You are on page 1of 1

John Watson e o comportamento

A psicologia é a ciência que estuda os processos mentais e o comportamento humano, sendo que dentro da psicologia existem várias correntes que estudam diferentes processos, sendo que uma delas é o behaviorismo (desenvolvido por John Watson). John Watson (1878), foi um psicólogo americano fundador da (1878), corrente behaviorista. O seu pai, era violento e desordeiro e abandonou a família quando Watson tinha 13 anos. Ambicioso e persistente, apesar de pobre conseguiu entrar para a Universidade Furman aos 16 anos. Recebeu o diploma de mestre após cinco anos de estudos, entrando depois na Universidade de Chicago para se doutorar em psicologia em 1903. Cinco anos depois foi nomeado professor de psicologia experimental. Watson estudou as descobertas feitas por Ivan Pavlov na mesma época do seu doutoramento, e desenvolveu pesquisas semelhantes em biologia, fisiologia e sobre o comportamento dos animais, estudando também o comportamento da criança, concluindo que o comportamento humano era em muitos aspectos semelhante ao comportamento animal. Com base nesta constatação e inspirado nas descobertas de Pavlov, criou dentro da Psicologia uma nova corrente, o Behaviorismo (Comportamentalismo). O estudo do comportamento consiste em estabelecer as relações entre os estímulos (conjunto de estímulos que agem sobre o organismo, podendo ser qualquer elemento do meio externo – raios luminosos, ondas sonoras – ou modificações internas do organismo – movimentos dos músculos, secreções das glândulas) e as respostas (explicitas directamente observáveis ou implícitas - não directamente observáveis). Em 1913 publicou um artigo expondo as suas ideias e estabelecendo as bases da nova corrente da psicologia, contrária à Psicanálise de Freud, que considerava fantasiosa. Watson desprezou também a hereditariedade como responsável por tipos de personalidade, que atribuía exclusivamente à experiência e ao condicionamento do comportamento. O Comportamentalismo, ou Behaviorismo tem como objecto de estudo o comportamento, que é caracterizado pela resposta dada a estímulos externos, sendo que Watson, tem como objectivo teórico prever e controlar o comportamento. Devido a esse carácter objectivo e criterioso, foi dada uma contribuição muito importante para a formação da Psicologia científica. Para tal, foram descartadas as ideias mentalistas, assim como os termos empregados por elas como os de consciência, sensação e mente, pelo fato do Comportamentalismo ter como base estudos mais objectivos e concretos, rompendo com o método de introspecção, pelo fato de admitir a presença de processos conscientes na análise e, por isso, não pode ser objectivamente observada e, também, porque não eram admitidas grandes diferenças entre o estudo do comportamento de animais e de humanos, pois usavam o conceito de estímulos e respostas em ambos. Não é possível afirmar a data precisa da criação do Comportamentalismo, porém, pode-se dizer que surgiu a partir de um protesto contra o Funcionalismo e o Estruturalismo em 1913, sendo uma corrente psicológica que estuda o comportamento das pessoas e dos animais (verificando as suas semelhanças), afirmando que a personalidade não estava relacionada com a hereditariedade, mas sim com as experiências de cada um.