You are on page 1of 7

ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO I

COLABORAÇÃO: PROGRAMA ESPECIAL DE TREINAMENTO – PET/ECV PRINCÍPIOS BÁSICOS DO MATERIAL CONCRETO ARMADO O concreto armado é atualmente o material mais usado na construção de estruturas de edificações e obras viárias como pontes, viadutos, passarelas, etc. 1.

COMPOSIÇÃO DO CONCRETO O material concreto é composto por dois componentes principais.Ponte em concreto armado. CARACTERÍSTICAS MECÂNICAS DO CONCRETO Boa resistência à compressão • Concreto de baixa resistência: 10 a 25 MPa • Concreto de média resistência: 30 a 55 MPa . 1.1 .1. a argamassa e os agregados graúdos. com ou sem aditivos.Figura 1.Edifício em concreto armado.2.2 . 1. A argamassa é formada pela pasta + agregados miúdos. sendo que a pasta representa o aglomerante e a água. Figura 1.

1. principalmente a areia e a brita. cabendo ao concreto resistir à compressão.3 .• Concreto de alta resistência: > 60 MPa Má resistência à tração (≈10% da resistência à compressão).4. PRINCÍPIO DO CONCRETO ARMADO CONCRETO ARMADO = CONCRETO + ARMADURA + ADERÊNCIA É possível devido a duas propriedades: • aderência recíproca entre concreto e aço • coeficiente de dilatação térmica dos dois materiais aproximadamente -5 o igual αCONCRETO ~ 1. não exige mão de obra com muita qualificação.4 . VANTAGENS DO CONCRETO ARMADO As principais vantagens do concreto armado são: • Economia: matéria prima barata. colocadas na parte inferior.Viga de concreto armado. absorvem os esforços de tração. As armaduras controlam a abertura das fissuras. equipamentos em geral simples . As armaduras.2×10-5/ oC O concreto protege a armadura contra a agressividade do meio ambiente.Viga de concreto simples rompendo-se na parte inferior devido à pequena resistência à tração do concreto. 1.3. Figura 1. Figura 1.0×10 / C αAÇO = 1.

Wayss adquire patentes para usar na Áustria e Alemanha. G. 1902 . 1855 .1a.Hennebique patenteia a viga como atualmente empregada (barras longitudinais com estribos). a 1880 . E.• Moldagem fácil • Resistência: ao fogo.Josef Aspdin desenvolve o chamado cimento Portland. norma francesa. HISTÓRICO NO MUNDO 1824 .Rabut inicia o 1o. 1878 . 1885 . ao desgaste mecânico. 1877 .Maurice Levy.Monier patenteia a construção de tubos. teoria cientificamente consistente e comprovada experimentalmente. ao choque e vibrações • Monolitismo da estrutura • Durabilidade – com manutenção e conservação • Rapidez de construção (pré-moldados) • Aumento da resistência à compressão com o tempo 1. 1852 . lajes e pontes (sem base científica). 1911 . 1909 .Monier consegue chegar ao concreto armado usado atualmente (em termos dos materiais). 1892 . 1884 .1a. 1897 . Mesnager.Monier fabrica vasos de flores.1. 1907 a 1911 .Wayss e Freytag publicam trabalhos experimentais.Hyatt (USA) publica resultados de suas experiências. com 100m de vão que representaria um recorde mundial de 1911 a 1921.6. DESVANTAGENS DO CONCRETO ARMADO As principais desvantagens na utilização do concreto armado são: 3 • Peso próprio elevado (γC = 25 kN/m ) • Menor proteção térmica • Reformas e demolições são trabalhosas e caras • Precisão no posicionamento das armaduras • Fissuras inevitáveis na região tracionada • Construção definitiva HISTÓRICO 1.Lambot expõe o barco de cimento armado na Exposição Universal (França).Freytag adquire patentes de Monier (Alemanha). às influência atmosféricas. 1. norma suiça. Freyssinet.Lambot constrói um barco de cimento armado. François Hennebique desenvolvem e avançam muito no campo teórico e prático do concreto armado.Mörsch (Alemanha) elabora e publica a 1a. curso de concreto armado na “École National des Ponts e Chaussées”.Coignet executa vigotas e pequenas lajes. Hennebique constrói a ponte do Risorgimento.6.F. norma para cálculo e construção em concreto armado (Alemanha). A. Perret. 1906 .Johnson produziu um cimento do tipo usado atualmente (Inglaterra). laje armada com barras de aço de seção circular. 1845 . .1a.Hennebique constrói a 1 . 1867 . 1848 . 1902 .5. 1861 . em Roma. 1904 .

