You are on page 1of 2

PROBLEMA 2 - FUVEST 2012-01-10 – 3 DIA

15 , o ângulo interno de vértice C 5 mede , e o ângulo interno de vértice B mede /2. Sabe-se ,também, que 2 cos(2)+3cos+1=0.

No triângulo acutângulo ABC ,ilustrado na figura, o comprimento do lado BC mede

Nessas condições, calcule: a) O valor de sen  ;

b) o comprimento do lado AC . RESOLUÇÃO:
Da trigonometria, tem-se a identidade: cos2x= cos2x – sen2 x = 2 cos2x – 1 , para todo x real. Daí, obtém-se para: x = : cos2= 2 cos2 – 1 (I) e x =/2: cos = 2 cos2(/2) – 1 (II)

a) Desde que cos > 0 e sen > 0; pois ABC é acutângulo, segue-se de ( I ) , que 2 cos 2 +3cos + 1=0,reduz-se a equação equivalente: 4cos2 +3 cos – 1 = 0 e, consequentemente, em cos = sen2 = 1- cos2 =
15 15 , o que implica, sen= . 16 4 1 . Portanto, da relação fundamental, 4

b)Prolongando-se o lado CA , conforme figura, até um ponto D, de modo que CD = BD, obtém-se o DBC, isósceles e de base BC .Dai, DBC = DCB =ACB = . Desde que ABC =  / 2 , BA é bissetriz relativa ao vértice B. Assim, sendo E , F pontos sobre os lados BD e BC , respectivamente, tais que AE // BC e AF // BD , o quadrilátero AEBF, determinado por estes pontos é um paralelogramo. Consequentemente: AEBF é um losango, pois a diagonal BA é bissetriz. e AFC = EBC = DBC = , pois AF // BE . Nestas condições, BF = AF (lados do losango) e AFC é isósceles, de base FC , pois AFC = ACB =  ACF = . Daí, BF = AF = AC. Além disso, do AFC, a altura AM relativa a base FC é mediana, enquanto, do AMC, retângulo em M, AC MC 1 AC . Consequentemente, FC = 2 MC = .  cos   (item a), ou seja, MC = 4 2 AC 4 2 15 15 AC 15  Entretanto, BF + FC = BC = , o que implica, AC  , e, portanto, AC  . 2 5 15 5 2 15 15 RESPOSTA: a) b) 4 15

1

AC (2 cos   1 )  Finalmente. cos  1  2 cos 2 (  / 2 ) . . Desde que o ABC é acutângulo. no ABC. cos   (item a) e cos   2 cos 2 (  / 2 )  1 ( II). AC ( 2 cos 2 (  / 2 )  cos  )  15 1 . AC  . Dos AC sen(  / 2 ) sen(  / 2 ) 15 15 .RESOLUÇÕES DIFERENTES PARA O ITEM b PRIMEIRA b) Seja D a projeção ortogonal de A sobre a reta BC. cos(  / 2 )    2cos(  / 2 ) .obtém-se: AC ( cos   2 cos 2 (  / 2 ) )  15 .retângulos: BD  AB cos( /2) e DC  AC cos  . portanto. 4 3 15 2 15 e.1 . cos   2 cos 2 (  / 2 ) . portanto. em [III]. temos: AB sen 2 sen(  / 2 ). Por outro lado. AC  2 5 15 SEGUNDA Da lei dos senos. tem-se: DC tg   AC sen  DC  AC cos ADB: sen   e BD tg sen(  2 )   AC sen   BD  AC 2 sen (  2 ) . 5 4 3 15 2 15 3 AC  . ADB e ADC. 2 5 15 2 AUTOR: LUIZ ANTONIO PONCE ALONSO (10/01/2012) 2 . donde resulta: AD AD e  AD  AC sen tg    AD  DC tg  AC DC  AD  ADC: tg   AD  BD tg 2 BD 2 Destas igualdades. 5 5 ADB e ADC. em dois triângulos retângulos. como cos = 1 (item a). Logo. AB cos( /2)  AC cos   . 5 15 . BD + DC = BC = 15 5 [III] O segmento AD divide internamente o ABC. Substituindo os valores de DC e BD encontrados acima. Logo. Como BD  DC  BC  Nestas condições. ou seja. ou seja. AC  Logo. 5 Por outro lado.portanto. cos (  2 )  2 cos(  2 ) BD  2 AC cos 2 (  2 ) . D está sobre o lado BC e. 2 cos 2 (  / 2 )  cos   2 cos   1  e. AB  2 AC cos( /2).