You are on page 1of 39

Balancim Hidráulico

1

ÍNDICE
Seção 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. Índice Apresentação Introdução Características Técnicas Inspeção de Recebimento Abrindo a Embalagem Instalação Operando o Balancim Comandos do Operador 9.1 Acionamento Simultâneo 9.2 Carta ao Operador 10. 11. 12. 13. 14. 15. Segurança Fórmula Manutenção Dúvidas mais Freqüentes Entrega Técnica e Garantia Peças de Reposição Anexos 01. Conjunto Geral 02. Conjunto do Cabeçote 03. Conjunto da Bomba 04. Conjunto Quadro Elétrico 05. Conjunto Tampa Superior do Cilindro 06. Conjunto da Válvula 07. Conjunto Painel Frontal 3 Pressões 08. Conjunto Punho 3 Pressões 09. Conjunto Painel Frontal 1 Pressão 10. Conjunto Punho 1 Pressão 11. Conjunto Regulagem de Altura 12. Esquema Hidráulico 13. Esquema Elétrico 3 Pressões Trifásico 14. Esquema Elétrico 1 Pressão Trifásico 15. Esquema Elétrico 3 Pressões Monofásico 16. Esquema Elétrico 1 Pressão Monofásico Pág. 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 14 15 16 21 22 23

2

2. APRESENTAÇÃO

Balancim Hidráulico PREMIUM 22
Parabéns! Sua empresa acaba de adquirir um produto de alta qualidade. O Balancim Hidráulico PREMIUM 22 foi desenvolvido com um sistema hidráulico e eletro-eletrônico eficiente e seguro, o qual garante velocidade e precisão de corte em diversos materiais como: couro, sintéticos, fibras têxteis, espumas termoplásticas, borracha, papel, EVA e outros, de modo a atender as necessidades da sua indústria, buscando sempre a melhor qualidade. O corpo em ferro fundido GG30 e a coluna com diâmetro super dimensionado (maior da categoria), garantem alta resistência à fadiga do material. Este equipamento possui grande precisão de funcionamento, garantindo assim, ótimo desempenho e produtividade, sendo um grande aliado na sua produção. Possui um sistema de fim de curso de extrema precisão e de fácil ajuste através de uma manopla localizada no cabeçote. A dimensão do mesmo possibilita o uso da mesa em toda sua extensão. Possui contador de batidas com chave liga/desliga, acionamento eletrônico simultâneo, proporcionando assim total segurança para o operador. O carter hermeticamente fechado evita a contaminação do óleo, aumentando significamente sua vida útil. Sua estrutura foi projetada de modo a facilitar o uso de paleteiro para sua movimentação quando a troca de layout for necessária. Desejamos sucesso na sua utilização e nos colocamos à disposição para qualquer informação que possa ser útil para o melhor aproveitamento desta máquina. A Máquinas Klein S.A Indústria e Comércio projeta seus equipamentos com os mais avançados conceitos tecnológicos e produtivos.

O fabricante reserva-se o direito de realizar alterações técnicas para o aperfeiçoamento da máquina.
MÁQUINAS KLEIN S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO Rua: 19 de Novembro, 02 – CEP:93534-490 Fone / Fax: (51) 524-9100 Novo Hamburgo – R.S. comercial@maquinasklein.com.br http://www.maquinasklein.com.br

3

Aqui estão todas as informações necessárias para o manuseio. assim. Este manual é parte integrante do seu equipamento. não podendo ser passadas a terceiros. operação e manutenção da sua máquina.245 Edição – Janeiro / 2005 Versão – 1. nos reservamos o direito de alterar o conteúdo deste manual sem prévio aviso.1 4 . O manual técnico deve estar sempre próximo da sua máquina e a disposição para qualquer dúvida que possa surgir quanto ao uso e manutenção deste equipamento.14. Mantenha-o em lugar protegido de intempéries e elementos que possam danificá-lo. O tempo utilizado para a sua leitura será recompensado com a perfeita integração do operador técnico com a máquina. ™ As informações aqui contidas são de fundamental importância. Este Manual Técnico foi elaborado conforme a Norma NBR. ler atentamente e integralmente este manual técnico. ™ Lembre-se que para a correta operação ou qualquer outra manipulação desta máquina é muito importante antes de qualquer manuseio. Estamos sempre buscando aperfeiçoamento de nossos produtos. INTRODUÇÃO Você tem em mãos o manual técnico da máquina PREMIUM 22.3. Todas as informações aqui contidas são de propriedade exclusiva de Máquinas Klein.

035m³ .35 litros ISO AW 68 40 ± 5°C 785 Kg 815Kg 845 Kg 850 Kg 1000 x 1600 x 1150 mm Dados da Embalagem 5 .5 KW 300 bar 0.4.Trifásico 220V .50/60Hz .50/60Hz .87 KWh 1. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Dados da Máquina Largura Superfície da chapa de alumínio Superfície da mesa Curso do cabeçote Velocidade de corte Pancadas por minuto (curso de 10mm) Força de corte Tensões disponíveis Consumo médio de energia Potência instalada Pressão de trabalho do sistema hidráulico Volume de óleo do reservatório Especificação do Óleo Temperatura de Trabalho ( ambiente à 20°C ) Peso líquido Peso com estrado Peso com embalagem aberta de madeira Peso com embalagem fechada (exportação) Dimensões 850 x 1405 x 970 mm 375 x 530 mm 850 x 450 mm 90 mm 108 mm/s 86 22000 Kg 220V .Trifásico 380V .50/60Hz .Monofásico 0.

Se houver qualquer sinal de violação ou dano não prossiga nas operações de instalação sem antes verificar a integridade de sua máquina. Verifique se não existem sinais de pancadas ou avarias na embalagem e/ou na máquina. INSPEÇÃO DE RECEBIMENTO Sua máquina poderá chegar a sua empresa de três maneiras: Com embalagem plástica Com embalagem aberta de madeira Com embalagem fechada de madeira . 6 . Serviço de Atendimento ao Consumidor Fone / Fax: (51) 524-9100 – Ramal 5 A sua máquina possui uma placa de identificação que deve conferir com os dados descritos em sua nota fiscal. faça uma verificação prévia para certificar-se que a mesma esteja em perfeitas condições. Se for o caso buscar.5.Exportação Em qualquer um destes casos. Havendo dúvidas quanto ao procedimento entre em contato com nosso serviço de Assistência Técnica. justificativas com a empresa transportadora. Informe sempre os dados contidos nesta placa quando for solicitar qualquer informação.

