You are on page 1of 12

FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA-ÁREA 1 CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL DISCIPLINA: TRATAMENTO DE ÁGUA E EFLUENTE

“EXPERIMENTO: DETERMINAÇÃO DE OXIGÊNIO DISSOLVIDO”

Trabalho apresentado a Professora Selma Alves como cumprimento da aula prática apresentado por Carla Emanuella, Douglas Jacques, Gildásio Felix, Gustavo Piton, Rodrigo Sarmento.

Salvador-BA 2012

.1. demanda bioquímica de oxigênio de matérias orgânicas e sedimentos. e íons inorgânicos. – INTRODUÇÃO As principais fontes de oxigênio dissolvido em águas são a aeração natural proveniente da atmosfera e a fotossíntese das plantas aquáticas inclusive dos fitoplânctons. As principais causas da diminuição do oxigênio dissolvido são a respiração das plantas. A análise do oxigênio dissolvido é o teste-chave para indicar poluição das águas. No experimento realizado no laboratório de química da Faculdade Área 1. desaeração de águas supersaturadas de oxigênio. determinou-se a quantidade de oxigênio dissolvido de uma amostra de água da torneira pelo método de Winkler.

2. .OBJETIVO O trabalho realizado no laboratório 113SS teve como objetivo efetuar a determinação do oxigênio dissolvido em águas potáveis coletadas da torneira. através do método de Winkler. .

quanto maior a carga de matéria orgânica. Do ponto de vista ecológico.53 27 8.54 21 8.59 12 10. no vinhoto. Assim. Os resíduos orgânicos despejados nos corpos d’água são decompostos por microorganismos que se utilizam o oxigênio na respiração.D. maior o número de microorganismos decompositores e consequentemente.07 30 7. no esgoto doméstico.48 6 12. em certos resíduos industriais.FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA A determinação de oxigênio dissolvido (O. O método mais empregado para determinação de oxigênio dissolvido é o método de Winkler modificado pela azida sódica.83 15 10. quando a água recebe grandes quantidades de substâncias orgânicas biodegradáveis encontradas. a saturação varia conforme a tabela a seguir: Temperatura O2 dissolvido em mg/L 0 14. pois é necessário para a respiração da maioria dos organismos que habitam o meio aquático.D.63 Tabela 1: Tabela de solubilidade do O2 na água (saturação em função da temperatura). Geralmente o oxigênio dissolvido se reduz ou desaparece. . são empregadas outras modificações do método de Winkler ou se emprega o método eletrométrico para determinação de O. por exemplo.) é de fundamental importância para avaliar as condições naturais da água e detectar impactos ambientais como eutrofização e poluição orgânica. e outros. Na água do mar a saturação varia de 11 mg/L a 0 °C e 7 mg/L a 25°C. .48 9 11. De acordo com os interferentes. é uma variável extremamente importante.62 3 13.99 24 8. Tipicamente a concentração de OD na superfície de águas naturais é menor do que 10 mg/L.D. ao nível do mar. Na água doce.3. maior o consumo de oxigênio.15 18 9. o O.

os processos acelerados ou aumentados pela descarga de materiais orgânicos são indicados por setas verdes. FILHO.R. Fonte: FIORUCCI. .B.Figura 1: Balanço de oxigênio dissolvido nos sistemas aquáticos. E. A.

