You are on page 1of 2

Benção hereditária e maldição hereditária, de que lado você está? 30 de julho de 2013 ...

sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos, na terceira e na quarta geração daqueles que me aborrecem, e uso misericórdia até mil gerações daqueles que me amam e guardam os meus mandamentos (Ex 20:5b e 6). A palavra maldição tem um som funebre ou de sensação de morte. E toda a humanidade foi posta sob a maldição do pecado. E você sabe qual é essa maldição? É de que todos pecaram e o “o salário do pecado é a morte”. Sabe o que isso significa? Quer dizer que quem peca tem que morrer, a não ser que alguém morra no lugar dele! O sistema da Lei deu a possibilidade de oferecer um animal para ser morto no lugar daquele que pecou! Essa é a maldição hereditária do pecado. A família que não vive de acordo com a vontade de Deus passa para os filhos o mesmo estilo de vida que levam. E isso vai passando de geração em geração, até que uma dessas gerações aceita que Cristo quebre essa cadeia de maldição. Há algo que não podemos negar. É o fato de que o crente como nova criatura ainda vive sob o peso da velha natureza. Portanto, ele depende da graça de Deus a todo instante para seguir vivendo neste mundo mal. A maldição hereditária do pecado resvala a nossa vida e nos assedia com constância, mas não tem mais poder sobre nós, pois ela já foi quebrada na Cruz do calvário. Embora o pecado na vida das pessoas possa fazer estrago de grande abrangência, não se compara ao efeito da Graça de Deus em Cristo Jesus. Paulo diz que onde abundou o pecado, superabundou a graça ( Rm 5:20). O

próprio Deus diz no texto de Ex 20:5-6 que aos que praticam a iniqüidade Ele disciplina até a terceira e quarta geração, mas a sua misericórdia sobre os que o amam e guardam os seus mandamentos é infinita. Mil gerações é uma figura de linguagem para significar algo incontável, infinito ou eterno. O maior exemplo bíblico disso é o testemunho do Apóstolo Paulo ao dizer: “Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim”. Você também já pode dizer o mesmo? Se você já foi crucificado com Cristo, sua maldição já foi quebrada, e já pode dizer o mesmo que Paulo. Se você não pode dizer o mesmo, Cristo espera apenas a sua decisão para que possa quebrar a sua maldição e substituí-la pela Benção Hereditária, como disseram Paulo e Silas ao Carcereiro: “Crê no Senhor Jesus e será salvo tu e tua casa”, (At 16:31). Deus abençoe o seu dia! Rev. Alcenir Oliveira Louvorzão da independência: 7 de setembro de 2013 www.iprichmond.com/louvorzao.pdf www.pcrichmond.com First Presbiterian Church in Richmond, CA Quarta Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte alceniro@hotmail.com