You are on page 1of 3

R

SBENo tí ci a s Boletím Eletrônico da


Sociedade Brasileira de Espeleologia
ISSN 1809-3213 Ano 4 - Nº 125 - 11/06/2009

30º CONGRESSO BRASILEIRO DE ESPELEOLOGIA


R Organização:
Montes Claros, MG - UNIMONTES

Realização:
09 a 12 de Julho de 2009

www.sbe.com.br/30cbe.asp

MESAS REDONDAS ABORDARÃO OS PRINCIPAIS TEMAS


DA ESPELEOLOGIA NACIONAL DURANTE O 30º CBE
(4ª Circular)

CONFIRA OS NOMES QUE JÁ CONFIRMARAM PRESENÇA PARA COMPOR AS MESAS REDONDAS DO 30º CBE

MESA REDONDA 01: “MANEJO DE ÁREA CÁRSTICAS E CAVERNAS”


Essa mesa debaterá as várias experiências de elaboração de planos de manejo de cavernas ou de Unidades de Conservação em
áreas cársticas. Contará com diversos pontos de vistas de especialistas no tema. Pretende-se dessa forma criar um ambiente de troca
de experiências e fomento à produção de conhecimento nesse tema atual e emergente no Brasil.
Moderador: Prof. Heros Augusto Santos Lobo Doutorando em Geociências e Meio Ambiente UNESP/Rio Claro-SP; Coordena-
dor da Seção de Espeleoturismo da SBE; Coordenador de Planos de Manejo Espeleológico Instituto Ekos Brasil.
Ainda são aguardadas as confirmações de presença de representantes da Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais,
Fundação Florestal de São Paulo e Instituto Ekos Brasil.
MESA REDONDA 02: “DECRETO 6640/2008”
A Mesa Redonda 02 será composta por juristas de renome no país e estudiosos do tema que trata o Decreto 6640/2008. Serão
abordados os pontos legais que levaram à Ação Direta de Inconstitucionalidade do Decreto perante o Superior Tribunal Federal, a
jurisprudência das cavidades naturais no Brasil e critérios de relevância para classificação de cavernas.
Moderador: Dr. Marcos Paulo de Souza Miranda - Coordenador Geral da Promotoria Estadual de Defesa do Patrimônio Cultural e
Turístico de Minas Gerais. Um dos autores da representação apresentada ao Procurador-Geral da República sobre a inconstitucionali-
dade do Decreto 6640,.
Debatedores: Fernando Cavalcanti Walcacer - OAB-RJ e PUC/Rio; Ricardo José Calembo Marra - ICMBio/CECAV; Dr. José
Eduardo Ramos Rodrigues - OAB/SP e Fundação Florestal/SP.
Para compor essa Mesa, ainda são aguardadas as presenças de representantes do IBAMA e do Ministério do Meio Ambiente.

MESA REDONDA 03: “PARQUE NACIONAL CAVERNAS DO PERUAÇU”


Essa mesa tem o objetivo de contribuir para o processo de abertura do PARNA Cavernas do Peruaçu. Para tanto serão reunidos
representantes das diversas instituições e atores desse processo que apontarão as principais dificuldades encontradas, atingindo-se,
assim, o diálogo em busca de soluções.
Debatedores: Flávio Túlio Gomes ICMBio/CECAV; Evandro Pereira da Silva Chefe do PARNA Cavernas do Peruaçu.
Ainda são aguardadas as presenças de outros representantes do ICMBio; do departamento jurídico da FIAT e da Procuradoria da
República.
OUTRAS ATIVIDADES
Além de assistir às Mesas Redondas, os congressistas podem participar de mini-cursos, visitas à cavernas da região, apresenta-
ções de trabalhos, workshop, concurso fotográfico e muito mais.

Venha participar do mais importante evento da espeleologia nacional.


Já são mais de 150 inscritos.
Garanta sua vaga - Inscreva-se já!

INFORMAÇÕES
www.sbe.com.br/30cbe.asp

Notícias 1
SEMANA DO MEIO AMBIENTE: SBE VAI A ESCOLA EM SP E MG
Por Adriana Duarte fico, religioso e recreativo; apresentou ima- A palestra fez parte da programação
Babilônicos Espeleo Clube (SBE G119) gens de inscrições rupestres, objetos líticos de eventos propostos pela Prefeitura Muni-
Atendendo a pedidos, a SBE partici- e outros vestígios arqueológicos de diver- cipal de São Thomé, que aconteceram na Pra-
pou das comemorações da Semana do Meio sas regiões da América Latina comparando ça da Matriz com apresentações culturais,
Ambiente em São Caetano do Sul (SP) e São padrões e tradições. cartazes e materiais produzidos com reutili-
Thomé das Letras (MG) realizando palestras O palestrante deu enfoque à impor- zação de garrafas PET´s.
e exposições através do “SBE Vai à Escola”. tância das cavernas na captação de águas
SÃO CAETANO DO SUL pluviais, discutiu a problemática e os peri-
No dia 30 de maio, iniciando as come- gos da construção de barragens e outros
morações da semana do Meio Ambiente, o empreendimentos em áreas cársticas, a
Colégio Arbos, Unidade de São Caetano do ocorrência de espécies endêmicas da fauna,