ABRINDO A EMBALAGEM Se sua máquina estiver embalada a primeira etapa será desmontar a embalagem retirando os pregos de fixação. Quando no piso. 7 .6. Os furos que são usados para a fixação do balancim no estrado também servem para a colocação de “VIBRA-STOP”. sua movimentação se faz apenas com um carro hidráulico (paleteiro). Ao desmontar a caixa deve-se ter o cuidado de evitar movimentos e manipulação de ferramentas que possam danificar a máquina. se isto for do interesse do comprador. Solte os parafusos que fixam o balancim ao estrado e com uma empilhadeira. retire-o do mesmo com cuidado.

*Conectar à rede elétrica. Usar um plug para conectar o cabo de alimentação elétrica.7. INSTALAÇÃO Verificações Prévias Observar a área de operação de forma que haja espaço suficiente para: • • • • O operador O material a ser cortado O material cortado Ferramentas (navalhas) Após a definição do local onde a máquina irá operar. efetuar a ligação à rede de alimentação elétrica. SELO DE IDENTIFICAÇÃO DA LIGAÇÃO ELÉTRICA 8 . O cabo possui um selo de identificação. observar o correto sentido de rotação do motor. ATENÇÃO: Para segurança do operador e evitar danos ao sistema eletrônico. é imprescindível a ligação do fio terra. verificando qual a tensão utilizada (220v ou 380v). Esta máquina é ligada em 220v ou 380v. * Usar aterramento *Ao conectar a rede elétrica.

Foi projetada para trabalhar com materiais diversos. (couros. Observar o sentido de rotação dos motores.8. feltros. OPERANDO O BALANCIM Ligando o Máquina O acionamento da chave liga/desliga põe em funcionamento o motor do sistema hidráulico e o sistema eletroeletrônico. garantindo a padronização do corte. e outros). Chave Liga / Desliga O Balancim é uma máquina de Cortar. simultaneamente. Sempre no sentido HORÁRIO. sintéticos. 9 .

Este sistema garante precisão e economia de cepo (ideal para meiocorte). O ajuste da altura do cabeçote em relação à navalha é feito pelo manípulo. etc).9. e conseqüentemente. ao girarmos o manípulo no sentido anti-horário elevamos o cabeçote da máquina conforme indicado na placa localizada no cabeçote. 50mm. desde que o curso seja maior que a navalha utilizada. Ajuste o potenciômetro que existe na parte frontal do cabeçote e a partir do acionamento (quando o cabeçote inicia a descida) é contado o tempo eletronicamente e a inversão acontece quando finda esta contagem. Girando o manípulo no sentido horário descemos o cabeçote. 30mm. Cabeçote Manípulo Potenciômetro 10 . COMANDOS DO OPERADOR O Balancim Hidráulico Premium permite trabalhar com navalhas de diversas alturas (19mm.

O acionamento deve ser realizado simultaneamente nos dois botões com um intervalo de tempo de no máximo 0.1 ACIONAMENTO SIMULTÂNEO. têm sua vida útil até 18 vezes maior que as botoeiras convencionais. é necessário manter os sensores limpos (na Cavidade).8 segundo. Sensor Òptico Os sensores ópticos.: Nunca limpe os sensores com ferramenta pontiaguda (chave de fenda. Obs. tesoura. Use pano limpo e álcool. por não terem movimentos mecânicos. pois o acúmulo de sujeira pode obstruir o feixe de luz. O acionamento do balancim é feito através de sensores ópticos localizados nos punhos fixados no cabeçote. etc).9. fazendo assim com que a máquina não acione. Neste tipo de acionamento eletrônico. 11 .

para auxiliá-lo a tirar o maior proveito deste equipamento. a qual é de extrema importância dentro do processo produtivo. pois é neste momento que. Este equipamento foi projetado de maneira a facilitar a operação de corte. evitando assim esforços repetitivos com os polegares.2. Por isso fizemos este capítulo. Chave Liga/Desliga 2 – Coloque a navalha com o material a ser cortado na posição de corte ou se preferir coloque somente a navalha no cepo e inicie o ajuste. 12 . Este equipamento possui botões ópticos de acionamento. com segurança e menor esforço. operador. produzem qualidade com eficiência. inicia a produção. os quais são uma evolução tecnológica que trazem grandes vantagens para você. pois os mesmos não exigem nenhum esforço para serem acionados. na prática. Leia atentamente os passos abaixo descritos: 1 – Ligue o equipamento (gire a chave Liga/Desliga) localizada na lateral direita do corpo da máquina e espere a rotação do motor estabilizar.9. Carta ao Operador Caro(a) Amigo(a) Todos nós sabemos que profissionais bem treinados e capacitados.

médias e grandes). Nunca deixe esta abertura maior que 8 (oito) milímetros. informe imediatamente o seu superior e/ou o técnico mecânico de sua empresa. pois o equipamento imprimirá a pressão exata para cada caso. pois você pode perder tempo e produtividade. ou seja: Botão 1 + potenciômetro 1 = pressão normal Botão 2 + potenciômetro 2 = pressão extra Botão 3 + potenciômetro 3 = super pressão Potenciômetro 2 Potenciômetro 3 Potenciômetro 1 Botões 1. A máquinas Klein deseja a você um bom trabalho e sucesso na sua vida. 13 . Manípulo 4 – Ajuste o curso do cabeçote no(s) potenciômetro(s) localizado(s) no painel do cabeçote. gire-o uma vez por dia.: Caso você esteja trabalhando com navalhas que exijam pressões distintas (pequenas. Caso você trabalhe com cepo inteiro. Caso a máquina que você está operando seja um Premium 22/3 haverá três potenciômetros para que você ajuste pressões diferentes.3 – Ajuste a altura do cabeçote acima da navalha através do manípulo localizado na parte superior do mesmo. Haverá uma economia de cepo. Caso você note alguma anormalidade no equipamento. Você terá disponível o recurso de regulagem individual para cada um dos casos.2 e 3 Este recurso facilitará sobre-maneira seu trabalho. Ex.

