28/02/2012 - 12h05 / Atualizada 28/02/2012 - 15h45 Tombini: Brasil está crescendo abaixo do seu potencial Comentários15 BRASÍLIA, 28 Fev

(Reuters) - O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, afirmou nesta terça-feira que a economia está crescendo abaixo do seu potencial e que esse cenário permite o afrouxamento da política monetária. Ele disse ainda que o BC manterá o processo de acumulação de reservas internacionais, indicando que continuará atuando no mercado cambial. "Nos últimos três trimestres, incluindo este primeiro trimestre de 2012, o Brasil cresce abaixo do potencial", afirmou Tombini ao participar de audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado e a uma semana da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). "Não é por outra razão que o Banco Central vem ajustando sua taxa de juros nesse período, em função do crescimento da economia abaixo do PIB potencial", complementou. Nos próximos dias 6 e 7, o Copom se reúne novamente para decidir sobre o futuro da Selic que, hoje, está em 10,50% ao ano. O BC já deixou claro que busca levar a taxa a um dígito e, assim, o mercado calcula que outro corte de 0,50 ponto percentual deve vir agora, que seria o quinto seguido nessa magnitude. Ao comentar o ritmo de crescimento do país, o presidente do BC projetou que a economia avançará mais em 2012 em comparação a 2011 e que o dinamismo será maior no segundo semestre do que no primeiro semestre. Inflação em queda Na audiência, que durou quase quatro horas, Tombini fez uma avaliação favorável da conjuntura econômica, salientando que o Brasil passa por um processo de desinflação, com os preços em queda e repetindo que estão em trajetória de convergência para o centro da meta de 4,5% pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). "Esse é o quadro de desinflação que o Brasil vive desde setembro e outubro do ano passado na inflação de 12 meses ao consumidor", disse. Tombini disse ainda que a política fiscal tem entregado os resultados esperados, em uma referência ao cumprimento da meta de superávit primário e ao corte de gastos públicos, adotado em 2011 e mantido para este ano no montante de R$ 55 bilhões. Ele comentou ainda que o fato de o governo federal ter reduzido, no ano passado, as transferências de recursos do Tesouro Nacional ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico social (BNDES) foi um dos fatores que ajudaram na desaceleração da inflação. "Houve moderação, e isso ajudou no processo de controle da inflação", afirmou. No ano passado, o governo autorizou o repasse de R$ 55 bilhões ao banco, dos quais R$ 45 bilhões foram transferidos até dezembro, e o restante em janeiro deste ano. Para 2012, a tendência, segundo o Tesouro é de transferência inferior à de 2011. Câmbio Ao responder a questões dos senadores sobre o arsenal do governo para evitar excessiva valorização do real, Tombini afirmou que a autoridade monetária mantém sua política de acumulação de reservas internacionais e que as ações no mercado cambial são úteis para evitar uma taxa de câmbio demasiadamente apreciada. Segundo ele, o BC vai continuar entrando no mercado cambial para dar condições para que ele funcione, lembrando que o país tem recebido fortes fluxos cambiais. O BC tem atuado no

das regras de Basileia 3. disse.mercado de câmbio. para evitar uma forte depreciação da moeda norte-americana. De acordo com ele. ele afirmou que a autoridade monetária não possui avaliações sobre esse assunto "no momento. entre 2013 e 2019. acrescentou. "As instituicões financeira vão entrar no mercado internacional mais firme e o Banco Central não quer ver essas instituições se aventurando com nível de rergulaçao inferior ao brasileiro". A moeda está na casa de R$ 1." Tombini dedicou boa parte de sua exposição no Senado à análise dos efeitos da desaceleração da economia internacional e das decisões dos bancos centrais dos Estados Unidos e da Europa de combaterem a desaceleração e o enfranquecimento do mercado de crédito mundial por meio de emissão de moeda. . as economias emergentes tem enfrentado e enfrentarão essa intensificação dos fluxos de capitais com a combinação de políticas macroeconômicas e prudenciais. ele disse que a tendência é de maior internacionalização das instituições financeiras nacionais e demonstrou uma atenção à exposição desses bancos no cenário externo.70. disse. "O Banco Central continua olhando para essa area e acumulando reservas". Ao abordar a preparação para a entrada em vigor. Caderneta de poupança Questionado sobre eventual intenção do governo brasileiro em alterar as regras de correção da caderneta de poupança. "Não nos furtaremos de atuar nessa área". por meio de compra de dólares. O BC tem atuado no mercado cambial desde o dia 3 de fevereiro por meio de leilões de dólares.