Adriana Duarte
Sul-SP, contou com a participação do Presi- ressaltando que preservar este patrimônio
dente da SBE, Emerson Gomes Pedro, que garante a qualidade de vida das futuras gera-
proferiu a palestra “O Ser Humano e as ções.
cavernas” no auditório do colégio para as O evento também contou com uma
Sala cheia em São Thomé das Letras-MG
turmas do Ensino Médio. exposição de ré plicas de artefatos líticos e
uma exposição fotográfica do acervo his- SBE VAI À ESCOLA
tórico da SBE onde os alunos e profes- O objetivo do projeto é divulgar a espe-
sores tiveram um contato mais próximo leologia aos estudantes de ensino funda-
com a história da espeleologia brasileira mental, médio e universitário, através de
e seus percussores, Guy Collet, Michel palestras, exposições e seminários nas pró-
Adriana Duarte

Le Bret e Pierre Martin, espeleólogos prias instituições de ensino, fomentando a


que há 40 anos idealizaram a nossa Soci- discussão sobre espeleologia e meio ambi-
edade Brasileira de Espeleologia. ente, visando despertar o interesse dos estu-
SÃO THOMÉ DAS LETRAS dantes e esclarecer dúvidas sobre a ativida-
Alunos atentos no Colégio Arbos No dia 05 de junho, comemora- de nas mais diversas áreas como explora-
A palestra abordou os diferentes tipos mos o dia mundial do Meio Ambiente, a SBE ção, mapeamento, fotografia e bioespeleo-
de formações rochosas que possuem ocor- participou das festividades levando à cidade logia, além de incentivar espeleólogos em
rência de cavernas e suas particularidades de São Thomé das Letras a palestra “Gestão potencial e auxiliar na preservação deste
geológicas com ênfase as cavernas calcárias Ambiental e Manejo Sustentável” para os importante patrimônio.
e prosseguiu discutindo a relação do alunos do Ensino Médio e professores da
Saiba mais sobre o projeto
homem com o ambiente cárstico, desde os Escola Estadual José Cristiano Alves, além
“SBE Vai à Escola” na página:
tempos da pré-história até os dias atuais dos integrantes do GESTHO (Grupo Espe-
com o seu uso turístico, econômico, cientí- leologico de São Thomé das Letras). www.sbe.com.br/vai.asp

MORCEGOS RECONHECEM AS SBE ASSINA NOTA


“VOZES” UNS DOS OUTROS PÚBLICA CONTRA O
Você seria capaz de identificar uma do morcego C. Ele tinha de rastejar para o
pessoa no meio de um grupo que grita ape- local de onde vinha o som correcto”, indi-
DESMONTE DA
nas uma mesma sílaba? Isso é o que os mor- cou. Só nesse caso era recompensado com a LEGISLAÇÃO AMBIENTAL
cegos fazem, sendo capazes de diferenciar sua comida favorita, uma minhoca.
as ecolocalizações ultrasô nicas uns dos “Na segunda fase do teste, os morce- BRASILEIRA
outros à medida que usam a sua para se des- gos recebiam uma recompensa quer fossem A SBE assinou e divulgou no último
locar e caçar. para o lado correto dia 05 de junho, dia do meio ambiente, uma
Segundo um estu- ou não. E, ainda nota pública contra o desmonte da política
do publicado na revista assim, estavam cer- ambiental brasileira.
PLoS Computational Bio- tos 80% das vezes”, A nota que é assinada pelas principais
logy, pela equipe do isra- acrescentou. “Os entidades ambientalistas com atuação no
elita Yossi Yovel, do Insti- morcegos aprendiam Brasil destaca que esta não é uma ocasião
D.Nill / Y.Yovel