Manter a máquina limpa. 9 OBSERVE CUIDADOSAMENTE OS MECANISMOS E SUAS REGULAGENS PARA NÃO DANIFICAR A MÁQUINA. 9 NÃO OPERE ESTE EQUIPAMENTO COM LUVAS OU MANTAS QUE POSSAM PRENDER. RETIRE O PLUG DA REDE ELÉTRICA E AGUARDE QUE TODOS OS LED`S DO QUADRO ELÉTRICO ESTEJAM DESLIGADOS. 9 NÃO ACIONE A MÁQUINA SE A MESMA ESTIVER COM COMPONENTES SOLTOS OU MAL FIXADOS. durabilidade e segurança do operador. Regular a pressão adequada nos potenciômetros. 9 NUNCA OPERE A MÁQUINA COM AS TAMPAS ABERTAS. 9 CONECTE O CONDUTOR DE ATERRAMENTO. SEGURANÇA Para a correta operação deste equipamento observe com atenção os tópicos abaixo relacionados. Conservar o cepo em boas condições (paralelo e plano). Lembre-se que para o bom funcionamento da sua máquina é necessário: 9 9 9 9 9 Conservar a perfeita afiação da navalha. 9 PARA FAZER MANUTENÇÃO NO SISTEMA ELÉTRICO. DESLIGUE A MÁQUINA. Regular corretamente a altura do martelo. 9 NUNCA OPERE A MÁQUINA SE NÃO TIVER PLENO CONHECIMENTO DE SEU FUNCIONAMENTO.10. 14 . Essas observações garantem o bom desempenho.

11. Força de corte = perímetro × pressão OBS. III .Condições do cepo. Para isto damos um exemplo de como proceder. . MATERIAL Lã Algodão Amianto Têxtil Pelica Couro Borracha Tecido Couro Contra-forte / couraça Plástico PRODUTO Roupas Roupas Juntas Carpetes Sapatos / Artefatos Solas Solas Roupas / Tênis / Bolsas Sapatos / Artefatos Sapatos Estojos / Sapatos PRESSÃO (Kgf/cm) 62 a 70 90 a 140 160 58 a 80 70 a 80 100 85 90 a 140 80 75 70 Os valores da tabela acima relacionados são referenciais. . . . 15 . A força de corte calculada não deve ultrapassar a força de corte da máquina 22000 Kg. . (Atenção para a unidade de medida a utilizar – Centímetro ).Somar o perímetro de corte. qual a pressão a utilizar conforme o material a ser cortado.: Acione a máquina somente quando o cabeçote estiver cobrindo toda a navalha. multiplique o valor encontrado no item I pelo dado retirado da tabela do item II.Quantidade de vazadores.Qualidade da navalha. . II .Proximidade das lâminas.Espessura do material.A seguir. I ... Medidas A+B+C+D.Verifique na tabela abaixo. FÓRMULA Para saber se a sua navalha pode ser utilizada nesta máquina.Extrator na navalha. deve-se calcular a força necessária para realizar o trabalho. podendo variar conforme: .

Sistema Elétrico O sistema elétrico foi desenvolvido de forma a operar com grande precisão e durabilidade.12. Tampa Placa Eletrônica Disjuntor Transformador 16 . No entanto. visando obter um bom rendimento e aumentar a vida útil de sua máquina. destacamos a seguir. deve-se manter a tampa deste compartimento sempre fechada para proteger seus componentes contra poeiras e umidade. MANUTENÇÃO Esta máquina foi desenvolvida de forma a operar com ótimo desempenho e grande durabilidade. Para garantir o bom funcionamento e durabilidade. alguns pontos importantíssimos. para atingirmos esta condição.

deve-se retirar o óleo. devese fazê-lo através da tampa lateral esquerda. O acesso e a visualização dos componentes hidráulicos foram projetados para facilitar o manuseio. Retire os parafusos que a prendem e retire-a.Reservatório de óleo Este equipamento já vai com o óleo. Tampa Após esta operação. pois o reservatório é fechado e não exige sua retirada para movimentação e transporte. Tampa 17 . Em caso de manutenção no sistema hidráulico. solte os parafusos da tampa lateral direita e prossiga com a manutenção necessária. Para isto. Retire o óleo (35 litros) e coloque-o em um recipiente livre de sugeira e umidade.

Fixe a tampa lateral direita com um vedante. A ligação deve ser feita de forma que o motor gire no sentido horário. Lubrificação Na coluna do martelo tem duas cavidades opostas onde o óleo sob pressão. Cavidades 18 . Dados do óleo Óleo hidráulico : ISO AW68 Ex. cria o efeito de “colchão hidráulico” com a finalidade de deixar o martelo mais leve.: Retirar o óleo e filtrá-lo 1 (uma) vez ao ano. Fixe a tampa lateral esquerda.: Móbil Hidráulico 68 Ipiranga AWG68 Obs.Em caso de substituição do óleo. proceda como descrito acima e realize a limpeza interna do reservatório com querosene. Limpe ou troque o elemento filtrante (filtro). a fadiga do operador. Observe que o filtro da bomba fique coberto pelo fluído. Somente após a colocação do fluído deve ser procedida a instalação junto a rede elétrica. evitando assim. Coloque o óleo através da abertura lateral esquerda (35 litros).

19 . pois pode acontecer do excesso de óleo vazar pelo colar da coluna. Abra somente o necessário. No sentido horário você aumenta o fluxo de óleo e no sentido antihorário você diminui o fluxo de óleo para as cavidades. regule a passagem de óleo para as cavidades. Para ter acesso à eles. retira a tampa superior da coluna e com uma chave sextavada (tipo Allen). Parafusos de regulagem da vazão de óleo para as cavidades.Esta regulagem é feita através de dois parafusos dentro da coluna.

e. A válvula de alívio é regulada para uma pressão máxima de 250 bar. Válvula de alívio 20 . se por algum motivo a pressão de trabalho for maior.Proteção do sistema hidráulico Como proteção do sistema hidráulico do Balancim Premium. temos instalado uma válvula de alívio. o mesmo desvia o óleo para o tanque.

quarto e quinto led.O balancim não tem força. Verifique se não há rompimento do anel |O-ring da tampa inferior do cilindro. O segundo. . Retire a tampa superior da coluna do cabeçote e aperte os parafusos das engrenagens cônicas. Dúvidas mais Freqüentes Apresentamos a seguir as dúvidas mais freqüentes apresentadas por nossos clientes junto ao setor de assistência técnica.O balancim parou. Verifique se não há algum fio rompido junto ao plug de alimentação. Se algum destes estiver ligado é porque existe sugeira no mesmo. Limpe com um pano com álcool. são sinais dos sensores ópticos dos punhos. Verifique se o disjuntor. Não utilize ferramentas pontiagudas para este serviço. Verifique a bomba. terceiro. . Abra o tanque e retire o óleo.13. localizado dentro do quadro elétrico está ligado. 21 . . Abra o quadro elétrico e verifique os leds da placa eletrônica. . se após seguir os passos para sua resolução o mesmo não for solucionado entre em contato com nossa Assistência Técnica pelo telefone (51) 3524-9100 – Ramal 5. Verifique se a mangueira não está rompida. Se o eventual problema que ocorrer em sua máquina não estiver descrito aqui ou. Verifique se a chaveta da bomba não está rompida. Verifique se a mola que faz o retorno do solenóide não está quebrada.Não consigo regular a altura do cabeçote. O primeiro led deve estar ligado.O balancim não liga.

