You are on page 1of 29

A LEITURA

•Objectivo geral da leitura •Elementos auxiliares da leitura proveitosa •Tipos de leitura

16-04-2012

isteg

1

Objectivo geral da leitura
• A leitura é um factor decisivo de estudo: amplia os conhecimentos, dá informações básicas e específicas... (Lakatos & Marconi, 2001). • O objectivo é compreender o seu conteúdo (Serafini, 2001)

16-04-2012

isteg

2

Elementos auxiliares da leitura proveitosa • • • • • • O título A data de publicação A orelha ou contra capa O índice ou sumário A introdução. prefácio ou nota do autor A bibliografia 16-04-2012 isteg 3 .

Por isso deve se ter: Atenção Intenção Reflexão Espírito crítico Análise Síntese 16-04-2012 isteg 4 .Leitura proveitosa • A leutura deve ser proveitosa.

ao autor. 16-04-2012 isteg 5 . prefacio. introdução. Nesta fase presta-se maior atenção ao título. O estudante obtém uma ideia geral sobre o conteúdo do livro e sobre a estrutura do mesmo.Examinar Examinar antecede o estudo verdadeiro e tem como objectivo o de obter uma impressão global da matéria.Etapas de leitura 1ª etapa . índice e textos na capa.

O estudante faz uma breve avaliação.Etapas de leitura 2ª Etapa . Coloca se questões: Esta quantidade da matéria pode ser trabalhada dentro do tempo de que disponho? Quantas páginas vou ler e qual o meu grau de dificuldades? 16-04-2012 isteg 6 . terceira. quarta e quinta etapa são aplicáveis aos capítulos ou à uma quantidade de matéria delimitada que poderá ser assimilada dentro do tempo disponível.Descobrir A segunda.

o capitulo para que ele fique com uma impressão geral • Coloca-se perguntas como: Do que se trata? Quais são os temas aqui abordados? • Também nesta fase olha (m)-se o (s) capitulo (s) anterior (es) 16-04-2012 isteg 7 .Etapas de leitura • A seguir. mas de uma forma rápida. recomenda-se percorrer com a vista.

Etapas de leitura 3ª Etapa . É ainda altura de procurar linhas gerais. o estudante começa a debruçar-se sobre a estrutura do texto e a composição da informação. Ele pode colocar as seguintes questões: Do que trata o texto? Qual é a estrutura do texto. O mais importante é o estudante saber do que se trata e como é que os parágrafos e as alíneas se relacionam e qual é o raciocínio desenvolvido no texto. Aqui. do meio e do fim do capítulo (leitura em diagonal). Nesta etapa. Nesta fase. aconselha-se a leitura de um ou outro parágrafo do início.Ler por alto (Skimming ) – Ler por alto ou sobrevoar um capítulo é dar uma rápida passagem de olhos pelo seu conteúdo (skimming). 16-04-2012 isteg 8 . o estudante não se preocupa com assuntos que ainda desconhece e nem com pormenores.

o estudante faz um tópico – comente (TC) geral. Ao ler por alto. • O objectivo do TC geral é visualizar a estrutura do texto e servir de apoio à memória durante o estudo de textos. mas só os tópicos tratados no texto e os comentários mais importantes sobre eles.Etapas de leitura • Esta é a altura de o estudante pegar num caderno e uma caneta para fazer algumas anotações. Num TC geral. 16-04-2012 isteg 9 . não se encontram os pormenores.

O estudante pode colocar as seguintes questões: Quais são os aspectos principais e secundários? Que relação o capitulo/o parágrafo/a alínea tem com os anteriores? Porque é que o autor dá mais ênfase a estes aspectos e não aqueles outros? Concordo com as opiniões do autor? Que novidades surgem no texto? Que pretende transmitir o autor? As explicações são fundamentadas? Os factos e os argumentos são esclarecedores? 16-04-2012 isteg 10 . Agora o que interessa é aquilo que está exactamente no texto.Etapas de leitura • 4ª Etapa: Ler Intensivamente (skanning) ler exaustivamente. compreender e armazenar um excerto do texto.

