You are on page 1of 8

Hierarquia

A maior arma dessa força armada era a quantidade de integrantes: uma legião podia ser formada por até 6 mil homens! Em combate, esse mar de guerreiros contava basicamente com dardos, espadas e escudos para enfrentar o inimigo. Embora sem o mesmo poder das armas de fogo, essas armas curtas permitiam aos legionários fazer movimentos rápidos suas unidades tinham grande flexibilidade, podendo mudar a direção do ataque para surpreender o adversário. Durante uma batalha, o deslocamento das tropas era controlado por um eficiente sistema de comando, que incluía o uso de estandartes e flâmulas para transmitir mensagens e instruções. Com nome derivado da palavra latina legio, ou "conjunto", a legião era a unidade básica do Exército da Roma antiga. Sua origem exata é desconhecida, mas ela parece ter evoluído a partir de uma formação grega conhecida como falange. "Enquanto a falange dependia quase exclusivamente da lança, a legião possuía maior variedade de armas", afirma o historiador israelense Martin van Creveld, da Universidade Hebraica de Jerusalém. Antes do século 1 a.C., porém, as legiões não eram forças permanentes, sendo formadas por cidadãos convocados sempre que surgia uma emergência militar. Durante o século 1 a.C., a organização das legiões passou por amplas reformas implantadas pelo general Gaius Marius, que incorporou à força armada destacamentos de cavalaria e máquinas de artilharia, como catapultas. Apesar de poderosa, a legião também tinha suas limitações. Isso ficava claro quando a luta acontecia em áreas com florestas densas, que limitavam os movimentos dos soldados, ou contra arqueiros que disparavam a distância, fora do alcance das curtas armas romanas. No infográfico que ilustra estas páginas, você conhece a formação básica de uma legião entre os séculos 1 a.C. e 1 d.C.

E vai rolar a guerra

Tropas de até 6 mil homens avançavam em conjunto contra os inimigos
CONJUNTO DA OBRA Uma legião podia ter até 6 mil homens, divididos em dez unidades menores chamadas de coortes. No século 1 d.C., uma legião consistia de nove coortes com 480 homens cada e uma coorte maior, com 800 soldados. Nas extremidades das coortes ficavam as forças auxiliares de cavalaria PROTEÇÃO CAVALAR Para impedir ataques inimigos pelos flancos (as laterais de uma tropa), as legiões possuíam agrupamentos com dezenas de cavalos à esquerda e à direita do

por veteranos que pouco lutavam nas batalhas TELHADO IMPROVISADO Uma das principais táticas de batalha da legião era chamada de testudo. tinha 1 m de comprimento e servia para defesa e ataque PUGIUM Pequeno punhal usado como arma de último recurso . para reforçar as linhas romanas ARSENAL EXTRA No século 1 d. avançando contra o inimigo.C. Os soldados juntavam os escudos. os cavaleiros eram recrutados entre povos conquistados.a infantaria pesada.Hierarquia conjunto de coortes.. A curta distância. por soldados em torno dos 30 anos e a retaguarda. As primeiras fileiras eram formadas por soldados jovens. era subdividida de acordo com a idade dos combatentes. entre cinco e seis scorpios (lançador de flechas) e mais cinco catapultas. servia como aparato de proteção ESCUDO Feito com placas de madeira. Depois de arremessar suas lanças. corredores estreitos abertos dentro da coorte Legionário-padrão Soldado romano atacava com espadas e lanças CAPACETE Feito de metal. o meio. Geralmente. formando uma carapaça protetora contra lanças e flechas. recuavam pelas "alamedas". conhecida como velites. era formada basicamente por arremessadores de lanças e geralmente colocada na vanguarda da legião. cada coorte da legião contava ainda com uma balista (atiradora de pedras). Essas máquinas de guerra eram desmontáveis e podiam ser transportadas em carroças QUESTÃO DE IDADE A principal unidade da legião. partiam para a luta corpo a corpo com espadas e lanças BATE E FOGE Uma infantaria leve.

um velho ditado sobrevive: legio omnia vincit (a legião vence tudo). a legião atingiu sua forma mais complexa.C. Se a batalha fosse ainda mais dura. formavam a segunda linha de combate: assumiam a batalha quando os hastati fraquejavam. uma formação axadrezada. Empunhá-los era uma honra: perdê-lo para o inimigo era motivo de vergonha e desonra Armas eternas As armas básicas de um legionário eram a lança. recorrendo aos triiari. África e Oriente Médio. como Júlio César. gauleses. egípcios e hispânicos. protegia o corpo do legionário contra golpes cortantes A legião romana Fabiano Onça | 01/08/2004 00h00 Dois milênios depois. suprindo pontos deficientes das armas romanas. conquistando um território que se espalhava pela Europa. seu segredo vinha da variedade de armas. A legião romana contava com tropas extremamente disciplinadas. pois indicavam onde estava cada coorte. herói de batalhas na Ásia Menor Por todos os lados Povos conquistados serviam nas tropas auxiliares. Ela ficava disposta em quincunx. formando a primeira linha de combate. cartagineses. soldados veteranos Símbolos da vitória Os estandartes eram vitais no campo de batalha. Disciplina e estratégia Eis a raiz dos exércitos modernos O comandante As legiões eram comandadas por um senador romano chamado de legatus. Esse modelo de disciplina e estratégia era tão eficiente que existe até hoje: foi a fonte de inspiração dos exércitos modernos. que eram os guerreiros mais jovens Trabalho de equipe Os principes. sírios.. chamada de pilum. bretões. Recebiam como recompensa a cobiçada cidadania romana Infantaria avassaladora A grande força da legião romana era sua infantaria. divididos em coortes. que cuidavam de assuntos logísticos.Hierarquia COTA DE MALHA Feita de ganchos de metal. Para proteção. eles também recuavam. que também servia para o ataque. a legião venceu gregos. onde as tropas se intercalavam. manípulos e centúrias (divisão com 80 soldados). centúria ou manípulo. arqueiros sírios e guerreiros gauleses eram recrutados. . Muitos jovens utilizavam essa posição para subir politicamente. com mais de 10 mil quilômetros de fronteiras. capazes de manobras complexas e com diferentes frentes de combate. homens mais velhos e mais experientes. ficavam os manípulos de hastati. a famosa armadura segmentada e o enorme escudo. Ele era assessorado por seis tribunos. quando o exército romano chegou a 400 mil soldados. Cavaleiros númidas. uma espada curta e um pequeno punhal. como a sua normalmente medíocre cavalaria. Além da hierarquia. Durante o século 1 a. Tinha até 6 mil homens. Símbolo do exército do Império Romano. Na frente.

era-lhes entregue o comando supremo do exército em substituição do general em chefe. Era ele que decidia o que fazer numa batalha. O dever do general era percorrer a cavalo as diversas patentes e fileiras. e questões burocraticas. respeito e orgulho ao general! Mostrar-se aos que estão em perigo. possuía um exército de várias legiões que lhe eram fiéis. legislativas e judiciais . ameaçar os cobardes. estrategas e corajosos.administrativas. aliada á lealdade dos legionários que lutavam a seu lado. dar apoio aos amedrontados. Sendo designado governador e ao mesmo . a hora e o desfecho! Era conhecedor das tácticas e dos medos do inimigo. A presença de um general no campo d batalha era a prova disso: "TODOS IGUAIS. TODOS POR ROMA!" CÔNSUL Os cônsules exerciam um grande número de funções responsavel pelapolitica. o general em chefe seria sempre quem tinha a última palavra. fossem militares ou não . que podia terminar numa derrota. era o posto mais elevado na carreira militar nas legiões romanas. ou um senado que agia para além dos interesses do povo! GENERAL Liderava uma legião. o papel de recrutar futuros legionários. Apenas os mais audazes. e nesse momento a fidelidade das legiões era máxima ao general em chefe e a ROMA! Nunca a um imperador impiedoso. Ser general em chefe. encorajar os inertes. Era de sua responsabilidade atribuir a um oficial de confiança. empregava uma força e coragem fora do comum. em tempo de guerra.Hierarquia GENERAL EM CHEFE Magister militum ou Mestre dos Soldados. onde a legião ecoava nas suas vozes. ou numa vitória!Comandar as melhores legiões romanas de todos os tempos. era ter ao seu serviço os melhores legionários de elite. onde o seu estado maior era formado por outros generais. era o responsável pela protecção dos interesses de Roma e das legiões. conseguem chegar a esta posição de máxima honra e prestigio. preencher os vazios. Máxima fidelidade ao general em chefe e a Roma! Mas se o imperador fosse um ditador.em época de paz e. enaltecer os bravos. ou o senado um ninho de corrupção. e lutava lado a lado com seus legionários! A força guerreira deste comandante. antecipar a crise. Após a conquista de províncias anexadas ao império. transferir uma unidade se for necessário.

É um posto de muita responsabilidade e importância. O centuríão apesar de seu posto de destaque é um soldado que luta com os demais. Para além do respeito e admiração dos legionários.Hierarquia tempo organizava a diplomacia. Um centurião tem um papel muito importante. que é o centurião. Sendo que no início de cada fila o decurião é responsável por organizar a sua fileira e executar as formações militares que são ordenadas pelo líder geral da centúria. Os decuriões dormem nas mesmas . como no caso de um inimigo ser muito superior. Centurião é o equivalente a um capitão nos tempos de hoje. Os cônsules são obrigatoriamente diplomatas de formação. e quando necessário. é lugar tenente dos generais. dando ordens que devem ser prontamente obedecidas pelos legionários. São também uma espécie de juiz. incentiva os seus homens de tal maneira. é neles que reside o papel principal das ordens serem prontamente executadas. que ganham uma força extra em condições adversas. o maior destaque é a sua conduta psicológica em combate. e são conhecedores de um pouco de tudo em outras áreas. pois é ai k se decide uma batalha. só assim permane a disciplina e a honra nas legiões. com outras nações estrangeiras. CENTURIÃO O centurião é o responsável por comandar a centúria. especialmente asformações militares. nomeando embaixadores ou diplomatas que se encarregavam de tratar das relações entre Roma e as províncias. para resolver problemas internos nas províncias ou nas próprias legiões. DECURIÃO Cada decurião é responsável pelo controlo de sua fileira em uma centúria romana. marcha junto à sua unidade e acampa conjuntamente a eles.