durante os primeiros 6 (seis) meses contados da data da emissão da nota fiscal de entrega. os quais serão efetuados por nossa assistência técnica ou por assistência técnica autorizada pelas MÁQUINAS KLEIN S. fornecido pelo fabricante.14.S.maquinasklein. INDÚSTRIA E COMÉRCIO. 02 – CEP:93534-490 Fone / Fax: (51) 594-4100 Novo Hamburgo – R.br  Garantia MÁQUINAS KLEIN S/A INDÚSTRIA E COMÉRCIO.com.A. desde que sejam obedecidas todas as especificações técnicas para uso do equipamento.A. responde pela qualidade e perfeito funcionamento dos equipamentos. não cobre os defeitos apresentados pelo mau uso do equipamento e/ou consertadas por técnicos não credenciados por MÁQUINAS KLEIN S/A INDÚSTRIA E COMÉRCIO. MÁQUINAS KLEIN S. A garantia oferecida por MÁQUINAS KLEIN S/A INDÚSTRIA E COMÉRCIO. comercial@maquinasklein. INDÚSTRIA E COMÉRCIO. Máquina: Modelo: Número de Série: Ano de Fabricação: Data da Compra: N° da Nota Fiscal Balancim Premium 22 22 . ENTREGA TÉCNICA E GARANTIA Entrega Técnica Os serviços de supervisão técnica na instalação estão incluídos no preço do equipamento.br http://www.com. Rua: 19 de Novembro.

INDUSTRIA E COMÉRCIO Rua: 19 de Novembro.maquinasklein.com. Se utilizar em sua máquina componentes que não sejam originais. você estará comprometendo a qualidade e durabilidade podendo causar danos e invalidar a garantia.A. o número de série. Use somente peças originais KLEIN. MÁQUINAS KLEIN S. informe o modelo da máquina.br 23 . Se houver necessidade de substituir qualquer componente. 02 – CEP:93534-490 Fone / Fax: (51) 524-9100 Novo Hamburgo – R. data de fabricação e o código da peça.15.S.com.br http://www. PEÇAS DE REPOSIÇÃO Nas páginas a seguir estão relacionados os desenhos das peças de reposição e listagem dos códigos. comercial@maquinasklein.

00.000 kg 0.73.73.001.019-0 3.15 ±0.016-6 3.034-2 2.000-0 3.5 até 6 acima 6 até 30 7 DIN 7168 13 20 15 10 Arruela pressão 3/8" 12 11 10 9 ÍTEM SISTEMA KANBAN MÉTODOS E PROCESSOS 8 8 7 6 5 4 3 2 1 18 Parafuso Din 912 M8x16 27 0.064-4 2.309-3 2.21.001 .000 kg 0. ALTERAÇÃO DATA NOME Montagem Balancim DESENHO: 3.73.033 BHP 3.8 ±1.1 ±0.000 kg 0.001.004-2 3.272-0 2.000 kg 0.019-2 2.000 kg 0.027 BHP 3.2 0.001.73.000 kg 0.050-2 2.2 ±0.031 BHR 3.000 kg 0.17.001.001.000 kg 0.227 kg 0.00.033-3 3.156-2 2.16.001.000 kg 0.001.000 kg 0.16.015-8 3.09.002-6 3. 2cv 4 Pólos 220/380v 60 Hz Forma B5 Arruela pressão 5/16" Porca DIN 934 M12 Parafuso DIN 558 M12X45 Parafuso Din 933 M10 x 20 Parafuso Allen Abaulado M8x20 Parafuso Din 912 M10x35 Parafuso Din 912 M10x50 Parafuso Din 912 M8x35 Parafuso DIN 913 M8x10 Parafuso Din 912 M6x20 Parafuso Din 912 M4 x 10 DENOMINAÇÃO ESCALA 3.000 kg 0.2 ±2 ±0. PESO Tratamento Térmico Dureza Tratamento Térmico Camada NOME PROJETISTA REVISADO ACAB.000 kg 0.002 BHR 3.5 ±1.73.007-4 2.000 kg 0.2 ±0.67.07.05 ±0.17.000 kg 0.000 kg 4 26 29 acima 30 acima 120 acima 315 acima 1000 acima 2000 acima 4000 acima 8000 acima 12000acima 16000 até 120 até 315 até 1000 até 2000 até 4000 até 8000 até 12000 até 16000 até 20000 30 29 28 27 26 25 24 23 22 21 ±5 ±7 ±6 ±8 16 ±3 ±5 ±4 ±6 ±0.000 kg 0.025-5 3.000 kg 0.00.10.00.028 BHP 3.001-8 Premium BHP 1.008 BHP 2.001.000 kg 1 POS.097-8 2.006 BHP 1. RUGOSIDADE Ra(um) PEÇA: DATA 9 14 22 23 10 11 21 6 13 28 WinXp 12 8/12/2004 3.000 kg 0.00.063-4 2.026 BHP 2.000 kg 0.73.001.1 ±0.000 kg 0.73.8 GROSSO ±0. SUP.5 ±0.000 kg 0.017-4 3.000 kg 0.17.019 3.001.233-4 2.000 kg 0.000 kg 0.001-6 CÓDIGO DESENHO 0.00.09.210 BHP 2.031-7 2.73.350-6 2.001.15 ±0.00.000 kg 0.2 ±3 3 4 20 19 18 17 16* 15 14 13 acima 0.73.3 ±0.73.044-0 2.001.006-6 2.182-9 2.000 kg 0.000 kg 0.5 ±0.8 ±2 ±4 24 30 FINO ±0.000 kg 0. Aço Prata Ø10x40 Tampa Anel Raspador Batente da Martelo Tampa Lateral Direira Tampa Lateral Esquerda Tampa Fix.054-1 2.000 kg 0.17.004 BHP 0.037-7 2.001.4 M Á Q U I N A S CÓDIGO: MÁQUINA: CÓD.346-0 2.022-9 2.67. Haste Cilindro Conjunto Elétrico Conjunto da Bomba Conjunto Martelo Corpo Usinado Volante Motor Trifásico Chapa Fixação Motor Elastomero Tampa do Motor Anel Raspador Cepo O´ring 2-171 Mangueira Hidráulica Bujão BSIA 3/4" NPT Motor Trif.120-9 2.034 BHP 3.000 kg BHP 2.00.018-2 3.25 2 32 17 31 33 6 19 5 18 12 Anexo 01 33 32 31 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 7 1 4 2 2 4 6 4 8 4 1 4 4 QT.07.000 kg 0.006-9 3.73.3 MÉDIA ±0.08.000 kg 0.

