You are on page 1of 3

“A Guerra Fria foi um período em que a guerra era improvável, e a paz, impossível.

”(Raymond Aron) A paz era impossível porque os interesses de capitalistas e socialistas eram inconciliáveis por natureza. E a guerra improvável porque o poder de destruição das superpotências era tão grande que um confronto generalizado seria com certeza, o último. Como começou •A Guerra Fria tem início logo após a Segunda Guerra Mundial, pois os Estados Unidos e a União Soviética vão disputar o domínio político, econômico e militar no mundo. •A União Soviética possuía um sistema socialista, baseado na economia planificada, partido único (Partido Comunista), igualdade social e falta de democracia. •Já os Estados Unidos, a outra potência mundial, defendia a expansão do sistema capitalista, baseado na economia de mercado, sistema democrático e propriedade privada. •Na segunda metade da década de 1940 até 1989, estas duas potências tentaram implantar em outros países os seus sistemas políticos e econômicos. Porque Guerra Fria? •A definição para a expressão Guerra Fria é de um conflito que aconteceu apenas no campo ideológico, não ocorrendo um embate militar declarado e direto entre Estados Unidos e URSS. •Porém ambos acabaram alimentando conflitos em outros países como, por exemplo, na Coréia e no Vietnã. Conferência de Teerã Em plena Segunda Guerra Mundial (1939-1945), Josef Stalin, Winston Churchill e Franklin Roosevelt - representando, respectivamente, os governos da União Soviética, da Grã-Bretanha e dos Estados Unidos - encontraram-se em Teerã, capital do Irã, em dezembro de 1943, para anunciar ao mundo sua união com o objetivo de derrotar aquele que consideravam seu inimigo comum, as forças do Eixo: Alemanha, Itália e Japão. Era a primeira vez que os líderes daqueles três países se encontravam numa reunião de cúpula. Aquela união era sobretudo de caráter militar: destinava-se a combater as potências do Eixo, que tinham como objetivo declarado estender seu domínio a todas as nações do planeta, impondo um regime totalitário e racista. Isso não significava que as antigas divergências tivessem sido esquecidas pelos agora denominados Aliados. Churchill e Roosevelt continuavam a defender intransigentemente o capitalismo, da mesma maneira que Stalin o fazia em relação ao socialismo. •Tratou-se de uma aliança estratégica de regimes democráticos contra a tirania Nazi-fascista. •Stalin, Churchill e Roosevelt concordavam em que seus países deveriam manter a cooperação mútua tanto naqueles tempos de guerra quanto na construção da futura paz. •Antes disso, entretanto, havia uma primeira tarefa a ser realizada, e nela se concentravam agora os Três Grandes: era preciso vencer a guerra. Conferência de Ialta A derrota final da Alemanha parecia irreversível, e os Três Grandes decidiram encontrar-se novamente. Em fevereiro de 1945, Stalin, Churchill e Roosevelt reuniram-se em Ialta, na Criméia soviética, para uma nova rodada de conversações. Parte da pauta tinha a ver com questões essencialmente militares, como o acerto dos detalhes da ofensiva final contra a Alemanha e a possível participação das forças soviéticas, ao lado das norte-americanas, na luta contra os japoneses, no Pacífico. No entanto, à medida que novos tópicos iam sendo discutidos, foram emergindo diferenças de opinião que colocavam Stalin em oposição a Churchill e Roosevelt. O saldo final da conferência não deixou de ser produtivo, e os Três Grandes marcaram um novo encontro, a ser realizado após a derrota final alemã. Mas os três líderes sabiam que o previsto desaparecimento do fator de sua união - a ameaça nazi-fascista - abria um novo tipo de jogo entre eles. Aproximava-se o momento de definir o novo mapa do mundo, em termos de influência política. Conferência de Potsdam A terceira conferência entre os líderes aliados foi marcada para o mês de julho de 1945, em Potsdam, subúrbio de Berlim. Era no coração daquele país derrotado e retalhado que os vencedores vinham se encontrar para partilhar os territórios conquistados e definir a ordem mundial em tempos de paz. A Conferência de Potsdam deixou algumas coisas bastante claras. A primeira delas: o que antes era visto como a união dos Três Grandes se transformava rapidamente na disputa entre apenas dois - Estados Unidos e União Soviética. Mais do que qualquer outra coisa, em Potsdam tornou-se