16-04-2012 isteg 11 .Etapas de leitura • O estudante. A elaboração de um esquema TC pormenorizado. é estudar. acompanhado do esquema TC geral vai tentar responder à seguinte pergunta: O que é que o texto nos diz precisamente? O resultado deste esforço é um esquema TC pormenorizado.

até à compreensão do texto 16-04-2012 isteg 12 . Quando assim acontece.se a esses estudantes para realizarem mais uma leitura . uma página ou uma porção longa da matéria aconselha-se para que feche o livro para verificar se tem o domínio sobre o assunto em estudo.Etapas de leitura • 5ª Etapa: Repetir e Verificar • Depois de o estudante ler um parágrafo. aconselha . Existem casos de estudantes que dois minutos após a leitura não conseguem repetir o que acabam de ler e muito menos poderão evocar esses conhecimentos numa fase posterior.

o estudante deve ser capaz de determinar os principais pontos do capítulo ou do livro no seu todo e como é que eles se inter – relacionam. É nesta fase que o estudante faz avaliação em termos de domínio dos conteúdos. o estudante visualiza as relações existentes entre os capítulos. Na etapa integrar. Aqui ele compara os esquemas TC de cada capítulo com o esquema TC já elaborado do livro no seu todo. Se os domina ou ainda existem algumas lacunas. Nesta etapa. aplicam-se à matéria em geral.Etapas de leitura • 6ª Etapa: Integrar • A 6ª etapa. 16-04-2012 isteg 13 . assim como a 1ª. assim como as relações entre os pormenores.

depois de acabar de o ler? • Utilizo dicionários ou algum outro material auxiliar que me possa facilitar a tarefa? 16-04-2012 isteg 14 .A LEITURA DINÂMICA • Nem todos possuem técnicas de leitura adequadas. É uma das razões pelas quais nem todos possuem o mesmo rendimento na aprendizagem. Se desejarmos saber se o ritmo da nossa leitura e a compreensão que dela obtemos são os mais adequados. basta formularmos as seguintes perguntas: • Leio a um bom ritmo? • Compreendo perfeitamente um texto.

para realçar as ideias Fundamentals de cada paragrafo? • Sublinho as ideias principais e secundarias de cada um dos temas de estudo? • Utilizo os apontamentos e sublinhados para elaborar resumos e esquemas sobre o que li? • Resumo e esquematizo de forma isolada cada um dos temas que li? • Se a resposta for negativa a maior parte das perguntas temos de admitir que alguma coisa está a falhar na técnica de leitura e essa deficiência é a causa do baixo rendimento escolar.Leitura dinâmica • Pratico alguma técnica diária para aumentar a minha capacidade de leitura? • Tomo apontamentos enquanto leio. 16-04-2012 isteg 15 .

sublinhar.Sublinhar bem um texto ou um livro desperta atenção. 16-04-2012 isteg 16 . • Sublinhar . ajuda a captar o essencial e facilita as revisões. • Consultar o dicionário .Cont. • Uma leitura activa implica os seguintes processos: consultar o dicionário.tirar dúvidas sobre expressões desconhecidas ou de sentido duvidoso. fazer anotações e tirar apontamentos.

Cada pessoa tem o seu método próprio. • Sublinhar apenas livros pessoais. fórmulas. É falta de respeito pelos outros riscar livros emprestados. por parágrafo. termos técnicos e outras palavras ou expressões que sejam a chave da ideia principal.Regras para sublinhar • Dar prioridade a definições. • Não abusar dos traços e das cores. esquemas. Além do mais um sublinhado só funciona bem para a pessoa que o fez. 16-04-2012 isteg 17 . basta destacar uma frase ou duas. Em geral. Sublinhar tudo é o mesmo que não sublinhar nada.

não. R. • Letras diversas para fazer uma observação simples. cf. discórdia ou rejeição.importante ou interessante. (Ex: B .bom ou bem. • Ponto de interrogação (?). defendidas pelo mesmo autor ou por autor diferente (ex. I. • Palavras que resumam o núcleo central de um parágrafo.Fazer anotações • O leitor activo pensa enquanto lê e faz anotações. • Uma nota de referência a outras ideias sobre o assunto. 16-04-2012 isteg 18 . As anotações são reacções ou comentários pessoais e podem expressar-se através de variadas formas: • Ponto de exclamação (!). N.). Livro… pág. como sinal de surpresa ou entusiasmo.rever …). como sinal de dúvida.

rever a matéria. aprende-se melhor e guarda-se a informação por mais tempo. Apontamentos bem elaborados a partir das leituras fornecem ainda informações rápidas e eficientes para fazer trabalhos de casa. Este Tema será desenvolvido com maior profundidade no capítulo seguinte.Tirar apontamentos • Escrevendo. 16-04-2012 isteg 19 . facilita a captação e retenção da matéria.

• conhecimento do vocabulário por parte do leitor. • objectivo pretendido com a leitura. • O exercício diário pode ajudar-nos a melhorar até cinquenta por cento o ritmo de leitura A velocidade de leitura não depende unicamente de uma decisão pessoal.Condições da velocidade de leitura • O ritmo e a rapidez que imprimimos à leitura condicionam totalmente o rendimento do estudo e a forma como assimilamos e fixamos os conteúdos. 16-04-2012 isteg 20 . também condicionada pelos seguintes factores: • conteúdo do texto. pois está.