001.181 BHR 4.001.415-6 2.14. RUGOSIDADE Ra(um) PEÇA: DATA Luciano 28/12/2004 12 3.000 kg 0.67.771 kg 6.112-7 3.013-1 3.085 0.147-0 2.016-8 2.000 kg 0.667 kg 0.080 kg acima 6 até 30 17 18 17 16 acima 0.001.006 BHS 4.000 kg 0.001.00.251 kg 0.67.044 BHR 4.67.001.057-4 2.006-6 2.67.8 GROSSO ±0.67.013 0.164-0 2.00.2 0.21.000 kg 0.051-9 2.001 BHR 4.002-6 Premium BHP 1.000 kg 0.056-2 3.000 kg 0.000 kg 0.192-5 3.017 BHR 4.6 O´ring 2-253 Anel Metálico Haste Batente de Poliuretano Oring 2016 O´ring 2-156 Manipulo MSF-6236-M12 Mola Cônica Arruela pressão 5/16" Porca DIN 934 M8 Porca Din 934 M6 Parafuso Din 7991 M8 x 40 Parafuso Din 914 M10x25 Parafuso Allen Abaulado M8x10 Parafuso Din 7991 M6x16 Parafuso Din 913 .21.15 ±0.011-5 3.007-4 2.4x8.067-8 3.2 ±0.016 kg 0.020 BHP 3.5 ±1.239-0 2.019 BHR 4.003-4 3.15 ±0.001.002.014 0.00.114-3 3.00.153 kg 0.028-8 2.173-2 2.377 kg 0.000 kg 0.000 kg 0.24.044-0 2.055-4 3.038-4 3.73.08.1 ±0.012-3 3.001.17.73.018 BHR 4.17.5 ±0.002.73. SUP.03.169 BHR 2.119-6 2.003.5 até 6 4 14 15 14 13 12 11 10 9 8 BHR 4.023 BHP 2.000 kg 0.000 kg 0.09.043-3 3.030 kg 13.25.019-9 CÓDIGO BHP 4.066 BHP 2.67.67.000 kg 0.000 kg 36 31 30 29 28 ±6 ±8 27 47 ±5 ±7 27 26 25 24 ±0.21.67.133 BHS 4.00.000 kg 0.000 kg 0.012 kg 0.000 kg DIN 7168 16 Arruela Pressão 3/8" ÍTEM SISTEMA KANBAN MÉTODOS E PROCESSOS 21 20 7 6 5 29 41 4 3 2 1 POS.187-0 2.09.017-6 2.43 5 26 22 46 1 8 28 39 1 40 3 42 30 23 11 2 37 45 48 47 46 45 44 43 42 41 40 39 38 37 36 35 34 33 32 1 1 1 1 1 1 1 1 1 2 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 4 1 1 2 1 1 1 1 6 6 2 6 2 2 8 2 4 2 1 2 QT.096-2 2.107 BHR 3.17.3 ±0.000 kg 0.034 kg 0.1 ±0.73.00. Anexo 02 Bucha Guia da Haste Tampa Inferior do Cilindro Haste Regulagem de Altura Haste do Pistonete Conjunto Tampa Superior Cilindro Conjunto Painel Frontal Conjunto Martelo . Tampa Haste Reg.154-6 2.3 MÉDIA ±0.657 kg 35 6 7 31 7 38 7 16 12 13 10 acima 30 acima 120 acima 315 acima 1000 acima 2000 acima 4000 acima 8000 acima 12000acima 16000 até 120 até 315 até 1000 até 2000 até 4000 até 8000 até 12000 até 16000 até 20000 19 7 24 32 15 33 6 34 9 18 145.002.Solda Conjunto da Válvula Conjunto Regulagem de Altura Engrenagem Cônica Conjunto Punho 3 Pressões Suporte dos Fios Haste do Cilindro Conj.034 BHR 3.001 BHR 1.001 kg 0.M6x8 Parafuso Allen Abaulado M4x10 Parafuso DIN 912 M8x35 Parafuso DIN 912 M6 x 40 Parafuso Din 913 M6x16 DENOMINAÇÃO ESCALA 3.67.2 ±0.000 kg 0.023-6 3.4 M Á Q U I N A S CÓDIGO: MÁQUINA: CÓD.005 BHR 2.8 ±1.000 kg 0.00.67.001.004 BHR 3.054-6 3.154-8 2.191-7 3.000 kg 0.001.085-6 3.354-9 2.17.001.517 kg 3.5 ±0.041 kg 0.001.007 BHP 1.213-2 2.002.21.115-9 2.042-5 3.08.168 BHR 4.73.67.184-4 3.002.001.8 ±2 ±4 ±3 ±5 ±4 ±6 ±0.73.67.73.00.004 .269-0 2.000 kg 0.001.67.058 BHR 4. ALTERAÇÃO DATA NOME Conjunto Martelo DESENHO: 3.001.001.595 kg 0. 16 Parafuso DIN 912 M10 x 50 DESENHO PESO Tratamento Térmico Dureza Tratamento Térmico Camada NOME PROJETISTA REVISADO ACAB.024 BHP 4.000 kg 0.026-8 2.000 kg 0.2 ±2 BHR 4.007 kg 0.065 BHP 4.386-9 2.064-4 2.001.154-3 2.005-0 3.339-5 2.00.001.17.034 BHR 3.2 ±3 44 48 25 23 22 21 20 19 FINO ±0.001.003.000 kg 0.17.001. Altura Pistonete Bucha Guia da Mola Arruela de Encosto da Mola Trava da Haste Regulagem Altura Conjunto Punho 1 Pressão Tampão Interno Haste do Cilindro Tampa da Coluna Chapa Proteção Martelo Painel Sobe Desce Anel Elástico DAI 120 Anel Elástico DAI 34 Anel Elástico Ø12 DIN 6799 Rebite POP Ø2.002.05 ±0.25.73.005-8 3.000 kg 0.