458. a taxa média foi de 10. entre outros fatores. No último mês. Distrito Federal (de 11% para 11.167 milhões.4% no país. Fortaleza (de 7. Houve queda apenas na indústria. RENDIMENTO Em dezembro. retração de 1.167 milhões.2% para 5. o rendimento médio real dos ocupados (descontada a inflação) cresceu 0.510. em dezembro. para R$ 1.1% verificados em dezembro. "A alta do desemprego já era esperado e é comum em janeiro e nos primeiros meses do ano. A taxa de desemprego no país atingiu 9.5%). ante os 9. O nível de ocupação no país ficou praticamente estável.09h52 Taxa de desemprego atinge 9. A taxa registrada em São Paulo subiu para 9. A alta interrompe uma sequência de quatro quedas consecutivas. para 11.5%. Neste mês.9%. enquanto o IBGE divulgou uma variação de 6%. Em alta ficaram Porto Alegre (de 6.5% em 2011. em Recife (recuo de 12.4%.2%.1%). realizada desde janeiro de 1985. Já o dos assalariados apresentou recuo de 0. A taxa de desemprego apresentou recuo em apenas duas regiões.1% nas sete regiões metropolitanas. ante 9% em dezembro. explica Alexandre Loloian. em janeiro) e Belo Horizonte (de 5. com alta de 0.4% para 6. com fechamento de 46 mil postos de trabalho.5% em janeiro. ficando em R$ 1.111 milhões de pessoas desempregadas no país.5%. ao fechamento de vagas temporárias abertas no fim do ano". Na divisão por atividade. Na PED. o total de ocupados nas regiões foi estimado em 20. segundo informações da PED (Pesquisa de Emprego e Desemprego). oculto por desalento (pessoas que não procuraram trabalho nos últimos 30 dias por uma série de motivos.1%) e Salvador (de 14. para uma PEA (População Economicamente Ativa) de 22. resultado da aumento de 104 mil desempregados em janeiro. realizada pela Fundação Seade e pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) em sete regiões metropolitanas e divulgada nesta quarta-feira (29).5% em janeiro.29/02/2012 . TAXAS DIFERENTES A diferença na metodologia utilizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e pela PED (Seade/Dieese) explica a discrepância entre os números apresentados pelas pesquisas.6% em janeiro. o nível de ocupação subiu em quatro dos cinco setores. economista da Seade. Isso se deve.7% para 8. como por exemplo. Em 2011. aponta Seade/Dieese DE SÃO PAULO Atualizado às 12h24. a .1% para 15%). havia 2.5%). a Seade e o Dieese dividem o desemprego em três categorias: aberto (quanto as pessoas procuram emprego). A PED reportou uma taxa de desemprego de 10.

Já a Seade e o Dieese apuram os números em sete regiões: Belo Horizonte. da média das taxas de desemprego. Salvador. São Paulo e Distrito Federal. Fortaleza. O IBGE faz o levantamento nas regiões metropolitanas de Recife. que realiza a PME (Pesquisa Mensal de Emprego) desde janeiro de 1980.crença de que o mercado está ruim e não será possível encontrar) e oculto por trabalho precário (que realizam trabalhos precários.6%).5% da PED é o resultado da soma do desemprego aberto (7. Recife. Com a a ponderação do IBGE. como bicos. Assim. a pessoa que faz bicos ou tem um emprego temporário está empregada. São Paulo e Porto Alegre. Rio de Janeiro. Salvador. Porto Alegre. . o resultado do ano foi de 6%.9%) mais o desemprego oculto (2. a taxa de 2011 de 10. Ou seja. Belo Horizonte. Para o IBGE. por exemplo). o instituto leva em consideração apenas as informações referentes ao desemprego aberto --quando a pessoa está há mais de 30 dias procurando emprego.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful