You are on page 1of 4

Boletim de Serviços Técnicos ABS Global

Estratégias para aumentar a detecção de cios Março 2009
O sucesso reprodutivo é um dos fatores críticos que determina o
fluxo de leite e de reposição de novilhas em qualquer leiteria.
Obviamente, para que um programa reprodutivo tenha sucesso, a
maioria dos fatores de manejo do rebanho precisa interagir de Dr. Hernando Lopez
maneira correta, desde a condição nutricional e sanitária, até a Diretor da Equipe de Administração de Contas Empresariais
América Latina - ABS Global
técnica de inseminação artificial e a detecção de cio. Infelizmente,
entre esses fatores está a baixa taxa de detecção de cio, que
representa um dos principais problemas que afetam a eficiência
reprodutiva de rebanhos comerciais. cio. É sabido que a maioria da atividade de cio ocorre no início da noite
e de manhã cedo. Esse conceito não se aplica para algumas leiterias.
A taxa de detecção de cios também é conhecida como a taxa de Sem dúvida, em leiterias com sistemas de manejo mais intensivos
submissão à inseminação e, na verdade, representa a porcentagem (múltiplas ordenhas, múltiplos períodos de alimentação, movimento e
de vacas aptas a serem inseminadas (que passaram pelo período manipulação de animais pelos currais) tem-se observado que a
de espera voluntário e que se deseja inseminar) e que foram de fato expressão de cio ocorre praticamente em qualquer momento. O
inseminadas durante um período de 21 dias independente de terem problema é que a vaca "moderna" tende a expressar cios mais curtos e
sido inseminadas após observação de cio ou em um programa de menos intensos tornando a detecção de cios mais complicada. Por
inseminação artificial em tempo fixo (IATF). Isto quer dizer que a essas razões, a recomendação é a observação das vacas tantas vezes
combinação eficiente de uma ótima detecção visual de cio quanto seja possível em intervalos de 6-8 horas (três ou quatro vezes
combinada ao uso estratégico da IATF representam uma por dia é o ideal) ou usar instrumentos eficientes para a detecção de
oportunidade essencial para aumentar a taxa de detecção de cios e cios. Em geral, durante os períodos de alimentação e ordenha a
as chances de prenhez do rebanho. expressão de cio é limitada, assim como durante períodos de
temperatura e umidade altas. Por outro lado, há registros de que
Em geral, os pontos a serem melhorados para o aumento da durante o movimento dos animais (de ida ou de volta da ordenha ou
detecção de cios estão associadas à técnica utilizada no durante as trocas de currais) a expressão de cio aumenta.
procedimento, ao estado de saúde do rebanho, ao ambiente no qual
as vacas expressam cio e ao sistema geral de manejo reprodutivo.

Pontos importantes a serem considerados no manejo e nas
instalações da propriedade:

- Estabeleça um procedimento padrão de operação: É
necessário estabelecer claramente e comunicar o pessoal
encarregado quais são os procedimentos a serem seguidos na
detecção de cios. Essa comunicação (de forma escrita e visível)
deve incluir, no mínimo, quem são os responsáveis pela detecção
dos cios, onde deve ser realizada, por quanto tempo e com que
frequência, que características para a detecção de cios estão sendo
consideradas, como aplicá-las e como interpretá-las e ainda o que
fazer quando a vaca é detectada em cio.

- Utilize registros: É importante manter as informações do rebanho
atualizadas e, mais do que isso, é necessário poder confiar nessas
informações, para que a tomada de decisões sobre a inseminação
seja correta. A informação mínima a que se deve ter acesso durante - Ofereça um piso com superfície adequada: Um piso com superfície
a detecção de cios deve incluir o número de dias pós-parto da vaca confortável e com boa aderência permite que as vacas se sintam mais
e o cio ou inseminação anteriores. É importante relatar todo o seguras para procurar as companheiras que estejam em cio,
período de cio independente de a vaca ter sido inseminada ou não. montá-las e permitir que as outras as montem. Os currais com piso de
Essa informação é valiosa na tomada de decisões de futuras terra quando bem manejados (secos, com superfícies macias, sem
inseminações. Além disso, o uso de registros confiáveis ajuda a áreas de compactação e livres de pedras) oferecem um excelente
gerar uma lista de vacas "potencias" (aquelas que estiveram em cio ambiente para a expressão de cios. Os currais com piso de concreto
18-24 dias atrás) que podem ser avaliadas em mais detalhes. apresentam um ambiente mais adverso para a atividade de monta. O
cimento liso, úmido e com baixa aderência faz a vaca se sentir
insegura e diminuirá sua atividade de monta. Os pisos de concreto
- Otimize o tempo de observação: Observe as vacas em seco e com ranhuras fornecem uma superfície segura para a
momentos e locais onde haja maior probabilidade de expressão de expressão de cio.
1
continuação da página 1
Se for necessário, palpe as vacas para verificar a presença de
tônus uterino e a presença de muco na vagina. Lembre-se: um
bom técnico detector de cios não é aquele que detecta e insemina
mais vacas em cio, mas sim aquele que insemina mais vacas que
realmente estavam em cio.

Pontos importantes a serem considerados no sistema de manejo
reprodutivo:

- Controle a variação de dias em lactação em relação à
primeira inseminação: É comum encontrar leiterias em que as
vacas (mais de 20%) recebem a primeira inseminação com mais
- Evite a superpopulação dos galpões: As vacas precisam de espaço de 100 dias em lactação. Estas são vacas elegíveis para serem
suficiente para interagirem entre si e expressarem cio. Em instalações inseminadas, mas que por alguma razão não foram detectadas
com superpopulação, além de se criar um ambiente com espaço físico ou não expressaram cio. Para evitar isso, estabeleça uma meta
limitado para a atividade de monta, cria-se também um alto grau de de dias em lactação para a qual a grande maioria das vacas (ao
estresse devido à constante competição por comida, água e espaço menos 95%) receba a primeira inseminação. A incorporação de
para as vacas de deitarem. Sob estas condições, a atividade de cio é um protocolo de inseminação artificial em tempo fixo garante a
afetada de maneira drástica. taxa de submissão ou de inseminação do rebanho.

- Minimize os problemas de cascos: Vacas com os cascos em más
condições não montam e não permitem serem montadas por outras
vacas. O tratamento imediato dos animais com problemas nos cascos,
bem como o estabelecimento de uma rotina para a identificação e
monitoramento da incidência de laminite no rebanho (avaliação do
aparelho locomotor) são estratégias básicas para aumentar a saúde das
vacas e aumentar a atividade de monta. Também é crítico minimizar o
tempo de em que as vacas estão em pé em superfícies de concreto (o
que é associado ao tempo de ordenha, número de ordenhas e grau de
conforto das camas), bem como os demais fatores de riscos de
laminites.

- Utilize ferramentas extras para a detecção de cios: O uso de
artifícios extras para a detecção de vacas em cio tem sido amplamente
difundido na indústria. A maior parte dessas ferramentas se baseia na - Faça o diagnóstico de gestação precoce e reconfirme-o: A
identificação de alguma mudança de comportamento da vaca em cio, identificação rápida de vacas que não ficaram prenhes após a
como, por exemplo, a atividade de monta e aumento da circulação das inseminação e daquelas que perderam a gestação de forma
vacas pelo galpão. Uma das ferramentas utilizadas com mais sucesso precoce é uma estratégia crítica para aumentar a taxa de
para a detecção de cios é a aplicação de uma marca de giz (CHALK) submissão. Essas vacas devem ser rapidamente incorporadas ao
apropriado na base da cauda da vaca, que quando recebe a monta grupo de vacas elegíveis à inseminação através do uso de uma
apaga a marca feita com o giz. Existem algumas condições mínimas para estratégia de recolocação das vacas no protocolo de
que essa técnica funcione. A mais importante delas é que se aplique o sincronização.
giz em todos os animais com possibilidade de entrar em cio todos os
dias. Esse contato diário com todas as vacas é que cria a possibilidade
de detecção dos cios. Se as observações não forem diárias (e isso se
- Reinicie o protocolo ou ressincronize: Vacas com diagnóstico
aplica a todos os sistemas de detecção de monta como o Kamar®, por
negativo de gestação devem ser colocadas imediatamente no
exemplo) não se saberá quando a vaca entrou em cio e não se poderá
grupo de vacas elegíveis para inseminação. Com os protocolos
inseminar ou se irá inseminar sem critério, tornando as probabilidades de
atuais, a grande maioria (ao menos 95%) das vacas
prenhez mínimas. Outras condições para que o uso da técnica com o giz
diagnosticadas vazias devem ser inseminadas novamente dentro
tenha sucesso são as técnicas de aplicação (quantidade de giz, tamanho
de dez dias após o diagnóstico de gestação. Esta recolocação
e espessura da marca) e interpretação, o que depende por sua vez, das
rápida das vacas vazias no grupo de inseminação aumenta a
instalações (currais com piso de terra ou de concreto).
chance de prenhez das vacas na fazenda.
Em geral, a combinação eficiente de práticas de manejo que
- Utilize todas as informações disponíveis: Use todas as informações promovam a expressão e a detecção de cios aliada ao
à disposição para tomar a melhor decisão possível. Algumas vacas são diagnóstico de gestação precoce, aumentam as possibilidades de
relativamente fáceis de serem identificadas em cio, enquanto outras são inseminação a curto prazo. Esta é a melhor estratégia para
mais difíceis e requerem uma pesquisa mais profunda. Nesse caso, além aumentar as chances das vacas elegíveis à IA na leiteria serem
dos sintomas primários e secundários de cio, utilize as informações inseminadas e tornarem-se prenhes no menor intervalo de tempo
disponíveis nos registros e aquelas obtidas com as ferramentas de possível.
detecção de cios.

©2009 ABS Global, Inc. - 1525 River Road, DeForest, WI 53532 - Tel: 608-846-1427 - Fax: 608-846-6459 - hlopez@absglobal.com 2
O estabelecimento e a implementação de um protocolo de manejo de
partos na leiteria é um fator crítico para a manutenção e o
desenvolvimento de vacas e bezerras saudáveis e produtivas. Em
geral, as leiterias que têm protocolos em que se dá a devida Dr. Fernando Cavazos Garcia
Serviços Técnicos ABS México
importância à fisiologia da vaca no momento do parto, têm taxas mais
baixas de mortalidade de bezerros e um período de transição mais
curto entre o parto e a lactação. O sucesso de um programa de manejo Apresentação anormal do bezerro (qualquer posição diferente de
de partos depende diretamente da qualidade do treinamento que os membros anteriores e cabeça à frente).
funcionários responsáveis tenham recebido. Um treinamento prático de Parto múltiplos - é necessário retirar uma cria.
assistência ao parto para os funcionários deve ser realizado tanto no
local em que se utiliza como maternidade, quanto na sala de aula com
um treinamento teórico, para que os conceitos básicos de fisiologia e
as técnicas de assistência ao parto sejam bem empregados.
A assistência ao parto é necessária dentro das seguintes
circunstâncias:
Membranas fetais visíveis por mais de duas horas com contrações
suspensas.
Esforço para parir por mais de 30 minutos sem progresso visível.
Ausência de contrações uterinas por mais de 20 minutos sem razão
aparente.
Sinais visuais de estresse severo com a vaca e/ou a cria como:

Presença de sangue ao redor da área anal da vaca.
Presença de sangue nas membranas fetais e/ou no líquido
amniótico.
O protocolo de assistência ao parto deve estar disponível e ser seguido
Evidência de placenta desprendida (presença de cotilédones).
tal como está indicado, especialmente quando os sintomas de estresse
Língua do bezerro com coloração arroxeada ou azul escuro e
são visíveis na cria ou na vaca. Este protocolo pode incluir o contato
sem reflexos.
com o veterinário para uma possível cesariana ou com o encarregado
Presença de "mecônio" (de cor amarela) no bezerro e/ou no
do turno. O treinamento de funcionários é um fator crítico para o
líquido amniótico.
sucesso de qualquer protocolo de partos.

O acesso a blocos "tampão" diminui a severidade da
acidose subclinica
Felipe Arias
Existem diferentes graus de acidose ruminal. A acidose aguda é Serviço Técnico ABS
definida como a condição em que o pH ruminal fica abaixo de 5 a 5,2, Além disso, as vacas com acesso aos blocos tiveram períodos
enquanto a acidose ruminal subclinica apresenta pH ruminal de mais curtos com o pH ruminal abaixo de 5,6 (4,1 horas vs. 9,7
aproximadamente 5,2 a 5,6. As perdas econômicas associadas à horas) ao dia comparadas com vacas sem acesso aos blocos.
acidose ruminal subclinica têm sido estimadas em cerca de US$ 1,12 Neste estudo, os blocos continham 55% de melaço, 40% de
por vaca por dia e são devidas principalmente à diminuição na bicarbonato de sódio e 5% de óleo vegetal hidrolisado. Este
produção de leite e ao aumento na taxa de descarte das vacas. A estudo demonstra, como muito outros, que o uso de blocos ou
incidência desta condição é de cerca de 20% do rebanho, de acordo sais tampão (que contenham bicarbonato de sódio) promovem
com os resultados de ruminocentese em rebanhos comerciais nos uma barreira de segurança nos casos de variações severas das
Estados Unidos. dietas. J. Dairy Sci. 88:3633-3639.

Como se pode evitar esta condição?

Um estudo da Universidade de Wisconsin, nos EUA, relatou que
o uso de blocos "tampão" diminuem a severidade da acidose
ruminal subclinica. Neste estudo, vacas com acesso a blocos
tampão tiveram menos quedas drásticas no pH ruminal (0,2
unidades de pH vs. 0,6 unidade de pH) quando foram expostas
a um desafio de acidose ruminal do que vacas sem acesso ao
blocos.
©2009 ABS Global, Inc. - 1525 River Road, DeForest, WI 53532 - Tel: 608-846-1427 - Fax: 608-846-6459 - hlopez@absglobal.com 3
Maior conforto = Mais leite!
É comum reconhecer que existe uma relação direta entre o tempo
em que as vacas estão confortavelmente deitadas e a produção de Dr. Alberto González
leite. Um estudo realizado pelo Instituto Miner em Chazy, estado de Serviço Técnico ABS México
Nova York (http:://www.whminer.com/) relatou uma relação linear
entre estes dois fatores. Os autores encontraram um aumento de
~1,6 kg de leite por vaca por dia, por hora extra de descanso tempo de uso de camas é diminuído drasticamente quando
recebido. Vale lembrar que o tempo necessário para descanso e há índices de superpopulação superiores a 110%.
alimentação é crítico e deve estar entre 60 e 80% das 24 horas do dia.
As vacas que fazem parte das 10% melhores produtoras do rebanho Avalie o modelo e o tamanho das camas: é comum observar
precisam de até 14 horas por dia para estas atividades. que o uso das camas está limitado porque suas dimensões
e/ou a altura dos separadores tubulares entre as camas não
estão adequados para a altura do pescoço e do peito das
Como se pode aumentar o tempo de descanso das vacas.
vacas?
Ofereça uma superfície de cama confortável: o material da
cama deve ser confortável, em quantidade suficiente e estar
Otimize os tempos de ordenha: lembre-se que o "tempo de seco. Em geral, camas feitas com serragem ou areia devem
ordenha" para efeito de avaliação de conforto começa ser limpas duas vezes ao dia com a remoção e substituição
quando a primeira vaca sai do seu galpão e vai para a sala do material ao menos uma vez por semana. Em caso de
de ordenha e termina quando a última vaca retorna ao seu galpões de terra, estes devem estar com a superfície livre de
respectivo galpão após a ordenha. Este tempo se multiplica áreas compactadas, secos e sem pedras.
pelo número de ordenhas diárias. Independente do número
de ordenhas, o tempo total ideal não deve ser superior a 3
horas.

Evite o tempo excessivo com a retenção das vacas na saída
da ordenha: limite todas as atividades em que haja a
Evite a superlotação dos galpões: está comprovado que o necessidade de se manter as vacas após a ordenha (manejo
aumento da disponibilidade de camas aumenta o tempo de reprodutivo, vacinações, tratamentos) a períodos máximos
uso das mesmas. Dados do Instituto Miner relatam que o de 45 minutos por dia.

Na ABS, contamos com o CowSigns®, uma ferramenta prática que ajuda o produtor a identificar pontos a serem melhorados e a
monitorar o progresso das atividades de rotina na leiteria, como os tempos de ordenha e o conforto e o uso das camas. Para maiores
informações entre em contato com seu representante ABS Global (http://cowsigns.com).

Un Servicio de ABS Global, Inc.

©2009 ABS Global, Inc. - 1525 River Road, DeForest, WI 53532 - Tel: 608-846-1427 - Fax: 608-846-6459 - hlopez@absglobal.com 4