103-8 2.15 ±0.933 kg 0.5 até 6 acima 6 até 30 ±0.2 ±3 ±0.223-7 2.73.2 ±2 acima 0.224-5 2.16.132 kg 0.000 kg 0.4 M Á Q U I N A S CÓDIGO: MÁQUINA: CÓD.16.15 ±0.081 0.020-2 CÓDIGO BHP 4.2 ±0.73. 0.16.139-9 3.00.131 BHR 4.2 3 acima 30 acima 120 acima 315 acima 1000 acima 2000 acima 4000 acima 8000 acima 12000acima 16000 até 120 até 315 até 1000 até 2000 até 4000 até 8000 até 12000 até 16000 até 20000 11 ±5 ±7 ±6 ±8 10 7 5 ±4 ±6 4 FINO ±0.67.000 kg 0.05 ±0.001.013 kg 9 10 9 8 1 7 6 5 4 6 3 2 1 POS.5 ±1.054 BHR 4.8 ±1.000 kg 0.73.3 ±0.8 ±2 ±4 ±3 ±5 8 DIN 7168 Anexo 03 11 1 1 1 1 1 1 1 1 1 4 2 QT.3 MÉDIA ±0.5 ±0. RUGOSIDADE Ra(um) PEÇA: DATA Luciano 12 12/1/2005 3.000 kg 0.67.001.17.5 ±0.167 kg 0.000 kg 0.8 GROSSO ±0.1 ±0.00.001.004-2 Premium BHP 2.063-9 2. ÍTEM SISTEMA KANBAN MÉTODOS E PROCESSOS Válvula de Alívio Bloco de Distribuição Adaptador do Filtro Acoplamento Anel Oring 2-020 Filtro de òleo Bomba 19cm³ Conexão UMA 20x3/4" Bujão BSIA 1/4" NPT Parafuso DIN 912 M6x40 Parafuso DIN 912 M6x16 DENOMINAÇÃO ESCALA 3. ALTERAÇÃO DATA NOME Conjunto da Bomba DESENHO: 3.006 .032-8 3.028-5 2. SUP.048 kg 0.128-1 2.055 BHP 3.033-6 3.008 kg 0.1 ±0.001.001.000 kg DESENHO PESO Tratamento Térmico Dureza Tratamento Térmico Camada NOME PROJETISTA REVISADO ACAB.2 ±0.2 0.16.028-8 2.

17.21.2 ±2 ±0.001.115-1 2.15 ±0.16 9 14 acima 30 acima 120 acima 315 acima 1000 acima 2000 acima 4000 acima 8000 acima 12000acima 16000 até 120 até 315 até 1000 até 2000 até 4000 até 8000 até 12000 até 16000 até 20000 ±4 ±6 ±5 ±7 ±6 ±8 7 15 4 FINO ±0.3.000 kg 0.2A Chave CR 020 Passador 3/4" F1071 Passador 1/2" F1802 Passador 3/8" F1014 Arruela Lisa 1/4" Parafuso Cab.000 kg 0.000 kg 0.4 M Á Q U I N A S 11 1 10 12 17 ACAB.02.15 ±0.028 kg 0. DESENHO Tratamento Térmico Dureza Tratamento Térmico Camada 0.3 ±0.5 até 6 3 13 Placa Componentes Tampa Quadro Elétrico Caixa Quadro Elétrico Fecho em Poliamida Dobradiça Placa Eletrônica Disjuntor PKZ MC 10 . acima 0.000 kg PESO NOME PROJETISTA REVISADO DATA Luciano 12 5/1/2005 3. ALTERAÇÃO DATA NOME Conjunto Elétrico DESENHO: 3.526-8 3.73.3 MÉDIA ±0.029-8 3.028-0 2.322-2 2.20.2 ±3 ±0.074-4 2.21.036 BHP 3.850 kg 3.20.8 ±1.20.001-5 2.000 kg 0.17.2 ±0.380v Transformador 220v/24-28v .73. Chata M4x8 Din 87 Parafuso Cab.17.000 kg 0.006-9 Premium BHP 2.411-3 2.001.000 kg 0. Cilindrica c/ Fenda M4x8 DENOMINAÇÃO ESCALA 4.029-7 2.006 kg ÍTEM SISTEMA KANBAN MÉTODOS E PROCESSOS DIN 7168 5 2 8 6 POS.351-4 2.05 ±0.1 ±0.02.027-9 2.254-9 2.73.001.000 kg 0.5 ±0.035 Ref.352-2 2.5 ±0.026-8 2.03.09.8 ±2 ±4 ±3 ±5 acima 6 até 30 Anexo 04 17 16 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 1 1 1 1 2 1 1 1 1 1 1 1 4 4 4 4 4 QT.000 kg 0.20.545-9 2.000 kg 0.000-9 CÓDIGO BHP 3.2 0.043-2 2.000 kg 0.001. Cilindrica C/ Fenda M6x16 Parafuso Cab.8 GROSSO ±0.017 kg 0.008 .02.037 BHP 2. Cilindrica DIN 84 M4x6 Parafuso Cab.000 kg 0.000 kg 0. 25123 Ref.1 ±0.5 ±1. 91791 0.035 kg 0. CÓDIGO: MÁQUINA: RUGOSIDADE Ra(um) PEÇA: CÓD. SUP.2 ±0.

232-6 CÓDIGO BHR 4.17.67.8 ±1.2 0.000 kg 0.011-5 Premium BHP 2.5 até 6 acima 6 até 30 ±0.002.4 M Á Q U I N A S CÓDIGO: MÁQUINA: DESENHO: CÓD.058-9 3.000 kg 0.002.000 kg 2 8 7 6 5 4 3 2 1 POS.16.018 DESENHO 0.000 kg 0.2 ±0. 3 BHP 3.000 kg 0.2 ±2 acima 0.001.2 ±0.048-1 2.9 9 6 6 acima 30 acima 120 acima 315 acima 1000 acima 2000 acima 4000 acima 8000 acima 12000acima 16000 até 120 até 315 até 1000 até 2000 até 4000 até 8000 até 12000 até 16000 até 20000 4 ±6 ±8 4 8 5 1 FINO ±0.015 BHR 4.131-7 2.002.020 .002.016 BHR 4.117-8 3. SUP. Supreior Tampa Superior do Cilindro Tampa Regulador de Vazão Tampa Regulador de Vazão Vedação da Lubrificação O´ring 2-249 O´ring 2-208 Mangueira Lubrificação Superior DENOMINAÇÃO ESCALA 3.5 ±1.15 ±0.053-8 3.67.1 ±0.17.1 ±0.67.000 kg 0.037 BHR 4.036 BHR 4.001.3 MÉDIA ±0.8 GROSSO ±0.5 ±0.021 BHR 4.000 kg 0.010-8 2.000 kg 0.15 ±0.73. Parafuso Regulagem Lubrificação Conexão Lubrif.002.8 ±2 ±4 ±3 ±5 ±4 ±6 ±5 ±7 7 DIN 7168 ÍTEM SISTEMA KANBAN MÉTODOS E PROCESSOS Anexo 05 9 2 1 1 2 1 2 1 1 1 QT. ALTERAÇÃO DATA NOME Conjunto Tampa Superior Cilindro 3.05 ±0.002.67.67.000 kg PESO Tratamento Térmico Dureza Tratamento Térmico Camada NOME PROJETISTA REVISADO ACAB.3 ±0.116-0 3.5 ±0.011 0.052-0 3.000 kg 0. RUGOSIDADE Ra(um) PEÇA: DATA Luciano 12 13/1/2005 3.2 ±3 ±0.67.

