You are on page 1of 2

DIAGNOSTICANDO A POSIÇÃO DE SUA EMPRESA PERANTE SEUS PARES

Por Felipe Tavares - Analista do MZ Group

Conceito Para identificar seu posicionamento perante seus pares, as áreas de Relações com Investidores (RI) das empresas listadas nas bolsas de valores encomendam estudos ou desenvolvem de maneira independente análises de seus concorrentes. Essas análises geralmente são feitas por meio da comparação com os peers de mercado, mas também podem ser realizadas a partir do confrontamento com as empresas consideradas como benchmarks, isto é, aquelas consideradas referências no mercado de capitais. Essa comparação pode ser motivada por diversos fatores e objetivos. Vale destacar que a empresa não precisa necessariamente estar listada em bolsa para realizar tal diagnóstico, já que saber como os concorrentes se comportam em qualquer cenário é extremamente importante nos dias de hoje. Objetivos e Exemplos Como dito anteriormente, os objetivos são diversos. De acordo com o que a empresa busca, diferentes métricas e indicadores são utilizados. Verificaremos a seguir as principais análises de pares mais comumente realizadas pelo mercado: > Indicadores Financeiros: iniciaremos com o diagnóstico dos indicadores financeiros. Quando o objetivo é a análise financeira dos pares, podemos citar muitos exemplos de indicadores a serem utilizados, mas os mais comuns são: desempenho das ações no mercado (valor e volume), receita, lucro, EBITDA, Price/Earnings, Enterprise Value/EBITDA e target price (que será abordado a seguir), entre outros. A análise dos indicadores financeiros consiste na decomposição, comparação e interpretação dos demonstrativos financeiros da empresa e a finalidade é transformar os dados extraídos das demonstrações em informações úteis para a comparação perante seus peers. > Monitoramento de Valuation / Estimativas de Analistas (Target Price): o segundo modelo bastante utilizado é o Monitoramento de Valuation / Estimativas de Analistas (Target Price), que visa prover à empresa uma cobertura completa (elaborada por analistas), bem como realiza as estimativas dos múltiplos de mercado e os índices de desempenho das empresas pares. O estudo é destinado à área de RI e à diretoria da companhia e é fundamental para propiciar uma base de comparação e conhecimento do setor como um todo bem como de suas principais empresas. O mapeamento é feito a partir do cruzamento das principais coberturas de cada uma das companhias pares, apresentando a relação das instituições com maior número de coberturas dentre as companhias analisadas. Essas instituições tornam-se alvos potenciais para o esforço da área de RI na busca de novas coberturas para o papel e, consequentemente, na maior visibilidade no mercado.

Atlanta Beijing Chicago Hong Kong Mumbai New York Rio de Janeiro San Diego São Paulo Sydney Taipei Vancouver

> Targeting e Identificação de Investidores: Outro tipo de estudo é o Targeting e Identificação de Investidores, que tem como objetivo prover à companhia informações relativas aos principais acionistas institucionais das empresas selecionadas como pares, propiciando uma análise comparativa que sirva de base para a definição das ações e políticas da área de RI. O relatório obtido é usado para entender que tipo de investidor atua nesse mercado, identificar quais são os maiores aplicadores de recursos e aqueles que investem em diversas empresas dos segmentos analisados. A combinação do perfil de cada instituição investidora e de sua lista de contatos permitirá identificar potenciais alvos das ações de RI. > Comparação dos Documentos de Comunicação com o Mercado: o quarto e último modelo de análise que discutiremos aqui é a Comparação dos Documentos de Comunicação com o Mercado. O Relatório de Comunicação é uma ferramenta que tem como objetivo tornar mais eficiente a comunicação da empresa em questão com o mercado. Quando se fala em material de divulgação, consideram-se o Release de Resultados, os Comunicados ao Mercado, a Apresentação Trimestral, o Fact Sheet, o Website, entre outros materiais. As informações presentes no relatório de comunicação revelam um nível de detalhamento que inclui desde datas de divulgação e de teleconferências, passando pela disponibilização de apresentações, áudio e transcrições no site, até o cargo de palestrantes das teleconferências. Por meio da comparação dos principais instrumentos de comunicação divulgados por empresas pares, assim como os benchmarks do mercado brasileiro e internacional, pretende-se buscar exemplos que auxiliem a empresa na construção e/ou aprimoramento de seu próprio modelo de comunicação, a fim de tornar-se uma referência para o mercado. Conclusões Todos esses meios de análise apresentados no presente artigo sempre possuem um mesmo objetivo: o melhor posicionamento das empresas perante o mercado, seja em aspectos financeiros, disclosure das informações ou comunicação com o mercado. Essa comparação é muito importante, pois é a única forma de mensurar se realmente a companhia está bem ou mal diante de seus pares e referências de mercado. Vale ressaltar que este posicionamento é muitas vezes base para investidores e analistas tomarem suas decisões de investir ou recomendar o papel. Lembrando que análises comparativas são muito válidas, pois tudo depende do referencial, isto é, quando se tem a impressão de que as coisas vão mal, compare, analise, e verifique que nem tudo está perdido. E quando achar que está tudo ótimo e perfeito, compare, e constate que algo sempre pode ser aprimorado.

Felipe Tavares Analista no MZ Group felipe.tavares@mzgroup.com + 55 11 3529-3578 www.mzgroup.com/br

Acompanhe novidades em facebook.com/MZGroupBrasil
Atlanta Beijing Chicago Hong Kong Mumbai New York Rio de Janeiro San Diego São Paulo Sydney Taipei Vancouver