claro que a aliança dos anos de guerra não sobreviveria em tempos de paz. Hiroshima e Nagasaki Cinco dias após o encerramento da conferência de Potsdam, em 6 de agosto de 1945, a cidade portuária japonesa de Hiroshima foi subitamente arrasada por uma bomba de urânio, jogada por um bombardeiro norte-americano. Em 9 de agosto, três dias depois do bombardeio a Hiroshima, foi realizado um segundo ataque, desta vez à cidade de Nagasaki. Os ataques a Hiroshima e Nagasaki certamente serviram para colocar um ponto final na guerra. Mais do que isso, porém, serviram para revelar ao mundo - à União Soviética em particular - a extensão do poderio bélico atingido pelos Estados Unidos. Tratava-se, na realidade, de um recado a Stalin: os norte-americanos não hesitariam em usar a arma toda vez que seus interesses políticos fundamentais estivessem em jogo. Alguns autores localizam exatamente aí o inicio da chamada Guerra Fria. Teria sido a partir de Hiroshima e Nagasaki que as tentativas de diálogo entre norte-americanos e soviéticos foram definitivamente substituídas por demonstrações de força e ameaças indiretas. Plano Marshall •Criado por George Marshall, secretário de Estado norte-americano no período pós-guerras, entre as décadas de 40 e 50. •Reconstrução da Europa com investimentos americanos, para influênciar os países com o sistema capitalista. •Os Estados Unidos cobrariam juros sobre esse dinheiro emprestado e, principalmente, contariam com o apoio desses países. •O plano estendia o auxílio econômico norte-americano a todos os países da Europa ocidental - inclusive às ex-inimigas Alemanha e Itália. A idéia era fortalecer esses países, cuja economia estava abalada pela guerra, para que tivessem condições de resistir a eventuais avanços soviéticos.

provocou a derrubada do Muro de Berlim. Gorbatchev • Gorbatchev assumiu a secretaria-geral do Partido Comunista em março de 1985. Ambos corriam para tentar atingir objetivos significativos nesta área. o processo se alastrou por todos os países do bloco socialista. • A queda do muro não dependeu de nenhuma ordem oficial. Em outubro de 1949 a Alemanha foi dividida em República Federal da Alemanha e a República Democrática Alemã. Inglaterra. na Ucrânia. Áustria. Envolvimentos Diretos •Guerra da Coréia : Entre os anos de 1951 e 1953 a Coréia foi palco de um conflito armado de grandes proporções. Muro de Berlim • Símbolo maior da Guerra Fria. a Alemanha aderiu ao Plano Marshall. acordos com os EUA e mudanças políticas. Alemanha Oriental. famílias e uma nação. entre outros) também foram implementando mudanças políticas e econômicas no sentido do retorno da democracia e engajamento na economia de mercado. Espanha. Canadá. Isso ocorria. Em pouco tempo. •No ano de 1957. Na política. o que fez com que a União Soviética bloqueasse todas as rotas terrestres que davam acesso a Berlim. Após a Revolução Maoista ocorrida na China. O muro separou amigos. foi criada em 4 de abril de 1949 a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte). •Alguns aliados: Estados Unidos. a União Soviética experimentou uma fase de transição rumo a uma nova ordem política e a uma nova orientação nas relações internacionais. a URSS lança o foguete Sputnik com um cão dentro. •Doze anos depois. cercas de arame farpado com armadilhas e torres de guarda. com a missão espacial norte-americana. Pacto de Varsóvia •Com a criação da Otan. Nas repúblicas. em russo. vencedores da guerra. Com esse conceito. Albânia. os outros países socialistas (Polônia. o Muro de Berlim foi construído em 1961 e dividiu por 28 anos a Alemanha em dois blocos: a República Democrática da Alemanha . britânicos e norte-americanos. por vias aéreas. A Coréia do Norte ficou sob influência soviética e com um sistema socialista. Dinamarca. com o objetivo de mostrar para o mundo qual era o sistema mais avançado. com o apoio militar dos Estados Unidos. expôs um audacioso programa de reformas políticas e econômicas. enquanto a Coréia do Sul manteve o sistema capitalista. Glasnost. • A queda do muro representou o fim do socialismo no mais rico. Holanda. China. a inflação e os abusos do mercado negro. As autoridades de Moscou admitiram a responsabilidade pelo acidente e passaram a tratar do assunto com uma abertura sem precedentes. Na tentativa de buscar melhores condições do outro lado da barreira. para que os problemas pudessem ser