O conteúdo do erlenmeyer foi titulado com solução de Tiossulfato de Sódio (Na2S2O3) a 0. deixando decantar durante 3 minutos. Voltou-se a titular com tiossulfato de sódio até a mudança de coloração para incolor.025M. Dando continuidade ao experimento foi retirada a tampa do frasco e adicionada 1 mL de ácido sulfúrico (H2SO4). Após a etapa descrita acima foram adicionados ao recipiente contendo a amostra. utilizando uma pipeta volumétrica de 100 mL. .1 – Determinação oxigênio dissolvido (OD). Este procedimento deverá ser realizado com certo cuidado para que não haja formação de bolha de ar. Foi coletada água da torneira para determinação do oxigênio dissolvido. resultando no aparecimento de uma coloração azul. Após adição dos citados compostos. foi feita a mistura da amostra contida no frasco. indicando a ausência de oxigênio dissolvido e 1 mL de Iodeto de Alcalinazida que alterou o aspecto da solução formando um precipitado de cor marrom. em mg O2/L. que indica a “fixação”. Alcançada a cor citada foi adicionado 1ml da solução de amido 0. Ato contínuo foi retirada uma alíquota. mas antes para eliminação de possíveis contaminantes da torneira e da tubulação deixou-se escorrendo água durante 3 minutos. fechando novamente o recipiente e agitando até a completa dissolução. até que ocorresse a mudança de coloração para o amarelo palha. tornando assim disponível para análise.5%. por inversão durante 5 minutos. pois o oxigênio dissolvido não mais reagirá com outras matérias presentes na amostra. – PROCEDIMENTO 4. fato este que alterará o resultado uma vez que o oxigênio irá oxidar a solução. A amostra foi acondicionada no frasco de OD.4. que reagindo com o oxigênio alterou o aspecto da solução formando um precipitado de cor branca. a qual foi transferida para um erlenmeyer de 300 mL. 1 mL de Sulfato Manganoso (MnSO4).

para cálculos posteriores: VT1= 1. sendo anotado os volumes totais gastos de Tiossulfato de Sódio.8 ml A média aritmética. Douglas.Figura 2: Titulação com Tiossulfato de Sódio. o desvio padrão e a variância dos valores encontrados correspondem a: ∑ √ ∑ ̅ √ ∑ ̅ De posse da média dos volumes obtidos na titulação com tiossulfato de sódio foi realizado o cálculo da concentração de oxigênio dissolvido (OD). Gildásio e Rodrigo. Fonte: Carla. em mg O2/L de água a seguir descrito: .6 ml VT2= 1. O supracitado procedimento foi realizado 2 vezes.

4 mg/L 4.. gerando hidróxido de manganês. que é o MnO(OH2).mg O2/L= V x 0.Reações químicas  As reações que ocorrem na determinação de oxigênio dissolvido através do método de Winkler estão descritas a seguir: Foram coletada duas amostras da solução e a cada uma delas adicionado 1 mL de solução de sulfato maganoso e 1 mL de iodeto de alcalinazida (KI + KOH). que logo em seguida reagiu com KI originário da solução de iodeto de alcalinazida. o qual reagiu como oxigênio dissolvido originando um precipitado marrom. o qual deu a coloração amarelada a solução. Isto deve ser feito para fixar o oxigênio dissolvido o que o torna disponível para analise: MnSO4 + 2 KOH → K2SO4 + Mn(OH2) 2 Mn(OH)2 + O2 → 2 MnO(OH)2 Ao se adicionar 1 mL de ácido sulfúrico ocorreu uma reação com o MnO(OH)2. MnO(OH)2 + 2 H2SO4 → Mn(SO4) 2 + 3 H2O Mn(SO4) 2 + 2 KI → MnSO4 + I2 O I2 reage então com o excesso de I. O sulfato manganoso e o hidróxido de potássio reagem entre si.→ I3Quando na titulação o Na2S2O3 0.7 x 2 x 1= 3.produzindo I3.025M foi sendo adicionado. O tri-iodeto não é volátil e desse modo diminuiu o erro de determinação.025 x Fc x 80 mg O2/L = V x 2 x Fc mg O2/L = 1. os íons tri-iodeto (I3-). . oxidavam o tiossulfato (S2O3-2) a tetrationato (S4O6-2).2 . A quantidade de I2 liberada era matematicamente igual a quantidade de oxigênio dissolvido na amostra. liberando I2. e o produto da reação foi o sulfato de manganês. I2 + I.

5 %. o que diminuiu a quantidade de I2 na solução e. O tri-iodeto foi consumido.→ Na2S4O6 + 3IDepois se acrescentou 1 mL da solução de amido 0. consequentemente. Continuou-se a titulação até a solução tornar-se novamente incolor. que fez surgir uma coloração azul. para o amido complexar. diminui dessa forma a cor azul da solução .para o tri-iodeto. Isso ocorre porque o amido forma um complexo de cor azul com o iodo.2 Na2S2O3 + I3. deslocando a reação do I2 com I.