Com isso. além de sua importância militar. o legionário fazia jus a uma recompensa em dinheiro equivalente a um ano de soldo. Decurião é o equivalente no exército actual ao cabo. mas são importantes para o êxito das formações e alinhamentos militares dos legionários que estão ao seu comando. assim. LEGIONÁRIO É um soldado bem treinado e organizado. também se constituíram num poderoso elemento de difusão da cultura romana. a disciplina é muito importante nas legiões e quaisquer infrações são severamente punidas pelos centuriões. Um legionário é alistado numa legião para um tempo de serviço de 25 anos. um cidadão romano com menos de 27 anos de idade. por vezes com um bônus para os que concordassem em fixar residência na província onde houvessem servido por último. geralmente casavam-se com mulheres locais. normalmente. Um legionário é alistado numa É um soldado bem treinado e organizado. Os legionários são constantemente treinados com armas e especialmente treinados em marchas. . marchas forçadas com toda a carga que um legionário pode carregar e em formação de guerra. Dessa forma. e era muito provável que seus filhos viessem futuramente a se tornar também legionários. Como já foi dito. O legionário romano é. a disciplina é a base para o sucesso de qualquer legião. fazendeiros. simplesmente a elite guerreira do império! Após os 25 anos de serviço. Os últimos 5 anos de serviço de um legionário veterano é prestado em serviços mais leves. Um legionário é submetido a rigorosos treinamentos. as Legiões. comerciantes ou artesãos. o ex-soldado podia comprar um pedaço de terra ou abrir um negócio.Hierarquia tendas que os legionários. Legionários reformados morando nas províncias tornavam-se. Os legionários da são.

Nessa fase.000 soldados. Os legionários andavam munidos de lança. Em muitos casos. durante a campanha na Gália. principalmente no século 1 a.samnitas. mas os soldados legionários desenvolviam técnicas de movimentos rápidos e flexibilidade com as armas manuais. por servos. além dos soldados. surge também a necessidade por um exército fixo e profissional pronto para qualquer campanha e batalha. mudavam a direção da rota de campanha para surpreender os inimigos. o exército romano era formado pelos homens capturados das regiões dominadas. quando a região travava conflitos com os etruscos. No início. As legiões teriam surgido ainda no início do estado romano. as tropas eram formadas. na maioria das situações. armadura e escudo. essa quantidade variava conforme as baixas ocorridas nas batalhas. Quando surge o grande Império Romano.000 homens. para receber a cidadania romana. era necessário que o indivíduo lutasse e permanecesse vivo.C. punhal.Hierarquia Legião Romana O exército romano tinha como divisão fundamental a “legião romana” formada por um número de 1. por homens de diferentes profissões e lugares. A legião também era composta. vênetos entre outros. . Não era o tempo das armas de fogo. escravos e seguidores. espada pequena. Segundo a história antiga. Porém.000 a 8. a legião romana de Júlio César era formada por mais de 3.

cada cônsul era responsável por sua própria legião. cada general ou alto magistrado possuía uma ou mais tropas de legionários que o obedeciam e o protegiam. As tropas legionárias apresentavam limitações em terrenos de floresta densa. iam os mais experientes. bretões. referidos como “príncipes”. .C. cartaginesas. na terceira linha. O termo “legião” provém da palavra latina “legio” que significa conjunto. Em determinados períodos do Império Romano. hispânicas e lusitanas. egípcias. sírias. soldados que lutavam a pé. gaulesas. A linha de frente era composta pelos mais jovens. a segunda linha era composta por homens mais fortes. as legiões romanas conseguiram vencer as tropas gregas. pois os troncos das árvores dificultavam a movimentação dos soldados e a mira de suas lanças. Sua organização era desenhada em forma de xadrez. com intercalação de tropas. tendo seu auge ainda no século 1 a. A legião era disposta em infantaria pesada.Hierarquia O deslocamento das tropas era efetuado por um sistema de sinalizações regido por estandartes e flâmulas. conhecidos como „hasti”. No período da República romana. Nos registros históricos. Os grupos de legião conseguiram dominar dez mil quilômetros de fronteiras.