tuto de Ciência Weiz- a ‘voz’ escutando para se comemorar, já que os Poderes Exe-
mann, os morcegos- centenas de ‘gritos’ cutivo e Legislativo, sedendo às pressões do
ratos-grandes (Myotis curtos, mas eram desenvolvimento à qualquer custo, vêm des-
myotis) têm uma referên- Estudo tenta explicar como morcegos capazes de reconhe- montando a legislação ambiental construí-
conseguem voar em grupos da nas últimas décadas com muito esforço.
cia interna com que com- cer um indivíduo
param as “vozes” dos outros morcegos. com base num único ‘grito’.” A comunica- Dentre as medidas na contramão da
Os cientistas fizeram um teste para ção vocal é essencial, nomeadamente em história, foi destacado a aprovação do
prova-lo. “Cada morcego tinha de distin- animais noctívagos, como os morcegos. A Decreto 6.640/2008 que legaliza a destrui-
guir entre outros dois”, explicou Yovel. “Tre- descoberta pode explicar como se mantêm ção de cavernas no Brasil.
inamos o morcego A, fazendo-o ouvir o em grupo quando voam a alta velocidade.
Leia a nota e faça sua parte!
som do morcego B de um lado e do outro o Fonte: Diário de Notícias 07/06 /2009.
Notícias 2
TRABALHO ABORDA OS
Tem coisas que o PROBLEMAS TRAZIDOS
dinheiro não PELO DECRETO
compra!!!
Data: 02/2001 - Autor: 6.640/2008
Rogério Henry B. Maga- A pós-graduanda da Universidade Esta-
lhães - (SBE 1064) -
dual do Rio de Janeiro (UERJ), Mariana
TRUPE (SBE G083)
Caverna de Santana Miranda Maia Lopes, apresentou um traba-
(SP-41) lho sobre os problemas trazidos pelo Decre-
Proj. Horiz.: 5.040 m. to 6.640/2008 no 13º Congresso Internaci-
Desnível: 61 m. onal de Direito Ambiental que acaba de ser
Parque Estadual Turísti- realizado na cidade de São Paulo.
co do Alto Ribeira No artigo “A proteção das cavidades
(PETAR) - Iporanga-SP
naturais subterrâneas e os problemas trazi-
Na foto Delci Ishida dos pelo Decreto 6.640/ 08” publicado nos
(SBE 0842) sobe o pri-
meiro lance de cordas
Anais do Congresso, Mariana Lopes analisa
para ir ao Salão Taqueu- as alterações trazidas pelo Decreto de
Rogério Henry B. Magalhães 2008, levando em consideração algumas
pa, um privilégio para
quem tanto contribuiu normas protetivas, a Constituição Federal e
com a espeleologia. os princípios que norteiam o tema.
Devido a sua fragili- A conclusão do trabalho é de que o
dade, o acesso à esta Decreto não segue os preceitos e princípios
parte da caverna é extre- Constitucionais. A autora ainda propõe que
mamente restrito.
o Decreto Federal nº99.556 de 1990, modi-
Mande sua foto com ficado pelo Decreto 6.640/2008, retorne ao
nome, data e local seu texto anterior, evitando assim um signi-
para:
sbe@sbe.com.br
ficativo retrocesso sócioambiental.

VENHA PARA
O MUNDO DAS
CAVERNAS Novas
Aquisições
Filie-se à SBE 09 a 12/07/2009
30º CBE - Congresso Boletim Speleofórum Vol.28,
Sociedade Brasileira de Espeleologia Brasileiro de Espeleologia Czech Speleological Society:
Montes Claros-MG 2009.
R Clique aqui para
www.sbe.com.br/30cbe.asp
saber como se tornar
Boletim NSS News Nº5, National
sócio da SBE 19 a 26/07/2009 Speleological Society: Mai/2009.
Tel. (19) 3296-5421 15ª ICS - Congresso
Internacional de Espeleologia Boletim eletrônico El Explordor
Nº61, GEDA / Sociedad Espeleolo-
Filiada à Kerrville, Texas USA
gica de Cuba: Mai/2009.
www.ics2009.us
Brasil. Agencia Nacional de Águas
04 a 08/08/2010 Relatório de atividades: exercício
União Internacional FEALC-Federação Espeleológica
6º Congresso de Espeleologia 2008. Brasília: ANA, 2008.
de Espeleologia da América Latina e Caribe da América Latina e Caribe
Matanzas, Cuba As edições impressas estão disponíveis
para consulta na Biblioteca da SBE.
www.fealc.org/eventos.htm Os arquivos eletrônicos podem ser
solicitados via e-mail.
Visite Campinas e conheça a
Biblioteca Guy-Christian Collet
Antes de imprimir,
Sede da SBE. pense na sua SBE Notícias é uma publicação
responsabilidade eletrônica da SBE-Sociedade Brasileira de Espeleologia
com o meio Telefone/fax. (19) 3296-5421 - Contato: sbe@sbe.com.br
Apoio: ambiente Comissão Editorial: Marcelo A. Rasteiro e Delci K.Ishida
Todas as edições estão disponíveis em www.sbe.com.br
PREFEITURA MUNICIPAL DE
A reprodução deste é permitida, desde que citada a fonte.
CAMPINAS
PRIMEIRO OS QUE MAIS PRECISAM

Notícias 3