloquem o consumidor em desvantagem exagerada. Da Ilegalidade na Cobrança de Encargos: Demonstrando a abusividade e má-fé do REQUERIDO sobre o contrato de adesão firmado. por tratar-se de JUIZADO ESPECIAL.: (43) 3028-8800 || www.530. nº 50 || sala 1904 || Complexo Empresarial Oscar Fuganti || Londrina . por isso aqui não se discute os juros abusivos encontrados no contrato. tais quais os denominados TEC.4.Pr CEP. que somam R$ 2. TAC E SERVIÇOS DE TERCEIROS.com . porém. abusivas. transcrevese a decisão abaixo: Acórdão Nº 70023065485 de Tribunal de Justiça do RS . ou sejam incompatíveis com a boa-fé ou a eqüidade. ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA. 361 IV . há uma grande discussão sobre a discussão dos mesmos em sua competência. 359 Rodrigo Arabori OAB/PR nº 57. inclusive utilizando-se o requerido da prática do anatocismo de forma irregular. conforme estabelece a jurisprudência dominante em nossos tribunais.Resumo: APELAÇÃO CÍVEL.estabeleçam obrigações consideradas iníquas.movioearabori. XV . Rua Santa Catarina.Décima Quarta Câmara Cível.00 (dois mil quinhentos e trinta reais). bem como encargos ilegais e absurdamente acima das taxas aceitas pelos tribunais brasileiros. para efeito de subsidiar o entendimento desse MM. percebe-se inclusas cláusulas ilegais onde verifica-se a cobrança de juros compostos e abusivos. 2. CONTRATO DE FINANCIAMENTO.David Movio OAB/PR nº 57. de 27 Março 2008 . uma vez que mesmo é nítida a abusividade dos juros cobrados pela requerida.3.: 86010-470 || Tel. Juízo. Dos Juros: Não há o que se discutir sobre a pretensão da requerente. Ainda sobre as cobranças indevidas e abusivas dos encargos. AÇÃO REVISIONAL.

Prefacial rejeitada. o que pode ser feito até mesmo de ofício pelo Poder Judiciário. São nulas de pleno direito cláusulas que obriguem o consumidor a ressarcir os custos de cobrança de sua obrigação.. que autoriza a revisão contratual e a declaração de nulidade de pleno direito de cláusulas contratuais abusivas.-M. Súmula nº.F.Inocorrência de Mora Debendi.O. O anatocismo é vedado em contratos da espécie. . 30. é o índice que melhor recompõe as perdas ocasionadas pela inflação . É vedada a cumulação de correção monetária com comissão de permanência.G. em face da revisão do contrato. 4494/02. ENCARGOS MORATÓRIOS . é cabível a repetição simples de indébito ainda que não haja prova de que os pagamentos a maior tenham sido ocasionados por erro . No caso concreto. Em virtude da não configuração da mora do devedor. 51.TAXA DE EMISSÃO DE CARNÊ. com base no Decreto nº.T. do CDC. Sendo inadmissível a excessiva onerosidade do contrato.movioearabori. É nula a cobrança.TAXAS DE CADASTRO E DE ABERTURA DE CRÉDITO.J. Sentença que preenche os requisitos dos artigos 458 e seguintes do CPC. .P. Rua Santa Catarina. 359 Rodrigo Arabori OAB/PR nº 57. Disposição de ofício. do S.Pr CEP. nº 50 || sala 1904 || Complexo Empresarial Oscar Fuganti || Londrina . CAPITALIZAÇÃO DE JUROS.F. Autorizada a cobrança de I. Juros reduzidos para 12% ao ano. devem ser restituídos os valores decorrentes da cobrança excessiva.I. a cobrança de juros abusivos é nula. Disposição de ofício. O Código de Defesa do Consumidor é norma de ordem pública.COMPENSAÇÃO E REPETIÇÃO DO INDÉBITO. Também proibida a cobrança de comissão de permanência sem prévia estipulação de índice. são inexigíveis os ônus a título de mora. . em especial quando a sua apuração é contratualmente franqueada à instituição financeira. Aplicação do art. APLICAÇÃO DO CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. sem que igual direito lhe seja conferido contra o fornecedor.David Movio OAB/PR nº 57. por ausência de permissão legal e de pactuação expressa. (grifos nossos).: 86010-470 || Tel. 361 PRELIMINAR DE NULIDADE DA SENTENÇA POR EXTRA PETITA.com .: (43) 3028-8800 || www. IV. Diante da excessiva onerosidade e abusividade do contrato. O I. JUROS REMUNERATÓRIOS.Comissão de Permanência. especialmente em período de estabilidade econômica.O. CORREÇÃO MONETÁRIA. POSSIBILIDADE DE REVISÃO DO CONTRATO E DECLARAÇÃO EX OFFICIO DA NULIDADE DE CLÁUSULAS ABUSIVAS.

e) Seja o réu condenado ao pagamento dos honorários advocatícios sucumbenciais na ordem de 20% em caso de recurso. d) Seja reconhecida na presente ação. ou caso entenda Vossa Excelência.90 (quatro mil.Pr CEP. que abata esse valor nas parcelas finais. parágrafo único. em especial a juntada de documentos.142. e ofereça defesa.: (43) 3028-8800 || www.530. nos termos do artigo 6º. declarando a ilegalidade da incidência de juros excedentes aos legais. restando-se assim demostradas a verossimilhança das alegações e a hipossuficiência do requerente face ao requerido. para que querendo. a nulidade da metodologia eleita pela ré. sob pena de revelia. b) Seja julgada totalmente procedente a presente demanda. 361 3. 359 Rodrigo Arabori OAB/PR nº 57. DOS PEDIDOS Diante os fatos e direitos expostos. c) Seja aplicado o CDC. Rua Santa Catarina.movioearabori. requer: a) Seja citado o Requerido. bem como a vulnerabilidade do requerente no que diz respeito à condição do requerido. a devolução em dobro dos valores desembolsados com a cobrança ilegal da TAC e SERVIÇOS DE TERCEIROS. que somam o montante de R$ 2. na pessoa de seu representante legal para comparecer a audiência de conciliação designada por Vossa Excelência. num montante que totaliza R$ 4. diante as provas irrefutáveis por ora alegadas. com fulcro no artigo 42. tornando nulas as cláusulas contratuais abusivas e ilegais devolvendo-se ao requerente o que foi pago de forma dobrada. e prova pericial. nº 50 || sala 1904 || Complexo Empresarial Oscar Fuganti || Londrina .530. VII do CDC. acrescidos de juros legais e correção monetária desde a data do fim do pagamento. compareça. e determinado o inversão do ônus da prova.: 86010-470 || Tel. f) Pretende provar o alegado por todos os meios de prova em Direito admitidos. da capitalização de juros. na relação. Dá-se à causa o valor de R$ 2.00 (dois mil quinhentos e trinta reais). condenando o REQUERIDO.00 (dois mil quinhentos e trinta reais).com .David Movio OAB/PR nº 57. caso necessária. cento e quarenta e dois reais e noventa centavos).

David Movio OAB/PR nº 57.com .359 Rua Santa Catarina.Pr CEP. nº 50 || sala 1904 || Complexo Empresarial Oscar Fuganti || Londrina .: 86010-470 || Tel. DAVID MOVIO BARBOSA E SILVA OAB/PR nº 57.movioearabori. 03 de abril de 2012. Londrina. 361 Nestes termos.: (43) 3028-8800 || www. pede deferimento. 359 Rodrigo Arabori OAB/PR nº 57.