discutidos abertamente pela população. Stalin foi surpreendido por uma resistência. Os soldados norte-americanos. o mundo todo pôde acompanhar pela televisão a chegada do homem a lua. Alemanha Ocidental. ele foi derrubado em 9 de novembro de 1989.que seguia o regime socialista liderado pela União Soviética . com a divisão da Coréia no paralelo 38. Convencido de que a interdição do acesso a Berlim ocidental forçaria a rendição das forças de ocupação. A luta popular pelo fim da ditadura custou a vida de pelo menos 10 mil pessoas. em dezembro de 1989. movimentos nacionalistas queriam a independência. Sem a pressão soviética. Romênia. a população temia a instabilidade. • O primeiro grande teste do novo líder aconteceu em abril de 1986. A imprensa internacional recebeu todas as informações que procurava. defende seus interesses.40m. •Alguns aliados: União Soviética. a URSS. Esse acordo foi assinado na capital da Polônia e previa a cooperação militar mútua dos países comunistas sob sua liderança. em 1953. Indicava a necessidade de reformulação da economia soviética. As pressões políticas e econômicas sobre Moscou vinham de todos os lados. Milhares de pessoas. Sob liderança dos EUA. •Guerra do Vietnã: Este conflito ocorreu entre 1959 e 1975 e contou com a intervenção direta dos EUA e URSS. a Coréia sofre pressões para adotar o sistema socialista em todo seu território. Os EUA saíram derrotados e tiveram que abandonar o território vietnamita de forma vergonhosa em 1975. entre civis e militares morreram nos combates. Gorbatchev queria expressar uma nova relação entre o poder e a sociedade. França. os demais países da organização se comprometeriam a ajudá-lo militarmente. Coréia do Norte. Para ele a censura deveria ser abolida. o sistema foi se enfraquecendo. Polônia. o Partido Comunista estava cada vez mais dividido. tiveram dificuldades em enfrentar os soldados vietcongues (apoiados pelos soviéticos) nas florestas tropicais do país. com o vazamento na usina nuclear de Chernobyl. enquanto as frentes populares cresciam. somado às pressões políticas e sociais externas e internas. Bélgica. Cuba. A guerra dura dois anos e termina. A partir de sua ascensão. .e a República Federal da Alemanha -conduzida sob o regime capitalista. criou em 14 de maio de 1955 o Pacto de Varsóvia. a área bloqueada. Com reformas econômicas. Iugoslávia. Bulgária. franceses. Corrida Espacial •EUA e URSS travaram uma disputa muito grande no que se refere aos avanços espaciais. sobre novas bases. apenas o desejo latente e cada vez maior de liberdade. • O muro era formado por duas barreiras de concreto de 2. Romênia.Otan •Com o objetivo de alinhar forças contra o grupo de países comunistas. o então presidente da União Soviética Gorbachev começou a acelerar o fim do socialismo naquele país e nos aliados. dezenas de pessoas foram mortas por soldados que tinham ordem de atirar. • As expressões GLASNOST e PERESTROIKA começaram a se popularizar na imprensa ocidental. próspero e politicamente fechado país da Europa Oriental. • Todos os setores da sociedade foram sacudidos pelas reformas de Gorbatchev. Fim da Guerra Fria • No começo da década de 1990. Em caso de uma disputa bélicam de uma guerra que envolvesse um de seus integrantes. Tchecoslováquia. além do enfraquecimento dos regimes socialistas. Hungria. Divisão da Alemanha A Alemanha foi dividida na Conferência de Potsdam em quatro zonas comandadas por soviéticos. • Em fevereiro de 1986. Itália. Os episódios mais violentos foram vividos na Romênia. Um mal-entendido em relação a um comunicado oficial do governo da Alemanha Oriental. Contudo. união e reencontro. Depois da derrocada dos regimes socialistas. que conseguiu abastecer. Perestroika significa reconstrução. sentindo-se prejudicada. A região sul da Coréia resiste e. em 1969. Grécia. Suécia. o grupo tinha como regra básica a cooperação militar entre seus membros. o primeiro ser vivo a ir para o espaço. apesar de todo aparato tecnológico. quer dizer transparência. O Vietnã passou a ser socialista. pois havia uma certa disputa entre as potências. Na economia.

O temor de uma guerra nuclear e as disputas armamentistas e ideológicas também foram sepultadas. O capitalismo vitorioso.• A década de 1990 marcou o fim da Guerra Fria e também da divisão do mundo em dois blocos ideológicos. aos poucos. iria sendo implantado nos países socialistas. .