You are on page 1of 2

Polícia prende acusado de estuprar própria filha em Campina Grande

O suspeito foi encaminhado à Penitenciária Padrão de Campina Grande, onde ficará à disposição do Poder Judiciário Secom-PB
Reprodução/Internet

Imagem Ilustrativa

A Polícia Civil de Campina Grande prendeu na tarde desta terça-feira (30) um feirante de 48 anos de idade, acusado de manter um relacionamento amoroso com a própria filha, de 17 anos. O mandado de prisão, expedido pelo Juizado Especial da Violência Doméstica, foi cumprido por policiais da Delegacia da Infância e da Juventude e Delegacia de Repressão a Crimes contra a Infância e à Juventude.

De acordo com a delegada Ana Gadelha, as denúncias partiram de professoras da escola em que a menina estuda. Elas perceberam que a vítima começou a apresentar comportamento diferente na unidade de ensino. “Temos informações de que essa menina era violentada desde os sete anos de idade. Ultimamente ela estaria insatisfeita com essa situação e passou a procurar ajuda com os professores e até com um irmão dela”, disse a delegada. As denunciantes procuraram o Conselho Tutelar e registraram o boletim de ocorrência na Central de Polícia Civil, no dia 17 de julho. Em seguida, a menina foi ouvida na delegacia e encaminhada a exames periciais de conjunção carnal. “O mandado de prisão foi expedido nessa segunda -feira, e nós o cumprimos em menos de 24 horas após a determinação judicial”, informou Ana Gadelha. O homem negou as acusações durante depoimento na delegacia, mas não soube explicar as intenções de um bilhete encontrado pelos policiais no quarto da filha, com os dizeres “Traga de volta a minha felicidade; o carinho, brincadeiras, amor e paz; o jeito moleca que você era”. O suspeito não mora com a mãe da adolescente, e sim com outra mulher, que já foi ouvida na delegacia. Ele foi encaminhado à Penitenciária Padrão de Campina Grande, onde ficará à disposição do Poder Judiciário. “O próximo passo será localizar e ouvir a mãe dessa menina”, concluiu a delegada.