000 kg 0.000 kg 0.2 ±2 6 acima 0.214-0 2.8 ±1.000 kg 0.67.08.001.000 kg 4 12 11 10 9 8 ÍTEM SISTEMA KANBAN MÉTODOS E PROCESSOS 1 13 7 6 5 4 3 2 1 POS. ALTERAÇÃO DATA NOME Conjunto da Válvula DESENHO: 3.07. Anexo 06 Tubo Distanciador Flange Suporte Bloco da Válvula Spool da Válvula Solenoide A-5-0685000 24Vcc 2.011 0.45Amp Oring 2016 Conexão UMA 20x3/4" Bujão BSIA 1/4" NPT Mola do Spool Porca DIN 936 M10x1 Parafuso DIN 933 M8 x 20 Parafuso Din 912 M4x50 Parafuso Din 912 M8x80 DENOMINAÇÃO ESCALA DIN 7168 3.012-0 3.67.002.2 ±0.137-2 3.8 10 6 11 6 acima 30 acima 120 acima 315 acima 1000 acima 2000 acima 4000 acima 8000 acima 12000acima 16000 até 120 até 315 até 1000 até 2000 até 4000 até 8000 até 12000 até 16000 até 20000 7 ±0.000 kg 0.8 ±2 ±4 ±3 ±5 ±4 ±6 ±5 ±7 ±6 ±8 FINO ±0.67.000 kg DESENHO PESO Tratamento Térmico Dureza Tratamento Térmico Camada NOME PROJETISTA REVISADO ACAB.550-5 2.15 ±0.022 0.040-5 2.5 ±0.000 kg 0.173-2 2.001.000 kg 0.192-5 BHR-22 BHR 2.16. BHR 4.000 kg 0.20.5 até 6 acima 6 até 30 2 12 5 3 13 3 1 1 1 1 3 1 3 1 2 2 3 3 QT.129 BHR 4.3 ±0.1 ±0.000 kg 0.05 ±0.034-6 2.001.013 BHR 4.078-3 3. SUP.169 .116-7 2.15 ±0.2 ±0.001.1 ±0.000 kg 0.4 M Á Q U I N A S CÓDIGO: MÁQUINA: CÓD.000 kg 0.17.16.049-0 CÓDIGO BHR 4.061 BHR 2.000 kg 0.8 GROSSO ±0.2 ±3 ±0.010-4 2.128-1 2.00.3 MÉDIA ±0.14.001.67.67.000 kg 9 0.2 0. RUGOSIDADE Ra(um) PEÇA: DATA Luciano 12 4/1/2005 3.00.028-5 2.5 ±1.5 ±0.

5 ±1.165-0 2.00.3 MÉDIA ±0.08.acima 30 acima 120 acima 315 acima 1000 acima 2000 acima 4000 acima 8000 acima 12000acima 16000 até 120 até 315 até 1000 até 2000 até 4000 até 8000 até 12000 até 16000 até 20000 ±5 ±7 ±6 ±8 4 ±0. RUGOSIDADE Ra(um) PEÇA: DATA Luciano 12 12/1/2005 3.20.05 ±0. Painel Frontal Potenciometro 4K7 Chave CS 301D Knob Joto 154 Preto Contador Veeder Root Porca Din 934 M4 Parafuso Allen Abaulado M4x10 DENOMINAÇÃO ESCALA 2.662-5 2.147-0 CÓDIGO BHP 4.202-6 2.000 kg DESENHO PESO Tratamento Térmico 5 Dureza Tratamento Térmico Camada NOME PROJETISTA REVISADO ACAB.001.000 kg 0.000 kg 0.8 ±2 ±4 ±3 ±5 ±4 ±6 1 FINO ±0.1 ±0.5 até 6 acima 6 até 30 DIN 7168 7 ÍTEM SISTEMA KANBAN MÉTODOS E PROCESSOS Anexo 07 7 6 5 4 3 1 3 1 3 1 2 2 QT.014-1 2.2 ±0.5 ±0.24.000 kg 0.20.4 M Á Q U I N A S CÓDIGO: MÁQUINA: CÓD. ALTERAÇÃO DATA NOME Conjunto Painel Frontal DESENHO: 3.3 ±0. SUP.005-0 Premium BHP 3.2 ±3 ±0.000 kg 0. 0.22.001.021 0.188-7 2.000 kg 0.000 kg 0.2 0.15 ±0.2 ±2 3 acima 0.000 kg 2 6 2 1 POS.8 ±1.136-5 2.007 .73.2 ±0.15 ±0.5 ±0.8 GROSSO ±0.1 ±0.20.

8 ±1.5 até 6 acima 6 até 30 ±0.114-3 BHR-22 BHR 3.1 ±0. SUP.041 BHR 4.002.2 ±3 4 ÍTEM SISTEMA KANBAN MÉTODOS E PROCESSOS DIN 7168 1 3 Anexo 08 5 4 3 2 1 POS.8 ±2 ±4 ±3 ±5 ±4 ±6 ±5 ±7 ±6 ±8 5 2 FINO ±0.010-5 CÓDIGO BHR 3.5 ±1.4 M Á Q U I N A S CÓDIGO: MÁQUINA: DESENHO: CÓD.5 ±0.3 ±0.097-0 2.15 ±0.002.002.000 kg 0.144-5 3.034 .67.000 kg 0.000 kg 1 0.2 ±2 acima 0.2 0. RUGOSIDADE Ra(um) PEÇA: DATA Luciano 12 30/12/2004 3.033 BHR 4.000 kg 0.032 0.000 kg 0.556-4 2.2 ±0.000 kg DESENHO PESO Tratamento Térmico Dureza Tratamento Térmico Camada NOME PROJETISTA REVISADO ACAB. 1 1 1 1 2 QT.002.67. Acionador Optico BHR Capa do Punho Conjunto Base do Punho Botão 3 Pressões Parafuso Din 913 M4x4 DENOMINAÇÃO ESCALA 3.105-4 3.67.acima 30 acima 120 acima 315 acima 1000 acima 2000 acima 4000 acima 8000 acima 12000acima 16000 até 120 até 315 até 1000 até 2000 até 4000 até 8000 até 12000 até 16000 até 20000 ±0.00.8 GROSSO ±0. ALTERAÇÃO DATA NOME Conjunto Punho 3 Pressões 3.1 ±0.05 ±0.3 MÉDIA ±0.67.5 ±0.20.2 ±0.15 ±0.

