You are on page 1of 4

Sylvio Motta – Direito Constitucional

Questões FCC

DEFESA DO ESTADO E DAS INSTITUIÇÕES DEMOCRÁTICAS

1. (Auditor – TCE/MG – 2005) - Ocorrendo fatos que comprovem a ineficácia de medidas tomadas durante o estado de defesa, a Constituição autoriza que seja decretado estado de sitio, (A) pelo prazo de trinta dias, podendo ser prorrogado uma única vez, por igual período, desde que persistam os motivos que determinaram sua decretação. (B) podendo sofrer restrições a liberdade de imprensa, radiodifusão e televisão, exceto em relação à difusão de pronunciamentos de parlamentares em suas Casas legislativas, desde que liberada pela respectiva mesa. (C) pelo Presidente da República, independentemente de manifestação prévia do Congresso Nacional, por se tratar de continuação de estado excepcional anteriormente autorizado. (D) devendo o Congresso Nacional decidir, por dois terços de seus membros, sobre a decretação e permanecer em funcionamento até o término das medidas coercitivas determinadas. (E) cabendo ao Congresso Nacional, uma vez publicado o decreto editado pelo Presidente da República, designar o executor das medidas específicas e as áreas por estas abrangidas.

2. (Procurador – PGE/SE – 2005) - Em Estado constituído sob a forma de República presidencialista e regime democrático, grupos guerrilheiros nacionais promovem atentado na posse do novo Presidente da República, deixando centenas de mortos e feridos. Com vistas a combater a atuação de referidos

1

http://www.euvoupassar.com.br

Eu Vou Passar – e você?

3. prorrogável por mais dois períodos de até 90 dias cada. (C) solicitar autorização ao Congresso Nacional para decretar estado de sitio. podendo ser prorrogado. sendo vedado. ouvidos os Conselhos da República e de Defesa Nacional. pelo período em que persistirem as razões que justificaram a sua decretação. estabelecendo as mesmas restrições às garantias constitucionais de direitos fundamentais. por tempo indeterminado. após oitiva do Congresso Nacional. permitindo-se a detenção de pessoas ou a realização de buscas sem mandados judiciais. por prazo não superior a trinta dias.grupos. a requisição de bens e a interceptação de conversas telefônicas.br Eu Vou Passar – e você? . é correto afirmar que (A) será decretado em caso de declaração de estado de guerra ou resposta a agressão armada estrangeira. o Presidente da República decreta estado de exceção. (B) o tempo de sua duração não será superior a quarenta e cinco dias. Por meio do Decreto que instaura o estado de exceção.Quanto ao estado de defesa. (E) decretar estado de sítio.euvoupassar. com prazo de vigência de 90 dias.com. suspendem-se temporariamente algumas garantias constitucionais. prorrogável por iguais periodos. o Presidente da República poderia (A) solicitar autorização ao Congresso Nacional para decretar estado de defesa. (Procurador de Manaus/2006) . 2 http://www. contudo. Imaginando que situação semelhante ocorresse no Brasil. (D) decretar estado de defesa. podendo determinar que fossem tomadas as mesmas medidas restritivas de garantias de direitos fundamentais. (B) solicitar autorização dos Conselhos da República e de Defesa Nacional para decretar estado de sítio. até o restabelecimento da normalidade da situação. por todo o tempo que perdurasse a situação de anormalidade. estabelecer restrições relativas ao sigilo das comunicações telefônicas.

submeterá o ato com a respectiva justificação ao Senado Federal. designará Comissão composta de três de seus membros para acompanhar e fiscalizar a medida.É previsão constitucional comum ao estado de sítio e ao estado de defesa (A) o acompanhamento e a fiscalização da execução de suas medidas por Comissão composta por membros do Congresso Nacional. 5. (D) a Mesa da Câmara dos Deputados. (B) a necessidade de autorização prévia dos Conselhos da República e de Defesa Nacional para sua decretação. sob pena de nulidade da decretação. ouvidos os líderes partidários. decretadas pelo Presidente da República. (Procurador do Município de Jaboatão dos Guararapes – 2006) Tanto o estado de sítio como o estado de defesa são medidas excepcionais.com.(C) o Presidente da República. (D) a possibilidade de restrição relativa à liberdade de locomoção. dentro de quarenta e oito horas. (E) na sua vigência é vedada a incomunicabilidade do preso. o estado de sítio pode ser decretado pelo Presidente da República (A) independentemente de prévia autorização do Congresso Nacional. que decidirá por maioria absoluta. 4. consistente na obrigação de permanência em localidade determinada. que comportam a suspensão de garantias constitucionais. (C) a submissão do decreto respectivo à ratificação do Congresso Nacional dentro de 24 horas.br Eu Vou Passar – e você? . diante da excepcionalidade das medidas autorizadas pela Constituição. (Auditor Tributário – Jaboatão dos Guararapes – PE – 2006) . 3 http://www. No entanto. ao contrário do estado de defesa. (E) a irresponsabilidade por eventuais ilícitos cometidos pelos respectivos executores ou agentes.euvoupassar.

4 http://www. embora contra o parecer. (Técnico de Controle Externo TCE MG/2007) . Nessa hipótese.Com vistas a restaurar prontamente a normalidade em local restrito e determinado. quando contrários à decretação. ao contrário do estado de defesa.(B) independentemente de prévia oitiva dos Conselhos da República e de Defesa Nacional. Ao Congresso Nacional. (E) por prazo indeterminado. (C) somente se se mostrarem ineficazes as medidas restritivas adotadas em anterior decreto de estado de defesa. reunidos em sessão conjunta. por depender de autorização prévia do Congresso Nacional. (B) inconstitucional. atingido por calamidade de grande proporção na natureza.euvoupassar. ao contrário do estado de defesa. a decretação do estado de defesa é (A) incompatível com a Constituição da República. o decreto respectivo somente é submetido nas vinte e quatro horas subsequentes à instauração do regime de exceção. sob pena de ofensa à autonomia dos demais entes da Federação. em virtude de tratar-se de ato eminentemente político. que sempre é decretado por prazo determinado. pelo voto da maioria absoluta de seus membros. no caso de declaração de estado de guerra ou de resposta à agressão armada estrangeira. (C) incompatível com a Constituição da República. uma vez que os poderes constituídos da União não podem imiscuir-se em questões locais. (D) inconstitucional.com.br Eu Vou Passar – e você? . 6. dos Conselhos da República e de Defesa Nacional. ao contrário do estado de defesa. é decretado estado de defesa. que vincula a decisão do Presidente da República ao parecer dos Conselhos da República e de Defesa Nacional. que não admite a instauração de estado de defesa em decorrência de comprometimento da ordem pública por calamidade natural. (D) sem que possa ser submetido a qualquer controle jurisdicional. pelo Presidente da República. com oitiva prévia.