IBRACON . HISTÓRICO NO BRASIL a 1908 . Hotel Quitandinha.Projeto de estruturas de concreto (a partir de abril/2004) NBR 12655 . Clube de Engenharia.6.Associação Brasileira de Normas Técnicas: NBR 6118/2003 . trabalhou com Baumgart. Building Code Requirements for Reinforced Concrete (regulamentos editados pelo ACI . construção em Hecheverria . Estádio do Maracanã. nasceu em Blumenau . RJ. ponte em concreto armado. Projetando a ponte sobre o Rio do Peixe em Joaçaba . 1940 . ABECE – Associação Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural 1.1 .3 NORMAS TÉCNICAS APLICÁVEIS A ESTRUTURAS DE CONCRETO Normas da ABNT . e os túneis do Leme. de Riedlinger. Projetou mais de 100 obras.7.SC. 1920 a 1940 .SC com 68m de vão (1928) e o edifício “A Noite” de 22 andares (1930) no Rio de Janeiro . do Pasmado e Catumbi. Companhia Construtora de Concreto Armado. engenheiro de origem germânica.2.RJ.1 REGULAMENTOS INTERNACIONAIS CEB-FIP – Comité Euro-Internacional du Beton/Federation Internationale de la Precontrainte: sintetiza o desenvolvimento técnico e científico de análise e projeto de estruturas de concreto dos países membros do comitê.Instituto Brasileiro do Concreto.7. entre elas os prédios do Ministério da Fazenda.American Concrete Institute) EUROCODE – regulamenta o projeto de estruturas de concreto da União Européia 1. controle e recebimento de concreto .Associação Brasileira de Cimento Portland. 1. teve destacada atuação no início do concreto armado no Brasil.1 .Antônio Alves Noronha . 1940 a 1950 .Laranjeiras. projeto de Hennembique.RJ. Baumgart.7.7. cursou engenharia no Rio de Janeiro onde se formou em 1918.1a. NORMAS PARA O CONCRETO ARMADO 1.Preparo. a 1912 .professor da Escola Nacional de Engenharia. técnico alemão. Norma brasileira (NB-1) baseada em propostas da ABC (1931) e da ABCP (1937).2 ASSOCIAÇÕES NACIONAIS ABCP .1. do Trabalho.Emílio H.

Símbolos gráficos para projetos de estruturas NBR 9062 . ARMADA concreto armado + ESTRUTUR.Projeto e execução de fundações 1.Projeto e execução de estruturas de concreto pré-moldado NBR 7197 .Ações e segurança nas estruturas NBR 6120 .Barras e fios de aço destinados a armaduras para concreto armado NBR 8953 .Projeto e execução de pontes de concreto armado NBR 6119 .Cargas para o cálculo de estruturas de edificações NBR 7187 .NBR 7480 .8.Execução de desenhos para obras de concreto armado NBR 6123 . TIPOS DE CONCRETO ESTRUTURAL Tabela 2.Tipos de concreto estrutural.Carga móvel em pontes rodoviárias e passarela de pedestre NBR 7191 . MATERIAL descrição CONCRETO SIMPLES cimento Portland + CONCRETO ARMADO concreto c/ armadura de CONCRETO PROTENDIDO concreto armado + CONCRETO C/ FIBRAS concreto armado + ARGAMASS.Cálculo e execução de lajes mistas NBR 7188 .Forças devidas ao vento em edificações NBR 7808 .1 .Concreto – Classificação pela resistência para fins estruturais NBR 8681 . DE AÇO perfis metálicos .Cálculo e execução de obras de concreto protendido NBR 6122 .

a.55 fios de aço curtos e descontín.50 + telas soldadas 100 a 300 kg/m3 armadura difusa taxas mínima e máxima maiores que o c.0. + protensão industrial como o c.50 fios e barras de aço+fios de aço especial 80 a 120 kg/m3 espaçament. 50 a 100 kg/m3 armadura difusa limite de inclusão vol.a.0.a.a. taxa de armadura difusão quantidade discreta APLICAÇÃO EXECUÇÃO COMPORT.0.35 . + participação da protensão fibras descontín. limitado taxas mínima e máxima PESADO como o c.a. limitado taxas mínima e máxima armadura ativa miúdo + graúdo 300 a 500 kg/m3 0.agregados M a t r i z A r m a d u r a tipo de agregado consumo de cimento fator água/ cimento tipo miúdo + graúdo 150 a 300 kg/m3 0.30 . LEVE como o c.80 aço miúdo + graúdo 250 a 400 kg/m3 0.50 . perfis industrializ.0. ESTRUTURAL PESADO com uso de formas compressão simples PESADO no local com formas e armaduras material anisotrópico LEVE montagem no local material homogêneo . Crítico PESADO aplicação única sem formas material quase homogêneo telas de fios de aço só miúdo 500 a 700 kg/m3 0.35 .45 .75 fios e barras de aço 60 a 100 kg/m3 espaçament .0. miúdo e/ou graúdo 300 a 600 kg/m3 0. com maiores cuidados como o c.