3. . Outro cuidado essencial é com relação a limpeza de frascos e tampas. Pois com aformação de bolha a solução está sendo aerada. O amido forma com o iodo a seguinte reação: I2 + amido → I2 amido (estável) Se adicionado no início do experimento ele reagirá e se tornará estável. 2. Da correta execução dos procedimentos no momento da coleta. depende a confiabilidade dos resultados finais e. Por que o procedimento solicita evitar a formação de bolhas de ar? R.5. portanto. uma vez que é de suma importância para impedir a introdução de contaminantes nas amostras. as ações resultantes da interpretação dos dados gerados. São necessários cuidados especiais para evitar a utilização de materiais de limpeza cuja fórmula contenha as substâncias que se quer determinar na amostra de água. para que seja representativa do seu universo? R. do tipo evitar a contaminação. ou seja. formação de bolhas ou mesmo adicionar o amido no momento inadequado. Evitar a contaminação para que ela possa representar o todo de forma coerente. está sendo formado oxigênio o qual se presente irá reagir com outras matérias presentes na amostra. Por que não adiciona a solução de amido no inicio da titulação com tiossulfato de sódio? R. gastando mais tiossulfato que o necessário. –QUESTÕES 1. Quais os cuidados necessários na coleta de uma amostra.

livre de interferências e contaminação atmosférica. e outros. constituindo uma alternativa válida para a determinação precisa e exata de oxigênio dissolvido em sistemas aquosos. O método proposto é rápido e fácil de usar. Assim. são empregadas outras modificações do método de Winkler. quanto maior a carga de matéria orgânica. em certos resíduos industriais. quando a água recebe grandes quantidades de substâncias orgânicas biodegradáveis encontradas. . no esgoto doméstico. Os resíduos orgânicos despejados nos corpos d’água são decompostos por microorganismos que se utilizam o oxigênio na respiração. maior o consumo de oxigênio. A análise do OD é o teste-chave para indicar poluição de águas. no vinhoto. o método mais empregado para determinação de oxigênio dissolvido é o método de Winkler modificado pela azida sódica. por exemplo.6. De acordo com os interferentes.CONCLUSÃO Geralmente o oxigênio dissolvido se reduz ou desaparece. . O relatório descreveu o método da determinação do teor de oxigênio dissolvido em amostras de água para abastecimento público. maior o número de microorganismos decompositores e conseqüentemente.

Química Nova Escola.. Disponível em <http://pessoal. Determinação de Oxigênio Dissolvido em Água pelo Método de Winkler (modificado).2012. às 15:31. FILHO. Florianópolis . A.RN. L.pdf>. Lagoa Nova NATAL . Determinação de Oxigênio Dissolvido na Água pelo Método de Winkler.B. Determinação de Oxigênio Dissolvido (Método iodométrico de Winckler modificado pela azida). A.Santa Catarina.2012.com/doc/99453730/93160891-Metodo-de-Winkler-Introducao>.Seção Regional do Rio Grande do Norte (ABQ-RN).R. n°22.2005. .B. às 12:15. A importância do oxigênio dissolvido em ecossistemas aquáticos. Nov.utfpr..7.scribd.scribd.V. Disponível em < http://pt.br/marcusliz/arquivos/OD. NUNES. Disponível em <http://pt. FIORUCCI. Acessado em 10 nov.S. K. Determinação de Oxigênio Dissolvido. Acessado em 10 nov. MADUREIRA. –REFERÊNCIAS VARGAS.2012. VIEIRA. E. Determinação Rápida do Oxigênio Dissolvido em Sistemas Aquosos. Associação Brasileira de Química .Dep.edu. UFSC – CFM . E. Acessado em 10 nov. de Química.com/doc/47348413/DETERMINACAO-DE-OXIGENIO-DISSOLVIDOQuimica-UTFPR-2010>. às 14:06.