001.5 ±0.014-1 2.4 M Á Q U I N A S 5 CÓD.5 ±1.3 MÉDIA ±0.73.000 kg 0.042 .5 até 6 acima 6 até 30 DIN 7168 7 ÍTEM SISTEMA KANBAN MÉTODOS E PROCESSOS Anexo 09 7 6 5 4 3 2 1 1 1 1 1 2 2 QT.2 ±3 ±0.20.000 kg 0.2 ±2 ±0.22. DATA Luciano 12 2/3/2005 3.8 GROSSO ±0.1 ±0.136-5 2.20. 0.000 kg 2 1 POS. ALTERAÇÃO DATA NOME CÓDIGO: MÁQUINA: DESENHO: RUGOSIDADE Ra(um) PEÇA: Conjunto Painel Frontal 1 Pressão 3.2 ±0. SUP.2 0.08.000 kg 0.022 0.202-6 2.15 ±0.2 ±0.000 kg 0.8 ±1.00.8 ±2 ±4 ±3 ±5 4 acima 0.000 kg 0.147-0 CÓDIGO BHP 4.662-5 2.022-0 Premium BHP 3.15 ±0.05 ±0.000 kg DESENHO PESO 6 Tratamento Térmico Dureza Tratamento Térmico Camada NOME PROJETISTA REVISADO ACAB.3 ±0.000 kg 0.188-7 2.166-8 2.5 ±0.20. Painel Frontal Potenciometro 4K7 Chave CS 301D Knob Joto 154 Preto Contador Veeder Root Porca Din 934 M4 Parafuso Allen Abaulado M4x10 DENOMINAÇÃO ESCALA 2.24.001.1 ±0.acima 30 acima 120 acima 315 acima 1000 acima 2000 acima 4000 acima 8000 acima 12000acima 16000 até 120 até 315 até 1000 até 2000 até 4000 até 8000 até 12000 até 16000 até 20000 ±6 ±8 ±4 ±6 ±5 ±7 1 3 FINO ±0.

105-4 3.67. Capa do Punho Conjunto Base do Punho Botão 1 Pressão Parafuso Din 913 M4x4 DENOMINAÇÃO ESCALA 3.8 ±1.15 ±0.8 GROSSO ±0.2 ±2 ±0.00.000 kg 0.010-5 CÓDIGO BHR 4.032 0.15 ±0.002.1 ±0.4 M Á Q U I N A S CÓDIGO: MÁQUINA: DESENHO: CÓD. ALTERAÇÃO DATA NOME Conjunto Punho 1 Pressão 3.002.023-6 BHR-22 BHR 3.3 MÉDIA ±0.000 kg 0.67.548-3 2.8 ±2 ±4 ±3 ±5 ±4 ±6 ±5 ±7 4 FINO ±0.5 ±0.001 .1 ±0.acima 30 acima 120 acima 315 acima 1000 acima 2000 acima 4000 acima 8000 acima 12000acima 16000 até 120 até 315 até 1000 até 2000 até 4000 até 8000 até 12000 até 16000 até 20000 ±6 ±8 2 ±0.5 ±1.000 kg 0.20.002.05 ±0.67.2 ±0. Anexo 10 1 1 1 1 QT.3 ±0.2 ±3 1 acima 0.000 kg 0. SUP. RUGOSIDADE Ra(um) PEÇA: DATA Luciano 12 30/12/2004 3.5 ±0.000 kg DESENHO PESO Tratamento Térmico Dureza Tratamento Térmico Camada NOME PROJETISTA REVISADO ACAB.097-0 2.2 0.5 até 6 acima 6 até 30 ÍTEM SISTEMA KANBAN MÉTODOS E PROCESSOS DIN 7168 3 4 3 2 1 POS.2 ±0.033 BHR 4.

RUGOSIDADE Ra(um) PEÇA: DATA Luciano 12 3/1/2005 3.001.00.1 ±0.8 ±1.67.000 kg 0.5 ±0.008-2 2.05 ±0.168 .004-0 CÓDIGO BHR 4.000 kg 0.001.016-8 2.014-7 3.000 kg DESENHO PESO Tratamento Térmico Dureza Tratamento Térmico Camada NOME PROJETISTA REVISADO ACAB.000 kg 0.001.109-7 3.088 BHR 4.acima 30 acima 120 acima 315 acima 1000 acima 2000 acima 4000 acima 8000 acima 12000acima 16000 até 120 até 315 até 1000 até 2000 até 4000 até 8000 até 12000 até 16000 até 20000 acima 0.4 M Á Q U I N A S CÓDIGO: MÁQUINA: DESENHO: CÓD.001.67.5 ±0.005.015 BHR 4.111-9 3.15 ±0.060-0 3.67.008-2 2.001 BHR 4.2 ±0.000 kg 0.8 ±2 ±4 ±3 ±5 ±4 ±6 ±5 ±7 ±6 ±8 ÍTEM SISTEMA KANBAN MÉTODOS E PROCESSOS Anexo 11 9* 8* 7* 6* 5* 4* 3* 2* 1* POS.3 MÉDIA ±0.059-7 3. Parafuso Fixação Regulador Barra do Regulador de Altura Distanciador Anel Separador Suporte Regulador de Altura Fuso Regulador de Altura Arruela Din 127 M6 Porca Din 934 M6 Parafuso Din 912 M4x20 DENOMINAÇÃO ESCALA 3.1 ±0. ALTERAÇÃO DATA NOME Conjunto Regulagem de Altura 3.8 GROSSO ±0.000 kg 0. SUP.67.67.2 0.000 kg 0.023 BHR 4. 1 1 1 1 1 1 1 1 1 QT.001.67.191-7 BHR-22 BHR 2.5 até 6 acima 6 até 30 DIN 7168 FINO ±0.000 kg 0.08.000 kg 0.2 ±2 ±0.67.15 ±0.064 BHR 3.009 0.5 ±1.09.000 kg 0.3 ±0.2 ±3 ±0.002.2 ±0.