16-04-2012 isteg 21 .Relação entre Velocidade e Compreensão/Rendimento • Deve-se ler depressa ou devagar? Quem aproveita mais da leitura? O leitor lento ou leitor rápido? Muitos estudantes quando lhes são colocadas estas perguntas. a predominância nas respostas dadas são de que a leitura lenta é que favorece a assimilação e compreensão na leitura.

desde que não excessiva. 16-04-2012 isteg 22 .Cont. • À primeira vista. pode parecer que os textos lidos devagar deixam marcas mais profundas no leitor. De facto assim não acontece. As experiências mostram que a velocidade de leitura. favorece o rendimento.

Cont. Depois é suficiente somar as palavras lidas e dividi-las pelo tempo para obter a média de palavras que lemos por minuto. As pessoas que obtiverem um resultado entre 250 e 300 palavras por minuto se encontram dentro dos termos normais referidos à velocidade de leitura 16-04-2012 isteg 23 . basta aplicar uma técnica simples que consiste em pegar num relógio e ler durante 2 a 3 minutos um texto previamente relacionado e medido. • Para averiguar a nossa velocidade de leitura.

Termo médio de leitores razoáveis_____________500 a 700 ppm 4. Termo médio de leitores normais com prática____200 a 250 ppm 3. Leitor perfeito ate 900 ______________________900 ppm Nota: ppm __palavras por minuto 16-04-2012 isteg 24 . Termo médio de leitores adultos sem pratica ____90 a 160 ppm 2.Quadro comparativo da velocidade de leitura 1.

• O rápido não se fixa em palavras isoladas. Não pode ser confundido com o apressado. Procura ver. O rápido avança depressa. grupos de palavras ou frases com sentido. A sua preocupação centra-se nas ideias e na visão de conjunto do texto Pode perder um e outro pormenor. em cada paragem do olhar.Vantagens do leitor rápido • os leitores rápidos alcançam maior rendimento e com menor esforço. mas é cuidadoso nos textos mais importantes. mas ganha mais na compreensão e assimilação. 16-04-2012 isteg 25 . impaciente e superficial que “engole” textos a uma velocidade perigosa.

Por isso. Fixa o olhar e soletra as palavras como se receasse perder alguma coisa. Não distingue a natureza dos textos e. No meio da sua lentidão. gasta tempo a “armazenar” pormenores e exemplos. por opção própria. por vezes. ou por pobreza do vocabulário. não consegue ter grande rendimento 16-04-2012 isteg 26 . É meticuloso. inspecciona o texto. divaga e perde as ideias. palavra a palavra.O leitor lento • O leitor lento.

Como melhorar o nosso ritmo de leitura? • Através da prática diária até chegarmos a leitores perfeitos. sem demasiadas complicações. para ir aumentando gradualmente o grau de dificuldades. Se todos os dias dedicar-mos pelo menos 10 minutos ao aperfeiçoamento do nosso ritmo de leitura. devemos escolher leituras fáceis. 16-04-2012 isteg 27 . passado algum tempo poderemos observar que melhoramos consideravelmente • Para começar a exercitar-nos nesta prática.

Em textos fáceis chega a 1000 palavras por minuto ● Acelera o ritmo. mas não as pronuncia (nem sequer em silencio). em voz baixa ou mentalmente) todas as palavras ● Vê as palavras isoladas ou três palavras. habitualmente. Sente pouca naquilo que merece maior chega a sentir-se motivado. Chega a ler com entusiasmo 16-04-2012 isteg 28 . em leituras simples.Quadro comparativo: Leitor lento/Leitor rápido Leitor lento ● Acompanha a leitura com lápis. com o dedo ou com o movimento da cabeça ● Pronuncia (em voz alta. em textos de dificuldade media ● Não adapta o seu ritmo à natureza dos textos. Lê sempre com reduzida velocidade ● Dispersa-se com facilidade e nunca Leitor rápido ● Mantêm a cabeça fixa e apenas movimenta os olhos sobre as palavras ● Olha as palavras. Depressa se aborrece fadiga. Demora-se cuidado Concentra-se na leitura. em cada fixação do olhar ● Lê 150 a 300 palavras por minuto. de cada vez que olha num texto ● Lê. Faz leitura “visual” ● Consegue ver conjuntos de cinco a dez palavras. 400 a 600 palavras por minuto.

FIM 16-04-2012 isteg 29 .

Related Interests